Hoje, vem a calhar...

A águia e a Galinha
Daum

Esta é uma história que vem de um pequeno país da África Ocidental, Gana, narrada por um educador popular, James Aggrey.

"Era uma vez um camponês que foi à floresta vizinha apanhar um pássaro, a fim de mantê-lo cativo em casa. Conseguiu pegar um filhote de águia.

Colocou-o no galinheiro junto às galinhas. Cresceu como uma galinha.

Depois de cinco anos, esse homem recebeu em sua casa a visita de um naturalista.

Enquanto passeavam pelo jardim, disse o naturalista:

- Esse pássaro aí não é uma galinha. É uma águia.

- De fato, disse o homem.- É uma águia. Mas eu a criei como galinha. Ela não é mais águia. É uma galinha como as outras.

- Não, retrucou o naturalista.- Ela é e será sempre uma águia. Este coração a fará um dia voar às alturas.

- Não, insistiu o camponês. Ela virou galinha e jamais voará como águia.

Então decidiram fazer uma prova. O naturalista tomou a águia, ergueu-a bem alto e, desafiando-a, disse:

- Já que você de fato é uma águia, já que você pertence ao céu e não à terra, então abra suas asas e voe!

A águia ficou sentada sobre o braço estendido do naturalista. Olhava distraidamente ao redor. Viu as galinhas lá embaixo, ciscando grãos. E pulou para junto delas.

O camponês comentou:

- Eu lhe disse, ela virou uma simples galinha!

- Não, tornou a insistir o naturalista. – Ela é uma águia. E uma águia sempre será uma águia. Vamos experimentar novamente amanhã.

No dia seguinte, o naturalista subiu com a águia no teto da casa.

Sussurrou-lhe:

- Águia, já que você é uma águia, abra suas asas e voe!

Mas, quando a águia viu lá embaixo as galinhas ciscando o chão, pulou e foi parar junto delas.

O camponês sorriu e voltou a carga:

- Eu havia lhe dito, ela virou galinha!

- Não, respondeu firmemente o naturalista. – Ela é águia e possui sempre um coração de águia. Vamos experimentar ainda uma última vez. Amanhã a farei voar.

No dia seguinte, o naturalista e o camponês levantaram bem cedo. Pegaram a águia, levaram-na para o alto de uma montanha. O sol estava nascendo e
dourava os picos das montanhas.

O naturalista ergueu a águia para o alto e ordenou-lhe:

- Águia, já que você é uma águia, já que você pertence ao céu e não à terra, abra suas asas e voe!

A águia olhou ao redor. Tremia, como se experimentasse nova vida. Mas não voou. Então, o naturalista segurou-a firmemente, bem na direção do sol, de sorte que seus olhos pudessem se encher de claridade e ganhar as dimensões do vasto horizonte.

Foi quando ela abriu suas potentes asas.

Ergueu-se, soberana, sobre si mesma. E começou a voar, a voar para o alto e voar cada vez mais para o alto.

Voou. E nunca mais retornou."

Existem pessoas que nos fazem pensar como galinhas. E ainda até pensamos que somos efetivamente galinhas. Porém é preciso ser águia. Abrir as asas e voar. Voar como as águias. E jamais se contentar com os grãos que jogam aos pés para ciscar.”

Do livro: A águia e a galinha, a metáfora da condição humana por Leonardo Boff, teólogo, escritor e professor de ética da UERJ.

80 comentários :

  1. Luma,

    E como têm pessoas que querem nos fazer acreditar que somos galinhas a vida inteira. O fato, é que quando conseguimos enxergar com olhos de águia, vemos um mundo diferente, e voamos o mais alto possível.
    Voltar a ser galinha, nunca mais. Ainda bem que alguém me ergueu lá em cima e me mostrou o quanto alto eu posso voar.

    Linda história.

    Tenha um lindo final de semana. Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas são mimadas e querem que façamos seus caprichos, para isso usam de manipulação psicológica. Veja a enormidade de casos de assédio moral que encontramos no nosso dia a dia - pessoas contrariadas fazendo aquilo que não querem. A escolha é nossa e podemos ser aquilo que a nossa força de vontade permitir - Não podemos agredir a nossa essência! Lindo fim de semana para você também!! Beijus,

      Eliminar
  2. Eu já estava ficando brava com o naturalista...achei que a águia ia voar de volta ao galinheiro.kkkk

    acho que preciso rever meus conceitos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todo chato consegue o que quer. Ou não!! (rs*)
      Quem é especialista não se intimida! Ele foi fundo como assim deveria ser na sua condição de naturalista! Beijus,

      Eliminar
  3. Que maravilha,Luma!! Temos que ACREDITAR em nós, no nosso potencial...Não no que outros querem pra nós...beijos,chica e lindo fds!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo, Chica!! Ninguém é gato ou sapato de ninguém! (rs*) Beijus,

      Eliminar
  4. A semana passada na aula de Ética o professor falava justamente isso! Muito bom ler este texto. Bom saber que vc seguia o Leo Babauta. Tô encantada com a forma que ele aborda a simplicidade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos que seguir os mestres!! Ele é tudo de bom e mais um pouco!! A ética aprendemos na vida, um modo de ser que não ofenda o jeito de ser das outras pessoas. Como disse Carlos Drummond "Tudo tem limite. exceto. o amor de Brigitte". Beijus,

      Eliminar
  5. As pessoas as vezes esquecem de acreditar que podem ser surpreendidas... até por si mesmas!

    ótimo final de semana =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Touchè!!
      Ótimo fim de semana para você também!!
      Beijus,

      Eliminar
  6. Oi Luma! Esse é uma parábola da vida moderna. Muitos pais fazem isso com seus filhos simplesmente para tê-los sempre sob seu "olhar carinhoso e protetor"! Você também mora aqui em Araruama? Acabo de atualizar o EcoBlog. Obrigada pela visita! Beijocas ecológicas e bom final de semana! Tetê

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para terem tudo sob controle podam os filhos, colocam regras demais... deteriorando até mesmo a convivência.
      Cabo Frio!! Daqui a pouco vou lá!! Beijus,

      Eliminar
  7. oi amada!=)
    um delicioso final de semana pra ti!!!
    bjão

    ResponderEliminar
  8. O Boff é um espetáculo, creio que esse texto sempre vem a calhar, mas parece que quanto mais vemos mais desaprendemos.
    Quanto as unhas, muitas vezes a ansiedade está ligada a ânsia de fazer acontecer, de criar expectativas e aguardar os resultados, então pode ser essa a condição dele, creio que terapia é sempre bem vinda.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nosso coração muitas vezes é iludido, fazer o que com esse pobre coração vermelho e macio? (rs*)
      Obrigada pelo conselho, amiga! Vou repassar!!
      Beijus,

      Eliminar
  9. Há pessoas prontas a fazer a gente pensar como galinha se preocupando nos rasteiramente com um possível grão de alimento, quando podemos dar vôos soberanos e altaneiros como águias que voam acima das nuvens , nuvens que nos representam nossos diante das problemas. Façamos como a águia voemos acima das nuvens. Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subestimam a inteligencia do outro e isso é tão comum!! Antes de bancarem os espertos deveriam respeitar o ser humano. Esse é o princípio de se viver bem em sociedade, né?
      Beijus,

      Eliminar
  10. Oi Luma!!!

    Adoro este livro.
    E, se vc me permite, completo seu post com outro trecho do referido livro:

    "A GALINHA expressa a situação humana no seu cotidiano, no círculo da vida privada, nos afazeres domésticos, nos hábitos e tradições culturais, na dimensão inevitável de limitações e de sombras que marcam a vida, numa palavra, em sua iman~encia. A ÁGUIA representa a mesma vida humana em sua criatividade, em sua capacidade de romper barreiras, em seus sonhos, em sua luz, resumindo, em sua transcendência. AMBAS se complementam. Traduzem o dinamismo humano, enraizado por uma parte e sempre aberto por outra."

    E pode ficar à vontade para me fazer companhia - rsrsrsrsrs.
    Adorei sua visita.

    Bjs... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehehe Bel! Aqui também chovei e fez frio o dia todo!! Uma manta quentinha é bem-vinda, um chazinho... um chocolate... está chegando a temporada de engorda!
      Bel, esse trecho do livro é de uma outra crônica e acho interessante a compreensão de que não existe na natureza animal superior ao outro. O gavião não é superior a galinha, mas este estava enclausurado fora de seu habitat. O interessante foi que não trocaram os passageiros, mas também, não existe fazendeiro burro que queira fazer uma galinha voar!! Interna!! (rs*)
      Bom fim de semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  11. Nossa Luma,eu adorei essa história!E tem muita gente assim,infelizmente!bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
  12. E a velha mania de nos deixar guiar por tudo que chéga até nos. Por isso me incomoda tanto quando as pessoas colocam a responsabilidade dos próprios passos nos outros. E preciso ser águia sim, mas e preciso também não se deixar ser galinha, rs

    Bacio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em alguns casos é bastante cômodo, daí no futuro quem sabe culpar o outro pela infelicidade. Fácil, né?
      Os dois animais possuem importância. Ser galinha não é menos do que ser águia. O que o texto diz é justamente sobre um ser que vive fora do seu habitat. Ele até vive, mas não será feliz!
      Beijus,

      Eliminar
  13. Oi Luma!
    Que bela fábula! Não podemos nos contentar em viver limitadamente, devemos ousar e alçar vôos em busca do que nos completa.
    Beijinhos e um lindo domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, nem menos, se assim for. Contanto que não façamos algo contrário a nossa essência. Lindo Domingo para você também!! Beijus,

      Eliminar
  14. Boa noite....Amei te ler e o William tbm iria gostar, vou manda=lo aqui. Mas quanto ao post., fui galinha por muitos anos, me sentia uma galinha e não me reconhecia como águia, demorou até que encontrasse com um naturalista, que me abriu os olhos e deixei de ser galinha, para ame tornar aguia. Estou batendo as asas ainda, mas ja dou alguns voos rasteiros...Adoro!! MAs continuo com a minha personalidade forte sem mudar a minha essencia...que sempre foi de aguia e nunca de galinha!! Abraços Amei!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Anjinho!! Estou na torcida por você e manda o William aqui sim!! :=)) Vou adorar! Beijus,

      Eliminar
  15. Bela lição.

    Luma, tem gente que adora se sobrepor aos outros, humilhar, se fazer de superior. Alguns aceitam, a estima está tão baixa que são incapazes de se darem o devido valor. Só que os mais fortes podem, e farão quando chegar o dia, voar. E, normalmente, quando abrem as asas é para nunca mais voltar.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que assim for o desejo, que seja!
      Sissym, nada é para sempre! Um dia a casa caí! Se acreditarmos na indefinição do que é a vida, não podemos nos certificar de uma condição. O ser humano é mutante por natureza e haverá um dia que aquele que se diz forte, envelhecerá!
      A velhice enfraquece qualquer um que se diz forte!
      Beijus,

      Eliminar
  16. Luma, se fosse possível, a combinação ideal seria a solidez e "pé no chão" da galinha para a vida cotidiana e o voo da águia para não esquecermos a nossa condição humana de ousadia e liberdade.
    Paulo Bettanin

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda temos o insólito para nos confrontar...
      Beijus de ousadia e liberdade!!

      Eliminar
  17. Que maravilha de conto...e felizes do que conseguem ser "àguias" e digo-te sinceramente enquanto eu viver serei sempre, mas sempre águia e tudo farei para quem me rodeia o seja também.

    A D O R E I!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também almejo isso, mas sabe que toda águia tem seus dias de galinha... rs. Beijus,

      Eliminar
  18. Luma querida bom dia, pois não é que a dona daquele blog tem vários e vários posts meus? E de um monte de gente que conheço, e vc notou que na lateral do lado direito do blog dela, quase no final da página ela explica que nada é dela, que ela de fato copia por que ela gosta do que ela lê, mas se o dono do post "quiser" pode avisá-la que ela dará os devidos créditos. Fácil né, nós temos o trabalho e ela sómente copia. Mas vou mandar um email a ela. Deixa comigo, e assim como o meu tem muitas imagens e posts que reconheci lá não sendo dela. Obrigada por ter me avisado Luma. E note, que todos os meus posts de domingo ela ja levou prá lá. Não são meus, são mensagens que não são da minha autoria, mas eu coloco o nome do autor. Que coisa feia né. Obrigada bjos um excelente domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredito!! Fico revoltada!! A minha vontade é ir lá e dar um pito! Antes de copiar, tem que pedir autorização. Tá achando que a blogosfera é a casa da mãe Joana?

      Eliminar
  19. É... Luma... É preciso abrir os olhos, a mente e ver o firmamento e tudo o que nos cerca. Muitas vezes, o comodismo nos ata. Bela lição, enquanto lia, logo pensei que a águia fosse devorar todas as galinhas... Um beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que vai além do comodismo! Algumas pessoas sabem identificar o ponto fraco e, cabe a nós, pegarmos o nosso ponto fraco e transformar em obstáculo para os opressores.
      O natural seria a águia assim se comportar, mas como pode perceber pelo texto, ela não era tratada como carnívora e era alimentada como galinha. Beijus,

      Eliminar
  20. Ai que lindo esse post. Vejo que a maioria do mundo quer que você seja e aja como uma galinha, poucos são aqueles que estimulam para que voemos como águias. Bela lição.
    Big beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo, Lulu!! Todos querem o controle da situação!! Big Beijus,

      Eliminar
  21. Simplesmente lindo, Luma. E também sábio. Você sempre nos brinda com textos que levam à reflexão e, às vezes, proporcionam pequenas e surpreendentes descobertas de natureza íntima(pelo menos comigo já aconteceu). Este texto, por exemplo, é um estímulo para que sejamos fieis às nossas origens - um lembrete sempre oportuno, haja vista a observação certeira do filósofo Ortega y Gasset: "um tigre não pode destigrar-se, mas um ser humano pode desumanizar-se". Assim, não sejamos águias nem galinhas; apenas humanos, demasiadamente humanos.
    Beijo e bom domingão pra você (soube que o inverno chegou por aí, baixando a temperatura para congelantes 20 graus. Aqui estamos curtindo um veranico de junho, alguma coisa entre 10 e e cinco graus, a sensação térmica chegando até zero grau). Brrr para nós dois.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jens, sempre espero acrescentar algo e, porque não querer arrancar uma confissão?
      Pois o ser humano anda agarrado em ideias de proteção, com medo de se relacionar e se abrir um pouco mais. Parece que a todo momento terá alguém a espreitar e apontar-lhe defeitos ou algo mais comprometedor. Eu prefiro viver pois não tenho nada a esconder!
      Nem me fale em frio!! Eu que vim atrás de um calorzinho estou com as juntas paralisadas de tanto sentir o sudoeste bater (rs*)

      Eliminar
  22. PS: você está respondendo a todos os comentários? Ando meio perdido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por enquanto, sim!! Principamente na calada da noite...

      Eliminar
  23. Querida Luma, mas que história fantástica!!!

    Muitos abraços meus
    Jorge Vicente

    ResponderEliminar
  24. Lindo, lindo mesmo!!

    Além de tudo o que já foi dito, é possível ser feliz sendo galinha, mas sem impedir que os que desejam voar sejam águias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, amiga!! Acho que tem horas que trocamos os personagens, assim como tudo na vida não é definitivo!

      Eliminar
  25. O mais grave de tudo é interiorizarmos a condição de galináceos!!!

    Bons e largos voos te desejo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Interiorizarmos e deixar quietinho lá dentro, não é?

      Eliminar
  26. Luma, conheci essa história numa Experiência de Oração da RCC e a pessoa que palestrava sobre esse tema foi nos conduzindo a uma reflexão muito propícia e nos acordando nessa reflexão fantástica de nos amarmos em primeiro para conseguirmos amar o próximo, pois quem não se ama é como a águia que não sabia que era uma águia poderosa! Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que delícia saber disso!! Sempre achei que essa história deveria servir para algo do tipo e por isso mesmo trouxe para o blogue. Na hora pensei, bem podia usar de um forum para discutirmos tal texto, mas daí penso que nem todo mundo está acostumado com forum e, se não frequentado, é monótono!
      A conclusão que chegaram é a mesma que deviam ter todos aqueles que procuram por estudos biblicos ou mesmo por auto conhecimento através da psicologia. Ao meu ver, o mesmo propósito! A religião cumpre ao que veio quando ajuda na construção do ser humano e faz dele um ser apto a contribuir socialmente.
      Adorei!! Beijus,

      Eliminar
  27. Adorei o texto!

    Ótima semana pra ti.

    Bjss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ótima semana para você também, Carol!!

      Eliminar
  28. maravilhoso! precisamos nos conscientizar que somos águias, mesmo quando repetem e repetem que somos galinhas.
    gostei!
    boa semana pra vc, Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Independente de sermos galinhas ou águias, devemos antes de tudo respeitar nossa essencia! Ser galinha não é menos, ser águia não é mais! Sejamos nós! Beijus,

      Eliminar
  29. Abrir-se ao novo, ao belo! Estar sempre prontos para novos desafios! Lindo e excelente tema para reflexão!Hoje estou reiniciando minha aventura no universo da blogosfera! A aventura do carinho, da amizade entre blogs e corações blogueiros! Blogs que vivem com alma, escrevem com o coração e para os quais o carinho e a preocupação dos amigos traz um bem e um conforto incomparáveis! Alimenta o coração e fortalece o espírito! Seja muito bem-vinda sempre! Amigos como você são um estímulo e uma inspiração! E é para quem posto e escrevo! Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo habitem nossos corações sempre! Abraço fraterno, saudoso e carinhoso!
    Um início de semana iluminado!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo convite, Elaine!!
      Estamos por aqui!! Pode se espalhar!!
      Boa semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  30. Galinha, só na panela!
    O que eu gosto é de voar!
    Belo texto.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tadinha das galinhas!!
      Beijus,

      Eliminar
  31. Olá:)

    Ainda bem que o naturalista foi insistente senão a águia morreria com uma galinha.
    Por vezes precisamos de um empurrão para a vida:)

    Boa semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A importância de ter alguém que nos abra os olhos... boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  32. E não é que é mesmo assim? Eu desconhecia esta história, mas gostei muito dela.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito legal, não é mesmo? Às vezes fico com receio de trazer texto de outras pessoas e ser monótono para quem já tenha lido. Gosto do ineditismo, por isso publico mais os meus textos. Mas parece que esse texto pouca gente conhecia... ou apenas uma pessoa :) Beijus,

      Eliminar
  33. Já conhecia essa história. E o que mais tem por aí, é gente querendo fazer da gente galinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Galinha também é um animal com suas qualidades... :)

      Eliminar
  34. Olá,Luma!!!

    Post maravilhoso!!!!Li faz pouco este livro do Leonardo Boff e me fez refletir muito!!!
    Quanto tempo perdemos, por medo de tentar!
    Beijos!!!Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adoro, Leonardo Boff!! Ele é um homem livre!! Beijus,

      Eliminar
  35. Luma, amei a história, se fosse minha eu faria a águia voar, sentir-se livre, poderosa, mas voltaria com ela para o galinheiro. É como vc disse, ser galinha pode ser bom tb, depende do que queremos para nós. Nem todo mundo pode ser águia, por mais que queira, ou vice-versa quando a ser galinha. Para muitos, voos altos são meios de fobia. Cada um na sua, sejamos galinhas ou águias. Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lúcia, você captou perfeitamente o texto!! Não é ruim ser galinha. Uma águia não pode ir contra a sua natureza, assim como a galinha também não. Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  36. Adoro metáforas, Luma! E esta é maravilhosa.
    São histórias que nos dão lições de vida que de outra forma seriam menos percetíveis. Não teria sido por acaso que Jesus as usava tanto.
    E devemos olhar para o nosso interior e perguntarmo-nos o que sentimos ser.Ser águia incomoda... porque nem todos aproveitam as asas que têm para atingir maiores alturas e os que ousam... causa inveja.Outros porque voar alto é arriscado. Outro ainda porque é preciso sair do conforto da capoeira...Outros vêm longínquos horizontes onde querem experimentar todas as potencialidades. A esses, dar a oportunidade de deixar de viver com e como galinhas!
    Mas...também gosto das galinhas fôfas com os pintaínhos! Tão lindo! Mas É galinha! Pronto.

    Um post assim, só teu!
    Ah! e sorri com penas de águia( não com asas. Não as tenho!) ao ler as tuas palavras. Ès uma querida!
    Terno abraço, Águia-Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manu, se tivesse que escolher, também gostava de ser águia e alçar um belo voo. Perto da águia, a galinha parece bem insosa, mas também tem o seu valor!! Uma boa galinha, dá um bom caldo! (rs*)
      Obrigada pelo carinho!! Beijus,

      Eliminar
  37. Fantástico, Luma! Muito, muito, muito bom! Obrigado, boa semana.

    ResponderEliminar
  38. Oi querida,
    Tudo bom? Estou aqui na terra iluminada pela eletricidade, claro.
    E nao consigo entrar no meu fb, esqueci a senha, hehehehe. So eu mesma para variar. Passei uns dias muito emocionantes na clinica. Quero saber o que voce quer de presente aqui do local. Tanta coisa bonita. Pode pedir. Não prefeita. Voce manda. Me diga o que deseja.
    Beijão e saudades.
    Cam

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabia que já tinha ido. Falou que estava arrumando as malas mas não disse quando iria viajar. Também estou viajando... Ah, não se preocupa com presentes! Relaxa... saudades de você também!! Beijus,

      Eliminar
  39. Adoooorooo essa matafora, adorei o post. E sinceramente, veio completamentes a calhar para mim. Bjao

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que a maioria vestiu a "carapuça". Sinal de que ou estamos ou passamos por situação opressora. Beijus de luz para você. Cuide-se!! + Beijus,

      Eliminar
  40. Olá, Luma!
    Bela história!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ótimo que tenha gostado!!
      Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor