Pele

Luz de Luma, Yes party!
Algumas das jornadas da vida é feita a partir da perspectiva de estar conectado de alguma forma com nossa pele.

Pele, uma membrana que atua como uma barreira entre o exterior e o interior. A defesa, mas também uma vulnerabilidade. Ela pode ser cortada, perfurada, descascada e até moída, mesmo assim tem o poder de curar e restaurar-se, às vezes deixando cicatrizes. É através da nossa pele que percebemos a passagem do tempo, tanto a nossa, quanto a dos outros. Não é só o nosso corpo, mas nossa pele que apresenta os primeiros sinais de envelhecimento e nos torna muito conscientes de nossa própria mortalidade.

É esse verniz que define quem somos? 

Na taxidermia (def.: grego) taxis = dar forma, dermi = pele) o conteúdo é descartado e o que resta é a superfície. A criatura existe aparentemente, mas o que resta é uma concha com suas marcas permanentes, cicatrizes ou mesmo tatuagens; que de certa forma são um lembrete para não nos esquecermos de algo, ou simplesmente lembranças de um momento no tempo.

Qual a cor da sua pele? 

Essa pergunta foi realizada pela primeira vez no Brasil em 1976, através de um dos censos do IBGE; a Pnad (Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílio). Com relação à sua raça, os brasileiros são em sua maioria de todas as cores, menos as "oficializadas" e eu fiquei pensando porque isso se deve, se o brasileiro não sabe a cor que tem ou se não assume a sua própria cor: Morena-bem-chegada, branquinha, cor-de-ouro, morena-jambo, encerada, sapecada, branquinha, queimada de praia... E não podemos deixar de negar, que as respostas possuem uma certa poesia.

*Foram entrevistados homens e mulheres, mas escolhi citar apenas algumas respostas femininas.

Me responda: Qual a cor da sua pele? 

51 comentários :

  1. Bom Luma...por aqui sou "branquela " mesmo...adoro quando ganho uma corzinha na praia...mas não é a cor nem o estado da minha pele que me define...não...a cor tive de pensar para responder.:)).e o envelhecimento que já se faz sentir não atinge o meu interior que continua imagina jovem ...jovem...mas mais sábio agora...Quando a minha mãe tinha 67 anos dizia muitas vezes..«por fora vejo que estou mais velha mas por dentro continuo como era com 17 anos»...com o tempo fui entendendo precisamente o que queria dizer...!!!:))...Mas a pele tem sim uma importância fulcral na nossa vida...é através dela que sentimos o contato com o outro e isso torna-a preciosa:))
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  2. Fico tocada pelas interpretações poéticas desde que elas não sirvam de véu pra encobrir o que está à mostra: o amálgama que nos constitui; a mistura tinturizada que dá matizes interessantes, diversifica e colore aproximando-nos da paleta infinita da natureza.
    A cor da minha pele é essa matiz de três, com pinceladas impressionistas do artista Maior.
    Pele sentido extenso, primeiro contato, roupagem delicada, proteção e, não identidade.
    Abração, Luma.
    Calu

    ResponderEliminar
  3. Um bom questionamento minha amiga em tempo de muito bla bla bla sobre racismo,preconceito vindo do futebol. No Brasil esta questão é um verdadeiro balaio de gato, ninguém sabe mais nada. E o instituto de pesquisa está sempre escorregando em casca de banana(sic), tenho acompanhado estas pesquisas e chegam a ser hilárias. Com acesso às universidades com cotas, milhares de jovens mudaram de cor para negro na vã perspectiva de adentrar a uma delas. Quer dizer ninguém sabe mais nada neste país de mistura. Melhor seria se definissem em uma cor rosa e assim teríamos os rosas claros e os rosas escuros,kkk.
    Mas o que vale mesmo é a alma e esta não tem cor.
    Um bom dia Luma e meu abraço com carinho.
    Beijo de paz amiga.

    ResponderEliminar
  4. Luma, bom dia!
    É uma pena que as pessoas hoje em dia são valorizadas pelo cabelo escovado que tem, pela pele assim assado, pelo corpo escultural, pela bolsa de marca que usam, pelo perfume importado...
    As rugas vem sim..e muitas...os fios brancos, a flacidez...as entradas no rosto...
    Mas o sorriso, esse também tem que ficar... e a gente vai tomando noção de que o sorriso, a alegria, o bom humor é que importam, quando envelhecemos também.... A maturidade não perdoa ninguém... A juventude física vai embora, mas se for embora também nossa juventude interior... ah minha querida... morreu nossa vida...

    E não é demagogia.. é fato... Quantos jovens fisicamente vemos todos os dias com uma linda pele de pessego... mas com o humor la embaixo... com a cara carrancuda...Sem gentileza, sem saber tratar bem alguém...

    Ao contrário, conheço tanta gente jovem por dentro que faço questão de ficar perto... esses pra mim não tem preço...

    A pele que herdei dos meus pais é branca, mas a minha pele se torna multicor a cada amigo, cada irmão que se aproxima de mim... aí me igualo na cor.... como tem que ser!

    Um beijo grande e fique com Deus
    (Te respondi no Bolhinhas... e perguntei sobre o canal do youtube rs)

    Uma música.. como você tem visto sou toda musical...triste..mas gosto...
    "As entradas, do meu rosto, e os meus cabelos brancos... aparecem, a cada ano, no final do mês de agosto" (no meu caso..de maio) :)

    ResponderEliminar
  5. Amei a sua reflexão...eu me considero negra!
    Beijo
    Letícia
    www.leticiapsicologa.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  6. Absolutamente branco, a menos que algum ancestral distante, perdido na árvore genealógica, tenha infundido sangue africano na linhagem. Não impossível, mas pouco provável. Já os meus filhos... Abraços.

    ResponderEliminar
  7. De cor branca eu nasci. Desconheço minha ancestralidade, mas vim de um pai espanhol legítimo e de uma mãe descendente de italianos e de olhos verdes! Eu não tenho os olhos verdes mas minha caçula tem! Como disse bem meu amigo Toninho, ainda bem que a alma não tem cor e é esta que vale! Beijos!

    ResponderEliminar
  8. Morena, sei que tive antepassados indígenas, mas tb tenho muitas misturas.
    Nunca liguei muito para esse lance de cor de pele, pq muita gente sofre e já sofreu por isso.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  9. Querida Luma
    Apreciei muito o seu texto.Só não entendi a razão desse questionário,realizado no Brasil!!!
    Eu sou morena e disso me orgulho! «Moreno era Cristo!»
    Num país com tanta mistura de raças ,direi mesmo multiracial e pluricontinental,é natural que a cor da pele não seja toda igual E daí? Mas os inquiridores lá devem ter um motivo!!!...
    Fez muito bem ter publicado este texto.Ficamos a saber como vai esse país!
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  10. Oi Luma,

    Ando meio sumidinha...

    É que a minha pele foi cortada no dia onze deste. Isso mesmo.

    Fui submetida a uma cirurgia, grande, e cortaram a minha pele exterior e interior...
    Mas, como você fala, ela já está se recompondo e já posso voltar à vida quase “normal” em que pese as limitações... rsrsrs

    Sobre o seu texto, creio que a minha pele é meio pardinha, ou, parda, segundo os critérios do IBGE. Porém, com certeza, com os dois pés na senzala. Rsrsrs

    Gostaria de ser neguinha. Mas, o DNA familiar não me favoreceu. Rsrs

    Tens razão: pele é poesia. A cada um, resta elaborar as rimas mais conscientes.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  11. - Imagino Iara entrando no céu: — Licença, meu querido! E São Pedro bonachão: — Entra, Iara. Você não precisa pedir licença." Manuel Conde ... Isso mesmo amiga Luma. A nossa pele é um livro aberto, nossas mãos então podem contar muito a respeito do nosso corpo. Também achei um texto na revista superinteressante sobre o assunto, vale passar por lá para ler: A cara do brasileiro De onde vem nosso jeitinho, nosso modo de falar, nossa malandragem? Depois de mais uma temporada de escândalos políticos, a discussão em torno da origem do caráter nacional está de volta
    por Texto Rodrigo Cavalcante* Confira! Ou leia o livro História da Vida Privada no Brasil, volumes I, II, III e IV - Vários autores, Companhia das Letras, 1997

    ResponderEliminar
  12. Oi, Luminha,

    Fico com o morena-jambo, rsrs. Acho que a 'confusão' das cores no Brasil se deve
    à forte miscigenação, ao racismo e coisas tais. Mas eu, como os cientistas, acho que a miscigenação é coisa muito positiva, rsrs. Não pude deixar de ler o primeiro verso do comentário acima e vi que surgiu um novo poema calcado no do Manuel Bandeira, né? Adoro aquele poema e costumava recitá-lo, quando era adolescente, rsrs.

    Beijo e bom feriado, girl!

    ResponderEliminar
  13. Bom, se vc me olhar pessoalmente a pele é branca Leite, como meu nome. E gosto de mantê-la assim, detesto pegar sol! Mas claro que como a maioria dos brasileiros tenho sangue de negro e de índio correndo em minhas veias. Mas... bem que gostaria de ter um pezinho na Europa!!
    obrigado pela visita e pelo tintin!!! Já visitou oo novo blog???
    A Merié mesmo muito fera!!!
    bjo no seu enorme coração!!!

    ResponderEliminar
  14. Não estou conseguindo colocar nenhum dos 2 selinhos seus no meu blog! Tem uma outra opção???

    ResponderEliminar
  15. Cor de rosa choque?...rss...a pele da gente deveria poder mudar conforme nosso humor,não seria legal? Hoje estou roxa de raiva,amanhã vermelha de vergonha...rss...brincadeiras á parte,um texto excelente que nos faz pensar na cor do Brasil! bjs,

    ResponderEliminar
  16. Acho que morena, sei lá ,já parei pra pensar e desisti.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Fico sempre deliciada com o que escreve! Maduro, crítico e fundamentado.

    A aparência e o excesso de cuidado...formas vagas de máscara e de racismo.
    A cor da pele...há quem passe a vida a tentar alterá-la.
    Beijo

    ResponderEliminar
  18. Luminha, o ser humano é tão fútil que até a cor de Cristo questionam. Qual a diferença terá para a história bíblica ou para os cristãos, a cor que ele tinha na pele? O legado que o homem deixa na terra é muito mais importante. A pele os bichos irão comer. Besitos miles!

    ResponderEliminar
  19. Oi Luma!
    Que pergunta.Hein?
    Nos documentos nunca me perguntaram, puseram a cor que viram.kkk
    Eu sou uma mistura da raça negra/branca/indígena (saí meio encardida pra menos.kkk), mas me considero da raça negra de pele mais clara. Gostou???
    Beijinhos
    Lua Singular

    Vou recolocar minha foto embaixo e você dê sua opinião.kkk

    ResponderEliminar
  20. Acho que é meio amarelada, meio branca, meio marrom clara...depende da cor do sol que tomei...kkkk
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  21. sou índio e negro embora manifeste meu desejo da pele ariana herere...ela é branca e brasileira mas vem da suméria e babilônia...

    ResponderEliminar
  22. Luma,

    Eu sou uma Fada ora transparente, ora cor de leite, mas cheia de estrelinhas.... elas nasceram após umas tomadas de sol lá no meu 270º ano de vida.

    Beijos

    ResponderEliminar
  23. Sou branca, e qdo criança na escola recebi muitos apelidos que me deixavam constrangida.... como banana pintada, branquela azeda, macaca esfolada, por causa das minhas muitas sardas, .... sofri tanto que uma vez coloquei no rosto candida(alvex) pois imaginava que assim minhas sardas sumiriam , via minha mãe branquear as roupas com esse produto e achava que funcionaria na minha pele...pura loucura, parei no hospital tinha 9 anos de idade....
    minha mãe italiana , meu pai alemão....todos brancos de
    pele ruim! bjsss

    ResponderEliminar
  24. O caminho está a tua espera, pé na estrada,
    coloque um sonho na alma,
    fé no coração e esperança na mochila,
    a vida se enche de novidades
    para os que se aventuram na
    viagem que conduz a verdadeira liberdade.
    Eu estou aqui para deixar um carinhoso
    abraço um carinho para seu coração ,
    e mil beijos na alma.
    Um Feliz Dia Do Trabalho.
    Evanir.
    Amiga preciso muito de falar!!

    ResponderEliminar
  25. Um texto excelente, sabe você me faz pensar nas diferentes cores do nosso Brasil amado, sabe é esta diferença que o faz tão belo, tão desigual e tão igual, pois sua desigualdade é uniforme, amei estar aqui, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  26. Bom dia Luma!
    Sou morena e ponto, pois não sou morena clara nem escura!
    Talvez posso definir-me cor de cappuccino - hehehe, pois sou a mistura da cor branca leite da minha mãe com a cor marrom café no meu pai!!!
    Te desejo um ótimo feriado.
    Bjim
    Léia

    ResponderEliminar
  27. Luma, quantos amores se desfizeram, quantas amizades se despedaçaram, quantos empregos foram perdidos, quantas oportunidades foram negadas, etc, por conta de discriminação.
    Até quando, eu me pergunto, o ser humano será tão superficial?
    Beijo, menina

    ResponderEliminar
  28. Querida Luma
    A dicriminação muito me entristece mas
    Infelizmente ela existe
    Adorei a postagem, viu?
    Um beijão para tí
    Com carinho de
    Verena e Bichinhos

    ResponderEliminar
  29. Luminha,
    Eu sou assim branca e quqando pego sou
    primeiro vico vermelha e só depois de um tempo um bronzeado.
    Seu texto faz a gente refletir...Desejo um belo final de feriado
    com luz e paz no coração. Qual seria a nossa cor por dentro??
    Beijos minha lindona.

    ResponderEliminar
  30. Boa tarde,
    independente da cor da pele, a minha raça é humana, motivo porque sou igualíssimo ás pessoas com cor de pele diferente da minha, no Brasil, na China ou seja lá onde for, só existe uma raça humana.
    Dia feliz
    ag
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  31. O Brasil é uma mistura de raças que dificilmente as pessoas sabem dizer que raça elas pertencem. O próprio Ronaldo que é mulato, disse que é branco.
    Já respondeu nossa pesquisa no blog ?
    Big Beijos

    ResponderEliminar
  32. Olá Luma, em primeiro lugar agradeço muito o seu comentário lá no marzão da Nazaré!
    Para minha grande pena devido a minha pele ser muito branca (arruivada;)) não posso (não devo) expor-me como gostaria aos raios do sol na praia, mas adoro observar o mar...
    Portuguesa, mas com a pele do norte da Europa! Desconheço meus tetra-avós;))!
    O que importa mesmo é coração da gente, seja qual for a coloração da pele, né? Beijinhos e continuação de bom feriado. Ailime

    ResponderEliminar
  33. Eu sou gotas-de-chocolate ao leite (branca com muitas pintas rs...).
    Bjs... MP.

    ResponderEliminar
  34. Vixe... coisa difícil saber a cor da minha pele! No meu DNA só não tem asiático, do resto, entrou tudo! Sou brasileira, filha! Sou mestiça com muito orgulho! rs...rs...rs... Bjks Tetê

    ResponderEliminar
  35. Dizem que sou branca, mas brasileiro tem muita mistura.Belo texto amiga!
    O que importa é esta alma de poeta que possuímos e nos une a tantas amigas e amigos blogueiros.“Poeta é aquele que deixa janelas e portas abertas para o improvável, mistura beleza, pesca estrelas, corre com as nuvens, planta flores à beira do caminho, bordas versos, afasta sombras, correntes de ar e turbilhões de vento...e assim faz da vida beleza. Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  36. Oi Luma florzinha
    Sobre o que escreveu no meu blog é pura verdade, muitos pais negligenciam a educação religiosa de seus filhos infelizmente.
    Sobre minha cor: sou dourada, queria ser mais dourada pois, tem mais a cara do nosso Brasil, ter mais a cor de ouro como minha filha. Na verdade o importante é a cor da alma, essa sim é a única coisa que levamos desse mundo.
    Bjos Lumita

    Blog Pesquei na Net

    ResponderEliminar
  37. Ai Luma
    Tive que voltar pra te dizer que tenho um álbum em meu Pinterest que toda vez que abro lembro de ti, se chama LER. Se te interessar, aí vai o link...
    bjos
    http://www.pinterest.com/carmenferrer/ler/

    ResponderEliminar
  38. Amarela nos dias comuns, caramelo nos dias de sol :D

    E, não tenho nada de oriental no DNA, sei lá por que, acho que talvez o amarelado seja resultado do desbotamento do caramelo ... faz sentido?

    beijos e bom final de semana

    ResponderEliminar
  39. Sei lá, é nude ;)
    Beijinhos, bom dia!

    ResponderEliminar
  40. Sou branquela, das boas.Quando chego na praia chego a reluzir,rs Depois "coro"... Um lindo fds! Tinha passado aqui logo no início doa publicação e vi que o comentário não entrou! Cada uma,né? bjs,chica

    ResponderEliminar
  41. a pele tem a cor doce-de-leite, de leite condensado cozido :D... é a tonalidade na qual me vejo. O mundo me vê com tonalidade de bandido se estou vestindo um agasalho, como hoje. Se colocar uma camisa polo que se assemelhe a qualquer estabelecimento, serei funcionário dele. Se estiver com roupas sociais, serei segurança. Mas ainda sou apenas eu mesmo... e não, não assumimos nossas cores porque somos intimamente xenófobos, só temos vergonha de admitir e prequiça de mudar este contexto.

    obrigado pelos parabéns! beijos :)

    ResponderEliminar
  42. Sempre com razão.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  43. Na Certidão de Nascimento consta branca, de pais amarelos.
    Depois já fui branca de neve (criança), branca vestibular (adolescente), branca escritório (qdo trabalhava fora), e agora oscilo entre branca desbotada (qdo fico sem praia) e branca bronze (ou cor de camarão, na praia). kkkkkkk!
    Bjns
    :)

    ResponderEliminar
  44. Branquela demais afffff ardo com qqr sol, se sabe que quando era criança chorava por não ser negra? Sempre achei linda as minhas amigas de cabelos enrolado, meu sonho era ser rainha de bateria da Portela kkkkkkkk, acha ainda exigi a escola.
    Abomino racismo, nunca consegui enxergar essa diferença de cor isso é um absurdo.

    ResponderEliminar
  45. Branca, e não tem como negar, mas confesso que morria de inveja da minha prima morena, que era "amaisdiferentedafamília", hoje já me aceito assim... Vou à praia e volto...branca... mas tudo bem! Quem sabe na próxima, né?

    ResponderEliminar
  46. Pena que ainda tenha muita gente que não tem ALMA, é o que se dizia antigamente dos negros escravizados que vinham para essas paradas, claro que ninguém pede para nascer com a cor da pele diferente, alguns até se dizem que tem o sangue azul, mas, isso é um ledo engano. Já pensou se os seres viessem ao mundo com as cores primárias na pele, seriamos bracos, amarelos, azuis, vermelhos e pretos. E como justificar isso perante aos (burros e imbecis que tenham o preconceito a flor da pele).
    Uma das boas reflexões que li ultimamente. Parabéns.
    Abraço

    ResponderEliminar
  47. Infelizmente o racismo existe, não importa a cor mas o que cada um tem...
    Beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  48. Sou negra e muito linda por sinal, kkkkkk.....
    beijos Luma, amei sua postagem

    ResponderEliminar
  49. Li, esse texto outro dia, agora que deu p/ pará um pouquinho rsrsrs, na minha terra, diria que sou uma maniçoba kkkkk. Sou cabocla, índia misturada com negro, branco, enfim, sou morena parda, será que está classificação existe no IBGE?
    Luma Luz, uma noite relax p/ vc!
    Bjãooooooooo

    ResponderEliminar
  50. Oi querida, como já comentei sobre minha cor, vamos aos amigos e só tenho uma coisa a lhe dizer:
    Sua mãe é uma sábia...
    Aprendi que meus amigos são minha família, temos colegas bons ou maus intencionados que a mim não me pegam.kkk
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  51. A cor da pele...Infelizmente ainda factor de muita discriminação, a par doutros aspetos...
    Sou branca, ganho algum bronzeado se fizer praia. Contudo, cada vez me preocupo menos. Tenho é de apanhar sol por recomendação médica, por isso é que gostava de viver mais perto do mar. Mas isto são pormenores. O que valorizo neste seu texto, é o sentido metafórico da pele: o contato afetivo...
    Bjo, Luma :)

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor