A Pandemia aumentando as bolhas

Na verdade, pessoas precisam sair de casa para trabalhar e quem fica com crianças e idosos? Economicamente a bolha já foi furada. O trabalho e aulas retornaram, mas governantes estão adorando reinventar nomes para o que normalmente acontece com o avanço da vacinação. 

Não sei onde chegaremos com tantas regras. Se anteriormente até 30 pessoas ao ar livre, mantendo distanciamento, não era considerado aglomeração, alguns países admitem que até 10 pessoas dentro de casa não é aglomeração. 

"As pessoas devem continuar dentro da bolha de sua casa, mas podem expandi-la para se reconectar com sua família ou para trazer cuidadores ou ajudar pessoas isoladas, desde que todos vivam na mesma cidade". O contato entre esse grupo de pessoas deve ser exclusivo: ou seja, as pessoas que fazem parte dessa bolha não podem fazer parte de outra [leia mais

Li um texto no blogue "Uma Pandora e sua caixa", onde percebi que a Jaci adora fazer uma aglomeração. De livros, diga-se de passagem 😉 Ela confessa que deixou "O Velho e o Mar", chocando por 10 anos na estante antes de decidir-se a lê-lo. Quem nunca? 

Aqui confesso que tenho um livro que sempre coloco no final da fila e quando chega o seu momento, coloco novamente para o final da fila. Me desculpe, Cortella, mas o título "Viver em paz para morrer em paz" traz-me a sensação de que a paz, nesse sentido é desistência. Mais abaixo, completando o título, a frase "Se você não existisse, que falta faria?". Pelos comentários que já li, o livro é bom, mas... Quando amadurecer a minha rebeldia em não concordar que para existir preciso fazer falta para alguém...
  
Sei que para muitos as distrações na internet são mais atraentes do que ler um livro e sei também que a pandemia provocou uma certa falta de concentração para a leitura, também é senso comum que todos tentam ser leitores melhores, mesmo para aqueles que já possuem o hábito da leitura. Esses sempre pensam que não estão lendo o suficiente. Há uma fileira de livros à espera de leitura por aí também? :)

Todos nós fomos empurrados para uma estranha nova realidade, onde quaisquer suposições que tínhamos sobre como levávamos nossas vidas, individualmente e com outros, foram abaladas

Não estou mudando de assunto. A leitura é apenas um exemplo de que a maioria de nós encontra-se inerte, sem condições de refletir. Essas "suposições" abaladas que levam pessoas a pensar que É Hora de Refletir, mas nem sempre colocar em prática essa reflexão. 

Muito raramente nós paramos e fazemos um balanço de nossas vidas, nosso comportamento, nossos relacionamentos, nosso tempo. Quando as coisas estão chegando junto, e as coisas não parecem boas o suficiente, não há um ímpeto para isso. Mas, nestes tempos, devemos a nós mesmos recuar e refletir. O aprendizado sugere olhar para o exterior. A reflexão olha para dentro. 

Nenhuma necessidade de pesquisa. Não se preocupando em encontrar fontes legítimas e dignas de confiança. Como eu me sinto sobre o meu trabalho, amizades, relacionamentos e conexões em uma sociedade mais ampla? Existem coisas que eu presumi que essa experiência mostra que agora me sinto diferente? O que eu vou fazer sobre isso? 

Isso dificilmente é um pensamento original. Mas senti que vale a pena sugerir que não nos preocupemos com a produtividade, sobre ser sempre melhor, sobre o progresso, e, em vez disso, priorizar a reflexão, e as novas considerações que dela emergem. 

O ser humano enfrenta muitas crises desde quando nasce. O choro, a libertação. Antes de vencer nossas crises, dá uma vontade danada de chorar. Sem plateia, sempre melhor! É quando estamos cara a cara com nosso espelho. Fazemos promessas, maldizemos os erros e entramos no caminho da construção. É preciso força de vontade para permanecer no propósito. 

O mundo está pior faz tempo, mas o bom dessa história toda é que o ser humano sabe se iludir para não encarar que esse solo não é nosso. Construímos nosso caminho para um mundo que está experimentando uma sexta extinção em massa, níveis de CO2 mais altos do que nos últimos 3+ milhões de anos, e a perspectiva de grandes áreas do planeta se tornarem inabitáveis nas próximas décadas devido ao aumento do nível do mar, aumento da temperatura e a escassez de água e alimentos. 

O mundo natural está à beira do precipício e foi o nosso "edifício" que causou isso. Portanto, embora a construção possa resolver muitos dos nossos problemas humanos imediatos e diários para talvez mitigar o problema econômico e alguns dos problemas de saúde que enfrentamos - com suas sugestões e advertências - a construção só vai exacerbar esses outros problemas e, eventualmente, descobriremos que nenhuma quantia de dinheiro, máscaras ou leitos de UTI resolverão esses problemas. Apenas uma mudança radical e imediata em nosso pensamento sobre como vivemos no planeta fará isso. 

Com tantas informações disponíveis, isso é cegueira intencional e eticamente irresponsável. Eu esperava e creio que muitos de vocês também esperavam que um "choque no sistema" pudesse abrir possibilidades no pensamento das pessoas sobre como ajustamos nossas vidas para o melhor, para toda a natureza, incluindo a humanidade, mas até agora tenho visto poucas evidências de que isso esteja acontecendo. 

Não se iludam com discursos políticos e reuniões que apenas ocupam espaços nos noticiários. A pauta é ser ecologicamente correto. Nessas reuniões estão os maiores depredadores da natureza do globo terrestre que se aproveitam do desejo das pessoas de apenas "voltar ao normal" o mais rápido possível. 

Ao instalar o pânico de que não é somente o vírus que está solto, mas toda uma natureza revoltosa a nos engolir, esquecem de instruir pessoas de como elas devem ajudar a salvar o planeta com pequenas atitudes. Mas o grande empurrão que vem de cima é sempre incentivar pessoas a voltar a comprar. Comprar a qualquer custo inflacionário numa falsa ilusão de que tudo está voltando a funcionar normalmente. 

Da bolha familiar à bolha do carbono, eu poderia continuar... Mas vou terminar aqui :=) Mais uma vez, esqueceram da África.

72 comentários :

  1. Como sempre gostei muito e terminas com ou em África que me diz tanto. Não vale a pena dar créditos ao que se diz sobre a pandemia e lamento que como em tudo na vida sejam os povos mais fracos a levarem com a bomba.
    Já agora por aqui existem tantos, mas tantos brasileiros (povo que admiro muito), indianos e outros o que não me incomoda nada mas infelizmente as mensagens dos órgãos sanitários não passa porque não percebem e já tenho ajudados alguns, para não dizer muitos.
    No que toca ao resto, cumpro as regras mas ainda não entrei na zona vermelha- o pânico.
    Talvez por já ter passado por doses bem duras de serem vividas e saber a cor da fome, guerra civil, etc. Ainda agora fui dar uma volta grande a pé...sem máscara mas mal vejo um aglomerado de gente ponho a máscara e sigo caminho.
    Luma por aí a coisa está mal e com governantes desses à frente de tantos países podemos mudar alguma coisa? Não sei a fórmula:)))
    Beijos e tudo a correr bem com saúde e muita esperança.

    ResponderExcluir
  2. Nunca mais nos vamos ver livres da Pandemia. Ess "nasceu" para matar, destruir o mundo.
    .
    Cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  3. Luma, é verdade, olhamos para o que queremos ver. Estamos sofrendo uma "infotoxicação", vivendo numa terra de fantasia e preferimos não olhar para o lado ou tirar a neblina dos olhos para ver a realidade.
    Besitos

    ResponderExcluir
  4. Um texto excelente para refletirmos e muito... a Pandemia não tornou ninguém mais humano ou melhor (confesso, nunca acreditei nisso) mas muitos achavam que ela tinha vindo para isso!!!
    O que vejo é um monte de incoerências no que se é divulgado, vejo pânico e absurdos sendo exigidos e plantados na mentalidade das pessoas, que por preguiça de pensar, simplesmente obedecem o que se diz nos noticiários e até órgãos de saúde!
    Se precisa ficar em casa, não pode aglomerar, tem que usar mascara e etc...porque agora, diante de uma nova variante, pode, carnaval??? Não pode andar sem máscara, mas pode ir sem máscara aglomerar no show da Claudia Leite e outros artistas?
    Se a vacina protege ou ao menos, se pegar o vírus, será mais atenuado, porque usar máscaras? Me parece que eles não tem certeza que ela realmente funciona(Digo que tomei as duas doses e tomarei o reforço, melhor não arriscar, né? Quero crer que funcione) Imagina só, se as vacinas contra paralisia infantil ou tuberculose, meningite, nos protegesse tão ineficazmente como parece ser, a da Covid ???
    Todo vírus vive pelo ar, por todo lugar, se formos ver, teríamos que viver dentro de uma bolha. Enfim, são tantas coisas na nossa cabeça, que fica difícil escolher para qual lado devemos correr, na vã tentativa de ter um pouco de paz e quem sabe reencontrar a normalidade da vida, diante do caos estabelecido pelo vírus ou pela revolta da natureza.
    Beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  5. Vamos ter que levar com o bicho a vida toda:))
    -
    O sol que se assoma naquele horizonte...
    -
    Beijo e uma excelente tarde!

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente estamos longe do que se parece com normalidade.

    Boa semana!


    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  7. Um texto com muitas reflexões. São muitos meus questionamentos e as incoerências me inquietam. Voltar ao normal, qual normal? Destruir o meio ambiente? Vou seguindo e lidando coerentemente com as informações recebidas para me sentir menos vulnerável. bjs

    ResponderExcluir
  8. O mundo reflete os anseios do SER-----------humano?
    Há que se refletir muito!
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Uno debe tener calma y no dejarse llevar por el mido y tampoco por la estupidez. Buena reflexion. Te mando un beso

    ResponderExcluir
  10. A África que não tem vacinas fica agora fechada à espera de...morrer?

    ResponderExcluir
  11. Olá obrigada pelo teu comentário já sigo o blog
    Acho que há tanta informação que não faz sentido e sem lógica, desde em espaços pequenos não precisas de máscaras apenas em espaços grandes então quer dizer que o virus so anda em locais grandes, como primeiro dizem que já não é necessário máscara como de seguida já temos de voltar a usar,enfim.
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Reflexivo e sempre pertinente teux textos,Luma!
    Estamos ainda apenas começando a sair de nossa bolha e de repente, nos chega outro perigo à vista, ou nem só à vista. Já circulando.
    E o que vemos?
    A África foi esquecida, porém o que faziam tantos turistas por lá, que agora reclamam por estarem presi
    os ,impedidos de sair? Faz pensar...
    As pessoas apenas houve a liberação e já liberaram geral! E quanto aos cuidados com o ambiente/ Bah...Falta muiiiiiiita, mas muiiiiiiiiita consciência e apenas escrever ou falar é fácil. Mas precisamos de ações, cada um fazendo um pouco!

    Livros, ando lendo muito pouco.Os olhos com problemas. Me divirto na internet e com toda a vida que me chama aqui dentro de casa, ainda com problemas de saúde por aqui!

    beijos, ótimo dezembro e desde já,FELIZ NATAL! chica

    ResponderExcluir
  13. Estava cá a me lembrar de quando as pessoas diziam que seríamos melhores depois de tudo isso. Eu ri nas primeiras vezes, mas depois (já fechada em meu mundo) duvidei. Não é que ache impossível, apenas que não estão dispostos a isso. Falhamos miseravelmente em coisas simples. Falhamos enquanto personas, coletivo. Não somos parte de nada. Somos apenas uma bolha e acreditamos no que nos conforta, ampara e importa. Se verdade ou mentira, não nos interessa. Parece aquele período da escola em que o professor pergunta e ninguém levanta a mão. A dúvida parece ser mais confortável que o saber. Eu era a que levantava a mão e questionava tudo. Não saber era desorientador... mas eu via a maneira como me olhavam: era o inimigo. rs Até hoje vejo esses olhares. Outro dia alguém me disse: não precisa questionar tudo, apenas aceita. Pronto. rs Por que eu faria isso? rá

    bacio cara mia

    ResponderExcluir
  14. Acho que cada pessoa cada vez vive mais numa bolha só sua, em vez de se abrir, fecha-se mais... o medo impera e faz das suas!

    Beijinhos e tudo pelo melhor!

    ResponderExcluir
  15. Infelizmente não vejo melhoras... e fico triste com tudo isso.
    Beijinhos
    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  16. desejo tudos de bom feliz fim de semana bjs

    ResponderExcluir
  17. this pandemic will be difficult to end it, because a lot of inequality between poor and rich nations....

    # Have a wonderful weekend

    ResponderExcluir
  18. O mundo, redondo, enfrenta uma das suas piores crises...
    Há que vacinar o mundo inteiro. E entre tudo vigora a política...
    É preciso que cada um faça a sua parte...
    Bom dezembro. Beijos
    ~~~~~~~~
    Ps -- Quem me dera poder acreditar que o Tibete pode ser salvo!
    Perdi a esperança quando autorizaram os Jogos Olímpicos de Pequim.

    ResponderExcluir
  19. Que bom que não se rendeu às lives. Estive afastada da blogosfera. Vou voltar a ler seus textos.

    ResponderExcluir
  20. A falta de solidariedade que o mundo está a demonstrar é o pior dos vírus.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  21. Tentanto refletir, no tempo da reflexão, mas com preguiça que é normal. Mas enquanto fomos egoístas, como ou sem pandemia, tudo continuará igual. Principalmente na África, pois algumas pessoas dizem que lá moram "gentes" inferiores, e muitas outras pessoas acreditam.

    Ronaldo
    https://ronaldosantos.com

    ResponderExcluir
  22. Temos que aprender a viver com este vírus da melhor maneira possível!

    Cansada de "especialistas " dizendo tudo e o seu contrário na comunicação social.

    Te abraço , bom final de semana

    ResponderExcluir
  23. Gostei muito deste canto :)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  24. O Mundo, porque é redondo, esconde a visão para além do horizonte. Isso é limitador da clareza do juízo limitado.
    Gostei e agradeço.

    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
  25. Já estou cansada de tantas regras, tanta coisa e depois maior parte são coisas parvas e sem nexo.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  26. Olá, Luma,

    É verdade, a pandemia está aumentando as bolhas. Mas há tantas coisas pouco claras nas circunstâncias políticas do momento atual (e estou me referindo à política do mundo inteiro), que eu nem sei o que pensar.

    Beijo e boa semana

    ResponderExcluir
  27. Olá Luma,
    Infelizmente ainda estamos longe de terminar esta luta :(
    Excelente texto, gostei imenso!
    Um dia feliz.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  28. Boa noite!
    Parece que o ser humano vive com uma venda nos olhos e que nada importa!
    Vive na falsidade!
    E materialmente fascinado!
    Que venham dias melhores!
    Megy Maia 💙🌺💙

    ResponderExcluir

  29. DESEJO QUE SE ENCONTRE BEM...
    PAZ, SAÚDE E UM BOM NATAL PARA SI E SUA FAMÍLIA.
    ABRAÇO ESPECIAL.🎄
    ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  30. Olá, amiga!
    Espero que esteja bem.

    Votos de um Feliz e Santo Natal!

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  31. Adorei seu artigo, salvei em meus favoritos em meu navegador para depois ver outros conteúdos.
    Blog: Telefone Banco Renner

    ResponderExcluir
  32. Aceitar e acreditar, parece um sonho.
    É verdade, podemos ser felizes sem formulas.
    O mundo está doente e eu confuso. Acredito que somos muitos e trazemos o dobro de problemas para este planeta azul com perspetivas de mudar de cor.
    Obrigado pela tua presença.
    Boas festas.
    Protege-te.
    Bjs

    ResponderExcluir
  33. Great article. I hope pandemi will be end. Stay safe and healthy

    ResponderExcluir
  34. Nem se respira em condições dentro da bolha, que vamos furando de vez em quando...
    Excelente crónica.
    A época natalícia não é sobre presentes, é sobre presença. Aquilo que podemos oferecer de mais importante aos outros é a nossa atenção, a nossa amizade verdadeira e o nosso amor incondicional, para que possamos irradiar luz e calor para aqueles que nos rodeiam.
    Desejo que o seu Natal seja brilhante de alegria, iluminado de amor, cheio de harmonia e repleto de paz.
    Beijo, querida amiga Luma.

    ResponderExcluir
  35. Disse tudo, infelizmente presenciamos um monte de contradições sobre restrições acerca da saúde, do estilo de vida, etc.
    Mas uma coisa é certa, não devemos acreditar em tudo que ouvimos pelos noticiários, sempre há contradições.
    Beijos.

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  36. O ser humano está falido, se agarrando em coisas inúteis, sem importância.
    Não acredito que dias melhores virão, não com esses pensamentos mesquinhos da grande maioria.


    Com a imprensa arrogante, com políticos corruptos, não vejo luz no fim do túnel.
    Apesar de tanas coisa ruins, vamos nós fazer nossa parte, portanto lhe desejo um Natal de luz.
    Quanto a sua pergunta, sim
    A Adega Maziero, foi quem produziu o vinho para o Papa, celebrar a missa em sua vinda ao Brasil. Uma das exigências do Papa Bento XVI, era celebrar a missa com um vinho brasileiro. Solicitou a uma comissão de padres e bispos que, fossem analisadas as principais adegas em nível nacional.

    bjss e obrigada pelo carinho!



    ResponderExcluir
  37. Te mando un abrazo y te deseo una feliz navidad para ti y tu familia.

    ResponderExcluir
  38. Olá Luma!
    Passando para desejar um Feliz Natal com saúde e paz para você e sua família.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  39. FELIZ NATAL... MELHOR ANO NOVO...

    DESEJO QUE ESTEJA DE SAÚDE. ABRAÇOS. ✨
    ~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  40. Nossa, Luma, que reflexões importantes. Na verdade, são mais constatações mesmo sobre tudo isso que envolve as bolhas. Postagem excelente e precisa. Tenha um lindo Natal. Bjsss

    ResponderExcluir
  41. Oi Luma, bom dia!
    Amei o post e concordei!
    Amiga, um Feliz Natal p/vc e família é o que desejo e já aproveito também p/desejar que o ano de 2022 venha com muita união, muita paz e alegrias p/todos nós!
    Bjssss

    ResponderExcluir
  42. Olá Luma, deixando votos de Natal Feliz e de Boas Festas,
    os tempos estão difíceis, penso que sempre foram,
    nós parecíamos protegidos pela técnica e pela ciência de alto nível
    mas Deus e o diabo continuam perto um do outro
    e mesmo que queiramos escolher Deus, o diabo continua de olho no futuro do lindo planeta Terra, ele quer a sua parte...
    Beijinhos, continuemos alerta
    desejando muita saúde

    ResponderExcluir
  43. Ótimos ensejos para reflexões que ao fazer me inquieta com tantas contradições. Sabemos que a forma como lidamos com o planeta não pode dar bons frutos. O que cada um faz para amenizar, como enquanto sociedade nos agrupamos para melhorias doa ambiente, enfim precisamos refletir e agir.Vou dentro do que consigo visualizar, seguir um caminho que me deixa menos desconfortável com as informações e noticiários quesó levam ao pânico.
    Boas festas para você . bjsss

    ResponderExcluir
  44. Oi Luma tudo bem? como vão as coisas desse lado de cá?
    Com certeza uma ótima reflexão;
    Sabes que tudo que passamos é explicável ...
    A física quântica aborda esse efeito rebote que estamos todos vivenciando alias Hélio Couto explica bem isso... só mais uma forma de reflexão...
    Que você tenha um bom Natal e uma boa entrada de ano junto aos seus.
    Abraços
    janicce.

    ResponderExcluir
  45. Olá, Luma. Feliz Natal e Próspero Ano Novo. A pandemia interferiu na vida de todos, mas deu tempo para ler, e pelo menos participar de uma roda de leitura virtual. Agora, sob o ponto de vista econômico americano, pelo qual ninguém deve fazer o que pode ser pago, para que todos tenham oportunidade de crescimento e desenvolvimento de qualidade de vida, realmente foi um retrocesso, pois os monopólios se adensaram, e o consequente desrespeito social pela individualidade de pensamento também. A situação pandêmica foi tão grave no setor cultural, que posso exemplificar, pois recebi um telefonema de respostade uma editora, por não entender a volta de uma assinatura de revista, a qual eu parei de assinar, e o motivo foi que a entrega da revista foi cancelada antes do término da assinatura em 2020, e que o sac da editora ficou fora do ar por alguns meses. Aos poucos, 2022 parece trazer de volta ao normal, ou quase normal, o dia a dia.Tomara! Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  46. Tempos difícies estamos vivendo!!
    Um Feliz Ano novo para vc e sua família, beijos

    ResponderExcluir
  47. Os ditadores saíram do armário com essa pandemia, agora outra da gripe ou, tudo junto e misturado. Viveremos agora nas bolhas sucessivas dos vírus. No meu condomínio tem um ditador que vigia a felicidade dos demais condôminos. Não se pode falar alto, ouvir música, cachorro latir, aspirador de pó... começam assim. O não pode é a deixa para o politicamente correto e em nome da ciência vivemos cada vez mais dentro da bolha. Lavar as mãos e não colocar na boca, esfregar os olhos, etc. as nossas mães nos ensinaram. Estamos pagando o preço da falta de educação e saneamento básico.

    ResponderExcluir
  48. Em matéria de livros, Luma, o meu desafio é "O Nome da Rosa"; que me desculpe Umberto Eco, mas já tentei lê-lo umas 5 vezes, e nunca consegui passar da página 10. ;) Quanto às bolhas, acredito que elas já existiam ao nosso redor, com o nome de "rede social"; a pandemia veio torná-las mais visíveis e reais. Excelente post, amiga; meu abraço, boa semana! Espero que seu Natal tenha sido muito feliz, e lhe desejo um ótimo Ano Novo!

    ResponderExcluir
  49. Olá, Luma, sim, escutamos tantas coisas, tantas bobagens, tanta ideologia plantada no meio das verdades e ainda temos de escutar...
    Eu me guio pela "ciência", o resto é palpite!
    Pelo amor de Deus, cientistas estudam uma vida inteira, provam tudo, e ainda tem gente que duvida em nome de suas ideologias?
    Deixo aqui meus votos de um Ano Novo bem melhor, com saúde e paz!
    Beijinho, até 2022!

    ResponderExcluir
  50. A seguir cuidándonos. Te mando un abrazo y te deseo un feliz año a ti y a tu familia.

    ResponderExcluir
  51. Oi,Luma... Viver o melhor possível, apesar dos enganos e das realidades tão cruéis. Escolher o caminho, pisar firme e seguir semeando a paz num mundo tão corrompido, sim, cada um é responsável por seus passos.
    ...Mas, ler é bom demais! A pandemia trouxe mudanças e MUDANÇAS, apego-me às que podem me dar fortes esperanças...
    Que 22 seja muito bom para você e família. O meu abraço...

    ResponderExcluir
  52. Boa tarde Luma, o Eduardo Paes falou muita besteira sobre Maricá. Obrigado pela visita e carinho. Desejo um ano de 2022 com muita paz e saúde.

    ResponderExcluir
  53. Olá Luma
    Texto reflexivo, desejo um ano novo cheio das bênçãos de Deus, obrigada pela presença no meu blog, um forte abraço.

    ResponderExcluir
  54. Parece que estamos a viver em guerra e a lutar contra um inimigo invisível. Esta pandemia não dá tréguas.
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir
  55. Uma excelente reflexão. Infelizmente o mundo se torna cada vez mais frio e individualista. Cada um fica na sua própria bolha e se fecha aos que estão ao seu redor.
    Desejo-lhe um bom Ano Novo 🍾 🎊 🍸 pleno de tudo o que mais desejar.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  56. E vamos nos cuidando Luma porque sabemos bem como tudo termina _ sai ano e entra Ano_ mesmo assim estamos aqui repetindo a exaustão o quanto necessitamos de um planeta mais justo e mais digno.
    Vindo te abraçar e dizer da minha admiraçao e carinho
    Feliz Ano Novo, amiga

    ResponderExcluir
  57. Oi Luma, passando para desejar um Feliz Ano Novo, muita saúde, alegrias e realizações!
    Excelente texto, as bolhas atuais são quase sólidas e instranponíveis, onde antes de serem escolhidas e se fecharem, sequer foram questionadas mesmo com tantas evidências cientificas e de observação. Só resta esperar bom senso, de quem o tem.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  58. que o ano 2022 traga tudo o que deseja muita saude bjs

    ResponderExcluir
  59. Ei Luma,

    Sua escrita me permite fazer uma reflexão profunda sobre a atual situação do mundo. Parece que estamos todos inertes, adormecidos perante as dificuldades que vemos dia a dia. Não consigo enxergar um cenário muito animador pela frente. São tantas tragédias e omissões que já estamos vivendo no caos.

    Enfim, as bolhas estão aí, estamos dentro delas e vamos seguindo assim.

    Difícil é se manter no pessimismo e não ver a luz no fim do túnel. Confesso que tem dias que me sinto mal à beça em elação a tudo isso. Mas mesmo assim sigo fazendo a parte que me cabe, com as ferramentas que tenho em mãos. Não é muito, eu sei... mas é trabalho de formiguinha. Reduzir o consumismo, o materialismo, dá para cada um faze um pouco.

    Um abraço e o desejo de dias melhores no ano que está prestes a chegar.

    ResponderExcluir
  60. Luma, um grande abraço e que 2022 seja um ano maravilhoso para todos nós. Ainda acredito na Humanidade, somos maioria ainda... Aqueles que praticam o bem, querem o bem são maioria ainda, acredite.

    ResponderExcluir
  61. Cheguei com texto que nos traz uma ótima reflexão, aqui somos pela redução de danos, comemos pouco industrializado, hiperprocessado e plastico.... Porém temos plena consciência de que não basta nosso banho de 5 minutos para salvar o planeta, se o agronegócio e a industria também não minimizarem os danos que causam e são imensamente maior do que o nosso chuveiro. Entendo que enquanto a população não compreender que precisamos de pessoas no executivo e legislativo que sejam favoráveis ao desmatamento zero, mineração zero, que façam leis e executem as mesmas visando parar imediatamente a destruição galopante que submetem o planeta, não teremos um futuro para deixar de herança a nossos netos.

    Aproveito para deixar um desejo de um Novo Ano com melhores escolhas para o bem da humanidade.

    Feliz Ano Novo, muita saúde, amor e alegrias a você e todos os que você ama!

    Muita Luz e Paz!
    Abraços

    ResponderExcluir
  62. Por qualquer razão que desconheço não vejo aqui o meu comentário do dia 14.
    Será que comentei em local errado??? Pode ser...
    Ando muto preocupada porque tenho o meu genro internado, em perigo de vida. Está em coma há 4 dias, e não sabemos o dia de amanhã. E já está no hospital desde o dia 8...

    Seja como for, desejo que a sua entrada no novo ano seja feita com saúde, em paz e alegria.

    FELIZ ANO NOVO

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  63. Olá
    Feliz Ano Novo! Apesar de começar muito mal esse ano, tenho fé que isto irá melhorar, tem de melhorar, a bem de todos nós!
    Isto mudou completamente as nossas vidas para muito pior!
    Beijinhos

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
  64. Pois é Luma, confesso que fico chocada quando vejo um monte de gente surtando tendo que ficar dentro de casa, supostamente sem fazer nada, entediados e tudo mais, porque não conseguem ou não aguentam ficar quietos, não consegue ouvir sua voz interior, tem sempre que ter barulho externo, uma tv ligada, uma distração. Mais do que isso, tem sempre que se sentir útil, fazendo alguma coisa, rendendo, afinal, não pode parar, o comércio, a economia, enfim. Esse tipo de pensamento utilitarista só me leva a pensar como a sociedade está doente, e como esse molde (seja lá que nome dar pra isso, capitalista, neoliberal, enfim) nos afeta sobremaneira.
    Por hora, sei que o mundo nunca mais será o mesmo que era antes, o que veremos daqui pra frente é um novo mundo, com novas regras e novas dinâmicas. E talvez isso assuste mais do que pegar a doença em si.
    bj

    ResponderExcluir
  65. kkkkkkkkkkkk Olha só, eu sendo citada aqui. Dei risada, logo eu que fui passar as férias com uma amiga professora numa cidade do interior, não tinha quase ninguém na pousada onde fiquei hospedada, mas aglomero livros demais... haja espaço.

    Ainda não li nada do Cortela, acredita? Mas um livro com esse titulo, acho que também ia adiar um pouco a leitura.

    A segunda parte desse texto, logo apos a imagem... ficou simplesmente aterradora... intocável de tão perfeita. Não há o que dizer, é o tipo de reflexão legitimamente irretocável. Me sinto abalada pq você organizou em texto muito do que penso e sinto e me assusta. O cheiro de extinção no ar, a gente fala, avisa e não sente algo sendo feito a respeito. Sinto a humanidade entregue a seu fim. Comecei o texto dando risada, terminei um tanto aturdida, como vou tecendo o comentário enquanto leio o texto, acho que o comentário refletiu essa passagem.

    ResponderExcluir
  66. O lado é de lá para ele, mas para
    nós, não.
    Beijos, gente. Beijos.

    ResponderExcluir
  67. Olá Luma.
    Já li o livro que mencionou
    Não conhecia Mario Sergio Cortella, e foi expectante que o li.
    Também eu podia ter adiado a leitura.
    Confesso que gosto da ideia de ser importante para alguém , mas não é de facto o mais importante.
    Gostei das suas palavras e da imagem do Quino sempre tão no
    sítio.
    Vamos acreditar que é a Luz que vai ganhar. Abraço*

    ResponderExcluir
  68. Precisamos sempre pensar em como salvar o planeta ETA e o meio ambiente em que vivemos. Entendi bem o ponto que quis passar com a reflexão.
    Excelente.
    Beijos.



    http://www.parafraseandocomvanessa.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  69. Gosto bastante de visitar e ler seus conteúdos, salve até em meus favoritos.

    Meu Blog: www.dinheironobolso.net

    ResponderExcluir

...em quietude, sem solidão

Leia o luz no seu celular
get click

Algumas coisas não têm preço

finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008

Me leve com você...

facebooktwitter

Copyright  © 2021 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor