A magia da mente criativa


No post anterior citei as crianças de alma antiga. Hoje deixo uma pequena conversa narrada por Sir Ken Robinson de uma criança com seu professor de desenho:

A menina estava em uma aula de desenho.
O professor disse: "O que você está desenhando?"
E a menina disse: "Eu estou desenhando uma imagem de Deus."
E o professor disse: "Mas ninguém sabe o que se parece com Deus."
E a menina disse: "Eles vão saber em um minuto ".

Especialista em criatividade Sir Ken Robinson desafia a forma como estamos educando nossos filhos [leia mais e assista suas palestras]
  • Leia também o post "Magia da Arte" no blogue "Fractais da Calu" - Meu comentário...
  • Aproveitem o feriado e como sugestão de entretenimento com as crianças e para quem ainda não assistiu o filme, mesmo que não tenha criança em casa: The Lego Movie (em Portugal: "O Filme Lego", no Brasil: "Uma Aventura LEGO") - Que contém uma crítica ao modo como as pessoas estão automatizadas e deixando a criatividade e o pensar de lado.
  • A Tina Bau Couto narrou um conto no sistema de comentários, muito bacana que complementa o que aqui estamos refletindo. Aproveite e escute "Flowers are red" (Flores são vermelhas) que foi inspirada no conto.
Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

37 comentários :

  1. bom dia Luma, deixo aqui um beijinho para ti, estou de saída para trabalhar...
    bonito pensamento desta criança, temos de partilhar os pensamentos como as coisas
    abracinhos
    Angela

    ResponderEliminar
  2. Luma, o certo é que as crianças tem muito a ensinar. Um dos meus mestres é a criança minha neta. Para andar atualizado, nada como se ir documentando com crianças.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Adorei a resposta da menina e na certa ele teria pra mostrar... E adorei e concordo com teu comentário na Calu... Coitadinhos dos engomadinhos, sem poder se expressar nem brincar! bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. Conexões perfeitas entre as tuas postagens e o conteúdo dos links indicados. Diariamente aprendo algo novo com meus filhos e desde quando estão frequentando aulas de teatro percebo também muito mais a importância do incentivo à criatividade em ambientes como o familiar e escolar.Abraços,bom dia!

    ResponderEliminar
  5. Oi Luma! Há seis anos sou mais criança por causa da Laura. E como eu cresci e amadureci por influência da infância dela. São mestres, mesmo. Creio ser por isso que Cristo disse ser delas "O Reino de Deus". Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  6. Temos muito a evoluir aprendendo com as crianças, né Luma!Depois dos alunos agora tenho os netos pra me aperfeiçoarem e não quero perder isso por nada.Essa nossa conversa tão estimulante veio a estender-se dando mais essa roda enlaçada.
    Vc leu meus pensamentos ancorados em teu excelente comentário no post linkado.Grata por mais esse entrelaçamento.
    Com tempo visitarei o indicado.

    Bjs,
    Calu

    ResponderEliminar
  7. Mentes criativas e confiantes, aprendendo muito com as crianças! bjss

    ResponderEliminar
  8. Oi Luma, você sempre trazendo temas preciosos aqui no seu blog! Saio sempre nutrida e com boas questões para reflexão.
    Adorei a dica do TED do Ken Robinson, vou assistir nesse feriado.
    Achei demais o diálogo da menina com o professor.
    Quanta riqueza poderíamos trazer ao mundo se não fôssemos tolhidos durante nossa educação...
    Bom feriado!
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Crianças são espontâneas e de coração puro.
    Vamos crescendo e perdendo muito desta essência, deixamos de imaginar e sonhar.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  10. Minha filha tinha três anos e ficava em casa com o pai. Ele tinha umas plantas e as colocava em linha na sala para aproveitar o sol que entrava pela varanda. Em certa ocasião ele retirou todas elas e recolocou-as em seu cantinho original. Demorado um tempo Marina disse "Papai, coloque essa no lugar dela" Ele estava fazendo algo e deixou a planta lá. Marina repetiu, mais incisiva e irritada. Ele achou engraçado e disse "Quer que eu coloque porque você pediu, é?" Resposta? "Não, pai, foi ela que pediu a você e você não tá ouvindo".
    <3

    ResponderEliminar
  11. Oi Luma, isso vem de encontro com o que relatei sobre os desenhos prontos entregues aos alunos. Não há nada melhor do que deixar a criatividade e a fantasia de um ser humano fluirem naturalmente...
    Beijos.

    ResponderEliminar
  12. Creio que é preciso apenas incentivar a criança para que seja sempre espontânea, pois assim ela não estará sendo podada e em tudo que fizer será, certamente, muito criativa.
    Feliz feriado.

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde Luma,
    Gostei do diálogo entre a aluna e o professor.
    Essa criança, além de criativa e segura,
    é bem humorada...
    e está longe de ser uma criança engomadinha!
    Bjs!

    ResponderEliminar
  14. Pois é
    Meu filho desenhava o sol embaixo do papel e a professora achava estranho, mesmo ele tendo dito que era só o sol se pondo
    Eu tive uma infância e dei a meu filho uma infância de papel metro no chão, tinta, lápis de todo tipo, cadernos de colagem de recortes de encarte de mercado, revistas, embalagens dos lanches e presentes..
    Desenhos com e sem explicações, as explicações anotadas em muitos, data, histórias das bordas

    Proponho e ponho amão na massa com gosto em oficinas e em contatos com crianças da família e amigos a expressão escrita, o desenho, o fazer algum objeto, o dar utilidades diferentes a objetos em brincadeiras, para uso, para presentear...
    O valor e poder infinito do faz de conta, a máxima de que a imagninação é uma pilha que move qualquer brinquedo
    Dar espaço a imaginação
    Dar asas
    Se sujar

    Amei o postar ;)

    ResponderEliminar
  15. Não pude deixar de lembrar ao te ler de um conto que sempre conto para quem tem manias de podas ou para que nem se pense em podar o criar.

    Fui buscar, é grande, segue...

    Era uma vez um menino. Ele era bastante pequeno e estudava numa grande escola. Mas, quando o menino descobriu que podia ir à escola e, caminhando, passar através da porta ficou feliz. E a escola não parecia mais tão grande quanto antes.
    Certa manhã, quando o menininho estava na aula, a professora disse:
    – Hoje faremos um desenho.

    – Que bom! Pensou o menino. Ele gostava de fazer desenhos. Podia fazê-los de todos os tipos: leões, tigres, galinhas, vacas, barcos e trens. Pegou então sua caixa de lápis e começou a desenhar. Mas a professora disse:

    – Esperem. Ainda não é hora de começar. E ele esperou até que todos estivessem prontos.

    – Agora, disse a professora, desenharemos flores.

    – Que bom! Pensou o menininho. Ele gostava de desenhar flores. E começou a desenhar flores com seus lápis cor-de-rosa, laranja e azul. Mas a professora disse:

    – Esperem. Vou mostrar como fazer. E a flor era vermelha com o caule verde.

    Num outro dia, quando o menininho estava em aula ao ar livre, a professora disse:

    – Hoje faremos alguma coisa com barro.

    – Que bom! Pensou o menininho. Ele gostava de barro. Ele podia fazer todos os tipos de coisas com barro: elefantes, camundongos, carros e caminhões. Começou a juntar e a amassar a sua bola de barro. Mas a professora disse:

    – Esperem. Não é hora de começar. E ele esperou até que todos estivessem prontos.

    – Agora, disse a professora, faremos um prato.

    – Que bom! Pensou o menininho. Ele gostava de fazer pratos de todas as formas e tamanhos. A professora disse:

    – Esperem. Vou mostrar como se faz. E ela mostrou a todos como fazer um prato fundo. Assim, disse a professora, podem começar agora.

    O menininho olhou para o prato da professora. Então olhou para seu próprio prato. Ele gostava mais de seu prato do que do da professora. Mas não podia dizer isso. Amassou o seu barro numa grande bola novamente e fez um prato igual ao da professora. Era um prato fundo.

    E, muito cedo, o menininho aprendeu a esperar e a olhar, e a fazer as coisas exatamente como a professora fazia. E, muito cedo, ele não fazia mais as coisas por si mesmo.

    Então aconteceu que o menino e sua família mudaram-se para outra casa, em outra cidade, e o menininho teve que ir para outra escola.

    No primeiro dia, ele estava lá. A professora disse:

    – Hoje faremos um desenho.

    – Que bom! Pensou o menininho. E ele esperou que a professora dissesse o que fazer. Mas a professora não disse. Ela apenas andava pela sala. Então, veio até ele e falou:

    – Você não quer desenhar?

    – Sim, disse o menininho. O que é que nós vamos fazer?

    – Eu não sei até que você o faça, disse a professora.

    – Como eu posso fazer? Perguntou o menininho.

    – Da mesma maneira que você gostar. Respondeu a professora.

    – De que cor? Perguntou o menininho.

    – Se todos fizerem o mesmo desenho e usarem as mesmas cores, como eu posso saber quem fez o quê e qual o desenho de cada um?

    – Eu não sei, disse o menininho.

    E ele começou a desenhar uma flor vermelha com caule verde.

    (Conto de Helen Barckley)

    ResponderEliminar
  16. Há um reino mágico nas respostas das crianças. E na maioria das vezes, respostas tão óbvias ...
    Beijo Luma s2

    ResponderEliminar
  17. Nada como o mundo mágico das crianças.
    Eu amo.

    * Agile é um removedor de cutículas muito bom.

    Ótima 4ª feira para vc!
    Obrigada pela visita
    Beijos Coloridos!!!♥♥♥

    ResponderEliminar
  18. De repente lembrei o livro Principezinho e toda a magia da mente infantil.
    Beijo

    ResponderEliminar
  19. Oi Luma! Isso me lembra da canção Harry Chapin, "As flores são vermelhas." beijos ~>

    ResponderEliminar
  20. Luma:
    Se deixássemos as crianças ser crianças estimulando a sua criatividade sem receio de estragar ou sujar o chão, o mundo seria bem melhor.
    Mas tudo isso dá trabalho e tempo, duas coisas que actualmente estão se perdendo.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  21. Oi, Luma.
    Acredito que está faltando abrir espaço para a criatividade nas escolas infantis e até para adolescentes.
    As crianças devem ser estimuladas a criar e inventar.
    Por isso nosso mundo está cheio de gente que só sabe copiar.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderEliminar
  22. Lindo post!
    As crianças são criativas demais,
    quando crescemos somos mais limites,
    pois a sociedade nos limita em todos os sentidos!!!!
    Bjus amiga
    http://www.elianedelacerda.com
    Não precisamos ver para imaginarmos a figura de Deus!

    ResponderEliminar
  23. Lindo! Quão criativas são as crianças! Quão sabotadores da livre expressão artística são determinados adultos! É um paradoxo, mas estes adultos foram aquelas crianças que outrora foram sabotadas e as marcas deixadas não conseguiram se dissolver. Tomara aquelas que não se deixem contaminar. beijos!

    ResponderEliminar
  24. Bom dia Luma.
    As crianças nós ensinam tanto, felizes são os que deixam as crianças se expressar, ter uma infância saudável. Eu tenho três anjinhos ´´ sobrinhos´que passam muito tempo comigo, a mãe antes não permitia que eles se sujassem com tinta, corre-se livremente , com cautela fui dando a minha opinião, mesmo ela sendo psicologa ela queria que sempre ele estivesse limpinhos, fossem sempre bem comportados rsrs, agora eles na minha casa se sujam de tinta desenham, se expressam livremente e ela da risada com as fotos tiradas com eles felizes. As crianças precisam de liberdade,não podem ser criados muito cheio de regras, afinal são crianças. Anotei a dica do filme, vou assistir. Um feliz més de junho. Abraços.

    ResponderEliminar
  25. Olá, luz de luma

    ... passando para desejar-te um Feriado, muito bom.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  26. Saudades daqui...
    Estou voltando aos poucos. Me recompondo dos problemas com
    doenças em família.
    Vim deixar o meu abraço!

    ResponderEliminar
  27. Privilegiei sempre a compra de brinquedos que o meu filho pudesse manobrar, desmontando e recriando. Ele adorava (re)criar, ao sabor da sua criatividade e cenários de histórias que iam naquela cabecinha. Hoje, está numa área criativa em termos de produção de conteúdos multimédia.
    Bjo, Luma :)

    ResponderEliminar
  28. Não se pode podar. As crianças são ricas e como não se policiam, deixam a imaginação fluir, naturalmente. Cabe aos educadores dar-lhes asas e apenas orientar seus voos. Bjs.

    ResponderEliminar
  29. Ai que post lindo <3 Nada como ler algo pra lá de interessante nesse tempo friinho que está por aqui, hehehe. Realmente até ler eu não sabia de nada sobre. *-* Obrigado pelo maravilhoso post. Grande abraço!

    Ewerton Lenildo (Viajante das Letras) - viajantedasletras.blogspot.com

    ResponderEliminar
  30. Bom dia, querida Luma!
    Que menina esperta, adorei a resposta dela!
    As crianças tem muito a nos ensinar, são sábias e diretas.
    Trabalhei com crianças, a cada dia era uma surpresa e um
    aprendizado a mais!

    Tenha um excelente fds junto a sua família!
    Bjs no seu ♥

    ResponderEliminar
  31. Oi Luma! Esse tema é muito rico, até nos comentários...Adorei o conto que sua leitora postou, lembrei de uma vez que o filho (acho estava na 3ª série) a professora deu uma folha com o desenho do Marechal Deodoro em um cavalo para eles pintarem. Chegando em casa me mostrou a pintura a lápis de cor dizendo que ele havia feito outro, mas a professora o amassou e jogou no lixo falando que cavalos não eram cor de rosa...Perguntei o que ela havia falado sobre o Marechal e a proclamação da República e a resposta foi:NADA. Nem preciso falar que virei uma fera e fui lá dia seguinte e pior foi a diretora dar razão para a professora. Foi o último ano dele lá.
    Confesso que dei uns pitacos a mais em relação ao filho e isso não foi bom para ele...
    Assistimos Lego e recomendo para todas idades.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  32. Cada um de nós tem a aparência de Deus guardada em nosso coração! Bjks e bom final de semana! Tetê

    ResponderEliminar
  33. Oi Luma, gostei muito. Especialmente porque não andava por aqui (nem no meu blog) faz tempo, por razões várias, mas ao voltar ... visitar-te foi das primeiras coisas que me ocorreu.
    Um grande beijo.
    P.S. O teu blog continua maravilhoso. Parabéns.

    ResponderEliminar
  34. Oi Luma!
    Crianças são sábias, os adultos é que não entendem isso kk
    Fiquei curiosa p/assistir "uma aventura Lego".
    Adorei conhecer o segredo do churrasquinho e do pijama. Fique calma, não vou contar p/ninguém kkkkkk
    Bjssss querida e um lindo FDS pvcs

    ResponderEliminar
  35. Bom dia Luma
    Faz tempo que não venho sentar-me aqui para ler e dialogar com os seus pensamentos. Peço desculpa mas distraído por tantos afazeres deixo de parte o melhor da vida - Os amigos.

    Maravilhosas as crianças e tudo quanto nos ensinam na sua simplicidade.

    ResponderEliminar
  36. Querida Luma
    Não tenho dúvidas: as crianças são bem capazes de dar óptimas lições aos adultos.
    Têm uma sensibilidade muito peculiar e uma imaginação sem limites.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor