Satanazim contente, considerações...


No post anterior, talvez eu devesse copiar toda a poesia de Alexandre O´Neill enquanto apenas citei uma estrofe. Gosto tanto de "Saber viver é vender a alma ao diabo" e já a publiquei duas vezes que seria por demais publicar uma terceira vez.

Bobinha, não poderia pensar que alguns achariam que o diabo em questão era o "vermelhinho". Para mim, o diabo não poderia comprar a nossa alma, justo porque ele já habita em nós quando exercemos principalmente a nossa vaidade. Em suma, quando sabotamos a nós mesmos, envenenando o nosso corpo ou a nossa alma. Relaxem e vamos culpar o "próximo". Afinal, o inferno é os outros.

Monstros e homens lado a lado,
Não à margem, mas na própria vida.
Absurdos monstros que circulam
Quase honestamente.
Homens atormentados, divididos, fracos.
Homens fortes, unidos, temperados.
*
Ao rosto vulgar dos dias,
A vida cada vez mais corrente,
As imagens regressam já experimentadas,
Quotidianas, razoáveis, surpreendentes.
*
Imaginar, primeiro, é ver.
Imaginar é conhecer, portanto agir.

(Ao rosto vulgar dos dias, Alexandre O'Neill)

Ah, não reparem o desenho que ilustra esse post que ficou péssimo! Pelo menos tentei
Em tempo: Vocês já conhecem o blogue "Fraseologias"?

Não se esqueçam da Blogagem Coletiva, promovida pela Vanessa Anacleto do blogue "Fio de Ariadne": Solta o Som, que acontece até o dia 29

25 comentários :

  1. Oi Luma querida!

    Bom vê-la de volta! Olha só, texto fantástico. Vc sempre inspirada hein menina!
    Olha só, entrei lá no blog Fio de Ariadne e estou pensando em participar da blogagem coletiva do solta o som.
    Quanto ao blog fraseologias, To dentro já...hehehehe
    Beijos e uma ótima semana
    Com carinho
    Daca

    ResponderEliminar
  2. Luma, nem preciso dizer que fiquei extremamente lisonjeado [no melhor sentido da palavra]. Ver meu blog caçula sendo citado aqui no Luz é um presente daqueles a que me apego quando bate a canseira de blogar. Tem ocorrido com menos frequência essas "canseiras", mas elas ainda aparecem em "determinados momentos do dia". Enfim, limitar nossa visa, agora falando do seu post de hoje, achando que o diabo é aquele serzinho insignificante que mora onde menos esperamos seria ficar demasiadamente an superfície do texto. Infelizmente é uma limitação decorrente, inclusive, da nossa capacidade de leitura. Quanto a mim, continuo abraçando os meus e entregando-me quando penso ser possível, afinal a vida sem determinados riscos calculados seria muito sem graça.
    Beijo e bom ver o Luz atualizado depois do seu tempo de viagem.

    ResponderEliminar
  3. Adorei...Vamos mandar os monstrinhos saracotearem em outra vizinhança...

    ResponderEliminar
  4. Luma, eu já disse que adoro seus post? Queria ter a paciência que vc tem para postar (me pego fazendo posts que dariam um twitter, rs).
    Já estou participando da blogagem coletiva, adorei o blog fraseologias e estava morrida de saudades de vc! :D
    Bom dia! Bjs

    ResponderEliminar
  5. Olá, querida Luma
    Em primeiro lugar, agradecendo, com carinho, os votos bons de um feliz níver:

    "A felicidade

    É como a gota de orvalho"...

    Foi um dia abençoado e feliz!!!

    Vou participar da coletiva da Ariadne... foi ótimo saber por vc!!!

    Seus posts sempre têm um bom senso incrível... vc fala pelas entrelinhas.. muito bacana!!!
    "Vamos culpar o próximo"...
    Bjs ainda festivos

    ResponderEliminar
  6. Olá, de novo...
    Já fiz o post e agradeço esse suave momento musical...
    Fiz referência a vc, claro!!!
    Bjm de paz

    ResponderEliminar
  7. Oi minha linda!
    Primeiro eu acho que o desenho ficou ótimo. Vc tem o dom!!!
    Agora o texto é perfeito. Caiu como uma luva hoje com as coisas que vi e fiquei sabendo. Tenho visto umas coisas tão absurdas ( até aqui no mundo virtual ) que me deixam boquiaberta - monstros e homens literalmente lado a lado ...crueldade e falta de caráter...se você soubesse...
    Um beijo

    ResponderEliminar
  8. Oi Luma! Belo texto e sem dúvida bem verdadeiro. O mundo hoje está todo bagunçado e já não sabemos quem é homem e quem é monstro...

    Obrigada pelo carinho lá no blog! Fico feliz quando leio palavras como a sua :)
    Beijo!

    ResponderEliminar
  9. Luma querida,
    certamente, depois de praticamente um mês fora (vc nem imagina a razão), tudo o que vejo ressoa a mistério, a ser compreendido, decifrado, ignorante que sou/estou.
    Só sei que antes até mesmo de voltar ao meu proprio blog, eu tinha de passar por aqui. Adoro você e seu blog, suas palavras fazem-me dura falta.
    Vou tentar escrever para você, para que saiba que recebi um duro golpe da vida, mas já estou em boa recuperação.
    Estou sorvendo esse nectar, às vezes bem amargo, da poesia de O'Neil, praticamente um dos apenas 3 poetas portugueses que são meus poetas de culto.
    Luma, seu toque é perfeito, tudo que você toca se transforma em beleza.
    Mesmo havendo o sujo, o sórdido, a beleza ainda é como o Amor, que como dizia Dante nmove o sol e as outras estrelas.
    Você embeleza o mundo.
    Obrigada!
    beijos
    Meg - Sub Rosa

    ResponderEliminar
  10. Muito linda a poesia.
    E teu desenho ficou lindo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  11. Vamos ver, vamos ver se o comentario agora vai ficar. minha burrice de sempre é escrever uma coisa enorme e depois nao fixar. Ou entao,a outra modalidade é pensar bastante no assunto e a caixa nao abrir. Agora abriu, o que nao vinha acontecendo. Ja nem me lembro o que pensei quando li esse post da outra vez. Mas agora tomadissima pela minha aula de psi que acabei de sair(é um grupo de estudos pos- lacaniano, o maaaaxxxiiimooo) penso que voce iria gostar muito. E que o diabo nem precisa se apresentar. Dificil mesmo é conviver com o tal do haver e o não haver. Assunto que a gente conhece desde criancinha, mas de fato finge que o fruto das nossas angustias sao "os outros" como voce diz bem ai.
    Beijos flor. Para onde voce viajou hein? Estou curiosa:)
    Se nao postar esse comment desisto!!! Ser que desisto? Acho que vou contiunuar tentando e pedir a tua ajuda claro. Bjos

    ResponderEliminar
  12. Amém!!!!! E por que sera que o blog do Alexandre tb nao abre pra mim? O Jubiart foram minhas primeiras tentativas. Mss os de voces dois é uma coisa recorrente, chatissima. FIco triste.Gosto de participar!
    Bjos

    ResponderEliminar
  13. Luma, teus posts nunca são ruins...Gosto de tuas escolhas sempre...Estou no fim de férias e já sentindo aquele frio na barriga em deixar o paraíso e retornar a cidade e "prisão domiciliar", um inferno pra mim,verdadeiro...


    beijos,chica

    ResponderEliminar
  14. Luma, não quero ser um expert em diabo, achei o poema muito bom, mas não acho que as outras pessoas são são ou produzem nossos infernos, nossas relações podem realmente nós levar ao paraiso ou à destruição. Já dizia Albert Einstein "triste época mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito". Mas existem outras formas do coisa ruim agir em nossas vidas principalmente em doenças e não falta de esperança, uma depressão por exemplo. Mas fica por aqui a minha pequena opinião. Valeu!

    ResponderEliminar
  15. Conheço bem a obra do autor na íntegra e nunca julgaria ninguém pelas opiniões implícitas.

    Gostei do que li, e muito...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Luma!!

    Regressei ao batente lol ;).

    Ah, Alexandre O'Neill...excelente homenagem, querida. Sabes que ele mora num dos locais da rota de "Viagens da minha terra" de Garret? E é presentemente o líder do clã O'Neill da Escócia.

    Não acredito que se possa vender a alma a algo que não existe (diabo). Acredito na existência de Satan (o Acusador), cujo trabalho é testar os mais fieis ao Senhor; mas mesmo para o fazer necessita sempre da permissão de Deus; logo não tem autonomia alguma para agir.

    Vou visitar o blog sugerido e dar o meu apoio.

    Eu amei o desenho que acompanha este artigo: arte abstracta :).

    Beijooss

    ResponderEliminar
  17. Oi, Luma!
    De qualquer forma a alma não se vende porque, na real, nem a nós pertence. Mas enfim, no ponto de vista poético, diabo pode ser qualquer coisa, não?
    Paz e bênçãos, querida!

    ResponderEliminar
  18. Oi Luma
    Texto ótimo e a imagem eu gostei muito.
    Obrigada pelas orientações e carinho lá no meu espaço.
    Obs: vc lembra que se inscreveu para participar No meu melhor momento, estou aguardando. Pode me dá um retorno.
    bjs

    ResponderEliminar
  19. Luma.....

    tem microfone aí?rs

    A-DO-REI

    Amei tudo e nem sei por onde começo a filosofar,rs

    mas é tão forte tudo isso.
    Passamos acreditando que o diabo é os outros, né.
    E esquecemos de olhar pro capeta que a gente é as vezes.
    Guardamos tanta traqueira dentro da gente e depois infernizamos com a vida dos outros.

    afff. (como diz a Glorinha)

    Deus e o Diabo na Terra convivendo ali lado a lado.

    bjos

    ResponderEliminar
  20. Bonita escolha Luma
    Faz um tempinho que não vinha aqui, nao sei o motivo de suas atualizações nem sempre aparecerem na ordem dos meus links , daí o motivo de demorar vir apreciar seguindo-a mais frequentemente.
    O'Neill é muito citado por lá também.
    abraços boa sexta

    ResponderEliminar
  21. Sempre impecável nas postagens e no cuidado do tratamento dos temas.

    bjs

    ResponderEliminar
  22. Olá querida amiga Luma!
    Adorei este seu post! Muito mesmo Viu?
    Agora que lhe reencontrei, vou ser seu seguidor sem seçar!
    Fico lhe esprando lá nos meus blog's! Siga-me lá no "Transpondo Barreiras" ou no de Poesia.

    Um beijo bem grande e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  23. Ahh Sartre! É, as vezes o inferno são os outros, mas as vezes está em nós mesmos. E agora? heheh

    Belo poema!

    Beijoss

    ResponderEliminar
  24. Luma, adoro todas suas postagens.
    Big Beijos e bom fds.

    ResponderEliminar
  25. Luma
    é verdade, o diabo já habita tantas vezes em nós não é?
    Está sempre nos atazanando, nós é que escolhemos se vamos seguí-lo ou não.
    Olha, se você gosta de frutas, hoje tem mais lá no blog e com receitas, tá?
    beijos

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor