Dia Mundial do Meio Ambiente e dia da Ecologia

Duas blogagens coletivas marcam o dia de hoje no calendário da blogosfera; a Blogagem sobre Desenvolvimento Sustentável promovida pelo Sérgio, do Blog Todo Seu: História & Cotidiano e outra pelo "Faça a sua parte", comemorando o Dia Mundial do Meio Ambiente.

A data para comemoração do Dia do Meio Ambiente foi lançada para marcar a abertura da Conferência sobre Meio Ambiente Humano, conhecida como Conferência de Estocolmo, em 1972. Nessa mesma data foi criado o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP, em português). Em 2008, o tema será "Kick the Habit! Towards a Low Carbon Economy" (Faça a sua parte)

Fiquei em dúvida quanto ao assunto à tratar nesta blogagem coletiva por ser o tema bastante amplo, mas ao saber o tema "Kick the Habit! Towards a Low Carbon Economy" pensei logo em algo que me incomoda e que pode levar a soluções indevidas - a vulgarização no trato do tema. Justo porque a sociedade atual não está alertada sobre a atual realidade no segmento específico do carbono. O problema não é enfocado de forma correta principalmente por gestores de políticas para o setor.

A discussão do tema vulgarizado com a expressão "sequestro do carbono", fez surgir infindáveis abordagens, bem como inúmeros especialistas na matéria. Especialistas em sua maioria, produtos da mídia que falam aparentemente com extrema propriedade sobre o assunto, como profundos conhecedores e tendo cada um a sua própria receita do bolo para salvar a terra.

Esses profundos conhecedores são repórteres, jornalistas, assim como profissionais de outros inúmeros campos. Eu diria que é até fácil compreender a dimensão assumida pelo problema, especialmente para leigos, sobretudo quando existe algum tipo de perspectiva catastrófica envolvida e que leva pânico para a população. É neste aspecto que residem as verdadeiras chances de problemas futuros e diante da possibilidade de adoção de procedimentos indevidos, a busca de solução para as questões relacionadas ao assunto devem ser tratadas por quem possui "capacitação" e que esteja "habilitado". É um verdadeiro absurdo constatarmos o nível de intromissão e a "propriedade" com que pessoas leigas e, muitas vezes ONGs, discorrem sofre o assunto. E pior, que na maioria das vezes, essas pessoas e instituições têm mais acesso à referida mídia, o que pode trazer consequências nefastas, para o meio ambiente como um todo.

O tema ambiental, é por si só, multidisciplinar. Assim sendo, é natural uma certa tolerância no trato da matéria. Mas com vistas de se evitar verdadeiras catástrofes ambientais no futuro, é prudente que os orgãos gestores e específicos do segmento profissional que regem as normas sobre a matéria, tomem de imediato a necessária atitude no sentido de definir parâmetros de procedimento. A adoção de soluções constitui importante ferramenta para se evitar o aquecimento do planeta e neste sentido, faço um apelo para os excluídos capacitados e habilitados para que sejam definitivamente incorporados e que as instituições responsáveis pela fiscalização do exercício profissional e entidades oficiais de classe tomem atitudes dentro de suas atribuições.

Do contrário, continuaremos a assistir, indignados a esse verdadeiro show ambiental que hoje nos é mostrado de forma imprópria e meramente especulativa.



Hoje, além de comemorarmos o Dia Mundial do Meio Ambiente, também comemoramos o Dia da Ecologia. A palavra Ecologia define-se como o conjunto das ciências que se dedicam ao estudo das interações dos seres vivos com o seu ambiente.

A natureza fornece meios para que o homem diminua a emissão de gases poluentes na atmosfera, fato que deixou de ser motivo de preocupação exclusiva de ambientalistas e que mobiliza toda a sociedade - Agora bactérias podem ser utilizadas no processo de fixação biológica do nitrogênio, o que faz reduzir custos na produção de várias culturas e favorecer o balanço energético.

O que isso quer dizer? Que os fertilizantes nitrogenados industrializados, muito caros, que geram muita poluição na sua fabricação e que manuseados de forma errada colocam em risco o meio ambiente e o próprio homem, agora poderão ser substituídos pela fixação biológica do nitrogênio. Grande novidade de pesquisa finalizada pela Embrapa (Empresa brasileira de pesquisa agropecuária) e que foi iniciada na década de 1950, antes mesmo da existência da Embrapa. Tempo não? Mas somente de 1963 a 1969, quando poucos cientistas acreditavam que a fixação biológica de nitrogênio (FBN) poderia competir com fertilizantes minerais, J. Döbereiner , liderando um grupo de estudantes, começou um programa de pesquisas sobre os aspectos limitantes da FBN em leguminosas tropicais.

Desde então, pesquisadores aperfeiçoaram técnicas utilizando enzimas produzidas pela bactéria Gluconacetobacter diazotrophicus e conseguiram que o nitrogênio, que tem forma molecular gasosa, fosse fixado por algumas espécies de gramíneas. Como o solo brasileiro é muito diversificado, faz-se necessário diagnosticar as limitações do campo unicamente.

Deixo aqui expresso o reconhecimento à cientista Johanna Döbereiner, coordenadora da pesquisa, que fez de sua vida um constante desafio em favor do desenvolvimento de uma agricultura sustentável e do equilíbrio do meio ambiente. Gostaria que vocês olhassem sua biografia - ela já foi indicada para o Prêmio Nobel de Química, além de ter recebido outros prêmios, distinções e ter seu trabalho reconhecido mundialmente.

Participantes:

Ricardo Penachi - Blogagem coletiva: Meio Ambiente
Luma - Dia Mundial do Meio Ambiente e dia da Ecologia
Rodrigo - Dia Mundial do Meio Ambiente
Carlos Pereira - O Que Você Está Esperando?
Maria Augusta - Bleu, Blanc, Rouge...et Vert?
Georgia - Meio Ambiente
The Best - Dia Mundial do Meio Ambiente
Sarah K - Dia Mundial do Meio Ambiente
Denise BC - Dia Mundial do Meio Ambiente
Rosane Wolff de Souza - Dia Mundial do Meio Ambiente e Ecologia
Marcos Santos - Dia Mundial do Meio Ambiente em Fotos
Rosa - Meio ambiente - desertificação
Ana Cláudia Bessa - De quem é a culpa? Do Legislativo, do Executivo ou nossa?
Allan Robert - O Meio Ambiente Italiano
André Delacerda - O Rio e o Aquecimento Global: o Protocolo Rio
Lucia Malla - O valor do ambiente
Ana Paula - Pedalando para o trabalho
Ricardo Ribeiro - Um cidadão planetário em tempo real
Pri Guti - Dia do Meio Ambiente - criar para preservar!
Mel - Blogagem coletiva: dia mundial do Meio Ambiente
Renata Bonasio - O que devemos comemorar no Dia Mundial do Meio Ambiente?
Luiz Ramos - Recordar é preservar o Meio Ambiente
Planeta Sustentável - Dia Mundial do Meio Ambiente
Miriam Salles - Dia Mundial do Meio Ambiente
Julio Moraes - Envolva-se
Felipe (Projeto Jogo Limpo) - Preserve o meio ambiente urbano
Marisa Lopes - Dia do Meio Ambiente
Anny - Todo dia é dia de cuidar do meio ambiente...
Leonor Cordeiro - Dia mundial do meio ambiente!
Luz - Dia Mundial do Meio Ambiente
Lu Monte - 5 razões para não usar sacolas plásticas
Luciana Soldi - Dia Mundial do Meio Ambiente
Prendadas - Dia Mundial do Meio Ambiente
Lucia Freitas - Preserve o meio ambiente: seja diferente
Alline - Dia Mundial do Meio Ambiente
Bruno Pedasani - Lixo? A m**da volta pra você
Thiago Torquato - O que a TI pode fazer para colaborar com a sustentabilidade?
Mirian Martins - Gente sem saúde no dia mundial do Meio Ambiente
Afonso - Lili fez a sua parte na blogagem coletiva do Meio Ambiente
Felipe Rocha - Créditos de carbono: o que são, para que servem e como funcionam
Sonia Horn - Dia Mundial do Meio Ambiente
Roseli - 5 de junho: Dia Mundial do Meio Ambiente


Participem da blogagem coletiva promovida pelos blogues citados acima. Eu estou fazendo a minha parte e você?

Beijus,

21 comentários :

  1. Oi Luma, parabéns pelo texto bem consciente.

    As pesquisa dizem que o nosso planeta já perdeu metade de sua extensão florestal original, nos últimos 100 anos esses dados sao gritantes. Calcula-se que todo ano seja desmatada, na Terra, uma área equivalente ao estado do Acre. É de doer, nao?

    O Brasil é o segundo país mais desmatado. O primeiro lugar fica com a China. Creio que um número bem pequeno de brasileiros têm consciência do que anda acontecendo com o nosso ecosistema. Seria preciso que às escolas tivessem essa matéria em pauta. Somente educando é que se teria uma mudanca em massa.

    Abracos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Georgia, as pesquisas dizem também que o Brasil é o país do mundo com maior consciência ecológica. Dar ao povo da amazônia condiçoes de sobrevivência economica é o caminho para freiar o desmatamento. Aproveitando a graça de comentar o post, diria que essas áreas desmatadas deveriam ser transformadas em áreas produtivas. Beijus

    ResponderEliminar
  3. Informação e objetividade é sua marca. A natureza agradece.
    Abraços

    ResponderEliminar
  4. Luma
    Boa explanação do tema, que como vc' mesmo relatou é multidisciplinar, concordo que exista essa banalização do assunto por parte dos ditos ambientalista, representantes não governamentais, jornalista e tantos outros. Mas é um assunto que rende mais lucros do que dividendos e do ponto de vista político é inteiramente correto, então usam e abusam, mas por em prática é bem mais complexo e complicado.
    bjs,
    DeniseBC

    ResponderEliminar
  5. concordo contigo... e realmente eu me lembro de ter visto nosso Barba Mór falando isso... ecologistas estão atrapalhando o desenvolvimento... mais de uma vez... triste. Até mais!

    ResponderEliminar
  6. Luma, como coloquei lá, as palavras nao sao minhas é do blog Cavaco Colibris, abre lá o link.

    Beijao e boa quinta

    ResponderEliminar
  7. Oi Luma, é por isso que eu sou sua fa. Vc para mim é a melhor mulher informada dessa blogesfera.
    Muitissimo obrigada e já corrigi por lá.

    Grande beijo

    ResponderEliminar
  8. Luma!
    Como sempre suas materias são para mim verdadeiras aulas.
    Você não imagina como eu venho crescendo em cultura e principalmente no meu interior.
    A cada comentário que recebo para mim fica expresso só crescimento, pois cultivar boas amizades também faz parte de uma vida saudável, e mais, aprender a amar meu próximo cada vez mais está me fazendo muito bem, tenho feito coisas que aprendi e aprendo com todos vocês, que jamais pençaria em fazer.
    Beijos e fique com Deus e que ele te abençoe!
    Rô!

    ResponderEliminar
  9. Duas propostas muito boas, que fiquei sabendo somente por agora, sou um ferrenho defensor do desenvolvimento sustentável, vou tentar participar...

    Algo interessante que você falou e que gostaria de destacar é o fator multifacetado que é tal assunto: ecologia, afeta a todos e todos podem inferir de forma positiva para a melhoria do planeta e de nós mesmos...

    ResponderEliminar
  10. Já bem dizia o filme Matrix, o ser humano é um vírus, consome tudo do meio ambiente, depois se muda.

    E o mal de todo esse assunto é que tratam-se de negócios. ONGs com belos objetivos são sustentadas por empresas e governos que querem parecer legais, pessoas tornam-se voluntárias porque fica bem no currículo e a maioria das pessoas só fala, fazer que é bom, necas...

    Mas um dia o mundo aprende, nem que seja na marra!

    ResponderEliminar
  11. Luma
    Aqui se aprende sempre. Teus posts são aulas para nós que são complementadas pelos comentários.
    Parabéns!
    Bjim.

    ResponderEliminar
  12. Olá,

    Passei para conhecer esta beleza de espaço e amei. Voltarei outras vezes.

    Desejo uma linda quinta feira e muita paz.

    Smack!

    Edimar Suely

    ResponderEliminar
  13. Luma, assim que vi que aconteceria a blogagem lembrei de ti. Claro, sempre com ótima contribuição!
    Beijos pra ti. Mel

    ResponderEliminar
  14. Entre tantas mazelas temos ainda no Brasil de hoje um Governo lietralmente predador que gosta muito de discursar mentir e omitir a realidade dos fatos. Note que a transposição da água do Rio São Francisco parece totalmente esquecida. Esta obra para mim é emblemática porque temo consequências do seu desatino.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma:
    Li o texto sobre a cientista Johanna Dobereiner como sugeriu e gostei muito. Muito bom saber sobre estes assuntos. Como minha cidade natal é uma cidade universitária, estava sempre por dentro destas pesquisas. Agora só contando com uma pessoa muito bem informada como vc pra saber dessas novidades. Já que estou muito longe de minha cidade, posso contar com vc que está mais perto(virtualmente). Muito bom o seu post. Parabéns!

    ResponderEliminar
  16. denise rangel22:37

    Luminha, querida!
    Minha proposta continua de pé, viu! Pense bem! A causa ambiental só terá a ganhar.
    Obrigada pela participação, excelente, por sinal, na blogagem coletiva.
    beijo, menina

    ResponderEliminar
  17. Texto excelente, Luma.

    Eu completamente esqueci dessa blogagem. Eu sei, não tem perdão!

    ResponderEliminar
  18. Passando por todos os amigos pra avisar que terminei de atualizar meu blog. Se puder me linkar novamente eu agradeço, é só pra ficar certinho aqui no seu blog.
    Bjuuuuu e boa sexta!

    ResponderEliminar
  19. Luma, parabéns pelo post...Bom final de semana.Abraços!!!

    ResponderEliminar
  20. Querida Luma

    Vou voltando devagarinho.

    Todo esforço para salvar o meio ambiente é válido. Embora acredite, sinceramente, que já passamos da estação. Não sei se esse trem, onde estamos, tenha mais algum ponto de descida confortável para nós.

    Beijus
    Marcos

    ResponderEliminar
  21. Querida Luma,

    Obrigada por essa postagem, aprendi muito com a sua colocação.
    É tão bom quando alguém compartilha os seus conhecimentos, presente precioso que diminui a nossa ignorância.

    Mil beijinhos!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor