Mostrando postagens com marcador Blogagem Coletiva. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Blogagem Coletiva. Mostrar todas as postagens

Amigos Virtuais

Se você quer ser feliz, seja. Comece espalhando amor por ai...

As mil faces do amor [BC Musical]

Amor, olhe para nós dois
Estranhos de muitas maneiras
Vamos esperar a vida toda
Para dizer "eu te conheço bem"
Pois só o tempo dirá
E tudo o que sabemos é que
O amor só pode crescer...

O segredo de Lisa Miller

Luz de Luma, Yes party!

Eternamente, uma estória

Meu lugar inesquecível!

australia

Alguém que eu gostaria de conhecer e BC Musical

Um homem selvagem de cores fortes que jogou tudo para o alto para assumir o seu destino

Paul Gauguin

Músicas que me fazem chorar

A Inveja Mata!

Que Zica!!

Uma musiquinha para descontrair...

Uma página do meu diário

Uma página do meu diário

Ressonâncias na Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços"

Quando a Rute propôs fazermos uma "Ressonância" da blogagem Coletiva "Amor aos pedaços", logo quis saber do que se tratava.

À primeira vista não entendi direito, até que fui olhar as participações da blogagem coletiva do ano passado: "Fases da Vida", da qual eu havia participado apenas em algumas fases - E entendi que "Ressonâncias" são associações que podemos fazer em cada fase e representá-las através de um tema.

Corpo de Mulher

Na Capa

Reintegração

Amor aos pedaçosTu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todo o dia.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todo o dia.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas.
Até não teres medo de morrer.
E então serás eterno.
(Cecília Meireles)

Chamada para 5ª e Última Fase da Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços"

A vida é desfazer nós. Nós... de nós mesmos... A linha da vida fica maior, se você consegue tirar o nó. A vida é desfazer nós e os motivos de fazê-los, ninguém pode desfazer por nós. Ninguém pode impedir os nós. Nós aqui. Nós nunca estamos sós (...) A vida é desfazer nós. Nós que fazemos pra complicar um caminho só e a linha da vida ficar cada vez menor. Nós aqui. Nós nunca estamos sós. [Lulina - Nós].

Questionamento

rotina

Chamada para a 4ª Fase da Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços"

questionamento

Se o braço da poltrona nunca abraça,
eu acho que a palavra perde a graça.
Se a boca do fogão não sente fome,
então porquê o mesmo nome?
Se o alho tem um dente e não mastiga,
eu acho que a palavra não se aplica.
Se o livro tem orelha e não escuta,
mas que palavra mais maluca!
Se a gente não alcança não importa,
mas se cresce e enxerga não suporta!
E no fim a fantasia vai embora,
o olho mágico da porta só vê o lado de fora

cante conosco
imagem

Esperança

esperançaNo teu poema
existe um verso em branco e sem medida,
um corpo que respira, um céu aberto,
janela debruçada para a vida.
No teu poema
existe a dor calada lá no fundo,
o passo da coragem em casa escura
e, aberta,
uma varanda para o mundo.
Existe a noite,
o riso e a voz refeita à luz do dia,
a festa da Senhora da Agonia
e o cansaço
do corpo que adormece em cama fria.
Existe um rio,
a sina de quem nasce fraco ou forte,
o risco, a raiva e a luta
de quem cai
ou que resiste,
que vence ou adormece antes da morte.
No teu poema
existe o grito e o eco da metralha,
a dor que sei de cor mas não recito
e os sonhos inquietos de quem falha.
No teu poema
existe um canto
chão alentejano,

a rua e o pregão de uma varina
e um barco assoprado a todo o pano.
Existe um rio
a sina de quem nasce fraco ou forte,
o risco, a raiva e a luta de quem cai
ou que resiste,
que vence ou adormece antes da morte.
No teu poema
existe a esperança acesa atrás do muro,
existe tudo o mais que ainda escapa
e um verso em branco à espera de futuro.
(No teu poema - José Luis Tinoco)

Todo dia quando acordamos, nos fazemos inúmeras perguntas. Perguntas que insistem em ficar durante o dia inteiro. Umas são fáceis de responder, outras fáceis de esquecer, algumas de resposta quase impossível. Será que consigo ser mais forte? Será que vou ver meus filhos crescerem? Será que um dia ele vai me amar? Será que o gás dá até amanhã?

De algumas perguntas temos verdadeiro pavor, saímos correndo, nos escondendo. Outras esperamos serem feitas, logo, com urgência. O que de melhor acontece é quando as perguntas que fazemos, têm as respostas que esperamos. Aí, talvez comece um momento de felicidade, sem muitas dúvidas, sem muitos senãos. Talvez, começem os sorrisos de um dia novo

Chamada para 3ª Fase da Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços"

luzdeluma

Domingo Sombrio - Desencanto

Chamada para 2ª Fase da Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços"

Para quem chega agora, a blogosfera luso-brasileira se movimenta em uma blogagem coletiva entitulada "Amor aos Pedaços", dividida em 5 fases, uma a cada mês.

A 1ª fase aconteceu no último dia 15 de Março com o tema "Encantamento" e a próxima, marcada para o dia 15 de Abril, terá como tema "Desencanto".

Você não precisa participar de todas as postagens, pode participar de uma ou de todas. Fica a seu critério, mas vou-te contar... Participar da primeira fase foi algo surpreendente e enriquecedor, mesmo ainda não conseguindo visitar todos os participantes por estar doente (dengue) e ter perdido um amigo (falecimento) bem no dia da postagem. Dos encantamentos que li, serviram para me animar e me arrancar sorrisos. Quem disse que blogar não é terapia?

Façam aqui a sua inscrição para a segunda fase:
  1. Rute - Publicar para Compartilhar
  2. Luma Rosa - Luz de Luma, yes party!
  3. Carmen Luíza - Fractais da Calu
  4. Felipa - Uma Certa Luz
  5. Josy - Cozinhando com Josy
  6. Lulu - Lulu on the Sky
  7. Teté - Quiproquó
  8. Elvira Carvalho - Sexta-feira
  9. Lethy Linda - Blog Lethy Linda
  10. Sônia Fátima - Trocando Ideias
  11. Chica - Chica escreve por aí...
  12. Clara - Simples e Clara
  13. Maria Luíza - Casa da Alquimia
  14. Margarida - Tachos & Panelas
  15. Debby - Em nossas vidas
  16. Tê Ferreira - Democratização da Moda
  17. Mary - Não sei, só sei que estava a fim...
  18. Tony e LuGirão - Voz Ativa
  19. Xunandinha - Conversas, ideias, trocas com Xunandinha
  20. Edilma Maria - O Gato por Lebre
  21. Teresa - Os meus óculos do mundo
  22. Suu Munizz - Viver é aprender
  23. Anne Lieri - As Asas dos Versos e Reversos
  24. Mônica - Arte Pensando
  25. Bel Rech - Buscando o Amor
  26. Lílian e Vera - Duas moças prendadas
  27. Lilian e Vera - Meu caderno de inspirações
  28. Valéria - Do que eu gosto
  29. Bia Jubiart - Jubiart Artesanato
  30. Luciano A. Santos - .Livro
  31. Luciene Brito - Lichia Doce
  32. Roseli Pedroso - Sonhos e Melodias
  33. Eloah - Além dos Fragmentos
  34. Mila Resendes - Nada Sério
  35. Geíza Bolognani - I.T. by Gê
  36. Lina - Aroma de Café
  37. Maria da Conceição - São
  38. Ieda Silver - Esplendor da Criação
  39. Fernanda - Sorvete de Morango
  40. Advi Morena - Vivendo Um Dia De Cada Vez
  41. Adri Nascimento - Casa, Coisas e Sabores
  42. Claudya R. - Gothicbox
  43. Jeanne Geyer - Doces Efemeridades
  44. Tetê, sem neuras - Avaliando a vida
  45. Sandra Portugal - Projetando Pessoas
  46. Bebeth - Blogando com Bebeth
  47. Marly - Saboreando os livros
  48. Você
Para não se esquecer da blogagem... leve um selinho para colar no seu blogue. Tem esse da postagem e o que está na lateral do blogue.

E a vida passa lentamente. E a gente vai tão de repente. Tão de repente que não sente. Saudades do que já passou [Lulu Santos]

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

Licença Creative Commonsget click
Leia o luz no seu celular

Algumas coisas não têm preço

finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008

Me leve com você...

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor