Live in Books

O Lino me passou a tarefa de falar sobre 5 livros que são referências na minha vida, aqueles que marcaram uma fase ou que, de uma forma ou de outra, guardo as suas mensagens. Maçarei um breve relato para não ficar chato.


Fala, amendoeira - Carlos Drummond de Andrade
Editora: Record


Fala, Amendoeira - O livro contém o diálogo de um homem com a árvore plantada defronte a sua casa - A conversa é uma representação simbólica da fraternidade entre o ser humano e a natureza. Uma conversa de iguais, mostrando que ambos são elementos de um único universo.

"Não, querido, sou tua árvore-da-guarda e simbolizo teu outono pessoal. Quero apenas que te outonizes com paciência e doçura. O dardo de luz fere menos, a chuva dá às frutas seu definitivo sabor. As folhas caem, é certo, e os cabelos também, mas há alguma coisa de gracioso em tudo isso: parábolas, ritmos, tons suaves... Outoniza-te com dignidade, meu velho"


A Trama, de Leonardo Sciascia
Editora: Rocco

Com narrativa policial, pois se trata da investigação de um crime. Leva o leitor a questionamentos sobre a sociedade e suas estruturas, mergulhando inesperadamente em um universo kafkiano.

Foi transformado em filme - "Cadáveres Ilustres" - sério candidato ao melhor filme político jamais feito, associando duas histórias, uma real e outra ficcional. Mas a censura da ditadura militar brasileira acabou por fazer um paralelo quando foi lançado por aqui com o caso Aldo Moro.
Diga-se de passagem que o livro é narrativa italiana. Mortes que tanto interessavam para a direita quanto para a esquerda, passando logicamente pela máfia italiana. Boicotado por seus superiores, a impressão que se tem é que o verdadeiro poder se funda em um jogo de bastidores.

Perguntem ao inspetor Rojas, qual o final do livro e ele lhe dirá que assim como os dias de hoje, nos jogos de bastidores muitas investigações ficam sem solução. ohohohoh


Homens e Ratos, de John Steinbeck
Edição Livros do Brasil

John Steinbeck, nobel da Literatura em 1962 e um dos maiores escritores do século XX. Além de "Ratos e Homens" vale ler "O Inverno do nosso Descontentamento" e "As Vinhas da Ira" entre outros.

Lançado no Brasil, no formato livro de bolso, "Ratos e Homens" (Of Mice and Men) é considerado por muitos, o melhor de todos os livros de John Steinbeck. São 100 páginas que se lê em meia tarde, mas que nos envolve, é surpreendente, cômico e dramático. Com personagens cativantes e realistas, ambiente cinematográico, sem muitas descrições e muitos diálogos entre dois amigos de infância; um grandalhão e estúpido e o outro, seu oposto, pequeno e inteligente. O resto, não conto!

Este romance foi adaptado para o cinema em 1992, tendo como roteirista Horton Foote e direção de Gari Sinise, que também atua no filme ao lado de John Malcovitch.

Qualquer coisa que escreva John Steinbeck merece ser lida. Leia também a coluna de Jonas Lopes, o texto: A América de John Steinbeck


Enemy at The Gates: Move tie-in, de Willian Craig
Editora Penguin Paper (USA)


O livro narra a história real de um famoso duelo entre um jovem russo e um nobre alemão durante a Batalha de Stalingrado. Para chegarem ao centro da história, os dois dão início a uma jornada de pesquisas que os leva a Stalingrado, onde tiveram acesso aos arquivos originais de Vassili Zaitsev. Os documentos variam com relação à lenda que cresceu à sua volta: do duelo com um atirador alemão, da existência de um certo major Konig, de sua paixão por uma mulher que lutara no front como soldado. O confronto foi descrito em muitos artigos de jornais e noticiários, mas todos são diferentes e é impossível distinguir o fato da licença poética, a realidade do mito.

Este épico é uma das sagas mais famosas da Segunda Grande Guerra. Há seis anos, o Roteirista e Produtor Executivo Alain Godard mostrou ao Diretor, Co-Roteirista e Produtor Jean-Jacques Annaud um resumo do livro Enemy at the Gates e pronto! Para os preguiçosos em leitura, foi filmado "Círculo de Fogo" baseado neste livro e que conta os duelos e dualidades, contrastes e extremos de dois indivíduos caçando um ao outro no meio de milhões que estão morrendo — é minúsculo, mas a propaganda o torna extremamente importante e símbolo central de um todo. Para o papel de Vassili, Jean-Jacques Annaud escalou Jude Law e Joseph Fiennes para protagonistas.
"Se colocarmos um burro e um lobo em uma floresta, qual viveria mais?" Pergunta feita pelo herói.

Vocês acham que é o lobo? pois se enganaram, o burro viveria seis anos e o lobo apenas três.

Pensem nisso: Nem sempre o mais esperto é o mais sábio.

Boas leituras!
Quem quiser resenhar mais 5 livros, dando sequência ao meme, fique à vontade.
Beijus,
Luma

Comente

22 comentários :

  1. Sempre que termino de ler um livro, acabo esquecendo-o em algum lugar.
    Nem lembro mais qual era o assunto ou autor.
    Não tenho livros inesquecíveis, só "esquecíveis".

    ResponderEliminar
  2. Sobre o post abaixo: O que ais rola é puxa-saquismo em blogs. Todos nós sabemos que em concursos de internet vence quem puxa mais saco, nunca ois melhores. Nesses awards mais recentes, por exemplo, nunca vi ninguém dar um único voto para os ótimos Marina W. ou Papel POP, dois dos melhores blogs, disparado. Isso porque esses excelentes blogueiros não perdem tempo babando ovo de ninguém, evidentemente.
    Nunca repassarei nenhuma dessas correntes bobas, infantilóides e super cafonas, e quando recebo alguma por e-mail, bloqueio imediatamente o remetente.
    Falta do que fazer...

    ResponderEliminar
  3. Oi menina! Eu adorei o Menino do dedo Verde, assim como o Menino do Rio Doce, como Reinações de Narizinho, O Pequeno Príncipe, isto quando eu era criança, hoje seria difícil para mim relacionar, são tantos> Gostei de sua lista! Beijos|!

    ResponderEliminar
  4. Luma!
    Estou com problemas de abrir sua página. Acredito que seja o anti vírus que esteja bloqueando seu site.
    Sendo assim, entrei rapidinho nem li o post dos livros, mas prometo que arrumarei tudo por aqui e volto.
    1000bjus

    ResponderEliminar
  5. Eu não li nenhum desses!!! Acredita? Anotado para compras futuras

    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Eu não li nenhum desses.
    Valeu pelas dicas.
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. menina! "O menino do dedo verde" marcou minha infância,flores ao invés de armas...pena que os senhores da guerra não leram...bjaum

    ResponderEliminar
  8. Oi, Luminha
    Eu já tinha visto este post-corrente no Lino e vi os livros dele. Eu não li nenhum dos seus. Pelo menos vi o filme Círculo de Fogo. Com a Peça Tistu, o menino do dedo verde, um amigão meu ganhou prêmio de melhor ator.
    Valeu.
    Bom final de semana pra você também. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

    ResponderEliminar
  9. Fala Luma!!

    Adorei suas indicações, não li nenhum ainda!!

    Te indico um autor maldito

    DE PEDRO JUAN GUTIÉRREZ:

    O INSACIÁVEL HOMEM-ARANHA.


    essa coletânea mudou minha vida, vc nunca mais será a mesma, Irmã do Dilberto!!!

    bom final de semana!!

    ResponderEliminar
  10. E aí, maninho, tá com ciúmes? kkkkkkk Homem aranha?? Tô fora!!
    Sou morceguita!! Beijus

    ResponderEliminar
  11. Não vou dar seqüência, bem sabes, mas o post me deu a idéia de escrever sobre um livro... bjs

    ResponderEliminar
  12. Parabéns pelo seu blog!!! Conteúdo e imagens 'very nice'!!! Eu já visitei seu blog algumas vezes, vc. tem botão de link? Venha me visitar e conhecer meu blog. Bjos

    ResponderEliminar
  13. Não conheço os livros, e fiquei com vontade de ler o Homens e ratos ;-) Vai para a to do List.

    Bjo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  14. Parabéns pela terceira colocação, se fosse a primeira não me surpreenderia.
    O Menino do Dedo Verde é o reponsável por eu ter o prazer de plantar árvores desde a meninece.

    ResponderEliminar
  15. Os livros mais marcantes em nossas vidas podem nem ser os prediletos, pois na época que os lemos eles podem até mudar nossa vida e não seria impossível, em outras circusntâncias, eles serem desimportantes.
    Mãe, de Górki, foi o livro que causou maior impacto em minha vida.

    ResponderEliminar
  16. já anotei todos e parabéns pelo premio da blogosfera, mais que merecido

    ResponderEliminar
  17. O Menino do Dedo Verde está entre os meus... Desde a infância.
    Um beijo, Luma!

    ResponderEliminar
  18. Vim desejar uma otima semana!

    ResponderEliminar
  19. Assim que for ler o próximo vou seguir uma destas dicas colega, muito bom. Grande abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  20. Quanta dica legal!!! Anotei todas! :-)
    Bjo!!!
    Ps.: Tá nevando!!! Uiii!!! :-P

    ResponderEliminar
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  22. Luma, me ensina como vc conseguiu colocar um link pros comentários no seu rss? Eu estou tentando fazer isso há um tempão e não consigo. Please!!! :-)

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor