Estudar vale a pena


Marco Luque do CQC, em campanha publicitária que o Instituto Unibanco desenvolve em escolas públicas de Ensino Médio, incentivando os alunos a não desanimarem com os estudos.

Neste ano, o Dia do Estudante foi escolhido para uma grande mobilização virtual, avançando a campanha, que sai dos domínios dos muros escolares, para estimular mais pessoas que frequentam a websfera, a dizer porque estudar foi importante em suas vidas.

Ativistas sociais da web, estarão mobilizando a sociedade na formação de opiniões em uma grande blogagem coletiva: "Estudar vale a pena". Ajude essa empreitada postando em seu blogue, twitter, facebook ou em qualquer espaço virtual que costume frequentar na web, usando a hashtag #estudarvaleapena - Faça seu depoimento, conte sua história e ajude a diminuir a evasão escolar.

Estudar vale a penaAcompanhe a mobilização:

- Clicando no selinho ao lado
- Manual da Campanha em pdf
- #estudarvaleapena
- @inst_unibanco
- @itausocial
- Facebook
- Youtube
- Orkut

“A sociedade brasileira parece ainda não ter-se dado conta da verdadeira crise de audiência que vem afetando nosso ensino médio, com previsíveis consequências para o desenvolvimento sustentável do país. Trata-se de uma verdadeira bomba-relógio” Wanda Engel, presidente do Instituto Unibanco.

Estou participando da Blogagem Coletiva, a convite da Samantha Shiraishi/@samegui e falar em estudar para mim é o mesmo que falar em respirar. Não há dia que eu não me interesse por um assunto e que me afunde em pesquisas. Estudar torna-se hábito e o cérebro, essa maravilhosa engrenagem, precisa ser reciclado.

Fui matriculada a primeira vez em uma escola, aos dois anos de idade. Minha mãe me alfabetizou e como professora, ela era fascinante e ao mesmo tempo uma mãe brilhante, tal qual Augusto Cury aconselha os pais:

"Você pode não ter dinheiro, mas, se for rico em bom senso, será um pai ou mãe brilhante. Se você contagiar seus filhos com seus sonhos e entusiasmo, a vida será enaltecida. Se for um especialista em reclamar, se mostrar com medo da vida, temor pelo amanhã, preocupações excessivas com doenças, estará paralisando a inteligência e emoções deles".

Demonstre força e segurança para seu filho. Ajude-o a enfrentar suas manias e ansiedades e a combater o pensamento negativo, especialmente no dia a dia de suas atividades escolares, sempre que ele demonstrar insegurança e medo de algo que, muitas vezes nos parece não existir. O verdadeiro otimismo é construído pelo enfrentamento dos problemas e não pela negação.

Percebo na minha vivência, como existem pais que passam insegurança e pessimismo para os filhos. Este comportamento atrapalha muitíssimo o desenvolvimento da criança - Percebe como existem famílias bem-sucedidas?

Já não basta o "lixo social" que a mídia nos impõe, principalmente colocando na mente de nossos filhos perspectivas negativas que podem interferir, sobre maneira, em suas vidas futuras. Precisamos ajudá-los com otimismo, incentivo e informando-os de forma a não prepará-los para temer a vida e sim para vivê-la com alegria, na certeza de um futuro sólido e promissor. Incentivar a estudar é investir neste futuro.

33 comentários :

  1. Estudar é preciso, sim até mesmo pra não cair nas lábias dos políticos que fazem de tudo pra manter a ignorância, assim fica mais fácil de esconder os lixos que fazem.

    Fora isso, pra crescimento pessoal e profissional... beijos,linda campanha!chica

    ResponderEliminar
  2. Oi Luma!

    Não consigo passar um dia sem ler... Aprender deveria ser para todos uma constância...

    Oportuno o dia e o seu texto! Daqui para amanhã tenho que decidir se faço matricula numa Pós-graduação, num assunto de grande interesse de pesquisa na minha área de trabalho.

    Beijos Bella!

    ResponderEliminar
  3. ola. tudo blz? estive por aqui. muito legal. claro que vale a pena. apareça por la. abraços.

    ResponderEliminar
  4. Uma população sem estudo, é uma população cega. O ser humano consciente sabe sempre o que é melhor para seu bem estar. Perfeita alusão a sua mãe: "uma mãe brilhante". Parabéns Luma! Abraços

    ResponderEliminar
  5. Nossa, quantas matérias boas. Não estou tendo tempo de acompanhar diariamente, por causa de trabalho, mas quando posso, estou aqui a ler. Maravilhosos posts.

    Quanto a estudo, nossa, tenho até medo de começar a escrever. Dá um livro, mas vou resumir.

    Quando leio um livro, estou a estudá-lo. Me pego muitas vezes discutindo com o Autor, por mais Mestre que ele seja. Amo com intensidade estudar e tudo o que sou hoje devo aos estudos. De tudo um pouco eu sou feita, moldada: Geografia, História, Ciências, Filosofia, Sociologia, Direito, Artes,etc.. Não consigo hoje, mesmo formada, deixar de estudar. Por isso, ao abrir o meu blog, a minha única intenção era realmente partilhar. Inclusive já postei até por onde começar a ser mais instruída, informada, através de leituras. Isso é, para mim, a coisa mais importante da vida. Aprender a pensar, e isto só se consegue através dos estudos.

    Chega, já fui longe demais...

    Um beijo com carinho...
    O blog está demais...!

    ResponderEliminar
  6. Estudar sempre, vale à pena sempre, é o que nos impulsiona a ter objetivos em nossa trajetória de vida.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Sem capacidade crítica nenhuma pessoa evolui, nenhum país evolui. É o conhecimento que nos abastece de capacidade crítica. Na nossa realidade, o conhecimento vem, na maior parte, através do estudo formal (há ainda povos que o conhecimento é transmitido por tradição oral). Assim, é fundamental que sejam criadas condições efetivas para conter a evasão escolar e dotar os estabelecimentos de ensino, em todos os níveis de condições para que realizem sua missão com sucesso. É com desânimo e indignação observarmos que nos últimos 500 anos a educação nunca foi prioridade no Brasil.
    Excelente post. Parabéns!

    Girassóis nos seus dias.
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Oi Luma,

    Estudar é vital. E quando falo em estudar, não me refiro somente ir à escola, ir à faculdade (hoje em dia, muitos têm cursos superiores e continuam sem saber escrever, se saber falar e com um défice total de cultura); refiro-me também ao estudo contínuo. É necessário não promover a formatação intelectual - isto é, fazer o cursito, decorar a linguagem usada no meio profissional, repeti-la até à exaustação, não saber argumentar para além disso (que tristeza) e fazer figura de cassete.

    Quando fui para a escola já sabia ler, escrever e fazer contas (a minha mãe ensinou-me tudo em casa). E concordo contigo quando dizes que os pais precisam de incentivar os filhos para o sucesso (nos seus mais variados níveis) e não para a formatação.

    Beijos

    ResponderEliminar
  9. maravilhosa campanha. já twittei e vou mandar por email pra todos os meus amigos professores.

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderEliminar
  10. Oi Luma,
    Passei para dar um oizinho e vejo esse post tão bacana! Sabe, é complicado mostrar otimismo aos filhos no dia-a-dia. Outro dia cheguei em casa mega p. da vida e minha filha perguntou se eu estava chateada com o trabalho. Parei, ponderei e respondi que estava chateada com uma coisa que aconteceu NO trabalho, e não COM o trabalho. Sem querer as vzs demonstramos nossas frustações, e os filhos reparam. Mas no todo, acho que tenho feito meu trabalho de mãe direitinho.
    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Luma,

    Não fui feliz ao me expressar no comentário anterior. As bases para aquisição do conhecimento, na nossa realidade, normalmente, são adquiridas na escola formal. É, via de regra, lá que aprendemos a ler e interpretar, bem como o hábito de pesquisa etc O conhecimento, adquirimos durante a vida toda desde que tenhamos as bases para buscá-lo.

    Bjos

    ResponderEliminar
  12. Luma,

    Muito boa a campanha, ainda não tinha tomado conhecimento, estudar é fundamental, não só no ensino formal, mas em todas as outras esferas onde o conhecimento se acumula. Quanto a sua amiga que vc contou no comentário lá no blog, acho que no lugar dela faria a mesma coisa, rs.
    Grandes beijos

    ResponderEliminar
  13. Luma que vídeo massa!!!!
    Estudar sempre vale a pena.
    Tento ao máximo demonstrar animação e grande interesse diariamente aqui com os meus.
    As vezes falho, mas sigo adiante mostrando e incentivando a prática eterna aos estudos.

    Olha Luminha, esse post está bom demais.
    Vou compartilhar e ver também a coletiva.

    Xeros

    ResponderEliminar
  14. Estudar é uma das coisas mais importantes da vida. Pena que nem todos o possam fazer. Tenho 64 anos e ainda não perdi a esperança de conseguir estudar.
    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Tenho provas que sua mãe lhe educou super bem, ela era especial! Foi dessa vida e deixou como herança as coisas boas que incutiu em seu caráter. Alguns pais se preocupam com o futuro dos filhos, mas pensam somente na parte financeira e esquecem que o saber é o bem mais precioso que uma pessoa pode ter.
    Sobre pessoas negativas e amargas: na maioria das vezes, descarregamos nossas angústias nos familiares e pessoas que temos intimidade. As crianças são os mais afetadas porque absorvem tudo. Vejo casamentos desfeitos e levados a um convívio de aparência, onde os pais se atacam, fragilizando os filhos. Pessoas tristes emocionalmente e profissionalmente, que não arriscam, para não perderem o pouco que tem. Esse lance de colocar medo do futuro nos filhos, gera só insegurança.
    Mais uma vez Luminha, você me coloca a pensar. Passei um olhar por todos os pais que conheço e a maioria quer dar ao filho "coisas" e se esquecem que esssas "coisas" se acabam com o tempo.
    Besitos miles!

    ResponderEliminar
  16. Oi Luma, boa tarde.
    Campanha maravilhosa essa. Sei o que passei quando meu filho quis desistir de estudar. Muito importante incentivar a frequencia escolar.
    Postei sobre o assunto, mas não entendi essa tal de hashtag...rs.
    Se vc puder me dá uma mãozinha, ta?
    Abraços

    ResponderEliminar
  17. Um excelente post e subscrevo inteiramente. Fui assim como mãe/pai e agora que estive duas semanas (de segunda a sexta) com as netas por férias escolares...havia colo, muito mimo, muita conversa, brincadeiras como pular, saltar à corda, jogar à bola onde também eu participava e todos os dias a seguir ao almoço havia uma hora e tal de estudo.

    Uma com 8 anos passou para o 3º ano (a antiga 3ª classe aí não sei o nome) e a outra com 5 anos vai entrar no 1º ano. Que inventei?

    30 palavras difíceis começadas por uma letra à escolha pelas três (as minhas eram as mais difíceis e com explicação do significado) e enquanto a pequenita copiava o que eu escrevia, a mais velha ia fazendo contas, cópia de uma história que tirava do muito que leio pela net. Depois a pequenita eu escrevia: B+A= e ela escrevia e lia, bem como contas de somar e substrair etc, etc.
    Verificava tudo e à mais velha por cada erro (pouquissimos) escrevia a mesma palavra 5 vezes.

    No final a mais velha lia uma parte de uma história dos livros que têm e ambas faziam um desenho sobre a mesma dando ainda mais imaginação à mesma:)

    Por vezes eram elas...Vó já estamos à espera, despacha-te:):):)

    Quando os pais chegavam mostravam os cadernos com imenso orgulho.

    Acreditas que nunca liguei a televisão? pois é...há pais e avós que compram o seu sossego plantando-os em frente à dita!

    Há tempo para tudo e incutir desde bem cedo que a vida é um aprendizado constante é a melhor via!

    Beijos desta avó

    ResponderEliminar
  18. Muito legal a blogagem, postei no meu blog também, =D

    ResponderEliminar
  19. Luma
    Que pena que muitos estudantes vão pra escola com o objetivo de bagunçar.
    Pelo menos os da minha cidade eram assim.
    Como não tinham opção. Iam para atrapalhar os que queriam estudar.
    Tomara que a cabeça deles tenha modificado.
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  20. Oi Luma,
    sempre engaja em causas nobres e importantes.
    Estudar, buscar qualquer tipo de conhecimento é um santo remédio para envelhecer com saúde.
    Bjs

    ResponderEliminar
  21. Querida Luma; acredito que a educação e cultura seriam grandes veículos para grandes mudanças. Mas não existe interesse em melhorar nossas escolas públicas. A grande maioria precisaria de muitas reformas e principalmente no que diz respeito e qualificação de professores, segurança,etc... Por outro lado, muitos jovens percebem que de certa forma, não vale a pena tanto esforço, porque os grandes exemplos de sucesso do país não vem exatamente de estudos.
    Mas eu ainda acredito e quero sempre pensar assim que o estudo é e sempre será o grande vencedor.
    Beijos

    ResponderEliminar
  22. Estudar sempre valerá a pena!!! eu que o diga, pois sempre estudei pra valer... e tudo o que sou devo aos meus estudos. Fui criada pela minha avó e ela como filha de uma professora e de uma farmacêutico, dizia que os estudos nos levariam a muito longe. É verdade.
    Valeu amiga, já está lá no meu blog.
    abs,

    ResponderEliminar
  23. Em casa sempre tivemos esta orientação, o que é fato nobre, já que meus pais não puderam terminar os estudos, mas sentiram na pele a falta que ele faz - e, o principal, aprenderam a lição. Em grande parte devido a isso cresci com esta certeza, que só com o estudo teria alguma chance na vida. Assim foi.

    Beijos, e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  24. Mobilização muito interessante.

    Muito melhor do que comentar sobre o comercial dos pôneis malditos!

    ResponderEliminar
  25. Tudo já é tão difícil tendo estudo e preparo, imagine sem... ;)
    Beijo, beijo querida!
    She

    ResponderEliminar
  26. Obrigada pela sugestão do banner, ainda não fiz por falta de tempo ;o( mas em breve teremos mudanças lá heheheh. Eu também participei da blogagem, contando minha experiência em relação à minha educação e persistência do meu pai. É uma histórioa de paciência, persistência e luta, com um final muito feliz, provando que #estudarvaleapena. Adorei essa mobilização em torno de uma causa tão nobre e necessária.

    Beijocas ♥

    ResponderEliminar
  27. O estudo é a melhor ferramenta para o desenvolvimento em todos os sentidos. A pessoa cresce, a família cresce a nação cresce.

    Obrigado por seu comentário em meu blog.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  28. Luma, embora os jovens tenham acesso a tantos assuntos diversificados na internet, eu ouço reclamações de muitos pais que a maioria nao pega um livro para ler.

    Eu já ouvi que tem gente que ganha dinheiro vendendo "trabalhos prontos". Até por R$ 5,00 um estudante preguiçoso pode adquirir o que deveria ter feito: pensar.


    Luma, otima escolha, precisamos ajuda-los a entender que ESTUDAR SEMPRE VALE A PENA.

    Beijos

    ResponderEliminar
  29. Olá, querida
    Sempre estudei e ainda não parei... rsrsrs...
    Atualmente estou no Espanhol... terminando o quarto período...
    Amo estudar... sabemos tão pouco...
    E sempre repassando o pouco que sabemos...
    Excelente post!!!
    Bjs de paz e ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  30. Luma
    Os estudos é um bem dos mais valiosos que temos e só tenho a agradecer aos meus pais por terem me dado condições de estudare setrem os meus grandes incentivadores.

    È primordial os estudos na vida dos jovens de hoje para serem os grandes homens do futuro.

    Parabéns por essa mobilização virtual promovendo essa Coletiva!

    Não tive como participar,mas deixo aqui a todos que vale a pena estudar e esse aprendizado é constante. Quanto mais estudamos e aprendemos mais querenmos saber.

    Que venham muitos Ed's!!!

    Vou postar o vídeo e participar dessa mobilização virtual!


    Beijos

    ResponderEliminar
  31. acredito no estudo mais que um caminho para uma boa vida no seu sentido pleno, mas como uma escolha sobre viver bem durante a passagem que se cumpre. Nada nem ninguém evolui senão com o aprendizado, que possui diversas formas. Nossa omissão cultural permitiu que o sistema educacional fosse arruinado não por filhos, mas por mais ausentes, frouxos, escondidos em materialismos e bobagens, que refletem diretamente numa juventude um pouco mais distante que a outrora juventude que já era considerada distante. Tudo está na base, e sem ela, não se cresce, apenas se passa pela vida.

    Pena não ter conseguido participar no dia!

    No mais, reservei a minha noite para ler os outros 22 posts pendentes que tinha, e [ainda bem], haja luz, Luma :D... muito bom parar uns instantes para ler sobre musica, livros, relacionamentos, educação, bom senso conosco, incoerencias alheias, amenidades e seriedades que compoem todas as escolhas que nos permitirão viver de fato! Muito obrigado pelos links, recomendações e sugestões entre esses posts, me serão valiosissimos...

    beijão :D

    ResponderEliminar
  32. Eu acho que estudar é necessário sim, mas também acho que o sistema de educação é falho e completamente equivocado. Lembro-me bem dos dias que tive educação particular em casa e meu aproveitamento era muito maior e totalmente interessante. Tinha duas horas de estudos com dois professores e esse tempo se multiplicava de forma produtiva, as vezes se estendendo pelo resto do dia. Foi uma transição para poder estudar em escolas aqui de São Paulo e foi o melhor momento de aprendizado pra mim que no semestre seguinte fui para uma escola particular e ficava o dia todo na escola. O tédio só não era maior porque eu descobri no segundo dia o caminho para a biblioteca, mas era um porre sempre ter que explicar para meia dúzia de tolos porque eu gostava tanto de Baudelaire, Tólstoi, entre outros...
    Enfim, estudar é necessário, mas acho que o sistema precisa ser revisto, até lá sou a favor do sistema inglês de aprendizado do século passado: educação em casa.
    Outra coisa é que hoje em dia muitos mais transferem para as escolas algo que é obrigação deles. Ou seja, não basta ensinar, é preciso educar. Isso sem falar que tem gente que espera que a televisão faça isso. Dá um medo dessa gente. credo...

    bacio

    ResponderEliminar
  33. Olá Luma! Tudo bem?
    Apesar de estar bem sumida do mundo virtual (o trabalho está me sugando), não pude deixar de comentar o seu post.
    Toda e qualquer manifestação em prol da educação deve receber nossa atenção.
    É lamentável o que escutamos em reuniões de Pais e Alunos nas escolas. Tenho dois adolescentes em casa, meu filho em escola particular e minha filha em ETEC do estado. Ambas seguem o mesmo nível de qualidade de ensino, porém alguns alunos parecem ter mergulhado na indiferença, preguiça, alienação e todo tipo negativo e contrário ao crescimento intelectual e criativo.
    O que geralmente vemos pelas ruas são meninos e meninas preocupados excessivamente com a aparência, iniciando precocemente em drogas de todo tipo e sexo.
    Convenhamos, cada coisa no seu tempo, como dizia minha avó. Onde estão esses pais que não conseguem segurar as "rédeas" de seus filhos?
    O Brasil está muito aquém no quesito educação. Se a situação não se reverter seremos estigmatizados eternamente como um povo criativo, porém preguiçoso.
    Bjs mil para você!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor