Em Busca da epifania perdida

ULYSSES Meets TWITTER 2011

"Ulysses" é a "Odisséia" retomada - não recontada - em termos modernos e com forte incidência humorística. Na epopéia de Homero, o herói viaja dez anos de volta para casa, após o final da guerra de Tróia. No romance de James Joyce esse tempo é compactado em um único dia 16 de junho de 1904 - o dia em que conheceu Nora, sua mulher.

A boa nova para nós brasileiros é que Joyce e Proust ganham novas edições nacionais em 2012 pela Companhia das Letras: "Ulysses" traduzido por Caetano Galindo e "Em Busca do Tempo Perdido", de Marcel Proust que terá edição em sete volumes.

James Joyce e Marcel Proust
Coloquei James Joyce e Marcel Proust juntos na estante, mas há quem tenha imaginado "Uma Noite no Majestic: Proust, Joyce, Picasso, Stravinsky e Diaghilev no grande jantar modernista de 1922". Richard Davenport-Hines, escreveu este livro cheio de histórias picantes deste jantar milionário no Hotel Majestic, oferecido a 40 artistas daquela época, incluindo Proust e Joyce - justificando que os dois foram convidados, porque juntos destruíram as certezas literárias do século XIX. O diálogo entre os dois que consta no livro, foi monossilábico de parte a parte e pouco cordial.
A Revolução que em inícios do século XX, homens como Sigmund Freud, Albert Einstein e Pablo Picasso promoveram na psicologia, na física e na pintura, teve seu equivalente literário na ficção de Marcel Proust (Paris, 1871-1922) e James Joyce (Dublin, 1882 - Zurique, 1941).

Desde o primeiro momento ambos foram reconhecidos como inovadores radicais. Com suas obras-primas, os romances "À la recherche du temps perdu" ("Em busca do tempo perdido") e "Ulysses", eles criaram técnicas inusitadas de acesso aos porões dos comportamentos e modos de grande eficácia poética no registro da experiência humana.

Proust e Joyce encontram-se apenas uma vez e segundo a lenda só falaram de usas respectivas doenças. Os dois eram bem diferentes, mas tinham algo em comum. Proust foi superprotegido pelos pais, um médico de renome e uma judia bela e abastada. Asmático, encerrou-se durante anos em um quarto com paredes forradas de cortiça. Alcoólatra, o pai de Joyce levou a família à ruína. O escritor exilou-se no continente, voltando à Irlanda apenas para negócios. Estressado pela precariedade da vida material, perdeu parte da visão e morreu com uma úlcera perfurada.

Ambos vieram ao mundo em momentos de crise - Proust na ressaca da Comuna, Paris ainda cercada pelos alemães vencedores da guerra de 70; Joyce no ano em que os nacionalistas começaram sua prolongada e sangrenta luta pela independência da Irlanda. Ignoraram a política partidária, mas não fecharam os olhos às utopias. Ambos tinham uma aguda percepção da vida social, que se apresenta como um mosaico na "Recherche" e com um quadro pontilhista em "Ulysses".

Proust captava o mundo com a amplitude de uma grande angular e Joyce concentrava-se como um laser no essencial. Ambos acharam tesouros até então desconhecidos.

Se você se interessa pela vida e obra destes dois escritores, continuarei este texto em outro blogue. Assim os preguiçosos em ler e saber, não terão do que reclamar que o texto está enooorme e tals. Aqui no "Luz" ficaremos na superfície e se quiser se aprofundar, venha comigo!

"A verdadeira viagem do descobrimento consiste não em procurar novas paisagens, mas em ter novos olhos. (...) Não podemos mudar as coisas de acordo com nosso desejo, mas gradualmente nosso desejo muda" Marcel Proust.

"Quero fazer um retrato tão completo de Dublin que, se a cidade subitamente desaparecer, poderá ser reconstruída (...) Incluí tantos enígmas e charadas que os estudiosos ficarão ocupados por séculos (...), única maneira de garantir a imortalidade" James Joyce.

23 comentários :

  1. Que post maravilhoso. Voce é muito chique Luma. E cheia de informações instigantes. Nao tinha a minima idéia desse Bloomsday. Que coisa mais bacana. E que interessante essa visao dos dois autores, um floresta e outro árvore. Quero ler Ulisses. Jamais passou por minhas maos e meus olhos. Uma falha tecnica e tanto.
    Obrigada por ter recolocado meus links. Foi voce ne? Ou reapareceram feito fantasmas? Nao. A borboletinha passou por camelia...
    Beijos amiga!
    Cam

    ResponderEliminar
  2. Luma,

    Tenho um certo medo de Joyce. A biblioteca daqui, desde que me lembro, possui um exemplar de Ulysses, praticamente intacto. Sempre me disseram que é uma leitura difícil, mas, pelo visto, não tão difícil a ponto de não ter seus fãs - e seu dia especial.

    Vou mergulhar um pouco mais.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  3. ontem tivemos aqui a parada irlandesa, pena que não pude ir para comemorar o bloomsday.
    James Joyce, Marcel Proust, maravilhosos.

    eu não sabia o significado da palavra epifania, fui pesquisar rs. mais uma que aprendo aqui.

    mto bom dia!

    ResponderEliminar
  4. Eu vou ler lá, Luma! Imagina se perco essa chance... Que texto longo, que preguiça, que nada!

    Bj!

    ResponderEliminar
  5. Ulysses preciso reler, mas adorei a ideia do dia em sua homenagem. Estudei sobre ele e quando li, entendi menos do que devia (pela sua estrutura).

    Ja Proust preciso ler ainda por primeira vez.

    Ainda confia em mim sabendo que nao li? rss

    Bjx

    Roy

    ResponderEliminar
  6. Luma é cultura!
    Tenho muito que ler e aprender ainda.
    Nunca tinha escutado falar no Ulysses.
    Desconhecia o Bloomsday.
    Que vergonha né?
    Preciso me atualizar.
    E vir aqui mais vezes.
    Parabéns!
    Bjokas

    ResponderEliminar
  7. Boas informações por aqui, como de costume.
    Desconhecia esse dia Bloom...
    Proust, já notou, é meu velho aliado.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  8. Luma queridíssima, que post portentoso.
    É impressionante como a leitura de Joyce, ou mesmo o próprio Joyce, convoca sempre o grandioso, o intenso, o *luminoso* e o *numinoso*.
    Ei queria fazer uma cópia de um parágrafo do seu post mas, com a vista ruim, tive dificuldades de selecionar e copiar. Como é relativamente grande, várias linhas, deixo de mencionar.
    Vou já para o draft to draft (que beleza!) mas devo voltar, the narrow is here!
    beijos, bless thee, brave chikd!
    Meg
    P.S - Tomara que vc leia esse comment: seu talento e seu brilho são incontestes.

    ResponderEliminar
  9. Perdão, querida:
    onde se lê *narrow* leia-se *marrow*
    What a lapsus!
    beijão.
    M.

    ResponderEliminar
  10. Digo e repito: Adoro a frase Luma está de olho em você! Me faz retomar minha felicidade imediatamente! RSSS

    Luma, eu confeço minha ignorância, e me sinto iluminado aqui! não sabia deste dia! Conheço uma frase de Joyce, e pretendo lê-lo, tbem fui certa vez atrás de Virgínia Wolf, mas o clima depre do livro me fez recuar.. eu estava em uma fase difícil, mas é outra escritora intensa e genial!
    Interessante que os gênios sempre acabam pobres em sua maioria, como é o caso de Proust e Joyce... acredito em um Novo Tempo e na cura deste Mito!
    Realmente eles encontraram tesouros, eram dois profetas, além de seu tempo! Insubstituíveis, mesmo não tendo lido ainda sinto isso! Mas vou ler em breve! fui ver o outro Blog e lá comento mais!
    ............................

    Vim te convidar para o aniversário do Versos de Fogo amanhã dia 18, quero muito te ver amanhã, pois vc foi e é uma inspiração pra eu fazer um trabalho cada vez melhor na Blogosfera!
    Bjus de Luz!

    ResponderEliminar
  11. Emendando-me, se Proust não era pobre era trágico... aquela época dele era muito difícil!

    ResponderEliminar
  12. Eu voltei para dizer que quando for escritor famoso eu vou determinar a reforma da lingua portugesa e confeço será escrito assim não confesso! KKKK
    Que confusão isso! KKK desculpa ai fazer bagunça no teu blog!

    ResponderEliminar
  13. DEixo um beijo e um pouco de mim...


    Afinal o que é coragem?
    Coragem palavra forte
    Valente e guerreira

    Palavra que
    Sentimos no peito
    E temos a certeza
    Que coragem
    É valentia...

    Mas muitas vezes
    Me interogo
    E será que é?

    Coragem
    É não virar as costas
    É seguir em frente
    Sem medos
    Sem pensar nos obstáculos...

    Mas pensando sempre
    Que coragem
    É Sempre
    Sinónimo de Conseguir...

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  14. Poxa, gostei imensamente de saber um pouco sobre estes grandes escritores da humanidade por aqui!
    Na verdade nunca li nada deles, mas ainda pretendo, com certeza.
    beijos cariocas

    ResponderEliminar
  15. Não me tinha apercebido do dia de Bloom...
    Sempre que te visito fico a saber mais.
    Minha querida amiga Luma, tem um bom fim de semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  16. Oi Bella!

    Já li Proust, mas Bloom... Lendo seu texto, senti saudade do meu grupo de estudo e leitura, o último foi o complexo Baba.

    Sinto que falta muita valorização e hábito de leitura, fora e dentro das escolas brasileiras.

    Gostei da viagem que fiz hoje aqui!

    Beijos e um super sábado!

    ResponderEliminar
  17. Não fazia a menor idéia...Fiquei até com vergonha agora...rs :)

    Estou no Rio sim. Até quando algo mudar...rs Flexibilidade é tudo. Mas por hora é em definitivo. E meu baby vai nascer aqui, se Deus quiser

    ResponderEliminar
  18. Pois então um bom "Blooms Day" com bombons, sorrisos e flores :)

    ResponderEliminar
  19. Luma, as informacoes contidas nesse post e as imagens ficaram wonderful, adoro indicacoes boas de leitura, de livros, de escritores..

    Bom domingo pra você!



    ** Saí do blogger, troque, por favor, meu endereço: http://sou-da-cris.nets.at/


    ResponderEliminar
  20. Pois é Luma, os dois vieram em momentos críticos da humanidade e passaram por dificuldades. Já reparou como isso, infelizmente, muitas vezes é motivo de serem revelados grandes talentos? Talvez seja este o plano para eles. Gosto de pensar assim. Livros que merecem reedição, mas seu post atiça mais e mais gente a lê-los. Um beijo!

    ResponderEliminar
  21. Conhecimento liberta!

    Mas será que o povo está sendo preparado para usufruir da liberdade?!

    Obrigado por compartilhar conosco de assuntos tão instigantes...

    Ótima semana!

    ResponderEliminar
  22. Oi! Hoje vim te convidar para conhecer uma campanha mega importante!
    Te espero no Caminhar: http://precisocaminhar.blogspot.com/2011/06/ela-doa-seu-amor-para-as-criancas.html

    Bj
    Beta

    ResponderEliminar
  23. Oi
    Lima
    Grata por partilhar seus conhecimentos literários. Boas dicas.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor