1724: Nasce Immanuel Kant

kantNo próximo dia 22, comemora-se 200 anos da morte do filósofo alemão Immanuel Kant, ele questionou o que conhecemos através dos sentidos, colocou a razão no centro de sua filosofia crítica e apontou os limites do conhecimento.

Kant freqüentou uma escola pietista onde aprendeu latim e línguas clássicas. Posteriormente, criticou as longas preces e a forma de religiosidade ali praticada como "escravidão juvenil". Influenciado por Isaac Newton, em 1744 começou a escrever seu primeiro livro, sobre forças cinéticas – Pensamentos sobre o Verdadeiro Valor das Forças Vivas.

Seu livro: A Religião nos Limites da Simples Razão, colocou-o em conflito com o governo da Prússia. Em 1792, foi proibido pelo rei Frederico Guilherme II de ensinar ou escrever sobre temas religiosos. Kant seguiu a determinação durante cinco anos, até a morte do rei.

Durante 40 anos de docência, que só abandonou em 1796, aos 73 anos, conquistou não só a admiração dos alunos pela forma de ser, como também de colegas do mundo científico.
Immanuel Kant é considerado o grande filósofo do Iluminismo. Ele próprio assim respondeu à questão "o que é o Iluminismo?":

"O Iluminismo é a saída do ser humano do estado de não-emancipação em que ele próprio se colocou. Não-emancipação é a incapacidade de fazer uso de sua razão sem recorrer a outros.

Tem-se culpa própria na não-emancipação quando ela não advém de falta da razão, mas da falta de decisão e coragem de usar a razão sem as instruções de outrem. Sapere aude!" Tenha a coragem de fazer uso da sua razão, é, portanto, o lema do Iluminismo.

Kant diria "não" à guerra do Iraque

Os 200 anos da morte de Kant não têm muito significado para os russos, que menosprezaram o filósofo, tendo-o apenas como um antecessor de Karl Marx. Mas Joschka Fischer revelou ser um grande admirador e conhecedor de sua obra "Ele é um dos grande nomes da filosofia. Quando estudante, eu li todas as suas obras importantes e isso me marcou muito, assim como a leitura de Hegel e Marx.

Como pensador de um mundo sensato, considero Kant extremamente moderno. Eu acho que sua influência hoje sobre o pensamento político se deve a um grande ensaio, A paz eterna, que voltou a ocupar um lugar central na discussão atual. E também as idéias de Kant, sua filosofia prática, sua ética, o imperativo categórico, sua crítica à razão teórica são obras de grande alcance para o pensamento ocidental, o que vai muito além dos países de língua alemã.Kant é o pensador decisivo da modernidade.

Ele não idealizou propriamente a ONU, mas chegou à conclusão certa, e por isso o ensaio é de valor perene. Em um de seus escritos, Robert Kagan opõe Kant e Hobbes. Nós, europeus, somos identificados com Kant, o que muito nos honra, enquanto os EUA se referem mais a Hobbes. [...] Em A paz eterna não há menção à ONU, mas há muito do pensamento kantiano na organização, ou seja, o ensaio é muito marcado por esse espírito."

Sabedoria kantiana para uso diário

Por ocasião dos 200 anos da morte de Kant, o filósofo Volker Gerhardt está publicando uma coletânea de máximas do filósofo com pequenas doses de sabedoria para uso cotidiano.

Algumas, por exemplo, tratam das relações entre o homem e a mulher. No título, bastante irônico, uma citação kantiana: "É fácil perceber que às vezes gente inteligente também diz tolices - Kant para o seu prazer".

Muitos têm uma imagem sizuda de Kant, como o prussiano disciplinado em pessoa, daí o livro ser uma surpresa. Pedante ou não, o grande mestre de Königsberg sabia que "a alegria faz parte da seriedade da consciência moral, se ela quiser ter sucesso".

Sobre a natureza do ser humano:

"De uma madeira tão torta, como a com que é feito o homem, não se pode esculpir nada muito direito."
"Presunção e avareza não têm cura."
"Se ele sempre fala de virtude, então é um depravado; fala constantemente de religião, então o é extremamente."
"Somente se apaixona pelo brilho, pela aparência. Mas amar só se ama a verdade." "O homem é um ator por natureza e representa um papel alheio."
"É preciso ser bom e esperar o restante."

Sobre o homem e a mulher:

"O homem é facilmente decifrável, enquanto a mulher não revela seu segredo..."
"A mulher estreita o coração do homem, e geralmente se perde um amigo quando ele se casa."
"A honra de um homem reside na apreciação de si próprio; a da mulher, no julgamento alheio."
Kant, que nunca se casou, nem teve filhos. "Quando eu precisei de uma esposa, não tinha como sustentá-la", teria dito certa vez.

O ser humano só age com autodeterminação se é guiado pela moral e a razão, e não pelos instintos, os sentidos, as necessidades ou inclinações. A liberdade, que para ele era a base da moral, não significa a queda de todas as barreiras, mas sim a obediência à regra moral ditada pela própria consciência.

Quem ajuda os amigos, age conforme a moral. Mas aquele que ajuda exclusivamente seus amigos, ficando indiferente às dificuldades dos demais, fere a moral. Daí deriva uma responsabilidade social que não faria mal recordar na era da globalização.

Sexo & Barulhos na Vida de Kant - eu não vou contar...vai lá!

Kant, Considerações acerca do sentimento do belo e do sublime, 1764

Muitos que estão a ler, podem estar pensando o que pode interessar estar a saber de Kant; da vida dele nada, mas dos questionamentos talvez saber que seu trabalho concentrou-se na resposta a três questões (Crítica da razão pura): O que eu sei? O que devo fazer? O que devo esperar? Se quiserem pensar acerca dessas perguntas, tudo bem, se quiserem respondê-las para mim, adoraria saber.

Entretanto, as respostas para as duas últimas dependem da resposta à primeira: nosso dever e nosso destino podem ser determinados somente depois de um profundo estudo do conhecimento humano. Além disso, estas 3 questões podem ser resumidas com apenas uma: O que é o ser humano?

Aproveitem para filosofar...
Beijus,

21 comentários :

  1. Claire21:08

    Meu inesperado presente de domingo: este post.
    Estou revisando a filosofia da época da Reforma até o século XVIII e portanto, vou passar por Kant, talvez em fins de maio ou começo de junho...
    Dele, só li "Crítica da Razão Pura".
    O que admiro (do q sei dele): o seu conceito do imperativo categórico, que a grosso modo não deixa de ser o bom e velho "Ser bom é a sua própria recompensa"...o q é verdade.
    A questão, claro, seria antes de tudo definir o que é ser bom.
    Inegável a sua influência; quando o estiver revendo/relendo, poderei comentar mais...'brigadão, Luma.

    ResponderEliminar
  2. Monica21:09

    Kant sempre foi uma leitura interessante pra mim. Parabéns por ter colocado esse post aqui. Cultura é sempre bom! Grande beijo

    ResponderEliminar
  3. Bené Chaves21:09

    Oi, Luma: interessante histórico sobre o grande filósofo Kant. Difícl é nós todos sabermos o que é o ser humano. Foi um grande homem das letras e os 200 anos de sua morte bem merecem uma comemoração.
    Um beijo filosófico...

    ResponderEliminar
  4. Doidivanas21:10

    Não sou muito fã de Kant, nem do Sartre...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Renata21:10

    ai, que pergunta dificil pra um domingo a noite!
    kkkkkk
    beeeijo

    ResponderEliminar
  6. Bem, num mundo em que a realidade era analisada através dos dogmas religiosos, Kant foi um divisor de águas importante, pois foi a partir dele que o conhecimento passou a ser observado racionalmente. Muitos o acham literal demais, mas eu o analiso historicamente e verifico que essa sua rigidez era necessária para se distanciar da religião e estudar a realidade friamente. Enfim, tenho uma paixão secreta por Kant. Bela escolha de post. Quanto as perguntas kantianas, estou tentando respondê-las ainda, pois aparentemente são muito simples, mas se observamos mais a fundo, veremos o quão complexas elas poddem ser. Que a sua semana seja repleta de luz! Grande beijo.

    ResponderEliminar
  7. Ei, Porra!21:12

    Kant foi um foda.

    Um homem que dormia religiosamente da mesma maneira, no mesmo horário, na mesma pose só pode mesmo se reconhecido duas centenas de anos depois.


    Achei teu blogue acho que no Catarro Verde, mas não tenho certeza. Vai ver eu achei na pura coincidência dos sentidos.

    O que é toalhete?

    Abraço!

    ResponderEliminar
  8. Júnio21:21

    Filosofar como Kant, ainda está fora de minhas possibilidades. Questões simples e puras do convívio humano, por enquanto só vivendo antes. o Aprendizado se faz no caminhar junto, separado e talvez em comunhão no futuro. E o futuro, como pensar agora?
    Kant pensador, filósofo e poeta dos relacionamentos humanos, conseguia.
    O que eu sei? O que devo fazer? O que devo esperar? Sei que o bom senso não me permite emitir bobagens, antes de me conhecer e esperar o tempo me ensinar.
    Beijos, Luma.

    ResponderEliminar
  9. Jaqueline Sales21:22

    Menina, a "Critica da razão pura" eu jamais consegui ler, pois considero o livro pesado e de difícil leitura, mas há quem goste. Na verdade, prefiro autores mais leves.

    Oi, amiga, não sei se já viu o que meu sobrinho fez em minha casa, sem minha permissão... De forma que estou duplamente triste. Para compensar, assine a petição e reenvie a quantos imaginar. Beijooooooooooosssssssss

    Já assinei e reenviei. PODE CONTAR COMIGO, lindinha. Beijos da LOBA

    Estou enviando este e-mail a todos, pois de alguma forma temos que tentar combater a crueldade contra animais, seria legal entrar na pagina e ler, mas em resumo esta petição é contra uns FDPs, que arrastaram uma pobre cadelinha prenha, amarrada ao parachoque de um carro por km...
    Vamos colaborar c/ essa causa!!!

    http://www.petitiononline.com/CF060375/

    Desde já grata pela atenção,

    Beijinhos
    Loba

    ResponderEliminar
  10. Betsy21:22

    E quem com o mínimo de cerebro diria sim a Guerra?

    ResponderEliminar
  11. eu não conhecia esse filosofo... bjus

    ResponderEliminar
  12. Nanda21:23

    Eu não conhecia ele também não.
    O ser humano é burro, fedido, confuso e curioso.
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Nora Borges21:24

    Gostei do post. Mas não dá ainda pra responder. Meu momento é de cambio de valores... ainda não sei o que agora sou.
    Adorei muito a história da toalhete de estrelinhas! Morri de rir! Realmente uma história que não podia deixar de ser contada. Acho que a miga vai entender!
    Beijos
    (Cheguei aqui pelo Síndrome de Estocolmo)

    ResponderEliminar
  14. Nanda21:24

    Manhã de segunda e meus neurônios estão dormindo ainda...rs - Depois, volto pra ler o texto complieto, fiz apenas uma leitura dinâmica...rs - Beijos!

    ResponderEliminar
  15. Patty21:52

    OI Luma...passei para desejar uma ótima semana...q tenhu certeza q vai ser maravilhosa...pois esta bem curta...rs...bjinhus

    ResponderEliminar
  16. Dr.Lieterspeluer23:15

    Para mim o pai do idealismo transcendental, influenciou Sartre no existencialismo, e muitos empíricos e filósofos do século XX, inclusive.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  17. Ivan23:16

    A época do iluminismo foi mesmo um marco na evolução do pensamento humano. Época em que a liberdade de consciência foi, de fato, posta à mesa no ocidente. Muitas das idáis surgidas ali culminaram, mais tarde, em muitos avanços sociais- fim da esravidão, revolução industrial, fim da inquisição, declaração dos direitos do homens (que serviu de base para a declaração universal), e outras. Kant foi um desses expoentes do pensamento. Nem tudo o que ele pensava é de meu acordo, mas seria muito leviano (sem exageros) se eu não enxergasse o valor de seu exemplo de pensador. E, bom, se os russos não lembra ssim tanto dele, isso é comum. Demoramos muito, às vezes, para reconhecer os valores num ser humano!

    ResponderEliminar
  18. Manoel Carlos23:16

    Quando se referiu aos russos, você deveria ter excluído Lênin e mais alguns, pois Lênin valorizava muito o que ele chamava de fontes constitutivas do Marxismo, incluindo filósofos alemães, economistas ingleses e políticos franceses.
    Há alguns anos nos restringíamos à leitura das orelhinhas de livros; atualmente ao que estiver na internet.
    Sorte de quem, ao buscar kant, chegue até aqui.

    ResponderEliminar
  19. Sandrinha23:17

    Porra!!! Esse texto tá muito bom...
    Parabéns!!! Gostei muito mesmo...

    ResponderEliminar
  20. Nelson Moraes23:18

    O Imperativo Categórico foi uma sacada que valeu por toda a obra dele. Beijo.

    ResponderEliminar
  21. Mago23:29

    fiz um comentário e ele sumiu uma droga agora deixa pra lá uahuahuahau beijos do Mago e boa semana!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor