Slowdown

...nas tentativas acertamos!


Imagem M42: a nebulosa de Orion, fotografada pelo físico Robert Gendler


Imagem Astronomy Picture of Today: anel de matéria negra rodeando o grupo de galáxias CL0024+17.


Feliz, calma, lúcida e realizada!
Não foi assim que sai daqui. Estava ansiosa e demonstrei a minha ansiedade de forma inesperada para algumas pessoas e como sempre me antecipei. Tudo isso uma grande prova que correspondeu com atitudes também esperadas. Entendo o processo sem sustos!


Quando eu perguntei aqui, o caminho que eu deveria escolher - Uma rua fácil ou uma estrada difícil? - Eu vislumbrei diante de mim uma estrada longa e cômoda. Diferente da rua que seria curta, mas não tão fácil.


Engraçada foi a unanimidade. Vocês basicamente responderam a mesma coisa "Se eu te conheço, vai escolher a opção mais difícil" e não é que acertaram? Imaginei que essa rua não seria assim tão fácil, porém seria o caminho mais curto. Sim, eu tenho pressa!


Encontrei muitos obstáculos. Enfrentei ventos fortes e chuvas repentinas (isso ficou poético, mas foi real - passaram frio, crianças?) mas a época do ano era essa. ACABOU!!! ACABOU!!! e agora planejo vislumbrar outros horizontes. Tinha comigo uma grande equipe e o resultado foi muito bom!


Como sempre, alguém do contra. Mas isso foi incentivo à minha persistência.


Finito com resultados positivos e se alguém ficou insatisfeito; penso que, quem primeiro critica e não tendo argumentos, amoado, não participa dos louros ao final. (Está lendo! rs. e daqui a pouco conversamos)

Resolvi fazer uma brincadeira com a série "Star Trek" porque tenho pensado no que ela afetou o nosso modo de vida atual. Lá em casa, todos eram fãs e o personagem Luma chamava atenção de um mocinho, disso resultou algumas conjecturas que não levaram a nada! No final, tudo se reduziu ao pó! Ainda bem que ainda não estava lá! (Algumas pessoas aqui sabem do que digo)

A série era ambientada em um futuro bem resolvido, a terra era harmoniosa e feliz. De vez em quando apareciam outras formas de vida, querendo botar banca, mesmo assim, elas se comunicavam incrivelmente bem. Várias etnias conviviam bem. Foi a primeira vez que um japonês representou um papel, não do lado do inimigo, mas sendo amigo de um americano. Foi também no seriado que aconteceu o primeiro beijo interracial do cinema. Em plena guerra fria, um russo participava da tripulação sem problemas. Foi a revolução cultural da década! Os valores, crenças e costumes revistos. Temas como sexualidade, nacionalismo, racismo e política eram abordados.

Também estou lembrando da série, porque se aproxima o dia dos pais e meu pai não perdia um episódio. Naquele tempo, viagens espaciais não eram glamourosas; eram perigosas. E a série serviu para que as pessoas, antes mesmo da Missão Mercúrio (NASA) imaginassem o que poderia acontecer. E foi Gene Rodenberry, um ex-piloto da segunda-guerra que criou a série.

Bill Gates com certeza começou a arquitetar tudo assistindo a série. Altair Six (8800) foi o nome dado ao primeiro computador popular e de onde ele veio? - da série.

Marc Rayman, comanda os controles da JPL (Laboratório de Propulsão à Jato) que foram inspirados nos painéis da Enterprise. Mas além de comandar esses painéis, o que esse homem fez? Ele projetou a sonda que está agora nos anéis de Saturno. A NASA lançou essa sonda robótica chamada Dawn (alvorecer em português). Sua missão: Voar até dois asteróides gigantes, Ceres e Vesta, e explorá-los de perto pela primeira vez. A decolagem foi em Julho recente. Assisti um documentário em que ele fala que ao desenvolver a propulsão iônica, lembrou que no seriado era usado esse mesmo termo. Só que tudo era ficção e agora ele está realizando um sonho de menino.

Quantos meninos sonharam assistindo esse seriado? O primeiro ônibus espacial lançado pela NASA se chamou Enterprise!

Martin Cooper, o inventor do celular, disse ter ficado fascinado com o aparelho que o Capitão Kirk usava para reconhecimento de voz. Ele pensou: "As pessoas são móveis, não podem estar ligadas às mesas e cadeiras, necessitam de mobilidade, de aparelhos que se movimentem com elas". O primeiro projeto, um tijolon, pesava mais de um quilo.

Ah, os microchips! Revolucionaram as máquinas. A tecnologia está ali, só não usa quem não quer.

Gostaria de citar mais alguns fãs da série, mas isso ficaria extenso, serei breve.

John Adler, neurocirurgião que inspirado no Tricorder usado na série e que fazia diagnósticos não evasivos com análise superficial da pele - uma luz que percorria o corpo do doente - Inventou o Cybermesser um aparelho que retira tumores sem a necessidade de cirurgia. Este aparelho em breve estará liberado para comercialização.

Seth Shostak, ele desenvolve um projeto no Norte da Califórnia (Vale do Silício) de rastreamento de extraterrestres, buscando formas de vida diferentes das que estamos acostumados no dia a dia. Não pensem que é uma "coisinha" pequena; o seu projeto é magnânimo.

Miguel Alcubierre, fisico mexicano que descobriu como se viaja mais depressa que a Luz. Sim, a Enterprise fazia as suas viagens intergalácticas mais rápidas que a luz, em "velocidade de dobra" - não, não vou explicar. É bem complexo.

Por último, Paul Allen; Talvez o homem mais rico do mundo e que fundou a Microsoft junto com Bill Gates - Ele criou a sua própria Enterprise.
Vai lá que eu estou quase indo e se o céu é o limite para esses meninos e a terra é imensa, misteriosa e em extinção. Será que sabemos o mundo que habitamos?

Em tempo: Obrigada pelo carinho que demonstraram em minha ausência, adorei os recadinhos! Estourei minha conta no jaxtr! (rs*)

up date! Apaixonada nos meus leitores, principalmente os mais atentos! hehehe não cometam o mesmo deslize que o meu! O certo é Enterprise, e não Interprise, como estava veiculando antes aqui! Obrigada, Lu! Vou corrigir o texto!

Bom fim de semana!

Beijus,
Luma

20 comentários :

  1. Valeu, Luma. Também vi este ranking. Fiquei feliz. Uma leitora me avisou por MSN.

    Parece que um dos organizadores do BLS quer fazer um BarCamp aqui no Rio também. Vamos ver. Tu vem?

    Beijo grande?

    ResponderEliminar
  2. Não cheguei a ser um trecker mas assistia quase sempre a Jornada.
    No entanto o universo das estrelas em geral não me seduz muito.
    Seja bem vinda de volta.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Então a senhorita viu o Kirk gordo fazendo piada no Discovery Channel ontem, também? :-) Beijo e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  4. Não posso dizer que tenha entendido alguma coisa porque perdi os capítulos mais emocionantes da SUA saga.
    Só espero mesmo é que a estrada, longa ou curta, gelada ou morninha a leva sempre para o ponto em que esperava chegar.

    Quanto ao "Perdidos no Espaço", meu Deus, assisti-la era a minha versão de ser feliz. E eu era mesmo.

    beijos, bom final de semana.

    ResponderEliminar
  5. Nossa eu não perdia nenhum episódio de Star Treck. Amava porque tecnologia e astronomia sempre me interessaram, desde garoto.
    E realmente, muitos dos aparelhos "high teck" utilizados na série foram fontes de inspiração para equipamentos que utilizamos hoje em dia.
    Li um belo livro sobre esse assunto, aliás.
    Adorei esse post, Luminha =)

    P.S: Sim, sim, meu blog "verdadeiro' é aquele que você comentou, tá?
    Saudades de ti, beijinhos carinhosos.

    ResponderEliminar
  6. Luminosa,

    Adorei seu post estelar.
    Eu acredito muito no homem, talvez, por pensar que seja apenas uma máquina. ;)
    :**
    Querida, infelizmente pra mim, nem BLS, nem BarCamp. Tudo muito longe, mas seguirei as notícias interessantes de quem foi de perto.

    ResponderEliminar
  7. Oi, Luma! Que bom que vc está de volta!!! Hehe... acredita que eu nunca assisti esta série? Nem me lembro se meu pai assistia, acho que não.

    ResponderEliminar
  8. Eu, as vezes, fico relutando pra escrever 5 linhas de post... qdo chego aqui, fico até com vergonha! rs

    um beijo

    bom retorno

    ResponderEliminar
  9. A nebulosa de Orion é simplesmente demais...adorei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Eu tbm comecei a assistir jornada (reprises claro) por causa do meu pai!!!
    Nossa mas qtas informaçoes neste post!
    Coisa sua né tia???
    Bom e como vi sua estrada escolhida foi bem aceita e com uma ótima chegada!
    Obrigada pela msg de niver!
    Já a respondi!
    Bjokas

    ResponderEliminar
  11. Oi Luminha
    Que bom que voltou...satisfeita e realizada, que é o que importa.Eu muitas vezes escolho caminhos mais difíceis, acho que na maioria das vezes.Aqui o cara metade adora o seriado... ele tb é dado à criar soluções aonde os outros não conseguem vê-las.A minha praia é mais o holodeck...rs...
    Beijos fofos

    ResponderEliminar
  12. Luma, como boa fã de seriados e de sci-fi adorei o post! Vou fazer um link, tá?
    E fiquei muito contente com sua volta (que notei ao ver sua foto nos visitantes do meu blog). Não falei do tema antes, mas eu tb sempre te imagino pelo caminho menos comum!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  13. Já estou no "blogagem coletiva". Também coloquei algo parecido no meu multiply..
    bs,

    ResponderEliminar
  14. Como comentei ontem, jornada das estrelas é parte da minha história com minhas filhas...mas no meu tempo, só pra vc morrer de rir...eu assistia, além de flash gordon, um seriado americano CARETÉRRIMO' ,MAS QUE EU AMAVA, CHAMADO "PAPAI SABE TUDO'...
    AHAHAHAA
    ps: estou na blogagem coletiva...amanhã estarei postanto...
    bjos amiga
    e bom sabado!

    ResponderEliminar
  15. Ai, fiquei mais pedida do que cego em tiroteio!!
    Vou ler de novo, fazer umas pesquisas no google e dá uma sacudida na caixola pra acordar tico e teco(meus dois neurônios) e tentar entender esse post!
    :)
    Vim te oferecer um presente, passa lá no blog?
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Bem, postei as primeiras fotos da viagem. Passa lá e confere ok?
    Maridon é fã de carteirinha da série. Se fosse em inglês, ele com certeza teria lido o texto!

    ResponderEliminar
  17. Daniela Mann19:32

    Nossa!!!
    Um post do futuro!!!
    Beijinhos Luma

    ResponderEliminar
  18. Não entendi muito a historinha contada, mas amei a montagem com Star!
    hahaha, santa criatividade!
    Beijocas e bom domingo

    ResponderEliminar
  19. Luma, querida!
    Tenho sido muito ausente no seu blog, mas tenha certeza de que o leio frequentemente e nem sempre consigo deixar comentários, viu? Não sei por que cargas d'água o sistema fica fechando a tua página, sempre que a acesso ... Ai, que ódio! Agora conseguí driblá-lo usando o segundo recurso, que também nem sempre funciona.
    Vim te deixar meu beijo e meu carinho, visse?

    ResponderEliminar
  20. Luma,
    vim algumas vezes por aqui mas estavas ainda em viagem,
    bom regresso ( e vejo que voltou com tudo, né?)
    Boa semana prá você,
    beijo, menina

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor