Sob o domínio de Mao

Cinquenta anos de mortes sucessivas é pouco? Quer saber como tudo começou?

O Tibete deixara de ser chinês quando a dinastia Manchu entrou em colapso, após a revolução de 1911. Aproveitando a oportunidade, os tibetanos expulsaram todos os chineses e pediram apoio à Grã-Bretanha. Foi assinado um tratado tripartite, cuja validade a China, mais tarde, não reconheceria.

Não era a primeira vez que isso acontecia: um tratado gravado em pedra diante do Jokhang, o mais sagrado dos templos budistas do Tibete, estabelecendo o respeito mútuo e eterno pelas fronteiras. Este monumento foi erguido no ano de 821.

Em 1931, já havia ocorrido alguns embates esporádicos, mas o Tibete manteve-se independente, embora sob influência inglesa. Naquele ano, os comunistas chineses ainda não tinham assumido o poder. Os nacionalistas porém, reivindicavam a posse do montanhoso território tibetano, de 1,2 milhões de quilômetros quadrados, onde um a cada seis homens é monge budista. Alegavam ter direitos adquiridos na região há mais de oito séculos.

Durante a invasão de 1950, o Dalai Lama, líder político e religioso de seu país, então com apenas 14 anos pediu apoio, inutilmente, à Grã-Bretanha e à Índia. As Nações Unidas também ignoraram os apelos.

A "libertação pacífica" do Tibete por 20 mil soldados da República Popular da China, em Outubro de 1950, não foi tão pacífica e nem era uma libertação. Isto somente na lógica do regime comunista recém instalado de Mao Tsé-Tung, para quem o país vizinho era dominado pelos interesses imperialistas internacionais.

A invasão provocou protestos do governo de Lhasa, sob a alegação de que o país já era livre, mas a resistência limitou-se a diatribes: As Tropas da China que dominara o Tibete do século XVIII até 1912, encontraram pouca oposição militar. Em 1951, tibetanos e chineses assinariam um acordo de anexação nos termos ditados pelo invasor.

O Tratado assinado com a China em 1951 garantiu autonomia política, liberdade religiosa e respeito às tradições culturais do tibete, mas ao mesmo tempo, previa a instalação de estabelecimentos civis e militares chineses no país.

Vários protestos nacionalistas começaram a ocorrer esporadicamente, mas ainda levaria oito anos até que a revolta contra a dominação se transformasse em ação organizada.

Em 1959, finalmente explodiria a revolta contra o domínio chinês no chamado "Teto do mundo" (por causa da altitude média de 4.000m). Para sufocar uma rebelião nacionalista dos tibetanos, as tropas chinesas invadiram o território, reduzindo a menos de duas dezenas os mais de 400 templos budistas então existentes, todos fiéis ao Dalai Lama.

A repressão tornou-se um modelo de violência, provocando a morte de 17 mil tibetanos e o refúgio de pelo menos 100 mil na Índia, Nepal e em outros países.

Foi quando o 14º Dalai Lama, Tenzin Gyatso, que ganharia o Prêmio Nobel da Paz em 1989 e passou a viver em exílio na Índia.

Na época, o diretor da comissão de premiação, Egil Assvik, admitia ser a homenagem uma reprimenda ao governo de Pequim, que por sua vez, registrou um protesto.

Os protestos tibetanos que ocorrem desde o dia 10 de Março, iniciaram por conta do aniversário da fracassada rebelião tibetana contra o mandato chinês em 1959, que causou a ida do Dalai Lama para o exílio.


Imagem "O Globo" - Crianças!

Estamos tod@s convidados a participar de uma manifestação pacífica em São Paulo pela liberdade e os direitos humanos no Tibete.

A manifestação acontecerá na sexta-feira, dia 28 de março, a partir das 17:00, em frente ao Consulado da China, na rua Estados Unidos, 1071 (quase na esquina com a rua Peixoto Gomide).

Levem bandeiras do Tibete e faixas e convidem seus amigos.

A manifestação tem o intuito de chamar a atenção para a situação dos tibetanos, os direitos humanos e a violência exercida pela China desde 1950!

O mundo precisa reagir e se unir para transformar este lugar em um lugar mais digno, cheio de paz e harmonia.
Participem!


E-mails de protesto à Embaixada da China no Brasil: para saber mais e aderir clique aqui.
Petição para o Presidente da China, Hu Jintao: para saber mais e assinar, clique aqui.
Petição ao Comitê Olímpico Internacional: para assinar clique aqui.
Petição às Nações Unidas: para assinar clique aqui.

"Por muita grande que seja a vossa veneração pelos mestres tibetanos e o vosso amor pelo povo tibetano, não falem mal dos chineses. As chamas do odio só podem ser apagadas pelo amor e se o fogo do ódio não se apagar é porque o amor não era ainda suficientemente forte."

"However great your veneration for the Tibetan masters and your love for the Tibetan people, say nothing bad about the Chinese. The flames of hatred can only be extinguished by love and if the fire of hatred is not extinguished it is because love is not yet strong enough."

"Quelle que soit votre vénération pour les maîtres tibétains et votre amour pour le peuple tibétain,ne dites jamais de mal des Chinois. Le feu de la haine ne s'éteint que par l'amour et, si le
feu de la haine ne s'éteint pas,c'est que l'amour n'est pas encore assez fort."
Sa Sainteté le XIVème Dalai Lama - 03/2008

Faça um desejo

1. Pense em algo que você mais quer do que tudo, um pedido profundo que venha do seu coração e que você gostaria de desejar se visse uma estrela cadente atravessando o céu noturno.

2. Clique com o lado direito do mouse e salve a imagem acima.

3. Use um programa de imagens qualquer de sua escolha e coloque seu desejo nessa imagem.

Aproveitando o tema apresentado e citando uma frase do próprio Dalai Lama:

"Tenho certeza de que se eu sorrisse menos teria menos amigos"

Eis o meu singelo desejo:

Esta brincadeira me foi passada agorinha à noite pelo Cidão que recebeu da Max e que agora eu passo para o casal que bloga junto: Denise BC e Marcos Santos.

Hoje eu estive diante do Consulado Chinês, participando da manifestação pacífica organizada em solidariedade ao Tibete. Haviam pessoas interessadas na convivência pacífica entre os povos, mas principalmente budistas e católicos que juntos são perseguidos naquele país. Fiquei sabendo também que o MacDonald’s e Coca-Cola, por serem patrocinadores oficiais não estão gostando muito.

Quase 50 anos que uma cultura sofre barbaridades com aproximadamente 6.000 templos destruídos e milhares de tibetanos no exílio. Um verdadeiro holocausto! Mais de 1.200.000 assassinados durante esse tempo! Se nos indignamos com o holocausto judeu, porque ficaremos imunes a esse?

Além de Sexta-feira em São Paulo, domingo a manifestação acontece na praia do Leblon, às 11:00h, em frente ao Hotel Marina.

E você blogger, manifeste a sua indignação! Daqui a pouco a China invade o mundo literalmente!

Beijus,
Luma

Comente aqui também
!

8 comentários :

  1. Nossa Luma, assunto polêmico e complicado! Mas valeu por todas as informações que você nos passa neste post educativo!
    Linda passando aqui para te agradecer pelas muitas vezes que me prestigiam no meu cantinho!!

    ResponderEliminar
  2. Um assunto a ser lembrado e refletir sobre ele. Tantas coisas podiam ser evitadas, mas o próprio ser humano faz questão de ser desumano. Triste demais. Vamos a Luta Luma.

    Agradeço a sua visita e o seu carinho, um beijo no teu coração....Marcinha*

    ResponderEliminar
  3. Muito bom o teu post Luma.
    Aqui em Portugal falamos muito sobre o assunto, há inclusivé um abaixo assinado para boicotar os jogos olimpicos... mas será que adianta.
    Como tu dizes são anos de luta e a eterna esperança que tudo mude para o povo do Tibete.
    Amiga, os chineses já estão a invadir o mundo, eles estão aqui às centenas, têm previlégios a nível de impostos que os portugueses não têm, é inacreditável.
    Beijo grande e leva uma faixa por mim

    ResponderEliminar
  4. Luma, achei incrível a declaração do Dalai Lama e sua imensa generosidade apesar do absurdo que aguentam há tantas décadas. Lindo, lindo post, conscientizando e informando.
    Bjs,
    Rosana

    ResponderEliminar
  5. Como pode haver tanta maldade no coração dos homens...

    ResponderEliminar
  6. Algo precisa ser feito urgente.
    Big Beijos

    ResponderEliminar
  7. Luma
    Aqui a gente sempre aprende!
    Não foi sem razão que o Dalai Lama ganhou um Nobel!
    Bjim.

    ResponderEliminar
  8. Luma

    Você é sempre antenada! Ligada nas coisas que importam.

    Faço a minha parte evitando produtos da China. Reebok, Nike e outras porcarias de lá, não tem vez na minha casa. Tento ao máximo comprar produtos nacionais.
    Quanto ao resultado dessa violência contra o Tibet, acredito que a parte mais sensível deles, como de todo mundo é o bolso. Enquanto governos do ocidente ficarem babando o ovo desses caras, eles acharão que tudo o que eles fazem é certo.

    Boicote aos produtos chineses.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor