Ar livre

A menina translúcida passa.
Vê-se a luz do sol dentro dos seus dedos.
Brilha em sua narina o coral do dia.

Leva o arco-íris em cada fio do cabelo.
Em sua pele, madrepérolas hesitantes
pintam leves alvoradas de neblina.

Evaporam-se-lhe os vestidos, na paisagem.
É apenas o vento que vai levando seu corpo pelas alamedas.
A cada passo, uma flor, a cada movimento, um pássaro.

E quando pára na ponte, as águas todas vão correndo,
em verdes lágrimas para dentro dos seus olhos.
(Cecília Meireles)


Hoje é dia de comemorar o nascimento de Cecília Meireles, para quem não sabe Cecília Meirelles nasceu no dia 07 de Novembro de 1901 e morreu no 09 de Novembro de 1964, com 63 anos e dois dias após comemorar seu aniversário.

Portanto, hoje é seu aniversário! HOJE É DIA DE CECÍLIA! Dia de blogagem coletiva em sua homenagem e quem organiza é Leonor Cordeiro do blogue "Na dança das palavras..." Participe!!

Cecília nos deixou várias sementinhas plantadas no mundo, porém uma é especial; seu Bisneto Matheus Teixeira, que com 7 anos escreveu "A Ilha dos Dragões" pela editora Global, fazendo parte da coleção "De criança para criança". Matheus está com 12 anos, mas aos 5 ditava a história para a sua mãe, já que ainda não sabia escrever. Entrou para o Guiness Book, o livro dos recordes como a pessoa mais jovem no mundo a publicar um livro.

Com 16 anos Cecília era professora de escola primária. Vocês podem imaginar o que é ter como professora Cecília Meirelles?

Chame os pequenos e mostre-lhes algumas das poesias feitas especialmente para eles: Rômulo rema - poesias para o público em geral - Leilão de jardim - O Cavalinho Branco - Colar de Carolina - O mosquito escreve - Sonhos da menina - O menino azul - A pombinha da mata.

Quero destacar a atuação de Cecília Meirelles como educadora e defensora de causa nobres da história brasileira: foi militante contra a ditadura de Getúlio Vargas, lutou pelo voto feminino e pela reforma do ensino. A primeira biblioteca infantil inaugurada no Rio de Janeiro, foi inaugurada por ela.

Durante o período que exerceu a carreira jornalística, publicou mais de 1.200 artigos sobre educação, literatura e folclore em grandes jornais, como a Folha de S. Paulo, Diário de Notícias, A Manhã e na revista Observador Econômico. Mesmo depois que se aposentou em 1951, como diretora de escola, continuou a trabalhar na Rádio Ministério da Educação, como produtora e redatora de programas culturais.

Também foi a primeira mulher a receber prêmio da Academia Brasileira de Letras (ABL) pelo livro A Viagem . Após sua morte, o governo do extinto Estado da Guanabara, decidiu chamar Sala Cecília Meireles, o grande salão de concertos e conferências do Largo da Lapa. Na cidade portuguesa de Benfica, existe uma rua com o seu nome.

"E morro sempre na hora em que compreendo tua parte do dia"

Participaram:
Boa blogagem!!
Beijus,

11 comentários :

  1. Estou visitando todos que hoje relembram esta maravilhosa escritora e me deliciando com os lindos poemas deixados.
    Muito bom gosto sua lembrança e adorável seu cantinho.
    um abraço carioca

    ResponderEliminar
  2. Luma, você escolheu um poema belíssimo, estou cada vez mais encantada com tudo de lindo que ando lendo pelos blogs no dia de hoje, graças a Cecília!
    Parabéns Luma!

    Beijão

    ResponderEliminar
  3. Muito interessante esta história do bisneto da Cecília. Foi um ótimo achado desta blogagem, além das belíssimas posias da grande escritora.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde minha linda!

    Eu também não resisti e fugi da regrinha de Leonor.
    Lendo seu texto, para não fugir a regra mais que perfeito e repleto de informações não sabidas por mim, como eu gostaria de ter como professora Cecília.
    Cecília é minha paixão desde minha infância. Só ela para colocar em palavras dos os sentimentos.
    Será que existe mulher igual a ela? difícil né???
    Beijos de bom fim de semana para ti!
    Rô!

    ResponderEliminar
  5. Finalmente me "convenceste" a participar de uma blogagem coletiva (mas só "postarei" na segunda, dia 10): também, com este tema, impossível ficar de fora... Cecília é destes gênios áos quais é impossível ficar-se indiferente! Belo post e boa escolha de citação a sua obra! Grande beijo (ainda) sumida mana!

    P.S.: não querendo cobrar, mas... Cadê meu e-mail?!

    ResponderEliminar
  6. Muito bonito o seu poema

    Quando recebi o convite não conhecia a poetisa,
    mas como queria participar, procurei na internet informação.
    Agora com esta blogagem colectiva, vou conhecendo melhor e estou a adorar.

    A iniciativa foi muito interessante e para mim muito informativa

    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Que todos tenham um final de semana com muita paz e alegria...Abraços !!!

    ResponderEliminar
  8. Vim conhecer um pouco mais de Cecília e deu-me tanta vontade de ler Leilão de Jardim pois, na infância era o que mais lia.

    Um ótimo fim de semana!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  9. Como eu comentei em um dos blogs que também participam da Blogagem, cada página que eu abro e encontro um poema diferente, esses escritos completam a minha preferência por essa maravilhosa escritora.
    Excelente escolha!
    Abraços

    ResponderEliminar
  10. Luma, você como sempre didática e excelente contadora de histórias.
    Ter Cecília como professora para mim é algo inimaginável. Poucas pessoas tem esse dom da escrita.
    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  11. Bonita homenagem a Cecília Meireles.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor