É fácil moldar a memória das pessoas


Substituindo uma palavra por outra, você pode substituir um fato inteiro. É fácil moldar a memória das pessoas. Quando governantes falam na imensa prosperidade que agora temos, as pessoas se convencem. Pode estar só um pouco melhor que antes, mas a palavra “prosperidade” faz as pessoas idealizarem. Como dizia o famoso secretário de propaganda de Hitler se você repete qualquer coisa um número suficiente de vezes, as pessoas acabam acreditando. [Ivan Izquierdo, médico e cientista]

Leia o restante da matéria.

Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

49 comentários :

  1. Isto é mesmo verdade e os poderosos servem-se dos meios de comunicação para mais e maiores ataques ao povo, levando-o para eles desejam.
    Até as pessoas mais bem informadas duvidam das suas teses.

    ResponderEliminar
  2. Não. Com a cultura que rodeia o gênero. A mulher é educada para ser mãe, ter um um lar. O homem criado para ser um malandrão. Então ele prefere não se lembrar do dia que lhe amarraram as mãos. Vai lembrar do dia anterior, em que ainda era livre.

    Adorei!
    beijogrande

    ResponderEliminar
  3. Muito interessante! Gosto do trabalho do Ivan, é muito respeitado.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Que texto interessante,Luma. Gostei da parte que ele fala:
    Qual a melhor maneira de exercitar a memória?

    Ler. Quando lemos uma palavra no título de um livro...

    Muito bom! Ler, ler e ler e então nem políticos conseguirão fazer nossas cabeças, nos desviando da verdade que é real ,bem diferente da que eles querem nos fazer ver! bjs, chica

    ResponderEliminar
  5. Um texto muito bom, que pode ser aplicado à realidade Portuguesa também. Gostei de ele dizer que o homem é "malandrão"...não é que é mesmo?

    Bj e obrigada pelas visitas. BShell

    ResponderEliminar
  6. E aqui em Portugal, onde bastou "meio" governante dizer uma ou duas vezes que os jovens tinham de sair da sua "zona de conforto" (entenda-se desemprego) e emigrarem, para conseguir mentalizar toda uma geração de recém-formados?
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  7. Texto muito bom, Luma!
    Creio mesmo que ler exercita a memória e traz boas recompensas...

    Abrações e boa 4ª feira!

    ResponderEliminar
  8. Oi Luma! Vejo pessoas cultas e estabilizadas financeiramente (para não dizer ricas) postando todo ano fotos de viagens internacionais maravilhosas, bebida e comidas finas etc, dizendo Fora PT, mas também vejo pessoas de renda baixa que antes não tinham acesso ao consumo básico satisfatório gritarem Fora PT, sem contar aqueles que melhoraram de situação ascendendo socialmente, abriram um negócio nestes tempos do repetido e maldito PT...Diante dessas observações acho que é bem provável que seja assim que as mentes absorvem tudo que é repetido continuamente pelas mídias.

    Quanto a última resposta da matéria, tenho uma impressão diferente, sinto que o cérebro fica muito confuso com tantas informações, de tanto passar os olhos rapidamente pelos conteúdos numa filtragem rápida para escolhas o cérebro assimila esse padrão em outros momentos do cotidiano que não seja o virtual...Sei lá...acho que isso dificulta a retenção das informações que são necessárias...pelo menos em mim percebo isso.
    Obrigada pelas visitas, fico muito feliz, beijos!

    ResponderEliminar
  9. Adorei a matéria, sabendo disto e da neurolinguística muita gente tenta influenciar o povo.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  10. Luma,
    muito verdadeira a frase,
    quando vc repete muitas vezes , as pessoas acabam acreditando,
    o nosso povo não tem memória,coitado!
    Bjus querida!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderEliminar
  11. É aquela estória de não tomar si crenças infundadas ditas para convencer sem concretizar. Por isso, despertar o senso crítico das crianças para que não sejam levadas por uma lavagem cerebral de pessoas ou de um povo sem nexo. Beijos
    www.brasildobem.net


    ResponderEliminar
  12. Luma, para os políticos é sempre doce a palavra prosperidade. Na verdade, ela sempre existe para quem navega nas águas do poder e para os corruptos. Alguns, com a sua inteligência estratégica, também a podem citar. Acresce é os poderes, uma vez instituídos, a citam, como quem atirasse às multidões - migalhas de desprezo.
    Reportando-me todos os pensamentos, vêm sendo de bastantes autores. São dum livro, " A CABEÇA DOS OUTRO" compilação do escritor, José Augusto Roussado Pinto, que mandou oferecido, com ofereceu vários
    Abraços

    ResponderEliminar
  13. Oi Luma, é a Vi, eu acho que o ser humano não é idiota, mas permite que o façam de idiota por preguiça ou medo de sair da zona do conforto.
    As vezes é muito mais facil ser manipulado, do que ter ideias próprias, até porque somos educados assim, nossos pais na maioria das vezes, pouparam a gente da parte difícil, resolvendo tudo para nos, então quando adultos somos acomodados, estamos esperando que alguém solucione os problemas.
    Esperamos que um governo venha resolver tudo, e escolhemos ficar alienados dos problemas, por isso preferimos acreditar em lorotas, mesmo quando vemos todas evidências que as coisas não estão bem.
    Não existe nação com prosperidade dividida, onde uns são prósperos e outros miseráveis, existem pessoas egoístas e alienadas que são indiferentes ao sofrimento alheio.
    Eu nunca vi o Brasil prospero, mas mentiras de políticos eu ouço desde que me entendo por gente.
    Muitos beijos,Vi

    ResponderEliminar
  14. Acho que o nosso ego já tão cassado de tantas promessas, e isso falo de tantas
    outras coisas que nos saturam , é melhor se enganar para não viver sempre criando expectativas de que vai melhorar, pois não vai, mas acreditando uma pouquinho anestesia nossa alma.
    beijinhos

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  15. Olá, Luma!
    Então Internet, com multi-informações rasas, é bom prá memória! E memórias motoras, como escalar árvores, se fixam eternamente... Memorizar com emoção é mais eficiente - me esqueci de tantos livros que li, porém a "Caminho Suave"....

    A demência é uma malvadeza!

    Abreijos

    ResponderEliminar
  16. As pessoas se convencem por qualquer coisa, principalmente em que os politicos dizem antes das eleições, Luma beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Acho que acontece muito com a Educação: para os pais que estudaram em situações precárias, o fato de ter um prédio com quadra de esportes, é sinal de uma boa educação, é a prosperidade...
    Beijo!

    ResponderEliminar
  18. Que ótima matéria, Luma e
    Ler exercita a memória e nos faz viajar sem sair de casa...rs
    Gostei muito!
    Obrigada por participar da Frase Fofura, querida.
    Sua frase ficou realmente uma "Fofura Tota"
    Gostaria de te convidar para participar da "História Doçura"
    Vamos ficar felizes com a sua presença.
    http://bichinhosamados.blogspot.com.br/2015/07/bichinhos-historia-docura_8.html
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderEliminar
  19. Quis dizer "Total"
    Beijinhos mil de
    Verena e Bichinhos

    ResponderEliminar
  20. Nem de propósito esta matéria.
    "É fácil moldar a memória das pessoas" - relevo o caso da política; não é por acaso que, aquando da campanha eleitoral, cada líder repete até à exaustão, aspetos que mobilizam esta ou aquela franja do eleitorado, tornando "a memória curta" em relação a um passado recente. Para mim, a arte suprema da manipulação...
    Bjo, Luma :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais que atualíssima essa matéria, quando grande parcela da população vem sendo manipulada nesses últimos anos, principalmente por políticos sem caráter e uma mídia aliada. Da cartilha de Hitler;" Repita cem vezes uma mentira e ela se transformará em verdade". Pior ainda, para as novas gerações que a exemplo do "Mito da caverna" de Platão, não querem enxergar a luz!
      Concordo plenamente contigo, Odete.
      Beijos!

      Link Direto

      Eliminar
  21. Oi Luma!
    Matéria maravilhosa desse médico. Acho também que a maioria dos idosos ativos, não sofrem de alzheimer. Fica a dica né?
    Bjsss querida

    ResponderEliminar
  22. Oi Luma!

    Eu diria mais, fácil e assustador... Li a matéria, excelente! Vimos essa "moldagem" na última eleição.

    Sonhe com os anjinhos sapecas! Bjosssss

    ResponderEliminar
  23. Querida amiga

    Bom ler uma matéria
    dirigida pela sabedoria,
    e baseada em valores
    plenamente justificáveis...

    Sua vida é preciosa para mim...

    ResponderEliminar
  24. Olá querida adorei seu cantinho ... conheça o meu blog que acabei de fazer que se chama (Jardim da Nana) ,onde falarei de td e um pouquinho ,me segue la ok ...??? bjinhos tenha um dia lindo em CRisto .... Deus te abençõe bjus

    ResponderEliminar
  25. Um tema bem interessante. Memória e emoção andam juntas...
    Mas quando um governante tenta convencer as pessoas que tudo está indo muito bem, elas acreditam até o momento em começar a afetar o bolso delas...Aí caem na realidade. Eu tenho por norma de vida JAMAIS acreditar na palavra de um político, seja ele quem for, seja de que partido for...Sempre pago pra ver. Mas infelizmente a maioria não é assim, preferem crer e só depos quebram a cara!

    Bjusssssssssss

    ResponderEliminar
  26. Pois, é o que se costuma dizer mas temos que saber distinguir a verdade da mentira e não nos deixarmos influenciar.
    Quanto ao seu comentário no meu blog acerca da descoberta da Costa Rica e do Brasil, então não foi Pedro Álvares Cabral que descobriu o Brasil???
    Um beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Elisabete!
      Criou-se o mito do descobrimento “oficial” do Brasil, que nunca existiu. Por que os autores, ao longo dos séculos, propalaram tantas mentiras sobre o descobrimento do Brasil por Pedro Álvares Cabral? Por que, na mesma viagem do descobrimento, Cabral ordenou o terrível bombardeio de Calicute, ocasião em que os portugueses queimaram vivos mais de 500 homens (e morreu Pero Vaz de Caminha)?
      O mundo se dividia entre as conquistas espanholas e portuguesas. Cristovão Colombo era italiano e não interessava à coroa portuguesa dar a autoria do descobrimento para um não cidadão português e ainda mais por ele ter sido contratado pela coroa espanhola. Tanta coisa esquisita acontecia que os monarcas espanhóis apelaram para o Papa Alexandre VI, um espanhol corrupto, que publicou uma série de touros favoráveis ​​para a Espanha. No entanto, o rei João II desafiou tanto os espanhóis e o papa, e ele reivindicou as terras encontradas por Colombo como território Português. João II citou o Tratado de Alcáçovas 1479, que afirma que todos os territórios ao sul das Ilhas Canárias espanholas pertencia a Portugal. O Caribe, onde Colombo navegou, foi ao sul das Ilhas Canárias. Antes de toda essa loucura, ninguém falava em descobrimento, já que o próprio Colombo acreditava ter chegado a algum arquipélago no leste. Diante da corrida para a oficialização do fato, Cabral correu para reivindicar a descoberta.
      Pedro Álvares Cabral não foi o primeiro europeu a chegar ao litoral brasileiro. Ele sabia antes de invadir o Brasil da sua existência por causa do imbroglio acima citado. Um pouco antes dele, um navegador espanhol chamado Vicente Pinzón percorreu a região da foz do rio Amazonas, que ele chamou de mar Dulce (mar Doce). Diz as últimas pesquisas que esse espanhol acompanhava Cristovão Colombo quando ele descobriu a América em 1492. Se um português estava acompanhado de um espanhol, a história se modificou. Se fosse acompanhado de outro português, quem sabe? Existe a versão portuguesas de que o navegador Duarte Pacheco Pereira, um gênio da astronomia, navegação e geografia também estava entre os navegadores espanhóis e agora querem dar à ele a autoria do descobrimento do Brasil.
      Por enquanto a viagem de Cabral continua a ser considerada o descobrimento oficial do Brasil apenas por uma questão de tradição portuguesa e de comodidade. A maior parte dos historiadores que pesquisam o descobrimento, são unanimes ao dizer que o "descobridor" oficial do Brasil compõe uma pálida figura. Cabral não entendia quase nada de navegação, mas era oriundo da média nobreza - teve a sorte de casar com uma das herdeiras de uma das famílias mais ricas do reino. Foi assim que conseguiu ser escalado para comandar a maior armada que Portugal já montara. Pela quantidade de homens e naus, a expedição de Cabral é mais uma prova de que os portugueses vinham para tomar posse do Brasil e usá-lo como base de apoio da rota para as Índias. Entre os historiadores, é quase consensual que Cabral partiu de Portugal com instruções secretas do rei d. Manoel para chegar às terras já descobertas.A tese de que Cabral chegou ao Brasil por acaso não encontra mais respaldo entre os historiadores.
      O espanhol Juan Gil, da Universidade de Sevilha, e o francês Serge Gruzinski, do Centre Nationale de Recherches Scientifiques, também fazem essa afirmação em trabalhos publicados, respectivamente, em 1989 e 1992, mas sem a riqueza de tantas evidências e provas como a do historiador Jorge Couto. Vale a pena procurar pelo seu livro.
      Quanto à Cabral, não tem nenhum respeito dos brasileiros e me parece que também os portugueses nutrem esse sentimento. Até recentemente, a casa que pertencera à família dele, em Santarém, cidade portuguesa onde está o seu túmulo, funcionava como um prostíbulo. Foi restaurada por causa das comemorações dos 500 anos do descobrimento do Brasil no ano 2000.
      Desculpe a extensão da resposta. A vontade é escrever mais! :)

      Eliminar
    2. Olá Luma. Li com atenção a sua resposta e fiquei de boca aberta. As 1ªs pesquisas que fiz no Google referem sempre Pedro Álvares Cabral, mas tudo bem, há sempre opiniões revolucionárias e motivos para novos doutoramentos. Nunca saberemos ao certo a verdade. Eu sou professora de Português e de Francês e quando falei com os meus colegas de História, nem queriam acreditar... Nunca tinham ouvido tal coisa. Em França, onde vivem amigos meus, também se ensina o mesmo. O que me dececionou foi a Luma afirmar que os Portugueses não têm respeito por Cabral. Só há dois acontecimentos históricos que nos orgulham: o 25 de Abril e os Descobrimentos. Um país tão pequeno como o nosso que abriu caminho para mundos desconhecidos é um motivo de orgulho que só nós sentimos. Aliás, o nosso maior poeta é Luís Vaz de Camões com a sua obra "Os Lusíadas", onde enaltece a valentia dos descobridores. Faz parte dos nossos símbolos nacionais como cada país tem os seus. Toda a América foi colonizada, tanto por Ingleses, Espanhóis e Portugueses. Foram cometidas atrocidades, que nunca deverão ser esquecidas.
      Bjs

      Eliminar
    3. Oi, Elisabete!
      Citei fatos e não sentimentos individuais. Tenho respeito pelo povo português, meus avós maternos são portugueses e eu tenho a dupla cidadania... Os historiadores citados são portugueses e outro francês. Mas foi o povo português que deixou que a casa pertencente à Cabral virasse prostitulo e haja visto que as publicações foram feitas depois de muitas pesquisas.

      Eliminar
  27. Goebells tinha razão, mas também houve alguém que afirmou uma verdade: as pessoas podem ser enganadas durante certo tempo, mas jamais eternamente


    Beijinhos, Luma

    ResponderEliminar
  28. Eu acredito em lavagem cerebral...
    Ótima 5ª feira para vc!
    Obrigada pela visita
    Beijos Coloridos!!!♥♥♥

    ResponderEliminar
  29. Luma, as mensagens subliminares estão aí - na publicidade, por exemplo - provando como é tenue essa fronteira.
    O artigo sobre a memória é interessantíssimo.
    Beijo

    ResponderEliminar
  30. Os mistérios do cérebro humano sendo cada vez mais desvendados. Sempre me interessei por esse tipo de matéria, acho que deveria ter feito medicina, aliás, fiz por osmose, pois meu primeiro esposo era médico e passávamos muito tempo tratando de temas como esse. Ele faleceu, mas mesmo sem esse inesquecível companheiro, continuei a fazer minhas investidas por conta própria, pois sou muito curiosa em várias áreas do conhecimento humano. Quer ver uma coisa boa na memória? As coisas ruins ou desagradáveis que nos acontecem vão desaparecendo aos poucos da nossa consciência, enquanto as agradáveis são retidas e lembradas.
    Boa matéria, amiga! Parabéns!
    Um fim de semana lindo pra você, Luma!Bjs

    ResponderEliminar
  31. Oi Luma,
    As pessoas se moldam se elas quiserem não acha? A Kendall é meia-irmã da Kim, por parte da mãe.
    Big Beijos

    ResponderEliminar
  32. Olá, Luma, como vai? Muito interessante a matéria. Dr. Ivan fez parte do meu artigo da pós. Achei curioso ele dizer que mais velhos confundimos memórias porque temos muitas, rsrsrs, acho que já entrei nessa fase.
    Sobre as mudanças de memória, Augusto Cury no livro "Armadilhas da mente" defende que temos gatilhos de memória que podem ser modificados.
    A questão é que de fato, quando repetimos um padrão de pensamento acabamos absorvendo e agindo conforme, tanto se for positivo como se for negativo. A PNL atua muito nesse sentido.
    Então, coloquemos a nosso favor bons pensamentos! Abraços!

    ResponderEliminar
  33. Oi Luma! A memória é heroína, sem ela somos derrotados pela doença. Bruxa é a conveniência, que faz a memória fraca quando bem/mal lhe entender. Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  34. No Brasil de hoje passamos por verdadeiro atentado à memória quando então distorcem nossa história, nossa cultura e até mesmo a nossa liberdade de sermos o que somos. Tudo feito de maneira sutil, mas não menos eficaz.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  35. Luma,
    Sempre acreditei que a memória deve ser estimulada. Quanto mais nos esforçamos, mais ela fica tinindo. Gosto de me obrigar a decorar coisas. Obviamente, nossos sentimentos tendem a esconder algo de nossa mente, mas as memórias estão lá, guardadas. Basta um gatilho para acioná-las.
    beijo, menina

    ResponderEliminar
  36. Un felice fine settimana per te...ciao.

    ResponderEliminar
  37. Muito bom, Luma! Eu sempre achei que ler fosse mesmo o melhor exercício para a memória.
    Ah! Sobre sua pergunta sobre se pode flambar direto na comida. Apesar de ter respondido lá no blog, repito novamente: nunca experimentei,mas quem sabe, possa dar certo.
    Bj e um excelente fim de semana,
    Lylia

    ResponderEliminar
  38. Grande verdade. E os políticos a conhecem bem.
    Ler realmente ajuda a memória.
    Associamos os acontecimentos marcantes ao que fazíamos na ocasião. Também me lembro onde estava quando morreu Senna, quando morreu a princesa Diana... Mas não o que aconteceu nas demais horas daqueles dias.
    Gostei do texto. Bjs.

    ResponderEliminar
  39. Olá, querida Luma!
    Eu estava conversando com o meu filho sobre esse assunto.
    Tem muita gente que se deixa se influenciar.
    O meu filho disse que as pessoas precisam ler muito para ter
    um bom conhecimento e se as pessoas conhecessem o mundo da
    política jamais votariam em algum político, só existe manipulação, entre
    eles mesmos.
    A memória precisa ser estimulada, a leitura é o melhor remédio e enriquece
    a escrita e o vocabulário tbm, rsrs.

    Tenha um fds super abençoado junto a sua família!
    Bjs ♥


    ResponderEliminar
  40. sim, e por isso não investem em educação por aqui, que aí fica mais fácil ainda.
    Deprimente.

    Beijossssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    ResponderEliminar
  41. Interessante a matéria, Luma.
    Penso que é fato notório que ler é um grande exercício para a memória. Também concordo que memórias e emoções andam juntas. Fatos marcantes, que tocaram as nossas emoções, nunca se perdem e são sempre identificados no tempo e no espaço. Por outro lado, acredito que o processo de envelhecimento pode afetar a memória pelo desgaste orgânico natural e não apenas pelo fato de se misturarem em razão da quantidade de memórias armazenadas em nosso cérebro. Pode até acontecer em muitos casos, mas não como regra. Esta teoria, talvez, merecesse mais estudos a respeito. Políticos são realmente 'experts' na arte de moldar a memória do povo, mas não daqueles pessoas que raciocinam, possuem conhecimento e capacidade de discernimento.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  42. Estava conversando num grupo de futebol sobre isso, nesta semana. Fica facil dizer que "antigamente era melhor" quando vamos removendo as coisas bizarras que nos direcionaram a algumas evoluções na forma de jogo, mesmo que isso implique um "maior uso" de jogadores com potencial técnico menor do que como era antes. Ai entende-se como e porque os jogadores "talentosos" tem deixado de "existir" no futebol.
    Assim como o termo prosperidade, o uso da palavra crise vai transformando as coisas em muito maiores do que realmente são, não é? E mesmos nestes dois extremos, quem ganha muito dinheiro não deixar de ganhar, pelo contrário: as vezes passam a ganhar ainda mais com as mazelas alheias... e como o Ivan disse, a cultura acaba influenciando demais a forma como organizamos e "repassamos" a memoria do que vivemos. Explica muito a frase "a fruta não cai muito longe do pé nunca", quando questionamos as posturas dos nossos pais consigo e conosco, mas quando vamos envelhecendo, vamos aos poucos começando a repetir e só percebemos se outro puder pontuar...

    bjo!

    ResponderEliminar
  43. Ler! Nos leva a mundo nunca imaginados, além de exercitar nossa mente e nos fazer mais inteligentes.
    Ler, a chave de uma boa cultura.
    Texto perfeito!
    Beijos

    ResponderEliminar
  44. Querida amiga!
    Continuo afastada da blogosfera pelos motivos que todos
    conhecem. Agora com um tempinho livre vim matar as saudades e deixar
    o meu carinho. É duro ficar afastada daquilo que gostamos e que temos
    prazer em fazer...mas em breve tudo voltara a sua normalidade se Deus quiser...
    Abraços com carinho de coração pra coração.
    Marilene

    ResponderEliminar
  45. Querida Luma
    Muito interessante, esta matéria. Realmente,posso não me lembrar do que foi o meu jantar de ontem ,mas recordo-me muito bem da ementa, no dia do meu casamento!
    Tem tudo a ver com a emoção!
    um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor