Singing in the rain?

Sabem que não dormi direito durante a noite passada, pelos fogos e pelo pavor que Max, meu cachorro tem desses artifícios. Resolvi 'desestressar' fazendo uma caminhada com ele; ele precisava saber que o mundo não havia acabado! Estava chovendo ainda, uma chuva bem fininha e chatinha. Aquela que você sabe que não vai passar nunca.

Até que gosto de chuva! Quando posso ficar quentinha em casa e ouví-la bater nas vidraças da janela. Mas hoje não podeia ter chovido! Dia em que o carro está na oficina??

É que, ao contrário do Gene Kelly, eu não consigo sentir o prazer de cantar na chuva e recuso-me a dizer que andar por aqui num dia de chuva é um «glorious feeling».

Apesar dos pesares, sem carro deu para prestar mais atenção nas pessoas que transitavam pelas ruas e como boa observadora, presenciar fatos engraçados, principalmente tendo como protagonista "O Celular". Mas esse será motivo para outro post.

Na realidade, este aqui diz respeito a minha falta de tempo para acompanhar o que anda acontecendo no mundo blogueiro. Pelamordedeus alguém pode me explicar o que está acontecendo com o blogspot? Não consigo visualizar normalmente os posts, vejo somente na edição. E quando acesso normal, vejo somente o do dia anterior. Sorte ter o haloscan, lasthalo, bloglines...

Pensam que é fácil levar um blog à sério!

Esteve comigo até agorinha uma amiga. Loura e chateada com as injustiças de que é alvo. Afinal, ela é loura falsa. Perde a graça falar que não é autêntica? Mas os maiores interessados sabem que de uns tempos para cá, as louras estão saindo pelo ralo! Melhor ouvir isso do que as piadinhas infames, do tipo:

P: Como morre o neurónio de uma loura?
R: Sozinho.
Aconselhei a não ficar irritada ou melhor, fingir que não se irritou. O agressor perde o rebolado. Mas se for o caso, retribui a gentileza contando o caso:

Um advogado (tinha que ser) e uma loura estão sentados juntos num voo de longa distância. O advogado vira-se para a loura e pergunta se ela não gostaria de fazer um jogo. A loura agradece, mas diz que quer dormir um pouco. O advogado insiste e diz que é um jogo muito simples: cada um faz uma pergunta ao outro e se souber a resposta, recebe 10 reais do outro. Se não souber, tem que pagar ao outro 10 reais. A loura recusa mais uma vez e vira-se para dormir. Mas o advogado insiste e diz que dará uma oportunidade a mais à loura: se ela errar, pagará 10 reais, mas se o advogardo errar, ele pagará 100 reais.A loura resolve aceitar o desafio, já que percebe que é a única maneira de acabarcom esse tormento. O advogado faz a primeira pergunta:
- Qual é a distância da Terra à Lua?
A loura não diz uma palavra, abre a bolsa e dá uma nota de 10 reais ao advogado.Agora, é a vez da loura. Ela pergunta-lhe:
- O que é que sobe o morro com três pernas e desce com quatro?
O advogado olha para ela espantado. Pega no seu computador portátil e procura em todas as referências. Depois ele pega no seu celular e liga-se à internet, consultando todos os bancos de dados que ele conhece. Frustrado, ele envia mensagens para todos seus amigos, clientes e fornecedores. Nada. Depois de uma hora ele acorda a loura e entrega-lhe uma nota de 100 reais. Ela pega a nota sem dizer nada, coloca-a na carteira e volta a dormir. O advogado não se contém e acorda novamente a loura, perguntando:
- Mas, afinal, qual é a resposta?
Sem uma palavra, a loura pega de novo a carteira, tira uma nota de 10 reais, entrega-a ao advogado, e volta a dormir...


Conta esta história tantas vezes quanto as vezes que te contarem anedotas de louras. Um pouco repetitivo, não? Pois é! Mas se o contador tiver um neurónio, pode ser que perceba que contar anedotas de louras é tão repetitivo como contar sempre a mesma história.

Bem, não sou loura, mas ninguém sabe o dia de amanhã.
Já me disseram que em uma determinada fase da vida é mais fácil continuar loura do que morena.

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor