Qual o papel da religião em um mundo com medo?

57 rue Cagnoli
Ponderações:

Todas as religiões tem em comum a seguinte estrutura: história – explicação sobre a existência do homem, ritos, tradição e conceito de Deus

A violência é oposta ao projeto de Deus na criação e na história. Vários pensadores que marcaram a história no mundo ocidental e oriental levantaram suas vozes para criticar a violência no mundo.

Somente ao se libertar da força, é que o ser humano pode, então, contemplar os 3 mistérios da existência: Verdade, bondade e justiça.

A religião apresenta uma forma mais agradável (?) e irreal de enxergar o mundo. Com esse ponto de vista, o religioso é uma pessoa que prefere viver as histórias do passado ao invés de enfrentar a realidade? A ciência apresenta uma forma mais crua e real de se ver o mundo?

Somente aquelas pessoas que nada conhecem das outras religiões, admitem a idéia infantil que a sua é a melhor e que as outras pra nada servem. Dá para demonstrar que uma cor é melhor que a outra?

As aparentes “diferenças” entre as religiões, pretéritas ou atuais, se devem a características nacionais ou raciais, ou ainda, as etapas de desenvolvimento intelectual.

O que dizer das desaparecidas religiões dos tostecas pré-históricos, dos caldeus e egípcios, eles estavam errados? Nos deixaram as pirâmides como testemunho de sua grandeza e que floresceram a milhares de anos antes de Jesus por aqui passar.

Daqui a 3 ou 4 mil anos aparecerão novas religiões. Atualmente temos 8 principais religiões que regem a humanidade. Elas sobreviverão? E os ateus e agnósticos?

Tem-se em conta que até estes questionam a existência. O Ateu nega a existência e o agnóstico não nega, mas também não afirma a existência do sobrenatural. Trocando em miúdos, diria que o agnóstico não torce para time nenhum, mas mesmo assim acompanha o campeonato brasileiro. Sim, temos muitos observadores por aqui.

A Ásia é o lugar mais populoso e berço de todas as religiões do mundo e no seu sudeste acreditam em Buda e em grande parte do restante do continente, eles acreditam em Alá. Quem está certo? Quem está errado? Nós que estamos certos?

Aqui no Brasil uma mesma pessoa pode ser católica, acreditar em espiritismo, tarô, horóscopo, freqüentar a igreja protestante, e dizer: só de vez em quando...uma bela salada, por assim dizer. E se tudo piorar comprar um livro de auto-ajuda.

Talvez fosse melhor fazer como Shiva, deusa hinduísta que dançava para pisotear a ignorância.

A ciência perante a religião é considerada herege e é sacrilégio os questionamentos. A ciência não luta pela vida?

"Há algo estranho em quem aceita ficar refém de tudo, há um não sei que ameaçador em quem é controlador, ou em alguém que é sempre obediente, ou então, tão ponderado" Martha Medeiros

Dizia que só tinha uma certeza: a de que não tinha certezas, mas com o tempo até essa certeza perdeu. Era um homem deveras duvidoso...
As imagens são da rue Cagnoli do vilarejo de La Bollène em St Martin Vésubie - Provence-Alpes-Côte d'Azur. Você já encontrou nas imagens o nº 57 da Rua Cagnoli?

A verdade é algo que nunca está no lugar onde a colocamos. Assim como a religião nada tem a ver com o que está acontecendo de violência no mundo. Usam da religião, pq é uma maneira fácil para arrigentar tropas.

24 "O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor dos céus e da terra e não habita em santuários feitos por mãos humanas.
25 Ele não é servido por mãos de homens, como se necessitasse de algo, porque ele mesmo dá a todos a vida, o fôlego e as demais coisas" - Atos dos Apóstolos 17

Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

52 comentários :

  1. Ótimas ponderaçoes, Luma. Todas pertinentes. E o mais assustador é que muitas guerras são provocadas por pessoas que se dizem tementes a Deus. Como se Deus fosse querer esse tipo de coisa. Muita gente usa a religião para seus próprios interesses e ainda manipula os mais ignorantes. Mas a religião em si nada tem a ver, o problema são as pessoas que não sabem segui-la. Bjs

    ResponderEliminar
  2. Luma...um tema que suscita sempre um bom diálogo e uma boa reflexão!
    Realmente...não faz sentido ser a religião a razão de tanta violência em seu nome!
    Bom sábado e bj

    ResponderEliminar
  3. Beleza de tema e abordagem,Luma e as imagens maravilhosas! Assim é!! bjs, lindo fds! chica

    ResponderEliminar
  4. Tão velho quanto a existência da vida em tribos/comunidades, o uso da retórica como arauto de dogmas religiosos têm subvertido, convertido, cegado e matado milhares, milhões de iludidos desesperados abraçados às más interpretações de palavras consideradas sagradas; a ignorância e a violência autorizada por causas ditas divinas, argh!
    Completa inversão.Trágica realidade.Cabe enorme e permanente reflexão, o que já se dá por aqui, nesta instigante postagem.

    :) Bom final de semana.
    Bjos, Bjos,
    Calu

    ResponderEliminar
  5. Eu já estava envolvida na leitura do texto, mas quando você colocou "Talvez fosse melhor fazer como Shiva, deus hinduísta que dançava para pisotear a ignorância" eu dei um pulo na cadeira... Disse exatamente isso a minha irmã essa semana... Estávamos refletindo sobre religião, um papo muito comum aqui em casa!

    Eu sou uma pessoa de fé, tenho minha religião e gosto dela, ela me ajuda a interpretar o mundo e dar sentido as coisas que me acontecem. Jesus me ajuda a enfrentar a vida. Talvez por isso respeite quem tem religião, mesmo quando ela não é a minha.

    Por conta da minha profissão eu vivo de estudar religiões e suas mitologias, todas tão intricadas... todas propondo que as pessoas parem e pensem sobre a origem da vida e das relações sociais... As religiões também convidam a pensar e explicar... Nenhuma religião convida a alienação da realidade, todas querem explicar a realidade... Quase não entendo como tantos fieis de tantas religiões do mundo se tornam tão facilmente pessoas que seguem lideres tão mecanicamente... tão sem antes consultar seus livros sagrados e pensar sobre o motivo das coisas existirem...

    As vezes, não sempre e nem constantemente, que boa parte das pessoas prefere soluções fáceis e por isso usam qualquer coisa para evitar a fadiga de pensar sobre seus desejos de violência e intolerância com o outro e só quer um motivo... então encontram um líder religioso bom de retorica que diz que elas estão certas, que o outro é mal e o mal deve ser eliminado e então a religião se torna um motivo...

    ResponderEliminar
  6. Oi Luma! Muito boas as ponderações. A religião só ajuda a fortalecer a fé, mas é preciso manter o raciocínio e não aceitar tudo o que se ouve e seguir como ovelhas para o matadouro! Eu fico de pé atrás com alguns pregadores que querem fazer lavagem cerebral nos "fiéis" e, a maioria, cai! Bjks e bom final de semana! Tetê

    ResponderEliminar
  7. Ótimas ponderações Luma.Para mim religião é algo tão individual, que teríamos que ter na alma, e no coração para poder assumir, eu sou dessa, ou daquela religião...
    Ótimo post, e belas imagens!!!

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Oi Luma!

    Tema polemico, tema que não se discute. Eu (a gente) aceita a liberdade de culto e de pensamento, mesmo sem concordar. Minha família é uma "diversidade só" em matéria de religião. Se te contar um dia, você vai dar risada , vai me dar razão. Eu sou Católica Apostólica Romana praticante e me sinto bem assim. Não julgo ninguém, não quero ser julgada. Cada um na sua, mas sempre rejeitando as barbáries que são cometidas em nome de uma religião, que como bem sabemos, não começaram ontem (as bruxas do Séc XIV que o digam !) Inaceitável, mas a gente vai levando a vida por aqui.

    beijo grande querida e bom fim de semana!

    PS: Obrigada pela "fofa e linda" foto que me mandou no link, AMEI !!!

    ResponderEliminar
  9. O ser humano precisa de fé para viver... Não uma fé tola, mas a que o conduza verdadeiramente... É preciso ter conhecimento e consistência naquilo que se crer!
    Bonitas fotos, Luma!!
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. A religião sempre serviu para manipular as pessoas. Que no passado tenha surtido efeito, é compreensível, no entanto, que aconteça actualmente do mesmo modo faz-me questionar a dita evolução do homem.
    A religião "per se" é boa, é necessária, é o fio de prumo que a humanidade precisa. Não acredito que acabe porque o ser humano precisa de acreditar em algo para além de si. O homem tem é de parar de acreditar nos porta-bandeiras da religião. Ou pelo menos ficar atento, questionando, pois ninguém é dono da verdade.
    Beijos, Luma.

    ResponderEliminar
  11. Lindo texto e seu tema também!
    A Religião existe para acalmar os seres humanos, não pode existir violência em nome de Deus!
    O Amor ao Próximo deve sempre prevalecer!
    Bjus
    Amo seu blog!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderEliminar
  12. Luma, estava bem escrevendo meu comentario, quando vc deixa o seu no meu blog... Bem conectadas, hem!
    Eu sou catolica e tenho Fe em Deus! Nao sou fanatica, mas, faco as minhas oracoes todos os dias! So acho que o fanatismo religioso so leva a destruicao do ser humano e promove guerras. Como disse Elyane Lacerda , acima, " nao pode existir violencia em nome de Deus!" Excelente postagem! Bjs e otimo sabado!

    ResponderEliminar
  13. Oi Moça,

    Muito legal suas ponderações, eu sempre fui fã daquela frase que diz que "muitos são os caminhos"! Infelizmente as pessoas tem "se escondido" atrás das religiões para cometer as piores ações... enquanto do essencial, que era amar e respeitar o próximo!

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  14. Bela reflexão. Amei as fotos. Deixo aqui dois pensamentos:
    1- "Há diferenças de entendimento entre alunos da bíblia que
    devem ser resolvidas por meio de estudo honesto e humilde. Infelizmente, as
    tradições e opiniões de homens, frequentemente, ocultam a palavra de DEUS."
    Dennis Allan
    2- "Deixemos que DEUS e sua palavra consertem nossas falsas idéias. Muitos de nós absorveram uma certa idéia que, aos olhos de DEUS, em verdade, é um pecado, mas o fizeram envolvendo-a em roupagens teológicas. Pode ser que o leitor tenha transformado esse erro em virtude. Ora, é impossivel que uma pessoa viva de maneira certa, se suas idéias são erradas. Não se pode praticar a verdade, quando se acredita num erro."Livro: Cura para os traumas emocionais - David A. Seamands

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma, muita coisa não entendo, mas uma coisa eu acho muito simples: todo mundo faz o que quer.
    Apesar das religiões serem formadas por pessoas, penso que as atitudes humanas nada tem a ver com religião e sim com o próprio ser humano. No fim das contas cada um segue sua vontade para as atitudes que tomam, se não fosse assim, não pulariam tanto de galho em galho... Seriam mais fiéis.

    Gosto da simplicidade da minha religião e de suas doutrinas. Não costumo buscar outras para me completar pois sou - não radical mas - "crente" no que acredito... Nunca gostei de pular de galho em galho. Gosto de ter o aconchego da "minha casa".. É lá que me alegro e me acalmo..

    Assunto complexo né?

    Um beijo e fique com Deus!

    ResponderEliminar
  16. Oi Luma!
    Respondendo à pergunta do título do seu post, eu diria que o papel da religião no mundo atual, não tem sido diferente do que já teve no passado. Se lembrarmos que só no Renascimento e com o aparecimento do Iluminismo, uma revolução se iniciou na tentativa de separar a religião do estado, frente às grandes mudanças com a descoberta de novas ciências!
    Mais tarde surgiu Karl Marx que se tornou célebre com a frase: "A religião é o ópio do povo", referindo-se também à força do catolicismo na política.
    Recentemente, o Papa Francisco viu-se ameaçado por ter feito pronunciamentos que não foram bem recebidos no mundo islâmico.
    É uma pena assistir impotentes, pessoas sendo degoladas em nome de Alá, claro, tudo pela política armamentista patrocinada ainda por remanescentes dos blocos que alimentavam a guerra fria.
    Acho que o mundo está com medo, sim, porque as grandes nações que tomaram em suas mãos o direito de ditar a ordem e a paz mundial - as grandes potências nucleares -, encontram-se de joelhos diante de um mascarado com uma faca numa mão e a vida de um inocente na outra!
    Enquanto assistirmos pessoas orando em mesquitas, com seu AK-47 ao lado, metralhando inocentes e gritando:"Alá é Grande", fica difícil imaginar o futuro do mundo com ou sem religião.
    Beijos!

    VitorNani & Hang Gliding Paradise

    ResponderEliminar
  17. Luma nalguns textos antigos de antigas religiões, ao contrário da modernidade e contemporaneidade, religião, fé, ciência andavam juntas. Uma equilibrava a outra.

    Passado alguns séculos é que o cisma e o abismo foi colocado entre estes alicerces.

    E uma correção: Ásia é continente!

    ResponderEliminar
  18. Luma, adorei o comentário da Bolhinhas de Sabão para Maria: "Gosto de ter o aconchego da "minha casa"...
    É lá que eu me alegro e me acalmo". Acabei de postar a imagem que me faz sentir pertinho do Pai, pois é lá que eu me ALEGRO e me ACALMO. Abração!

    ResponderEliminar
  19. Religião é fé esperança e amor ao próximo, mas tudo isso foi muito distorcido e uma matança desenfreada acaba acontecendo e sendo justificada em nome de Deus. Não se tem mais o equilíbrio dos alicerces.

    ResponderEliminar
  20. Uma vez mais gostei muito deste teu post que subscrevo inteiramente. As religiões sempre serviram para muitos seguidores usarem e abusarem em nome delas, numa guerra onde por vezes os seus seguidores nascem. crescem, vivem e morrem...por medo e crença.
    Eu respeito todas as religiões e até as não reconhecidas às quais apelidam de "seitas"...mas de uma coisa eu tenho a certeza...aflitos/doentes/em choque qualquer ser humano grita e ou profere a palavra "Deus". Nunca por nunca medi todos pela mesma bitola. Não olho de lado para o meu semelhante numa de...porque em todas e em tudo há gente boa, que faz e pratica boas acções e segue em paz aquilo ou naquilo em que acredita.

    Um bom domingo e mais uma vez obrigado por esta magnífica reflexão!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  21. Pois, a violência é a antítese da religião que promove, na sua essência, o Amor.
    Bom domingo, Luma.

    ResponderEliminar
  22. Muito bom e em tempo este belo texto Luma. Vivemos um momento de intolerância e violência muitas em nome de religião, dos que se arvoram a ser mais que o Deus que professa sua fé. Há quem diz que Religião, futebol e política não se discute para evitar desavenças em nome da palavra gosto (que cada um tem o seu). Claro que discordo pois somos, pessoas completas e temos de nos envolver,conhecer cada coisa deixada neste mundo sob a luz da razão. Boa a colocação das crenças diversas que cria o sincretismos, que no Brasil é muito forte e aí há que se ter tolerância,respeito e buscar estudar as origens e conceitos. Compartilho desta bela postagem amiga.

    Lindo seja o domingo com um pouco mais de chuvas.
    Uma nova semana de paz e alegria e inspiração.
    O meu abraço mineiro de flor.
    Beijo

    ResponderEliminar
  23. Eu acho que seria um caminho bom, se não fosse o próprio homem, aliás este vem acabando com própria criação desde os primórdios. Intolerância, o uso do nome de Deus pra se praticar atrocidades quando na verdade era pra se pacificar. Acho um tema controverso, porque as opiniões divergem a ponto de
    causar brigas e inimizades. Mas que essa que vem causando terror, é a que mais amedronta. Enfim, isso é só o fim.

    ResponderEliminar
  24. Cê tá bem, Luma!
    Depois de ler tantos e ótimos comentários, enveredarei pelo caminho da violência - uma das maiores causas atuais do medo.
    Qualquer religião, entremeado ao tema amor, trará também a violência psicológica! Seja ela pela própria infinitude da alma ou pela noção de pecado incrustada em dogmas.
    Já a violência em si, independe de crença. Tem muito a ver com cultura, desigualdade social, impunidade e puxando a sardinha para a pedagogia, por que não citar o Transtorno Desafiador Opositor?
    Se todos os casos de T.D.O. fossem diagnosticados e devidamente tratados na infância, viveríamos num mundo menos envolto no medo da violência e menos fundamentalista, onde a religião seria necessária apenas para transcendência.
    É, bondade, palavra tão forte em qualquer religião, pode ser uma "deficiência" (tratável) em mais de 5% de nossas crianças. Na vida adulta, esses 5 ou mais %, farão uma diferença negativa tremenda no mundo...

    ResponderEliminar
  25. Oi Liminha,
    O papel da religião (seja lá qual for) deveria ser de amar o próximo. Assim não teríamos fanatísmo e violencias em nome de deus.Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.(Nelson Mandela)
    Beijos, ótima semana com, paz, amor e harmonia

    ResponderEliminar
  26. Oi Luma!Acho que religião em geral torna as pessoas melhores,o problema é o fanatismo e a lavagem cerebral que algumas fazem deixando seus seguidores cegos para o bom-senso.Já o tal estado islâmico não é religião coisa nenhuma,aquilo é terrorismo mesmo,violência em estado puro.E afinal cadê o numero 57 nas imagens acima?Imaginei ter visto...

    ResponderEliminar
  27. Infelizmente o tempo passou, tudo mudou as pessoas mudaram para pior...
    Independente de religião cada um sabe o que faz e acredito que aqui se faz aqui se recebe!
    Feliz semana!
    Bj

    ResponderEliminar
  28. Olá querida Luma!
    Como a Bandys disse, o papel da religião deveria ser amar o próximo.
    Se todos seguissem os mandamentos de Deus não existiria violência.
    Religião não salva ninguém se sim a fé e esperança e o amor!
    Como sempre vc nos proporciona belos temas.

    Um grande beijo, fica com as bençãos de Deus! ♥

    ResponderEliminar
  29. Entendi! A porta de número 57 da rua Cagnoli em Côte d'azur à primeira vista parece que está localizada em um prédio rico e no entanto fica dentro de uma favela chic... Só você mesma em fazer tal analogia com as religiões. Eu compreendo que muitas pessoas também são como as lindas portas. Não sabemos como são por dentro, mas possuem um bela fachada, mesmo vivendo num mundo feio. A religião funciona como um amuleto e a pessoa sente-se muitas vezes melhor que outros que não tem nenhuma ou simplesmente não vivem de fachada indo na missa e não fazendo nada em prol do semelhante. Me desculpe o português. Essas pessoas pensam que enganam, mas enganam elas mesmas. O medo é uma forma de controle e as religiões colocam medo para também controlar. Se você for mal não vai para o céu.

    ResponderEliminar
  30. Luma, eu preciso muito vim aqui mais vezes. Voce me encanta com seus textos. Voce está correta. E a pura verdade. Eu gostaria de mostrar para as professoras de Educaçao religiosa nas escolas de santo antonio do amparo para os alunos terem uma reflexao bem honesta de nossa realidade religiosa. Vou ver se colo. Nao sei se o seu eu consigo. Se nao e achar conveniente me envie por email.
    Continuo por aqui. Um pouco desanimada pra escrever. Mamae e meus irmãos estaõ todos bem. Eu tambem. Só desacostumei de blog. Mas vou tentar vim mais vezes.
    Pois aprecio cada amigo que ainda tem paciencia de me visitar.
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  31. Completamente de acordo amiga Luna,
    O homem sempre se serviu da religião em seu proveito, desde os tempos mais remotos até à actualidade.
    Infelizmente todos os dias vemos o mal que este fanatismo acarreta. Porque o bem é sempre muito mais discreto.

    beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  32. Éhoje está tudo complicado, a religião entrou em todos os lugares.
    Ótimo semana para vc!
    Obrigada pela visita
    Beijos Coloridos em 2015!!!♥♥♥
    http://www.unhassemprecoloridas.blogspot.com.br/ ( não tenho hábito de colocar endereço, mas me informaram que meu perfil está dando erro, me desculpe isto é para facilitar)

    ResponderEliminar
  33. Hoje a religião é apenas mais uma desculpa, o ser humano precisa sempre colocar a culpa em algo, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  34. Luma,

    Parabens pelo texto. Eu vivo preocupada com as ações de grupos que em "nome de uma religião" fazem atrocidades. Preocupada pq embora o Brasil seja um país de todas as raças e cores e credos, nunca se sabe qual a capacidade de uma lavagem cerebral dentro de um país que muitas vezes troca os pés pelas mãos.

    Bjs

    ResponderEliminar
  35. Eu particularmente acho a história das culturas religiosas muito interessante ... contudo, meu interesse por ela acaba por ai ... pessoas religiosas tem tendência em me irritar e MUITO, NÃO SUPORTO FANÁTICOS RELIGIOSOS, mas algumas igrejas (a arquitetura) eu acho fantástica ...

    ResponderEliminar
  36. Respeito todas as religiões. O que não concordo e com o fanatismo religioso de algumas pessoas, caracterizada pela devoção. Ótimo texto
    Beijis Luma, boa semana.

    ResponderEliminar
  37. A religião é apenas um meio de justificar a violência.
    Tem sido assim há séculos e, aparentemente, vai continuar por muitos mais.
    Respeito quem acredita, mas eu assisto melhor da minha bancada agnóstica...
    Gostei da tua reflexão, que é excelente.
    Tem uma boa semana, querida amiga Luma.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  38. Oi Luma!
    Religião não define o caráter de ninguém! Eu a vejo como um caminho, uma direção, mas cabe a cada um de nós decidir qual caminho quer seguir, normalmente se opta por aquele que te anima, te conforta, te suscita a uma transformação, mas o que vale mesmo pra mim é a minha fé, sem ela qualquer caminho que eu percorra não chegarei a lugar nenhum!
    Ótimo texto para refletirmos!
    Grande beijo e uma ótima semana! =)

    Vivendo e Aprendendo
    Fotos e Prosas

    ResponderEliminar
  39. Oi, Luminha,

    O papel da religião deveria ser o de mostrar à humanidade quem ela é. E ela não é como os animais irracionais - que por serem irracionais - podem destroçar uns aos outros, na luta pela sobrevivência. Quando a religião diz que o 'homem' foi criado à imagem e semelhança de Deus, ela nos coloca em outro patamar. O papel da religião é o de lembrar à humanidade o que isso significa. E isso significa a faculdade de amar, que implica tanta coisa. Significa também que possuímos uma fagulha espiritual e divina, que nos habilita a realizar coisas maravilhosas. Recentemente eu assisti ao filme "A teoria de tudo', que conta a estória do físico Stephen Hawking. Chamou-me a atenção o fato de a primeira esposa dele ser uma pessoa de fé. E de ela ter feito - por esta razão - uma tremenda diferença na vida deste cientista, que é um ateu, não é interessante?

    Um beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  40. Oi Luma, muito bom seu post!
    Estou fazendo um curso de pós em filosofia aplicada à psicologia e cada vez mais acho que as religiões se tornaram formas de controlar as pessoas, pois a verdade de um precisa ser a de todos. Diferente da espiritualidade, que é uma função estruturante da consciência e respeita a individualidade de cada um.

    Ah! Achei o 57, está na primeira foto. Fiquei curiosa....
    Bjs e ótima semana

    ResponderEliminar
  41. Concordo em gênero, número e grau, Luma! Acredito que todas as religiões são boas, e nos trazem desenvolvimento... desde que nos afastemos do fanatismo, que cega os nossos olhos! Belo post, boa semana.

    ResponderEliminar
  42. Eu acho que as regiões são importantes e cada uma exerce papel importante na sociedade, o que não quer dizer que quem não tem uma esteja perdido. A religião é importante sim, mas um homem pode ser do bem mesmo sem ter uma. Não é a religião que molda o homem, mas todo ensinamento e aprendizado que ele começa receber na família e termina na escola. Se a religião em si fosse tudo, a humanidade já teria resolvido todos os seus problemas. A religião tem separado o homem e provocado grandes guerra pelo mundo não por ser ela uma coisa ruim, mas sim o homem, que é um ser evoluído materialmente e atrasado espiritualmente. Um beijo no seu coração.

    ResponderEliminar
  43. Considero a crença, a fé, um dos sustentáculos do homem. As religiões são muitas, mas já ouvi dizer que se as diversas dessem conta da humanidade não viveríamos de forma tão cruel.
    Uma temática com suas interrogações e diferente do que é ter espiritualidade.
    bjs

    ResponderEliminar
  44. Luma, que dizer deste texto/debate que nos traz? E já tanto foi acrescentado aqui, que acho que me resta lembrar a Inquisição da Idade Média e as Cruzadas - seria aquilo fé pura e verdadeira em algum Deus?
    A mão do Homem tem um dom supremo de estragar tanta coisa em que toca...

    bj amg

    ResponderEliminar
  45. Religiões são parâmetros para muita coisa ruim.
    Mas nada tem a ver com espiritualidade, muitas impõem coisas absurdas e a maioria visa apenas o lado financeiro, fazendo com que os fiéis usem uma viseira!

    O ser humano tem que despertar para a espiritualidade!

    bjss

    ResponderEliminar
  46. OI QUERIDA
    Concordo com seu texto.Religião para mim todas são iguais. Sempre fazendo bem ao proximo.Feliz descanso de carnaval.
    Ana

    ResponderEliminar
  47. O papel da religião depende de seus líderes.
    No Brasil a parcela evangélica pregam a homofobia e intolerância a outras manifestações de fé, o vandalismo nos terreiros de umbanda na Bahia nos mostra o nível de intolerância de seus adeptos. O bispo Sérgio von Helder chutou uma imagem católica em rede nacional em nome de sua fé.Os islâmicos na Europa deram sua colaboração de intolerância, os europeus reagiram da mesma forma.
    A religião, seja qual for, existe para a comunhão dos homens,mas, os homens não são tão comunitários assim.
    Post muito pertinente.

    ResponderEliminar
  48. Seu texto ficou incrível!!! Eu não sigo religião nenhuma, mas sou crista, e assim como a maioria dos Brasileiros, acredito um pouco em espiritismo, horoscopo etc
    Acho importante ter fé, mas infelizmente a religião tem sido motivos de guerra, brigas desunião, é lamentável.
    bjuxx, boa semana
    Casa Cherry

    ResponderEliminar
  49. Oi Luma, penso que deus é um grande conto e as religiões usam desse conto..desde sempre.
    Alguns necessitam dessa fé, da certeza de um deus para encarar as durezas da vida e se animar diante da morte; outros são caras de pau mesmo, que usam religião para manipular política e socialmente os que creem e têm fé realmente, usam o escudo de "crente" bonzinho que jamais fará o mal.
    Para ilustrar, lembro quando apareceu aquele menino Pedrinho que havia sido roubado, apareceu na sacada da casa o menino jovenzinho já, com a mãe adotiva com a bíblia embaixo do braço e a imprensa registrando ...Na hora pensei, essa deve ter roubado o bebê. foi o que se provou logo a seguir.
    Os que creem sempre se acham mais bons que os que não creem.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  50. Acho que todas as religiões nos passa algo de bom. Os líderes religiosos é que deturpam, interpretando os livros sagrados segundo seus próprios interesses.

    “Se algum dia a ciência provar que o Espiritismo está errado em determinado ponto, abandone este ponto, e fique com a ciência”. Essa frase de Alan Kardec é muito interessante e nos mostra o quanto é importante acompanharmos os avanços da Ciência e estudarmos os ensinamentos de Jesus, sempre lembrando que Igreja nenhuma "salva".

    Jesus disse: a cada um segundo as suas obras, portanto, o que "salva" é a caridade, o trabalho no bem e é claro o seu aperfeiçoamento moral.

    Se a religião que você segue, conseguiu transformar você numa pessoa melhor, ela cumpriu com o papel dela: ensinou o caminho, e você, com seu livre arbítrio escolheu o melhor caminho.

    As pessoas que matam em nome da religião não foram vigilantes o suficiente, se deixaram enganar. Penso que tinham problemas, sentimentos ruins e deram vazão aos pensamentos insanos dos líderes religiosos, que acabaram sendo adotados pelos seus seguidores.

    ResponderEliminar
  51. Fechando com chave de ouro minha rápida visita em seu blog. Bela postagem e com finalização perfeita - uma passagem da Bíblia. Essa é minha Luma: séria, consciente e espiritual. Foi ótimo passar por aqui. Beijos e bom finzinho de sábado, bom domingo!

    ResponderEliminar
  52. Querida Luma
    Fiquei a pensar nos mistérios da existencia: Verdade,bondade e justiça!!!
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor