Mulheres Tristes


Você faz piruetas com o corpo e com a imaginação para fugir da tristeza. Mas quem disse que é proibido ficar triste? Na verdade, muitas vezes não há nada mais sensato do que ficar triste; todo dia acontece alguma coisa, com os outros ou com a gente, que não tem remédio, ou melhor, só tem esse antigo e único remédio que é sentir tristeza.

Não deixe ninguém receitar alegria como quem prescreve um tratamento de antibiótico ou colheradas de água do mar de estômago vazio. Se você deixar que tratem a sua tristeza como se fosse uma perversão, ou no melhor dos casos como uma doença, estará perdida: além de triste, se sentirá culpada. E você não tem culpa da sua tristeza. Não é normal você sentir dor quando se cortou? Sua pele não arde quando leva uma lambada?

Pois é assim mesmo o mundo, a vaga sucessão dos fatos que acontecem (e dos que não acontecem) vai criando um fundo de melancolia. Como já disse o poeta Leopardi: "Assim como o ar preenche o espaço entre as coisas, a melancolida preenche os intervalos entre uma alegria e outra".

Viva a sua tristeza, apalpe-a, desfolhe-a em seus olhos, molhe-a com lágrimas, envolva-a em gritos ou em silêncio, copie-a em cadernos, grave-a em seu corpo, nos poros de sua pele. Pois só se você não se defender é que ela fugirá, aos poucos, para além do centro da sua dor íntima.

O texto acima integra o "Livro de Receitas para mulheres tristes" de Héctor Abad (Leia a resenha da Roseli Pedroso no blogue "Sonhos e Melodias"). Livro esse que a Raquel Ramos me enviou por ocasião do 8º BookCrossing Blogueiro. Este livro será libertado na 9ª Edição do BookCrossing Blogueiro.

Além do livro citado, a Raquel me enviou outros; também a Dayse lá da China e a Luciana Souza de Itanhaem... E na semana que passou, o livro que a Simone Miletic me enviou seguiu caminho para as Minas Gerais e logo, logo estará nas mãos da Renata Diniz.
A minha admiração por essas mulheres maravilhosas e por todas as pessoas que conseguem subtrair de si para doar comunitariamente aqueles que possuem fome de leitura ou que ainda são leitores latentes. 

Contagem regressiva para a 9ª Edição do BookCrossing Blogueiro! (08 a 16 de Novembro)

Seja um homem ou uma mulher triste, mas desapegue. Se aprender direitinho, logo desapegará da tristeza! :) 

Ajude-nos a divulgar!



Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

59 comentários :

  1. adorei amiga, obrigada pelo convite, compartilhando o blog no meu face pessoal mais uma vez

    ResponderEliminar
  2. Que lindo,Luma e esse desapego e desprendimento, toca, maravilhoso! bjs, lindo dia! chica

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Luma!
    Maravilha de livros hein? Em fevereiro escrevi sobre o livro Livro de receitas para mulheres tristes. Amei esse livro! http://sonhosmelodias.blogspot.com.br/2014/02/tai-esse-livro-me-deixou-muito-feliz.html
    Os demais não li ainda e são excelentes pedidas. E vamos para o 9º BookCrossing!
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Lindo post,amiga!
    Quando estou triste vou até a mais louca das minhas profundezas, e fico no fundo me debatendo, grito, choro, até que eu me refaça e me solte, subo e apareço para o mundo pronta e refeita!!!!!
    Que livro mais lindo!!!!
    bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderEliminar
  5. Pra curar tristeza existem inúmeras 'receitas',mas somos humanos e esse sentimento faz parte do nosso ser.Infelizmente muitas pessoas têm vivído cada vez menos as suas emoções em equilíbrio...Ler faz um enorme bem,ao menos para mim, e praticar boas ações como estas doações também!
    Abraço fraterno pra ti e ótimo evento!

    ResponderEliminar
  6. Amei!! Então não é nenhum crime sentir-se triste de vez em quando..

    ResponderEliminar
  7. Oi Lima!

    Concordo, a tristeza faz parte da vida e é por meio disso que a gente evoluí também.
    O fato é que existem pessoas que dão corda à tristeza, alimentando-a diariamente, como se a tristeza fosse o único leme de sua vida.
    Isto não bom, aliás, o excesso de tudo é prejudicial.
    Mas não há nenhum problema em ficar triste, faz parte do ciclo da vida, não é?

    Lindos dias com ou sem tristeza!

    Bjksss

    ResponderEliminar
  8. Achei que era um texto seu até vc dizer que vinha do livro. rs
    Acho que o conceito é BEM legal, mas me soou como um livro meio de auto-ajudar. E eu não gosto do gênero.
    Cara, sobre a tristeza, eu sou da teoria de que qualquer sentimento forte vale ser vivido com a mesma intensidade. Se jogar de cabeça nas emoçoes e bla bla bla, sabe, aquele papo de poeta? Se isso serve pra felicidade, acho que serve pra tristeza também.

    ps: Te indiqueia uma tag la no blog, se vc quiser responder :)

    ResponderEliminar
  9. Hoje, eu não quero sofrer
    Hoje, eu não quero chorar
    Deixei a tristeza lá fora
    Mandei a saudade esperar ....

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Assim como existe um tempo de alegria, tb existe o tempo da tristeza.
    Conviver com ela faz com que a gente cresça.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  11. Oi Luma,
    bem interessantes exemplares, heim? Fiquei curiosa com as duas primeiras seleções...hum, minha listinha ganhará novos títulos.

    Extra, extra, libertei meu exemplar ontem, hyuuuu! Tô aprontando o post e depois conto tudo.Prometo!!!
    Bjkas apressadas,
    Calu

    ResponderEliminar
  12. Quando algo nos incomoda, como tristeza o desapego é uma boa tentativa para dela se livrar.

    ResponderEliminar
  13. Luma, eu fico contando os dias para esse evento maravilhoso!
    Com o BookCrossing Blogueiro eu aprendi a desapegar, a tirar da minha estante aqueles livros que não seriam lidos. Livros que li uma vez e deixei ali.
    A sensação é maravilhosa. Não sei explicar, sei apenas que é DIVINO!! rs...
    Já escolhi os meus livros!! :D

    Ah... fiz outra chamada!!

    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Oi Luma,
    Que interessante esse trecho que você postou,
    do 'Livro de Receitas para mulheres tristes',
    sorte de quem encontrar esse exemplar!
    Acho que a tristeza, precisa ser acolhida sim,
    mas não podemos fazer dela nosso bichinho de estimação,
    caso contrário, ela vai se recusar a ir embora!
    Ah, já separei os livros que vou 'libertar'.
    Sábado, farei um post mostrando.
    Bjs \o/

    ResponderEliminar
  15. Olá Luma!
    "Aquele que nunca viu a tristeza, nunca reconhecerá a alegria...."
    (Khalil Gibran)
    Nada melhor que um dia após o outro e o melhor é nos livrar de tudo que
    nos faz mal.
    Como sempre vc nos surpreendo com postagens maravilhosas!

    Bjs, sucessos sempre ♥

    ResponderEliminar
  16. Me fez chorar...beijos! Raquel

    ResponderEliminar
  17. Tristeza...há tantos tipos de tristeza, não é mesmo? A gente vai aprendendo a lidar com ela pela vida afora, aprendendo a respeitar o tempo dela, sim...pra tomar fôlego, pra continuar...
    Abraço!

    ResponderEliminar
  18. É verdade Luma, muitas vezes a tristeza é interpretada como doença e para tanto deveria ser medicada. Mas com a comunicação, com a internet, como não ficar triste assistindo ao noticiário? É impossível não se comover às lágrimas com tanta infelicidade que partilhamos com os nossos semelhantes.
    Como sempre, seus posts nos fazem refletir.
    Beijos! :)

    ResponderEliminar
  19. Parabéns pela postagem. Lamento profundamente não ter tempo de passar por aqui todos os dias e apreciar condignamente os seus escritos, mas quando dá jeito eu lamento ainda mais o que perdi (risos).
    Abraços e um grande abraço.

    ResponderEliminar
  20. Oi Luminha,
    Eu tenho necessidade as vezes de me
    permitir ficar triste, doer chorar.Mesmo minha vida sendo
    um mar de rosas sempre haverá os espinhos ne??
    Vou correr pra ver se consigo me inscrever ja tinha ate achado
    uma imagem linda. Um labirinto de livros.
    beijos

    ResponderEliminar
  21. Oi Luma, adorei a visita no www.brasildobem.net, obrigada! Olha só quanto a resenha do livro achei bem interessante, estou numa fase que tenho me permitido me sentir triste, algum tempo atrás eu também mascarava minhas tristezas. Vi uma indicação do escritor português Miguel Souza Tavares e fiquei curiosa. Li o primeiro livro dele que foi "Rio das Fores"e achei maravilhoso, já o segundo não gostei e, inclusive, nem cheguei a terminar a leitura. Fiquei curiosa com este, deu vontade de experimentar. Um grande beijo!

    ResponderEliminar
  22. Oi Luma, numa sociedade que prega a felicidade a todo custo, defender a tristeza é um ato de coragem necessária. A tristeza precisa ser vivida e se esvair em palavras e lágrimas para que a vida volte a ter sentido.
    Bjs
    P.S. Deixei o banner da campanha do book crossing durante todo o mês de outubro lá no blog, já liberei meus livros, mas não vou conseguir fazer post, a programação das atividades dos grupos está bem apertada e os posts seguem essa agenda.

    ResponderEliminar
  23. Oi Luma! Investir em aceitar o que não se pode mudar é um desafio que estou aprendendo a cada dia. E leitura sempre vale a pena, estou sempre com fome dela! Cá estou à espera do meu presente!! Obrigada! Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  24. Oi Luma! Como sempre, os seus textos são maravilhosos! Sentir a tristeza pode doer, mas a liberdade e a alegria vem logo em seguida. É preciso coragem para encarar a vida, é preciso força para vencer os medos, é preciso humildade para prosseguir, e ver que o amanhã nos reserva coisas melhores!
    *Participando do Bookcrossing Blogueiro!!!*
    bjsss e boa semana!

    ResponderEliminar
  25. Qdo estou triste curto em solidão , mas não dura muito tempo, logo volto a ser feliz!
    Bom o desapego, aqui também praticamos! bjss

    ResponderEliminar
  26. Ficar triste faz parte da vida. Não há como estar feliz e distribuir sorrisos o tempo todo. O que não se pode é abrir as portas para a tristeza e alimentá-la para não enfrentar a realidade. E é preciso respeitar os momentos de melancolia pelos quais passam as pessoas. Estar junto em momentos de dor é um alento, mesmo que não a elimine.
    Já me preparei para o desapego (rss). Este ano vou tentar descobrir, de novo, quem resolveu levá-los como companhia. Bjs.

    ResponderEliminar
  27. Pessoas tristes são pessoas vazias de esperança e amor.
    Por vezes deixamo-nos afundar nessa corrente quando a nossa luta deveria ser a de aumentar a nossa capacidade de luta e doação por uma causa justa onde cabem todas as palavras de amor

    ResponderEliminar
  28. Oi Luma! Sabe que com tantas perdas esse ano, tem dias que levanto triste e é engraçado como as pessoas ficam dizendo que você TEM que se animar. Mas as vezes eu só quero ficar quieta com aquela dor e tentar entender. Se percebo que já passou da hora, começo a pensar em coisas alegres. Acho que é o mais correto valorizar todos os sentimentos e saber a hora de parar.

    Hoje a noite será dia de faxina nos armários e livros serão desapegados!

    Beijos

    ResponderEliminar
  29. Alguma tristeza é necessária! Não de forma patológica, claro! Mas como exercício da alma pra entender - e assimilar - todas as fases e nuances da vida. Eu desconfio de quem diz estar "sempre feliz"... #sóacho... hehe! Bjocas!

    ResponderEliminar
  30. Oi Luma que maravilha saber desse livro sobre a tristeza e também sobre a Coco Chanel. Vou procurá-los. Obrigada.
    Gostei muito de ter vindo aqui. Abraço carinhoso.Apareça .

    ResponderEliminar
  31. Sua sugestão de leitura me interessou!!!
    A tristeza faz parte da vida...e felizes dos que conseguem aprender a lidar com esses momentos!!! Bj amigo

    ResponderEliminar
  32. Forte e realista texto, Luma! Há tempo p todas as coisas e a tristeza tem o seu lugar... Não podemos é abraçá-la c melancolia e angústia constantes...
    Gostei de ler...
    Beijos e abraços...

    ResponderEliminar
  33. A tristeza , tal como qualquer outra emoção, faz parte da arte de viver.
    Embalá-la com carinho até que ela adormeça faz parte da sabedoria de viver.
    Vivemos numa sociedade onde tudo tem que ser perfeito, ora a vida não é perfeita não é verdade ?

    beijinho amiga Luma




    ResponderEliminar
  34. Oi Luma! Voltei para contar a novidade!! Meu livro chegou!! Vou incluir essa novidade na minha postagem programada para o BookCrossing Blogueiro! E quando eu terminar a leitura, volto para contar minhas impressões! Muito obrigada! Amei o presente. Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  35. Gostei do texto e de ver a citaçºão de um grande poeta português, irreverente e fora da caixa.

    Tristeza faz parte, não podemos é deixar que nos consuma.

    Abraços

    ResponderEliminar
  36. Querida Luma,
    ...assim já me posso dar ao luxo de ficar rise , sem fingir alegria...
    É proibido estar "down". O astral também não tem suas ferias?
    Adorei
    Abraço querida amiga

    ResponderEliminar
  37. Olá, Luma.
    Ótima reflexão; não há como sermos felizes ou tristes o tempo inteiro, ou seja, medio tutissumis ibis (o caminho mais correto é pelo meio), já que deste equilíbrio tênue e contínuo é que acaba por alicerçar nossos sentimentos, forma de ver e sentir a vida e moldar nossos relacionamentos com as demais pessoas.
    O segredo é dar à alegria e a tristeza a importância que lhes é merecida, e não mais do que isso.
    Abraço e bom final de semana, Luma.

    ResponderEliminar
  38. Oi Luma! Sentir-se triste de vez em quando acentua o sabor da felicidade! É como aquela pitada de sal que colocamos nos doces para acentuar o sabor deles! Libertar livros é tudo de bom e encontrar um que foi libertado por alguém também é muito bom. Mas, sabe o que é bom de verdade? Reencontrar um livro que libertamos e que retorna às nossas mãos! Quando aconteceu comigo, parecia até mentira! Aliás, se tivessem me contado essa proeza, eu teria duvidado que foi verdade... Bjks Tetê

    ResponderEliminar
  39. Luma
    Livro foi a idéia mais genial que o homem teve , quanto á sua pergunta , a espada são jorge é tóxica sim,se caso for ingerido causa muita salivação , mas
    não creio que seu cachorrinho vá comer , talves ele esteja atrás de algum bichinho , aqui sempre tem sapos , e nosso cachorro adora brincar com eles na semana passada ele ficou espumando por causa de um que el pegou , mas lavamos bem a boca dele , e passou , não foi nada de grave.
    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  40. Olá Luma!
    Então, participo novamente esse ano!
    O link:
    http://cantinhodoneno.blogspot.com.br/

    Bjs Neno

    ResponderEliminar
  41. Oi Luma!
    Parece que nos dias atuais curtir uma tristeza, seja uma dor de cotovelo ou a perda de um ente querido,parece coisa do passado.
    Recentemente eu conversava com uma namorada de um dos filhos sobre esses tema.
    Hoje ninguém tem tempo, nem quer chorar no travesseiro.Toma-se uma pílula mágica, um bom banho e "bora pra balada".
    Com diz o M S Cortella, hoje tudo é "fast".
    Até quando morre um amigo: "Vou dar uma passadinha no velório..."!
    Foi-se o tempo do luto. Foi o direito à tristeza!
    Beijos!

    vitornani.blogspot.com

    .

    ResponderEliminar
  42. Uauuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu
    Ameiii ameiii
    Luma estou quase te copiando, e fazendo um post dedicado a esse post.
    P E R F EI T O O O O O O O kkkk
    Amei essa parte ...
    " Não é normal você sentir dor quando se cortou ??' (...)
    Digno de ler de novo e de novo e de novo.
    Bjs
    Debby :)

    ResponderEliminar
  43. Luma, gostei muito!
    Eu permito-me ficar triste, mas tento com que seja por pouco tempo, disfarço, fujo, para não ser demasiado doloroso :)
    Beijinhos e obrigada!

    ResponderEliminar
  44. Oi Luma! Aqui a minha participação: http://www.mariarosasonhos.com/2014/11/libertando-livros-5.html

    Beijo e muito obrigada!

    Renata

    ResponderEliminar
  45. OI Luma, sesacional o texto. A tristeza nos chega e isso é saudável. Precisamos viver a tristeza e a partir dela também saborear a alegria.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com

    ResponderEliminar
  46. Bom dia, Luma!
    Todo sentimento deve ser vivido e liberado, penso assim. O que não é normal é fazer morada por muito tempo. Acredito que só o amor deve permanecer...
    Quantos livros para voarem! Os meus são lidos e voam também, mas nunca sei pra onde, pois empresto e de lá continuam seguindo viagem. Se eu conseguir liberar algum durante a edição, fotografo pra participar...
    Abração e lindo dia.

    ResponderEliminar
  47. Que texto mais fofo, mais gostoso de ser lido! Agora vou esperar que "Dormindo com o inimigo..." venha parar em Maceió e nas minhas mãos :-)

    ResponderEliminar
  48. Não gosto de tristeza, pessoa tristes me causam pena, fujo da tristeza e não permito que ela se instale em meu ser! Sombras, tristeza, opressões, escuro, eu fujo e nem filme desse tipo eu vejo. Ok, Luma querida? beijos!

    ResponderEliminar
  49. porém há na felicidade um tanto de tristeza, se assim não fosse a felicidade não seria possível. Lembro de ter lido em Heródoto uma passagem interessante do encontro entre Solon e Creso, finalizando com o encontro deste com Ciro da Pérsia em que Solon reconhece, ao se defrontar com morte, que a riqueza não é necessariamente felicidade. Encontrei um site que fala da passagem : http://eventosmitologiagrega.blogspot.com.br/2011/03/creso-e-sabedoria-para-sempre.html. Baseado nisso, certa vez escrevi que a alegria e felicidade não são a mesma coisa, pois naquela não há lugar para tristeza, mas nesta última sempre cabe um tanto. Olha que sou bastante alegre, mas há uma sombra dentro mim que convive e coexiste perfeitamente com a luz.

    ResponderEliminar
  50. Ser ou não ser triste... faz parte da vida, ou melhor de momentos. Bom dia linda Luma passando para te desejar um doce final de semana e sem tristezas :-) Ah! queria te convidar para ser uma Aldeã do Boas Festas... é rápido e indolor basta escolher uma casinha http://boas-festas-2014.blogspot.com.br/p/aldeia-de-natal_70.html

    Beijos no coração.

    ResponderEliminar
  51. Se não ficarmos tristes, como saberemos quando estamos alegre. bjs

    ResponderEliminar
  52. Sabe Luma, todos os sentimentos estão em nós uns afloram outros não...
    Amo assistir filme triste, choro muitoooo (sou muito boba rsrsr), se emagrecesse estaria bem na foto rsrsrsrsrs.
    E no momento nada de chorar, só convidar p/ o BookCrossing, e vamos que vamos!!!
    Boa noite!
    Bjaooooooooo.

    ResponderEliminar
  53. Os dias que constroem a nossa vida é feita de momentos nos quais desaguam diversos sentires. Estar triste é um deles. Nada que deva ser preocupante a não ser que se torne patológica. Gostei imenso do texto e subscrevo-o.
    Meu bjo, Luma :)

    ResponderEliminar
  54. Boa noite, Luma.
    Texto excelente e concordo com ele... É preciso viver a tristeza se queremos superá-la.
    Gostei muito de ler.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  55. Quando vivemos momentos tristes valorizamos ainda mais os momentos felizes.
    Um feliz final de semana! bjs
    Amara

    ResponderEliminar
  56. Gostei e me interessei pelo livro. Penso o mesmo, ser triste qdo é pra ser triste e sentir alegria quando esta lhe contagiar. Simples!

    Boa semana, menina, beijos!

    ResponderEliminar
  57. Querida Luma
    A tristeza é um sentimento com o qual, mais cedo ou mais tarde,todos temos de lidar.
    Porém, a alegria de poder distribuir livros que nos falam ou não dela,é algo muito reconfortante.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  58. Oi Luma, também concordo que quando estamos tristes precisamos dar passagem à tristeza e lavar nossa alma. É sadio e faz parte da vida de qualquer um não é mesmo? Se a gente parar pra pensar vai lembrar que também somos felizes e, que o motivo de alguma tristeza também vai passar - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade, blá, blás.
    Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante a gente não pular nenhuma etapa.
    Ainda não consegui participar do book crossing bloqueiro, descobri que me desapeguei tanto no ano passado que esta na hora de adquirir livros novos (estou em débito com minas leituras ‘de papel’). Além disso, estou em meio à outra pequena mudança e não tem sobrado tempo para o blogue. Ah, adorei conhecer mais livros e autores, aliás, seu blogue para mim virou fonte de inspiração e consulta sobre o que ler, as resenhas são sempre instigantes e apropriadas.
    Um beijo grande, parabéns pelo trabalho yvone

    ResponderEliminar
  59. Bom dia Luma,
    Infelizmente aqui na Terra o mal sempre vence. Mas a verdade já apareceu, foi muito desgastante provar minha inocência, perdi muitos "amigos", agora estão com a cara lavada do desprezo que me me proferiram sem merecer.
    Deus está no céu vendo nossas ações aqui na Terra e ele castiga quem tem maldade no coração e socorre os oprimidos.
    O blog Lua Singular tem 1380 e apesar de nunca mais postar os meus visitantes anônimos estão sempre presentes.
    Agradeço a todos que sofreram a minha dor, mas a chaga ainda sangra.
    A pior coisa que fiz na minha vida foi abrir os blog e durante esses quatro anos não vivi.
    Como diz o ditado."Quem usa cuida".
    Obrigada pela visita
    Lua Singular

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor