Então Tá, Jeeves


imagem

Há aspectos no caráter de Jeeves, que muitas vezes acarretaram o surgimento de uma certa frieza entre nós. Ele é um daqueles indivíduos que, quando você lhe dá um troço, quer logo outro treco. Seu trabalho é no mais das vezes tosco e sabe-se de fontes seguras que já se referiu a mim como alguém 'mentalmente insignificante'.

Mais de uma vez, foi meu penoso dever esmagar nele essa tendência de se mostrar superior e de tratar seu jovem senhor como um servo ou um peão.

Esses são os defeitos graves.

Porém num aspecto jamais deixei de lhe tirar o chapéu. Jeeves é magnético. Há qualquer coisa nele que acalma e hipnotiza. Pelo que sei, jamais esteve frente a frente com um rinoceronte furioso, mas, caso isso ocorresse, não tenho a menor dúvida de que o animal, ao se ver diante dele, estancaria o passo, deitaria no chão e começaria a ronronar com as patas para o alto.

Trecho do livro Então Tá, Jeeves.

Pelham Grenville Wodehouse ou simplesmente P.G. Wodehouse é autor de quase cem livros. Humorista prolífico que deve sua fama à onze romances e 33 coletâneas de contos em que os personagens principais são Jeeves & Wooster.

Wooster é solteiro convicto, jovem e rico que ostenta sua ociosidade em um clube masculino de Londres ou em mansões rurais de tias igualmente aristocratas e é totalmente dependente de Jeeves, o mordomo. Este, totalmente impassível, não demonstra emoções e o máximo que faz é arquear de leve a sobrancelha direita.

Jeeves faz tanto sucesso que já é dono de alguns serviços na internet, incluindo o Ask Jeeves.

George Orwell, publicou um documentário sobre P.G. Wodehouse, onde dizia que o dandismo avoado de Wooster contaminou o reinado de Edward VII (1901-1910) que perdurou até a publicação do conto "O homem com dois pés esquerdos".

Wodehouse era ideologicamente inocente, evitava debates políticos e isto foi muito útil para os nazistas quando encaminhado para um campo de prisioneiros e de sua imagem aproveitaram para fazer propaganda da guerra.

Acho que os alemães não entendiam o humor inglês e encaravam o humor simpático de Wodehouse ao se referir aos abastados ingleses, como sátira das elites inglesas. Culturas diferentes com interpretações diferenciadas. Desastrado, Wodehouse foi convidado à dar entrevistas em Berlim e elogiou o tratamento recebido pelos alemães, o que lhe valeu acusações de traição ao parlamento inglês. Seus discursos e livros foram banidos das bibliotecas inglesas.

Radicou-se nos EUA, onde aliou-se à personalidades de renome, trabalhou como escritor, jornalista e colaborou na criação de espetáculos teatrais e musicais ao lado de Cole Porter, Guy Bolton e George Gershwin.

Antes de morrer em 1975 aos 93 anos, restaurou a sua reputação patriótica, recebendo o título de Sir e reconhecido como um humorista. Sim, um humorista sem irônia e com diálogos ágeis.

Jeeves e Wooster são os eleitos por mim para figurarem na galeria dos personagens inesquecíveis, já que os livros da minha vida, respondi em um meme, que me foi passado pelo Lino Resende tempos atrás. Não quero ser repetitiva e se tiver a curiosidade de saber os livros da minha vida, acesse a postagem.

Outro livro publicado com os personagens Jeeves & Wooster no Brasil: "Sem dramas, Jeeves".

Os personagens ainda foram figurados em filme e série televisiva inglesa - Jeeves & Wooster, tendo Stephen Fry/twitter (uma das celebridades mais seguidas no twitter) e Hugh Laurie nos papéis principais.


[DVD][youtube][last.fm][Download Jeeves and Wooster movie][legendas]

Garanto que soltará enormes gargalhadas com a expontaneidade dos personagens, nada que exija esforço intelectual, apenas mandíbulas em boa forma.

Este post é parte integrante da blogagem coletiva promovida pela Vanessa do blogue Fio de Ariadne. Leia o livro, assista a série no youtube, ouça as músicas no last.fm e depois me conta!

Participe da blogagem também!
Beijus,

13 comentários :

  1. Luma, esta coletiva está sendo excelente para eu ter noção vaga da minha retumbante ignorancia. Qtos livros bons! Obrigada pela participação querida!

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Poxa fiquei sabendo da blogagem agora. Livros são realmente portas que se abrem para um mundo criado pela imaginação que tem infinitas possibilidades.

    Não conhecia o descrito por ti. Bom saber. Vou procurar ler algo sobre.

    Esse cara na foto não é o que faz o atual Dr. House?

    ResponderEliminar
  3. Muitas indicações boas do pessoal, hein?

    Valeu pelo comentário ali no meu blog. Realmente é pertinente.

    Abração.

    ResponderEliminar
  4. Oi, menina!

    Tô um pouco correndo, vim te deixar uma pelotinha e um beijinho e agradecer pela tua visita lá no Rosa.

    ResponderEliminar
  5. Oi, Luma.

    Em primeiro lugar, obrigado por sua visita e pela leitura no meu blog. Quanto ao livro do Hesse você disse que, se fosse minha amiga, ficaria muito feliz em ganhar esse livro, mas se você já fosse minha amiga acho que não poderia lhe dar esse livro de presente, por que acredito que você já tem, não tem? Talvez tivesse que lhe dar outro (rs!).

    Olha, gostei muito do seu texto e da forma como escreve, e algo me diz que você tem um ótimo senso de humor.

    Virei aqui mais vezes.

    Um beijo, menina!

    William

    ResponderEliminar
  6. Muito interessante, Luma!
    Eu já tinha ouvido falar, mas nunca li nada dele. Vou vir com mais tempo para assistir o vídeo.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Olá, tudo bem? Devo confessar que ao iniciar a leitura em seu espaço virtual, achei que vc falava de você e de seu espaço. Aqui é um local fantastico! Possue uma energia maravilhosa, que nos prende a cada letra teclada. Parabéns pelo local, estou até com pena de sair.

    ResponderEliminar
  8. Eu estive ontem aqui e pensei que vc nao participaria da Blogagem... agora vc vem e surpreende.. vc é incrivel sabia Luma?


    mas agora eu vou lá nesse post que vc falou que escreveu sobre o seu livro, vou já lá :)

    beijao!

    ResponderEliminar
  9. Não conhecia.
    Agradeço ficar a saber mais.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Às vezes encontramos pessoas tão parecidas com certos personagens: quando são boas, ótimo, mas quando não são...

    Bacana esta exposição, no começo não parecia que era da blogagem coletiva, até...chegar ao seu final rsss Desconhecia totalmente esta obra/ autor. Foi uma ótima dica.

    Parabéns.
    Marcelo.

    ResponderEliminar
  11. Obrigado pelas visitas e comentáris...Abraços !!!

    ResponderEliminar
  12. História interessante e com abordagem diferente, começando a ler pensei se tratar de um desafeto seu.
    Eu participei dessa blogagem, falei sobre o livro Inteligência Emocional que li em 1996 e tentei aplicar em minha vida.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor