Felicidade, você pode!

Felicidade interna Bruta

A economia do Butão é uma das menores do mundo, ficando em 162º lugar dentre 195. Contudo, o povo do Butão não parece se importar com isso: ao invés de usar o Produto Interno Bruto (PIB) para medir seu valor, o Rei do Butão declarou que a Felicidade Interna Bruta é uma medida mais importante a se considerar.

Em uma pesquisa em 2005, 97% da população diz estar entre 'Feliz' e 'Muito Feliz'. Isso coloca o Butão como a 13ª nação mais feliz do mundo. Os Estados Unidos - a maior economia do mundo - fica num fraco 150º lugar na escala da felicidade.

Ou veja a segunda mais forte economia do mundo como exemplo: o Japão, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, tem o 8º mais alto índice de suicídio do mundo. Parece que, ao contrário do Sonho Americano, felicidade e dinheiro não são diretamente ligados.

Citação de Fórum de Ottawa, Canadá, Junho de 2008.

Em contraposição ao PIB (Produto Interno Bruto), onde a medida que a natureza de um país é degradada, este é aumentado; o conceito de Felicidade Interna Bruta (FIB) mede o desenvolvimento material, pessoal e espiritual das pessoas que integram este país. Assim o desenvolvimento socioeconômico sustentável e igualitário somado aos valores culturais, boa governança e conservação do meio ambiente mediriam corretamente o desenvolvimento deste país.

Este conceito nasceu em 1972, elaborado pelo rei butanês Jigme Singya Wangchuck, onde o cálculo desta riqueza, passa primordialmente pela qualidade de vida das pessoas e conservação do meio ambiente.

Uma comissão internacional, liderada por Joseph Stiglitz, prêmio Nobel de Economia em 2001, propõe novas medidas para cálculo do desempenho econômico dos países, que leve a uma reformulação do Produto Interno Bruto (PIB) - A felicidade passaria a ser a nova medida de riqueza.

"Nenhum homem é uma ilha" - a morte de um único homem me diminui, porque Eu pertenço à Humanidade. Portanto, nunca procures saber por quem os sinos dobram. Eles dobram por ti. (John Donne)

A morte de alguém pode nos diminuir, assim como a morte de uma árvore, mas se a árvore frutifica e nos dá o prazer do alimento, estamos somando, assim como nos é somada a felicidade quando nascem pessoas e animais. Essa visão de que não somos superiores perante aos demais 'habitantes' do universo, mas que somos parte integrante de toda essa organização - Do pó viemos e ao pó voltaremos!” - Nos leva a pensar que não custa nada viver da melhor maneira possível enquanto durarmos sobre a fase da terra.

“As crianças não têm ideias religiosas, mas têm experiências místicas. Experiência mística não é ver seres de um outro mundo. É ver este mundo iluminado pela beleza.” (Rubem Alves)

Os pesquisadores britânicos, por exemplo, são pagos para pesquisar o óbvio - e felizes trabalham assim! Eu diria que a sabedoria popular está acima de qualquer pesquisa, afinal, o que seria de nós sem a experiência de vida que nos é passada pelas gerações que nos antecederam? O legado que deixaremos quando desta vida partirmos, serão os ensinamentos que conseguirmos repassar. Aquele que guarda o conhecimento para si, além de egoísta, será alguém que não terá sua memória inscrita na vida de outras pessoas. Os pesquisadores britânicos assim calcularam o valor de pequenas coisas que nos trazem felicidade, ao prazer de ganhar na loteria.
  • Ouvir Eu te amo, seria igual a R$527 mil;
  • Um dia de folga no trabalho = R$179 mil;
  • Estar com a saúde perfeita = R$579 mil;
  • Ficar com a família = R$353 mil;
  • Estar feliz no trabalho = R$119 mil;
  • Fazer sexo = R$ 338 mil;
  • Ter filhos = R$397 mil;
Quais os custos e benefícios de um beijo?

A nossa felicidade psicológica, cultural e espiritual, somada à felicidade de outras pessoas, integradas com o desenvolvimento material de um país, resultaria no seu FIB (Felicidade interna Bruta)

Cada um almeja a felicidade à sua maneira, mas invariavelmente a felicidade tem a figura de um sorriso.

“Quando a gente abre os olhos, abrem-se as janelas do corpo, e o mundo aparece refletido dentro da gente.” (Rubem Alves)

O que você faria pelo bem do planeta?

A Cultura da paz cunhada oficialmente pela primeira vez através da Declaração de Yamoussoukro e elaborada durante na Conferência Internacional sobre a Paz na Mente dos Homens na Costa do Marfim (1989). Foi adotada em 1995 pela UNESCO e em 1998, a instituição proclamou o ano 2000 como o Ano Internacional pela Cultura de Paz - proclamado o período de 2001-2010 como a Década Internacional pela Cultura de Paz e Não-Violência para as crianças do Mundo. David Adams era diretor da instituição na época e segundo ele, a Cultura da Paz se baseia em 8 pilares:
  • Educação para uma Cultura de Paz;
  • Tolerância e Solidariedade;
  • Participação Democrática;
  • Livre fluxo de Informações;
  • Desarmamento;
  • Direitos Humanos;
  • Desenvolvimento Sustentável;
  • Igualdade entre gêneros.
A Cultura da paz seria a ausência de Guerra ou ausência de conflitos, diferentemente da passividade ou resignação, mas sim a resolução pacífica dos conflitos, com a rejeição de qualquer tipo de violência e para que isto aconteça, há de ter um desenvolvimento interior das pessoas.

A vida ou o mundo é melhor quando somos felizes e capazes de espalhar esta felicidade. Cultue a paz e melhore a sua Felicidade Interna Bruta (FIB)

Quer calcular a sua FIB? Ensinar para uma criança o valor do dinheiro? Visite o site do Projeto FIB no Brasil e o blogue do Instituto Visão Futuro.

Ninguém é feliz sozinho! Se você tivesse a oportunidade única de fazer deste mundo um lugar melhor, o que você faria, como o faria e o que mudaria?

Esta é uma republicação especialmente para participar da blogagem coletiva "Sentimentos e Emoções: Felicidade", organizada pelo blogue "Café com Bolo" da Glorinha. Portanto, não se assuste se encontrar algum comentário seu no sistema. Participe também! Venha fazer terapia de grupo com a gente! (rs*)

Dentre os textos da blogagem coletiva, quero destacar o postado pela Beth do blogue "Mãe Gaia" por estar ligado ao texto acima. Ah, Beth! Se todos pensassem como você!

A Felicidade nem sempre está onde a colocamos!

73 comentários :

  1. Uau!
    Um texto e tanto! Um dos melhores que li até agora.
    Parabéns!

    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. Oi, Luma!

    Muito sábio o rei butanês. Acho até que o PIB muito alto é um dos fatores que concorrem para se ter um FIB baixo, a julgar pelo Japão e os EEUU.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. Lindo texto !!! O rei é sábio pacas !
    E eu tô riquissima, pq ouço eu te amo, me dou dias de folga, tenho a saude perfeita, fico com a familia, etc.... enfim tudo perfeito.

    Bjks ;*

    ResponderEliminar
  4. E pouco importa para a população ter um PIB altíssimo se o FIB for baixo.

    ResponderEliminar
  5. Luma,

    Que post delicioso! As férias te fizeram bem mesmo. :DD

    Se eu tivesse a oportunidade única de fazer deste mundo um lugar melhor, instituiria a psicologia como matéria principal e fundamental em todas as escolas, em todos os anos.

    Acho que se as pessoas se conhecessem, se entendessem ao menos seus sentimentos e emoções o mundo seria melhor. Não hoje, mas no futuro.

    E, a vida é melhor quando estamos próximos à natureza, tanto a da Terra quanto à nossa.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  6. Luma que texto explêndido!
    Que bom seria se ao invés de PIB tivéssemos o FIB aqui, ideia maravilhosa deste Rei!
    Eu estou muito rica! Já ouvi eu te amo hoje e estou junto dos meus filhos, calculando...aproximadamente 113 mil! Que delícia, rsrsrsr
    Muito linda tua participação Luma querida, sabia que suas ideias iam revolucionar.
    Muito obrigada por ser mais elo nesta corrente em prol de um mundo melhor, amei tua participação.
    Venha interagir com os outros para partilharmos nossas ideias.
    Beijo na alma Luminha e que seu FIB esteja 100% em alta...

    ResponderEliminar
  7. Muito interessante, esta ideia do índice de Felicidade Interna Bruta. Realmente, para que serve o dinheiro, se não conseguirmos atingir a felicidade?
    Gostei muito do seu post.
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Texto criativo e valoroso.Amei! Boa semana.

    ResponderEliminar
  9. Foi muito prazerosa a postagem. Gostei do butanês. Bacana.

    ResponderEliminar
  10. Há muito não vejo uma postagem tão maravilhosa, digamos que nos últimos meses essa se transformou em minha matéria "de cabeceira". Parabéns!!!

    ResponderEliminar
  11. ai q tudo...
    agora mesmo tava vendo uma reportagem na mtv sobre a china, vario rios secos, ar super poluído, para o lucro da industria...um absrudo...
    ao inves de $$ as pessoas precisam ser felizes.

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderEliminar
  12. Luma,

    estou lendo e relendo essa sua maravilhosa e interessante postagem!!!
    Realmente, é uma das melhores que tenho visto e lido, nesses últimos tempos...

    Obrigada por ela, e grata tb por me fazer uma visita! Amei.

    Beijos!
    Nos veremos, sempre.

    ResponderEliminar
  13. Parabéns pela postagem. Muito boa.
    Estamos aqui, novamente, lutando pelos espaços coletivos..Hoje, mais do que especial..Ajudar a trasnformar o Planeta..Preserver e cuidar dele.
    Eu também estou nesta luta.É só conferir.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com/
    postei um pouco atrasada, mas, com o dever de tarefa cumprida.
    Se cada um fizer a sua parte, logo transformaremos tudo..
    A missão é grande..Mas a luta continua..São pequenos gestos que muda tudo.
    O desafio é muito Grande..Mas juntos venceremos..
    Carinhosamente,
    Sandra
    Aproveite para pegar seu selo..50 mil visitas é tudo de bom na Interação..
    Passe lá.

    ResponderEliminar
  14. Nenhum homem é um ilha.
    Felicidade,o valor das pequenas coisas é que nos trazem a felicidade,
    o custo e beneficio de um beijo.
    Tudo ficou perfeito Lindo.
    Sandra

    ResponderEliminar
  15. Já tinha ouvido sobre esses censos do Butão e da Grã-Bertanha...

    Pena que ninguém tá, na realidade se lixando pra issso. Por tanqto que precisaram de números estratosfériocs pra se referir a algo banal, como o sexo.

    O valor monetário ainda está lá, corroendo e corrompendo...


    Shisuii

    ResponderEliminar
  16. Olá Luma, li e reli as diversas fontes.
    E oportunamento retorno para conhecer sua proposta sedimentada em cada post.

    Contente por sua visita e o gentil coment que dixastes em minhas atmosferas.

    Forte abraço com muitas bençãos e uma boa semana.

    Alôha,

    Hod.

    ResponderEliminar
  17. ah...achei o sexo bem pago...rs...rs!
    um bom texto, uma boa tirada! o post realmente interessante, agora o o dificel é dizer aos pobres: "dinheiro não traz felicidade!"
    boa semana!

    ResponderEliminar
  18. Oi Luma...gostei desse PIB aí...rs
    Muito interessante as escalas de valores apresentadas, mas acho que dependendo do momento que se vive elas deveriam variar...rs
    Estou precisando de uma folga no trabalho..rs
    Quanto a receita lá e a presença liquida do Chê, imaginei de alguém não concordar pelos motivos que você relacionou...
    Eu nunca fui um fâ dele como muitos são por esse motivo mesmo,mas depois que vi o filme Diários de uma motocicleta...passei a admirá-lo mais, emocionei quando vi o filme e o sentimento enorme que ele tinha no coração para com os mais pobres e carentes e hoje entendo melhor a frase "ndurecer, sem perder a ternura jamais"...
    Talvez ele seja o ingrediente da vacina mais revoltado, mas quando misturados todos eles irão chegar num ponto mais equilibrado para que se consiga chegar mais perto dos objetivos, afinal de contas se a gente for bucar na história, poucas vitórias foram obtidas sem o uso da força..infelizmente é uma verdade...
    Você citou outros nomes...concordo contigo...faltaram muitos, mas todos talvez muito parecidos com Gandhi, Mndela...pensei até no Betinho pela sua luta contra a fome...pensei no Dalai Lama...
    Mas olha obrigado pela oportunidade de podermos interagir mais a fundo...
    Também sou contra o uso de armas e da violência...
    Um abraço na alma..parabéns pela postagem tão completa...
    Boa semana...bjo...valeu...

    ResponderEliminar
  19. SE CONSEGUIRMOS VER A FELICIDADE VERDADEIRA, BUSCÁ-LA NA SIMPLICIDADE, JÁ ESTAREMOS SENDO MAIS FELIZES E CONTRIBUINDO... sE ESTAMOS BEM, PASSAMOS OBEM,SE EM PAZ, PASSAMOS A PAZ.

    LINDA TUA PARTICIPAÇÃO!BEIJOS,CHICA E LINDO MARÇO!!!

    ResponderEliminar
  20. É... dinheiro não é tudo nesta vida. E nem pode comprar tudo.
    Acho que estamos complicando muito as coisas, querendo demais coisas sem importância.
    Bjos!

    ResponderEliminar
  21. O Butão deve ser de um povo antigo e portanto, preservador de outros conceitos - que não os nossos.
    Outros valores e por isso , felizes.
    É claro que para o Rei - que não deve ser pobre, o PIB de felicidade é muito conveniente mas assim mesmo,é muito melhor ser feliz do que ter dinheiro, principalmente se tal felicidade é vivida coletivamente.
    Acho que por isso mesmo, é felicidade e acredito.
    Porque já vi isso em pessoas/grupos , de perto.
    E acredito mesmo.

    ResponderEliminar
  22. Uma otima semana pra ti amiga,,,obrigado pelo cairnho da visita...beijos.

    ResponderEliminar
  23. Engraçado, li seu post ontem a noite, tão logo adentrou em minha caixa de entrada e pouco antes estava lendo uma antiga agenda (meio diário, meio caderno de anotações, elas são assim pra mim) e lá estava uma anotação antiga (datada de 1994) em que eu me referia a minha felicidade, era assim:

    "não sei porque tanto se fala em felicidade se a grande maioria nem mesmo sabe do que se trata. Buscam conquistas materiais e pensam deveras no próprio sonho. Nada mais. Não olham pra frente, nem pro lado, quase sempre olham para o chão e nem assim enxergam uma simples formiga por ali. Eu quero a felicidade que eu tenho hoje e que muitos acham que não é nada. Sou feliz sempre, todos os dias, mesmo depois de tantas derrotas porque tive a possibilidade de sabê-las reconhecer. Perdi muito sim, mas ganhei também, ganhei o direito de viver o hoje e isso é regra geral pra mim, é conceito sendo compreendido. Oh felicidade boa".
    rs

    Aff, e lá se vão dezesseis anos.
    Beijos daqui

    ResponderEliminar
  24. Será que tem o que comentar com um texto desses???. Nem me atrevo, pois concordo com você minha amiga.
    Aproveito para pegar minha varinha de toque e tocar em você também, e pedir para que você continue assim corajosa e digna em tudo no que se propõe.
    Beijos minha linda e obrigada pelo carinho de sempre!

    ResponderEliminar
  25. Mas Luma, será que conseguiriamos avaliar a nossa própria felicidade (pois aqueles que tem poucos são mais feliz que os que tem muito como descrito no teu texto)?

    Agora te respondendo sendo educado com as pessoas (sem retribuir uma agressão com palavras asperas).

    É melhor quando realmente importamos com ela, sem nos cegar com as posses de coisas materias.

    Fique com Deus, menina Luma.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  26. Como se diz cá em Portugal, "um post e peras", o que quer dizer muito bom e bem recheado. Só consegui ler e digerir metade:) mas voltarei porque agora tenho que sair.

    ResponderEliminar
  27. Muito interessante, chega a certo ponto na vida que estas "pequenas coisas" fazem tanta diferença, as pessoas andam numa correria que nem sabemos mais o que acontece quando "tocamos em gente", triste né? escutar um "eu te amo" então... Minha querida tenha uma ótima semana! Bjinhos da Madrasta!

    ResponderEliminar
  28. Oi Luma, post perfeito!
    Acho que comecei meu Projeto de Felicidade há um bom tempo.
    São coisinhas simples, não é? Muita gente anda infeliz por esse mundo por não perceber o "pouco" porém valioso na vida. Se fosse citar aqui, não caberia(rsrsrsrs).
    Hoje, o meu projeto de felicidade tem sido: estar desempregada, porém atarefada com a limpeza e conservação da casa, acompanhando meus filhos bem de perto, cuidando do marido e colocando em prática minhas idéias e criatividade no meu artesanato. Amo tudo isso!
    Que você continue tocando adiante outras mentes e corações para reflexões.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  29. Oi, Luma, excelente post, gostei muito mesmo. Qualquer dia escrevo sobre o projeto PAF, que meu marido criou. :-)
    Olhe, entrei aqui para falar de um assunto grave: A tradutora Denise Bottmann, em seu blog http://não gosto de plágio.blogspot.com, denunciou que as traduções de O Morro dos ventos uivantes, de Emily Brontë, e Persuasão, de Jane Austen, publicadas pela editora Landmark, eram plágios de antigas traduções portuguesas. Para comprovar, Denise apresentou trechos das traduções em Portugal e no Brasil, demonstrando que elas são praticamente idênticas, inclusive nos erros. Pois bem: por denunciar uma farsa, Denise está sendo processada pelo proprietário da editora, que entrou inclusive com liminar (que o juiz negou), para retirar o blog preventivamente do ar!
    Está agora circulando na internet um manifesto de apoio à tradutora, assinado por gente de muita expressão na área. O texto do manifesto e mais informações sobre o assunto podem ser encontrados em:
    http://apoiodenise.wordpress.com/
    Como sei da sua luta aqui contra plágios, achei que se interessaria pelo assunto.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  30. Foi bom ter lido isso hoje! Mudou o meu dia! É uma pena que se levarmos em consideração tudo que está escrito no teu maravilhoso post, nosso planeta ainda vive tempos bárbaros, violentos e mesquinhos! Infelizmente

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  31. Grande Luma!

    O sonho americano nao acentua o dinheiro, mas sim as oportunidades de crescimento. Como diria George Carlin, grande comediante AMERICANO, "chama-se sonho Americano porque voce precisa estar dormindo pra acreditar nele."


    bjx


    RF

    ResponderEliminar
  32. Luma,

    Muito bom seu texto.

    Eu nem sabia da existência da FIB. isso comprova o adágio "dinheiro não traz felicidade" (embora traga conforto).

    Beijos e uma ótima semana pra você.

    ResponderEliminar
  33. Luma:
    Há sempre uma forma de tornar nossa vida melhor, da gente ser melhor. E quando você lê que existem pessoas que acreditam nisto também, é muito bom.
    Ainda bem que existem pessoas como você que acredita nesta possibilidade e ainda descobre outras que pensam assim também.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderEliminar
  34. Luma,

    Este rei foi de uma civilidade incrível, além de uma valorização do ser humano sem precedentes. O importante é que, no final, são as coisas mais simples que nos deixam mais feliz, e também são elas que tem a capacidade de, efetivamente, mudar o panorama no qual vivemos.

    Belíssimo texto, um grande abraço.

    ResponderEliminar
  35. Precisamos de mais reis como esse tal aí. Por que será que logo ele, com sua inteligência simples, fica tão ofuscado entre tantos outros sem consciência?

    Ótimo texto.

    até mais.

    Jota Cê

    ResponderEliminar
  36. Luma, adorei o vídeo que vc me indicou!!! Nossa, muito bom mesmo. Não fala apenas do tempo ... fala tb do que a sociedade midiática pode fazer com a história de qualquer país, pessoa, etc. Muito bom mesmo. Adorei!! Bjão e boa semana.

    ResponderEliminar
  37. Luma,
    Uma bela iniciativa..]

    Eu ja faço a minha parte o resto deus faz faz.

    beijo no teu ♥

    ResponderEliminar
  38. Oi Luma! Que ótimo post! :)

    Faltou , de acordo com as regras, vc postar o selinho da promoção.

    beijoss

    ResponderEliminar
  39. Luci, regras são para serem quebradas. Gostei do tema, mas não posto mais selinhos, nem mesmo aqueles que ganho de presente, somente agradeço! No caso em questão, o post vale mais que o selo, não?

    ResponderEliminar
  40. Querida, respeito sim sua opinião e acho que todas temos nossa liberdade de escolha. Eu só falei porque como é uma regrinha da promoção, e eu coloco o link lá, se alguém vier aqui verá que eu deixei passar e tenho que ser justa, né mesmo?
    Mas obrigada pela frase e pelo link para o blog.

    beijos

    ResponderEliminar
  41. Cá estou:)

    Há tempos vi uma grande reportagem sobre o Butão, as suas gentes, a sua política e fiquei deveras surpreendida e fazes um magnífico post porque todos os países deveriam preocupar-se com o FIB do que com o PIB, já que se o primeiro estiver elevado ou muito elevado faz o efeito de bola de neve numa de um por todos e todos por um e o PIB subirá pela positiva.
    "Nenhum homem é uma ilha" mas há muitos que se julgam isso e mais cedo ou mais tarde pagam com juros (é cá na terra que se paga tudo e não lá nos cimos do não-sei-o-que-se-passa-lá:)) e quando acordam estão rodeados pela sua própria lama, porque de facto todos somos "parte integrante da organização do planeta terra"!

    Os pesquisadores de e a todos os níveis partem sempre de algo existente e quase sempre assentes "na sabedoria popular"! As crianças são genuinamente felizes mas infelizmente muitos adultos quebram o brilho dos seus olhos e o sorriso do seu coração. Tanto que aprendemos com elas e no futuro elas serão sempre fruto da educação que lhes demos. Há tanta coisa que trazem felicidade e dou-te um pequeno exemplo que vivi na guerra e que ironicamente visualizei nas imagens do Haiti: crianças a brincarem com carros feitos de garrafas de plástico cujas rodinhas eram as tampas, câmaras de TV feitas de caixas de cartão ligadas com um fio ao micro que era outra garrafa. Felizes e naquele caos SORRISOS MARAVILHOSOS de quem foi imaginativo. No entanto há milhões de crianças exageradamente protegidas e com tudo que as levam aos mega brinquedos e o que sucede? no dia seguinte não ligam nenhuma e querem sempre mais e mais...
    O que elas precisam e que todos precisamos é de "carinho, colo e beijos" e não sei dizer os custos porque nunca cobrei,mas só sei que os benefícios são imensos.
    Gostei das iniciativas e das respostas desafiadoras e ler os comentários.
    Sabes Luma eu sempre fui muito descrente em algumas associações sustentadas por um povão anónimo-de-boa-vontade-de-mudar-algo, mas infelizmente na minha longa história de vida vi tantas a "porem a massa na mão(bolsos) em vez de meterem a mão na massa. Quantas ajudadas humanitárias são vendidas na cadonga?

    Se eu tivesse a oportunidade(...)? todos os dias faço, dou algo, mesmo que seja um "chamego, um sorriso, um pão com simples manteiga ou marmelada, etc, etc." e poderei dizer de cara levantada e com um grande sorriso: já mudei tanta coisa...tanta gente!!!!

    Julgo que se tivesse essa "oportunidade" calaria mais as matracas que só discursam e falam e faria que fizessem/trabalhassem/lutassem mais pelas acções até onde chegam os nossos braços. Que posso fazer por países longe, bem longe? Dinheiro...chegará lá? hum 80% não. Então faço cá dentro e se TODOS fizerem algo dentro do espaço que ocupam passando de passivos a activos a história mundial seria outra!

    Beijos e um resto de tarde boa

    A D O R E I!!!!

    ResponderEliminar
  42. Luma querida, apesar da minha ausência na blogosfera, posso afirmar que esse foi o seu melhor post. Adorei a sua comparação. Beijocas saudosas

    ResponderEliminar
  43. FIB alto, como aquela propaganda do cartão de crédito, não tem preço.

    Meu índice de ignorância também é alto, já que não conhecia o Butão.

    Boa semana Luma

    bj

    ResponderEliminar
  44. Very interesting post, Luma. Those 8 points are so nice and right, I like them so much.
    About the Treno Alta Velocità, I fully agree with you: it's really a sin to build it in the ancient and picturesque Susa Valley!
    Have a nice day :-)

    ResponderEliminar
  45. Que delicia de ler essa postagem, parabéns querida, obrigada por compartilhar conosco!
    Beijinhos a vc

    ResponderEliminar
  46. Coisas simples que podem "fazer o dia" de qualquer ser humano que tenha o mínimo de sensibilidade dentro de si.

    ResponderEliminar
  47. Luma, texto maravilhoso. Acredito muito também na tal "não entrar na sintonia" ... ás vezes a gente super dimensiona nossos problemas e parece que tudo fica ruim ... de fato, devemos olhar ao redor e perceber que sempre dá para melhorar, sempre dá para darmos uma chance para a felicidade e nos preocuparmos com coisas realmente sérias e seguir em frente a pesar das dificuldades. Bjão

    ResponderEliminar
  48. Nas economias mais ricas as pessoas preocupam-se em acumular riquesas e esquecem dos valores. Me refiro aos valores morais, de amar, ter amigos, cultivar a paz. Luminha, passei para lhe desejar um bom fim de semana e feriadão, bjs

    "Na suavidade das cores e textura de uma flor que com delicadeza espalha seu aroma sedutor,manifesta-se de forma natural uma mágica beleza
    encontrada igualmente nos seres plenos de amor."

    Valter Montani

    ResponderEliminar
  49. Luma,
    Grandiosíssimo texto!
    E é procurando ser melhores que fazemos o mundo melhor. Somos interligados, somos interdepedentes. Fazendo pelo outro o bem que posso, ensinando o que sei.
    Acho que a eternidade é isso: o que conseguimos transmitir através de ensinamentos e ações, viverá sempre mesmo que já tenhamos deixado este mundo. Vai continuar em outras pessoas que repetirão os nossos gestos.
    A minha filha conseguiu colocar o meu blog atualizado, mas só na minha lista e ainda assim ele não foi substituido, o outro post continua na lista no dia 14/08.
    Será que todas as pessoas que me tem na sua listagem terá que fazer o mesmo? Como seria para acontecer automaticamente em todos a atualização? Ela conseguiu a segunda tentativa, onde tem a palavra default.
    beijos, bom fim de semana e obrigada por tudo que me fez.

    ResponderEliminar
  50. Luma, que beleza! É de facto um tema importante demais, e que poderia servir de debate e reflexão para praticamente toda a população do planeta, essa "cultura" do ter, querer superar o ser...

    E deixo-te um beijo grande e desejo de um felicíssimo final de semana!

    ;)

    ResponderEliminar
  51. Li uma vez sobre o Butão na revista Trip. Terrazinha interessante.
    Ei, legal a entrevista na revista.
    Bjs

    ResponderEliminar
  52. Luminha, vc dá sempre um show de informação e cultura!
    O que eu faria por um mundo melhor?
    Bem, se eu fosse rainha do mundo, um tipo de deusa, iria primeiro acabar com todas as religiões do mundo e depois desarmaria o planeta, acabaria com todos os exércitos e todo e qq tipo de armamento.
    Como isso é utopia, procuro através do blog conscientizar as pessoas que me lêem a respeitar os bichos, a natureza e procurarem ser felizes com o que a vida nos dá.
    Não é muito, pretendo um dia fazer algum trabalho voluntário, mas é com passos de formiga que se constrói um enorme formigueiro.
    Minha contribução é dada através de meus escritos, de minhas blogagens, fazendo ,como hj, todos se unirem em torno de um tema, refletindo sobre ele e suas vidas. E isso me faz feliz. Beijos minha amada!

    ResponderEliminar
  53. Ah, Luminha!
    A felicidade é subjetiva, sabemos que o que é bom para uns não é para outros, mas, sinceramente, aqui neste país varonil, a felicidade poderia ser completa se tivéssemos menos corrupção e trabalho das forças políticas. Seríamos um povo realmente feliz porque contentes e tolos já somos. hehe
    beijinhos cariocas

    ResponderEliminar
  54. Felicidade sempre, hoje e sempre!!!! Beijos e bom final de semana.

    ResponderEliminar
  55. Oi Luma!

    Obrigada pela msg e pelo carinho. O post está perfeito as usual, e com certeza ouvir "eu te amo" vale muiiito mesmo. Gostei da pesquisa.

    E quanto ao Hod, fiquei sem saber o que dizer.

    beijos querida, bom feriado.

    ResponderEliminar
  56. Olá, pessoa feliz!!!
    Quanta FELICIDADE:
    É não ser ilha... saber-se PÓ... experiência místicas... o valor das pequenas coisas... dizer EU TE AMO... dia de folga... saúde perfeita... estar feliz no trabalho... fazer AMOR... ter filhos... AMOR CORRESPONDIDO... nascimento dos filhos... REALIZAÇÃO DO SONHHO DE TODA A VIDA... percorrer caminho do AUTO CONHECIMENTO... LUAR NO CÉU... queijo... pão de mel... pincel e tinta... cantar: lá,lá,lá... ACREDITAR NA VIDA.
    Hum!!!Que delícia de vida!!!
    Bjs felizes

    ResponderEliminar
  57. Temos a obrigação de sermos felizes nesta vida porque tal como disse o poetaço Vinícius de Moraes, duas mesmo que é bom não tem.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  58. Olá, Luma!
    A felicidade está no simplificar a vida, no dar valor as coisas mais simples.
    Beijos na alma e um abençoado fim de semana!

    ResponderEliminar
  59. Luma
    Lindo post!
    Não importa como foi o nosso dia, como está a nossa vida porque a felicidade está presente nos mínimos detalhes, nos mínimos gestos e o eu estar aqui foi pela felicidade de te ver em meu cantinho e corri para te ver e abraçar. Não é assim que naturalmente nos impulssionamos e interagimos?
    Começando a medir o FIB até que teriamos uma taxa significativa, mesmo com tanta violência e reclamações cada um tem a sua forma de amar e ser feliz.
    Belíssima participação.

    Beijos e bom final de semana.

    ResponderEliminar
  60. Republicação dizes tu...e gostei de reler porque contigo é sempre a aprender e a ficar com lições de vida.


    O que eu faria, como faria e o que mudaria já respondi da outra vez...e não vou ser repetitiva, faria imensas coisas e acrescento agora que já pensei ir viver para o Butão, mas que raio...não consigo sair da "casa":)

    ResponderEliminar
  61. Luma que excelente post. Há algum tempo atrás li a respeito do FIB e é sim, uma maneira bem coerente de vermos a riqueza de um País. Pessoas felizes trabalham melhor, cuidam melhor do planeta, de seus filhos, dos amigos. Acho que vira um círculo virtuoso.
    Agradeço muito o seu comentário! Não está sendo fácil, mas fiquei com medo de parar de uma vez e não me senti bem. Obrigada pelo conselho e mesmo sem saber tenho bebido muito mais água.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  62. Oi, Luma.
    Fiquei até sem palavras.
    Quão útil é a informação contida em seu post. As citações são apropriadíssimas. Fico pensando qual seria o resultado de uma pesquisa aqui no Brasil...
    Agora irei visitar o links que você passou.
    Excelente participação!

    Beijos

    ResponderEliminar
  63. Oi, Luma!

    Achei bárbaro esse texto, e de uma importância tremenda. Acho que a felicidade sim, é que deveria ser medida, pesquisada. E é bom saber que países como o Butão, superam as expectativas de bem estar, de qualidade de vida do povo.

    Seja muito feliz!
    Socorro Melo

    ResponderEliminar
  64. Amei!
    Todos estão atras do aumento do seu FIB né?
    Mas muitos confudem com o PIB...
    Ótimo feriado para vc!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  65. Oi, Luma

    Espetacular o seu texto.
    Muito interessante seria medir a felicidade de todos no mundo.
    Pena que muitos se tornem infelizes por coisas tão insignificantes.
    "Ninguém é feliz sozinho!"
    A nossa felicidade pode não depender do outro, mas podemos compartilhar fazendo o bem, o que nos fará muito mais felizes.

    Parabéns e obrigada por compartilhar.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  66. Querida Luma!
    Obrigada por me inserir com sua bela postagem. Acho que no final os nossos posts se completam mesmo.
    beijos grandes da serra petropolitana

    ResponderEliminar
  67. felicidade é, ao meu ver, algo de se viver, momentaneamente.

    Nunca vejo a felicidade como algo que perdura. É como um sopro de vida.
    Como os sparkles de um shot...
    bjs

    ResponderEliminar
  68. Luma,caríssima....
    Felicidade é algo tão pessoal porque passa pela nossa avaliação daquilo que é importante ou não.
    Penso que para que eu viva a vida de uma maneira mais exuberante será preciso refazer o meu olhar e minhas crenças sobre o que é felicidade.
    Lendo o seu texto super rico de informações e criatividade fiquei a meditar sobre o que de fato eu considero importante para mim.
    Confesso que preciso reconsiderar muita coisa e transformar muito a minha visão interior.
    Um grande abraço Luma e minha gratidão por ser uma pessoa tão disposta em orientar as pessoas para viverem uma vida mais feliz.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  69. Muito bem escrito. Parabens- Bj

    ResponderEliminar
  70. Adorei reler este post!

    Beijos e saudades...

    ResponderEliminar
  71. Que texto maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Adorei!!!!!!!!!!!
    Um grande bjo
    Obrigado por passar lá no meu blog!
    Um bjo
    Cynthia

    ResponderEliminar
  72. Eta mulher articulada! No meu blog nao aparece que voce fez esse e sim um outro antigo sobre ressaca nao sei o que. Gostei de medidos de felicidade bruta. Bom demais.
    Nao ha esse medidor em parte alguma, mas seria um grande parametro de desenvolvimento. Felicidade mesmo e nao passividade com sorriso na boca como as vezes certos paises muito religiosos para nao citar um especifico parece ter.
    Beijos Luma, boa semana!
    Ah voce viu o filme The Cove? Poste sobre isso, estou muito chocada com o assunto, adoro golfinhos...
    Cam

    ResponderEliminar
  73. Luma, que máximo esse texto!
    É preciso tão pouco pra ser feliz,né?A gente é que fica inventando problemas ou dificultando as coisas...
    bjs

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor