Kiss...

beijo
Porque hoje é sexta-feira...

31 comentários :

  1. Bravo! Bravíssimo!
    Complicar é uma forma de encobrir a falta de talento. O difícil é ser simples. Complicar é estupidamente fácil!!!! Taí porque o mundo anda tão complicado!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Olá Luna
    Sua proposta é excelente: descomplicar.No entanto, a complexidade do próprio ser humano nos dificulta esta "arte".
    O que mais fazemos (terapeutas) é trabalhar com os conflitos que, principalmente, a comunicação acarreta entre as pessoas.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  3. Gosto de posts objetivos e claros e os encontrei aqui. Também gosto de otimismo, então, já vou me cadastrar na usa lista de seguidores. Um abraço!

    ResponderEliminar
  4. Tiro o meu chapéu e aplaudo-te de pé.

    Sou muito optimista o que não quer dizer que também não tenha fragilidades, que não precise de colo e beijos e carinho.

    De facto o que me irrita nas pessoas é quando vêm alguém em baixo ou com um problema, em vez de animarem desviando a conversa no sentido oposto, não... falam do pior, que conheceram alguém que com isto e mais aquilo...e só me apetece pegar num pano com líxivia (água sanitátia) e esfregar nas trombas e dizer ôpa me disculpe mas o disco não era esse.

    És simplesmente fantástica e toma uma enorme beijinho sincero desta que agora mesmo vai surfar (passar a ferro), logo buscar as netas e levo no pensamento este teu espraiar de sentimentos

    ResponderEliminar
  5. Oi, Luma! Eu também (desculpe... :-)) ) conheco gente assim. Eu tento ser positiva sempre, sempre esperar o melhor, mas confesso que tem horas que esta pessoas conseguem puxar a gente pra baixo, por mais que a gente tente evitar.
    e isso é triste, muito triste...
    :-(
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Para mim é absolutamente impossível concordar. Mas por causa da relatividade dos conceitos, não da oposição ao negativismo.

    O que é complexidade? O que é complicar? Qual é o objetivo comum dos blogues? Audiência? Não creio que exista um. Um comum, não. Duvido.

    Conheço alguns blogues de pessoas que escrevem com certa complexidade. É um trabalho artesanal com as palavras. Alguns, inclusive, surgiram há poucos meses e conquistam a cada dia uma amplitude considerável de leitores. De 2 ou 3 comentários por texto, de repente passam a ter 30, 40. E comentários longos! As pessoas interagem, identificam-se, querem contar histórias. Não é comentário do tipo "Parabéns, que texto lindo!". Não, não essa chatisse.

    Tem muita gente entendendo as mensagens que outros achariam "complexas". E gostando, claro. Onde é que a complexidade atrapalha? Para pensar? Refletir?

    "Agir com complexidade" é algo um tanto quanto difícil de entender... Afinal, o que seria isso? Seriam as pessoas "problemáticas"? As catastróficas? A interpretação varia.

    Não sou adepta da excessiva simplicidade, porque hoje em dia... Bem, o grito pela simplicidade está totalmente confundido com a justificativa pela futilidade. Talvez, por esta associação, é que eu corra da simplicidade como o diabo corre da cruz. Da leitura vazia e das mensagens sem propósito.

    Enfim, são conceitos relativos.

    Um abraço,
    Michelle

    ResponderEliminar
  7. Querida, terei q repetir o "eu tb" rsrsrs. É q realmente penso muito nisso. Tenho alunos, amigos, conhecidos, colegas d trabalho q se não for pra falar d doenças, falta d tempo, estresse ou outras coisas negativas, não têm assunto. Pra vc ter uma ideia, convidei muitos p/ ir assistir ao musica q é d graça e ainda assim elas não aproveitam.
    Sobre o e-mail do post, digo q aquela parte se referia aos q aproveitaram o furo p/ pedir q o próximo fosse num sáb. q tomara Deus seja possível neste sáb. dia 03/07.
    Ah, estando ou podendo vir ao Rio, está convidada p/ este programão gratuito.
    Bjs, abençoada, simples e divertida semana.

    ResponderEliminar
  8. Ai todos dirão aqui que são positivos para não parecerem os negativistas que você aponta na postagem. Guenta só e lerá, heheheheh...

    há um conjunto de coisas na nossa cultura que nos sugere o complicar, inclusive as diversas formas de entender o que significa simplicidade.

    A "1ª geração" dos blogueiros era composta por pessoas que estavam aqui para expor suas ideias, como voce disse. Hoje, algumas delas assim como boa parte dos que blogam, usam a ferramenta como fuga do que vivem noutros ambientes, on e offline. Por isso o negativismo generalizado.

    E assim como nesses outros lugares, buscam soluções para seus problemas noutras coisas e pessoas, quando deveriam olhar para dentro de si, e depois para um espelho, percebendo enfim que é simples, só querer.

    beijão, ótima semana :D

    ResponderEliminar
  9. Concordo totalmente com a Ela aí de cima, o mundo já não está por demais banal? Refletir e tentar levar um pouco de reflexão pras pessoas àss vezes faz um bem danado. Ouvir só parabéns, que blog bacana, ou concordo com você começa a ficar chato demais. Eu procuro conteúdo e não simplicidade. Alíás viver a vida com simplicidade, se alguém souber, quero a receita! Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Simplificar sempre, Luma... este é o caminho certo. A simplicidade é a essência da Vida. :) Boa semana!

    ResponderEliminar
  11. Sobre o KISS. Certa vez uma amiga me pediu para elaborar três avisos. Ela insistia que as frases deveriam ser de impacto e bonitas.

    Depois de escrever 3 frases, chegou a diretora e disse:

    - Nada disso. É para escrever apenas: NÃO ENTRE! OLHA O DEGRAU e APAGAR AS LUZES.

    No entanto a colega havia descartado estas opções.

    Eu sou pessimista. Mas, não desta maneira.

    ResponderEliminar
  12. Acho que é mais facil esperar o pior do que aguardar uma boa noticia.
    Quandod telefonam do hospital eu nunca atendo achando que está tudo bem. Sempre pergunto O que aconteceu com mamae?
    Não deveria ser assim. Mas o que fazer?
    com carinho MOnica

    ResponderEliminar
  13. Luma,

    Eu até acho que as pessoas estão bem negativas, mas na situação que expôs, acho bem mais que é a oportunidade de falar (escrever), de partilhar o problema com alguém ou até mais, mostrar solidariedade do que negativismo. Está com dor de cabeça? Puxa, também tenho uma enxaqueca terrível, mas bola pra frente. Ou seja, somos pessoas comuns, com problemas comuns. Até tentamos, queremos ter uma vida simples. Mas tem que ser simples na essencia. De valorizar a familia, o contato com a natureza, respeitar o proximo, mas nao conseguimos ser simples, principalmente nas atitudes o tempo todo. Bem que eu gostaria também.
    Mas sabe o que penso também a este respeito? As pessoas não estão acostumadas a ouvir...na maioria das vezes você nem bem começou a falar e a pessoa quer falar a parte dela(coisa de olhar para o proprio umbigo).
    Não sei se fui muito clara, mas é isso!

    ResponderEliminar
  14. Sempre tem alguém q concorda com td q vc fala, e ainda cria situações para q ela possa sobressair mais do q vc. Negativismo é uma onda q propaga com mais facilidade do q otimismo ja reparou? Qdo compra um produto, se vc gosta vc fala, mas se vc detesta, mais pessoas saberão. Big Beijos

    ResponderEliminar
  15. Luma!
    Estou sumida sim!
    Tenho que seguir seu conselho descomplicar é bem complicado.rsrsrs.
    BigBjus.

    ResponderEliminar
  16. Descomplicar seempre!!^^

    Não conhecia o Kiss...

    Beeijos, Lu

    ResponderEliminar
  17. Luminhaaaaaaaaa,
    Eu poderia concordar contigo, dizendo apenas: "que lindo post, adorei! Passa lá no meu pedaço e veja o selinho que tem pra você."
    Tem dias que não aguento quando recebo comentários desse tipo, ou seja, nem lê o que vc escreveu, mas fala de si mesmo e ainda convida-o para conhecer seu blog sem a menor cerimônia. Isso pra mim é que é demais!
    Quanto aos assuntos às vezes desagradáveis, tristes ou puramente pessoais, penso que acontecem porque justamente algumas pessoas já estão com uma grande rede de leitores formada e que interage sempre com quem ali escreve, daí esta atitude, mas como disse acima, isso não me incomoda e sim a falta de educação ou insensibilidade para ler o que escrevemos até o final e cada post.

    beijos cariocas

    ResponderEliminar
  18. Luma!
    Já fui tão mais presente no blog, mas tanta coisa acontecendo - coisas que eu até queria comentar, mas não consigo... - e acabo ficando distante.
    Gostei do seu texto, o caminho é por aí mesmo, vou exercitar. ;)
    .
    Nossa, eu não sabia... dois meses? Ai, querida, é complicado lidar com perdas. Minha vida desandou tanto, aos poucos vou colocando tudo no lugar. Que pra você, seja um recomeço de boas lembranças.
    .
    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  19. Tem razao, a gente disputa desgraças como carolinhas. Eu tenho unha encravada e eu? Tenho perna inchada? E eu... Puxa que droga. Mas a mare negativa ainda me invade. Preciso de um descarrego...
    Beijos querida, ou melhor "KISS" para mim, é claro. Voce nao precisa, ja sabe.
    Cam

    ResponderEliminar
  20. Parece que minha sina (depois de ler o que escreve), é cantar meu apreço por ti (uso o pronome em honra à sua sulinidade).

    Minha primeira postagem ocorreu no dia 2/09/2009; não faz muito tempo.
    Percebi de imediato que, se não fosse eu a escrever, o que escreveria não teria valor.

    Percebo que minha escrita melhorou muito, digito bem mais rápido também.

    Tudo o que escreveu tem lógica, e é a pura verdade: em busca de caminhos que não os próprios, blogueiros(as) se perdem num emaranhado de idéias e intenções; acabam desistindo, desanimando.
    Tudo no universo muda a cada segundo, e essas 'mudanças' devem ser levadas em consideração; no afã de ser normal, esquecemos o mais importante: a naturalidade!
    Ser normal é interagir e viver de acordo com as regras ditadas e calcadas em nossa consciência por milhares de anos por outras pessoas; praticamente nos fazem usar a lente da 'coerência' e do 'bom senso' geral: a lente da unanimidade!

    A única maneira de percebermos o quanto agimos de acordo com essa visão, esquecendo-nos da nossa própria, é nos policiarnos (como asinalou). Não há outra. Temos que ter cosciência de nós mesmos.
    Mudamos dia a dia, e se percebermos isso daremos um sentido de liberdade essencial, e vital, as nossas vidas.

    Não devemos procurar a normalidade, ela é um beco sem saída; mas sim, a naturalidade.
    Ser natural é a chave: sermos o que somos, sem tirar nem por.
    Isso nos colocará no mundo dos vivos, olharemos as coisas com mais acuidade, estaremos mais de acordo com o fluxo da realidade.

    Parabéns Luma, por mais esta pérola que nos apresentou (e presenteou).

    Dois merecidos beijos, young lady.

    ResponderEliminar
  21. Luma, todo mundo tem fase ruim, mas...TEM GENTE QUE É DEMAIS..
    Deus me livre e guarde..tem gente que reclama de tudo, de todos..NADA PRESTA...
    NADA...É UMA FASE NEGATIVA O TEMPO TODO, TROVOADAS QUE NUNCA CESSAM..
    Eu tbm sinto saudades da blogosfera antiga..
    Mas, vou levando...
    bjs e dias felzies
    Grace Olsson¨'
    graceolsson.com/blog

    ResponderEliminar
  22. Na vida, os fatos nem sempre acompanham o ritmo desejado. É preciso flexibilidade e adaptação ao momento. Nos blogues, quando não estou bom na escrita, passo para a imagem, ou vice versa. Tenho aprendido com meus anos que o melhor é não reclamar da vida mas se adaptar às condições do momento.
    Na média, estaremos sempre dando um passo à frente.
    Abraços
    Luiz Ramos

    PS. Eu moro perto da Fonte da Saudade. Os pássaros que deixaram de me visitar diariamente (fotografia no meu blogue)vinham da mata que incendiou.

    ResponderEliminar
  23. Bom dia Luma:
    Muito bom chegar aqui e ler um texto que me ispira e me faz repensar a vida, o que escrevo...
    Jà te disse que gosto muiito de ler o que dizem seus comentaristas. Cada um expõe sua impressão sobre o assunto. Alguns concordam, outros não. E vamos aprendendo com as diversidades.
    Alessaandro Martins, sempre firma que o comentário é a sua assinatura digital. Quer dizer, você pode demonstrar muito de si mesmo, num commentário. Sendo longo ou curto.
    Bom, fiquei empolgada com oo assunto.
    Continuo...na Linha.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderEliminar
  24. Na blogesfera tá cheio de gente assim. É como se estivessem procurando uma auto afirmativa e pior ainda, se a gente nao concorda com a pessoa ainda sofre crítics, eu sei disso...

    Boa semana

    ResponderEliminar
  25. Oi Luma, parece que seu post me atingiu em cheio. Eu estou parada há tanto tempo em meu blog que já nem consigo definir o que ele representa pra mim. Talvez em parte porque complico, como você escreve. Eu sou do tipo de pessoa que tem uma super idéia para um post, mas se não for registrado na hora, aí já era...Não consigo me lembrar depois nem mesmo qual era o assunto que queria abordar. Ou seja, papel e caneta em mãos para o registro. Fazer o quê se meus momentos de inspiração são breves? Mas, falando sério, minha abstenção tem sido um misto de medo de exposição (devido a um fato recente que me aconteceu), desânimo e preguiça. Bom, mas depois de baixar a poeira, voltarei sem complicar...(rsrsrs)

    ResponderEliminar
  26. Descomplicar! Acho q tb preciso... rs.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  27. Acho que preciso ler e reler seu post inúmeras vezes. Taí um bom motivo para uma reflexão. Bjs

    ResponderEliminar
  28. Infelizmente, como você bem disse, a simplicidade parece ser uma arte hermética atualmente. (viu?)

    ResponderEliminar
  29. Simplicidade tem a ver com praticidade...as pessoas práticas conseguem tirar proveito do simples e colhem mais frutos, são mais otimistas, e as que querem complicar se perdem em si mesmo e acabam dando lugar para o pessimismo e este quando se instala...sai da frente contagia e torna-se um círculo vicioso.
    Bjs
    Janeisa

    ResponderEliminar
  30. Ainda bem que sou um pessimista que torçe para estar errado...

    Fique com Deus, menina Luma.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  31. Luma, acredito que a coisa escrita, como tudo que fazemos, depende do nosso estado. Às vezes estamos inspirados, outras, apenas distraídos. E tem aquele dia em que uma luz se acende. Quanto a ser positivo ou negativo, acredito que a partir do momento em que acordamos para distinguir isso, podemos criar um hábito de sermos mais e mais positivos.
    Um abraço. Estou te seguindo.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor