10-22-38 Astoria

10-22-38 Astoria

imagem

"10-22-38 Astoria." Escrito assim, não significa muito, apenas uma data e o nome de um bairro de Nova York. Mas quando essa inscrição saiu em uma folha de papel, após um complicado processo de reprodução, estava inventada a fotocopiadora, uma revolução para quem perdia horas a fio diante de uma máquina de escrever com papel carbono, um trabalho tedioso e doloroso.

Para o inventor, o ex-escrevente de patentes Chester Carlson, o caso era pessoal. Ex-funcionário da P. R. Mallory and Company (atualmente Duracell), uma empresa de produtos eletrônicos de Nova York, nunca conseguiu dar conta do número de cópias de patentes necessário para atender a demanda. Formado em física e química, achou que poderia dar um jeito naquilo.

Deu mesmo, Carlson usou uma placa de zinco coberta de enxofre e esfregada com algodão - para ficar carregada de eletricidade - como suporte, sensibilizando-a com luz forte. A inscrição a ser copiada estava impressa em vidro. Depois de respingar um pó preto na placa, foi só aplicar uma folha de papel encerado sobre ela e estava pronta a cópia. Mas a máquina, inventada na oficina improvisada na saleta de um edifício no bairro de Astória, no dia 22 de Outubro de 1938, ainda iria amargar um bom tempo de ostracismo.

Os Estados Unidos saíam da recessão e o mundo entrava em guerra. Por anos, a patente de Carlson ficou arquivada, desnecessária num período em que a prioridade eram as invenções com objetivos destrutivos ou defensivos. A vida só começou a mudar para o inventor em 1946, quando assinou um contrato com o Battelle Memorial Institute, uma organização sem fins lucrativos, a fim de tornar a nova máquina comercializável. O instituto passou a ser sócio do invento, com uma fatia de 75% comprada por US$3.000.

Um ano depois, a Haloid, uma pequena empresa de material fotográfico, entrou no circuito para desenvolver as copiadoras, já então denominadas xerográficas - do vocabulário grego xeros, seco - As primeiras máquinas ainda eram lentas, sujas e complicadas. Apesar disso, mal começaram a ser vendidas, em 1949, fizeram algum sucesso.

A Haloid, que mais tarde mudaria o nome para Xerox Corporation, investiu alguns milhares de dólares, sempre tendo Carlson à frente das pesquisas, e lançou em 1959 a Xerox 914, uma máquina de fácil manipulação. Em uma das peças publicitárias de seu lançamento, uma menina acaba de tirar uma cópia e não consegue identificar o original.

Em três anos, o lucro anual da Xerox passou de US$2 milhões para US$22,6 milhões. A partir daí, muitas inovações ainda seriam feitas. Arrimo de família - a mãe morrera e o pai, cardíaco, não podia trabalhar - o franzino e míope Carlson acabara fazendo uma das grandes descobertas do século. Morreu milionário, em 1968, aos 62 anos.

O Homem que odiava carbono, tentou vender sua invenção e foi rejeitado por mais de 20 empresas, incluindo IBM e General Electric - Nenhuma das quais acreditava que havia um mercado significativo para copiadoras.

Você imagina como seria o mundo sem as cópias e suas impressoras intolerantes aos seus tonéis de alimentação?

69 comentários :

  1. Uauuu vivendo e aprendendo
    Luma querida, vc também é cultura sabia ???

    Adorei
    Bjs
    Debby :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahahaha tomara!
      A curiosidade nos move e o querer aprender nos tira do tédio!
      Beijus,

      Eliminar
  2. É sempre assim, uns inventam, outros melhoram ou copiam ;P
    Xerox rules!

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faz Caber » Plagio, copia, inspiracao – Uma proposta de debate...

      Eliminar
  3. Que legal! não sabia da história da Xerox.

    Lu, estou tão em falta com voce. Em dezembro minha vida foi ao caos. Trabalhei muito e não parava. O blog também teve um aumento de visitas e comentários que eu acabei não dando conta mesmo. Muita gente que me é tão querida me enviava emails reclamando. Voce ficou quietinha, talvez pq me entendesse (espero!). E dia 17 entrei de f´rias e fui descansar. Só voltei dia 06 de fevereiro. Mas voltei com o óculos quebrado e mais alguns probleminhas que a vida sempre traz. Enfim, só voltei a semana passada. E ainda voltei aos pedaços. Só ontem voltei mesmo pra valer. Espero que me entenda, Luma. Gosto muito de voce, do seu blog, de seus posts. Voce me é muito muito muito mesmo querida!

    E o ano só está começando agora pra mim. E vim logo te ver.
    Te peço desculpas sinceras.
    Um beijo enorme no seu coração! muitas saudades de voce e daqui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janeiro e Dezembro são meses tumultuados para todos, imagina para a blogosfera? Na verdade, tudo começa a acalmar após o carnaval.
      Fico quieta porque também não gosto de pressão. Compreendo que teve motivos para ficar afastada. Dedinhos aquecidos e cabeça fervilhando? :=))

      Eliminar
  4. *

    “...tentou vender sua invenção e foi rejeitado por mais de 20 empresas...”

    O que nos faz refletir nessa história, é que se você tem um objetivo a ser alcançado, não permita que ninguém o desanime. Continue! Devemos acreditar e perseverar sempre.

    Em tempo, quero participar da Blogagem Coletiva: Amor aos Pedaços. Ando meio ocupada, mas vou tentar colocar um pedacinho. ;)

    Boa noite!

    *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As dificuldades devem ser encaradas como desafio e este como estímulo!
      Adicionei seu link à lista de participantes da Blogagem Coletiva, agora libera o seu sistema de comentários ;)

      Eliminar
    2. ;)

      Tá ficando mocinha, respondendo a quase todos os comentários. Bendito link "responder" =;b

      Feliz Dia Internacional da Mulher!

      Eliminar
    3. Obrigada, Susy!

      Eliminar
  5. Não consigo imaginar a minha vida na faculdade (as duas que fiz) sem essa engenhosa invenção.

    A toda hora tinha que tirar cópia de tudo... cadernos, apostilas, revistas, livros... Só não dava para "copiar" os exames e testes porque a fiscalização era brutal.

    Por falar em cópia, adorei essa setinha no canto inferior esquerdo, tipo marca d'água, que leva o leitor para o topo da sua página. Acho que vou correndo fazer uma xerox no meu blog :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já clicou na setinha? Ela é bem rápida... pode levar!!
      Eu amargo com cópias até hoje :) Algumas empresas além da digitalização querem cópias.

      Eliminar
  6. Luma amore,
    Nossa não imagino sem cópia.
    O blog ta show.
    beijos

    ResponderEliminar
  7. Também adorei conhecer essa história Luma...
    Vivendo e aprendendo.
    Minha avó me ensinou que todos os dias deveríamos aprender algo novo...então!!! Missão cumprida hoje!!!
    beijo grande
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sua curiosidade vem de longe, então!!
      Avós são mães ao quadrado!

      Eliminar
  8. Querida Luma; uma história interessante. Muitas coisas que hoje fazem sucesso, já foram um dia, renegadas. Acho temos medo do novo.
    Belo post!
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Novo? Já imaginou tirar cópias sem gravidade? (rs*)

      Eliminar
  9. Mais uma que aprendo com você, Luma!
    Muito interessante a história das copiadoras, que hoje fazem parte do nosso cotidiano, e a gente nem se dá conta que alguém tenha trabalhado com tanta determinação para nos proporcionar tal conforto.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguém no passado persistiu em uma ideia que hoje usufruímos. Veja que depois de uma descoberta, sempre acontecem outras. No site da Xerox, tem uma página dedicada à Chester Carlson, muito bacana!!

      Eliminar
  10. Puxa que lindo e instrutivo post.Beijos e parabéns pelo dia!chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma história de vida...
      Obrigada, para você também!

      Eliminar
  11. Texto muito interessante! Desconheci esses fatos. Bom ler aqui, porque não sei o que seria do mundo sem as cópias.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estaríamos com as pontas dos dedos sujas e também odiando o carbono. Quem sabe pensando: Por que ainda não inventaram algo mais prático para copiar?

      Eliminar
  12. BOM DIA AMIGA E PARABENS, LÍ A SUA CRÕNICA, QUE É CULTURA TAMBÉM, MUITO BOA,ABRAÇOS CELINA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Taí uma boa sugestão de postagem. Afinal, o que é cultura?

      Eliminar
  13. Um feliz dia internacional da mulher pra ti minha amiga querida,,,beijos e beijos e parabéns pela sua alma feminina...

    ResponderEliminar
  14. Luma, já tinha dito a você no passado que seu blog é como uma enciclopédia. Um pouco de tudo encontramos aqui. Não sabia de nada disso. Por aqui o pessoal só fala assim: "Tira um xerox disso."

    Na época da Universidade, as cópias rolavam frouxo...

    Quanto ao seguidores, parei com a minha frescura. Coloquei lá. Aos poucos vou perdendo essa minha mania de contrariar tudo. :)

    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Xerox não endossa o uso da palavra xerox como sinônimo de fotocópia e assim como o uso do verbo xerocar. Alega que sua preocupação é que a palavra se torne uma trademark genérica, implicando em riscos aos direitos sobre a marca.
      No blogue tento compactar o assunto, o que nem sempre é possível. É muito interessante a história do desenvolvimento das marcas e seus produtos.
      Quem não precisa de leitores que não tenha um blogue público e os seguidores é uma excelente forma de ter a sua própria comunidade de blogues. A maioria dos blogueiros não sabem usufruir dos benefícios que a ferramenta oferece. Ela começa por mostrar ao blogueiro quem se importa com o que ele escreve e mesmo que alguns seguidores façam mal uso dela, os benefícios superam qualquer questão negativa.

      Eliminar
  15. Olá Luma, como vai?
    Trabalhei por 10 anos na Xerox-Itatiaia e já conhecia a estória.
    É realmente uma pena que hoje a Xerox não seja tão "poderosa". A reestruturação deu início em 2000 e de lá para cá vi muitos colegas serem demitidos. E isso ocorreu em todas as unidades da Xerox, não só no Brasil.
    A invasão chinesa foi avassaladora.
    A empresa está aí, mas já não é mais a mesma.
    Saudades...tenho muitas! Boas estórias, bons momentos e boas amizades.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Várias empresas padecem com a fusão de equipamentos resultado da corrida tecnológica. As máquinas de Xerox, gradualmente, vem sendo substituída pelas impressoras multifuniconais, que além de scanearem, tiram cópias e imprimem documentos. Em breve iremos assistir ao fim dos computadores e no futuro, toda a modernidade vigente vista como quinquilharia.

      Eliminar
  16. Puxa menina eu não sabia de nada disso não...que bacana vc compartilhar conosco!
    Fk feliz de ver seu coméntario lá no meu cantinho, obrigada pela atenção e carinho, já sou sua seguidora a um tempinho!
    Feliz dia internacional da mulher para você também minha querida!
    Bjus
    Marly

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Wow!! Isso que é surpresa!!
      Obrigada, Marly! Feliz dia para você também!

      Eliminar
  17. Estrela mulher

    Hei!
    Linda Estrela!

    Aquela que faz de simples dias
    Dias especiais.

    Que ilumina
    A profunda escuridão.

    Você é a razão da beleza
    Do encanto e da magia.

    Você é a presença da ternura
    Com jeito de atrevida
    Ou com rosto de Anjo.

    Você é uma estrela
    Aos olhos de Deus...

    Linda estrela
    Repleta de Sabedoria
    E compreensão.

    Você sabe seduzir
    Sabe conquistar...

    Sem seu brilho
    A beleza não existiria
    O encanto não seduziria.

    Seus olhos
    Hipnotizam a todos a sua volta.

    Seu sorriso é a arma
    Que acerta o alvo
    Chamado Corações,
    Que facilmente se torna dona deles.

    Porque és um estrela abençoada
    Estrela chamada
    Mulher.

    (Fabiana Thais Oliveira).

    Parabéns Luma!

    beijooo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelos votos e lindo poema!

      Eliminar
  18. O mundo é modificado pelos teimosos e copiado pelos demais... nenhuma grande marca o é a toa! Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sábio, Tony!
      Como disse Glen Beaman: A teimosia tem o seu lado útil. Você sempre sabe o que estará pensando amanhã.
      Beijus,

      Eliminar
  19. Fantástica essa criação do homem, mas mais fantástica ainda que tudo nesse mundo é a criação da mulher. Realmente Deus é feminino! Parabéns pelo curioso post, mas mais parabéns pela sua condição de MULHER! Viva nós! Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não entendi a afirmativa. O que posso afirmar, baseando nas leis divinas da criação: "O verbo se fez carne" é que toda a criação, tudo que existe nesse mundo foi criado pelo AMOR. E salve a Mulher como participante desse processo.
      Seja bem-vinda, Maria Luiza!!

      Eliminar
  20. Ainda sou do tempo de teclar os trabalhos da escola na máquina de escrever manual. E também usei muito papel carbono no inicio da profissão de contadora, pois era necessário preencher formulários em duplicado e não tinha fotocopiadora.
    Só tenho 40 anos, mas ainda assim...

    Seu texto me lembrou um fime brasileiro que assisti faz muito tempo: O homem que copiava.
    Beijo além-mar. Feliz dia da Mulher.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em casa tenho uma máquina de escrever que herdei da minha avó. Quando era criança brincava com ela e gosto do barulhinho que faz quando teclamos... sempre tenho que lubrificar com óleo "Singer".
      Lázaro Ramos está ótimo nesse filme e gostei das referências a Janela Indiscreta de Hitchock e Não Amarás de Kieslowski.

      Eliminar
  21. Gostei de saber um pouco dessa história.
    Feliz dia Internacional da Mulher.
    Big Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Lulu!! Feliz dia para você também!

      Eliminar
  22. Nosso dia é todo dia mas...
    Feliz dia!
    Beijos

    ResponderEliminar
  23. Que dicas maravilhosas vc deixou lá no meu blog. Obrigada!!! Já tô te seguindo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos por aqui para também trocarmos experiências e enriquecer as relações :) Seja bem-vinda!!

      Eliminar
  24. Luma
    Gostei de saber sobre a historia do carbono
    com amizade e carinho de Monica

    ResponderEliminar
  25. Olá Luma, vim retribuir sua visita ao meu blog, e adorei conhecer o seu, esse mundo da blogsfera é fascinante, sempre acabamos cruzando com blogs fantásticos assim como o seu.Adorei saber um pouco da historia da Xerox. Sua forma de escrever é objetiva e envolvente. Toda vez que leio textos assim, percebo como seria melhor se nós brasileiros fossemos mais históricos do que geográficos. Voltarei mais vezes. E vc me lembrou de um detalhe importante, levar o link da blogagem coletiva Amor aos Pedaços ja que participarei com prazer. Adorei conhecer vc Luma, seja sempre bem vinda ao meu cantinho, e tardiamente, feliz dia das mulheres. Bjocas
    Josy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um prazer imenso visitar o seu blogue! Saí de lá com água na boca!! Imagina qual vai ser o almoço amanhã?
      Obrigada pelos elogios! A gente se bloga! :)

      Eliminar
  26. Fico imaginando quantas invenções revolucionárias nunca foram aproveitadas ou estão esquecidas em uma gaveta qualquer. O que os olhos não veem...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Garoto! Enquanto escrevia também pensei nos inventores anônimos. Sabe que a UFRJ tem um laboratório de tecnologia que dá oportunidades aos novos inventores?

      Eliminar
  27. Ei Luma,

    adorei saber como foi criado a xerox, embora tenha achado que o Carlson deve ter tido mais trabalho com a tal chapa de zinco, enxofre, algodão, impressão em vidro, pozinho preto e luz, do que ele tinha com os carbonos na máquina de escrever, mas valeu a pena, ele ficou milionário e os que vieram depois dele, ficaram tranquilos, fazendo cópias como se fosse mágica.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehehehe acho que ele estava pensando nos anos pela frente que ainda teria que conviver com o carbono...

      Eliminar
  28. Oi amiga, achei seu blog lindo, já estou seguindo e sempre que puder passarei por aqui, trabalho com artesanato em eva, venha conhecer meu cantinho ficarei muito feliz.

    Não deixe de curtir minha página no Facebook se puder tá.....bjs

    valartesdigitais.blogspot.com

    Val

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Val!!
      Logo mais vou lá ver os seus trabalhos em eva.
      beijus,

      Eliminar
  29. Luma querida! Obrigada pela visita e pelo carinho! Parabéns pelo post, muito interessante, informativo e esclarecedor! Que o teu Dia da Mulher tenha sido muito feliz! Repleto de bênçãos! Bem, quanto aos links dos blogs indicados nas postagens, se encontram na própria postagem e funcionando bem, pois cliquei em todos eles pra testar e sairam no lugar indicado...Dá mais uma tentadinha.... Muito obrigada! Grande abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou tentar novamente quando retornar. Para mim estava inclicável, mas vai saber o que estava acontecendo...
      Obrigada pelos votos! Que o seu dia tenha sido maravilhoso!

      Eliminar
  30. Luma,um artigo muito legal e uma curiosidade que eu não conhecia sobre como surgiu a copiadora!Obrigada por sua visita e comentario!Eu assisti sim, o filme do Selton Melo: maravilhoso mesmo!Bjs e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achei que muita gente não saberia a origem dessa comodidade e por isso postei. Não sei você, mas eu sempre imagino como alguma coisa foi inventada.
      O filme não é mastigadinho... é para fazer pensar, sentir e se emocionar!
      Bom fim de semana!!

      Eliminar
  31. Parabéns.
    Fantástica a postagem.
    Logo que vi a foto já fiquei curioso por ser algo antigo... e eu adoro coisas antigas. Quando soube do que se tratava, algo que utilizamos tanto fiz questão de ler... e gostei.

    Daniel

    ResponderEliminar
  32. Obrigada, Daniel!
    Como comentei acima, a curiosidade é a mola mestra do mundo!

    ResponderEliminar
  33. E hoje nem imaginamos o que seria se não tivéssemos as fotocopiadoras !
    Eu aprendi a escrever em máquinas de escrever antigas já lá vão alguns nos...

    Beijinhos
    Verdinha

    ResponderEliminar
  34. Adenda : já la vão alguns anos...

    Verdinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tinha entendido, querida!!
      A máquina de escrever faz parte dos objetos nostalgicos! Agora virou adereço de decoração vintage...rs.
      Beijinhos,

      Eliminar
  35. Luma,

    Eu nem sou tão velha assim e usei maquina de escrever com papel carbono, visto que até uns anos atras nem todos tinham copiadoras (Xerox) nos escritorios e o serviço custava caro.

    Adorei a materia, muito elucidativa.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O computador substituiu a máquina de escrever e não faz muito tempo!! Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor