O que está por trás da sua marca favorita?

Luz de Luma, yes party!

A Oxfam, uma ong de defesa dos direitos humanos, colocou no ar nesse final de semana o vídeo "A Verdadeira história dos ovos de chocolate", aproveitando a data comemorativa da Páscoa para denunciar a baixa remuneração dos produtores de cacau no Brasil.


- Você sabia que somente 7% da renda com chocolates fica com os trabalhadores rurais, a maioria mulheres?

- Que os grãos do cacau (amêndoas) custam 5 reais, o quilo e o produto final, 300 reais?

Uma parceria com a Campanha Cresça que defende as bilhões de pessoas que comem e outras bilhões que plantam para que todos tenham o suficiente para sobreviver, foi realizada com a Oxfam, com o intuito de reduzir as desigualdades com a erradicação da pobreza, investindo produtividade, sustentabilidade e resiliência dos pequenos produtores de alimentos, em especial as mulheres.

Temos que mudar a nossa mentalidade, pois ao contrário do que dizem as grandes empresas produtoras de alimentos; em menos espaço, aproveita-se melhor a terra, produzindo mais e consequentemente gerando  mais emprego, ao contrário do que acontece na agricultura industrializada.

A população que passa fome no mundo é 5 vezes maior que a população do Brasil e esse nosso país, mesmo que em passos lentos conseguiu diminuir 1/4 dessa população que passa fome nos últimos 5 anos. Trocando em míúdos, foi erradicada a fome de 4 milhões de pessoas no Brasil e que fazem 3 refeições ao dia. Um número alto, mas apenas a quarta parcela de pessoas que passam fome nesse imenso país - Em contrapartida, o Vietnã alcançou a primeira Meta do Milênio e reduziu a fome pela metade – cinco anos antes do programado.

O Brasil produz alimentos em suficiência, no entanto, tem distribuição ineficiente e 1/3 do que é produzido se perde e a comida não chega a quem precisa.

Uma em cada sete pessoas em nosso planeta passa fome e isso está acontecendo, porque grandes investidores negociam alimentos como se fosse qualquer outra mercadoria, gerando lucro somente para a indústria de agronegócio - Três grandes empresas, controlam sozinhas quase 90% do comércio de grãos - Temos o suficiente em nosso planeta para alimentar à todos, mas a fome e a obesidade são indicadores que o nosso sistema alimentar não está funcionando direito.

Qual o caminho a tomar? - Produção de alimentos saudáveis pela agricultura familiar, através de um modelo de produção agroecológica em que os consumidores tenham oportunidade para dar preferência a alimentos saudáveis, repensando o consumo de alimentos agroquímicos que se utilizam de grandes porções de agrotóxicos.

Quando é o consumidor que decide, torna-se dono das suas escolhas e capaz de sensibilizar governos e isso ajuda no combate contra as grandes indústrias e países colonialistas.

"Nenhuma empresa é grande o suficiente para ignorar seus consumidores", essa afirmativa não é minha. Vi na campanha "Por Trás das Marcas" que pede para que as pessoas unam as suas vozes e peçam mudanças nas grandes empresas de bebidas e alimentos.

E como as pessoas podem fazer isso? Elas podem se apoiar em iniciativas como as que citei acima. Por exemplo, foi lançada uma petição em repúdio a falta de respeito com as produtoras de cacau. Três grandes empresas foram chamadas para conversação: Nestlé, Mars e Mondelez. Somente essa última não se sensibilizou.
você pode mudar isso!
Por décadas, as grandes marcas de chocolate colocaram as mulheres à frente de seus comerciais, mas quando se trata das mulheres que produzem cacau, a verdade é outra, existe fome, desigualdade e pagamentos injustos.

A maioria dos trabalhadores de cacau vivem abaixo da linha da pobreza e as empresas que fazem as suas barras de chocolates favoritaa não estão fazendo muito para apoiar as mulheres que cultivam cacau. É importante que as mulheres saibam, pois são elas que frequentemente servem esse alimento para suas famílias, enquanto outras estão passando fome por causa desse mesmo alimento. Se você compra chocolate, você pode mudar a forma como as empresas fazem negócios com o cacau.

Páscoa pede renovação, pois então!

Coloque na agenda:

6º BookCrossing Blogueiro.
de 16 a 23 de Abril
Escolha um livro para libertar da clausura da estante e venha interagir com a gente. Qualquer dúvida pergunte no sistema de comentários ou clique na imagem.

Participe também da página do evento no facebook!
Não esqueça de levar um banner para o seu blogue para ajudar na divulgação!
Fique à vontade para personalizar o seu banner.

71 comentários :

  1. Bom tomar conhecimento de tudo isso!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o melhor protesto é não pagar caro por algo que tem no primcípio a exploração do trabalho humano. A China é aqui!! Beijus,

      Eliminar
  2. Puxa, impressionante ver isso. Que coisa!

    Podemos colaborar! beijos,linda semana! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podemos! O mínimo é assinar a petição! Ela demonstra a insatisfação de todos nós!! Beijus,

      Eliminar
  3. Bom dia Luma!
    Quem exagerou ontem nos ovos de chocolates, vai passar mal lendo seu post rsrsrsrsr.
    Falando (escrevendo) sério:
    Luma, vc vi o vídeo e me fez lembrar a coleta, o descascar e a secagem da castanha do Pará, e tem uma empresa que até mudou o nome para castanha do Brasil. Apesar da castanha ser coletada na floresta, a mão de obra feminina está muito presente e muito explorada. A questão da comercialização injusta também acontece muito com nós artesãos, pago imposto como qualquer empresa, mas o comprador na rodada de negócios do Sebrae usa sempre esse argumento de custo/impostos para comprar o nosso produto a preço de banana e jogar na sua vitrine com a sua marca e um preço exorbitante, e ainda fazem propaganda em cima de nós, "comércio justo, comprado de comunidade e associações extrativista", para fazerem bonito lá fora. Enfim, perco a venda, não vendo quando percebo o discurso hipócrita de alguns empresários.

    Excelente post, é sempre bom mostra o lado amargo do doce...
    Tenha uma excelente semana!
    Bjossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é a intenção :) Sou má?
      A cultura do Cacau é simbólica e engloba todo tipo de exploração do trabalho feminino.
      De certa forma através de você, outras mulheres estão protegidas!!
      Obrigada, Bia!!
      Beijus,

      Eliminar
    2. Assim fico :/ sem graça rsrsrsrsrs

      Bjo Bella!

      Eliminar
    3. Sabe que sou admiradora do seu trabalho :)

      Eliminar
  4. É caso para dizer querida Luma que "eles comem tudo e não deixam nada"!
    Sempre assim. Os lucros vão diretos para os intermediários, e tanto, quase tudo vem da terra!
    Aí como aqui, como em todo o mundo. Eis o melhor da globalização...
    Abraço de boa semana
    Bji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para se ter a consciência de que a pobreza que alimenta a riqueza, uma dia também pode faltar!
      Beijus,

      Eliminar
  5. Justiça seja feita, mulheres tem o mesmo direito.
    Das três empresas, ao menos duas já se manifestaram, é um grande avanço.
    E no vídeo, ouvir da mulher que trabalha o dia inteiro, ainda chega em casa tem outra jornada sem ajuda do homem.
    Vamos mudar.

    Boa semana Luma!
    Xeros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Ana Karla!!
      A empresa que não se manifestou, será forçada a se posicionar quando for atingida as 10 mil assinaturas... Vamos mudar esse cenário! As trabalhadoras do campo merecem a nossa ajuda! Beijus,

      Eliminar
  6. Impressionante! Assinei e divulguei.
    beijo, menina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Denise!!
      Você é uma pessoa esclarecida e ativa! Assim precisamos!
      Beijus,

      Eliminar
  7. Luma! Este parágrafo abaixo destacado, é uma grande utopia:

    Produção de alimentos saudáveis pela agricultura familiar, através de um modelo de produção agroecológica em que os consumidores tenham oportunidade para dar preferência a alimentos saudáveis, repensando o consumo de alimentos agroquímicos que se utilizam de grandes porções de agrotóxicos.


    A agricultura familiar é insuficiente, incapaz, ineficiente para produzir alimentos para este mundo. Para comparação, basta lembrarmos que desde o FHC, passando por Lula e agora Dilma, a reforma agrária distribuiu terras, recursos, apoio e muito mais outros benefícios para quem pedia terra para trabalhar, e, quantos per cento na produção de alimentos tivemos? Qual o impacto no valor dos alimentos tivemos? Quais transformações sociais tivemos com tantas ações governamentais nesta área?

    Aqui na região tem um projeto: baixio de Irecê. Desde já estão reclamando do percentual destinado aos pequenos agricultores, e que 90% será destinado ao agronegócio, no entanto, não se vê criticas a este governo que diz que é socialista, que tem a bandeira da agricultura familiar, e também, que é duas caras: apoia o agronegócio, incentiva o agronegócio, patrocina o agronegócio e na TV diz outra coisa.

    As empresas não compram das mulheres trabalhadoras na lavoura de cacau, elas compram dos produtores de cacau, que por sua vez, paga pouco para muitas trabalhadoras. De inventarem uma máquina para colher a produção de cacau, ai, a luta será outra: evitar o desemprego das trabalhadoras que ganham pouco, mas que ganham.

    Penso que o alvo da luta está mirando no alvo errado e de modo que não irá surtir os efeitos desejados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No modelo atual é mesmo uma utopia! Queremos que mude! Estamos vendo como as pessoas estão morrendo pelo excesso de pesticidas e agrotóxicos na alimentação. Isso tem que mudar! Eu tenho a minha horta suspensa e já não compro muita coisa nos mercados. Beijus,

      Eliminar
  8. Muito interessante , não imaginava que era assim.
    Acho um absurdo o preço dos ovos de páscoa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não, Cristina!
      Não comi ovos de páscoa e deixei de ser chocólatra. Olho para chocolate e imagino mãos sangrando de tanto labutar no cacau.
      Beijus,

      Eliminar
  9. Luma,

    Sempre podemos fazer mais do que fazer de conta que o problema não é nosso né?
    Bjo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim! É isso que a maioria faz. Fechar os olhos para não se privar do conforto, mesmo que isso esteja prejudicando os outros!
      Beijus,

      Eliminar
  10. Luma, vocêé uma Libertadora! Uma LIbertária. Um Acontecimento Livre!
    Demais esta postagem.
    Inacreditável de bom teu Blog. Você deveria estar na Grande Mídia, em uma Revista Grande, na TV. Sei que vai chegar lá.
    ( será que não está já? srrss )

    Bejuh Grande

    William
    ( O Verdadeiro Coelhinho da Páscoa! )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nossa, William!!
      O seu comentário é um grande incentivo!
      Mas sinto informar que os posts que me dão maior prazer em costurá-los são os que menos audiência tem. As pessoas não querem andar pelos blogues para refletir. A blogosfera é uma grande diversão ao que parece!!
      Mas quem sabe... as possibilidades estão no ar! :)
      Beijus,

      Eliminar
  11. Bom dia Luma!
    Vivendo, lendo e aprendendo.
    São muitas as informações que pecisam ser checadas.
    Estou lendo todos os links. O seu post como sempre está excelente!
    Parabéns!
    Que a sua Páscoa tenha sido feliz de verdade!
    Beijão
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Astrid! Não quis encher o post de links, porque os poucos que deixei, se bem explorados explicam bem a situação.
      Obrigada pelo elogio! A minha páscoa foi muito boa, no sentido de celebrar a renovação. Nada de coelhinhos, pois não sou mais criança!
      Beijus,

      Eliminar
  12. Querida Luma:
    Parabéns e obrigada por me ter posto ao corrente sobre um tema que eu desconhecia totalmente.Há várias abordagens a fazer:
    1-A mulher deveria ser sobrevalorizada porque tem sempre,no mínimo dois trabalhos:o profissional e o doméstico.
    2-Ela já deu provas de ser tão ou mais capaz do que o homem, portanto para trabalho igual,salário igual.
    3-Em relação a essas empresas eu tomaria uma atitude que dá 100 de resultados e já vi ser aconselhada para outras e noutras circunstâncias-As pessoa ,mas devem ser todas, só compram na Nestlé e na Mars.Veríamos se a 3ª empresa não mudaria imediatamente de atitude.
    Outro assunto:como a Luma escreve muito bem,gostaria que me fizesse uma visita e comentasse uns versinhos que fiz para a minha filha e minha neta mais nova.
    Espero que tenha tido uma Páscoa muito docinha em todos os aspetos,juntamente com todos os que lhe são queridos.
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perfeito, Beatriz!
      Logo mais vou lá!
      Beijus,

      Eliminar
  13. Aplausos para a tua postagem Luma.
    Acho que precisamos disto, porque na empolgação da época, pagamos caro por ovos de marcas e nos esquecemos do ser humano que está por trás da matéria prima.
    Uma parte de nossa família é rural e bem sabemos das dificuldades no campo. O trabalho colossal para um pagamento que nem chega a cobrir despesas.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podemos evitar as grandes marcas e optar pelo artesanal, mas saber a procedência pois muitos comprar o bruto dessas marcas para manufaturação. Beijus,

      Eliminar
  14. Luma, você é demais, mais, mais ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bondade sua!! Ah, ainda estou curiosa... rs.
      Beijus,

      Eliminar
  15. Infelizmente essa prática do produto original custar uma merreca e o produto final uma fortuna, é pratica comum em muitas áreas, não só nos chocolates, vide matérias com aquele povo coberto de lama pegando caranguejo, vendendo por uma ninharia e depois o caranguejo mega valorizados nos quiosques da praia ou nos restaurantes, mesma coisa acontece com quem compra camarão congelado no mercado, o preço de um pacotinho de 400gr sai mais caro do que alguns quilos pelo qual o pescador vende no barco.

    e sim, a postagem é um alerta, a campanha é justa... mas vamos combinar que, tirando o discurso 'politicamente correto' que a maioria faz diante dessas situações, verdade é que raramente a pessoa vai trocar uma marca só por causa que ela explora, seja criança ou adulto, mulher ou velhinhos.

    Fosse assim não se compraria pirataria que a gente tá cansado de saber que não é só por não pagar imposto que os produtos piratas saem mais barato, é principalmente pelo salário praticamente inexistente paga a esses trabalhadores que trabalham em regime de escravidão, horas seguidas, sem nenhum benefício e praticamente sem direito a banheiro e a água...

    E mesmo assim muita mulher sai toda se achando com aquela bolsa falsa-marca e pai bota os filhos pra comer pipoca vendo filme pirata.
    Mas vai falar disso com esse mesmo povo pra ver se não vão dizer que a exploração é chocante, que não vão consumir...Ahã.
    Desliga a câmera e entra dentro da casa deles pra ver.

    Como diria Nelson Rodrigues: A vida como ela é.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, mas a gente pode começar pelo produto campeão de vendas...

      Eliminar
  16. Coisa que só aprendo aqui. Nunca imaginei nada disso. Obrigada por compartilhar isso. bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nanci, também quando soube fiquei indignada e literalmente parei de consumir, já que o meu consumo de chocolate, se reduziu a mais ou menos 10% do que consumia antes. Beijus,

      Eliminar

  17. Olá, Luma..:)
    Hum..ainda não comi o ovo de Páscoa desse ano, ela está na geladeira em pedacinhos, por isso, ehr.. esqueci completamente..:))
    Já faz tempo que não tomo "junk drinks", comecei a suspeitar de que poderia ser uma das causadoras de alergia...:))
    Café só tomo "Nescafé", por enquanto.
    Hum..essa história de produtor entrar pelo cano, é antigo; não é questão de que não temos idéias e soluções, sabemos que é mais " políticagem"..:))
    Citar só os problemas não resolverá, exige tomadas de decisões e ações, ou seja, planejamento, objetivo a ser alcançado..etc....:)
    Ótemo e ótima semana!
    A big Hug and Tchauzinho
    Música:
    01- Mahler - Das Lied von der Erde=The Song of the Earth - Der Abschied=the farewell=O Adeus
    Un peu de physique:
    01- Mikio Kaku - Will Mankind Destroy Itself?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elena, também gosto de chocolates mas não vejo graça em ovos da páscoa, pelo formato e pela própria qualidade dos ovos, que não valem o que pagamos. Gosto de chocolate amargo e não se encontra ovos de cacau, apenas de puro açúcar. Diante de tudo isso, ainda saber do que acontece com as trabalhadoras rurais, ele se tornou indigesto para mim.
      O primeiro vídeo não abriu e o segundo dá uma boa discussão. O mundo vai acabar, com ou sem iniciativas do bem. Nós apenas estamos adiantando a destruição. Vou procurar por mais informações sobre o físico. De certa forma ele é um sonhador :)
      Beijus,

      Eliminar
  18. Parabéns , um post Excelente e acredito que cada um de nós consumidores devemos colaborar sim , até mesmo por que elas são guerreiras tendo em seu dia-a-dia este comprometimento que cada um de nós possamos colaborar ...Bom Dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devemos valorizar essas mulheres guerreiras, não é mesmo?

      Eliminar
  19. Luma,vc sempre faz a diferença com suas postagens!Um assunto de vital importãncia e já assinei a petição!bjs,

    ResponderEliminar
  20. Oi Luma!

    Excelente postagem. Bastante esclarecedora pra mim. Vou ler mais a respeito desse assunto. Fome é coisa séria demais.
    Passei pelo sertão do Piauí e Maranhão vi muita coisa triste. Eu não me considero consumiste de marcas. Não compro ovos de chocolate porque acho uma besteira pagar caro pro gramas de chocolate. Quando tiver filhos farei eu mesma os dito cujos. Mas sei que juntos podemos fazer algo maior.

    Beijos

    Selma

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Selma!
      Pelas estatísticas, o Maranhão é o Estado mais pobre do nosso país e imagino o que deve ter visto. Muitos políticos maquiam a realidade para não serem cobrados pelos fiscais do governo que apenas frequentam as repartições públicas da capital, então cumpre ao povo cumprir o seu papel de fiscal e colocar a boca no trombone!! As ONGs mesmo que denegridas em nosso país por pessoas de má índole fazem um trabalho muito bom nesse sentido.
      Você está certa quanto a confeccionar os ovos dos seus futuros filhos. Além de ficarem mais saborosos, poderá economizar bastante!
      Beijus,

      Eliminar
  21. Olá Luma.
    Incrível este post e estatística, mais ou menos o que acontece com a polpa do açaí e a mão de obra aqui no Pará.
    Ainda bem que não me sinto culpada, pois nas pascoa não costumo fazer cestinhas, vale mais o dia.
    Uma maravilhosa aula de conhecimento. Parabéns. Uma maravilhosa semana. Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Verinha!
      Venho sempre batendo na tecla que devemos comemorar, mas o verdadeiro sentido das datas e não nos deixarmos levar pelo comércio. Ovo de páscoa é bom, assim como qualquer chocolate, mas não devemos pagar caro por algo infundado. Melhor o chocolate normal, até que essas empresas caiam ao gosto do grande público!
      Beijus,

      Eliminar
  22. Oi Luma até perdi a vontade de voltar a comer chocolate e olhe que eu gosto mesmo dele.
    Ovos de chocolate, só comprei um para a minha neta. Eu calculava que como todas as outras coisas que a terra produz quem menos ganha é quem semeia. Mas uma disparidade tão grande?
    Um abraço e resto de uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Você é linda!! Aconteceu comigo também! Agora toda hora que olho as gondolas do supermercado lembro dos dedos sangrando das trabalhadoras :( A gente calcula, mas não imagina tanto!! Lucro de 300% é realmente demais!!
      Beijus,

      Eliminar
  23. Oi Luma
    Obrigada pelo post tão oportuno e triste ,infelizmente.
    Já dei meu pequeno apoio e assinei a petição por maior respeito e generosidade,
    e pensar que temos tanto!
    Prometo também participar e 'libertar um livro' da minha estante ok?
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada duplamente, Lis! Temos que nos solidarizar de alguma forma, não é mesmo?
      Beijus,

      Eliminar
  24. Òtima interação dos assuntos, Luma.A gente se envolve tanto na rotina que acaba ligando o automático pra muitas coisas que precisam de destaque especial: produtos e produtores.Como se dá esta relação entre eles e conosco, consumidores da ponta final desta corda?
    Mais um conhecimento adquiri aqui através deste post elucidativo.Muito bem apontado!
    Bjos e boa semana.
    Calu
    Ps:a fila da formanda andou, Luma.Graças!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A publicidade na época dessas datas comemorativas, funcionam para nos desviar da realidade, criando um mundo lúdico perfeito para quem se deixa influenciar.
      Garota esperta sua afilhada!!
      Beijus,

      Eliminar
  25. Querida amiga

    O conhecimento
    é a única forma
    de alcançarmos
    a mudança que desejamos
    para o mundo.

    Que haja em ti sempre
    um sorriso,
    para enfeitar de beleza a vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Aluisio!! Mas muitas pessoas esclarecidas incorrem no erro por falta de compaixão. É o tal serumano...
      Beijus,

      Eliminar
  26. É uma pena que isso ainda aconteça no país! Até porque grande parte que restou da Mata Atlântica se deve a cultura do cacau. Enquanto outras culturas desmataram, o cacaueiro preservava árvores nativas.

    Tomara que essas trabalhadoras rurais se organizem como outras que tiraram um sustento maior daquilo que colhem!

    Em relação a Nestlé, há um tempo atrás ela andou fazendo um estrago no Circuito das Águas mineiro. Não sei o que ficou disso.

    Beijão,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O nosso governo precisa tomar juízo! Progresso sem que haja desenvolvimento humano não é progresso!
      Lella, precisou uma ONG internacional se preocupar com os interesses dessas trabalhadoras, mas não somente delas. Se você acessar o site, verá as várias causas a que se propõe a entidade para salvaguardar os direitos humanos. Beijus,

      Eliminar
  27. Oi, Luma!

    Vou ser sincera: seja qual for a reivindicação de mudança social que me comunicam, eu procuro pensar pequeno, no meu próprio comportamento, com relação ao caso, e de que modo eu poderia alcançar outras pessoas. Saber da fome de outros seres humanos é sempre chocante, mas eu sempre achei que os cobrados têm de ser os governos, as autoridades e - por fim - os que têm consciência. Acho que o mundo só vai mudar quando cada um mudar individualmente, inclusive os famintos, que têm de aprender a não aceitar este tipo de situação. Ah, este ano comprei apenas 1 ovo de chocolate para dar de presente. Está na cara que os preços são extorsivos e não beneficiam a parte considerada mais fraca, no meio de produção. A ironia é que esta parte também é a mais sacrificada.

    Um beijo e boa noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Marly! Você está certa! Pois a petição motivo desse post é para ser enviada ao Governo Brasileiro. Serão 10 milhões de assinaturas e isso até que possamos dialogar com entidades que cuidam dos direitos humanos também aqui no Brasil. Quando o governo não faz, a sociedade tem que se mobilizar!! Beijus,

      Eliminar
  28. Luma, adorei sua visita e as palavras carinhosas lá no meu cantinho. Ser positiva é a 'arma' que uso para q os dias sejam sempre melhores, afinal de contas, o Segredo da vida écomeça com pensamentos positivos, não é mesmo?!
    Bjokas e pd deixar q participarei da 6a edição desta brincadeira hiper bacana. ;D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, que bom que gostou Anna... eu senti que estava abatida e isso não é bom para você...
      Obrigada por participar do BookCrossing Blogueiro!!
      Beijus,

      Eliminar
  29. Olá Luma.
    Bem... A Nestlé há muito tempo está fora do meu consumo (ao menos do meu, o que minha família compra não me diz respeito, eu apenas não consumo) por ser uma empresa acusada de testar e torturar animais, portanto... Não me surpreende que ela explore humanos também, independente de ter se manifestado ou não neste assunto em específico.
    Infelizmente, este tipo de exploração não acontece apenas no cultivo do cacau e, se em empresas consideradas de alto nível exploram mulheres com salários menores, realmente não é de surpreender que isto aconteça.
    Eu perdi a conta de quantas petições eu já assinei (e não vou discutir política aqui, rs) que não obtiveram resultados que, por vezes, desmotiva.
    Mas é interessante que as pessoas alertem. Parabéns pelo post.
    E o BookCrossing está em cima da hora! Eu realmente perdi muita coisa neste tempo ausente da blogosfera.
    Tratarei de criar um post para divulgar e fazer minha parte de libertar um ou mais livros.
    Boa quarta!

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente Christian! Você tocou em um ponto primordial - se até as grandes empresas que possuem mulheres em cargos de chefia, não pagam a elas o salário justo, porque fariam com as trabalhadoras que trabalham no campo?
      Obrigada por apoiar e divulgar o bookcrossing blogueiro!!
      Beijus,

      Eliminar
  30. gostei muito da divulgação dessa denuncia em foma de protesto, só falta a disseminação do assunto para uma melhor compreensão pelo público.
    Vamos nos movimentar para uma divulgação e iremos assinar a petição.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo entusiasmo, Lu!! Se todas as pessoas que lessem essa postagem assinassem a postagem, eu ficaria satisfeita. Mas a maioria tem preguiça... beijus,

      Eliminar
  31. Belo post, Luma! Vamos adotar essa justa causa. Bom resto de semana!

    ResponderEliminar
  32. Luma
    Vou procurar sobre o que voce disse no meu comentario. Fiquei muito feliz com a coincidencia. Estou mais ocupada e com menos tempo pra vim aqui mas gosto demais de seus escritos. Hoje entao sobre o cacau. eu nao tinha lembrado disto. eu sabia mas tinha esquecido. Um grande abraço de Feliz Páscoa
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo bem, Mônica!! O que vale é a experiência trocada e o carinho que encerra os comentários que trocamos :) Beijus,

      Eliminar
  33. Oi Luma,

    Não apoio a Oxfam (depois de os ter apanhado a fazer algo que as ONGs não devem fazer: política; e depois de os ter visto [em pessoa] a explorarem os mais pobres em Lusaka...essa é uma história que partilharei mais tarde); mas apoio o combate à exploração dos produtores (seja de qualquer produto - em Portugal a exploração dos produtores de leite e de castanhas, por exemplo, é enorme e aborreço-me com os partidos de esquerda [que fingem importar-se com os mais desprotegidos] porque nada dizem a este respeito) e à exploração dos trabalhadores agrícolas seja no Brasil ou em África (onde, na costa do marfim por exemplo, crianças são tiradas das aulas para irem trabalhar nos campos de algodão, milho, cacau a troco de uns rebuçados...vê bem onde isto chegou).

    Há que combater todas as formas de exploração. Quanto à fome, o Brasil está de parabéns pela redução dos seus índices em tão pouco tempo.

    Beijooss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Max!
      Não sabia sobre esse lado da Oxfam e vou aguardar o seu post com ansiedade!! Aqui no Brasil ela está associada a ONG Cresça, de onde sai todo o material de divulgação das iniciativas que pedem apoio popular. Uma pena o que a esquerda se tornou! Aqui no Brasil também é do mesmo modo! Beijus,

      Eliminar
  34. Luminha amada,
    nem nunca passou pelaq minha cabeç um lance desse. Ainda bem que
    frequento esse blog super antenado e que eu posso fazer um tiquim.

    Obrigada! Feliz Pascoa atrasado mesmo, se é renovação é todo dia. rs
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bondade, Bandys!! :)
      Obrigada por tudo, queridona!! Que a páscoa tenha trazido muita renovação para os seus dias!!
      Beijus,

      Eliminar
  35. Obg por esta divulgação, Luma. Infelizmente quem trabalha no duro recebe sempre muito pouco.

    Bjo :)

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor