Mulher impossível

Ela existe e se chama Rose Marie Muraro e também existe mulher distraída e ela se chama Luma Rosa. Eu vou no blogue da Rose Marie, achando que o blogue é da Rose Marie e vejo que não, outra pessoa postando por lá me desculpo pela distração hehehe mas falando de Rose Marie, lógico!

Eu ainda não li seu livro "Memórias de uma mulher impossível" e não assisti o documentário sobre o livro ou o filme, que também se baseia no livro, no documentário e na vida desta mulher que luta para tornar a sociedade mais ágil e inovadora.

No ano de 1986, Rose Marie e Leonardo Boff foram expulsos da Editora Vozes, por ordem do Vaticano, onde ela trabalhou por 17 anos. Lugar onde nasceram movimentos sociais importantes no Brasil, como o movimento de emancipação das mulheres e a teologia da libertação.

O Trabalho de Rose Marie, na editora marcou a história da resistência ao regime militar e pelo qual recebeu em comemoração aos 20 anos da anistia no Brasil, o prêmio Teotônio Vilela (não entrem na página do Instituto Teotônio Vilela, que está cheia de vírus)

Li alguns livros de Rose Marie, uma pequena amostra do que tanto esta mulher escreve e pasmem, para quem não sabe, nasceu parcialmente cega e recobrou a visão a pouco mais de 10 anos e em 11 de Novembro deste ano completa 78 anos. E até mesmo com outros problemas de saúde, não se entregou e continua lutando por um mundo com mais amor.

A minha leitura foi desta nova fase: Por que nada satisfaz as mulheres e os homens não, Diálogo para o futuro, O que as mulheres não dizem aos homens, A mulher na construção do futuro, História do masculino e do feminino e o último, Educando meninos e meninas para um mundo novo. Ainda vou ler os outros livros que são produtos de uma mente libertária comparável a poucos intelectuais da atualidade.

Estou ansiosa para ler o livro "Automação e o Futuro do Homem" escrito em 1969 e proibido pelos militares em 1975 por ter 'conteúdo erótico'. Essa foi a desculpa e ainda o classificaram como 'pornográfico', mesmo que a palavra mulher nunca tenha aparecido no livro e que na realidade trata apenas da história da tecnologia. Este livro está sendo reescrito pela autora com novas informações.

A Baunilha (Nana Odara) do blogue Lealdade Feminina, esteve aqui no blogue avisando que Rose Marie saiu do hospital, onde estava internada com uma peritonite. Agora ela volta pra casa e esperamos a sua total recuperação. A minha homenagem à ela vai na transcrição de um texto que serve de reflexão para homens e mulheres plastificados ou quase.

Corpos de consumo



O modelo ideal de homem e mulher, em vez de elevar a auto-estima, só faz com que esta diminua e seja substituída por mal-estar.

DESDE QUE começamos a trabalhar com mulheres, a pergunta básica que nunca deixou de ser a mesma é sobre o tratamento da mídia a respeito do corpo feminino. Agora, contudo, devido ao avanço da tecnologia, a coisa está se tornando mais grave. O consumo não é mais sobre a forma física da mulher, que é sempre jovem, magra e bela, mas sobre seus laços mais profundos.

Sites americanos e brasileiros apresentam o "pacote de cirurgia pós-parto": lipoaspiração para retirada das gordurinhas extras, correção da vulva e dos seios, tudo para consertar o "estrago" que a gravidez faz no corpo da mulher. Médicos mais sensatos recomendam alguns meses de espera para que a própria fisiologia se encarregue de fazer boa parte do trabalho, mas outros vendem a idéia de "aproveitar a oportunidade do parto" e cuidar de recuperar rapidamente a auto-estima supostamente perdida com a "deformação" provocada pelo feto.

O vínculo amoroso imprescindível com o bebê, a intimidade da amamentação, a importância dos primeiros dias e semanas após o parto para incluir o bebê na família deixaram de ser a prioridade?

Sim. Para a sociedade de consumo, nem o corpo da mulher nem o da criança nem o do homem são prioridades. A prioridade única e exclusiva é o lucro. O lucro vale mais do que a vida humana.

No depoimento de algumas mulheres motivadas a comprar o "pacote", os argumentos giravam em torno de garantir a permanência do desejo do marido, preservar a boa imagem no ambiente de trabalho, destacar a importância do corpo perfeito. E agora perguntamos: vale a pena ficar com um companheiro que só nos quer se estivermos "com tudo em cima"? O consumo também engole os valores mais profundos do amor.

Em conversa com uma moça na faixa dos 20 anos, vimos a insegurança de ir para a cama com o namorado sem estar perfeitamente depilada. Este, por sua vez, também depila os pêlos do peito: não é à toa que cresce o nicho das clínicas de depilação. Será que o desejo ficou tão vulnerável à estética, tão volátil, que desaparece sem os devidos cremes, as horas nas academias e os tratamentos de beleza para corrigir as imperfeições?

É isso que se faz com a juventude.

Ao invés de aumentar a auto-estima, o "modelo perfeito" de homens e mulheres só faz com que esta diminua e seja substituída por um mal-estar subjacente que, desde a adolescência, persegue homens e mulheres a respeito de sua imagem até o fim da vida. Porque é impossível para o ser humano médio competir com os padrões de beleza que vê nas revistas, nos filmes e nas novelas de televisão. O fato se agrava cada vez mais à medida que a mulher vai amadurecendo.

Na maioria dos países desenvolvidos, os anos de vida útil aumentam cada vez mais, e cada vez mais se faz uma publicidade para a beleza amadurecida. No Brasil, as companhias de cosméticos não conseguem furar a barreira do preconceito da eterna juventude, a fim de criar uma "juventude" interna que não se desgasta com o correr dos anos.

Em meio a intensas dores e desconforto de uma plástica de abdome para tirar a barriguinha que ficou mal na foto, uma mulher de meia-idade pensa na calça jeans e nos vestidos de malha que conseguirá usar depois de atravessar a via-crúcis do pós-cirúrgico e das várias limitações à sua mobilidade nas primeiras semanas.

Qual o verdadeiro sentido desse sofrimento auto-imposto?

O amor, o desejo, a ternura e a cumplicidade podem existir entre pessoas com corpos imperfeitos. Ao contrário do que a mídia apregoa, quanto mais maduros homens e mulheres, mais profundas se tornam suas relações, mais independentes de estereótipos e mais prazerosas, de um prazer inabalável, se não fosse o bombardeio midiático de que a velhice é uma doença, e não uma plenitude.

Para onde nos leva o capital/dinheiro? São inaceitáveis as marcas (e os marcos) do tempo no corpo? É imoral envelhecer?

O pior é que não é só o corpo que o capital/dinheiro destrói. Ele destrói também a capacidade de homens e mulheres de aprofundarem a sua relação com a realidade. Destruir o corpo real e substituí-lo por um corpo de consumo é também substituir a "realidade real" por uma "realidade de consumo", que tende a destruir a própria espécie humana (a partir do desequilíbrio climático pelo excesso de consumo).

Por Rose Marie Muraro e Maria Tereza Maldonado

Acho que o "amadurecer" e o "envelhecer" saudavelmente é uma conquista. O bem estar é importante mas não deve estar atrelado ao esteriótipo da beleza padronizada que se propagada na mídia tanto para o universo feminino quanto para o masculino que também está cada vez mais envolvido com bíceps e corpos sarados.

Entre o homem e a mulher, a admiração mútua e a sensibilidade à alma um do outro, durante a existência é a melhor cirurgia e a garantia de que envelhecer é tão natural quanto viver.

E amanhã a vovó Rô faz aniversário! exemplo de carinho e dedicação! Meus parabéns e votos de muitas felicidades, sempre!! E a festa já começou!

A revista web Realidade Online do amigo jornalista blogueiro João Magalhães, lançou o Concurso - Eleja as 7 maravilhas do Brasil - e como ele escreve: tem tanto site por aí, escolhendo as 7 maravilhas do mundo moderno. Então, por que não eleger as nossas maravilhas do Brasil?

Na primeira fase da pesquisa, serão computadas indicações através do sistema de comentários da postagem que se refere o concurso. Você pode elejer um monumento ou construção, uma cidade histórica ou mesmo um recurso natural. Esta etapa vai até o dia 15 de Julho. Indique e divulgue.

Na segunda fase, feita a pesquisa, um juri escolherá 7 finalistas que após selecionadas, receberão votos dos internautas. Participem!!

*Gean, não sei o que acontece com seu blogue! Funcionando somente a página principal. Olha aí véio!

Bom fim de semana!
Beijus,

Luma

16 comentários :

  1. Linda sua homenagem a uma da escritoras que mais admiro, e o que você do envelhecer e amadurecer é bem isso mesmo.
    Eu amanhã completo 53 anos e estou envelhecendo saudavelmente, a medida que tempo passa, vou amadurecendo e me realizando cada vez mais, não quero e nem gosto de bisturis e agulhas, quero ser uma vovó tal qual a a minha, será questou errada, talvés,para os outros.
    Luma venho te convidar para comer um pedacinho do meu bolo, passa lá em casa.

    Beijos e um final de semana bem gostoso!

    Rô!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela sua participação...
    Nada como uns miminhos a mais qdo a gente está dodói né...
    Beijinhos... já estou linkando vc...

    ResponderEliminar
  3. Lu, obrigado por dividir tanto desta maravilhosa escritora, e um exemplo de mulher em luta ao amor.
    Boa recuperação a Marie.

    beijos, beijos, beijos. ~<3

    ResponderEliminar
  4. Grande reportagem...sim é mais que um post!!!!!!
    PARABÉNS Luma..sinceramente continuas a merecer o prémio de melhor blogueira da América latina,;)...continua assim ,não é para te envaidecer,é para te dar incentivo..pois calculo o trbalho que tiveste e ainda por cima tudo com links!Uauuu...bjj e um bom fim de semana.:)

    ResponderEliminar
  5. Uma das atitudes mais asnica que o sistema faz é tentar calar tais tipos de pessoas, pois, tais atitude transforma a pequena luz num enorme farol!

    ResponderEliminar
  6. Em primeiro lugar: GEFELICITEERD para sua avó Rô!!
    Parabens!

    Segundo concordo com a frase amadurecer e envelher saudavelmente é uma conquista. Estou experimentando essa fase de 'amadurecer com saúde' já que tive que enxugar o açúcar da minha vida para viver melhor.
    Ainda não consegui chegar no peso desejado mas saí do 'indesejado', digamos assim. Sim, sem exteriótipos pq já não sou loira (hehe) nem magra (ui que sonho) apenas alta.
    Mas acredito no corpo com saúde.
    Boa semana!
    E dá-lhe Holanda na Eurocopa!

    ResponderEliminar
  7. Ótima como sempre Luma.

    No caso da medicina mercenária, ainda existem os casos dos passinetes terminais, que tem suas vidas (e sofrimentos) prorrogadas em troca de mais alguns torcados para os hospitais.

    beijus
    Marcos

    ResponderEliminar
  8. Nossa Luma! Lindissimos e de uma profundidade incrível os textos que você selecionou! Realmente a estética e a corrida pelo lucro sempre danificam o nosso eu e nos deixam inferiorizados perante o mundo. Isso nos leva a pensar: que Deus você segue? O ser supremo que nos leva a evolução espiritual ou outros deuses como o dinheiro, a soberba, o luxo?... "Não adorarás outros deuses neste céu e nesta terra!" Isto é de relevância para aprofudarmos nossos pensamentos no que realmente é importante... Parabéns para sua vó! Beijos e boa semana para você! :D

    ResponderEliminar
  9. Muito completo este artigo, com ligações para sites importants para a compreensão e meditação sobre o tema.

    Parabéns pelo trabalho.

    Saudações.
    Jorge P.G.

    ResponderEliminar
  10. Luma, lembro bem do Leonardo Boff, mas juro que nunca ouvi falar dela , mas depois do que li vou procurar conhecer melhor ... gostei :)

    BJs

    Ps: no seu comentário lá no blog, parece que tem um link, mas só parece ....

    ResponderEliminar
  11. Oi Luma
    Obrigada pela visita ao "Eu Cometa " e o comentário sobre - não gostar de receber flores - fiquei feliz porque tua visita me trouxe aqui à conhecer um encanto de blog.
    Com certeza voltarei aqui muitas vezes.
    abração

    ResponderEliminar
  12. Não conheço a Rose Marie. Vou ter que me atualizar.

    ResponderEliminar
  13. O que está aqui escrito neste post é muito forte.
    Não conhecia a Rose Marie Muraro e a sua obras.
    Tantos livros.
    Nunca li nenhum.

    Agora, vou transcrever um parágrafo que escreveu:

    "O amor, o desejo, a ternura e a cumplicidade podem existir entre pessoas com corpos imperfeitos. Ao contrário do que a mídia apregoa, quanto mais maduros homens e mulheres, mais profundas se tornam suas relações, mais independentes de estereótipos e mais prazerosas, de um prazer inabalável, se não fosse o bombardeio midiático de que a velhice é uma doença, e não uma plenitude."

    É uma verdade.
    Com quase 35 anos de casado, mantemos, eu e a minha mulher, a mesma chama.
    Não marcamos hora para namorar.
    Quando dá, namoramos ... não temos horas nem a obrigação de ser á noite, de manhã ou á tarde.
    É quando nos apetece.
    É nisto que a vida é bela.
    Trocámos a impetuosidade pelo prazenteiro de a nada nos sujeitarmos.

    Podemos envelhecer ... mas aprendemos a viver melhor!

    Uma boa semana.

    ResponderEliminar
  14. Querida Luma, tudo que se faz em excesso, até cirurgias plásticas... Provoca o reverso do efeito desejado, ou seja: causa doenças na alma ao reajustar-lhe o corpo em demasia. Adorei a história e palavras de Rose Marie - espero que ela se recupere logo e volte a nos ajudar com suas palavras a favor da beleza verdadeira. Lembrei-me de minha yaya espanhola: ela dizia que cuidar-se não era passar batom e etc. mas era protegendo o corpo, por exemplo, das intempéries. Meus parabéns à sua querida avó!! Eu gostei muito também de sua citação ao Leonardo Boff - eu admiro muito o que ele escreve a favor da natureza humana e do planeta. Beijos. P.S. Luma, fiquei feliz porque você gostou de meu post com a explicação das criaturinhas fantásticas - obrigada pelo incentivo e carinho.

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma, extremamente justa e oportuna essa sua homenagem a Rose Marie Muraro. Oportuna e excelentemente representada pelo texto Corpos de Consumo, que é uma síntese do pensamento dessa brilhante mulher, que por algum tempo foi tida como feminista e, agora, felizmente, começa a ser entendida como uma filósofa-socióloga da femminilidade contemporânea, mesmo que um tanto esquecida pela midia (e não poderia ser de outra forma, não é ? Ela que sempre se opôs ao consumismo capitalista, à superficialidade da midia e à sua sofreguidão em fazer celebridades).

    ResponderEliminar
  16. Putz me interessei pela Rose Marie quando você começou a falar de sua trajetória e agora lendo o texto, fiquei impressionado. Muito boa indicação, realmente vale a pena ler...

    Comentando "Entre o homem e a mulher, a admiração mútua e a sensibilidade à alma um do outro, durante a existência é a melhor cirurgia e a garantia de que envelhecer é tão natural quanto viver."
    Só tenho que concordar, e dizer que é o resumo do que em tese deve ser uma saudável relação.

    Muito bom!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor