Em vez de rancor, conciliação [update]

Foi assim que Nelson Mandela conseguiu levar a cabo a tarefa de tornar a África do Sul um país unificado.

As Nações Unidas pediram aos cidadãos de todo o mundo para dedicarem 67 minutos do seu tempo a algum serviço para a sua comunidade, um minuto por cada ano que o líder sul-africano Nelson Mandela serviu a humanidade.
O pedido da ONU, feito por ocasião da celebração do 18 de Julho, Dia Internacional de Nelson Mandela, por ocasião do seu 93º aniversário, faz parte de uma campanha da Fundação Mandela para reconhecer as contribuições do líder sul-africano como defensor dos direitos humanos.
O ex-presidente sul-africano e Prêmio Nobel da Paz passa o seu aniversário em sua casa de Houghton, em Joanesburgo, acompanhado por 90 crianças, dez para cada província da África do Sul. Além disso, a ONU organizou para o dia 18 de Julho uma exposição interativa, na qual os visitantes se comprometem a realizar um serviço público de 67 minutos (fonte)

Faz apenas dois anos que foi criado o Dia Internacional Nelson Mandela pelos estados membros da Organização das Nações Unidas (ONU) e esta blogueira que vos escreve nunca fez um postezito exclusivo para este herói africano e se reservou a apenas citá-lo em algumas postagens sobre direitos humanos, liberdade, exemplo humanitário, etc. Vocês sabem quem é Nelson Mandela (imagino), mas sabem porque ele se tornou um homem referência para os que pregam a fraternidade?

source
Vou lhes contar uma história...

Quando Nelson Mandela foi preso em 1962, a Guerra Fria dividia o mundo em dois. A TV ainda exibia a vida em preto e branco e a era da informática estava bem distante.

Quando o homem foi à Lua em 1969, Nelson Mandela só soube do fato vagamente, pois naquela época era forçado a passar o dia quebrando pedras na penitenciária da Ilha de Robben, na costa da Cidade do Cabo. Notícias de seu próprio país chegavam filtradas pelos serviços de segurança.

Às 16h16m do dia 2 de Fevereiro de 1990, quando cruzou os portões da penitenciária de Victor Verster, seu último cárcere, o líder negro sul-africano Nelson Mandela via o mundo pela primeira vez depois de mais de um quarto de século. Somente umas dez pessoas o haviam visitado durante este período e a última imagem que se conhecia dele era de uma foto tirada no fim dos anos 60, na prisão.

Mas não havia tempo a perder. Três horas após ser libertado, Mandela já discursava para 60 mil pessoas. Depois de 27 anos de prisão, o homem que se transformara em mártir assumiria de forma instantânea a liderança de seu povo e as negociações que levaram, pela primeira vez, a maioria negra ao poder na África do Sul. Chegara ao fim a era do regime racista do Apartheid que, por quatro décadas impôs uma das mais cruéis formas de dominação de um povo pelo outro da História recente.

Livre, Mandela começou a redescobrir o país do qual tinha sido forçado a se afastar. Reencontrou colegas de luta que regressavam do exílio; conheceu uma nova geração de militantes negros para o qual ele era ao mesmo tempo um mito e um estranho; ajudou a reestruturar o Congresso Nacional Africano (CNA), que tinha passado três décadas na clandestinidade. Aos 71 anos, Mandela tentaria, sem sucesso, retomar a vida com a mulher com a qual estava casado havia 31 anos, mas com quem vivera apenas alguns meses antes de ser preso.

Mandela percorreu o mundo, aproveitando do seu status de celebridade, para buscar apoio à causa de seu povo. Ao mesmo tempo, o líder negro negociava com o Governo a transição política. Muitos perguntavam-se como Mandela, o homem, sobreviveria a Mandela, o mito. A resposta veio sob a forma de um comportamento surpreendente para quem passou 27 anos preso: dispôs-se a negociar com seus algozes. Sem manifestar rancor e com espírito de conciliação, o líder que militava na luta armada aprendeu rapidamente a dialogar.

"Convidamos nossos compatriotas brancos a se juntarem a nós na criação de uma nova África do Sul", foram umas de suas primeiras palavras.

Ao contrário do que se imaginou por décadas, o desmantelamento do regime sul-africano não se deu por uma revolução violenta, mas por negociações pacíficas - e inicialmente secretas - entre o último líder branco da África do Sul, Frederik de Klerk e Mandela. A transição começou no fim da década de 80. Isolado internacionalmente e sob forte pressão interna, De Klerk percebeu que não lhe restava outra alternativa senão negociar e, em 1990, surpreendeu o parlamento, seu partido e o mundo, em 45 minutos de discurso, legalizou o CNA e outros grupos negros, e estabeleceu bases para transferência do poder. Sua política de negociação criticada pela direita, foi legitimada em 1992 por um plebiscito só para brancos e dois anos depois, vieram as primeiras eleições que levariam Mandela à Presidência.

Desmontar as estruturas do Apartheid não foi uma tarefa simples num país onde, por mais de quatro décadas, o futuro de cada um era determinado pela cor da pele. A ideologia racista do regime começou a se fortalecer nos anos 30, influenciada, em parte, pelo surgimento do nazismo e do fascismo na Europa.

Mesmo no poder, Mandela continuou a ser um mito e poucos imaginam que a transição sul-africana pudesse ter acontecido em sua liderança. Mas, aos 79 anos, Mandela percebeu que o país precisaria funcionar sem ele e, em 1997, anunciou que sairia da vida pública ao terminar o mandato. Dois anos depois, passou a presidência a Thabo Mbeki, também antigo militante, mas de uma geração mais nova.

Ao sair, Mandela disse ser um privilegiado por ter podido dar ao mundo a esperança de que conflitos sejam resolvidos pacificamente.

source
"Tenho lutado contra a dominação branca e contra a dominação negra. Tenho acalentado o ideal de uma sociedade livre e democrática, na qual todas as pessoas vivam em harmonia e com oportunidades iguais. É um ideal pelo qual espero alcançar. Mas, se for necessário, é um ideal pelo qual estou preparado para morrer" (Nelson Mandela, em discurso feito em 11 de Fevereiro de 1980, repetindo as palavras - "Tão verdadeiras hoje como então" - ditas no seu julgamento em 1964)

Update: Preciso viajar e estarei fora algum tempo. Cuidem do "Luz" para mim!!

43 comentários :

  1. É engraçado que a gente diz que sabe quem é Mandela, mas conhece pouca coisa. Foi bom saber um pouco mais a respeito desse grande líder.

    Beijozzz

    ResponderEliminar
  2. Um dos maiores seres humanos que já passou pela terra...tem a minha total admiração...!

    Bjs e um dia lindo!
    Liz

    ResponderEliminar
  3. Sempre tive muita admiração e respeito por ele. Passei a ter ainda mais quando assisti ao filme sobre sua vida.
    Linda homenagem!

    beijo e ótima semana! :)

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigado pela visita no meu blog, e pelo comentário! (-:

    ResponderEliminar
  5. Por mais que se conheça a história, por mais, que se leia, ainda assim, temos apenas ideia do que ele fez, do que ele viveu, do que ele representa.

    Tem umas imagens da Africa do Sul que passou numa reportagem na década de 80 que até hoje me impressiona, e não me sai da mente.

    Quem soube de como os negros Sul Africanos viviam, e como conseguiram mudar a realidade e o que o N. Mandela representa neste cenário histórico mundial, é de sentir-se orgulhoso de ter vivido nesta época, e de ter acompanhado estes eventos.

    ResponderEliminar
  6. Oi Luma,

    Um homem com o coração do tamanho do mundo. Determinação e amor ao seu proximo como pouca gente tem.
    Dia 18/7 é um dia especial para mim. Agora vejo que também é um dia de grandeza histórica.
    Te linkei no meu ultimo post. Espero que não se importe.
    Um beijo
    Lu

    ResponderEliminar
  7. Luma, voltando agora de verdade, pois o comentário que havia feito anteriormente tinha sido pelo celular e estava desconexo com o post.

    Sobre o que escreveu, não conhecia muito da história dele não. Vi o filme, li alguns artigos em jornais em momentos esporádicos, mas nunca me interessei por saber bem e bastante sobre a vida de Mandela. Claro que é alguém cujo exemplo deveria ser seguido por muitos. Como ele, há centenas de pessoas cujos ideais, em menor ou maior abrangência, deveriam servir-nos de exemplo.
    Obrigado por trazer as informações aqui para seus leitores, obrigado por mais um texto gostoso de se ler. Boa semana e que tudo dê certo pra você.

    ResponderEliminar
  8. Oi Luma,
    Eu amo essas histórias. São pessoas fenomenais, não é mesmo?!
    Pena que a tv aberta nos fale tão pouco sobre eles, o máximo que sabemos desses grandes homens e mulheres que mudam o curso da vida de milhares para melhor, é no meio das aulas de história, geralmente dadas num período que ainda somos muito imaturos para digerir, e em aulas quase em sua totalidade são monótonas, onde ouvimos sonolentamente um blá blá blá dos professores que mal distinguimos entre realidade ou mundo dos sonhos.
    Depois a gente cresce e vai trabalhar, namorar, e assistir tv , que só está preocupada em mostrar as garotas frutas da vez.
    Esse ano eu li sobre a história de Martin Luther King. É uma outra ótima opção para ver se a gente aprende um pouco a ser Gente.

    Bjão amiga.

    ResponderEliminar
  9. Nelson Mandela entende o mais profundo de anistia.
    O perdão não é um ato unilateral, não pode ser concedido sem ser pedido.

    Um pedido de perdão para ser verdadeiro precisa atender a três condições.
    A primeira é a admissão de culpa ou responsabilidade.
    A segunda é o arrependimento sincero.
    A terceira é a reparação possível.

    Quando um pedido de perdão atende a estas três condições, ele pode ser concedido e a conciliação é viável.
    Manoel Carlos

    ResponderEliminar
  10. Muito bom, Luma. E realmente fatidico que a conciliacao, e nao a "sindrome do holocausto", e o caminho certo pro progresso depois de anos de segregacao e preconceito.

    Bjx

    Roy

    ResponderEliminar
  11. Poder deixar que cuidaremos Luma!
    Beijo e boa viagem.
    Lu

    ResponderEliminar
  12. Incrível Luma eu não sabia que havia o Dia Internacional Nelson Mandela, mas sei muito bem quem foi e é Mandela, muito antes de ver o Invictus!
    E como tanto gosto, deixo aqui o seu poema favorito, que o acompanhou durante 27 anos em que esteve preso!

    Invictus


    Autor: William E Henley

    Do fundo desta noite que persiste
    A me envolver em breu - eterno e espesso,
    A qualquer deus - se algum acaso existe,
    Por mi’alma insubjugável agradeço.

    Nas garras do destino e seus estragos,
    Sob os golpes que o acaso atira e acerta,
    Nunca me lamentei - e ainda trago
    Minha cabeça - embora em sangue - ereta.

    Além deste oceano de lamúria,
    Somente o Horror das trevas se divisa;
    Porém o tempo, a consumir-se em fúria,
    Não me amedronta, nem me martiriza.

    Por ser estreita a senda - eu não declino,
    Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
    Eu sou dono e senhor de meu destino;
    Eu sou o comandante de minha alma.

    Beijinhos,
    Manú

    ResponderEliminar
  13. Oi minha querida, obrigada pela visita! Eu tenho sim uma loja virtual no site do ELO7, mas espera até o dia 30 que vou alimentá-la, pois vou participar de um evento aqui em Santos agora a partir do dia 22, e está um pouco defsado, ok! No Blog mesmo tem um link direto. Bjos e uma excelente semana!

    ResponderEliminar
  14. Parabéns pelo o texto e quem conhecia pouco sobre a história de Nelson Mandela como eu, muito bom.


    Agente cuida do blog pra você e você cuida bem de ti mesmo por nós.

    Bjs
    Mah

    ResponderEliminar
  15. Esse sim foi um grande líder! e mereceu toda a atenção e créditos, imagina um homem que foi injustiçado e privado da liberdade por anos ainda negociar pacificamente com quem lhe pôs nisso?
    Lula? esse ai não merece nem o prêmio abacaxi, nunca chegará aos pés de um Mandela.

    ResponderEliminar
  16. Olá Luma
    Muito justo , dedicar alguns minutos num dia determinado para cuidar de algo importante assim
    Sempre adimirei Nelson Mandela, embora não conhecesse toda essa história, só alguns artigos.
    Obrigada Luma , por sua visita lá no blog.
    Beijos
    Maria Luiza (Lulú)

    ResponderEliminar
  17. Luma, que belo texto. Agradeço muito a sua visita em meu blog e pelos seus comentários.
    bjkas

    ResponderEliminar
  18. Bem lembrado. Foi um grande homem!

    Tenha uma ótima semana!

    Que Deus te acompanhe!

    .

    ResponderEliminar
  19. Post tão verdadeiro quanto dficil de se praticar...
    bjuu

    ResponderEliminar
  20. Mandela , um grande Ser Humano que veio à Terra para nos ensinar e mostrar que a Paz é possível. Um homem maravilhoso.
    Parabéns Luma, por esta postagem.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  21. Luma, notícia sobre Nelson Mandela, no mundo político, são as únicas que me interessam.Sempre acompanhei a vida dele, nunca entendi tantos anos de prisão.
    Ele é um exemplo a ser aeguido, mas parece que é invisível para os políticos daqui, por ex. Aqui não temos nenhum idealista, nenhum disposto a dar a vida pelo Brasil.
    Ser digno de uma data para comemorar, mundialmente, é uma glória que vale o muito que Mandela sofreu.
    Boas férias!

    ResponderEliminar
  22. Oi Luma , é a Vi, é sempre bom lembrar , contar essas historias, para que as gerações que não tomaram conhecimento da existência de homens com esse caráter, venham ter melhores exemplos a seguirem.
    Beijos,Vi

    ResponderEliminar
  23. quero comprar o livro, pra saber de toda a história...

    sinistro ele ter ficado 27 anos preso, né? ai q absurdo.


    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderEliminar
  24. A conciliacao eh realmente a solucao, porem o dificil eh quando o outro lado decide ficar surdo. Para isso eh necessaria muita luta e persistencia. Mandela eh um grande exemplo a ser seguido.
    Um abraco
    Eduardo

    ResponderEliminar
  25. Luma,adorei o post. Outro dia postei o poema do filme invictus no meu blog. Depois do filme passei a ver o homem Mandela com outro olhar. Mexeu comigo ver a grandeza da alma desse homem, e me deu uma pena enorme da humanidade ter disperdiçado 30 anos deste homem fascinante, preso.
    Beijos

    ResponderEliminar
  26. Um beijo....de carinho. Belo post

    ResponderEliminar
  27. Oi Luma! Saudades! Fico um tempinho sem vir aqui fico assim...

    Excelente resumo da vida de Mandela! Ele tem várias qualidades, mas uma que eu acho fantástica nele é a paciência, a espera. Acho que sem ela ele não teria dado este exemplo de fraternidade para o mundo.

    Um dia luz para vc!

    Beijooooooooooo

    ResponderEliminar
  28. "A amizade consegue ser tão complexa...
    Deixa uns desanimados, outros bem felizes...
    É a alimentação dos fracos
    É o reino dos fortes

    Faz-nos cometer erros
    Os fracos deixam se ir abaixo
    Os fortes erguem sempre a cabeça
    os assim assim assumem-os

    Sem pensar conquistamos
    O mundo geral
    e construimos o nosso pequeno lugar
    deixando brilhar cada estrelinha

    Estrelinhas...
    Doces, sensiveis, frias, ternurentas...
    Mas sempre presentes em qualquer parte
    Os donos da Amizade..."

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderEliminar
  29. Mandela com certeza é um exemplo. Não é fácil para uma pessoa perdoar e compartilhar o poder com aqueles que por tanto tempo o perseguiram. No filme Invictus uma cena ilustra bem este fato, quando Mandela diz a seus seguranças negros que estes teriam que trabalhar com seguranças brancos. Com certeza foi uma revolução e tanto - ainda mais por ser pacífica.

    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  30. Mandela é único. Ninguém teria mais direito de se tornar um ser rancoroso e de odiar seus algozes; contudo, preferiu revolucionar seu país com o entendimento. Uma mostra de como essas "lideranças" raciais picaretas que temos por aqui estão equivocadas.

    ResponderEliminar
  31. Como um homem consegue se entender, com seus agressores, sem um pingo de rancor e com tranqüilidade exemplar

    Boa viagem

    =)

    ResponderEliminar
  32. Nelson Mandela é um homem que eu admiro profundamente, pela pessoa, pelo Ser Humano que ele é. Se existe alguém que se possa dizer GRANDE, esse alguém é ele. É uma pessoa com uma alma grandiosa, linda, e certamente ele cumpriu a sua missão na terra.
    Muitos esperavam que ele incentivasse a violência, o ódio, o rancor, e se o fizesse certamente que contaria com muitos seguidores, pois não faltam pessoas que pensam que a justiça se faz com as próprias mãos, que a vingança é necessária e que a resposta à violência é o caminho. Mandela não. Ele é um caso ímpar. Derramou amor por cima de todo o ódio que pudesse existir e conseguiu o impensável. Deus o abençoe.
    Luminha, boas férias, tá?
    Beijo na alma.
    Angel.

    ResponderEliminar
  33. É com muito carinho que venho compartilhar e agradecer o seu carinho e sua amizade.

    AMIGOS merecem aplausos, por isso venho lhe aplaudir com muito carinho. Pois os aplausos traduzem, afeto, aceitação e aprovação e além de tudo aconchego.

    Desejo a você amigo (a) um dia muito especial..

    Que a telinha Virtual possa levar até você o calor um aperto de mão muito carinhoso e abraço afetuoso pelo nosso DIA: DIA DO AMIGO...
    venha confeir e buscar o seu carinho.
    http://sandraandradeendy.blogspot.com/

    ser amigo é ter no CORAÇÃO a preciosidade de se ter uma grande Amizade.
    Tua Amizade é o meu melhor PRESENTE.
    AMIGOS SÃO PÉROLAS, É TUDO É SER ESPECIAL...
    Muito Obrigada pela sua companhia.
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderEliminar
  34. Oi, Luma!

    Cuidaremos sim, com carinho.
    Mandela é um ícone. Um sinal de que se pode resolver conflitos sem guerras. Um grande ser humano!

    bela homenagem!

    Grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderEliminar
  35. Homens como Mandela é que me fazem crer nessa "coisa" chamada humanidade. Sua vida, sua história é algo louvável. É tão bom saber que seres humanos são capazes de muito mais. Lutar, matar e guerrear é tão simples. Impôr-se através do medo, das armas é muito fácil, afinal, quem vai a frente não são os líderes. Mas no caso de Mandela, ele foi a frente e não luta por uma nação de cores e sim por uma nação de homens. Tão bom ver homens assim se multiplicando, mas para todos os lados que olho sempre avisto filhos de Hitler, querendo se impor como se fossem melhores que os demais. É de se lamentar...
    bacio carissima e boa viagem

    ResponderEliminar
  36. Luma
    Faço minhas as palavras da Lúcia: No Brasil não temos ninguém, nem semelhança, com o que Mandela representa.
    Muito bom você ter nos mostrado.
    Boas férias.
    bjs

    ResponderEliminar
  37. Oi!
    Obrigada pelo carinho minha amiga. A tempestade passou e agora tudo se acalma.
    Sempre admirei esse homem.
    Curta seu tempo. Volte renovada.
    Beijos

    ResponderEliminar
  38. Passando por aqui...Beijo, beijo!
    She

    ResponderEliminar
  39. Luma
    Pode viajar tranquilamente pois deixou um legado hoje: Mandela.
    E com ele por aqui não temos como esquece-la
    com carinho MOnica

    ResponderEliminar
  40. A mesagem de paz que algumas pessoas trasnmitem não é somente pela aparencia. A não violencia, a conciliação e as atitudes pacifistas é que fazem de homens como Mandela pessoas que merecem homenagens (como o Dia de Mandela) ainda em vida.
    Esse mundo ainda precisa de muitos mandelas.
    :)

    ResponderEliminar
  41. Precisamos ter um dia de Mandela aqui tb. E dedicar horas de serviço a comunidade.
    Boa viagem querida, O Luz tem sempre a sua luz.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  42. Amanhã o ProjetandoPessoas comemora 11 meses de existência! E de amanhã até 24/08, quando o Blog completa 1 ano de vida, preparei uma sequência de surpresas para o Blog, homenageando grandes amigos de jornada! Espero que você aprecie a minha forma de celebrar essa conquista e me passe seu feedback sincero a medida que meu plano de 30 dias de festa avance! Serão dias diferentes de postagens até aqui! Mas tenha certeza de que está sendo preparado com muito carinho para todos! Aguardo seus comentários, críticas construtivas ou sugestões, ok?
    Com muita admiração e respeito por cada um de voces! bjs e abraços Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//
    @ProjetaPessoas
    Projetandopessoas@hotmail.com

    ResponderEliminar
  43. Luma, que post maravilhoso. Ele sem dúvida deve ser reverenciado. Viveu uma grande parte de sua vida preso, mas nem assim desanimou. Lutou por todos.
    O filme Invictus que conta a vida dele pós prisão é lindíssimo. Uma grande lição.
    Um beijo

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor