Sem açúcar e com afeto

O primeiro dia de agosto abriu a Semana Mundial da Amamentação, que acontece simultaneamente em 120 países e tem o apoio da Unicef e parceiros como a World Alliance for Breastfeeding Action. No Brasil, a campanha é liderada pelo Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria e o slogan deste ano é "Amamentação na primeira hora, proteção sem demora".

O slogan confirma a importância da amamentação na primeira hora de vida para a mãe e para o bebê - Para a mulher, a medida ajuda a gerar leite mais rapidamente, auxilia nas contrações uterinas e diminui o risco de sangramentos pós parto, o que pode acarretar anemias e/ou diabetes. Além de diminuir as chances de desenvolver câncer de mama.

Saibam que a medida que o útero se contrai, ele chega ao seu tamanho normal mais rapidamente e se a mulher não se fartar em guloseimas, chegará ao peso ideal em menor tempo.

Para a criança, além de proteger contra doenças, alergias e infecções, oferece todos os nutrientes na quantidade exata para o seu desenvolvimento, inclusive não necessitando de ingerir água até os seis meses.

Por obrigação todas as mulheres sabem ou deveriam saber das medidas práticas expostas acima. Mas além disso, o mais importante é mesmo o fortalecimento dos vínculos afetivos. A criança amamentada no peito é uma criança mais segura e amadurecida emocionalmente.

No ato da amamentação existe a troca de carinho; o ato de sucção (paladar), a troca de olhares, do cheiro e da audição, intuitivamente, todos os sentidos são estimulados ao mesmo tempo, criando uma atmosfera mágica!

Os profissionais de odontologia garantem que mamar no peito é uma ginástica! Os primeiros exercícios que o bebê faz. Exercita a ossadura e fortalece todos os músculos faciais, principalmente os labiais, ajudando na formação da fala, na melhora da respiração e na dentição da criança. A mandíbula e maxila são estimuladas a crescer de forma harmônica porque a criança se vê obrigada a respirar pelo nariz, o que é importante para a harmonia do desenvolvimento facial e da deglutição.

Mas a principal diferença entre o peito e a mamadeira reside no fato de que, além de sugar, o bebê precisa arrumar um jeito de fazer o alimento sair. Este ato de "ordenha" não é tarefa fácil para o bebê. Alguns são preguiçosos no início, mas com calma e paciência a mãe consegue força-lo a "trabalhar". Alguns bebês chegam a ficar alguns dias sem conseguir mamar. A mãe não deve se desesperar se ele estiver com bom peso. Em geral, se a gravidez transcorreu de forma satisfatória, o bebê nascerá com boa reserva.

Se está a fim de amamentar, não se apavore dando "chucas" - o bebê se a experimentar, dará preferência para mamadeiras porque é mais fácil sugar o leite dela. Portanto mãe, tenha juízo perfeito, porque o seu filho ainda não tem.

A posição para amamentar também é importante. A melhor posição para a criança é a vertical para evitar que o leite escorra pela boca e chegue aos ouvidos, causando otites.

Uma informação importante: Pai e mãe obesos terão filhos obesos?

O fator genético é forte, mas se quer investir na possibilidade de seu filho não acompanhar o perfil famíliar, basta amamentá-lo por mais tempo.

Sabemos que as células de gordura que acompanham o adulto são em números iguais aos de uma criança de dois anos e meio. Elas apenas inflam (engordam) ou desinflam (emagrecem). Por conclusão, o melhor método para evitar ser um adulto obeso é não deixar que essas células de gordura se reproduzam em grande número na criança até os dois anos e meio de idade, pelo menos [leia mais]

Por isso muitos pediatras aconselham amamentar mais tempo possível. Conheço uma criança, a única magra da família em que foi adotado esse método. O leite materno vem da própria natureza, isento de açúcar, mel, glucose e maltose, possibilitando esse controle.

28 comentários :

  1. bom dia Luma!
    tenho sempre muita dificuldades em entrar no seu blog....
    quer me ajudar?
    meu depoimento é que numca amamentei minhas duas filhas.
    acho que elas cresceram fortes e sadias por tanto amor que lhes dei,mas infelizmente não consegui darlhes meu leite.
    talvez por não me sentir culpada por isso, as coisas tenham saido bem...não sei!
    bjos e bom dia!

    ResponderEliminar
  2. Luma, eu não amamentei. O meu leite só desceu cinco dias após a minha filha ter nascido (não houve jeito) e aí ela não se acostumou mais. Naquela época não tinha tanta novidade quanto hoje.

    Querida, recebi o seu e-mail. Mudei cabos, mudei modem e o meu computador está ótimo. Depois de muitos berros e palavrões indescritíveis, finalmente o Velox resolveu o problema. Eles é que estavam com problemas e não eu.

    Obrigada pela força. Querida, li o seu comentário no blog do Henrique, onde você disse que já postou fotos suas. Manda uma para mim, tá?
    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Muito bom este post, Luma! Amamentar é mesmo muito importante para toda a família.
    BjO!

    ResponderEliminar
  4. Luma,
    Mesmo antes de saber dessa campanha eu já tinha feito um post sobre a lei que tramita sobre a licença maternidade, justamente para colaborar na amamentação dos bebês...
    Obrigado pelo apoio e amizade.
    abs

    ResponderEliminar
  5. Eu espero amamentar minha filha até os seis meses, que, até onde eu sei, é o ideal... E se sobrar leite, vai até quando durar.
    Bjitos!

    ResponderEliminar
  6. Luminha minha querida,

    Obrigada pela força lá no meu blog...já estou de volta!!! Adorei a postagem de hoje, coincidência foi que domingo minha prima foi visitar Mamis com seu bebê de 6 meses e ele está cada dia mais forte e mais lindo...Mama no peito desde que nasceu...e cada vez ela produz mais leite...
    Um beijo procê!

    ResponderEliminar
  7. Oi Luma!

    Excelente post! Amamentar, além de ser um ato de amor é uma benção para a saúde dos pequenos.

    PS: Eu não vi o casaquinho...

    beijos querida,

    ResponderEliminar
  8. Oi Luma, que bom esse sistema de comentários direto do Bloglines, pois estava com dificuldades de ficar com seu blog aberto e ler os post's até o final...como fez isso?
    amamentei meus 2 filhos e era um momento mágico!
    beijos

    ResponderEliminar
  9. Olá Luma.
    Vim retribuir a visita.
    Muito Obrigada.
    Todas nós somos heroínas!
    Beijos, ALine

    ResponderEliminar
  10. Hoje muitas maes no amamentam seus filhos, por acharem que os seios ficarao feios...

    bjs

    ResponderEliminar
  11. Oi Luma...
    Que ginástica para conseguiir entrar aqui! O blog simplesmente dá um erro e a página fecha! Mesmo assim, sempre dou o "meu jeitinho"... Eh...Eh...Eh...
    Gostei muito dos esclarecimentos e digo, SOU A FAVOR, PLENAMENTE!
    Pois é, pena que algumas vezes elas não entendem o meu mais ativo apoio, claro.. Eh...Eh..Eh...
    Agor avamos falar sério, só um pouco. Há um excessivo culto à beleza esquelética e algumas mulheres valorizam mais a própria forma, de forma equivocada, que a saúde. Tomara que essas campanhas atinjam o objetivo, juntamente com aquela que ensina o auto-exame. As estatísticas são alarmantes.
    Um dia super show, com bons ventos e ótimos vôos.
    Um grande e fraterno abraço.

    ResponderEliminar
  12. Oi Luma!!!
    Ainda não sou mãe, mas sou tia e madrinha... E vejo a diferença nos pequenos. ;)
    Ah, alguém falou de dificuldade para acessar o seu blog, acho que o problema é com o Blogspot... Quando cliquei no seu link, abriu no IE, apareceu o template e deu uma mensagem de erro (que fechou a página, voltando para "Essa página não pode ser exibida"). No Firefox, sem problemas.
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. que lindo Luma. parabéns!!! é muito bom participar da blogagem coletiva e ver o ponto de vista, o depoimento e a experiência vista por várias mulheres (e até homens) diferentes. bjs

    ResponderEliminar
  14. Olá Luma,
    Muito legal esse post, eu que não tenho filhos fiquei bem informada!!!
    Vou aparecer mais vezes!!!
    Abraços,

    ResponderEliminar
  15. o pai fica de observador. deve ser lindo ver isso como pai mas também deve ser dificil encarar que se está de fora dessa né? rsrs quero dizer que essa relação mais e filho acaba parecendo mais forte nessas horas e o pai fica de coadjuvante

    ResponderEliminar
  16. Talvez seja por isso, Luma... Por não ter filhos e programar a vinda deles no próximo ano, busco informação sobre tudo o que diz respeito, com a finalidade de estar mais preparada (ou não, quem sabe?).

    Obrigada pela sua visita. Gostei do seu blog e aparecerei mais vezes. Beijocas.

    ResponderEliminar
  17. renata12:49

    obrigada pela visita ao meu blog e pelas suas palavras gentis.
    por acaso hoje estava precisando ouvir (ou ler) algo assim.
    Um beijos grande,
    Renata

    ResponderEliminar
  18. Nao sei porque, toda vez que venho aqui da erro na pagina e eu mal consigo ler... :(
    Beijos

    ResponderEliminar
  19. Priscilla mariano16:24

    OLá Luma, vi sua visita ao meu blog.
    Pelo visto vc ficou interessada na carteira de vacinação.
    Bom, ai vai o link: www.guiadobebe.com.br
    Caso vc não consiga acessar o link, ele está postado em meu blog, na parte dos links.
    É bem simples vc irá se cadastrar e depois irá criar um carteira de vacinação. Todo mês receberá a carteira de vacinação.

    Beijocas p/vc e parabéns pelo blog.
    Priscilla

    ResponderEliminar
  20. Olá Luma,

    A passagem é rápida, mas gostei do seu post, a frase: "Portanto mãe, tenha juízo perfeito, porque o seu filho ainda não tem." diz tudo, pena que muitas mães não têm juízo nenhum (às vezes é por isso que se tornam mães). Obrigada pela visita e volte sempre que quiser, ok?

    Beijos e Até Mais!!!

    ResponderEliminar
  21. Luma, ficou excelente seu post, claro, informativo, direto sem ser chato nem longo demais. Adorei. Beijos.

    ResponderEliminar
  22. Luma, encaminhei uma mensagem para você.beijocas

    ResponderEliminar
  23. Luma,
    Obrigada pelo comentário no público&privado. Estou com dificuldades de ler o teu post... Uma pena porque ele parece ótimo e super informativo!!

    Um abraço,

    Cris

    ResponderEliminar
  24. Foi bom ter lido que nós, homens, também temos um papel fundamental no processo.

    Valeu Luma.

    ResponderEliminar
  25. Renegado02:49

    Tira-m a gora a dúvida;
    Há quanto tempo estou eu amamentado-me lentamente de suas palavras nesse blog ?
    Gente acho que te leio e comento, esparsamente é verdade, mas já fazem uns 3 anos... =D

    *e sempre inovando e matnendo a qualidade dos seus textos

    ResponderEliminar
  26. pois é Luma, eu não tenho filhos,nem sei se isso vai acontecer comigo um dia, mas eu acho fundamental conscientizar as pessoas, tenho uma prima que fez o proprio letite secar com um mes "para o peito não ficar caido"...péssimo...
    em compensação minha mãe amamentou eu , minhas primas e minha irmã, tudo ao mesmo tempo por quase tres anos...ela sempre disse que foi a melhor coisa que fez...
    fazia tempo que eu não vinha para a blogsfera, bom te ler novamente!!!
    bjos de luz

    ResponderEliminar
  27. Luma, muito obrigada pela visita! Gostei da festa e volto outras vezes, ok? beijus.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor