Mostrando postagens com marcador blogosfera. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador blogosfera. Mostrar todas as postagens

Amigos Virtuais

Para não esquecer... Vai ter blog sim!

Introversão e Extroversão são reflexos da mesma pessoa?

Ando com preguiça de escrever sobre qualquer coisa. Explicar então... Não vamos falar sobre isso agora. O "deixa para lá" ou "resolvemos depois" tem sido constante. Ultimamente estou bloqueada para tomar qualquer decisão. A vida anda corrida e a vontade é de me jogar no sofá, tomar posse do controle remoto e, para falar a verdade, não quero nem mesmo isso. Aie, que preguiça...

E por falar em blogues...

Porque blogar é preciso

luzdelumaNos últimos dez anos, nunca fiquei tão ausente da blogosfera como no ano que passou. Na verdade, venho mudando o ritmo desde quando adotei o "Slow Blog" como forma saudável de blogar, conciliando com mais inteligência a internet com o resto do meu mundo. Assim as noções de educação e bem viver combinam com pequenas atitudes;

O negócio é investir em conteúdo

conteúdo

Vivendo e aprendendo a blogar

Pausa para um café

Splog - Uma ameaça para a blogosfera

O texto a seguir, escrevi para o Dicas Blogger e como tenho recebido muitos e-mails perguntando sobre o assunto, republico no "Luz de Luma".

Você sabe o que é um Splog?

Os meios de comunicação social fazem parte da nossa vida diária e blogar foi uma das primeiras inovações da "Internet Social" e hoje, juntamente com os sites e redes sociais dão existência a Web 2.0 - O paraíso estaria perfeito, se não existissem os phishing scams, spams e lixo eletrônico.

Conforme definiu o SplogReporter - página da internet criada para listar Splogs: "Eles são os terroristas da blogosfera e precisam parar", mas que raios é um Splog?

spamSpam + Blog = Splogs

Deixe o mundo saber porque você tem um blogue.

Luma retrô

Tantos Caminhos...

Aconteceu no início desta semana a 1ª Edição do BookCrossing Blogueiro e proporcionou um encontro bacana entre os blogueiros amantes de livros (veja lista de participantes) ao promover a campanha: "Vamos esquecer um livro?", passei a dar-lhe o nome de "BookCrossing Blogueiro", por ter a campanha algumas características do movimento "BookCrossing", que corre no mundo todo.BookCrossing Blogueiro

Se você está chegando agora e não sabe do que se trata, leia a postagem anterior e participe!

Fiz um banner especial para os participantes e simpatizantes da 1ª Edição. Assim, os participantes ficarão mais atentos para as próximas edições e consequentemente ajudarão a espalhar visualmente a campanha pela websfera. Porque espalhar visualmente a campanha?

Na verdade, assim como existe lei que pega e lei que não pega neste Brasil varonil, pode-se dizer que existem movimentos dentro da blogosfera que pegam e outros que não pegam; Pegam quando as pessoas sabem exatamente qual a finalidade, encontram facilidade de informação, sentem-se familiarizadas com o que acontece e se beneficiam de alguma forma.



Para mim e acredito que para os demais participantes, o maior benefício da campanha foi que serviu basicamente para refletirmos sobre o porque de guardar os livros que já lemos e porque não damos a chance para outras pessoas usufruírem do mesmo prazer que tivemos.

Aposto que foram várias reflexões, até mesmo para aqueles que passaram pelos blogues e não participaram da campanha - Existem pessoas que são muito além de apegadas à matéria, são bastante egoístas e eu pergunto: Se os livros dificilmente são relidos, porque deixá-los mofar no fundo de um armário?

Para mim foi imensamente prazerosa a campanha; pude conhecer um pouco mais sobre a personalidade de cada um, os motivos que escolheram os livros para libertá-los, me diverti com a criatividade dos bilhetes deixados dentro dos livros e a maneira que escolheram para darem asas a estes livros.

Mas aprimorar a comunicação entre blogues foi o mais importante! Penso assim: Tudo que aprendemos escutando, escrevendo, falando ou lendo, aprendemos para um fim. Se leio um livro e não falo sobre ele ou mesmo não aplico aquilo que aprendi com ele, de que valeu a leitura? Pensamentos trancafiados são o mesmo que comprar um livro e deixá-lo fechado.

"Se uma pessoa fica isolada de seus semelhantes, com alimentação e conforto físicos garantidos, mas privada de qualquer forma de contato com o mundo exterior, tenderá a apresentar rapidamente sintomas de ansiedade. Uma manifestação básica de ansiedade será a necessidade de falar com os outros.

Durante algum tempo, isso poderá se atenuado por um monólogo, em pensamento ou em voz alta, e mesmo pela criação de interlocutores imaginários. Mas, com o prolongamento da situação, a fala e o próprio pensamento deverão ficar desconexos e a pessoa começará a perder o autocontrole..." hehehehe leia o restante do texto aqui. Viram como "necessitamos" desta falação?

Obrigado, pessoas!!

*Os banners foram editados na ferramenta PicNic que está agregada ao banco de imagens do Blogger - Picasa. Recomendo ao invés de adicionarem as imagens diretamente no editor de imagens da postagem, editar o tamanho correto no Picasa antes de postar.
Quem ainda não teve a curiosidade de visitar o Picasa e quer fazê-lo, faça o login no blogger e entre em "Minha conta", selecione "Álbuns da Web do Picasa" e verão que todas as imagens que postam em seus bloguinhos estão lá, só que muitas vezes duplicadas (devido várias tentativas de ajustar imagem na postagem) e mesmo aquelas que deletaram de algum post. Bom fazer uma limpa, heim?
O PicNic também pode ser usado independente do Picasa, assim como o Picasa também pode ser usado independente do Blogger.
O PicNic é uma boa alternativa para quem não tenha um editor de imagens instalado na máquina.

Escrivã(ninha)

Tome Vossa Alteza, porém, minha ignorância por boa vontade, e creia bem por certo que para alindar nem afear, não porei aqui nada mais do que aquilo que vi e me pareceu. (Primeira Carta de Pero Vaz de Caminha a El Rey D. Manoel)

Vida de escritor 2

Gastei uma hora pensando em um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.
(Poesia - Carlos Drummond de Andrade)

Acreditem, hoje o Luz está Rosinha

Pink PantherQuem acompanha este blogue desde o início sabe que quando ele nasceu, ele era rosinha e também que a cor foi escolhida propositalmente, não por eu gostar muito, ao contrário.

Lógico que a pessoinha que escolheu o nome e template do blogue, sabia que não sou fã da cor, mas nem sempre foi assim - A minha rebeldia quanto ao rosa, deve ter surgido quando eu ainda andava com meus sapatinhos de pompons rosa - Pois também não gosto de bege, mas daí é outra história. Rosa, eventualmente até posso usar, mas beeeege!! Houve um tempo que até fiz campanha contra as calcinhas beges...

Não vou fugir do assunto principal deste post, mas se Quer saber de mim? <- Clique. Foi nesta postagem que respondi que seria a Pantera Cor-de-Rosa, se pudesse ser um personagem de desenho animado...
ba dum...ba dum...ba dum...ba dum...

Pink Panther

Lembro ainda do dia em que chegou nas minhas mãos "The Pink Panther - Cartoon Collection" e o prazer que tive só de pensar que poderia ver este felino de andar peculiar, a hora que bem quisesse.


Nesta caixa estão reunidos todos os desenhos originais, menos os que são produzidos atualmente e também o vencedor do Oscar® "A pantera Pinta o Sete" (Melhor curta de animação/1964).

A Pantera Cor-de-Rosa e o inseparável adversário inspector Clouseau, foram desenhados pela dupla Friz Freleng e David DePatie e animados pela trilha sonora de Henry Mancini. Foi capa da Revista Time após 16 dias da sua criação e tornou-se o desenho mais conhecido no mundo. Existe desde 1964 e sem diálogo, resiste por 46 anos desde que fez a abertura do filme de Blake Edwards, onde Peter Sellers fez o papel do Inspector Clouseau, numa sequência de apenas 3 minutos. Desde então, a Pantera Cor-de-Rosa tornou-se mais popular que o filme, o que incentivou os criadores do personagem a serem contratados para uma série de desenhos.

A primeira curta de animação, citada acima, surgiu no mesmo ano da criação do personagem, já levando o Oscar, impulsionando a criação de uma série para a tv.

Quem estuda cinema tem o prazer de na disciplina de Semiótica Sincrética, estudar a Pantera Cor-de-Rosa, como exemplo de Greimas, de sincretismo semiótico. O que é isto? É quando a imagem e o som se integram, interagindo de tal forma que é impossível separar o personagem da música. Animador e compositor articulam juntos uma linguagem que produzem códigos de significação que recombinam estéticas diferentes e recombinam contextos diferentes que caminham para um único conteúdo: conteúdo e expressão que resultam no sentimento expresso do leitor que ludicamente leem os sinais, sem a necessidade da verbalização.

Este blogue também é frequentado por estudantes e produtores de cinema que podem dar seus pitacos mais profundos - Aos demais, relaxar e apreciar [vídeo]

Todas as segundas-feiras, estaremos colorindo a blogosfera com cores - a cada segunda-feira é escolhida uma cor e a cor eleita essa semana foi o "Rosa". Se você quiser participar, basta escrever sobre o assunto e avisar a Glorinha. Está é a segunda semana no total de oito e você participa a semana que puder.

Deixei para fazer meu texto agora de manhã, porque sabia que alguém mais iria falar da Pantera Cor-de-Rosa, lógico! E não queria ser repetitiva. O que você não leu aqui sobre este personagem, você lê no Blogue da Marli Borges, 'okay'?

*+ curiosidades sobre a Pantera Cor-de-Rosa.

A minha esperança mora - Quesadilla

No vento e nas sereias –
É o azul fantástico da aurora
E o lírio das areias.
Sophia M. B. Andresen



Bate o dia preguiçoso e gostoso
tarde preguiçosa e gostosa
preguiçosa e gostosa noite

Em dias e noites de preguiça, quem quer ir para a cozinha?

"Quando nos restaurantes digo – Quiero quesadillas de flores callabaza! – tenho a impressão de que estou recitando um poema e não pedindo um prato." México, Érico Veríssimo.

Não quero dizer adeus ao Photos-e-Fatos



BOM DIA !

Um dia quero mudar tudo
No outro eu morro de rir
Um dia estou cheia de vida
No outro não sei onde ir
Um dia eu escapo por pouco
No outro eu não sei se eu vou me livrar
Um dia eu esqueço de tudo
No outro eu não posso deixar de
lembrar

Um dia você me maltrata
No outro me faz muito bem
Um dia eu digo a verdade
No outro não engano ninguém
Um dia parece que tudo tem tudo
Pra ser o que eu sempre sonhei
No outro dá tudo errado
E acabo perdendo o que já ganhei

Um dia eu sou diferente
No outro estou bem comportada
Um dia eu durmo até tarde
No outro eu acordo cansada
Um dia eu beijo gostoso
No outro nem vem que eu quero respirar

Um dia eu quero mudar tudo no mundo
No outro eu vou devagar
Um dia penso no futuro
No outro eu deixo pra lá
Um dia eu acho a saída
No outro eu fico no ar
Um dia na vida da gente
Um dia sem nada demais
Só sei que eu acordo
E gosto da vida
Os dias não são nunca iguais

Logo de manhã
Bom dia
Logo de manhã
Bom dia
(Swami Jr. e Paulo Freire)

O Photos e fatos é o blogue da Ale, nossa amiga brasileira que mora na Inglaterra. Fazemos da internet ponte virtual e de nossos bloguinhos, meio para nos comunicar.

O Blogue da Ale, transpira e nos inspira, mas não quer mais respirar.

Envio daqui um sopro, um pouquinho do ar do "Luz" para tentar impedir que o Photos e Fatos morra.

Outros blogues também estão sobrando ares para impedir que isto aconteça.

Por que é assim
um dia você quer mudar tudo
um dia você está cheia da vida de blogueiro
um dia você quer sumir do mundo virtual

Porque logo de manhã
Olha pra tudo com preguiça
Pensa que está tudo igual
E que tudo piorou desde quando começou

Você tem medo de dizer adeus e depois sentir saudades
Pensa em algo mais palpável que o virtual,
na “Playlist” “COOL” que a amiga deu pra animar o seu "dial" e,
Ao mesmo tempo não quer perder o seu lado triste
Pensa na mãe, no pai, nos amigos que ficaram lá tráz
Vida real que às vezes machuca, magoa e te faz sentir sozinha.
E o bloguinho que te deu alegrias, contou histórias e experiências adquiridas, agregou amigos e te ajudou, mesmo que momentaneamente, a esquecer o medo do futuro, vai ser punido?
Ale, não mate este pedacinho de você.
Nós, eu, Meiroca, Laurinha, Ciça, Mercia, Mikelli, Tali, Anunciação, Celia, Tina, Vivis, CArol, Delma e Rosa147 pedimos que dê mais uma chance ao bloguinho.
Sabemos que a decisão não foi tomada de uma hora para a outra, como também sabemos que existe uma grande chance de você se arrepender. Então... não quer agradar os amigos? Não quer mais dividir seu dia a dia e as histórias do baú? E aquelas novidades geek, nerd, tech? Não tá certo, não queremos sentir sua falta! Gostamos de suas cores! Fica!!


*A Ale possui outro blogue. Vocês podem visitá-la no Login Style.

50 dicas para blogueiros iniciantes [update]

...e para os burros velhos que ainda não pegaram trote! (rs*)

Quando a Vanessa fez o post explicando porque tinha um blogue, eu me lembrei que já havia falado sobre o assunto (Desbloquei. Você bloga como eu blogo?) motivada por um texto publicado pela Tânia Defensora (Descobri mais uma utilidade de se ter um blog) e um desabafo do Neto Cury em seu antigo blogue (com a mudança, o link virou fumaça).

Esse assunto é recorrente aqui no "Luz" e em vários blogues. Posterior a explicação do porque tinha um blogue, a Vanessa resolveu reunir os links dos blogueiros que já haviam falado sobre este assunto na postagem: Porque você tem um blog?

Se você já falou sobre este assunto, avise a Vanessa para ela adicionar seu link na referida postagem. Espontaneamente iniciou, o que o biológo Richard Dawkis, escreveu em "O Gene Egoista":

"Os memes se comportam de modo análogo aos genes. O meme é uma entidade que luta pela sua sobrevivência, para ter vida própria e se expandir. Para tal, ele se vale dos homens como hospedeiros e veículos"

Como sou muito boazinha, passarei as dicas para vocês registradas ao longo desses anos
50 dicas para blogueiros iniciantes, um código de ética!
1. Não tenha medo de postar alguma coisa desconhecida, que não tenha sido comentada em outros blogs, Seja diferente.

2. Não tenha medo de divulgar as fontes das informações mostradas nos seus posts, pois isto dará mais credibilidade ao seu blog.

3. Não tenha medo de ficar alguns dias sem postar, pois melhor não postar, do que postar algo que não interesse ao seu visitante.

4. Não fique com medo das críticas em comentários feitos em seu blog e evite apagá-las, pois as críticas devem servir para que você melhorar, e apagá-las não irá trazer benefícios algum, pelo contrário, quem fez este comentário que você apagou não irá comentar de novo.

5. Não fique com vergonha de divulgar seu blog para seus amigos, pois eles são os leitores mais fieis.

6. Faça e Refaça os textos até conseguir algo que seja de fácil entendimento.

7. Leia com atenção e respeito todos os comentários.

8. Se a pessoa que comentou deixar alguma forma de contado como E-mail, Faça o possível para responder e agradecê-lo, pois se ele deixou esta forma de contato, ele quer comunicar-se com você.

9. Não tenha medo de ser polêmico.

10. Procure coletar o maior número de informações possível sobre o assunto que você irá postar.

11. Escreva com paciência.

12. Não desista se seu blog tiver poucas visitas e comentários, pois você só ira alcançar um bom numero de visitação com o tempo.

13. Procure se informar com blogueiros experientes.

14. Comente os blogs que você achar interessante, pois do mesmo jeito que você gosta que comente os seus posts, os outros blogueiros também gostarão.

15. Não se engane, não ache que vai ficar rico com seu blog pois vai acabar se decepcionando.

16. Imagens demais só irão deixar seu blog mais pesado na hora de carregar, lembre-se que nem todos tem "Speed"

17. Cadastre sua notícias (desde que sejam novidades) em agregadores como Digg, eucurti, rec6, etc.

18. Pastagens mentirosas irão espantar visitas.

19. Disponibilize parte de seu tempo para seu blog.

20. Evite pastagens muito curtas que não traga nada de novo e sem conteúdo.

21. Se você for postar um assunto que já viu em outro blog, procure acrescentar algo a mais, caso contrário, isto caracterizará falta de criatividade (e volte ao item 2).

22. Se você não for bom em língua portuguesa como eu, procure um corretor ortográfico (no word e googledocs já vem integrado).

23. Não queira parecer um gênio colocando palavras difíceis, quanto mais fácil o entendimento de seus posts melhor a experiência do internalta com seu blog.

24. O primeiro a falar de um assunto, merece todos os créditos, pois isto pode acontecer com você um dia.

25. Não tenha medo de errar pois é errando que se aprende.

26. Lembre-se que suas idéias podem ser bom ou mal interpretadas, e você tem que estar preparado(a) para isso.

27. O pior erro é ter medo de errar.

28. Aqui se faz, aqui se paga, Se você não deu crédito ao verdadeiro "dono" da matéria provavelmente um dia isto irá acontecer com você.

29. Lembre-se que, os que te criticam devem ter motivos para isto.

30. Não exagere em propagadas no seu blog, pois isto não irá adiantar em nada, e irá atrapalhar a navegação em seu blog e espantar visitação.

31. Post o máximo que puder (volte ao item 3).

32. Aceite sugestões que possam melhorar seu blog.

33. Copiar e colar, NUNCA.

34. Leia os blogueiros profissionais e aprenda.

35. O início é dificil, e vai continuar assim, então se você acha que vai ser moleza é melhor nem tentar.

36. É errando que se aprende, não se preocupe com suas mancadas, pois vai ser assim que você irá se tornar um bom blogueiro, desde que você corrija os erros detectados.

37. Compartilhe com a bogosfera as suas boas experiências.

38. Tire suas dúvidas em Fóruns.

39. Seja diferente, invente algo novo.

40. Ao menos que você tenha tempo de sobra, administre um blog apenas.

41. Seja fiel aos seus ideais, não mude de acordo com o "Mercado", você vai perder credibilidade.

42. Não poste o que você não gosta apenas por estar na "Moda".

43. Não crie vícios, isto irá tornar seu blog repetitivo.

44. Gostar do que faz.

45. Pra começar a blogar não tem idade.

46. Elogie o que deve ser elogiado, e critique o que deve ser criticado, só assim a blogsfera irá melhorar cada vez mais.

47. De o melhor de si, um dia o reconhecimento irá chegar.

48. Comece de baixo. não adianta começar com um domínio próprio se você não sabe onde poderá chegar.

49. Se você chegou até a dica 49, você demonstrou interesse por Blogar e isto já é um bom sinal, continue assim interessado em aprender cada vez mais.

50. Leia estas dicas.
....
Acrescento também que talvez o mais importante para um blogueiro seja ler bastante, se informar. Um blogueiro que não gosta de ler, não pode ser blogueiro!

Ao visitar os blogues e comentar, leia o texto com atenção e comente coerentemente. Não saia por aí comentando em todos os blogues sem prestar atenção no texto em questão. De duas uma: Você queima o seu filme ou é taxado de "miguxo".

Portanto, reza na blogosfera o princípio que adotamos na vida: Mais vale a qualidade do que a quantidade.

tudo é sempre
uma questão
de disciplina ou esbórnia

heloisa jahn

[update] - A Luci 100querer sugeriu que o meme deveria mudar de proposta "Porque é que você continua blogando?" - Eu continuo porque a blogosfera sempre me reservou coisas boas e tenho encontrado anjos pelo meu caminho - Se algum pensamento negativo quer me contaminar, um anjo aparece e resgata o positivo. Obrigada, Arthurius Maximus pelo destaque no Olhar Panorâmico - Fiquei super lisonjeada, até uma tag ganhei!!

Afinal, os blogues servem pra quê, pra quem ou para nada?

Cada um tem uma forma de digerir a notícia. Leiam comigo:

São Paulo - Um documentário gravado na edição 2008 da Campus Party desmistifica a idéia de que os blogs mudaram radicalmente a comunicação na internet. Esta é a conclusão da equipe que produziu o Blogumentário, nome do vídeo que será apresentado na sexta-feira, na edição deste ano da Campus Party, maior evento de inovação tecnológica e entretenimento em rede do mundo e que, pela segunda vez, acontece em São Paulo - até domingo. "Os blogs não revolucionaram nada", constatou o empresário Lucas Mello, responsável pelo vídeo, depois de fazer o trabalho [+]

O trecho acima faz parte de uma matéria de autoria de Wladimir D'Andrade sobre o Blogumentário, um documentário a ser apresentado na íntegra para o público em Março, no site do projeto com prévia para os blogueiros presentes na #cparty, nesta sexta-feira às 20 horas, na CampusBlog, área da Campus Party - Centro de Exposições Imigrantes. Algumas entrevistas já estão disponíveis no blogue do documentário.

Os videos com as entrevistas expostas no blogue estão ótimas e os blogueiros entrevistados, estarão 'impossíveis' com a badalação após exibição. Eu gostei da sinceridade do Lucas Melo "Os blogs não revolucionaram nada". Oras, só não entendi pra que fazer um documentário de 'um nada'?

Acampamento e #cparty, num primeiro pensamento me lembra dormir mal acomodado, dormir sem pijamas, dormir de roupas, dormir pronto, preparado para a guerra - se é que ali alguém dorme. Lembrei também da "Revolta dos pijamas". Nada a ver com a "poluição visual" na China, explico:

A Revolta dos Pijamas foi o nome dado ao movimento de blogueiros que não revolucionaram nada. Assim, quer dizer, uma turma de blogueiros que não queriam nada, que fizeram a comunidade internética tomar 'conhecimento' do mundo dos blogues, de bobeira. Falando besteira, captou?

Sério. Não me lembro muito bem como foi que essa revolta se solidificou, sei que a onda cresceu, fazendo americanos, encararem os blogues com mais seriedade.

O mais conhecido jornalista americano da tv, apresentador do principal noticiário da rede CBS e do 60 minutos, programa semanal de reportagens investigativas, Dan Rather foi humilhado e a força da blogosfera americana foi mostrada.

Na época, Dan Rather descobriu o que era um blogue e da pior maneira. Se ele e a maioria da população pensava que blogue era somente "diário íntimo em sites pessoais", depois do acontecido, viu que além de diário, existia uma outra comunidade virtual, que discutia, divulgava, contestava fatos e acontecimentos políticos/sociais.

Na verdade, ele não realizou a reportagem direito, apresentou um fato sem provas contundentes e os blogueiros provaram rapidamente que os acontecimentos eram falsos. Foram 11 dias que ele relutou em aceitar o erro e 11 dias ele foi massacrado pelos blogueiros. No meio dessa confusão, um ex-executivo da CBS negou evidências de fraude e se dirigiu aos blogueiros como "pessoas de pijama que ficam sentadas em frente ao computador".

revolta dos pijamasPronto! A "Revolta dos pijamas" começou!! E os blogueiros revoltados, transformaram um termo usado para designar guerrilheiros muçulmanos (mujahidin), em "pijama-hidin" e 'armados' atacaram para todos os lados, incluindo a grande imprensa americana. Muitos bloggers e não blogueiros que queriam clareza dos fatos, foram às ruas vestidos com camisetas estampadas com uma imagem histórica da Guerra da independência, adulterada com frases para ironizar os últimos acontecimentos.

Este episódio deu grande força à blogosfera e provou que os blogueiros somente precisam de uma gaveta cheia de pijamas descartáveis, para usar um a cada dia. A cada dia um novo pijama, com novas cores, para novos sonhos e porque não, idealizando a mudança de fatos que nos desagradam e lutando pela sua modificação - Repercutir idéias já é o começo deste caminho.

Blogueiros sonham, alguns mais que outros. Como num reality show, querem dormir e ter "audiência" em seus bloguinhús. Sim, alguns blogues têm mais leitores que muitos jornalistas renomados e, pelas trocas onlines com blogueiros de variadas profissões e localidades, os blogues são patrulheiros eficientes. Se um blogger erra, sempre terá um outro para apontar o erro, justo porque o princípio da credibilidade é o que deve subsistir.

Ah, sim! A blogosfera brasileira não é madura.

"Quais são as razões da diferença entre a blogosfera americana/internacional para a brasileira? Eu vejo três possibilidades não exclusivas: a idade dos nossos blogueiros, o número de blogs no Brasil e o modo no qual os blogs são vistos como negócios por aqui" [+]

Ou a blogosfera brasileira não quer crescer? Digo isso porque a cada tentativa de crescimento, existe uma poda por parte da comunidade. Há quem reclame da falta de coletividade, eu acredito na falta de um bem comum para crescer e organização.

Vejam por exemplo a manifestação contra a telefônica no #cparty e o protesto com o orelhão voip. Contraditório falar mal da maior patrocinadora do evento e usufruir dos benefícios que o evento trará em publicidade para o blogueiro - Isto pra mim tem um nome e no mais, concordo: a blogosfera que pensa precisa sair do casulo e 'crescer'.

Pra terminar, foi criada uma enquete com a pergunta: Você acha que o patrocínio da companhia Telefônica compromete o engajamento e o discurso libertário da Campus Party? Responda no site.

Se achou a pergunta muito difícil, vou fazer outra, inspirada numa dúvida que surgiu Chronicles & Tales Unlimited, dentro da postagem 10 coisas que eu odeio na blogosfera: Você sabe a diferença entre site e blogue?

Bom fim de semana!
Beijus,

*Imagem logo do twitter

Diz-me com quem andas e te direi quem és

Expõe-me com quem deambulas e a tua idiossincrasia augurarei.





Quando comecei a ler os feeds...

Sobre rankings e méritos
Eu não gosto de rankings…
Rankings - relação de amor e ódio

Me deu uma preguiça da blogosfera brasileira!

Conselho bom:

"Há dois tipos de pessoas: As que fazem as coisas e as que dizem que fizeram as coisas. Tente ficar no primeiro tipo. Há menos competição", de Indira Ghandi

Os textos linkados oferecem uma análise muito boa do atual momento do BlogBlogs e sobre os Newbies.

Acredito que muitos blogueiros como eu, estão de platéia e não falam sobre o assunto por pura preguiça mesmo. É assunto recorrente, cíclico e chato.

Ah, e porque queremos ver os 'espertalhões' quebrarem a cara!

Melhor puxar a cadeira, tomar um chá e esperar a marola passar.

Boa semana!
Beijus,

A estupidez humana



Nas fábulas do LaFontaine, as hienas e os abutres fazem um acordo para repartir a carniça em vez de se auto-destruir, isto porque:

o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.

o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.

o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.

o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.

o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.

o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.
o inferno é os outros. o inferno é os outros.


Todo mundo aqui sabe que a frase "O inferno é os outros" é de Sartre, certo?

"Vocês estão vendo aquela mulher de cabelos brancos
Vestindo farrapos, calçando tamancos
Pedindo nas portas pedaços de pão?
A conheci quando moca,era um anjo de formosa
Seu nome é Maria Rosa, seu sobrenome Paixão
Os trapos de sua veste não é só necessidade
Cada um para ela representa uma saudade
Ou de um vestido de baile, ou de um presente talvez
Que algum dos seus apaixonados lhe fez
Quis certo dia Maria por a fantasia dos tempos passados
pôr em sua galeria uns novos apaixonados
Essa mulher que outrora a tanta gente encantou
Nem um olhar teve agora, nem um sorriso encontrou
Então dos velhos vestidos que foram outrora sua predileção
Mandou fazer esta capa de recordação
Vocês, Marias de agora, amem somente uma vez
Pra que mais tarde essa capa não sirva em vocês."
(Maria Rosa - de Lupicínio Rodrigues e Alcides Gonçalves)

* Não só as Marias, os Joãos também!

Álias, a blogosfera de maneira geral, precisa renovar os hormônios. Muita gente soltando faísca, gastando muita energia com pouca coisa. Uns intolerantes. Como diz minha mãe "Um tanque de roupa suja cai bem" - mas lavem em casa, viu?

”Pra quem não sabe nadar, marola é tsunami” by
Guga Alayon aka Googól

Bom fim de semana!
Beijus,

Blogoterapia

Tem gente que me pergunta:

Lumer, porque você bloga?

Eu blogo, para encher o saco de muita gente e se não blogasse estaria enchendo o saco via e-mail, sei lá! Na verdade sempre gostei de formular idéias e colocá-las no papel é uma boa terapia, porém restrito. Blogar é trocar essas idéias - é por si, uma terapia.

Tem gente que acha o contrário, que blogar pode não ser uma terapia e sim motivo de se ter que fazer terapia. Blogar é viciante!

Quem frequenta esse blogue a mais tempo sabe os meus motivos para blogar.

Bem, vamos fazer a coisa direito; a Ariane e a KriKa me passaram um questionário de perguntas que foi idealizado por Cassiano do blogue Smokingpot. Eis:

1 - Por que você resolveu criar o blogue?

Eu não resolvi, resolveram por mim. Na verdade nunca pensei em ter blogue e era apenas uma simpatizante. Uma coisa levou à outra e darei uma resumida para aqueles que ainda não sabem da "história".

Existia um blogue chamado "Elasporelas", das jornalistas Carla Rodriguês e Martha Mendonça. Elas publicaram um livro "Mulheres no Ataque" e depois disso a parceria se desfez. Os ex-comentaristas que eram assíduos, trocavam bastante figurinhas, criaram o "Ex-epes" (Ex-Elas por Elas) que posteriormente foi chamado "Nós por Nós" e que várias pessoas que aqui hoje frequentam o "Luz" frequentavam lá também. Eu era uma das postadoras e num dado momento alguém achou que eu tinha que ter o meu próprio blogue e ganhei o "Luz de Luma". Eu acrescentei o "yes party!". Culpa de George! Aproveito para lhe dar os parabéns pelo aniversário.

Em tempo: Yvonne, Viva, Clark, Tesco, Audrey, Lize, Tatoo, Anna, July, Henrique, Marcos Penha, Flávia, Arthur e Lilás, Átila e Maringas. Esqueci de alguém? Saudades daquela união de todos!

2 - O que te dá mais prazer em blogar?

O feedback lógico! Gosto de saber a opinião das pessoas, até mesmo nos bastidores. Muitos não comentam aqui e falam comigo por e-mail e/ou outros, principalmente meus amigos que não blogam. É legal você expor suas idéias e saber como elas serão aceitas, bem ou mal, a "interação" é a palavra de ordem no ato de blogar.

3. Indique um blogue bom e um que você não gosta e porque.

Essa pergunta não deveria constar, já que nenhum blogueiro eticamente irá expor um blogue ruim e apontar-lhe o dedo. Posso dizer o que eu mais odeio em blogue?

Existem blogues para todos os gostos e nos meus passeios pela blogosfera vejo muitos blogues uns iguais aos outros. Tanto na cópia de layout quanto de conteúdo. Principalmente aqueles que pensam em ganhar dinheiro com blogue e partem para o copia e cola. Esses são os novos "miguxos", geeks uma ova e é fácil identificá-los, para isso é só clicar nas tantas luzinhas piscantes na sua sidebar - o que tem em seu blogue, tem em vários ali relacionados.

Resumindo: a falta de originalidade é o que mais não gosto em blogues, além da trapaça em copiar um outro blogueiro que levou tempo para formular uma postagem sem lhe dar os devidos créditos.

Quanto aos blogues bons; particularmente nem todos que aparecem nestas listas de ranking são os que acho bons. Um deles é o blogue do Rafael Galvão, cadê o blogue dele nestas listas? Que pra mim é um dos melhores blogues brasileiros. É um exemplo, mas existem vários outros.

4. Qual o tipo de música e quais suas bandas favoritas?

É mais fácil perguntar o que não gosto. A educação musical vem de berço, assim como outras cositas. Vou do Clássico à música moderna de Corroios na boa, mas não me peça para ouvir músicas trash. O que tenho ouvido ultimamente pode ser conferido no meu perfil do Last.fm.

5. Qual o assunto que você gosta mais de postar?

Não gosto de elaborar textos com antecedência, mas tenho no draft uns 20 textos que talvez nunca sejam publicados, além do que tenho salvo no computador. Na verdade, escrevo aleatoriamente todos os dias, mas no blogue, gosto de sentar e escrever aquilo do momento.

6. Seaquinevasseceusavaesqui?

Lógico! Moro na praia e uso muito a roupa de mergulho. Seria "aquecedor" praticar esqui se nevasse aqui.

7. Você é casado, solteiro, separado, enrolado, desquitado, chutado, viúvo ou outros?

Não sei o que interessa ao povo saber disso, mas as minhas juras de dedicação e carinho têm dono. Mesmo assim tem horas que me sinto chutada, enrolada, solteira... e em outras nda.

8. Porque você deu este nome ao seu blogue?

Não foi eu que dei e respeito a escolha. Por causa deste nome o "Luz" foi classificado em várias listas, tanto de blogues latinos como africanos. Sei que tem gente que nem acessa pelo nome e já me perguntaram se o meu blogue era esotérico.

9. Qual o último blogue que visitou?

Holy Crap! Who told you that?! Foi Mia que disse... a Mia tem um jeito leve, desprentensioso e natural de blogar que gosto.

10. Porque resolveu participar deste meme?

Os memes são formas de mostrar um pouco do que somos e resolvi contribuir para o voyerismo blogal.

Tarefa cumprida, vou passar o meme para 5 bloggers que tenho bastante curiosidade em saber porque blogam: Arthur Silva, Gato Guga, Ernesto Grimaldi, Magui* e Flávia Sereia.

*Não fuja da raia!

Aos demais, me respondam porque blogam; Blogar é terapia ou um descentralizador de idéias próprias?

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

Licença Creative Commonsget click
Leia o luz no seu celular

Algumas coisas não têm preço

finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008

Me leve com você...

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor