Deixe o mundo saber porque você tem um blogue.

Luma retrô

Ainda lembro da primeira matéria que li sobre blogues e do interesse que senti - Foi paixão à primeira vista. A matéria começava com uma pergunta: Você já leu um blog? E seguia... Talvez você queira ajudar a aumentar o crescimento desta ferramenta de escrita online, queira 'criar' um blog e se você ainda não tem ideia do que eles são, talvez você não saiba que poderá manter uma página online de sua propriedade sem que precise de 'engenheiros' para construí-la. Mas você pode estar se perguntando: mas para que quero ter uma página online?

A 'oferta' oferecia um espaço para publicação de ideias e pensamentos à sua vontade e ainda explicava: Weblogs são sites de propriedade e administrado por pessoas comuns como você e eu. Pode escrever sobre tudo, sua vida, suas críticas, contos, poemas, fotos, indicações de leituras de outros weblogs... este último ítem, ajudará a formar a "comunidade blogueira".

Tudo era novidade dentro da internet e não tínhamos a disponibilidade de ferramentas que temos hoje, era tudo muito limitado. Comecei a fuçar na internet e procurar por blogues para ler, para entender o que era e matar a minha curiosidade. Existiam poucos blogues no Brasil e apesar de poucos, o nível era muito bom, porque quem não se sentia capaz, não arriscava a colocar a "cara à tapa".

Depois do impacto inicial, era chegada a hora de quebrar a timidez e começar a dar a minha "cara à tapa". Comecei pelo sistema de comentários de um blogue bastante conhecido e foi neste blogue que fiz as minhas mais antigas amizades no mundo virtual; blogueiros dinossauros que ainda estão na ativa.

Passado um tempo, conheci outro blogue de duas jornalistas que colocavam questões em pauta e era ali no sistema de comentários que rolava o melhor da postagem - o que sinto falta nos blogues atuais - as pessoas comentavam e voltavam para saber se havia 'discussão'. Uma postagem de três linhas, poderia render mais de cem comentários. Debatíamos mesmo e guardo boas lembranças dos assuntos e pessoas que lá frequentavam.

O blogue a que me refiro acabou, mas tenho certeza, que todos aqueles comentaristas sabem que 'sustentaram" aquele blogue, até que as editoras/jornalistas tiveram a inspiração de escrever um livro baseado em toda aquela troca de ideias. O livro foi lançado "Mulheres ao Ataque: Bate bola no campo adversário" e as jornalistas editoras do blogue, satisfeitas com o 'filho', chutaram o balde e fecharam o blogue.

Foi grande a decepção ou desilusão dos que ali participavam do blogue como comentaristas. Resolvemos então, fazer um blogue coletivo onde pudéssemos manter os laços criados. Infelizmente a imaturidade no ato de blogar, nos fez cometer besteiras, como: Entrar e sair de ferramentas, deletando o blogue e não fazendo backup das postagens.

Neste coletivo publicávamos em grande parte, textos sobre comportamento. A nossa vontade sempre foi entender as ações humanas com a pretensão de melhorar o mundo que se descortinava ao nosso redor.

Quando o "Luz" me foi presenteado - já falei sobre este episódio em algum lugar do blogue (Achei!)- não esperava seguir postando. Sentei de frente para o ecrã e me perguntei: "E agora o que vou postar?" Essa pergunta, tenho certeza, participa cotidianamente da mente de muitos editores de blogue.

"Não sei...
Se a vida é curta ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
Se não tocamos o coração das pessoas.
(Não Sei - Cora Coralina)

48 comentários :

  1. O Motivo para eu "TENTAR" montar um blog foi para protestar contra o DESCASo de autoridades e pedir SOCORRO para crianças que sofrem maus tratos (com foco principal a meus filhos)...
    Confeço, sou INTIMIDADO a todo tempo, me falta apoio a meu blog "SEGUIDORES" para me encorajar a amnte-lo e publicar todo o material que tenho...
    O ESCANDALO é enorme, os CRIMES, incontáveis...
    Mas a vida parece que se resume ao sucesso dos SOCIOPATAS e não aos humanos de coração...
    FELIZ 2011.

    http://painaodesistademim.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Oi Luma...te sigo a muito tempo, já tive muitos blogs...o primeiro me foi dado de presente, o Docemel...vc me visitava sempre...lá postava poemas, artigos, reflexões...perdi o blog por causa de uma pessoa que me agrediu no comentário, não tinha experiência pra saber que poderia deletar o comentário,rsss...hoje tenho um blog de artesanato...onde posto receitas, paps...participo de grupos na internete, tenho várias seguidoras...faço viistas...enfim...espero ter respondido sua pergunta.
    Beijoss

    ResponderEliminar
  3. Sem perceber, você tocou num ponto que muitos donos de blogs não se dão conta, fazer backup periodicos dos próprios arquivos.

    Mas no meu caso, o meu objetivo é só ser um diário mesmo.

    Fique com Deus, menina Luma.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. Oi Luma

    Eu, que ainda sou aprendiz de blogueira, não fazia idéia do que era um blogue e no início fiz muitas postagens para quase ninguém.
    Mas como o aniversário do meu blogue é dia 18 próximo, depois que postar o convite vou falar sobre isso e venho te convidar para ler.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  5. Luma, já perdi a conta de quantos blogs criei, de quantas vezes mudei a cara de cada um deles, de quantas vezes mudei de endereço. Nunca fui muito organizado para pensar num blog antes de fazê-lo. Lembro-me que fiz blogs no tempo que ainda usávamos a versão antiga do Blogger. Depois, as ferramentas foram se aperfeiçoando e acabei ficando mais profissional se é que posso dizer isso. Senti-me estimulado a fazer um post sobre isso, mas de cara eu digo que hoje tenho prazer maior na construção do blog do que no ato de blogar em si. Muito disso devo ao meu uso quase constante do Twitter e de outros comunicadores instantâneos. Muito do que eu poderia escrever nos blogs acabo discutindo com pessoas queridas no MSN, Twitter e afins. Isso me leva a pensar se as redes sociais não estão sufocando meus blogs. A resposta a esse questionamento é "NÃO", pois continuo ativo, e muito ativo nos blogs. Como eu disse, farei a postagem e espero sua visita por lá.

    ResponderEliminar
  6. Luma,

    Comecei meio que por terapia: era um ótimo meio de deixar os problemas d lado e focar em algo que pelo menos me distrairia um pouco. Deu certo. Já criei e destruyí uma porção de blogs, mas sempre volto ao mesmo lugar. Blogar dá trabalho, mas é muito bom.

    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  7. Oi, Luma! Obrigada pela visita e pelas palavras animadoras em relação ao Lucas. Há anos ele se mantinha muito bem, mas uma pneumonia repentina levou-o ao quadro de infecção generalizada em que se encontra hoje, está internado há dois meses, metade desse período na UTI em coma induzido. Abraço!

    ResponderEliminar
  8. Olá Luma,
    Boa pergunta, porque ter um blog?
    Montei o meu há pouco tempo, incentivada por amigos, como uma forma de arquivar trabalhos feitos, um catálogo virtual online...
    Mas, a partir do momento que se tem um blog, no meu caso, vem uma responsabilidade para com os leitores, mais que simplesmente mostrar, é preciso acrescentar algo novo e interessante. Fazer jus as visitas e seus comentários, tão importantes e gratificantes, que nos impulsionam a continuar e querer melhorar sempre.
    Antes de ter o blog, sempre visitei outros, aprendi, me inspirei, e hoje tento oferecer um blog assim.
    É um desafio, sim, mas é um bom desafio.
    Sou apenas uma entre tantos mas se cada um procurar fazer o seu melhor, o mundo agradece.
    "Apenas uma opinião pessoal sobre o assunto."
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Luma,

    Cai na blogosfera por acaso. Buscava alguma informação o google (não lembro mais sobre o que) e cai no Blog Simples Coisas da Vida (do Cirilo Velosos Moraes) que hoje é meu amigo e adoro muito.
    Eu passei quase uma semana "devorando" o blog dele, tanta coisa, tanta informação, comentários, e de lá eu ia conhecendo mais um milhão de blogues. Inclusive o seu.
    ´Toda vez que quero mudar template (foram só 3 vezes nestes quase 3 anos) é o Cirilo quem me ajuda - ou melhor, faz para mim.
    Foi paixão a primeira vista mesmo. Passado uma semana eu vi lá "Como criar um blog". Claro que meti a cara né? Não sabia o que ia escrever, mas eu adoroooooo escrever. E todo blogueiro principiante é meio sem noção não é? Escrevia para ninguém, claro.
    Mas ai fui conhecendo outros blogues, interagindo - e para mim o segredo está aí. Gostamos de ler e também que nos leiam. No dia a dia vamos aprendendo um pouco mais. Aquele tutorial que fez ano passado com dicas também ajudou muito. O Lichia nasceu em agosto de 2008 - em um período de ócio, ahah.
    Gosto de dividir, falar sobre tudo, sobre mim. Lendo os outros, a gente at´se entende melhor, ver as coisas por angulos diferente, reflete. E se temos possibilidade de acrescentar algo, por que não?
    Acho estranho as pessoas que cria um blogue, em pouco tempo já fechou...
    Estou aprendendo cada dia mais e quer saber? Adoroooooooooooooooooooo!

    Sobre a blogagem da Elaine, vi hj também que foi prorrogada e vou participar.

    Luma do céu, devia ter respondido em um post, ahahahah. Ficou gigante.

    Um beijo!

    ResponderEliminar
  10. Boa idéia esssa da blogagem coletiva, vou tentar participar. Mais facil, por que ja esta escrito.
    Como começou minha vida de blogueira? Bom começou antes de começar. Eu ja tinha feito sites interativos a trabalho, com marketing viral e tal. Depois tb a trabalho, cheguei a criar as bases de um blog que iria interagir como se fosse uma moça muito sofisticada e de vida digamos dura- da night- que faria um marketing com homens possiveis compradores de 200 exemplares de um exclusivo carro importando e carezimo. A idéia nao foi pra frente embora aprovadissima, opr que toda a grana foi para publicidade e nada sobrou para a g de marketing direto que eu dirigia. Entao, me deu vontade de ter um blog. Guardei a idéia. Um dia, revoltada com assuntos de segurança no Rio de Janeiro ahcei que era hora de ter o blog, um espaço como voce disse, que eu pudesse dar minha opiniao sobre coisas. Mudei de endereço duas vezes, de blog 3. E ca estou com seu belo lay-out e sua ajuda sempre. Muito obrigada.
    Beijos da Cam

    ResponderEliminar
  11. Oi Luma! Putz, backup do blog, nunca havia pensado nisso! Como faz?
    Bem, eu criei o blog pois eu ia morar fora do país e queria fazer um diário para minha família, principalmente minha mãe, poder acompanhar. Aí não viajei e por um tempo o blog era aquela coisa sem muito sentido que eu tinha. Mas ao mesmo tempo, eu conhecia tanta gente bacana, não queria me desligar delas. Mantive o blog, que hoje é mais das minhas coisas do que outra coisa. Não tenho objetivo nenhum, nem assunto, tema padrão. Como virou blog 'meio família' evito postar quando estou 'com a macaca depilada', saca? Mas o que posso dizer, é que o blog é meu divã, me sinto bem indo lá, e indo nos blogs amigos. Se alguém me lê, fico mega feliz, se comenta então, mais ainda. Mas acima de tudo, colocar pra fora é muito bom. Sei que eu comento pouco, mas sabe, o debate é complicado quando se lê muitos blogs. Eu, agora, estou no trabalho. Imagina um comentário deste tamanho em todos os blogs que leio? kkkk, não faria mais nada da vida! Por isso, entro, dou um oi, olha, tô aqui. Mas sempre volto. Amo o seu blog!
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Já gostei muito mais de blogue do que hj..acho que a falta de tempo..acabei afastando..
    Já fui um blogueiro mais ativo..participativo..mas..quem sabe um dia seja novamente..
    Também já ando um dinossauro neste mundo
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Eu tomei contato com blogs por meio de "No Mínimo" e a partir dali, acabei tendo o meu próprio espaço virtual, discutindo os mesmos assuntos.

    A moda passou, a audiência caiu, o número de comentários minguou, mas mesmo assim continuo pelo prazer que tenho em escrever e discutir questões interessantes.

    E continuo visitando blogs, sendo que posso afirmar que da moda em que existiam milhares, sobraram poucos, mas sobraram apenas os bons, onde as pessoas efetivamente têm o que dizer, tem opiniões como você.

    ResponderEliminar
  14. Oi Luma,

    Feliz Ano Novo, querida!

    Como foi o início da minha vida blogueira e porque decidi ter um blogue? Ai, já respondi tantas vezes a esta questão, mas aqui vai: comecei com um blogue (MAX [http://maxcouti.blogspot.com]) onde expunha os meus pensamentos e observações em duas línguas: Inglês e Português. Depois resolvi separar as coisas e dedicar um unico blogue à língua Lusa (Etnias: [http://max-etnias.blogspot.com]). O início foi óptimo porque conheci imensa gente fantástica (muitos até já deixaram de blogar) e havia aquela emoção de responder aos comentários, porque era aí que estava todo o divertimento (mais do que escrever os posts até) - os pensamentos dos outros fascinam-me e o debate chegava a ser aceso (principalmente na língua Inglesa). Decidi ter um blogue para expôr o conteúdo do intelecto e, não vou mentir, para mostrar aos meus patrões de que sabia escrever.

    Mas diverti-me imenso. Aliás, ainda me divirto muito, ainda que tenha menos tempo para estar online a conversar com o pessoal - olha, outro tema "O que fazer quando a vida se sobrepõe à blogagem?"l.

    Apesar da falta de tempo para debates, ainda posto e não vou deixar de postar; e muito menos apagar os meus blogues.

    Bom Ano!

    Beijos

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma
    Como foi o início da minha vida blogueira e porque decidi ter um blogue?
    Comecei postando para um pequeno grupo de pessoas conhecidas, a maioria sem bloque, mas gostava do que eu escrevia (artigos sobre relações humanas e questões emocionais).
    A IDÉIA DE EU TER UM BLOG FOI DO MEU GENRO E FILHA, POIS TENHO UM SITE DESDE 2002 QUE ESTEVE EM DUAS HOSPEDAGENS GRATUITAS E QUE ACABARAM FECHANDO E , POR OUTRO LADO, O SITE É MUITO ESTATÁTICO. EU SENTIA FALTA DE INTERAGIR.
    TER PESSOAS QUE NOS VISITAM, COMENTAM SOBRE O QUE ESCREVEMOS, FAZER ELOS ATRAVÉS DA LEITURA SOBRE VÁRIOS TEMAS,É EXTREMAMENTE ENRIQUECEDOR.
    bjs

    ResponderEliminar
  16. Olá Luma,

    Eu sempre quis compilar artigos que achava interessantes e acabei criando o blog, depois com o tempo que ele criou vida própria e reflete muitas da minhas opiniões. Já teve vários formatos e "caras" ... quem sabe um dia eu acerto?

    Abraço

    ResponderEliminar
  17. Ah, Luma,...antigamente, era tao glamuroso ter um blog...


    kkkkk


    brincadeira..lembro quando nos encontramos...vc lembra? eu lembro...Eu comecei a blogar em 2004, finalzinho quando eu mudei de pais..Até aquele momento, eu via a internet como ICQ-
    criei um blog, comecei a escrever sobre meu estilo cigano de ser....meu blog foi muito visitado por muito tempo. Eu recebi muita visita e comentario, idem.

    E, foi através de blogs e afins que me engajei na profissao de fotografa - que tenho hoje. mexer com blog me levou a um mundo de fantasia e acordou meu lado, assim, generoso comigo mesma. Eu descobri, através do blogger que eu tinha dentro de mim, um lado muito forte ligado á cor, arte...
    Hoje, meus escritos passados, de 2004 a 2008 guardados, nao por que eu me envergonhe deles, mas, volta e meiaeu abro o antigo blog e leio comentarios de blogueiros famosos...hoje, mas que, antigamente, eram pura simplicidade.
    Semana passada, eu li alguns e me eprguntei: o que aconteceu com a blogosfera?

    nao sei, Luma..sei apenas que, sinto saudades da antiga blogosfera..

    Hoje, tomei outro rumo, visito poucos blogs de textos e mais de fotografia - eu precisava fugir de textos e investir no meu trabalho e,

    quando menos espero, eis que, meu mundo, minha vida, está retornando para minha vida passada, de ler muito e investir na minha antiga profissao, ligada á area jurídica.

    A vida é assim e o blog vai acompanhando as mudancas...

    Dias felzies e um ano de 2011 supimpa
    Grace Olsson

    ResponderEliminar
  18. Entrei neste universo dos blogs, porque eu escrevia poesias e as apresentava em um programa de rádio em Petrópolis, isto durou uns nove anos. Após ter saído da rádio e como os ouvintes demonstravam gostar do que eu apresentava, resolvi criar um blog para continuar mostrando as minhas poesias.
    Logo em seguida criei um outro blog como gratidão a minha religião.
    Estou com menos de uma ano na blogosfera e com dois blogs estou muito feliz e creio que acertei completamnte ter entrado neste universo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  19. Olá Luma!

    Entrei pensando em colher apenas rosas e três anos depois também tive que engolir os espinhos.

    Beijos!

    Um feliz ano novo!

    ResponderEliminar
  20. Oi Luma!

    Ótima idéia, vou tentar participar mas ando muiiiiito atarefada com "meus lindinhos" (rs) mas gosto de blogar e não desisti viu ? rs rs

    Feliz 2011 querida!

    beijo grande,

    ResponderEliminar
  21. Oi, Luma! Vim retribuir seus votos de ano novo: que você tenha um excelente 2011.

    Aproveito para responder a indagação do seu post. Eu já contei lá no Leio e em uma entrevista à Meiroca porque eu blog: porque um dia,encontrei o Oncotô (da minha amiga Erika Murari)e através dele o Meu cantinho (que não existe mais). O terceiro blog que eu li foi o seu, por indicação da Erika e, sem querer ser puxa-saco mas já sendo, vocês me deixaram com muita vontade de escrever também.


    Beijos!

    ResponderEliminar
  22. Perfeito post! ufaaaaaaa! E eu?!

    Amiga, até hoje não sei como parei no dihitt, não foi indicação de ninguem. Foi um dia de tristeza, vagando por aí.... então, timidamente, comecei apenas a comentar. JAMAIS pensei em ter um blog. Com meus comentarios, os amigos passaram diariamente a me pressionar quando eu teria um porque queriam ler o que pudesse produzir. Eu estava mais perdida do que cego em tiroteio! Então surgiu uma santa pessoa amiga que não deu a receita do bolo, ela TROUXE o bolo e depois ensinou como se faz.

    Eu tomei gosto, descobri que poderia ser eu mesma, escrever o que sentia, voltar a escrever e acima de tudo, participar no mundo, dando opiniao, participando de campanhas e falando algumas vezes sobre questoes de Violencia Domestica, Justiça Cega... , e Auto-Estima.

    Por tantos caminhos eu andei... e por incrivel que pareça... estou chegando a algum lugar que desejei estar.

    beijos

    ResponderEliminar
  23. Luma, como sempre suas postagens são incríveis e esta está maravilhosa. Bacana conhecer mais um pouco sobre o seu começo na blogosfera, o meu, eu já digo lá no Brasil do Bem, criar o blogue me permitiu extravasar minha sede de conhecimento neste universo de estilo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  24. Ter um blog é tudo de bom! Em todos os sentidos, me sinto mais leve, me informo sobre tantas coisas, tantas culturas diferentes!!!
    Beijos saltitantes
    Boa semana

    ResponderEliminar
  25. Oi Luma.
    Não lembro quando, como, onde e porquê tudo começou. Mas sei que desde o início estava você e a literatura - mais que demais.
    Um dia maravilhoso (não lembro porque o persegui intensamente), você se permitiu descobrir que eu existia (acho que foi naquela blogagem coletiva da Georgia sobre filhos bastardos, lembra?).
    Não sei,sei lá; interessa?
    Sei que, desde então, passamos a conversar como gente grande.
    Quando precisei de auxílio para mudar minha cara virtual, reformular o blog, você estava lá. Sem exigir nada, apenas disponível como uma amiga excepcional - sem nada querer e, de minha parte, tudo exigir.
    Independente de uma coisa ou outra, nossa amizade floresceu.
    Que bom gostar de ti.
    E, da mesma forma, ser alvo do teu querer.
    Sem ti, a blogosfera tupiniquim ainda estaria nos primórdios civilizatórios - macacos rezingando na floresta.
    Que bom que a gente se conheceu.
    Adoro discordar de você.
    Assim, nos revelamos civilizados, principalmente quando discordamos (sempre com elegância, of course).

    Beijo.

    PS: Scott e Zelda mandam lembranças (ambos bebendo champanhe na 5ª Avenida). Hemingway resolveu encerrar o jogo depois dos 65 anos, explodindo o cérebro com um tiro de espingarda (dois canos) na boca, no rancho em Ketchum,Idaho.
    Scott morreuantes, aos 45, escrevendo e tentando vencer o alcoolismo.
    Até hoje discute-se quem era o melhor - Fitzgerald, na minha opinião e também na de Gertrude Stein: "ser gênio exige um tempo medonho, indo de um lugar a outro sem nada fazer", ou então:" um gênio é um gênio, mesmo quando nada faz".
    O problema, claro, é que poucos sabem do quê e de quem estamos falando.
    Pela parte que me toca, não tô nem aí. Você me entende. É o que me basta. (Seu Antonio manda lembranças).

    Beijo,beijo.

    ResponderEliminar
  26. Querida, isto aqui é um vício né?
    Comecei meu blog como um trabalho de faculdade, acabei utilizando-o para postar as resenhas dos livros que recebo, mas como não dá para ser impessoal, acabei postando coisas pessoais, matérias, notas, etc...
    Acabou virando um Mix mesmo..rs
    Acho muito difícil manter um blog, muito mesmo, mas vamos levando...
    O interesse é sempre ter seguidores participativos, gerar interesse, abrir espaços, etc, mas nem sempre é fácil não é?

    bj

    ResponderEliminar
  27. Luma te acompanho há tanto tempo nem lembro a data certa. Sinto falta quando haviam mais blogs para ler, hoje em dia o povo se debandou pra Twitter, facebook e você não vê mais bons textos como antigamente.
    Big Beijos

    ResponderEliminar
  28. Olá Luma!
    Que bom retornar ao blog e as postagens...

    Espero que esse novo ano seja ainda melhor para todos nós, que 2011 seja um ano de sucesso para você!

    Beijos com o meu carinho

    ResponderEliminar
  29. Ufa, muito interessante a pergunta :-)

    Como disse la em casa, eu escrevo, e o que faco, e se fico muito tempo sem fazer, uma semana, duas, comeco a me deprimir. Entao essa e a primeira caracteristica que me motivou a continuar o blogue, que ironicamente tambem me foi presenteado, o "Tremor Intenso", que Cau, uma advogada de Sao Paulo, abriu para mim.

    Mas no comeco eu escrevia qualquer coisa, qualquer coisa mesmo. As vezes ate copiava letras de musicas, algo que parei de fazer. Com o tempo, o blogue se tornou um antro de exposicao pessoal e algumas de minhas artes. Havia uma epoca so de cronicas mesmo, e eu gostava daquilo, e outra so de militancias, e eu gostei menos daquilo. O blogue que eu mais senti tesao em fazer sozinho foi A Escolha do Proximo Porteiro sobre as eleicoes nos Estados Unidos. Senti que eu estava imerso no tema suficientemente para nao falar muita bobagem, e era uma epoca concentrada mais em jornalismo do que em relacoes internacionais.

    No entanto, nenhum outro foi mais legal (e dificil) de fazer e mais enriquecedor do que o Reacao Cultural. Sabe, Luma, aprendi uma coisa na questao blogoesfera: Para ter um blogue legal voce precisa ter alguns pilares de fundacao. Entre eles:

    1 - Estilo proprio. A vida de cada um de nos e igual e diferente, mas estilo proprio e essencial para fazer mesmo as mesmas ideias originais.

    2 - Objetivo. Se seu estilo entretem o suficiente, ja e o objetivo em si. Se nao quiser so entreter, saiba o que voce quer do seu blogue. Esse e um conselho que pessoalmente acho dificil seguir.

    3 - Tente envolver leitores e promover sua participacao, como essa sua pergunta. Isso tambem e dificil dependendo do proposito do blogue, pelo menos para mim.

    4 - Una-se a outros blogueiros. Blogues de mais de um autor com definicao e identidade propria sao deliciosos de se ler.

    E o que pretendo fazer na proxima empreitada, Luma :-)

    Um bjx, adorei a postagem,

    RF

    ResponderEliminar
  30. Estou aqui pensando Luma...parece que estamos em uma sala de estar, muito bem acomodados conversando sobre a blogosfera, suas razões e seu motivos...
    Muito bacana a sua idéia em querer que cada um conte a sua história...minha versão você já conhece, pois revelei na entrevista dada recentemente para o António (Cova do Urso). Resumindo...eu preciso me comunicar, interagir...
    Você tocou em um ponto importante...as pessoas precisariam se manifestar mais pelos comentários...afinal é a vida do blog...é ou não é?
    Muito bom...vou visitar alguns blogs mencionados por aqui!
    Beijos grandes
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
  31. O início da minha vida de blogueira se deu justamente pela admiração que tinha por alguns blogs (incluindo o Luz) que permitiam leitura diversificada e interatividade. É uma pena que as pessoas tenham tão pouco tempo para se dedicar ao blog... poucas comentam, e quando o fazem, é muito superficial. Acho que se perde muito. Eu gostaria de ter mais tempo disponível para ler mais...

    Bjs.

    ResponderEliminar
  32. Olá Luma,
    Que interessante essa pergunta.
    Cada um com sua história e motivos para ter começado o blog e estar antenado com o mundo virtual.
    No meu caso, foi por incentivo de uma grande amiga Beth do blog Mãe Gaia. Como eu mudei de Estado, estava me sentindo um pouco só...Sem amigos, emprego...Com as filhas se adaptando ao local e eu ficando de lado.rsrs...Como eu estava terminando minha pós em moda e meu tema era sobre um olhar através da indumentária e falando sobre a democratização da moda, resolvi falar sobre isso...E tantas outras coisas...Foi assim..
    Tudo de bom. Feliz 2011
    Bjs mil

    ResponderEliminar
  33. Ei Lu, seu blog é um blog completo. Você é uma blogueira completa!!!

    Confesso que sinto falta dos antigos blogs e das longas listas de comentários. Às vezes o post fraquinho e o que salvava eram os comentários e a participação de todos os blogueiros. Os blogs tinham conteudo, as pessoas blogavam pelo simples prazer de blogar, conhecer, aprender, divulgar e interagir.

    Hoje as pessoas blogam porque está na moda. Escrevem qualquer coisa e já se intitulam blogueiros. A falta de conteudo é enorme e os comentários, de muitos, é a prova de que não leu o texto.

    Comecei a blogar em 2005, conheci muita gente boa que aos poucos foram saindo da blogosfera. Ainda preservo muita gente desde lá. Criei o meu primeiro blog (Palavras Intimistas) para "guardar" as minhas poesias, frases, pensamentos, fragmentos... Findei o Palavras por alguns motivos chatos, fiquei um tempo sem blog, mas visitava todos os amigos, e não aguentei, voltei com o Entre Marés...

    Não sei mais viver sem o blog, pois foi nesse universo que conheci pessoas que levarei para sempre comigo.

    Beijos Luu....

    Bom final de semana!!^^

    ResponderEliminar
  34. Quando fiz meu primeiro blog era tuuudo ter um blog... era moda e eu fazia parte... era bem mais jovem e ainda não entendia direito o que fazia ali... rs

    Hoje tenho meu blog mais como um "canto" sozinha...rs... quase não coloco notícias nem nada disso e escrevo só o que vem do coração...

    Diria que é mesmo como um diário... e nem me importo com quem le e o que pensa...rs... escrevo pq gosto e é só isso.

    ResponderEliminar
  35. Tb recordo qdo fui apresentado a esse meundo e hj penso..."tenho q escrever outro poema p postar". N fosse isso n escreveria ha mt tempo...eu me conheço...rss

    Bjs

    ResponderEliminar
  36. Luma,

    Acho que o importante é não ficar restrito à uma lista de blogs frequentados. Costumo clicar nos links dos blogs que frequento e ir pulando para novos blogs. Claro que um blog é só um blog e nem sempre o tempo, a vontade e a inspiração colaboram para mantê-lo atualizado, mas nem isso acho importante.

    Também sinto falta de blogs que já não existem e acompanho com melancolia a decadência voluntária de alguns blogs, mas faz parte do jogo.

    ---------------------
    Off topic: "colli" é a forma abreviada de "colline" (plural de collina). As colinas piacentinas (colli piacentini) produzem boas uvas e bons vinhos. Além de salame, coppa e pancetta. :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  37. Sempre visitava vários blogs para procurar inspiração para nossos trabalhos. Aí pensamos porque também não criar um, para divulgar nosso trabalho.
    Ainda estamos engatinhando no mundo virtual, mas existem muitas pessoas legais que nos dão dicas sem pedir nada em troca e que nos ajudam tanto.
    Conheci o seu blog através da indicação Elaine Gaspareto.
    Bjs, Rosa.

    ResponderEliminar
  38. Li o post retrô. Tão fervilhante a idéia !
    Muito tempo atrás, e nem me recordo quando, eu fiz um blog. Ainda tinha filho pequeno( o mais velho tem vinte anos) e os blogs estavam começando : era o mãe vinte quatro horss. Se não me engano nem tinha ainda a idéia de banco 24 h, rsss. Foi legal recordar esta espécie de pioneirismo que eu tinha . Fiz um outro chamado o maior amor do mundo , um blog secreto.Mortinhos da silva . Depois, anos luz a frente veio o entrelinhas e tintas. A ideía e o motivo da criação era a criação por si mesma( tinha participado de um livro e eu fervilhava de vontade de largar o umbigamento, rs). Eu queria ter um canto para deixar minhas linhas e nem pensava na interação, a não ser eu , eu mesmo e os versos . Mas mesmo que não se queira o bichinho tem vida própria e hoje parece que eu começo a mudar levado por ele. Dá vontade de ler, agregar, como um filho que cresce e você quer saber com quem ele anda...
    Acho que por isso estou aqui e estive lá em "um pouco de mim" participando da blogagem( a segunda que participo, rs). Conclusão: Meu lado gente está despertando.

    ResponderEliminar
  39. Todos temos os nossos motivos, mas encontrar blogues que nos cativam e nos fazem revisitá-los é algo bem difícil.
    Por vezes nos encantamos com um ou com outro e linkamos, mas quando vemos é vazio.
    A interação entre os blogueiros deveria ser maior, mas a maioria não dá a reciprocidade necessária.
    Enquanto isto, "a gente vai levando, a gente vai dourando, a gente..."

    ResponderEliminar
  40. Minha cara, bom dia... Eu ando alheio ao que é pretérito. Confesso. Estou naquela fase de rasgar rascunhos e queimar navios. kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Não quero o ontem e desejo violentamente me despir de todas as coisas que escrevi. Minha fogueira foi acesa e aos poucos os papéis se caminham pra lá.
    Mas eu continuo tendo um blog, que curiosamente tem o nome do meu primeiro blog. Não é irônico? Mas as coisas que lá estão são novas e não se prendem ao estilo de antes. Estão libertas de meus preceitos. Bacio

    ResponderEliminar
  41. Oi Luma!
    Blogar, trocar ideias é uma grande aventura, é imprescindível para mim. Eu comecei em 15 de julho de 2003, motivada por meu irmão. Até então só navegava e enviava e-mails. O meu blog começou por causa do avc que sofri e da minha cirurgia cerebral. Depois de tudo ter acabado da melhor maneira possível, eu sentia a necessidade de falar sobre o assunto e, embora ninguém falasse nada, eu sentia que as pessoas não aguentavam mais o assunto. Portanto, foi catarse. O meu amigo me ouvia, não me corrigia os erros, me aceitava , acolhia e deixava rolar. No ínício, o blog teve um tom dramático, triste e choroso. Sem que eu percebesse, um belo dia, eu estava falando de outras coisas e resolvi escrever também minhas memórias (as Memórias de Borboleta) com medo de perder minhas lembranças de vida. Este exercício me salvou a vida!
    Conheci pessoas fantásticas, que já deixaram a blogosfera, muitos escritores de primeira linha.
    Nos conhecemos há anos, conhecemos estas estradas daqui, estas terras. Eu agradeço por ter uma pessoa generosa e humana como você (já me provou isso) entre meus amigos.
    Um beijo grande! Continuemos a blogar!

    ResponderEliminar
  42. Luma, eu entrei num blog meio por acaso em 2007, logo que comecei a navegar pela net, tudo era novidade, foi paixão a primeira vista.
    Adorei o sistema de comentários e fiz amigos que perduram até hoje.
    O primeiro blog que participei foi um blog coletivo, que não durou muito, e também foi deletado, nem salvamos os textos publicados.
    Então foi a vez do Voz e gostava muito da dinâmica dos comentários , hoje isso não acontece, e perdi todos os meus comentários do antigo haloscan por imcompetência do pessoal do Echo.
    Acho fantástico que uma pessoa anônima possa ter um espaço que pode ser visitado por qualquer pessoa e nele colocar suas ideias e muitas vezes influenciar e quem sabe até fazer a diferença na vida das pessoas que leêm o que vc escreveu.
    Bjos

    ResponderEliminar
  43. Lendo isso tudo; só tenho uma conclusão a tirar: que sorte encontrar esse cantinho iluminado...

    Blogar para mim sempre foi uma cartaze, uma libertação e a oportunidade de dar um "chute na cara" de tudo o que me aborrece. Descobrir o prazer de blogar salvou a minha vida - posso dizer isso sem frescuras e sem exageros.

    ResponderEliminar
  44. Bem, eu tinha acabado de escrever um romance e resolvi montar o blog como meio de divulgação do livro. O começo do Sensata Paranóia foi um espinheiro só: para defender minha propriedade intelectual mexi num vespeiro cujo tamanho eu nem podia imaginar e recebi ferroada de tudo que foi lado, até debaixo da língua. Depois que as coisas se acalmaram, percebi que o blog era muito mais importante do que eu pensava e decidi usá-lo como um canal que busca a verdade das coisas e convida os leitores a pensar. Em 2009 sofri alguns inesperados percalços, tanto na minha vida particular quanto na blofosfera, que quase me levaram a desistir do blog , mas hoje ele está de volta à ativa e segue buscando a verdade, porém passou a ter como principal objetivo a militância agnóstica.

    ResponderEliminar
  45. Eu iniciei meu blog por acaso. Meu filho lia blogs e me disse, "tu gosta de escrever, porque não cria um blog", perguntei o que era isso e ele me mostrou alguns que existiam e em minutos criou um para mim. Isso foi em janeiro de 2008. No início parecia que não teria ideias para publicar, mas o tempo foi passando e sempre surge um assunto a ser tratado.

    ResponderEliminar
  46. Luma....
    que delícia é estar no seu blog.
    Simplesmente maravilhosa a sensação de aprender com você, viu?!
    então, nesse mês de fevereiro comemoro 1 ano de blogueira.
    comecei porque sou portatora de ideias malucas na cabeça...rsrs.Tenho TOC e sentia uma necessidade imperiosa de falar e partilhar meus pensamentos e melhores sentimentos.
    Então, meu cunhado Maurilio de Carvalho, professor,escritor e blogueiro nas horas vagas me incentivou a ter um blog.
    Hoje tenho quase 5. rsrs.
    Concordo com a Claudinha quando ela disse que esse exercício salvou sua vida.
    Salvou a minha também.
    Tenho 2 problemas sérios: o TOC e FIBROMIALGIA e os blogs são meus eternos companheiros nas horas de dor, de crise e de ansiedade.
    Como a Cláudia, só posso dizer que eu fui privilegiada em conhecer pessoas como você, viu?!
    Um beijo enorme.
    boa semana.

    ResponderEliminar
  47. LILIANE...
    Pessoas e palavras como a sua, fazem a gente acreditar que o PLANETA É AZUL
    Pessoas como LUMA faz a gente acreditar que existe VIDA INTELIGENTE NA TERRA!!!

    ABRAÇOS A TODOS...

    ResponderEliminar
  48. Luma, que legal chegar a essa postagem! O seu blogue é um dos poucos em que os comentários são tão enriquecedores quanto o texto. Aqui venho num mínimo de três a cinco vezes, só para ler!
    Beijo

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor