Jeitinho Americano

Jeitinho americano

imagem

Samuel Langhorne Clemens foi um dos muitos timoneiros que percorreram o famoso Rio Mississippi no século passado. Durante sua agitada vida, também foi garimpeiro, aprendiz de tipógrafo e jornalista. Mas foi com o pseudônimo de Mark Twain que se tornou, junto com Herman Melville e Walt Whitman, um dos pais da genuína literatura americana, livre da influência britânica.

Com a experiência acumulada nas viagens e profissões, aliada a um humor muitas vezes bizarro, Twain revelou para o mundo uma sociedade americana até então desconhecida e presenteou o imaginário do país com personagens quase arquetípicos, como Huckleberry Finn e Tom Sawyer.

No dia de sua morte, 21 de Abril de 1910, a literatura americana, há muito saída da infância, já podia se dar ao luxo de ter nomes como os realistas Henry James e Theodore Dreiser.

Nascido em 30 de Novembro de 1835, em Flórida, estado do Missouri, Twain conviveu desde cedo com as histórias de aventuras, nem sempre verídicas, dos banqueiros do Mississippi. Orfão de pai, começou a trabalhar aos 13 anos. O Ofício de timoneiro, que aprendeu aos 18, valeu-lhe o pseudônimo: a expressão "mark twain" significa que a água tem profundidade suficiente para a navegação.

A carreira literária ganhou impulso em 1869, com a publicação do conto "A célebre rã saltadora de calaveras", que obteve relativo sucesso. Nessa época começou também sua fama de viajante: visitou o Havaí e o Mediterrâneo e escreveu sobre a experiência em "Os ingênuos em viagem" (1869) e "Vida Dura" (1872).

Três anos depois de se casar em 1870, Twain escreveu o romance "A idade dourada", um prenúncio do que viria em 1876 com a publicação de "As aventuras de Tom Sawyer", reminescências de sua vida no Mississippi. O livro logo se tornou um clássico americano. Oito anos depois saiu "Huckleberry Finn", na mesma linha, mas considerado ainda melhor.

Ernest Hemingway; outro nome fundamental da literatura americana, diria, alguns anos mais tarde, que "é o melhor livro que possuímos. Tudo o que escreve na América vem dele. Anteriormente nada existia. Também nada existe de tão bom depois".

Curiosamente Mark Twain nasceu e morreu em anos de passagem do cometa Halley. “Eu vim com o cometa Halley em 1835. Ele voltará ano que vem e eu espero ir-me com ele” e lá se vão 176 anos...

Assista o único registro em vídeo de Mark Twain (1909) feito por Thomas Edson.

26 comentários :

  1. Que bela coincidencia!
    Eu ganhei 30 livros de uma prima( tia Maury e dentre eles tem este
    168 livro que já li desde2008
    MARK TWAIN DICAS UTEIS PARA UMA VIDA FUTIL E UM MANUAL PARA A MALDITA RAÇA HUMANA Fiz algum resumo.
    A mais perfeita polidez é apenas um belo edifício feito ao chão ao teto de graciosas e douradas formas de caridosas e generosas mentiras
    A etiqueta exige que admiremos a raça humana
    Nada preciso tanto mudar quanto as manias dos outros
    Quando penso na quantidade de gente desagradável que foi deste mundo para melhor , fico tentando a mudar de vida.
    A verdadeira melancia do sul é uma benção a parte, não pode ser misturada com coisas mais simples. A maior delicia do mundo, rainha de todas as frutas da terra, pela graça de Deus. Depois de provar uma sabemos o que comem os anjos. Tenho certeza que Eva não comeu uma melancia do sul pois se arrependeu.
    com amizade e carinho Monica

    ResponderEliminar
  2. Adoro Mark Twain e amei a homenagem da Google! Bela lembrança.
    bjs
    Jussara

    ResponderEliminar
  3. Que forte isso, veio e foi com o cometa!!! Coisa mais especial. Buda nasceu e morreu na mesma data, é difernte. mas nao deixa de ser interessante tb. Pessoas especiais. O que sera que pensavam sobre a vida, a propria vida ne?
    Beijao Luma!!!

    ResponderEliminar
  4. E muitos ainda consideram Mark Twain o maior escritor da história americana. Ele tinha uma verve cômica inteligente.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Oi, Luma!

    Não conheço o trabalho do Mark Twain. Achei interessante conhecê-lo agora, através de suas palavras. E que coisa incrível essa de chegar e sair com o cometa, hein? Ótimo post.

    Beijos, amiga
    Socorro Melo

    ResponderEliminar
  6. Livros deve ser portas para novas realidade, não exatamente a única realidade que temos de "viver"...

    Fique com Deus, menina Luma Rosa.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  7. Luma:
    Bom dia!
    Volto depois para comentar.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderEliminar
  8. Luma,que interessante seu artigo!Eu não conhecia nada sobre Mark Twain e gostei muito!E ele chegou e foi embora na cauda do cometa...rss..belo texto!bjs,

    ResponderEliminar
  9. Impressionante a "curiosidade" sobre a vida e morte.

    Num tempo em que não havia meios de transportes eficientes, ele viajou e observou o maximo da variada cultura americana, e assim escreveu transformando sua vivencia.

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Voltei... sobre meu post, eu concordo: carioca dirige muito mal, porque é mal-educado.

    Bjs

    ResponderEliminar
  11. O Cometa Halley traz sempre Grandes Gênios ao mundo... legal saber que Mark Twain foi um deles e se foi com ele... que lindo...

    Noel Rosa faz parte desta raça Halleyana... Divinos Gênios das Estrelas!

    Bjao pra vc Luma!

    ( Topa dar uma entrevista pro Blog Versos de Fogo? me manda um e-mail: williamgaribaldi@gmail.com

    ResponderEliminar
  12. Luma,
    Eu adoro Mark Twain. Já li os livros Tom Sawyer e Huckleberry Finn.
    Adorei! Mas o que mais gostei mesmo foi um diário dele...
    Não me lembro o nome do livro... Mas era bom demais!

    bjinhos

    ResponderEliminar
  13. Ainda não li o Mark Twain mas fez-me despertar a vontade de o ler.

    Beijinhos da
    Verdinha

    ResponderEliminar
  14. muito interessante o teu blog. Parabens, gostei muito!
    bjo

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma,
    Dois grandes escritores. Em um curso de inglês, fui obrigada a ler Mark Twain, e qdo a gente é obrigada pega um pouco de birra.
    Já passei o Carnaval em Poços de Caldas e adorei!!!
    Beijos 1000 e um restinho de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  16. Gosto de publicações que enaltecem pessoas que deixaram rastro expressivo de suas vidas.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  17. Ola Luz de Luma, obrigada por visitar o Politica sem Medo. Agora o link sobre os tais juizes togados esta abrindo normal, ok? Gostei muito do seu texto sobre Mark Twain. Beijao querida.

    ResponderEliminar
  18. Post muito interessante e completo! Parabéns, Luma!!!
    Grata pela visita!!!
    Beijos meus!

    ResponderEliminar
  19. Luma, li algo do autor faz muito tempooooooooooo, tô véia rsrsrs...

    Mas algo ficou, gosto mais dos visionários americanos daquela época do que os atuais, na verdade sou uma preconceituosa, não sou muito fã da ideologia americana, aí o assunto vai dar "pra manga"...

    Amei o vídeo! Viajei... O cara estava fumando, e viveu por muitooooo tempo rsrsrsrs, péssimo exemplo, na verdade ele VIVE!

    Beijãoooooooo iluminada!

    ResponderEliminar
  20. Luma, gostei de ver Mark Twain aqui.Bem abordado!

    Respondendo agora: as orquídeas estavam simplesmente num pátio por onde passei e meus olhos grudaram,rsrs pra variar!!! beijos,lindo fds!chica

    ResponderEliminar
  21. Dele só li "As aventuras de Tom Sawyer" e ao ler este teu post fiquei a saber um pouco mais, pelo que agradeço.

    Tenho guardadas várias frases de Mark Twain, mas nunca esqueci estas:

    "As biografias são apenas as roupas e os botões da pessoa. A vida da própria pessoa não pode ser escrita."

    "Não abandones as tuas ilusões. Sem elas podes continuar a existir, mas deixas de viver."

    Mais uma vez parabéns pelo teu trabalho!

    Beijos sinceros

    ResponderEliminar
  22. Oi,Luma! Vim agradecer as suas visitas ao Meu Estaminé e os seus comentários tão simpáticos. Aproveitei para conhecê-la um pouco melhor, pois já a conhecia dos seus comentários em blogs amigos. Vou voltar mais vezes. Felicidades! Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  23. Ler você é sempre um prazer.
    Não li Mark Twain, mas vou me redimir do erro.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  24. Incrível, Luma!
    Obrigada Youtube por existir e obrigada Luminha por nos indicar o caminho por aqui. amei ver Mark Twain em vídeo!
    bjs cariocas

    ResponderEliminar
  25. Luma, bateu uma saudade e uma vontade de reler Twain, passei ótimos momentos com ele quando estava entrando na adolescência, seria bom revivê-los. Vou ver o vídeo, sou sempre curioso com essas imagens de escritores clássicos, rs.

    Grande beijo, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  26. Luma,

    Não li nenhuma obra do Twain, mas sempre ouvi falar bem demais de suas obras, agora depois que li aqui o que o magnífico Hemingway disse, vou me atentar as suas obras.
    Beijos e ótimo final de semana

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor