Carta Aberta ao Conar #BlogagemColetiva #desocupaCONAR [update]


Por favor, queiram repercutir o texto abaixo. Podem copiar na íntegra! (Se não conseguirem copiar dessa página, acesse o link)

Duas recentes medidas do Conar referentes aos abusos da publicidade voltada para as crianças nos deixaram preocupados e ainda mais descrentes da atuação deste órgão com relação à proteção da infância.

A primeira foi a decisão de sustar a campanha da Telessena de Páscoa por anunciar para o público infanto-juvenil um produto que só pode ser vendido para maiores de 16 anos (de acordo com regulamentação da SUSEP). A segunda foi a advertência dada pelo Conar à Ambev, com relação ao ovo de páscoa de cerveja da Skol.

Ambas atitudes do Conar seriam dignas de aplausos – se tivessem sido tomadas quando as campanhas publicitárias estavam no ar, na Páscoa, em março. Mas o Conar só agiu em junho, quando as campanhas já não eram mais veiculadas.

Com isso, não houve nenhum impedimento para que a mensagem indevida da Telessena atingisse impunemente milhões de brasileirinhos e que a Ambev promovesse bebida alcoólica através de um produto de forte apelo às crianças. A advertência à Skol é ainda mais ineficaz, pois não impede que no próximo ano, produto semelhante seja oferecido.

O Movimento Infância Livre de Consumismo vê nessas decisões a comprovação de que o atual sistema de autorregulamentação praticado pelo mercado publicitário brasileiro é lento, omisso e ineficiente. Fato ainda mais grave quando se trata da defesa do público infantil.

Por isso, exigimos que a publicidade infantil sofra um controle externo como todas as atividades empresariais. Reiteramos nossa postura de que, sem leis e punição, jamais teremos uma publicidade infantil mais ética.

Nós, mães e pais, exigimos respeito à infância dos nossos filhos e solicitamos que estas duas atuações não constem dos autos do Conar como casos de sucesso. Contabilizar pareceres dados depois que as campanhas saíram do ar, como exemplo da firme atuação do Conar, é propaganda enganosa. E isso contraria o tal Código de Autorregulamentação que os publicitários insistem em tentar nos convencer que funciona.

***
[Este texto faz parte de uma blogagem coletiva proposta pelo Movimento Infância Livre de Consumismo juntamente com blogs parceiros. Este movimento é composto por pais e mães que desejam uma regulamentação séria e eficiente da publicidade voltada para crianças. Para saber mais acesse: http://www.infancialivredeconsumismo.com.br]

"Pais e mães que defendem a regulamentação da publicidade infantil serão ouvidos pela primeira vez na Câmara no dia 3 de julho. A audiência da qual o grupo participará é parte dos trabalhos da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Casa, que está analisando o PL 5921/01, que trata justamente de regulamentar a propaganda dirigida às crianças" [leia +]

Este é um momento importante. Histórico: é a primeira vez que os pais sentarão na mesa e serão ouvidos. É uma audiência PÚBLICA e todos serão bem vindos. Nossa representante está muito preparada para mostrar o lado dos pais: as dificuldades, os dilemas, as realidade.

Quem estiver em Brasília e puder compareça: Câmara de Deputados, 03/07/12, 14h.

Mais informações sobre a tramitação: Projeto Lei 5921/2001

Página do evento no Facebook - Participe!
Para repercutir no twitter use a hashtag #desocupaCONAR

[update] Veja lista de participantes. Até o momento foram listados 50 blogues. Se o seu blogue não constar na lista, avise na página do evento no facebook.

Assista a audiência pública realizada em Brasília (por inteiro ou apenas partes) referente ao Projeto de Lei 5921/01, que pretende determinar um novo regramento para publicidade infantil no Brasil. Escolha a opção Taís Pileggi Vinha e depois em "reproduzir".

Pela primeira vez, uma representação de pais e mães em Brasília.

35 comentários :

  1. Super importante isso. Que atitude indecente. É mesma coisa que dar distancia para um ladrão correr e meia hora depois chegar para prender. Cade o ladrão? Que palhaçada. Ando muito por fora do Conar. Ja fui ligada e bem ligada. A pior coisa, talvez ate tenha tido piores- que vi na tv, foi aquele anuncio do carro estrangeiro, que o menino chegava com o pai proximo a escola e pedia a ele para parar ali mesmo, por que nao nao tinha o carro igual ao dos colegas. Aquele pra mim é o campeao de cretinice. Mas tirando esses direcionados, ate camapanha sobre qualquer alimento fere a ética humana num pais onde a maior parte das crianças nao tem o que comer, o que vestir, onde estudar, mas tem acesso a televisao. Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem muitas propagandas impróprias para o horário e que possuem tom imperativo e apelativo. Se o Conar reprova uma propaganda os anúncios deveriam parar de serem exibidos até o seu julgamento. Daí a gente desconfia, da propaganda destinada para um período não deixar de passar e terminado o que antes era proposto, aí sim ela pára, pois assim era para acontecer! Daí não adianta mais!
      Existem propagandas boas! O nível dos nossos publicitários é excelente, no entanto, do mesmo modo que tem gente boa no meio, tem gente apelativa. Vamos aguardar!!
      Beijus,

      Eliminar
  2. TEMOS QUE NOS MOBILIZAR CADA VEZ MAIS, MARAVILHOSA ATITUDE, LUMA!
    COMPARTILHANDO NA FAN PAGE !
    BEIJO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca antes nesse país... pela primeira vez, os pais terão uma representação em Brasília. Temos que nos juntar mesmo!! Beijus,

      Eliminar
  3. Luma, estou tão por fora de qualquer blogagem coletiva que só sei o que anda acontecendo na blogosfera através do seu blog. Este tema é muito importante e o seu post, como sempre perfeito. Parabéns!

    Besos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse movimento tem sido gerida já faz um tempo e por isso conseguiu uma audiência em Brasília. A blogagem foi para reunir os pais e os que simpatizam com as crianças para que o movimento ganhasse mais força e fizesse peso na blogosfera. Beijus,

      Eliminar
  4. Eu já compartilhei no face, Luma, as outras redes sociais, eu não faço parte.
    Beijos, querida!

    ResponderEliminar
  5. Gostei mesmo deste texto. A ind´stria não perdoa nem as crianças na hora de formar capitalistazinhos selvagens rss. Estou feliz que vc esteja fazendo propaganda da minha blogagem também muito obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conquistar desde cedo um consumidor foraz é tudo para a indústria consumista!! Beijus,

      Eliminar
  6. É lamentável a forma como pais e mães passam para frente a responsabilidade da educação de seus filhos para terceiros. Foi esse tipo de postura que simplesmente derrubou a programação infantil da maior emissora do país, transformada num canal de TV paga.

    Lembrando que, fazendo uma pesquisa bem por cima, observa-se que a maioria dos espectadores no periodo da manhã é composta por adultos - graças ao desenvolvimento do Brasil, que permitiu que outros milhares de brasileiros trabalhassem em outros turnos, que não o do horário comercial comum. Foi isto que levou à veiculação deste tipo de mensagem em horários supostamente inadequados na tv aberta.

    Essa acusação leviana da ineficiencia do sistema de autorregulamentação - um dos mais democráticos e aderidos do mundo - é outra prova de que o brasileiro, infelizmente, só briga pelo que lhe convem, e muitas vezes, usa sua ignorancia como arma para este tipo de discussão.

    O respeito a infancia dos filhos é dada quando homens e mulheres se planejam para trazer uma criança ao mundo, sem tratá-la como um "acaso" ou "acidente". Se dá quando não molha a chupeta com cerveja, quando não repete palavroes a torto e direito e, quando vê a criança repetindo, diz com toda a escrotidão possivel que "ai, ele deve estar aprendendo isso na creche / escola". O respeito é dado quando não vemos o numero ainda crescente de mais adolescentes, e jorvens marginais e marginalizados. Aqui temos mais um conjunto de leis e punições que deveriam ser severamente aplicadas, mas passam batidas em nosso espirito de Gerson.

    Não existe melhor controle que o bom-senso, e é isso que tem faltado para muitos pais e maes que, ao invés de criarem seus filhos, batalham por uma vida vazia de sentido, mas repleta de materialidades, devolvendo aos avós a responsabilidade de manter mais gente desequilibrada no mundo. O mercado publicitário brasileiro é um dos mais criativos e eficientes do mundo justamente por ser seletivo ao público com o qual se relaciona - e poucas vezes se rende ao mau-caratismo. É repleto de clichês, mas não de falta de escrupulo.


    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. para completar meu pensamento...

      http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=431

      Eliminar
    2. Muito legal a página que indicou!! Li o texto e tenho que louvar o trabalho publicitário. Mas como disse acima, a nossa publicidade está entre as melhores do mundo, mas existem os publicitários que apelam negativamente para chamar a atenção. Para manter o nível, os próprios publicitários poderiam fazer o trabalho de fiscalização, porém compreendo que não seriam bem interpretados. Obrigada pelo comentário pertinente!! Beijus,

      Eliminar
  7. Uma postagem pertinente sobre um tema que terá o seu pico hoje certamente com essa ação dos pais na audiência da Câmara.
    Mandar retirar anuncios depois de eles terem deixado de ser exibidos, chama-se em Portugal, "dar palha à burra depois de morta".
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O resultado foi muito bom, Elvira! Depois vai lá assistir o vídeo. Beijus,

      Eliminar
  8. Já estou publicando no meu blog....www.simplesmentecucla.blogspot.com, no da nossa gostosuras, www.gostosurassemtravessuras.blogspot.com, no meu face, e na fan page do simplesmente cucla....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Cucla!! Logo mais confeccionaremos uma lista! Beijus,

      Eliminar
  9. Exato. Mesmo que tenham sido punidos pelo Conar, a tal "punição" na prática não teve resultado algum. Na realidade foi um prêmio para o transgressor (como, aliás, se vê muito por aqui).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois não adianta, não é mesmo?

      Eliminar
  10. Pertinente e importante o post de hoje Luma.
    Tudo o que seja para proteger os nossos filhos tem que ser uma luta contínua. E além das mensagens explícitas, há as mensagens subliminares que são talvez mais perniciosas.
    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manu, temos que usar a internet para boas ações. Obrigada pelo apoio! Pelo que você pode perceber, dá audiência posts "engraçadinhos" e "leves". Quando pedimos qualquer esforço, as pessoas se calam. Beijus,

      Eliminar
  11. Luma,uma cronica de utilidade publica,pois eu não tinha conhecimento dessas atitudes lamentaveis da Conar.Muito elucidativa postagem!bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, amore!! Quem tem filho e cuida direito, se preocupa!!
      Obrigada!! Beijus,

      Eliminar
  12. Todas as formas de protecção de crianças e adolescentes são poucas.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. Já estava mais que na hora de se tocar seriamente nesse assunto.
    bjs
    Jussara

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitas barreiras para vencer! Cruze os dedinhos!! Beijus,

      Eliminar
  14. Como sofrem as crianças desse país!
    Como são displicentes as instituições incumbidas de zelar pelo bem estar físico, cultural, educacional, etc., etc., da nossa juventude!
    Luma, parabéns pela coragem e iniciativa!
    Ah, o filme que você viu com seu filhinho deve ser o mesmo, sim. Eu acho que o título é Tão Perto, Tão longe.
    Amiga, obrigada pela carinhosa visita. Beijinhos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como temos muitos pais ausentes e ignorantes, as instituições deveriam fazer o trabalho de fiscalização. Os pais acabam por ser fiscais dos fiscais, pode? Beijus,

      Eliminar
  15. Muito importante essa mobilização! Gente, eu nem vi sobre esse ovo de Páscoa de cerveja... que absurdo! Só falta no próximo ano dar cigarros de brinde dentro de algum ovo de Páscoa! E realmente, a atitude do CONAR tinha que ser após a primeira veinculação e não meses depois... Luma, querida, uma beijoka. Tetê - Livre Pensamento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitas propagandas também não vejo, Tetê. Justo porque acesso muito pouco a TV. Mas muitas mães assistem TV ao lado dos seus filhos e são essas mães que fazem o trabalho de "POLíCia.". O que não deveria ser, pois temos orgãos capacitados para tal, antes mesmo que cheguem ao grande público. Beijus,

      Eliminar
  16. Luma,
    estou muito entusiasmada em saber deste movimento:infância livre de consumismo.Como parte de minhas ações em salas de aula,o enfoque para uma visão crítica das crianças e jovens sobre a TV e todos os seus programas e propagandas fazia parte da interdisciplinaridade semanal.Cheguei a implantar um projeto com o tema:A TV que vê você;o qual trouxe boas surpresas ante o envolvimento dos alunos em seus aprimoramentos de uma visão crítica.
    Aplaudo com vigor o movimento e a partir de tua certeira postagem acompanharei o desenrolar desta audiência pública.
    Grata por tua informação.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calu, você ainda tem algum material para mostrar para a gente? Eu ficaria feliz de poder ler algum projeto seu!! Obrigada pelo incentivo e aguarde os próximos capítulos! :) Beijus,

      Eliminar
  17. Acabo de fere certeza que eu vivo em outro planeta. Nunca tinha ouvido falar de ovo de Páscoa da skol. Eu sei, pouco assisto televisão e comerciais não sao exatamente o meu forte. A publicidade anda tão ruim que eu uso o controle remoto e desapareço.
    Quanto aos produtos oferecidos na televisão para crianças e adultos, eu acho um excelente meio para ensinar um diferencial e impor limites, mas e claro que hoje em dia os pais sao excessivamente consumistes e logo, como impor limites se eles mesmos não tem.
    Mas cá entre nos, que o mundo anda muito chato, isso anda. As pessoas estão sempre querendo impor algo ao outro mas nunca a si mesmo e nessas horas surgem os culpados.
    Tenho visto muitas coisas estranhas em minhas andanças, semana passada uma criança chamou a mãe de inútil no meio da rua e ela achou graça da personalidade da filha. Ontem a tarde uma criança fazia birra porque queria algo e a birra foi tanta que a insana a mãe cedeu.
    Enfim, estamos indo muito bem, só não sei pra onde.

    Bacio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os pais sempre procuram por culpados quando a coisa degringola e são incapazes de assumirem seus erros na educação dos filhos. Quando criança eu não assistia tv, mas hoje, os filhos fazem chantagem emocional e os pais "culpados" cedem. Os filhos dizem que não podem ficar atrás, que os amiguinhos fazem isso ou aquilo, que a mãe de fulano deixa... e os tontos dos pais, deixam. Vamos combinar que tv ou computador não são babás e que esses dois instrumentos de lazer devem ser observados de perto. Quando algo estranho à educação passa pela tv, os pais atentos ensinam os filhos a verem a realidade por trás daquela identidade apresentada. Criar filho não é fácil! Se tem escola para tudo hoje em dia, deveria ter uma escola de pais. Enquanto isso, os filhos repetirão os erros com os seus filhos, os mesmos de seus avós. Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor