Lembro do dia em que fui mais feliz...

Ei, Caraguá... O que queres?
de lá pra cá não sei...


O momento em que fui mais felizBasta um acontecimento ruim para nos tornar conscientes de que estamos aqui por algum motivo. Não somos donos de nada, nem deste corpo que faz ponte entre o carnal e o etéreo.

Recordo com saudade os passeios na praia em tardes de chuva, quando meu irmão segurava firme as minhas mãos e me dava proteção. Não pensava que o mundo fosse acabar, que as pessoas fossem envelhecer ou mesmo morrer.


Nós dois de mão dadas corríamos cheirando o ar, a rir e sentir a chuva, chuva de felicidade.

Sabes que descobri os momentos um pouco tarde?
A felicidade é um momento. Apenas um momento.
Mas faz-nos ter coragem para enfrentar a vida toda!


Lembro do céu, do cheiro e sabor da chuva misturada com a maresia. E quando li o livro de José Eduardo Agualusa "O Vendedor de Passados" percebi que não estou sozinha.

Sempre retornamos ao momento em que fomos mais felizes.
Partilho com vocês uma passagem:

“…Um muro alto fecha o jardim. O topo do muro está coberto por cacos de vidro, em cores variadas, presos com cimento. Daqui de onde os vejo lembram-me dentes. Este feroz artifício não impede que, vez por outra, meninos saltem o muro e roubem abacates, nêsperas e papaias. Colocam uma tábua sobre o muro e depois alçam o corpo. Parece-me um tarefa demasiado arriscada para tão escasso proveito. Talvez não o façam para provar as frutas. Creio que o fazem para provar o risco. Amanhã o risco há-de, talvez, saber-lhes a nêsperas maduras. Imaginemos que um deles venha a tornar-se sapador. Neste país não falta trabalho a sapadores. Ainda ontem vi, na televisão, uma reportagem sobre o processo de desminagem. Um dirigente de uma organização não governamental lamentou a incerteza dos números. Ninguém sabe, ao certo, quantas minas foram enterradas no chão de Angola. Entre dez a vinte milhões. Provavelmente haverá mais minas do que angolanos. Suponhamos, pois, que um desses meninos venha a tornar-se sapador. Sempre que rastejar através de um campo de minas há-de vir-lha à boca o remoto sabor de uma nêspera. Um dia a inevitável questão, lançada, com um misto de curiosidade e horror, por um jornalista estrangeiro:
- Em que pensa enquanto desarma uma mina?
E o menino que ainda houver nele responderá sorrindo:
- Em nêspera, meu tio.”
----
Um sabor, à nêsperas nesse começo de semana...
Qual o sabor da sua felicidade?

81 comentários :

  1. Que lindo... Inspirador, querida!!

    A minha felicidade são os pequenos grandes momentos de vida!

    Beijo carinhoso, boa semana...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Tatiana!! A felicidade não anuncia a sua chegada e nem a sua saída, ela não tem hora marcada e não solta fogos de artifícios. Dizem até que ela é como orgasmo, para uns dura pouco, no entando, para outros... bem, tem gente que faz farra com tudo!! Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  2. "A felicidade é um momento. Apenas um momento."

    Resumiu tudo, meus momentos de felicidade são quando ligo meu espírito à Deus e ele me faz sentir o gozo e a alegria que só vem dele, não é fácil ser feliz neste mundo, mesmo que eu fosse totalmente feliz por um lado, sempre estaria infeliz por outro, pois crianças morrendo de fome e de desamparo, me deixa muito amargurada :(

    bjss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rydi, podemos nos conectar com Deus de várias formas, não é mesmo? Até porque sentir compaixão pelos que não são previlegiados como nós, não deve interferir na alegria que temos em viver os dias, afinal, sempre que podemos, concretizamos essa compaixão com atos que saem do abstrato. Beijus,

      Eliminar
  3. Lindo e por isso vamos viver bem cada momento.É de pequenos em pequenos que se faz a felicidade!!!beijos,chica e desde já, linda e feliz Páscoa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem não tem história de felicidade para contar, precisa se doar mais, viver mais - Abrir as comportas do coração!!
      Obrigada pelos votos de feliz páscoa e desejo o mesmo para você, Florzinha!! Beijus,

      Eliminar
  4. Na vida sempre teremos momentos que nos marcam mais, que ficam para sempre,,,no mais,,,tudo será sem explicação...beijos de bom dia e ótima semana pra ti amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até dizem que não podemos olhar para o sol... e acreditamos em tantas coisas que não vimos, por que não a felicidade? Beijus,

      Eliminar
  5. Olá Luma, boa tarde. Concordo contigo: será sempre muito mais gratificante encontrar raposas pós exuperianas do que as outras, as tais que diziam "não prestam, estão verdes". Um sorriso, um abraço e espero que estejas francamente melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque algumas coisas são demais, até o descrédito. Quem nunca sentiu, pode dar o assunto por encerrado pois não acho que terá condições de opinar. Para as raposas amargas, lhes oferecemos a indiferença. Ah, eu queria escrever "maçãs maduras porém envenenadas", mas não farei isso!
      José, obrigada pela preocupação, pelo sorriso e abraço! Estou melhorando... beijus,

      Eliminar
  6. O "sabor" da minha felicidade é colocar a cabeça no travesseiro e concluir que, apesar de todos os pesares, eu sou feliz!

    Bom dia, Luma!
    Ótima semana pra vc!
    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sensação de dever cumprido? Sim, traz enorme conforto e não causa angústia!! Sentir paz também acho que seja sinônimo de felicidade!! Beijus,

      Eliminar
  7. Estas perguntas sempre me pegam desprevenido. Acho que tenho que visitar mais meus momentos felizes, e me desligar um pouco do que hoje me incomoda tanto.

    Beijos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a receita, Lu! :) Beijus,

      Eliminar
  8. BOM DIA EXCELENTE BLOG PARABENS MESMO

    ResponderEliminar
  9. Essa mocinha acordou meio nostálgica.

    Sabe, eu acho que os momentos de felicidade só vamos perceber mesmo depois que eles passam, pois enquanto eles são não podemos perceber toda a intensidade deles. Sempre é o que foi o que nos deixa mais feliz.

    Luma eu mudei meu avatar. Esse me deixa com ar mais maduro e é que que quero.

    Li todas as respostas que deu a meus comentários anteriores e só não quis fazer reply porque acho que ia ficar muito extenso. :)

    Vendo tua sidebar, despertou-me uma curiosidade. Lá no meu aparece ainda Google Friend Connect e no seu Google Rede Social. Não sei porque no meu aparece Google Friend Connect se já acabou!

    Manda notícias de como você está. Estou preocupada com essa blogagem coletiva. Duas na mesma época. Acho que vai exigir muito esforço de ti. No que puder ajudar eu ajudo, mas me sinto impotente porque também estou ficando mais limitada quanto ao tempo para estar na Web.
    Mas só quero que você melhore dessa "denguisse". :)

    Beijos e uma boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tô dodói... Pensando em coisas boas para animar!
      Está Google Rede Social desde o início. Eu tinha o Friends Connect que saiu do ar e perdi quase mil seguidores. Tudo tem seu prazo de validade, não é? Me chateei e me resignei...
      Toda ajuda será bem-vinda, principalmente para divulgação!!
      Gostei do avatar novo!
      Beijus,

      Eliminar
  10. O sabor da minha felicidade é chocolate! E sim, de vez em quando me pego sentindo saudade do que já passou! Ando me assustando um pouco por chegar mais perto dos 40 eu acho... Mas, eu gosto mais de mim agora. bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Saudosismo aumenta com a idade na proporção das lembranças. Acho :) Claudya, a maioria das mulheres que conheço acima dos 40 se curtem muito mais. Beijus,

      Eliminar
  11. Bom dia,Luma!!

    É verdade!A felicidades são momentos!O bom é que eles vão acontecendo ao longo da vida.Alguns momentos que vivemos hoje deixará saudade quando já for amanhã...
    Vamos aproveitar bem o dia!
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viver o presente e valorizar o dia é a melhor forma de encontro com a felicidade! Não podemos viver no passado, pois esse já morreu! E não podemos viver pensando no futuro, pois esse nem existe ainda!! Vamos aproveitar bem o dia [2]!! Beijus,

      Eliminar
  12. Oi Luma
    Felicidade é composta dos momentos; nosso tesouro é composto das lembranças, resiliências para enfrentarmos momentos de desencantos, angústias e perdas.
    Tenho vários sabores, mas já destaquei um que me afaga quando necessário, o do mingau de fubá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As crianças de hoje nem sabem o que é fubá e as mães acham ruim quando elas estão sem "apetite", mas lógico!! Dão cada papa para a criança que tenho dó. Um mingau bem feitinho... senti até o cheiro!! Beijus,

      Eliminar
  13. O sabor da minha felicidade? Talvez a esperança de que um dia possa durar um pouco mais. Boa semana, Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se preocupe, Árabe!! Pois quem muito preocupa acaba por não viver o presente :D Beijus,

      Eliminar
  14. Lindo! Para mim, a felicidade tem sabor de morango, aroma de canela e tem uma melodia de mar!

    ResponderEliminar
  15. Que lindo...
    felicidade são momentos, qdo descobrimos isso, vivemos melhor.
    e sentimos aromas, ventos, vemos cores, recordamos amores.
    bjo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem viveu uma grande tristeza ou decepção, acaba por valorizar mais os momentos felizes. A vida ensina! Beijus,

      Eliminar
  16. luma
    que foto deliciosa.
    felicidade é assim cheia de pequenos prazeres
    com amizade e carinho de Monica
    feliz Páscoa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, fofinha... tínhamos que usar chapéus imensos, tamanha a "alvura" :) Beijus,

      Eliminar
  17. Ah como é bom recordar momentos assim... E são os mais simples que deixam mais saudade, talvez por ser com pessoas e sentimentos verdadeiros. Gosto muito de poder lembrar momentos assim.

    O sabor da minha felicidade? É uma mistura de doces, muitos doces!

    Um beijo e boa semana Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Momentos complexos geram muita confusão :D Felicidade é momento de descomplicação, relax... como algodão doce! Por falar nisso, complicaram até os doces, pois não vejo mais algodão doce :( Beijus,

      Eliminar
  18. Aa felicidade tem sempre um gosto de: quem-sabe-um-dia-eu-sinta...
    Sou muito estranha, nunca acho que estou realmente feliz e somente quando olho para trás e que penso: _Puxa, ali eu estava feliz...
    Resumindo não sou reclamona, mas também não vivo com sorriso no rosto...
    Tá bom, é um pouco triste... mas só um pouco...
    Boa semana!
    Bjkas
    Mila

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que você não é estranha... a maioria só reconhece a felicidade depois que ela foi embora. Mas as lembranças sempre alimentam a esperança de viver mais momentos bons. Também sou um pouco enigmática e não é qualquer piada que me faz sorrir. Na verdade, não precisamos sorrir em gargalhada! Muitas vezes é só o coração que sorri :) Beijus,

      Eliminar
  19. Oi Luma, o sabor da minha felicidade é doce, é saber que a cada dia posso tê-la mais e mais, basta saber onde buscá-la e como cultivá-la.
    Beijos e ótima semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conta o segredo... :) Beijus,

      Eliminar
  20. Bom jeito de começar a semana, que começou difícil!
    Tudo de bom por aí
    Beijos saltitantes
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Advi, a gente tem que reverter tristezas em alegrias. Partilhar alegrias é o melhor modo de esquecer as tristezas. Beijus,

      Eliminar
  21. Ah! Luma... seu texto me fez lembrar minha infância, no interior. La haviam muitas frutas no quintal e éramos felizes demais. Eu e meus 9 irmãos, inventávamos tantas brincadeiras, entre as árvores frondosas, cheias de frutas...
    Esse sabor de felicidade jamais vou esquecer e sinto uma saudade enorme. Talvez eu possa caracterizá-lo como sabor de cajá, porque era onde passávamos mais tempo, catando as inúmeras que caíam ao chão, e moldando anéis, com a casca da cajazeira...
    Boa semana! Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você captou o espírito do post! Existem acontecimentos que nos fazem ser transportados a sentir a mesma alegria daquele momento mais feliz! Sentimos o "espírito" do momento com tudo que nele estava incluso, cheiros e sabores.
      Nunca comi cajá!! :) Beijus,

      Eliminar
  22. Belíssimo texto, inspirador!
    http://fazdecontatxt.blogspot.com

    ResponderEliminar
  23. Minha querida

    Um belo texto...a vida é feita de recordações e momentos que nunca esquecemos e nos acompanham a vida toda e as recordações da infância, são sempre feitas desses momentos.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os bons momentos sempre nos animam nos piores momentos :) Beijus,

      Eliminar
  24. Talvez, porque eu seja exagerada...
    A semana passada, ganhei um presente muito especial que oportunamente contarei aos meus amigos daqui, cheguei em casa dizendo: estou tão feliz, tão feliz, tão feliz.............................. tão feliz! Passei a semana flutuando, e confesso ainda estou.
    Tenho certeza que lá na frente, eu me lembrarei disso e se for contar para alguém,com o meu entusiasmo eu direi: fiquei tão feliz, fiquei tão feliz, fiquei tão feliz..............................fiquei tão feliz!
    Lindo texto, nos leva a lembrar da nossa felicidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem, me deixou curiosa!
      Vê se conta logo!! :)
      Beijus,

      Eliminar
  25. Luma:
    Bom dia!
    O sabor da minha felicidade?
    Está nos pequenos detalhes...Junto com boas lembranças.
    Ah, um passeio de bicicleta como este que estou vendo na TV.
    Apreciando uma cidade que ainda não conheço: Rio de Janeiro.
    Beijos.
    Boa semana e melhoras.
    Anny

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anny, eu sei que sabe captar os detalhes e enxergar o que realmente é belo. Canaliza a sua sensibilidade para alegrar os dias! Uma alma de artista!! :) Obrigada pelos votos de melhora!! Tô quase!! Beijus,

      Eliminar
    2. Luma:
      Fiquei tão sensibilizada com sua pergunta que postei uma foto mostrando o sabor e a cor da minha sensibilidade...
      Beijos e obrigada!
      Que bom que você existe.

      Anny.

      Eliminar
  26. Querida, voce tem razão, se faz por momentos e muitas vezes deixamos passar até mesmo por pirraça! Não há receita para o caminho da felicidade, mas certamente parte de cada um, de seus atos e de sua índole.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na vida só existem dois caminhos a seguir e nós que escolhemos qual dos dois seguir. Ser feliz é um deles!! :) Beijus,

      Eliminar
  27. Que lindo deve ser esse livro, e eu que sou apaixonadissima pela infancia da gente, ja vou tratando de procurar pra comprar. E que linda a foto!
    Que sabor tem a minha felicidade?
    hmmm

    ...
    acho que esse saber variou pelos anos, Luma. Numa época tinha um certo sabor, que foi mudando pra outros e outros. Hoje minha felicidade tem gosto de filho. Filho tem gosto sabe? às vezes eles estao doces, as vezes, amargos, às vezes sao salgadinhos, noutros, azedos... vao mudando como a gente muda, como a vida muda. Filho tem gosto de lagrima. Que pode ser motivada por alegrias ou chateacoes.
    é a vida...
    e ela é bonita é bonita e é bonita!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nina, você saca o que é um meme? Filho é um meme da gente! Eles são aquilo que eles enxergam de nós. Por isso muitos "jeitos" se repetem em gerações!
      Ah, o livro "O Vendedor de Passados", já virou filme!!
      A vida é bonita demais!! :)
      Beijus,

      Eliminar
  28. Interessante essa reflexão que vc nos fez,lembro-me bem de determinados momentos em que hoje percebo que eram momentos de felicidade,mas que na hora em que aconteceram eram apenas acontecimentos do cotidiano.
    Não sei se é o tempo ou o meu olhar que anda apurado sobre esses assuntos,mas o fato é que hoje ando relembrando vários momentos,ando procurando nas coisas passadas pequenas gotas de alegria,rs.
    Abraço querida,dias de céu azul e calmaria pra vc!=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai muito da natureza das pessoas o que elas querem se lembrar do passado. Algumas pessoas só se lembram do sofrimento, mas o mais normal é a gente ir se distanciando das coisas ruins e peneirando para destacar os bons momentos. Esse distanciamento nos faz isolar o fato como algo bom, mesmo que na ocasião não tenha sido tão bom assim. Sabe que isso é bastante perigoso? Dias azuis e de calmaria para você também!! Beijus,

      Eliminar
  29. Pois é Luma, acredito nisso mesmo, a felicidade pode ser sentida através de momentos que aprendemos a apreciar cada vez mais com o amadurecimento!!!
    A minha felicidades é a minha rotina com marido e filhos, não troco isso por nada nesse mundo!!!
    Beijocas!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Família é tudo!! Endurecer amando = amadurecer. Com o tempo vamos nos livrando das fantasias e valorizando aquilo que importa. Beijus,

      Eliminar
  30. Como sempre, arrasando nos posts querida.
    Parabéns.
    Estou super em falta com a blogagem coletiva, mas tenho estado pra lá de ocupada ... quando penso que agora vou poder relaxar um pouco, voltar a escrever, que nada ... :/ enfim, mas já faltou mais. Estou me organizando e daqui a pouco volta tudo ao normal.
    Um grande beijo no seu coração.
    Angel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Angel!!
      Fique à vontade, querida! Você pode postar quando lhe convier e depois avisar. A data serve somente como referência e se não sentir inspiração para escrever ou não tem tempo, isso deve ser respeitado! Afinal, blogar tem que ser um exercício espontâneo. O que não acontece com quem pensa lucrar com blogue e ele vira compromisso, obrigação... ah, por aqui não "sobrevivemos" para alimentar blogues (rs*) Beijus,

      Eliminar
  31. Luma que belo texto, me fez recordar das minhas traquinagens de infância, onde eu tinha agilidade e esperteza para subir nas árvores dos vizinhos e roubar goiabas, carambola, tangerina hehe
    E por mais que eu queira sentir o gostinho dessa saudade que ficou em minha memória, nunca é o mesmo sabor, onde mesmo depois de uma sova quando mamãe descobria a arte, a vida era tão feliz ao meu olhar. Belo texto. Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O gostoso era arrancar a fruta do pé e comer sem lavar. Bons tempos! Chupei muita jabuticaba igual macaquinha!! Ah, a gente não fazia nada de mais! As mães sempre serão umas chatas :) que não deixam a gente fazer nada! Beijus,

      Eliminar
  32. Mas...e se os "anjinhos" conseguirem voar para chegar aos pontos mais altos das árvores onde a fruta é mais tentadora?
    Ah!Querida Luma, quem já não trepou um muro para surripiar umas nêsperas, quem não trepou os galhos de uma árvores para apanhar cerejas tentadoras, não conhece os pequenos grandes prazeres da vida! E a felicidade não é mensurável, porque o tamanho dela está no tamanho do momento que vivemos. A alegria cresce na medida exata da vivência das coisas que nos fazem valer a pena viver com a dignidade dos simples! Como saltar um muro!
    Abraço querida amiga
    Boa Pascoa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem não fez nada disso, não teve infância!! Naquele "lugar" a felicidade era mais fácil de se encontrar, pois ainda não estávamos contaminados :) Feliz Páscoa!! Beijus,

      Eliminar
  33. Que post maravilhoso, Luma!

    senti tantos gostos ao lê-lo. É que a felicidade é muita e o tempo curto.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem tempo para a felicidade, menininha? :)
      Feliz Páscoa!!

      Eliminar
  34. Verdes anos... também tenho muita saudade deles.

    As leitura dos Tesouro da Juventude, banhos de chuva e biqueiras, riachos, amigos. Não havia internet, não havia shoppings, não havia tanta tecnologia, mas havia poesia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas se reuniam sempre para falar nada e sem pressa. O tempo era outro. Beijus,

      Eliminar
  35. Olá, como está?

    hoje venho simplesmente desejar-lhe

    Uma Boa Páscoa!

    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, meu amigo!! Feliz páscoa para você também!! Beijus,

      Eliminar
  36. É, amiga, às vezes só temos consciência dos momentos de felicidade quando a perdemos e ficamos sem chão! Mas tudo vai passando, lentamente, desde que a vontade de viver exista... :)

    Gostei da citação de Agualusa! :)

    Beijocas!

    ps- desculpa, o blogger não publicou o teu comentário, só quando os estava a apagar na caixa de mail o vi. Copiei, colei e respondi! Para que não haja confusão, só muito esporadicamente apago comentários e apenas quando são insultuosos. E estava longe de o ser!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Teté!! Houve uma confusão sim e percebi na hora, mas daí pensei: Talvez tenha ido para a caixa de spam.
      Sou apaixonada por Agualusa. Esse livro virou filme, sabe? Você que gosta muito de cinema, quem sabe leio uma crítica em seu blogue. Eu ainda não assisti.
      A felicidade é como a vida: puro éter!
      Beijus,

      Eliminar
  37. Adorei este post, quanta verdade e sensibilidade, que bonita suas lembranças com seu irmão... A felicidade está nas pequenas coisas , nos momentos divididos com pessoas especiais.

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade Cris, qual momento de felicidade se vive sozinha? Não existe!! A felicidade é sentimento de mutualidade, um fio condutor invisível!
      Beijus,

      Eliminar
  38. É tão bom termos esse tipo de lembrança né... essa saudade gostosa desses momentos que não voltam mais!
    Tenho um pouco de pena dessa geração de hoje, tudo tão vazio... vão lembrar de que quando forem mais velhos? Conversas no MSN? Do consumismo desenfreado? Das amizades repletas de interesses?
    Beijão Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ludi, não deixamos de ser dessa geração e vivemos muito bem! Não acho que a modernidade tenha tirado, ela pode acrescentar! A culpa em geral é dos pais, que não tem tempo para os filhos e deixam que eles procurem distrações sozinhos. Daí depois reclamam que os filhos só ficam no computador, etc.. :) A vida é uma só, sempre há tempo de ir atrás daquilo que achamos que perdemos. Talvez a felicidade vazia a que se refere no comentário, satisfaçam essas pessoas e elas sejam felizes. Beijus,

      Eliminar
  39. Oiiiii comecei a ler sua postagem e passei acho que quase uma hora pensando nos bons momentos que tinha com meu irmão.Quando eramos novos não tinhamos condicoes de pegar transporte de inda e vinda de colegio,entao iamos pra casa sempre andando,era um caminho dificil e perigoso,e eu nunca esqueco que ele pegava minha mochila sempre pesada pelos livros carregava em um ombro porque na outra estava a dele,segurava minha mão e sempre dizia que ia ficar tudo bem...que saudade daqueles tempos!
    Bom vim te desejar uma feliz pascoa!!e tudo de bom pra você!mil beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que delícia ficar lembrando... Também um exercício para a memória!! Quantas coisas a gente já esqueceu, não é mesmo?
      Obrigada pelos votos de boa páscoa! Espero que a usa também tenha sido muito boa!! Beijus,

      Eliminar
  40. Oi Luma!

    Gostei muito do texto: deveras nostálgico e feliz! Se fosse para colocar o sabor de uma fruta que me lembra momentos felizes a jaboticaba seria a escolhida. Ela me traz lembranças de minha infância no interior.

    Definitivamente o que existe são "momentos felizes" !

    beijo grande querida e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha fruta também seria jaboticaba! Já pulei muito o muro da vizinha para "roubar" jaboticada, até o dia em que ela perguntou para nós (eu e meu irmão, para variar): Por que vocês não entram pelo portão da frente?
      Vale dizer que perdeu a graça roubar jaboticabas! :)
      Boa semana, Tina!!
      Saudades de você!!
      Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor