Voltando...

Certa noite, regressando para casa, o carro em que eu dirigia escapou completamente do meu controle, numa faixa reta e plana de estrada e em questão de segundos minhas reações foram para o espaço. Visualizei algo grande como uma espuma branca, ouvi gritos, um som forte, tonitruante e depois treva completa. Um rubro que logo passou a uma claridade diurna, quando senti que batia com a minha cabeça em algo, o rubro voltou e visualizei milhões de pequenas estrelas rodando, mas não senti dor.

sono eterno

Acordei em outro lugar com um peso enorme sobre o meu peito, mas não abri os olhos. Senti medo! Teria morrido? Gritei por minha mãe e caí novamente no escuro. Quando recobrei os sentidos, mesmo sem abrir os olhos, sentia a presença da minha mãe, que se aproximou assim que percebeu que eu acordava. Fez sinal para que eu não me movesse e a observei - a preocupação que demonstrava na expressão do rosto me fez constatar como os anos tinham passado sem que eu percebesse as mudanças na sua aparência. Sempre tivera a minha mãe como uma mulher enérgica, vibrante e cheia de energia.

Ali estava ela, parecendo mais velha e senti vontade de chorar. Engoli o choro e também a fala, quando senti que estava com muitas dores. Cruzamos o olhar e ela me disse: "Não se preocupe, você vai ficar boa". Repetiu: "Você vai ficar boa. Você é uma parcela, junto com seus irmãos, de tudo que eu tenho nesta vida; não se culpe, mas tome mais cuidado".

Foi um acidente, voltando pra casa... eu tinha pressa.

Enquanto estive ali no hospital, antes de ir para casa, pensei nas pessoas orgulhosas de portarem força de vontade para tomar decisões e a todo custo, levá-las adiante. Uma virtude, certamente! Mas até que ponto nossa vontade firme, nos faz donos de nosso próprio destino? Ou melhor, acreditar que sendo donos do destino, adquirimos ingenuamente a especialidade de enganar a nós mesmos. Ludibriamos o destino, porque para tomarmos decisões, estaremos à mercê de outras decisões. Sempre e mais e mais decisões, que nos desviam do curso que seria natural "viver". Nesta ilusão, destinamos a nos tornar manipuladores, que fazem o mundo parecer o que ele não é.

Se não olhamos para o universo ou para nós mesmos, esse movimento constante pode causar uma queda; o tédio se instalar e a sensação incomoda de que alguma coisa está fora do lugar - Nosso "eu" fugiu de nós.

Nada se torna mais insuportável que essa falsa liberdade, depois que a possuímos. Essa liberdade cobra que fiquemos amarrados em alguma outra coisa e infelizmente não podemos inventar o que vai nos prender. A vida nos dá essa prisão. Estamos presos à vida, ela nos dá e nos tira. Submissos, temos que aprender a dizer "sim" a vida e não tratá-la de forma leviana.

A vida, esse mistério vigoroso cheio de promessas, causa-nos medo se envereda por momentos que não compreendemos bem - cruciais e definitivos. Momentos que modificam a todos que estão ao seu redor e daí você descobre com dor, que em dado momento, neste labirinto, todas as portas são fechadas abruptamente.

A vida me faz vir aqui hoje - até mesmo pela promessa feita no post anterior - a dizer que ela me tirou a minha mãe, mas que me deu em troca, forças que eu não imaginava ter. Não vou mais sentir o cheiro da minha mãe, porém tenho muitas de suas histórias para contar, mesmo que sinta muita saudade do seu sorriso ao terminar de contar uma história.

C'est la vie.

82 comentários :

  1. Luma, qd aqueles que amamos tb vivem dentro de nós (não apenas no dias festivos), aprendemos que eles nunca se vão. Não importa o que aconteça nem mesmo para onde eles foram, sempre estarão conosco, seja nas lembranças, nos pensamentos, nas orações; tudo depende de onde eles vivem dentro de nós.
    Força e fé.
    Abraços

    ResponderEliminar
  2. Luminha, diante de tudo é o amor que prevalece... e ele, levaremos para sempre.

    Deus te proteja!

    Fique bem!

    Beijos.

    .::.Susy.::.

    ResponderEliminar
  3. ô Luma... Sinto muito pela sua imensa perda....
    Sua mãe está bem assistida, onde quer que esteja, tenho certeza.
    Cuide-se e fique bem.
    Um beijo carinhoso.

    ResponderEliminar
  4. Luminha querida, em silêncio venho aqui para trazer o meu abraço e o meu carinho até ti!!

    Não há palavras, todas elas seriam vãs... Sinta-se abraçada!!

    Beijos no seu coração e muita força querida!!^^

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Luma, essa "coisa" que há com a internet é mesmo um mistério.
    Hoje mesmo pensei em você. Não nos conhecemos, mas senti falta dos posts chegando em minha caixa de email e por ter lido o anterior a este, imaginei que algo havia acontecido.
    Não tenho palavras para tentar demonstrar minha condolência.
    Penso se fosse comigo, e o coração aperta.
    Que uma força maior possa reconfortar a todos de sua família.
    Fique com Deus! Bj...Aline

    ResponderEliminar
  7. Já dizia Fernando Pessoa que "Morrer é só não ser visto" e a tua mãe ficou onde sempre esteve: no teu coração.

    Quando fazemos tudo pelos nossos familiares, amigos e até desconhecidos e estes partem, fica a tranquilidade de que demos tudo o que tínhamos enquanto VIVOS e a saudade fica mais fácil de ser gerida. Aconteceu comigo por diversas vezes ao longo da minha vida.

    Um enorme abraço de aconchego e força porque com toda a certeza que a tua mãe não gostaria de te ver "tristonha a um canto e agarrada a uma almofada".

    ResponderEliminar
  8. Luma, é difícil encontrar palavras que possam trazer reconforto num momento desses. Não te conheço pessoalmente, mas tenho estima e admiração por você pela generosidade e coragem que você nos transmite nos teus posts. Como já vivi esta situação sei que um dia vai chegar onde as lembranças dos bons momentos que você passou com ela vão superar a dor da perda. Te desejo força para enfrentar a tristeza enquanto este dia não chega.
    Um abraço bem apertado.

    ResponderEliminar
  9. Luma,

    Um beijinho, um abraço fraterno e minha solidariedade.

    Betty

    ResponderEliminar
  10. Parabéns por ter muitos amigos e, por isso, muitas palavras doces e importantes ditas a você neste momento difícil.

    Acho que muito já foi dito, não me resta nada nem jeito para dizer nada. Pessoas importantes deixam saudade quando saem daqui, é duro... Demais. Mas, como você mesma disse, elas deixam histórias para contar. As do meu irmão, único que tive, conto e reconto sempre. E só faz 1 ano que ele me largou aqui "sozinha", ou seja, tive muito pouco tempo para contar, ainda há muitas histórias...

    Força, paz e serenidade. É o que desejo a você.

    Um abraço,

    Michelle

    ResponderEliminar
  11. Bom dia Luma, a manhã por aqui está nublada, como de costume, mas em algum momento virá o sol. São Paulo é assim mesmo, me acostumei a esse lugar e hoje sou parte daqui, mas sou parte de lá também.
    Conheci essa cidade há pouco mais de dez anos quando na ocasião me despedi das pessoas que resolveram que a viagem por aqui já não tinha mais graça. Eu não fui, fiquei como forma de continuidade.
    Assim que comecei a ler seu post, tudo isso foi se desenhando na minha mente lentamente. As pessoas que vinham falar comigo, que diziam coisas e eu lá querendo silêncio, querendo que elas nem estivessem ali.
    Você disse que a vida a tirou de você. Acho que não, a vida deu ela a você assim como deu você a ela e de alguma forma a vida continua, em você e nas milhares de lembranças que você leva consigo.
    Meu abraço a você

    ResponderEliminar
  12. Luma,
    Gostei bastante do seu texto dedicado à sua mãe. Eu não sou muito de pensar no destino, mas há na vida uma boa dose de imprevisível, que nos dá e nos tira, num lapso de tempo que pode ser muito rápido.
    Vc teve uma boa mãe, vc foi uma boa filha, vcs estão juntas, num lugar de luz muito especial.
    Beijinhos,
    Manú

    ResponderEliminar
  13. Querida Luma,
    Perder a mãe deve ser muito forte. Compreendo um pouco a sua dor por vivencia, quando perdi a minha querida avó. Eu estava com ela, e uma quantidade de sentimentos profundos se apoderaram de mim alternando com uma certa anestesia. Tem momentos ´que a gente precisa desligar, por que a dor intensa todo o tempo, é demasiado.
    Nessas horas a gente se pergunta se existe um outro plano de existencia afinal. Eu acredito que sim, mas não sei explicar como.
    Logo apos a morte de meu avô( eu tb estava com ele na hora), uns dias depois, vi um ser de luz dentro do meu quarto e entendi que era ele preocupado comigo. Eu estava trabalhando muito, estressada demais. Pode ter sido uma miragem? Pode. Mas a gente tb nao acredita muito no que viu, quando racionaliza. Na epoca eu estsava muito sensivel e pude acreditar. E achar bom que exista alguma coisa a mais.
    Quanto a deixar a vida correr e seguir nosso destino, já nao sei. Estudei um pouco de Astrologia, e existem mapas muito dificeis. A gente vem ao mundo com a missao de supera-los para aprender a ser feliz no meio desse caos que é o mundo dos sentidos. Acredito que essa seja a evoluçao que os espiritas falam. O bem-dizer um sentido para a vida, que nos damos, e nao apenas deixar correr. Tem mapas onde o caminho aponta para um assassino ou um cirurgiao. E ai entra o livre arbitrio, a força de vontade. Um transito pode trazer uma simples gripinha ou uma aids, é ai tambem entra o livre arbitrio com o cuidado de si.
    Enfim amiga, estou so tentando comentar seu texto, para te dar o conforto de saber que tem alguem que le tudo que voce escreve e se interessa por suas palavras e pelo que esta por tras delas.
    Sinta isso, como voce me disse sobre o lay-out do meu blog, como um abraço. Um abraço de amiga, carinhoso e solidario, querendo dizer- sinto muito por sua mãe, sinto muito por sua dor de ve-la partir. A dor vai passar daqui uns meses pode acreditar, e vai restar tudo de bom que ela te ensinou e as boas lembranças.
    Um beijo e fique com Deus,
    Cam

    ResponderEliminar
  14. Luma,venho aqui expressar meu apoio a você.Sei que não vai consolar mais dizer que acredito sim,em outra dimensão de vida,seja lá o nome que deem a ela.Espero que você seja forte e se lembre que você é parte dela e que ela vive em você.
    Um grande abraço do James.

    ResponderEliminar
  15. Luma querida,
    meus sinceros sentimentos.
    Meu carinho e respeito procê.
    beijos

    ResponderEliminar
  16. Luma...
    Sinto muito mesmo pela sua perda... Mas pensamos pelo lado positivo, ela está em lugar muito melhor que esse mundo cheio de injustiças e dor. Sei que não é fácil, já passei por uma situação de perda e foi muito difícil.

    Mas sabe o que me consolou? Que um dia nos encontraremos, na paz de Jesus. Aqui é apenas uma passagem. Temos que agradecer por termos tido oportunidade de conviver com pessoas maravilhosas.

    Força aí querida. Sinta-se abraçada por mim. Com certeza ela te ensinou muito, e isso ninguém tira de você.

    Fé em Deus que Ele fará sua dor diminuir e deixar no lugar a saudade.

    Se cuida. se precisar estaremos aqui pra você.
    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Mana... A "mãezinha"...?! Poxa... Já me emocionavas profundamente com este texto tão rico de nuances (senti exatamente o mesmo com "a mãe de cá" recentemente: aquela linda morena estava envelhecida e eu continuava a olhar a mãe de minha infância...), quando, de um salto, leio sobre sua partida... Mandasse-me uma notícia por 'e-mail', mana: de certa forma, acompanhei um pouco de suas idas para o hospital...

    Olha, mais sincero, impossível: compartilho tua dor e sinto muito de verdade... Meu forte abraço a toda esta família bonita que conheço neste momento tão difícil...

    E me desculpe a ausência de antes: só agora atualizei minha leitura por aqui...

    Um beijo terno e fraterno, manamada: fica com Deus e com o amor dos que ficaram, a lembrar e a reviver a querida "mãezinha"...

    ResponderEliminar
  18. Forte e solidário abraço!

    ResponderEliminar
  19. Luma querida, já foi dito tudo o que penso, já senti o que estás sentindo, então deixo meu mais sicero abraço e desejo de que fiques bem.
    Bjim.

    ResponderEliminar
  20. Luma, estes dias tenho pensado muito em voce, mas nao poderias iamginar que voce estivesse passando por um momento tao dificil. Eu ja passei e sei como é dificil. Quero te oferecer meu ombro e meu carinho.

    Um beijo

    Meire (www.meiroca.com)

    ResponderEliminar
  21. Eu compartilho de sua dor, Luma...
    Pq sei o qto uma mãe faz falta na vida da gente...
    Que Deus te dê mtas forças para suportar essa dor...

    bjão

    ResponderEliminar
  22. Sinto muito Luma, minhas condolências

    .

    ResponderEliminar
  23. Lumita querida,

    Um afago no teu coração e o envio de energias renovadoras...

    ...coisas do astral...eu estava pensando em vc ( porque vou participar de 1 evento grande e quando acentece, eu sempre me lembraro de vc me apoiando e mostrando o caminho do 1o. CP, anos atrás)... quando vi no twitter da Meiroca um post que ela te fez prá vc...

    bjs de carinho.

    ResponderEliminar
  24. Lindo texto , onde a emoção e o afeto mexem com a gente. Espero ter a tua força quando passar pela mesma situação.

    Força e beijo

    ResponderEliminar
  25. Luma, há momentos que as palavras nao resolvem, mas deixo aqui minha companhia silenciosa e também o meu abraco.

    ResponderEliminar
  26. Oi Luma!

    Eu bem sei o que significa "...o nosso "eu" fugiu de nós"... e saiba que sinto muito por você e seus familiares. É a vida minha querida - C`est la vie - and we gotta live it.

    Receba meu abraço especial e tenha certeza de minhas preces. Fica bem.

    Pensei muito em você nesses dias.

    Um beijo especial, take care.

    ResponderEliminar
  27. Luma, lamento muito sua perda. Nâo deve estar sendo facil para você, mas tenha certeza que vc pode sempre contar com os amigos. Estamos todos torcendo por você.
    bjs

    ResponderEliminar
  28. Nossa, lamento Luma, espero que vc fique bem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  29. Luma sinto muito pelo que aconteceu.Que Deus na sua infinita bondade conforte teu coração.Fique c Deus

    ResponderEliminar
  30. Luma,
    Meu abraço silencioso e solidário.
    um beijo em seu coração, menina
    denise rangel

    ResponderEliminar
  31. Luma, boa tarde.

    Gostaria de conversar com você sempre a organização de uma blogagem coletiva, propondo mais ética às operadoras telefônicas no Brasil, inclusive com a proposta de 1 dia se usar o telefone.

    Aguardo contato.

    Abraços.


    RobMaia
    webquadrinhos@gmail.com

    ResponderEliminar
  32. Quero te dizer, primeiramente, que achei o seu blog lindo. Fiquei com pena do meu, rsrsrs...

    Falando sério! A perda de um ente querido é sempre muito dura e difícil de aceitar. Pai, mãe, um filho, não sei o que é pior!

    Mas é como você mesma diz: C'est la vie...

    ResponderEliminar
  33. Querida Luma querida,

    O tempo nada cura e não aprendemos a viver com a ausência de quem amamos. Certas perdas levam junto pedaços de nós e o que resta é uma outra pessoa.

    Gostaria de ter palavras que aliviassem a dor. Na falta delas, deixo o meu carinho solidário.

    Beijocas.

    ResponderEliminar
  34. Querida Luma! Que os Espíritos de Luz possam com suas bençãos de luz abrandar o teu coração.
    Pelo que falastes da vida que tua mãe levou ela passou para o outro plano com uma luz muito linda.
    A dor da perda é substituída pela dor da saudade que nunca desaparece, aprendemos a conviver com ela.
    Beijos no teu coração.

    ResponderEliminar
  35. Luma, querida... chorei... emocionada. Que lindo relato, apesar de sua perda. Para voce, com carinho:

    A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.
    Charles Chaplin

    ResponderEliminar
  36. Tenho muito mãe, mas sei o que é a dor de uma perda, ja perdi dois filhos.
    Deus e o tempo são balsamos para nossas dores.
    Bjs

    ResponderEliminar
  37. Olá Luma
    Meus sentimentos!
    Beijos e abraços a vc!

    ResponderEliminar
  38. OI Luma

    Meus sentimentos, forca amiga, conte comigo.

    A minha ja esta com Deus, sei bem o que sente agora.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  39. Um grande abraço, que esta força continue te sustentando e nos exemplificando que podemos enfrentar o que quisermos.

    ResponderEliminar
  40. "Essa liberdade cobra que fiquemos amarrados em alguma coisa e infelizmente não podemos inventar (eu diria: escolher)o que vai nos prender. A vida nos dá essa prisão."
    Estejam em paz, as duas.
    Uma repousando, a outra vivendo. Assim é.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  41. Luma, receba meu abraço apertado de lágrimas grossas e quentes que escorrem pelo meu rosto.
    tudo me é muito familiar, vc.sabe.
    o tempo vai fazer a dor ficar fininha.
    beijo

    ResponderEliminar
  42. Luma:
    Meus sentimentos.

    Beijos.
    Anny.

    ResponderEliminar
  43. Luma,

    A quase dois anos passei pela mesma situação, e se tirei algum ensinamento do momento foi o de que o tempo tudo cura: não nos faz esquecer, pois assim nos deixaria incompletos, mas nos consola e ensina a sobreviver.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  44. Luma!

    Tem examente 14 anos que não pronuncio a palavra mãe.

    Vc interioriza seu amor e vive a saudade como uma velha amiga, dos bons momentos.
    Mãe não morre!
    o amor é eterno.

    BigBjus minha querida.
    A Paz.

    ResponderEliminar
  45. Neste momento não tenho palavras a dizer. Só um abraço apertado...

    Bjs.

    ResponderEliminar
  46. Também já perdi a minha.
    A vida continua.

    Beijo Luma

    ResponderEliminar
  47. Luma,

    Normalmente a internet supre minhas necessidades como meio de comunicação, mas hoje é um daqueles raros momentos em que gostaria de ter estado ao seu lado enquanto contava isto, para poder te dar um abraço bem apertado e dizer sem palavras o que sinto, porque parecem poucas e pequenas perto do que seria um abraço.

    Espero que perceba. Fique bem.

    Beijos

    ResponderEliminar
  48. Luminha!
    Neste instante em que acabo de ler e tomar conhecimento do passamento de sua mãe, sinto-me triste por você e por todos nós que um dia perderemos as nossas.
    um abraço querida.

    ResponderEliminar
  49. Luma, desejo paz e muita luz para você. Sinto muito pela perda da sua querida mãe. Beijos e carinho da Angela Ursa

    ResponderEliminar
  50. Luma, querida, eu te disse por email e repito: ADOR DA PERDA DA MAE NUNCA PASSA.
    Até por que eu perdi duas. E nunca mais fui a mesma.
    Beijos e dias felizes? NAO!NAO DIREI! POR QUE A VIDA DE QUEM PERDE UMA MAE NUNCA SERÁ TOTALMENTE FELIZ.
    Ou, contraditoriamente será...por que a gente vai encontrar emc ada gestod e felicidade a nos rodear a cara de nossa mae.

    bjs, Luma..

    ResponderEliminar
  51. Palavras não há para expressar meus sentimentos. Mas Deus sabe o que faz e se a chamou junto a ele é por que ela o fez por merecer. E de onde estiver ainda assim cuidara de ti.
    Que Deus te abençoe e te dê o conforto no coração.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  52. Luma, querida, q Deus te dê mais força ainda pra seguir em frente, e o cheirinho da sua mãe não vai sair dos seus pensamentos, então de certo modo, vai senti-lo tb. e ela vai continuar te olhando lá de cima, com certeza...

    FORÇA SEMPRE!!!

    Um ótimo fim de semana para você!!!!

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderEliminar
  53. Luma,

    Quem já não tem mais sua mãe ao seu lado entende seu texto.
    Como eu digo em meu blog hoje: é um doce gris de ausência. Uma doce saudade.

    Abraços
    Luiz Ramos

    ResponderEliminar
  54. Gosto das constatações que acabamos por fazer depois de determinados eventos...

    ResponderEliminar
  55. sinto muito Luma, nao sei o que dizer, so que sinto muito!

    ResponderEliminar
  56. Mas me deu forças que eu não imaginava ter. Por isso Deus é maravilhosos, ele não desampara ninguem, ele arruma um jeito de nos dar força.
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  57. Luma, menina linda e forte, tive que conter o choro pra não sentir, novamente, a partida da minha mãe que, até hoje, causa tanta dor em mim. Sei que você é valente e, mais que isso, sei que existe a força sobrenatural que acalma o nosso espírito, mostrando que a vida nunca vai deixar de ser vida, mesmo que seja transformada.

    Você é luz!

    Beijo do tamanho da minha admiração e carinho.

    Rebeca

    -

    ResponderEliminar
  58. Luma!
    Através do meu silêncio recebe o meu abraço e a minha admiração pelo lindo texto trazendo esta triste notícia.
    Tenha a certeza que nessa vida tudo passa...ficam os momentos guardados no coração.
    Um beijo
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
  59. Luma,

    No momento como esse poupo as palavras. Mesmo assim, como são elas os meios pelos quais me comunico com você, digo apenas: meus sentimentos e que Deus abençoe você e sua família.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  60. Venho agradecer pelos parabéns e fazer de minhas palavras as de Rebeca.

    Um abraço.

    Jota Cê

    ResponderEliminar
  61. Luma:
    És forte e reflexiva. És sensível e humana.
    Na tua humanidade, aceita o meu carinho.
    Beijo

    ResponderEliminar
  62. Meu carinho,meu abraço

    ResponderEliminar
  63. Meu esposo disse que depois que o pai dele se foi, ele sente como se a força de seu pai estivesse sido transferida à ele.É simplesmente algo que ele não pode explicar.

    Não sei se é assim pra vc...Amanhã tb será um dia que não poderei estar com a minha por razões geográficas, mas na próxima oportunidade, farei que tudo que posso pra não desperdiçar nenhum momento que terei com ela!

    Lindo post.

    ResponderEliminar
  64. Meu esposo disse que depois que o pai dele se foi, ele sente como se a força de seu pai estivesse sido transferida à ele.É simplesmente algo que ele não pode explicar.

    Não sei se é assim pra vc...Amanhã tb será um dia que não poderei estar com a minha por razões geográficas, mas na próxima oportunidade, farei que tudo que posso pra não desperdiçar nenhum momento que terei com ela!

    Lindo post.

    ResponderEliminar
  65. Luma querida,

    Quando a dor da perda nos atinge encontramos forças onde não sabíamos existir: Dentro de nós mesmos. O vazio deixado pela perda de sua mãe jamais será preenchido, mas a lembrança dela estará contigo para o resto de sua vida e essa lembrança, muitas vezes, será a sua melhor companhia.

    Pra você, um forte e carinhoso abraço neste Dia das Mães.

    ResponderEliminar
  66. Luma sua mae mudou-se pra o outro mundo. Vc nao tem mais o seu perfume, mas acredite, o amor que ela tinha por vc, nunca acabou. Ela vai lhe olhar de onde estiver, e ver que o amor que ela lhe deu, vai ajuda-la a suportar esse momento. Vai em frente amiga. Bj

    ResponderEliminar
  67. Sem palavras, disse tudo!


    Feliz dia das mães Luma e felicidades

    ResponderEliminar
  68. Luma, a dor passa, a saudade fica, e as lembranças...ah, essas seguirão com a gente até o fim dos tempos...
    Viver dói, e só nos damos conta de que somos mortais quando perdemos nossos pais...seja em que idade for, nos sentimos órfãos...mas há amigos que são um pouco nossas mães...então, receba, com um carinho de mãe, meu abraço hoje...
    Grande beijo.

    ResponderEliminar
  69. Luma, meus sentimentos pela dor q vc está sentindo... Com o tempo a dor vai embora, a saudade de fica e os ensinamentos deixados pelos nossos pais tb.
    Saiba que sua mãe está bem, está em paz e ela estará sempre com vc, viva dentro de vc, te guiando, te iluminando sempre.
    Receba meu abraço bem apertado!
    Big Beijos

    ResponderEliminar
  70. Vim especialmente desejar um domingo bem gostoso de dia das mães!!

    ♥♥♥♥♥♥♥♥ muito amor ♥♥♥♥♥♥♥!!!

    ResponderEliminar
  71. Luma
    Deixo para você meu abraço.
    Fica com Deus.

    ResponderEliminar
  72. Luma,resto meus profundos sentimentos e minha solidariedade.Quem tem mãe tem tudo,e mais que nunca agora sua querida mãe está com Nossa Senhora intercedendo por ti.Força sempre,beijos.

    ResponderEliminar
  73. Luma,
    Querida, sinto muito!
    Li seus posts mais recentes e passei a lamentar ainda mais.
    Sua mãe foi uma pessoa que eu gostaria de ter conhecido...alguém para respeitar.
    Fique com Deus, meu bem.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  74. Vi pela Grace, andei mei afastados dos blogs...

    Sei que nada que eu dizer vai minimizar a dor da perdar, mas ela ainda vive dentro de ti, dentro do teu coração, em meio a todo carinho que recebeu dela...

    Fique com Deus, menina Luma.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  75. Oi Luma, meus sentimentos pela perda da tua mãe, é concerteza uma perda irreparável. Que Deus continue consolando o teu coração e a dar-te forças para suportar a dor. Beijinhos

    ResponderEliminar
  76. Luma querida!
    Lamento profundamente. Mas a maneira com que lida com a situação é a mais correta, digna de uma pessoa que tem a compreensão do viver. Guarde mesmo o sorriso, o cheiro e o calor deste amor que é único. Eu vibro em azul com você!
    Também tive uma experiência bem parecida em acidente e lá estava minha mãe ao meu lado sempre, como a sua. Nosso Norte e nosso pilar. Porém, quando nos tornamos mães também, dividimos um pouco esta responsabilidade. Agora o viver é com você!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  77. Ah, Luminha...
    No domingo passado eu pensei muito em você. Sabia que você tinha viajado para ver sua mãe gravemente doente... E fiquei adiando vir aqui porque não queria ler notícia ruim. Mas vim. E soube que ela se foi. Ah, querida... Eu lamento tanto, imagino a dor que você deve estar sentindo. nem te conheço pessoalmente, mas sinto que há uma conexão cósmica de amizade entre nós. E saiba que me entristeci por saber que sua mãe foi se juntar ao seu pai naquele lado mais iluminado do Universo.
    Que ela fique com Deus, e que ele estenda seu manto sobre você e seus irmãos também.
    Carpe Diem...

    ResponderEliminar
  78. Luma,
    meus sentimentos
    Deus faz com que o tempo aquiete a dor no coração.A vida segue e sua mãe sempre quis ver você bem.

    bjs
    sonia vasconcelos

    ResponderEliminar
  79. Luma, sem palavras, deixo só o meu abraço!

    ResponderEliminar
  80. Lágrimas nos olhos ao terminar de ler. Muito linda a forma como você traça o sentimento de suporte materno e depois como, levemente, compartilha a dor da perda - com a qual devemos nos acostumar um dia, mas, imagino, nunca superar.

    Sinto muito. Sei que precisamos nos preparar para esse desenlace um dia mas... difícil estarmos preparados para isso. Eu, confesso, não estou.

    Obrigada por compartilhar esse sentimento conosco. Quando testemunho sua força, acredito um pouco mais na minha também.

    Beijo, querida.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor