mimimi do Dia dos Pais

Dia dos pais, não é um dia muito bom para mim e sem cabeça para postar, republico...

“Para domesticar alguém, basta partilhar um sofá e um jornal de fim de semana”.

Assim dizia pablito e olhando o jornal ali fechado, a poltrona vazia, só penso... Nas árvores do meu Pai.



Cada vez que vejo cortada uma árvore, penso no meu Pai.

O meu Pai plantava árvores nas horas vagas.

Era assim: Pensava nas árvores que iria plantar enquanto ia plantando outras que também queria plantar.

Mamãe até desconfiava dessa sua parte do cérebro sempre ocupada e preocupada com as suas árvores.

Estudava a composição de solos, quantidades de água... comprava algumas novas, outras desenraizadas de outros locais; como algumas, que nunca deram frutos, pois eram “experimento”.

Viajava e trazia uma árvore, com a devida autorização - “sabe que aquela ali tem mais de mil anos?” esse era o sonho; que em futuras gerações alguém dissesse isso.

Lógico que não saberiam quem teria plantado aquela árvore - "Não é extraordinário pensar que lá na fazenda um dia terá uma árvore de mais de mil anos?"

Isso, se algum infeliz não arrancá-la antes.

Penso nessa eternidade das árvores, nesse mistério da longevidade, nesse silêncio do passar dos séculos, na guarda do encanto e da beleza do verde, na imponência e na sobriedade. Todo esses sentimentos estão lá.

E quando ando por entre elas, respiro fundo e penso partilhar o mesmo ar com meu pai.

Quando vejo uma árvore cortada ou uma mata queimada, penso que poderiam ser as árvores do meu pai.

Penso em alguém no futuro, que possa amá-las dessa forma e com a mesma alegria que o meu Pai em toda a sua vida, passou à família.

E todos os anos, todos os anos, todos os anos, cortam mais, ardem mais e mais árvores ardem.

Ele pensava nas árvores, mas se matava.

Porque era assim: No final da noite saía despejando os cinzeiros na lixeira cheios de cinzas dos cigarros e me levava para a varanda, naquele estalo de calor estagnado e parado da noite - eu morrendo de medo das rãs voadoras.

Nessa hora que sentávamos na varanda para sua última cigarrilha e pegávamos pedrinhas para atirar nas rãs... Pingam as lembranças. Ele não está aqui, nem os cigarros e nem as rãs.

E hoje, o vento assobia e dança e assola as janelas do meu quarto andar, o mar que avisto da janela não tem a preguiça de um abraço depois de um domingo cheio de pescarias. Só sinto a doçura que chega com o piar dos pardais também perdidos na lembrança.

Vamos deixar de mimimi e só pedir aos pais, que eles saibam eternizar os seus momentos com suas famílias. Feliz dia!!

39 comentários :

  1. Luma e um dia triste p mim, tambem. Sabe ate fora nao sei como funciona ao tecnoratti, apesa de ter cadastro e ter adicionado alguns favoritos.
    Bom fim de semana


    bj

    ResponderEliminar
  2. Jôka de Copacabana23:35

    LUMA< tá dando aquela mensagem : Tchan ! Isso vai se auto-desligar, e tal ! Mas eu insisti e consegui deixar um alô.
    Vou sair e tentar novamente...

    ResponderEliminar
  3. Consegui voltar, só que as letras tão todas loucas, tipo @#@#Z uma escrita cripto-grega.
    Não consegui copiar e colar aqui pra mostrar como é, mas é ilegível. Pior que russo.
    Pra que vocês põe essas proteções anti-cópia ? Francamente ! Vão copiar posts de blogs pra que ? Pra publicar como nome de outra pessoa ? Tá boa, Luma ?!!! Acho isso de uma pretensão inenarrável !
    Nananinanão !!!!
    Tira essa antipatia daí e deixa o povo copiar e colar a vontade ! Liberdade para as borboletas !
    Bjs!

    ResponderEliminar
  4. Bonita suas palavras com relacao aos seus pais.. quanto a ranking vc tem razao nao depende da gente. Depende dos nossos amigos, leitores. Any way. Feliz dia dos pais para sua familia

    ResponderEliminar
  5. esse dia dos pais está triste pata mim, eu não verei o meu pai e é uma dor imensa...

    ResponderEliminar
  6. OI flor

    A melhor forma de homenagear seu pai é olhar a obra dele: Vc!

    Linda e admirável... Parabéns a vc e a seu pai que deve estar se desconchavando em orgulhos.

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Dia especial para todos os que têm pai presente, ativo e amoroso.
    Para quem não tem mais, ou o pai está longe (como o meu) fica o beijo distante !

    ResponderEliminar
  8. Infelizmente essa data hj nem tem mais sentido pra mim.
    Big Beijos

    ResponderEliminar
  9. Lu, seu pai ganhou o meu carinho e minha admiração de cara, poucos tem a sabedoria do seu pai em acreditar q aquilo q fazemos hoje reflete, bem ou mal, para o futuro de todos.
    Ele agora é exemplo, não só pra vcs, filhos, mas tbm pra nós, pra q não deixemos morrer nossas belas matas e continuar sempre acreditando q o pouco de cada um é o muito q faz com q esse país se mantenha de pé.
    Bjocas

    ResponderEliminar
  10. Atitude digna de parabéns...mas infelizmente essa data nunca teve sentido algum pra mim!!!!

    Feliz dia dos pais para o seu...

    Bjokas querindona

    ResponderEliminar
  11. lUMA QUERIDA1 FINALMENTE CONSIGO LHE ENVIAR ESSE MEU COMENTÁRIO...RSSSSS
    oLHA ADOREI SUA RESPOSTA E QUERO TE CONTAR QUE NO POST DE ONTEM, EU COLOQUEI UM LINK QUE LEVA AO FAMOSO MAPEAMENTO DE BLOGS E ONDE TB FAÇO A MAIOR FARRA POR QUE SEU NOME ESTÁ ENTRE OS CEM...
    PASSA LÁ PROCE VE O TAL MAPEAMENTO...
    AMEI A HISTORIA DAS ARVORES E DIZER QUE ETERNO SERÁ SEMPRE O AMOR PELO SEU PAI QUE VC TÃO BEM NOS REPASSOU...
    ME FEZ LEMBRAR AQUELE FILME ONDE O MENINO ROBO NUNCA ESQUECE DO AMOOR DA MÃE...
    QUE SUAS LEMBRANÇAS SEJAM SEMPRE FELIZES... VC MERECE! UM GRANDE E APERTADO ABRAÇO>

    ResponderEliminar
  12. Lindo seu texto, Luma...
    Linda a atitude do seu pai...
    Lindo! Lindo! Lindo!
    Como bióloga, só posso dizer que fiquei emocionada com o que escreveu. Parabéns!

    ResponderEliminar
  13. Luma,
    teu pai está vivo em cada árvore que plantou. Mesmo que quisessem, não conseguiriam arrancacar todas. R voce está aí para divulgar o trabalho dele. E mostra, que esse negócio de ecologia, mesmo tendo outro nome, já vem de longe.
    Um beijo, menina

    ps: o coração "guentou" bem, viu?

    ResponderEliminar
  14. Luma, prefiro não comentar. Beijocas

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma!!!
    As datas não têm mais o encanto que tinham antigamente, mas ainda as comemoro...
    Boa semana!!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  16. ô, Luminha! Sei como é... só que pra mim é o dia das mães que é triste. O dia dos pais, também, porque estou longe. Dá pra falar por telefone, mas fico com ciúme de todo mundo que está lá na casa do meu avô comemorando...
    Bjo!!!

    ResponderEliminar
  17. Meu pai tbém me ensinou a amar a natureza. Achei comovente o seu texto, tão recheado de amor, carinho e saudade. É bom ter um cantinho onde sentimos a presença de alguém q se foi, ainda mais um cantinho repleto de velhas amigas.

    "... As árvores jovens tem a sua beleza. Mas, sendo jovens, não tem estórias para contar. Não se pode assentar à sua sombra, suas copas oferecem pouco lugar para os pássaros e seus galhos não são fortes o bastante para que neles se amarrem balanços.
    "Olhe estas velhas árvores. Quanto mais velhas mais amigas..." - dizia Bilac. Isso, isso mesmo. As árvores são amigas. Estão sempre fielmente no mesmo lugar, à espera. E se não comparecermos, elas continuarão lá, do mesmo jeito. E sem nada dizer. E jamais se vingam. É só olharmos para elas com a cabeça vazia de pensamentos para sermos possuídos por uma imensa tranquilidade."
    (Rubem Alves)

    Bjs carinhosos

    ResponderEliminar
  18. Bom dia Luma!
    Quase boa tarde...Adorei seu pai. Que bom ter um pai que mora na sua lembrança e pode ser compartido, para que saibamos como é ter um pai assim, feito o seu.
    Obrigada!
    Beijos.
    Anny.

    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  19. E pai o é todo dia, né? Por isso é bom viver cada momento; a gente fica com coisas boas pra lembrar depois disso. As lembranças são como as arvores: voce planta, cuida, faz a sua floresta como quiser; mas ninguém mais vai se sentir tão responsável quanto você por preservá-las e sentir o que for a respeito. O resto é da vida. O resto é o resto. Beijão!

    ResponderEliminar
  20. Deveria ainda haver muitas pessoas plantados árvores, agora mais do que nunca!
    Não tenho o que comemorar também, mwu pai já partiu há muito tempo, só memórias e saudades.

    ResponderEliminar
  21. Oi Luma,
    Adorei o seu post e o legado de seu pai. Que sábio ele, hein!
    Bjsssss. Então o rock tá pegando ai? mto bommmm!

    ResponderEliminar
  22. Querida, enquanto lia e as lágrimas caiam, fiquei a pensar q sinto muito não ter boas histórias do meu pai, mas tb sinto sua falta. Queria ter sido eu a ensiná-lo a ser avô, mas não deixei pq não o perdoava por não ter sido tão pai. Não era d todo ruim, mas eu idealizava um e ele não cabia no meu ideal.
    Hoje seria tb seu aniversário.
    Abraços, q a saudade seja sempre um motivo pra relembrar boas lembranças.

    ResponderEliminar
  23. Eu também perdi meu pai. De enfarto.
    Não gosto das hoemnagens porque me dói muito de saudade.
    Hoje quase chorei, tive de segurar, ao ver uma moça abraçar o pai.
    Feliz de quem tem pais.
    com carinho MOnica

    ResponderEliminar
  24. Luma,
    Saudades desse cantinho..
    Pra mim tambem é um dia triste.

    Só sinto a doçura que chega com o piar dos pardais também perdidos na lembrança.

    Pra que mais?

    Desejo um restinho de domingo cheio de luz e paz!!

    Não suma..
    Beijos

    ResponderEliminar
  25. Oi Luma, se não bastasse todos os últimos acontecimentos da minha vida, esse é meu primeiro dia dos pais sem o meu pai. Vim aqui te agradecer seu carinho e dizer que é fundamental a presença de pessoas queridas nesse momento tão triste para mim. Muito obrigada, beijos

    ResponderEliminar
  26. Um doce e suave texto assim como suas lembranças.
    beijos

    ResponderEliminar
  27. Luma, eu só te abraço e agradeço pelas lindas palavras republicadas...

    Linda um beijo no seu coração!!^^

    ResponderEliminar
  28. É algo intrigante, pois muita vezes prezamos mais o nosso legado do que a vida propriamente dita, bem como acontece o contrario, mas o certo seria pensar em ambos, tanto como levamos a nossa vida como o nosso legado...

    Hah, eu não vou apagar o blog, foi mais algo para falar e liberar a tensão do que a comunicação do intento.

    No casos dos seguidores, tem muitos que parecem fotos, pois nem comentam e tal (e não quero isto, quero que pessoas acabem interagindo comigo e vice versa).

    E boa semana para ti Luma =P

    Fique com Deus, menina.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  29. Tenha uma linda semana Luma, bjs

    A Conquista

    Chegaste assim de surpresa
    apoderaste da minha mente
    eliminaste qualquer defesa
    que pudesse em vão esboçar.(....)

    leia mais no meu blog se quiser

    ResponderEliminar
  30. Uma emocionante e sensível homenagem ao seu Pai!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  31. Oi, Luma.
    Lindo texto! Certamente, de algum lugar, seu pai se emocionou com sua emoção.
    Abração.

    ResponderEliminar
  32. Que bonito!
    Queria estar mais otimista.
    Fico imaginando o quanto frio tem se tornado nosso mundo, e o que as garotinhas terão para guardar dos seus pais.
    Temos tanto hoje em dia que estamos perdendo o essencial.

    ResponderEliminar
  33. Adorei o post até o momento que você chegou nas rãs. Tenho PAVOR a rãs. Mas pai é pai, e pai que ama plantar árvores mais ainda!

    Beijos!!!!

    ResponderEliminar
  34. Infelizmente, partilho da sua experiência: meu pai está se matando aos poucos. Internado, sem nenhum dedo num dos pés e agora com apenas 3 no outro. Tudo que eu queria é que ele soubesse que cada vez que isso acontece, morre uma parte da gente, dos seus filhos e do neto que ele ainda poderia ver crescer...
    Beijos

    ResponderEliminar
  35. Luma, desculpe-me mas acho que deletei seu e-mail. Lembra que havia pedido para enviar-me? Gostaria muito de partilhar algums questões pessoais com vc. Bjs

    valfre@oi.com.br

    Giovanna

    ResponderEliminar
  36. Luma, minha querida!
    Essa foi uma das mensagens mais lindas que li do dia dos pais!
    Parabéns pelo texto sensível e que me levou a caminhar entre as árvores do seu pai. Quem sabe eu reencontre o meu nelas também!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderEliminar
  37. Lindos valores ele te deixou. Não tem preço né?! Boas lembranças no coração. Tem gente que passa por aqui com louvor e feliz daquele que tem o provilégio de conviver.
    Obrigada pelo carinho,já estou bem melhor. Montão de bjs e abraços

    ResponderEliminar
  38. Luma, vc é uma pessoa rara...tb estou sem palavras, pois nossos pais morreram do mesmo mal...triste tê-los por tão pouco tempo...beijos Luma.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor