Extravassa!!


Cante! Dance!! Solte os demônios!!

Ontem tentei me imaginar ficar, pelo menos uma hora, sem escutar uma música, mas não consegui. Minha vida tem fundo musical. Agora estou ouvindo Joseph Arthur, na sequência TeLeo e Debbie Harry. Isso é o que está na programação, mas posso mudar se me sentir enjoada [2]

Eu ouço música normalzinha, clássica, moderna, comercial (?) respeito o gosto musical das pessoas e também reservo o meu ouvido para retirar algumas músicas do baú. A minha coleção dos Beatles é reposta constantemente, Pink Floyd, David Bowie, Nick Drake...música brasileira, então! Quem acompanha esse blogue sabe que a minha mãe participou do swing bossa nova e que na casa dela, a MPB assume desde sempre o pedestal. Vê, a nossa música pode ser rica, bonita, tocar o coração, falar das coisas da vida e ser acompanhada de uma belíssima voz:

Clique para ouvir a faixa completa

Fico triste por aqueles que acham a música algo superfluo. Sim, parece impossível mas existem pessoas que pensam assim. Vamos cair no campos das possibilidades?

E seguindo a blogagem "Minha Música, Meu Momento" - uma música especial, na voz de uma pessoa especial.

9 comentários :

  1. Excelente lembrança! Me lembrei de um amigo, também, que fazia exercícios de "fono" através de músicas. Para cada exercício, uma música era direcionada.

    O poder da música é infinito. Que bom que podemos contar e cantar com ela sempre.

    Parabéns pelo texto.
    Bj
    Marcelo.

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito de seu post falando de como a música pode tratar nossas emoções! Sempre trabalho com músicas suaves, como as lá do blog, para dar relaxamento e aconchego, funciona muito!

    Obrigada pela visita! Eu acho que a nossa vitrolinha é igual, a minha também e uma maletinha, mas não encontrei foto igual. A minha toca até hoje eu mostrei para meus enteados e toquei aqueles discos coloridos de historinha para eles.

    Bjs!

    ResponderEliminar
  3. Oi, Luma!
    Parece que o Luz está normal para mim agora. ;)
    Continuo com visitas em casa e, por isso, ainda não voltei aos trabalhos “bloguísticos”... rsrsrsrs...

    Menina, eu gosto demais de música, sabia? Acho realmente diferente uma pessoa não gostar. Adoro escutar tudo o que me dá vontade, de clássicos a rock, e cantarolar tudo e de olhos fechados. Mas o que me toca de verdade são os clássicos da MPB. Como a música brasileira é boa, não?!

    Beijos!!!!

    ResponderEliminar
  4. Oi Luma,

    também acho difícil imaginar como uma pessoa possa não gostar de música, afinal, tudo é música: os barulhos da naturexa, os barulhos humanos, tudo, ainda que nem todos sejam agradáveis. Conhecia a musicoterapia meio por cima, gostei de ter lido mais aqui, e gostei do post também por você não ter lembrado apenas dos prazeres musicias, mas também falou sobre como a música pode ajudar as pessoas.

    Adorei o post, abraços.

    PS - e o Batman nunca me enganou, rsrs.

    ResponderEliminar
  5. Olá Luma.
    Obrigado por ter visitado o Rosa caída.
    Testei o video e passa direitinho. Esta foi uma homenagem feita a Harrison por musicos famosos, vários anos depois da sua morte, mas no yotube pode encontrar outros videos, alguns com fotos de George Harrison, basta colocar o nome da musica: My sweet lord.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Concordo com você. A música faz mesmo um bem danado. Mas, TEM QUE SER MÚSICA (rs). E é clara a sua influência na psique humana e até em animais.

    ResponderEliminar
  7. Além de ser tudo de bom, música também pode ser terapia, mesmo no cotidiano, música alivia o estresse e dá alegria.

    ResponderEliminar
  8. kkk..vc vai me desculpar a risada, mas essedesenho do Batman na abertura do post está jilario hahaha, ri muito quando vi, e acrecite, medeu uma ideia pra fazer um pano de fundo pro comp pra presentear vcs leitoras do Las Tiritas.
    Muito bom o seu bloguito;)

    Besos

    ResponderEliminar
  9. Eu, como músico desde que me entendo por gente, confesso que sempre tive um certo preconceito quanto à musicoterapia. Após alguns anos observando alguns trabalhos pude ver o quão errado estava.

    A música além de ir em fatores neurológicos afeta o social, vide a quantidade de projetos sociais que existem utilizando a música e isso é realmente muito bom.

    Tenho a mania de trabalhar, dormir e estudar ouvindo música portanto, também me causa estranhamento alguém não gostar de música. Sem dúvida se há algo na produção da humanidade que faria falta isso com certeza seria a música.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor