A cultura do futebol brasileiro não me representa

Há um mito aceito entre os fãs de futebol que dizem que os brasileiros nascem com uma bola nos pés, e os não-fãs do futebol nada fazem para dissipar qualquer dúvida sobre esse assunto, mas é sabido que na atualidade, outros povos no mundo estão mais ligados ao futebol do que o Brasil. Dizer que o Brasil é o país do futebol seria verdadeiro se existisse em cada bairro das cidades um "campinho" para uma pelada ou simplesmente para brincar de "tocar a bola". As crianças brasileiras estão crescendo com novos interesses e eu acho isso muito bom...

Assisti um vídeo da GoPro que nos convida a um passeio exclusivo pela "cultura do futebol brasileiro", por lugares que produzem ou deveriam produzir jogadores maravilhosos. Ainda não consigo chegar além da fantasia, pois é mais fácil aceitar o que outrora era exercido, do que encarar a realidade, de que os jogadores de clubes ou quadras, estão se nivelando a um padrão que os distancia cada vez mais daquilo que seria uma especialidade nata, com características diferenciadas, tornando-os originais. Talvez os jogos da Copa sejam o incentivo para nos reanimar e também destacar um ou outro craque que tenha raça, espontaneidade, ginga, carisma...

O curta-metragem a seguir, dá-nos uma perspectiva sobre o que está sendo jogado nas ruas (?), nas praias, nos estádios... A começar pela Rocinha, maior favela do Rio de Janeiro.
É o primeiro episódio de uma série com novas edições que serão lançadas no canal do Youtube nas próximas quartas-feiras, do dia 18 de Junho ao dia 02 de Julho.

Um olhar particular sobre um assunto que ainda fascina, apesar de nada mais ser do que um colírio para olhares gringos que ajudam a vender uma imagem resumida de Brasil, onde somente existe samba, futebol, Cristo Redentor, favelas, uma felicidade boba, bêbados, mulheres fáceis.. O que é particular para alguns lugares do Brasil ou algumas pessoas, o que não é a realidade da maioria dos brasileiros. Não vivemos do futebol, ele faz o brasileiro sentir-se um pouco mais importante para o mundo, mas é algo que no dia a dia tornou-se a nossa desgraça.

Quanto à Copa, espero que o Brasil leve a taça - pelo menos isso - No mais, compartilho da opinião de Luiz Antônio Ribeiro"A questão é perguntar para qual Brasil será essa copa, creio que não a daquele povo que pulsava como um narciso frente ao espelho, mas a Copa das empresas, dos mercados, dos consumidores e dos turistas"

Juízo é bom e eu gosto: "A Copa no Brasil levou a seleção a se exaurir como identidade. Pode ter chegado a hora de experimentar outros signos de pertencimento." Moisés Mendes no artigo "A Pátria de Chuteiras"

A seleção brasileira, a cada dia se torna apenas uma narrativa bipolar dos comentaristas esportivos, ora deprimidos, ora eufóricos e desprovidos de qualquer paixão para somente venderem seus pães. Do futebol brasileiro ficou apenas uma nostalgia vintage.

Sugestão de leitura: Longe do padrão Fifa, a sagrada pelada de pés no chão

Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

81 comentários :

  1. Luma, um bom texto com reflexão e desafios...
    O nosso Brasil é um país grande, bonito e cheio de oportunidades! Que venham medidas favoráveis/dignas, que demonstrem o nosso verdadeiro valor!!
    O futebol é um item que alegra o coração do brasileiro, sem dúvida!...
    Abraços e vamos adiante...

    ResponderEliminar
  2. Vi o vídeo que realmente mostra a ginga o rebolado do brasileiro. E se não fosse esse gingado e rebolado, com uma dose de criatividade inata , não poderíamos suportar tantas coisas e ainda sobreviver. Há que tener "GINGA" e saber "rebolar" conforme a música... Mas não é apenas de futebol que vivemos. Temos muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito mais! Infelizmente a imagem lá fora é essa! beijos,chica

    ResponderEliminar
  3. Eu torço, acompanho os jogos....mas não aguento mais a copa rs. pq aqui fora todo mundo entope a gente o dia todo de perguntas. e acham q a gente é apenas futebol. e mais nada...

    ResponderEliminar
  4. Não conheço profundamente a realidade do Brasil, mas gostei muito do que escreveu...para quem está de fora é certo que Brasil não é só futebol, samba, favelas ou praias...embora por vezes algum tipo de publicidade oriente nesse sentido...Brasil é uma terra maravilhosa e um povo a descobrir-se com um potencial em explosão!!!!

    ResponderEliminar
  5. Também não sou fã de futebol. Creio que aos pouco essa cultura vai mudando...Nada fica estático, tudo muda... Se fosse alguns anos atrás o povo todo estaria enlouquecido, porém, muita gente perdeu o entusiasmo, até mesmo pela situação política que nós estamos vivendo... Pra mim, se ganhar está ótimo e se perder está bom demais!
    Beijão

    ResponderEliminar
  6. Gosto de futebol, mas acompanho também outros esportes.O segundo esporte mais praticado no país é o voley, que aliás eu adoro. Depois da copa de 98 que há rumores que foi comprada para que a França ganhasse, eu não duvido de mais nada.
    big beijos

    ResponderEliminar
  7. O último parágrafo resume tudo, embora a frase final seja muito dura, mas é a sua visão. Acho que todos vivem de ilusões e por ser um esporte popular, ou nasceu como tal, foi se enchendo de fãs. O fanatismo pelo futebol é raro entre mulheres, comparativamente aos homens, mas já é também bem forte.
    Sabe que não acho que o Brasil é visto pelo mundo com essas imagens? Na verdade, a grande maioria do povo nem conhece o Brasil, nas partes boas nem nas ruins. Nós é que só sabemos nos desprestigiar, a começar nas votações, e achamos que o mundo nos conhece. Infelizmente (ou felizmente?) o grosso da população mundial nem sabe que existimos.
    Beijo, Luma.

    ResponderEliminar
  8. Claro que o Brasil, não é só futebol, samba, e carnaval. Mas também não pode passar de um extremo ao outro, acabando por não reconhecer que as três coisas fazem parte da identidade nacional. Mesmo que para alguns seja uma parte ínfima.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Luma, muito bom esse seu post! Quantas vezes, ao chegar em outros Estados, ouvi: "você nem parece carioca... não é bagunceira, não gosta de pagode e não bebe"! As pessoas gostam de rotular as outras! Tá chegando a hora... que a pimenta mexicana não nos atinja! VAI BRASIL! Bjks Tetê

    ResponderEliminar
  10. Oi Luma!
    Sua bela postagem traduz tudo o que penso e não consigo externar corretamente. Obrigada!

    Abração
    Jan

    ResponderEliminar
  11. Gostei imenso da sua postagem.
    Não sou fã de futebol mas sei que muitos brasileiros são contratados para clubes europeus (mas o Brasil é tão grande que alguns não farão a maioria!).
    Por cá também se diz que vivemos dos três F "Fátima, Futebol e Fado" e que assim o povo se vai contentando. Acho que cada país tem "mitos" que não passam disso mesmo, incluindo muitas cidades! Eu nem os jogos da Seleção Portuguesa vejo; a olhos de tantos, quase será um sacrilégio...
    Hoje jogará o Brasil. Que ganhe, é o que desejo!
    Bjoss, Luma :)

    ResponderEliminar
  12. Quem tem fama deita na cama...
    beijinhos
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  13. As imagens redutoras que tornam um país imenso muito pequeno só interessam aos estrangeiros.
    É bom saber que uma brasileira desfaz essa ideia fabricada.
    Beijo

    ResponderEliminar
  14. É uma delícia poder chegar aqui e ler algo que nos toca e muito nos diz.
    Multifacetada e certa, como quase sempre. Beijo.

    http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Sempre existirá uma fórmula de explorar um povo que valoriza mais o circo do que a saúde e a educação... Roma tinha lá seus coliseus e o Brasil tem por cá seus estádios, Enquanto isso outras bolas rolam por baixo do pano... Engraçado! Lembrei-me agora da Santa do pau-oco...

    ResponderEliminar
  16. Olá, Luma!
    Hoje conheci o Neymar via TV no fim do jogo... nunca havia tido esta curiosidade ou necessidade. Normal.
    Enquanto eu fazia minha corrida, durante o jogo, um rapaz soltava pipa com um garoto de uns 11 anos; outro garoto um pouco mais jovem contemplava a paisagem; dois menos ainda menorzinhos jogavam taco; carros e motos iam e vinham. Normal.

    Uma excelente copa do mundo procê (cumprimento em voga e normal)!

    ResponderEliminar
  17. Luma,um abraço fraterno e meu afeto daqui visitando seu blog mais uma vez!
    Seus textos como sempre reflexivos e direcionados a temas bem atuais.Sou pelo futebol como esporte que tira da rua muitos menores, revelando até grandes talentos,mas temo pelo quanto esta máquina tem sido usada cada vez mais para favorecer grupos poderosos e suas formas de opressão.
    Grande abraço ainda aqui do meu Ceará!

    ResponderEliminar
  18. Luma, tenho manifestado-me sempre a favor da Copa do Mundo, mas não como uma alienada. Tudo o que tinha de ter sido feito, para ela não acontecer aqui, num pais com tantas precariedades, não foi feito. Portanto agora que seja aproveitada. Ontem, uma amiga foi à Curitiba, assistir o jogo da Nigéria X Irã, um dos menos importante em termos de competitividade. Disse-me ela hoje, que todo brasileiro deveria assistir um jogo de Copa do Mundo para sentir a alegria e interação que existe entre pessoas de vários países em um único lugar. Coisa muito comum para quem vive na Europa e ainda rara por aqui.Cada um com a camisa do seu time, conversando, cantando o hino, um clima de total interação. Na minha opinião "ponto" para a Copa do Mundo.
    Dizer que o futebol já nasce dentro de brasileiro, penso que é uma expressão e não como sendo algo genético(rs). Mas como é a primeira atividade esportiva que todo pai incentiva o filho, a possibilidade de surgir "craques" é bem mais fácil. Além do que começam em qualquer fundo de quintal, usando dois tijolos para servir de trave. É bem mais difícil fazer uma cesta de basquete, ou uma rede de vôlei. E aí entra a cultura do povo e a falta de incentivo do governo e empresas privadas.
    Quanto a mostrar a realidade das favelas no Brasil, para mim o maior disparate está no filme RIO. O filme mostra as mazelas dos traficantes de aves tropicais do Brasil de forma romanceada onde o bem vence o mau e as favelas fazem parte da cultura e não da condição social de cada um. Comentário que fiz num post lá do
    Não acredito em nenhum bom retorno da Copa do Mundo para o Brasil. Mas ela aconteceu aqui e as manifestações contrárias no momento da realização dos jogos, também não darão nenhum retorno para nós. Coincidentemente hoje, tivemos o PRIMEIRO campeão (brasileiro) de basquete pela NBA, e quantos jogadores brasileiro, de futebol já tivemos campeões por times neste mundo afora. Minha amiga, vc sempre muito profunda em seu textos e nos colocando para refletir. Um grande abraço Raquel superlinda.com

    ResponderEliminar
  19. A cultura do futebol brasileiro me representa. Porque tenho o Futebol como Arte Popular. Sendo eu alguém do povão, não vejo porque eu iria discriminar esse tipo de Arte. Até porque:

    Também porque acredito e credito a esse esporte um caminho saudável e prazeroso para tirar as crianças das mãos dos traficantes. Um evento então como o da Copa do Mundo apreça isso. Como também por criar uma nova legião de fãs. Só para citar um exemplo, no Condomínio onde moro, as Aulas de Capoeira estão às moscas. Já as de Futebol, tem bastante crianças: todas atentas ao Professor. E nessa hora não se vê nenhuma com celular na mão.

    Eu não sei se pela violência urbana, ou mesmo pelo surgimento de favelas nos antigos "campinhos de várzeas" os mesmos ficaram vazios ou desaparecido.... Muitos desses campinhos antes abertos, ganharam muros. Tal qual as quadras de Basquetes nos Estados Unidos. O bom quando ganham também a proteção de uma Ong que através do Esporte os levam também a se empenharem nos Estudos. Sem contar que além do exercício físico serão direcionados a uma alimentação saudável.

    Atualmente os smartphones até podem duelar com o futebol no gosto pelas crianças pobres. Até porque com apenas R$ 10,00 elas têm acesso a internet. Mas acho que em tempo de Copa do Mundo será mais para mostrarem suas participações como torcedores.

    Sendo assim... A minha torcida é pela vitória do Brasil na Copa 2014! A minha torcida também continua para que mais eventos internacionais venham para o Brasil, principalmente os desportivos! A minha torcida será sempre para eventos que retirem o mundo das drogas do caminho das crianças!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estou torcendo contra o Brasil. Depois de tanta gastança, o povo brasileiro merece a taça.
      A minha visão do futebol é particular e a tenho como "entretenimento", não como forma de sustentar os valores que exclusivamente essa Copa representa. Respondi para você no G+

      Eliminar
    2. Luma, eu não disse que você não está na torcida pela vitória do Brasil. Eu só complementei o meu posicionamento favorável a cultura do futebol brasileira. Nem pensei que daria margens a isso. Mas vendo agora que deu, peço desculpas! E como sempre tento aprender com meus erros, numa próxima ocasião colocarei em separado e com um "também". ;) Também dei um retorno por lá.

      E que bom que também por aqui expor nossas próprias opiniões.

      Eliminar
  20. Uma postagem em tempo para uma reflexão sobre a visão, que se tem deste povo, desta nação. Apesar de todas campanhas ainda o turismo sexual se faz presente em todas as capitais principalmente nas litorâneas. Embora alguns jogadores brasileiros se destacam no mundo do futebol, aqui ele anda em crise, inclusive com organizações paralela de ex-jogadores no sentido de frear a ganancia das empresas na exploração destes artistas da bola, buscando uma reformulação no calendário dos jogos no Brasil. A verdade é que futebol tem se tornado uma saída emergencial para alguns pobres jogadores de morro e várzea, no dinheiro rápido e volumoso, mas em alguns casos sem nenhuma preparação para lhe dar com ele.
    A Copa questionada veio e com ela toda a ganancia da FIFA e seus correligionários no faturamento astronômico.
    Estive vendo o vídeo e ate me inscrevi no canal para acompanhar esta serie.
    Grato Luma pela partilha.
    Meu terno abraço amiga.
    Beijo de paz

    ResponderEliminar
  21. Luma, é muito dividida a opinião quando ao futebol. Nunca liguei muito. Achava até legal torcer pela copa e ver o povo feliz por aí pelo mesmo motivo.

    Mas aqui em casa não gostamos de futebol, ou não ligamos.. Preferimos outros esportes ou outros atrativos, se assim podemos chamar...

    Acho que tudo virou muito comercial sim. Hoje existem inumeras escolinhas de futebol, com o intuito de chegar lá em cima pra se ganhar dinheiro. Os campinhos como disse você, não estão tão em alta mais... Lembro-me da minha infância quando meu irmão ia para o "campinho" jogar... Acho que isso era paixão..

    Estava comentando isso agora mesmo com meu marido. Foi-se o tempo que Brasil foi país de futebol. Hoje existem Neimares, Ronaldinhos querendo ascensão cada vez mais e o povo coloca todos lá em cima... Quem sabe até na época de Romário, será Ronaldo, Bebeto, ainda se podia dizer que o Brasil ainda era do futebol.. e olha que estou vindo bem mais pra cá. .talvez tenha parado bem la pra trás..

    Pra mim, tudo que vira comercial deixa de ser paixão.

    Além da dinheirama que irão ganhar na copa, a cara do Neymar por exemplo não para de aparecer em produtos brasileiros... Quanto mais tem mais tem..

    Acho bacana tirar as crianças da rua e alimentá-las, mas deveriam era criar muitas atividades para isso e não apenas o futebol.

    Sem falar que pra mim essa copa não deveria ter sido aqui num momento tão trágico do Brasil... Eu sofri as consequências de descaso com saude com Maria semana passada debilitada na porta de um hospital, recebão um "não temos vagas para interna-la" .

    Como uma mãe desesperada ama uma copa de glamour num momento desses.. Não ha respeito com o povo brasileiro.. não haverá tão cedo.. aqui é cada um por si... é salve-se quem puder...

    Não dá pra admitir crianças estudando de pés no chão e o dinheiro rolando em forma de bola sem ir para a educação, saúde, segurança...
    E não venham me dizer que copa é uma coisa e o resto é outra... O Brasil é um só... deveria acolher com dignidade primeiro seu povo e depois pensar em festa..

    Bom..mas isso é outro assunto...

    Por enquanto o futebol também não me representa, assim como outras festas que tapam a realidade cruel do Brasil!

    Beijos beijos e feliz quarta-feira!

    ResponderEliminar
  22. Gosto de futebol pelo jogo em si, por ser um verdadeiro exemplo de trabalho de conjunto, pela explosão de alegria dos golos , pela magia de determindas jogadas e pelo espanto de certas defesas.

    Acho o futebol brasileiro com um toque especial, principalmente a alegria com que é jogado: me lembro sempre do sorriso de Ronaldinho Gaúcho em todo o tempo dos jogos.

    Fico satisfeita por esse acordar de consciência do povo brasileiro sobre o tremendo disparate que foi ter gasto larguissimos milhões na Copa em vez de os investir em Educação, Saúde e melhoria das condições de vida da população.

    Abraço gramde ..,.e que , pelo menos , o Brasil seja o vencedor da competição, sem favores.

    ResponderEliminar
  23. Oi Luma,
    Ótima explanação sobre este esporte que causa tanta comoção num povo que acredita que se a taça ficar no Brasil isto tornará mais leves os seus dias sofridos.
    Agora a pouco estava vendo o Pelé, eleito o Atleta do Século XX. Numa viagem a Mianmar descobri que lá ele não era conhecido. Agora, quando as autoridades viam meu passaporte brasileiro, sorriam e falavam "Cafú, Ronaldo...". Isto foi por todo lado, após a Copa na Ásia. Vi pequenos monges em suas vestes laranjas jogando bola. E um garoto com o corte de cabelo à Cascão, como o Ronaldo Nazário. Acho que nossa viagem foi suavizada por causa do impacto do futebol!
    Bjks.

    ResponderEliminar
  24. Querida Luma
    Não vou alongar-me, porque pouco entendo de futebol.Porém, ao ler o seu artigo,bem a entendo. Nem todo o Planeta acha que o Brasil é só o que os estrategas de marketing de turismo dizem,fique tranquila.
    Quanto ao Campeonato Mundial, devo dizer que estou muito grata,como portuguesa, pelo apoio que os seus compatriotas têm dado à nossa fraquinha selecção de lesionados, (Com um mal educado).
    Oxalá possámos fazer melhor figura, em Manaus,no próximpo domingo.
    Parabéns pelo seu texto.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  25. Estava comentando aqui em casa (como tantas outras casas brasileiras), quando votaram pela copa no Brasil, e essa votação foi ganha, naquela época já sabíamos no que estava por vir: gastos e mais gastos com o dinheiro público. Não somos contra a copa, e torcemos pelo Brasil, mas, como tanta coisa a ser feita no país, a última coisa seria a copa do mundo. E olha que ainda temos as Olimpíadas! Acho muito legal as crianças estarem interessadas em outros focos além do futebol. bjs

    ResponderEliminar
  26. Luma, estou com você. A Copa do Mundo não me representa também! A cultura do futebol, carnaval e caipirinha precisa deixar de representar nosso país! Bjs!

    ResponderEliminar
  27. Texto consciente, Luma. Estou de pleno acordo. E eu nem gosto mt de futebol, mas torço para o Brasil ganhar. E não acho que a Copa seja culpada de nada, ao contrário, é benéfica pro país. A questão é o desvio de dinheiro, corrupção, inflação, violência, saúde lixo, educação podre, etc etc etc... Bjs

    ResponderEliminar
  28. Oi, Luma, como vai?
    Pois é... confesso que ainda torço no jogo, mas há um entusiasmo morno, como se acreditasse sem uma entrega completa... infelizmente o futebol brasileiro trocou a ginga e o amor à camisa pelos penteados excêntricos e as contas bancárias gordas. Comercialmente falando, então, o foco parece ser os lucros que poder ser gerados e não, o espetáculo. Não por acaso essa tem sido a copa das zebras, as grandes estrelas parecem ter passado muito tempo de preocupando com seus contratos milionários. Um abraço!

    ResponderEliminar
  29. Oi Luma, só ligo para futebol na copa, sento assisto e visto a camisa. Acho que é uma questão de cultura, lembro que chorei em 1982 e vibrei ao máximo em 1994.
    O seu texto foi muito bom e consciente, mas o problema do Brasil está na alma, na essência, o que acontece em Brasília se reflete no povo, seja no prato, na propina, nas más instalações das escolas e hospitais.
    O futebol é só a alegria de muitos e muitas vezes a única alegria. Então já que a copa é aqui, que o Brasil ganhe e leve o Hexa!
    Passe lá no blog, tem uma ótima entrevista sobre empreendedorismo na arte.
    Bjos e bom feriado!
    Mari.

    ResponderEliminar
  30. Sinceramente, não vi nenhum jogo do Brasil ainda e nem pretendo ver. Depois de tanto protesto e roubalheira, acho uma vergonha esse evento realmente acontecer. E, se o Brasil ganhar, é capaz de nossa digníssima presidente usar isso para ganhar voto.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  31. Não apenas o Brasil é assim, ou está assim. O mundo está assim. Digo mais: desde a antiguidade o mundo é assim, vive assim. E por isto, atrela-se outro assunto: é a promessa da maioria das religiões: um novo mundo, com apenas os escolhidos e que vivem e estão preparados para o reino diferente disto tudo.

    ResponderEliminar
  32. Para mim, que moro no interior de Minas, Rio e São Paulo, apresentam-se como outros países, tão grandes são as diferenças! Acredito que muito de nós, brasileiros, também se sintam assim, embora não se manifestem. Sempre torci pela Seleção, desde 1970, sempre pulei, gritei, saí em passeata, essas coisas. Hoje não! A gente vai perdendo a graça. O futebol não é mais o mesmo, nem pode mais representar o povo brasileiro, se é que algum dia representou. Quem manda, atualmente, são os patrocinadores, a elite. O povão foi afastado, talvez porque represente a verdadeira cara do País. E isso envergonha a muitos. Decididamente, concordo com você. A cultura do futebol, como muitas existentes no Brasil, nos dias de hoje, não me representa. Há décadas, sou funcionária pública, continuo pobre, sou honesta, cumpro bem minhas obrigações. Assim criei minha família, com muito orgulho.Eu sou muito mais que o futebol, a prostituição, o samba, o jeitinho brasileiro, ou melhor, a velhacaria, de hoje, dos quais o mundo inteiro fala e nos atribuem. O meu gingado se resume às tentativas de sobrevivência, no meio de tantas incertezas. As minhas alegrias são bem mais reais. E eu torço, torço muito, para que o nosso povo busque algo mais autêntico, consistente, genuíno para representá-lo!
    Parabéns pelo texto!
    Abraços,
    Lécia Freitas

    ResponderEliminar
  33. Luma,
    apesar de ainda pagarmos o preço por esse esteriótipo banal, vejo hoje se desenhando um forte avesso a ele, não sem tempo. Aprecio a competição, mas não esta que nos foi imposta, porém sinto que a intenção de marketing eleitoreiro fugiu da premissa e redesenha o cenário real sobre as múltiplas aspirações do povo brasileiro que não se resumem a praia, futebol e mulheres fáceis.
    A copa tem de ser restrita ao que representa: uma competição esportiva e como tal trazer entretenimento.
    Abraços,
    Calu

    ResponderEliminar
  34. Luma,
    infelizmente a copa só trás benefícios aos jogadores seja campeãs ou não, aos empresários.
    Com a chegada da copa, as coisas em geral ficou tudo mais caro, quem tem uma renda baixa ou está desempregado com certeza estar sofrendo muito, e não deve ter ânimo algum com a copa.
    Depois que passar a copa, vamos ganhar o quê?
    O Brasil precisa melhor, dá um salto p/ o futuro, ter um pouco mais de igualdade, no nosso País tem gente que sofre demais!

    Bjs, fique com Deus ♥

    ResponderEliminar
  35. Luma, há quanto tempo! Ótimo texto. No outro dia estava assistindo um documentário sobre a vida de Garrincha e vi o quanto o futebol perdeu todo seu carisma e prestígio ao longo das décadas. O futebol era mais povão, o esporte era mais singular em termos esportivos, se jogava por paixão. Hoje é tudo tão capitalista. Uma coisa que marcou muito foi a torcida dos estádios no Maracanã; tão diferente da época que se via proletariados ao lado dos patrões. Também percebo que o brasileiros revivem com intenso vigor fatos relacionados a títulos dos clubes, enquanto ignoram sua história política. Se prestassem mais atenção a esta, muitos políticos corruptos iam deixar de se reeleitos.

    Obs: Notei os seguintes erros de português: à esse assunto (primeiro parágrafo) não leva crase; e a opinião de Luiz Antônio Ribeiro: preguntar.

    Bjs
    Testahy
    Curta: Testahy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, José Eduardo!
      Isso que dá digitar um texto no celular e não revisar... Agora fui ler e encontrei outros erros, principalmente a troca de letras em uma sílaba :D

      Eliminar
  36. Não sei se levaremos a taça, mas enquanto não houver o apito final, torço tb. Afinal, depois desses bilhões gastos seria uma "compensação". Também não sou representada pelo futebol...acho que já construi bem mais do que uma "bola" nos pés rsrs.
    Beijuuss Luma

    ResponderEliminar
  37. Acredito que tenha sido sempre algo natural isso de "nem todo mundo gosta de futebol no Brasil", o que acontecia era que (a) as pessoas não diziam pq não tinham onde e (b) a vergonha de falar isso foi definitivamente perdida, graças ao desempenho pifio que a seleção tem apresentado desde 2002, e a partir do momento que a "marca seleção" e seus funcionários perdem a identificação com o pais, uma vez que é um time que praticamente não joga no pais [nos ultimos 5 anos só jogou em competições oficiais ou em amistosos em prol delas] com jogadores que também não fazem questão de estar no Brasil. Ainda tem um ou outro torcedor de conveniencia, mas isso é cultural, completamente cultural. No fim das contas é só um esporte como outros tantos... quem gosta que curta, quem não gosta, que siga a vida :)... beijos!

    ResponderEliminar
  38. Luma, não apenas o futebol se beneficia da paixão da maioria pobre para ganhar dinheiro. O Carnaval também explora está paixão popular. Vejo pessoas pobres pagando para desfilar na sua escola do coração. Torço para a Seleção brasileira, embora não goste de futebol. Mas, não há como ficar alheia à realidade triste.
    Beijo, menina

    ResponderEliminar
  39. O que eu sei hoje é que Futebol e Carnaval são negócios e dos grandes, nem mesmo diversão eu consigo enxergar mais. Só espero que estes dias passem rápido, pois estamos mergulhados em feriados loucos durante a semana, pelo menos aqui no Rio e em S.Paulo onde os prefeitos picaretas colocaram nas ruas todo mundo pra ir pra casa no mesmo horário. Futebol não me representa mesmo!
    um abraço carioca

    ResponderEliminar
  40. Luma, uma análise excelente do nosso país,que é retratado erroneamente como o país do futebol, do samba, mulheres de bumbum de fora,etc...Já não sinto a magia do futebol como foi na Copa de 70 ,por exemplo. Talvez porque eu era criança,mas os jogadores não tinham só a ginga, mas coração.Bom demais te ler! bjs,

    ResponderEliminar
  41. Uma excelente reflexão, a copa já me deu
    alegrias hj assisto os jogos mas não tenho mais aquele entusiasmo
    td que foi bonito um dia nem sei se volta mais.....Mas
    vamos crer que tenha melhoras

    •⊰✿❝Abraços de bom final de semana •⊰✿❝
    Bjusss

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  42. Luma
    eu ja vim aqui no seu post várias vezes, mas as palavras sempre fogem na hora de comentar!
    Concordo que do futebol tenha ficado uma nostalgia vintage.
    Nosso país tem uma imagem errônea lá fora. No colégio estudamos história dos outros países, porque ele também não estudam a nossa também? Não têm interesse, não é? Sabemos várias coisas dos outros países, inclusive a língua,Mas quando viajamos para fora , nos deparamos com o que você comentou: somos o país do futebol. E falam, em Ronaldo e Neymar. E depois gesticulam uma dancinha (samba) e logo associam ao carnaval quando falamos que moramos em Rio.
    Eu acho que a bola é o brinquedo mais popular que existe. Independente do poder econômico, existem vários preços. Eu lembro que meus irmãos ganharam bola. Eu não. Nem boneca, nem bicicleta, nem bola. Foi com muito choro, que ganhei duas bonecas que moravam em caixa em cima de um guarda roupa. (ave, porque estou falando tudo isso? ) saindo do assunto, rs
    Nem todo menino vai tornar-se craque de futebol, e esse futebol que estamos assistindo.... sem comentários. tomara que passe logo esse mês!
    Vou parar por aqui, Luminha
    bjoZizi

    .

    ResponderEliminar
  43. retificando, o por que (separado)

    ResponderEliminar
  44. Querida amiga hoje vim te desejar um belo fim de semana!
    E para dizer que estou voltando aos pouquinhos. estava com muitas saudades!
    abraço fraterno
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  45. Queria ser um anjo,
    Ter a bondade nas faces,
    A sabedoria no olhar,
    Saber sorrir, saber confortar,
    Saber entender os aflitos, saber ensinar.
    Ir ao encontro de todos, e a todos amar.
    Queria somente ser um anjo
    Que ama você e nada mais.
    Um abençoado final de semana.
    Beijos esses com todo carinho,
    e o maior amor desse mundo.
    PS..Perdoe pelo meu afastamento..
    Sou apenas do grupo rosa,
    não transmito dor transmito
    apenas amor.
    Evanir.
    Li muitas verdades aqui minha amiga.

    ResponderEliminar
  46. Lumita, Pensei bastante ontem antes de dormir neste seu texto e lembrei-me de algumas coisas que já me aconteceram quando viajo pra fora, uma delas é justamente isso de quando a gente fala de onde vem, dizem logo o nome de um jogador de futebol, como aconteceu na Disney com um bando de japas que falaram até o nome de Ronaldinho pra mim quando lhes disse que era brasileira e também o mesmo em Praga num seeing tour fizeram lembrança a algum jogador de nossa seleção. Então, já que não tivemos nenhum prêmio Nobel representante da nação, pelo jeito seremos mesmo lembrados pelo futebol e seus jogadores.
    Mas, eu voltei mais para te mostrar esta frase de hoje do Nelsinho Motta em O Globo que diz tudo sobre esta Copa sem carisma. Veja só:

    "Pobre Lula, que imaginou desfrutar da ‘sua’ Copa na Tribuna de Honra, assistindo à vitória da seleção e ovacionado pela multidão, vendo TV em São Bernardo com dona Marisa."

    Esse infeliz e sua turma pensaram que iriam enganar a todos nós, enfiando pela goela abaixo esta Copa corrupta, por isso este desencanto de muitos, como nós.
    beijos cariocas




    ResponderEliminar
  47. Luma não é só a cultura do futebol que não me representa (nada contra o esporte bretão nem contra a World Cup.), nossa política também não me representa - Pão e circo dos tempos modernos, através das bolsas esmolas e do futebol que alegram, alienam e aumentam a pobreza sócio-cultural. Mas o problema crucial é que ainda existe muita gente imatura, inocente, ingênua e besta que prefere continuar escrava da alienação e da ignorância nesta “Banana-Republic” e que acentuam ainda mais a tragédia através de discursos ufanistas e idiotas dizendo que o principal é que a “Pátria de Chuteiras” fature o título e que o povo que se estrepe. Oremos ao senhor! Bj yvone

    ResponderEliminar
  48. O assunto copa vem se tornando confuso para uns, pra mim as vezes.
    Há aqueles que amam e aqueles que não amam algum tipo de esporte, musica, livro,... isso é normal.
    Nessa onda toda diferenciamos algumas coisas.
    A copa hoje na verdade revela o que discutimos todos os anos de eleição. Este é um ano de eleição e como de praste, vale falar mal do governo para se eleger, não que o governo esteja bem. A copa virou tema, assim como a miséria, religião, opção sexual,... como em todos os anos de eleição.
    Não é a Seleção brasileira de Futebol o problema, mas sim os empresário e governo envolvidos na organização, mas só culpam o governo. Claro, é ano de eleição.
    Porque não tem passeatas nas portas dos partidos políticos?
    Porque não tem passeata nas portas das empresas envolvidas nos escandalos?
    Corrupção tem duas pontas. O corruptor e o corrompido.
    Se fosse época de carnaval, iriam falar mal do carnaval. Se fosse só época de festas Juninas... exato! Como falariam se fosse natal, semana santa,... é ano de eleição, claro!
    Tem que se falar mal, não que esteja tudo bem em nosso país.
    Antes da copa nesta terra já se falava mal dos hospitais, escolas,.... entra partido, sai partido, volta partido,...
    Mudam-se as moscas, mas a defecação é a mesma.
    Vale lembrar que nossos ilustres governantes que também um dia foram candidatos e que da mesma forma foram cidadãos, alguns do movimento estudantil, outros empresários, religiosos, representantes de comunidades,... é, eles estiveram no meio de nós. São um de nós. Cidadãos brasileiros que agem como muitos cidadãos brasileiros. Gente da gente.
    Votamos errado?
    Não! Não é a copa a culpada.
    Também não culpo a Fifa. Se não fossem eles, seriam outros os meios de desvio (roubo) de verbas públicas.
    ... é mais um ano de eleição, tem que se falar mal do governo.
    Faltam propostas sérias.
    Falta cumprir as propostas que já existem.

    ResponderEliminar
  49. O futebol, assim como o Carnaval e outros eventos, deixaram de ser paixão para virar negócios. Tudo gira em torno de dinheiro, e consequentemente, de roubalheira. Assim é o nosso Brasil.
    A cultura do Brasil não me representa... essa é a verdade!

    E super obrigada pela sua msg de aniversário no meu blog, viu!
    Bjns
    :)

    ResponderEliminar
  50. Oi Luma! A cultura do futebol não me representa. Eu não gosto e não assisto aos jogos. Também não vejo o que comemorar. Na verdade, o que me encanta no Brasil é a exuberância da natureza, da paisagem. E só. Tenho mesmo é vontade de sair e morar fora do Brasil. Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  51. Tudo gira em torno de grandes interesses, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  52. Luma,
    O futebol deixou de ser o esporte do povo para se tornar num espetáculo que move milhões. Apesar disso, as peladas jogadas nas ruas, nos quintais, nas praias, fazem a cultura do futebol. Aqui na Itália - onde o fanatismo pode ser comparado ao do Brasil - só se joga futabol em ginásios ou campos, não tem essa coisa espontânea como nós temos.

    Apesar de tudo, também acho que a magia do futebol acabou e que seremos capazes de fazer o mesmo com qualquer outro símbolo da nossa cultura. O que comanda o mundo é a grana. E não é de hoje.

    :(

    ResponderEliminar
  53. Oi, Luminha,

    Eu não tenho absolutamente nada contra o futebol e gostaria que ele continuasse sendo um esporte amado e praticado no Brasil. Claro que sei que o futebol autêntico e espontâneo, como também o craque 'mirim', revelado nas peladas de rua, estão se tornando coisas raras, mas eu gostaria que essa situação se revertesse. Por outro lado, não me identifico nada com a imagem que fazem de nós no mundo, e tampouco com aquela que o Brasil às vezes vende ao exterior. Não gosto de carnaval, abomino as 'popozudas' e coisas tais. Não acho, porém, que o futebol tenha nada a ver com a imagem que o Brasil projeta, pois é só um esporte. Ninguém, ao pensar num norte-americano, o associa imediatamente ao baseball, esporte amado por eles, então não acho justo que nos vejam - a todos nós - como futebolistas. Mas o mundo nos vê assim e por que? Porque talvez tenhamos mesmo um pendor para o esporte, então para que eliminar isso?

    Um beijo

    ResponderEliminar
  54. Oi Luma, é a Vi, acho que não existe problema em o Brasil vender uma imagem turística para o exterior, afinal todos países fazem isso, minha sobrinha esteve fazendo um intercambio na Inglaterra e disse que a realidade lá dentro é outra, diferente daquilo que como turista vemos.(claro que nada comparado ao Brasil)
    O problema é quando os habitantes de um país começam acreditar na propaganda turística.
    Alias tá cheio de politico que parece fazer propaganda turística quando vai descrever as obras realizadas por eles, obras essas que muitas vezes não deixaram o papel e a maquete.
    Cabe ao cidadão de cada país, olhar ao seu redor, ver sua realidade, e usar isso como parâmetro na hora de votar e não as propagandas 'turísticas'.
    Beijos,Vi

    ResponderEliminar
  55. Oi Luma!Nunca fui fã de futebol,sempre gostei mais de vôlei,mas não há dúvida que é melhor que nossas crianças se tornem profissionais do futebol do que se metam com drogas,por exemplo.Mas endeusar certos jogadores já acho errado,há muitas outras profissões dignas que não são valorizadas no nosso país.A Inglaterra leva o futebol a níveis muito melhores que o Brasil,tem mais gente nos estádios vendo jogos e eles são muito organizados,será mesmo então que o Brasil é o país do futebol?...

    ResponderEliminar
  56. luminha minha amada,
    acabei de chegar la da roça onde as crianças mal tem estudo e não pegam numa bola para"brincar" e sim numa enxada para ajudar a familia. Com certeza e propriedade essa copa não foi feita pro brasileiro. Recebi por email os salários dos juízes e dos jogadores é de cair o queixo. Só não concordei você comparar A Bipolaridade que é uma doença tão seria e tão difícil de diagnosticar com os "comentaristas esportivos", Não! A euforia assim como a depressão nada tem a ver com o Bipolar! Beijos queridona, deixo flores para perfumar o seu cantinho .
    Beijos

    ResponderEliminar
  57. *nada tem a ver com essas euforias e depressão futibolisticas. É que me enrolei na hora de falar, rs!

    ResponderEliminar
  58. Eu não me identifico com o futebol.

    Mas, sempre vou tentando manter-me a par.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  59. Bom, sou analfabeta em futebol. Nunca gostei, não torço pra time nenhum e simplesmente não entendo esse fanatismo que o brasileiro tem por esse esporte!
    Deveriam trocar a bola no pé e por na cabeça um cérebro consciente. Mas paixão é paixão e cega, né?
    Questão de gosto...

    ResponderEliminar
  60. Querida amiga hoje vim te desejar uma abençoada semana.
    E para dizer que estou voltando aos pouquinho, pois a vida real está exigindo um pouquinho mais de minha atenção. Estava sentindo muitas saudades de vir aqui!
    abraço fraterno
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  61. Nunca fui fã de futebol, e não tenho idade o suficiente pra dizer como era antigamente. Torço para a vitória do Brasil (porque é essa cultura de "país do samba, das mulheres e do futebol" que atrai turistas e acaba trazendo dinheiro para a nossa nação, e sendo isso bom ou não - é mercado) mas, honestamente, não estou nem aí. Como eu já disse: nunca gostei de futebol.
    Independente disso, é bom saber que o Brasil não é apenas felicidade boba e bola no pé - isso é apenas um estereótipo. E se já foi realidade um dia, fico feliz por ter nascido na minha geração.
    Como sempre, adorei seu post.

    ResponderEliminar
  62. Por cá, eu acho absurdo o protagonismo que se dá às "estrelas" de futebol, milionárias e idolatradas.
    Beijinhos, boa semana!

    ResponderEliminar
  63. Nem a mim....
    Mesmo pq, o futebol virou marketing, grana e a maioria dos meninos que estão nessa é para serem craques e ganharem dinheiro fácil. Como sempre digo, o pregado pela mídia é a grana, a ganância e o poder ter tudo em pouco tempo. Falta amor em todas as áreas. Como profa de ed física sei que o esporte é muito desvalorizado aqui. A quantidade de grana que rola entre clube é inversamente proporcional ao que é feito pelas crianças. A Natação, por exemplo, área em que me especializei é totalmente "largada", assim como a ginástica olímpica e tantas outras, onde quem tem o sonho vai atrás pelo amor, sem muitas vezes receber qquer incentivo. Sinceramente, eu acho uma vergonha uma nação desse tamanho dar atenção às mesmas mediocridades de sempre e pior que isso, ter gente que literalmente se mata por causa de time, pregando um falso amor pelo seu clube (amor esse que deveria ser colocado em tantos outros seres vivos).
    A nostalgia vintage realmente é o que resta. Uma época em que víamos amor em tudo que era feito e a fama e grana vinham desse amor. Tudo bem... o mundo evolui, o profissionalismo chega, mas acho que deve existir oportunidades e patrocínios para todas as áreas esportivas. Com frequência, podemos ver "Gugas", "Oscares", "Hortências", "Ricardos Prado" e tantas outras ferinhas que não têm nem como correr atrás dos seus sonhos, pois não existe lugares pra treinar ou qquer incentivo por parte da nação.

    Abração esmagador e lindo dia.

    ResponderEliminar
  64. Bela reflexão Luma, seria bom se fossemos de verdade o pais do futebol natação e outros tantos esportes. Claro que seria bom o Brasil ser campeão, mas acho que qdo jogar com times que estão la de coração e não se importam com contratos milionários em clubes a nossa seleção cairá fora.
    Tens razão qdo diz de quem será essa copa.....e como esta nítido no vídeo ai de nós se não tivermos gingado afff rs

    ResponderEliminar
  65. Não fossem as coxas e as camisas coladinhas dos jogadores eu já tinha mandando cancelar essa bagaça... hehehe! Preguiça do "brazilian way" de falar da Copa! Post endossado, Lumete! Bjs!

    ResponderEliminar
  66. Apoiadíssima!... Gosto da sua inteligência leve e descompromissada... Da sua empatia ;)

    Beijos =)

    ResponderEliminar
  67. Sabemos que o futebol é uma grande ilusão para o povo(COPA), temos um país cheio de problemas sociais e culturais, mas o comércio, a mídia , todos fazem a cabeça do torcedor para gastar seu dinheiro suado em enfeites e coisas do gênero da Copa.
    bjus
    ótimo post!Seguindo você!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderEliminar
  68. Boa tarde Passando pra te deixar uma abraço, já que não quero me empolgar de mais com o Brasil.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  69. Eu também não gosto de futebol, nunca senti nada especial que me fizesse sentar em frente a tv para assistir uma partida, mesmo da copa. Desta copa assisti a abertura, evento que eu gosto muito, mas foi uma decepção sem tamanho. Acho também que os meninos atualmente estão mais ligados em video games. Acabaram-se os campos de peladas, os prédios tomaram conta de tudo, e só pode frequentar uma escolinha de futebol quem tem pai pagante. Se isso vai acabar com o futebol não sei, mas que reduziu muito o interesse desta geração isso sem dúvida reduziu. Espero que ganhe um país que nunca ganhou. Bjs

    ResponderEliminar
  70. Embora sendo portuguesa, identifiquei-me completamente com este seu lúcido e completo texto.

    Como escreveu Millor Fernandes:

    "O Futebol é o ópio do Povo e o narcotráfico da Mídia "

    Beijinho

    ResponderEliminar
  71. Bom. Eu sou um apaixonado por futebol e copólatra assumido.
    Mas sei que futebol é futebol e pátria é pátria.
    Eu também reconheço que o Brasil tem outras prioridades bem mais necessárias em importantes do que sediar uma copa e que esta copa foi mais uma forma dos políticos ganharem mais dinheiro. Porém, já que esta aí, vou curtir, mas curtir com fiz quando a copa foi em outros países, ao rolar da bola sem esquecer é claro dos problemas nacionais.

    PS:
    O Luma está na festa de aniversário do Histórias, estórias e outras polêmicas

    Confere lá.

    ResponderEliminar
  72. Oi Luma, boa tarde!
    Em tempos de Copa do Mundo em casa, somos levados a acreditar ser mesmo a Pátria de Chuteiras!
    E é essa a ideia que querem inserir na cabeça dos brasileiros, 24 horas por dia, como se aqui, a única razão da felicidade e de existir fosse o futebol!
    É mesmo lamentável! Um bombardeio sem fim das mídias!

    Gosto de futebol e torço muito para o Brasil, pois ninguém é contra a "alegria da nação". Mas também somos muito mais do que isso. O problema é continuar insistindo nessa imagem de país do futebol. Deveríamos ser o país da educação, da cultura, como muito bem mencionou em seu artigo.
    São tantas questões e sua reflexão veio muito a calhar nestes tempos ...

    Muitos beijos e uma semana incrível Luma!!
    Que no próximo sábado, o Brasil ultrapasse o Chile, pelo menos no futebol não é? :)))
    Até lá!!

    ResponderEliminar
  73. Concordo com você, Luma; mas vamos torcer, né? Afinal, isso é uma coisa que já está em nosso coração! :) Boa semana, excelente post.

    ResponderEliminar
  74. Muito bom esse texto Luma, eu sou apaixonada pelo futebol sim, coisa que passou de pai para filha, mas entendo que somos mais. E concordo que existem países mais chegados ao futebol atualmente...estes estereótipos que se impregnam e se espalham sobre o brasileiro são difíceis de se extirpar, mas também não é nenhuma missão impossível...Sou do Amazonas e vivemos sob a sombra de diversos desses estereótipos, inclusive o da "mulher fácil" e "atirada", enfim, acredito que tudo só melhorará quando melhorar nossa educação.

    ResponderEliminar
  75. Boa noite amiga Luma!!!
    Saudades sim dos jogos de alguns anos atrás...
    Seu texto nos faz repensar muitas atitudes e ações com relação ao atual futebol, ao atual momento em que nos encontramos...
    Tenha uma semana feliz e abençoada!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderEliminar
  76. Oi Luma!
    Este assunto é bom para amanhecer em "buteco" rsrsrsrs.
    Sou uma "pó de arroz capenga" rsrsrssr. Não estou assistindo copa, mas sou nostálgica, o nosso futebol virou "várias outras coisas"... Se compara ao nosso carnaval que também virou "várias outras coisas", e honestamente sem o mínimo animo para torcer, exceto torcendo para não acontecer nenhuma tragédia.
    Assisti o vídeo, quero ver no futuro um Brasil que vai bem mais além do futebol, samba e mulher bonita...
    Excelente texto!
    Bjãooooooo.

    ResponderEliminar
  77. é bem por aí mesmo. não sei se é porque não ando acompanhando os jogos do brasil. mas, na minha época de criança a coisa era diferente. havia o bebeto, o romário, e o ronaldo comemorando gol com os braços abertos [depois com o dedinho pra cima]. era uma coisa tão legal de ver. hoje eu nem sei como andam as coisas. não há craques fazendo tantos gols por jogos. simplesmente não há. .__.' ▧ Emilie Escreve ▧

    ResponderEliminar
  78. Você está certa!!! Meu filho tem 8 anos, e a pedido do meu marido coloquei o garoto em uma escolinha de futebol num clube particular próximo a minha casa. Ele odiou, para minha felicidade (não gosto de futebol, aliás não gosto de esporte algum, apenas corrida e musculação para manter a forma!) e para minha surpresa ele me pediu para fazer aulas de natação, gostou tanto que faz 3 vezes por semana!!! Também não gosto dessa história de "país do futebol", e sinceramente não vejo a hora que tudo isso acabe!!! Ainda bem que temos internet e tv a cabo sendo assim consigo fugir do "clima de copa"!!!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor