Rosa Parks disse "não"

Marco na luta pelos direitos civis
Pode um lugar no ônibus assegurar o lugar de alguém na história?
No caso de Rosa Parks, sim.
Em 1º de Dezembro de 1955, em Montgomery, no estado americano do Alabama, essa mulher de 42 anos recusou-se a ceder seu lugar a um homem.

Hoje, em tempos politicamente corretos, Rosa seria chamada de afro-americana. Na época, era negra mesmo. O homem que ela deixou em pé era branco. Rosa Parks foi presa por desobedecer às leis que estabeleciam a distinção racial, mas a repercussão do caso deu origem a um boicote aos ônibus coordenado pelo reverendo Martin Luther King (1929-1968).

O protesto durou 381 dias e terminou com uma decisão histórica da Suprema Corte, declarando inconstitucionais todas as formas de segregação nos ônibus.

O detalhe é que naquele dia, voltando para casa depois de um dia inteiro de trabalho, Rosa se sentou na área do ônibus destinada aos negros. Mas uma lei local determinava que, se não houvesse assentos vagos entre os reservados aos brancos (na parte da frente do veículo), estes podiam ocupar o lugar de um negro. O movimento civil que Rosa Parks detonou foi um dos mais importantes da história da luta contra o racismo nos Estados Unidos.

Montgomery foi palco das manifestações mais dramáticas. Os 48 mil negros da cidade – cerca de 75% da população – aderiram em peso ao boicote. Nas igrejas, hinos religiosos foram convertidos em “canções de liberdade”.

As reivindicações eram relativamente modestas: eles queriam ser tratados com cortesia, sem a obrigação de ceder lugar aos brancos, e pediam a contratação de motoristas negro. As autoridades não os atenderam.

A reação nada teve de pacífica. Houve casos de constrangimento policial e bombas explodiram em casas de líderes negros. A batalha, no entanto, seria ganha e marcaria o nascimento de uma liderança negra fundamental. O pastor batista Martin Luther King, na época com 26 anos, faria história a partir dali, até ser derrotado pela violência que ele repudiava como instrumento de luta.

Essa é uma outra história e depois conto pra vocês...

* Hollywood fez um filme sobre a vida de Rosa Parks e a Sony BMG está produzindo um CD tributo. O álbum deverá ser lançado no aniversário de 50 anos da prisão de Rosa Parks (1º de Dezembro).

Viu como um pequeno gesto pode mudar a História?
Beijus,

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor