Se você quer ser feliz, seja. Comece espalhando amor por ai...

A primeira parte da frase título é de Leon Tolstói, um autor que hoje está sendo homenageado pelo google. Uma frase que à primeira vista soa taxativa e cria até uma certa revolta. Parece fácil! Mas quem foi que disse para você que iria ser fácil? Deixando as dificuldades de lado, é preciso querer para ser.

Seguindo essa mesma linha de pensamento: Se você quer amor, ame. Ooooops! Não se revolte. Aqui falo de um amor genuíno, que contagia e alegra. Ame a vida!! E comece a espalhar amor por aí...
Divitae
Desde o dia 07 e até o dia 14 de Setembro, acontece a Blogagem Coletiva "Espalhe Amor em seu blog", organizada pela Elaine Gaspareto, que nesse mês comemora aniversário duplo, dela e do blogue. A Blogagem é uma parceria com a Margaretss do Divitae, donde rola a Campanha "Espalhe Amor por aí".

"Vamos falar de amor, espalhar amor em suas mais diferentes formas e manifestações" - Quem participa da blogagem ganha um coração feito pela Margaretss e no dia 28, a Elaine sorteará um vale compras para ser gasto no portal de lojas Divitae...

Simbora escrever postezito! E unindo o útil ao agradável, vou lhes falar de uma pessoa que tinha muito amor às palavras e aos pobres e, que ao morrer, numa estação de trem, deixou para trás não apenas a fama de grande escritor, reconhecido pelo público e crítica, mas também uma aura de santidade.
De família nobre, sem preocupações materiais, Leon Nikolaievich Tolstói, autor de "Guerra e Paz" fora aos poucos se aproximando de um modo de vida mais condizente com o que, acreditava ele, estava de acordo com a própria essência do cristianismo: abolição da propriedade privada, negação dos prazeres sensuais, desenvolvimento da moral e do caráter e aproximação cada vez maior com os servos, numa sociedade rigidamente dividida. Para permanecer fiel aos seus ideais, Tolstói entrou em conflito com a mulher, a aristocracia e a Igreja.

Leon Tolstói nasceu no dia 9 de Setembro de 1828, sob o regime de Nicolau I, em Lasnaia Poliana, a 100 quilômetros de Moscou. Nessa época, já eram constantes as revoltas de servos por todo o império russo, num prenúncio do que estava para acontecer no século seguinte. Tolstói perdeu os pais cedo, aos 9 anos, herdando o título de conde e uma propriedade de 200 hectares com centenas de servos. Aos 16 anos, entrou para a Universidade de Kazan e para a boêmia de Moscou. Aos 23 anos, enveredou por dois campos aparentemente contraditórios: estreou na vida literária, com a publicação do texto autobiográfico "Infância" numa revista de São Petersburgo, e se alistou no Exército.

Não havia contradição. Durante a Guerra da Criméia (1853-56), onde combateu como oficial, escreveu "Os Relatos de Sebastopol" e já começou a mostrar que a carreira militar poderia ser, para ele, uma profunda experiência sobre o caráter dos homens, os motivos da guerra e o horror à selvageria que ela é capaz de produzir.

Guerra perdida, Tolstói publicou mais alguns textos sobre o assunto e começou a desenvolver seus estudos sobre educação. Acreditava que ela só tem sentido se forjar a moral e o caráter do homem. Para por em prática as suas teorias, fundou uma escola para camponeses pobres e começou a se aproximar mais ainda da vida deles. Em 1862, casou-se com Sonya Andreyevna, uma mulher de classe média, com quem teria 13 filhos.

Levou seis anos para concluir sua maior obra, marco da literatura mundial. Cobrindo o período da guerra napoleônica de 1805-1814, "Guerra e Paz" é o reflexo das experiências de Tolstói no Exército, que surgem aqui recheadas de muitas análises e simbolismos, até certo ponto otimista, sobre a condição humana. O livro foi acolhido com entusiasmo pelo público. O mesmo ocorreu com outro clássico, "Anna Karenina", de 1877. Aqui a visão já era mais pessimista, reflexo das crises que iriam acompanhar o escritor por toda a vida.

Em seus textos, foram se acentuando as críticas à Igreja, à nobreza e à divisão de classes. Tolstói chegou a ser excomungado em 1901, por acusar a Igreja de deturpar os ensinamentos de Cristo. Tornou-se vegetariano e passou a usar roupas simples. Ao tentar se desfazer de suas propriedades, foi impedido pela mulher. Já estava muito doente. Pegou um trem para se isolar do mundo e morreu em trânsito, a 7 de Novembro de 1910. Veio vê-lo uma multidão de admiradores, a maioria camponeses. A essa altura, para muitos conterrâneos, o escritor era nada menos que um santo.
O grande romancista da Rússia czarina, não poderia imaginar que o que acontecia na Rússia de 1812, onde os servos se recusavam a fugir com os amos ante a aproximação do exército invasor de Napoleão, com a doce ilusão de que ele iria libertá-los da condição de verdadeiros escravos em que viviam, poderia se repetir 140 anos depois das guerras napoleônicas; os anseios se repetiriam em muitas regiões da União Soviética, com muitos camponeses aguardando com grandes esperanças a chegada dos "libertadores" nazistas...

"A palavra pode unir os homens, a palavra pode também separá-los, a palavra pode servir o amor como pode servir a amizade e o rancor. Livra-te da palavra que pode provocar o ódio".

Deixe a bondade invadir o seu coração e vamos espalhar amor por aí!!
Participe você também da Blogagem Coletiva "Espalhe amor em seu blog"!

Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

71 comentários :

  1. Beleza de frase inicial.Provocativa e instigante. Vamos lá! Vamos ser feliz,vamos nos amar.Só assim, podemos distribuir amor! Maravilha de post! bjs e esses céus lindos também! chica

    ResponderEliminar
  2. Ótimo post, Luma! Vamos AMAR e ESPALHAR AMOR!
    O livro Guerra e Paz é muito bom, excelente! O Tolstói é um escritor dos melhores...
    Beijos e BOM DIA!

    ResponderEliminar
  3. Bom dia, Luma!
    Coincidentemente, já fucei o google de hoje e sua postagem veio bem a calhar. Um dos livros que tenho vontade de ler é Anna Karenina.
    Muito boa sua postagem, homenageando também Tolstoi e já aproveitando pra participar da BC da Elaine - não conhecia, vou lá espiar.

    Abração esmagador e lindo dia.

    ResponderEliminar
  4. Luma, excelente postagem. Tenho muita curiosidade em ler algo do Tolstói - gosto muito dos russos, mas ele ainda não me caiu em mãos, mas discordo da frase dele. Até admito que ás vezes basta abrir um sorriso pra tudo ficar melhor, mas as coisas não se resumem somente a isso...

    Beijos ;)

    ResponderEliminar
  5. Luma boa tarde, fabulosa a sua participação!
    Espalhando amor e homenageando Tolstoi,!
    Li Anne Karenine há muitos anos, preciso reler!
    Gostei de saber sobre a vida deste enorme escritor e pacifista!
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. Luma,que belo texto escreveu! E o exemplo de Tolstoi ficou perfeito,não conhecia sua vida. Bjs e ótima semana,

    ResponderEliminar
  7. Excelente tema para mais esta blogagem coletiva.É disso mesmo que estamos precisando cada dia mais,ou seja,espalhar amor e seja lá como for que bem venham propostas assim!
    Seu texto sempre criativo e focado aspectos da história deste autor merecidamente homenageado hoje na Internet.
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  8. Olá Luma, boa tarde!

    Obrigada pela visita. Fiquei muito feliz.

    Sobre sua dúvida, eu faço a necessaire na estampa, tamanho que você quiser.
    E faço a unidade sim.

    Se quiser, pode entrar em contato para saber mais informações, pelo e-mail:
    atendimento-leide@live.com

    Fique com Deus.
    BeijOs

    Leide
    Bolsinhas de uma Leide

    http://bolsinhas-leide.blogspot.com.br/2014/09/kit-7-minis-necessaires-rosinha.html

    ResponderEliminar
  9. Hoje eu li um pensamento de Tolstoi no google que dizia!:
    "O homem ama, porque o amor é a essência da sua alma. Por isso não pode deixar de amar."
    Nao pdemos deixar de amar! Vamos espalhar esse amor!
    Amei o post! Bjs e um dia lindo pra vc!!
    Agradeco o carinho la no Blog!

    ResponderEliminar
  10. Luma,

    Estou te seguindo e curtir sua fan page também.

    BeijO

    ResponderEliminar
  11. Ahhh, eu acho que, à minha maneira, eu vivo espalhando amor pelo blog, rsrs.
    Li Guerra e paz, mas confesso que Tolstoi não faz meu tipo. Porém, tenho que reconhecer seu valor na literatura. Um beijão Luma!

    ResponderEliminar
  12. Oi Luma, que inspirado seu post e que inspirada essa BC!
    Vou participar também e... VAMOS ESPALHAR AMOR!

    Abração
    Jan

    ResponderEliminar
  13. Querida amiga
    Mais uma vez venho pedir desculpas pelo recadinho feito. (copia e cola)
    Mas tem resposta a seu comentário na postagem anterior. Muito obrigada, de coração!
    Hoje gostaria de agradecer a sua linda vista ao meu cantinho e em especial o seu apoio ao meu trabalho!
    Muito muito obrigada!
    Uma linda e muito abençoada semana para você!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  14. Que bela maneira de espalhar Amor você encontrou, Luma
    Muito interessante a sua postagem.
    Gostei demais da sua participação!
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma, vim retribuir a visita e conhecer seu cantinho que até então não sabia, me encantei e certamente virei por aqui outras vezes. Belo seu post e essa foto com esse céu azul lindo. Vamos por aí espalhando amor não importa por onde for. Beijos
    Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderEliminar
  16. Devemos ser, para isso estamos aqui! Luma, belas palavras!
    Abraços,
    Lécia Freitas

    ResponderEliminar
  17. OH Adoro esse cara, ele foi, é e sempre será um favorito, ao lado de Machado.

    Amei seu texto, junta tudo que eu gosto - história, literatura, reflexões... Só a Elaine pra juntar esse tanto de gente né??

    beijos

    ResponderEliminar
  18. Olá, adorei sua postagem, nunca li Tolstói e para ser sincera acho que minha cabeça já não conseguiria...mas adorei saber um pouco sobre esse escritor que me parece não se iludiu com o falso amor espalhado pelo mundo há longo tempo.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  19. Eu não conhecia a história dele Luma!
    Muito interessante, obrigada por compartilhar seu conhecimento!
    Fiquei interessada em conhecer mais um pouco dele, vou procurar!
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Eu amo...Tantas coisas!
    (Admiro o autor. Li bastantes obras suas na minha juventude.)
    Como sempre, gostei imenso da ppostagem.
    Bjo, querida Luma :)

    ResponderEliminar
  21. Ainda não o li. Seu texto reafirmou a minha vontade de lê-lo!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  22. Dele li Ana Karenina e Guerra e paz, tenho os dois e quero reler. São enormes, muito detalhados e envolventes. Não sabia dessas particularidades da vida de Tolstói. Certamente, alguém conscientes das diferenças sociais, nunca niveladas.
    Lindo post. Beijo, Luma.

    ResponderEliminar
  23. Oi Luma!
    Obrigada pela visita e pela dica da Blogagem Coletiva: mudei e participei! Ando na correria e sem tempo para ler todos que gostaria e participar, mas segui sua sugestão e estou participando. Obrigada pelo carinho e lá vamos nós... de novo ! Volto logo dessa vez. Beijos querida, take care !

    PS: Tolstói sabia o que escrevia, não?

    ResponderEliminar
  24. Oi Luma!
    Para quem não conheceu os ideais de Tolstoi, o filme "A Última Estação" - aqui na internet tem - dá uma ideia do sacrifício dele em prol da Revolução Russa, começando por doar seus bens à causa, levando com isso aos conflitos familiares.
    Beijo e boa semana!

    ResponderEliminar
  25. Luma querida,
    vir ao seu cantinho é sempre um prazer e um aprendizado a mais na minha vida.
    Adorei a postagem, eu não conhecia a história do Leon Tolstoi, adorei o texto, obrigada por compartilhar e parabéns pela participação da BC.
    Espalhar amor é um motivo de ser feliz!

    Beijos, sucessos sempre ♥

    ResponderEliminar
  26. Oi Luma :)
    Devemos espalhar amor em todo lugar,
    inclusive na blogosfera.
    Adorei saber um pouco mais sobre Tolstói,
    e quero muito ler 'Guerra e paz'.
    Bjs!

    ResponderEliminar
  27. Coisa mais linda essa postagem Luma! Por meio da Elaine, estou conhecendo blogs maravilhosos como o seu!.
    Super beijo e obrigada pela visita.

    Obs.: Fiz os casadinhos no olhômetro, vou tentar encontrar a receita e te envio.

    ResponderEliminar
  28. Eu achei a frase perfeita, pois as vezes só queremos, só contamos e não doamos.
    É dando que se recebe... <3
    Beijos lindaaa.

    ResponderEliminar
  29. Li algumas de suas obras, mas faz tanto tempo, que precisaria voltar a elas. Creio que, à época, nem tinha maturidade/conhecimentos/interesses que me possibilitassem perfeito entendimento delas. Um escritor admirável, não se pode negar. E nos deixou um belo legado.
    Espalhar amor não significa usar a palavra sem seu verdadeiro sentido. O sentimento precisa ser demonstrado em condutas, em solidariedade...gratuitamente. E todos os momentos e lugares são propícios para isso. Bjs.

    ResponderEliminar
  30. "Faça amor não faça guerra!" Cada vez mais, a cada instante, em todo lugar e em cada ação nossa de cada dia!
    Beijuuss Luma

    ResponderEliminar
  31. Oi, Luma!
    Realmente passividade não atrai nem poeira... o agir em prol do amor, seja ele nas mais diversas expressões, pode se dar em atitudes cotidianas trabalhadas inteligentemente.
    Sempre há opção de escolha por este ou aquele ato amoroso: um certo olhar mais profundo, um gesto menos brusco, um conselho sábio, um proteção ou informação na hora exata, um limite até.
    Censo amoroso de coletividade é despretensiosamente conseguir fundir o EU e o OUTRO num pensamento de todo: EUTRO

    Bjs

    ResponderEliminar
  32. Oi Luma!
    O amor é o que me move, ele é a base de tudo!
    O que seriamos sem o amor, não é mesmo?

    beijos
    http://moraradois.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  33. Oi Luma, adorei o post e a iniciativa da blogagem coletiva.
    Gosto muito dos autores russos, especialmente Tolstói e Dostoievski. A vida de Tolstói dava um belo romance…
    Bjs
    P.S. Obrigada pelo carinho, também te sigo

    ResponderEliminar
  34. Bonita postagem , bela maneira de espalhar amor Luma!
    O amor deveria mover o mundo.....
    bjss

    ResponderEliminar
  35. Como vai Luma, tudo bem?
    Com certeza o título do seu post me atraiu demais..rsrs
    A busca da felicidade e espalhar amor por aí... Tem coisa melhor do que isto?

    Seu texto está incrivel, pois como sempre une duas vertentes e ao final, elas se completam! Fica perfeito!!
    Fiquei impressionada com a narração da vida de Tolstói.
    Quem diria que o autor da famosa "Guerra e Paz" tivesse uma vida tão atribulada? Guerra, filhos, esposas, muitas experiências de vida, com certeza!

    Obrigada por mais esse presente Luma!
    Beijos e ótima semana!

    ResponderEliminar
  36. Belíssima postagem! Minha filha tem o livro "Guerra e paz" não li, mas agora deu vontade de lê-lo!
    Beijos
    Amara

    ResponderEliminar
  37. Um dia entrei com meu primeiro blog.
    Sem imaginar construia
    um cantinho onde viesse habitar estrelas e cometas.
    Na minha vida muita coisa mudou
    Desse dia
    em diante passei a ser Fonte de Amor.
    Nome dado ao meu primeiro habitar.
    Quanto mais o tempo passava
    amizades lindas fui encontrando.
    Outros habitar fui construindo
    até entrar com o blog que mais
    tarde eu daria nome ao meu primeiro livro.
    Agradeço a Deus por tamanha conquista.
    Hoje venho comemorar
    com você mesmo atrasada meu aniversário.
    A lembrança desse dia deixei na
    postagem coso gostar ofereço com muito carinho.
    Um abençoado final de semana.
    Paz ..amor..Evanir.

    ResponderEliminar
  38. Para ser feliz precisamos dever e sentir as maravilhas que nos rodeiam.
    O luar este mês tem sido encantador, mas se não virmos a sua beleza não o podemos beber - contemplar.

    ResponderEliminar
  39. Minha amiga para se sentir feliz temos principalmente de estarmos em paz conosco mesmo, a felicidade propriamente dita eu acredito que nesta terra não existe, existe momentos felizes, como o que o Luís Rodrigues citou. Agora fiquei encantada em ler sobre Tolstói, um espírito tentando adequar-se às verdades que acreditava, muito bom trazê-lo para cá, parabéns Luconi

    ResponderEliminar
  40. Oi Luma! Que possamos ser protagonistas dessa vida que é sempre uma surpresa. Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  41. Muito linda a proposta que às vezes traz a ambiguidade do ser humano.Sermos protagonistas da nossa história é um alvo desejado que podemos perseguir apesar das diversas variáveis que a vida nos coloca.
    Bjs

    ResponderEliminar
  42. Li e gostei muito da história de tolstoi , foi um homen de carater e mesmo com toda uma luta pela frente defendeu seus ideais , desprendendo-se de toda a carga
    que a sociedade impoe sobre nós , desde a igreja á vida social num todo.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  43. Espalhar amor e ser feliz, são dois grandes objetivos das nossas vidas.
    Bora lá...
    Tolsoi deixou-nos uma obra que vale a pena ler.
    Tem um bom resto de semana, querida amiga Luma.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  44. Espalhar amor (e fazer também, nzé?) é o que interessa... o resto não tem pressa... hehehe! Lumita, querida... tô de volta! Beijos pra ti!

    ResponderEliminar
  45. Oi Luma em meio a tantos problemas em que o mundo
    vem passando só nos resta espalhar amor; para pelo menos
    atingir pessoas de alma.
    Por aqui o pessoal adorou o teu comentário sobre as lesmas! de borgonha e é uma verdadeira fortuna degustá-las pode?
    Então... lesma ama! cerveja mas a cerveja pura serve só para atraí-las depois temos que fazer o serviço sujo. Mas a cerveja com sal elas morrem desidratadas.kkk
    Abraços
    E um bom final de semana que se aproxima.
    Janicce.

    ResponderEliminar
  46. Luma, um beijo no seu coração. Grato por sua presença lá no espaço onde escrevo meus artigos e compartilho opiniões e ideias com aqueles que desejarem. O seu recado, logo no início desta publicação, é uma mensagem curta, porém, direta, objetiva e verdadeira. “Se você quer ser feliz, seja”. Comece espalhando amor por aí". Lindo e verdadeiro o recado.

    ResponderEliminar
  47. Ótimo post Luma! Se cada um espalhar um pouquinho de amor só um dia da semana, já teremos um mundo melhor, e se for sempre teremos o céu. Utopia???!!! Talvez, mas me faz feliz pensar que um dia chegaremos lá :D
    Bjins mil

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  48. É uma linda frase, bem propícia, em tempos em que o amor está cada vez mais esfriando. Uma ótima ideia pra se postar coletivamente. Tolstoi foi realmente um escrito admirável. As inúmeras versões de Anna Karenina pra TV e cinema é uma prova de sua notoriedade e genialidade.

    ResponderEliminar
  49. Concordo de todo com o título de seu texto .

    Não vou poder participar na sua interessante proposta : estarei ausente ...

    Abraço grande, Luma :)

    ResponderEliminar
  50. Que história maravilhosa, vamos espalhar muito amor....
    Beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  51. Olá querida, passei por aqui para agradecer sua doce presença
    no meu cantinho.Obrigada !!!
    Abraços, Marie.

    ResponderEliminar
  52. Oi Luma, que linda sua postagem. De verdade. Confesso que não sabia muito sobre a vida de Tolstói e seu texto foi enriquecedor e inspirador ao mesmo tempo.

    Já coloquei o Luz de Luma no meu feed pra acompanhar suas postagens.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  53. Luma, sua postagem uniu o útil ao agradável. Deu informações relevantes e ainda casou lindamente com o tema, fazendo uma participação ótima. Confesso que não conhecia a história e gostei de me inteirar. Uma trama bem rica, diga-se. Beijos!

    ResponderEliminar
  54. mais amor é um convite à Paz e à harmonia.
    Obrigada.
    Bj
    blueshell.azurara.net

    ResponderEliminar
  55. Segundo blog seguido a falar de amor fraterno... Amar sempre!
    Bjussssss...

    ResponderEliminar
  56. Luma, que perfeito o seu post sobre amor.
    big beijos

    ResponderEliminar
  57. Olá boa tarde. vim agradecer por visitar nosso blog. Ode você comentou no post Amor Incondicional. Deus te abençoe e que possamos dar a oportunidade à nossos leitores conhecer os nossos blog.

    ResponderEliminar
  58. Oi, Luminha,

    Acabei de falar em outro blog (que também está homenageando Tolstói) que considero este escritor um dos maiores que o mundo já viu. Pela busca moral e
    espiritual, eu sempre me identifiquei muito com ele. Ele só não alcança, em meu
    coração, a mesma profundidade que outro russo - Dostoiévski - alcançou, rsrs.
    Mas é muito bom também, sem dúvida.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  59. Oi Luma, vim conhecer o seu blog, agradecer pela visita e chego aqui com esta bela história de vida, adorei saber da vida do escritor Tolstói.
    bjk

    ResponderEliminar
  60. Adorei seu post sobre amor, Luma. Ótima ideia! :) bjs

    ResponderEliminar
  61. Oi Luma,
    Acho linda essas participações, algumas eu participo, outras não, do contrário me queimarão como Joana D'Arc.
    Adorei quando falou de Tolstói, o autor de Ana Karênina, terminei de ler a semana passada.
    Você excluiu alguma postagem?
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Dorli!
      Nunca exclui postagem... O que você está procurando?
      Beijus,

      Eliminar
  62. não conhecia amei
    saber e sim palavras juntam
    e separam.
    Linda noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderEliminar
  63. Querida Luma
    Com a classe que lhe é peculiar,participa numa bela campanha!
    Obrigada pelo texto, que contém informações preciosas.
    Dizem que a felicidade é um estado natural e eu acredito que sim, mas é muito difícil de se permanecer ad eternum!
    Começar por fazer os outros felizes,já é um bom passo,mas é preciso uma predisposição que não é comum a todos os humanos. Conheço algumas pessoas maravilhosas,que passam a vida a fazer as outras felizes,a tentarem fazer como gostariam que lhes fosse feito.
    São seres admiráveis e verdadeiramente excepcionais!
    Parabéns pela sua excelente Participação.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  64. Oi Luma!

    Ótimo post. Sempre ouvi sobre Tolstói mas não conhecia sua história.
    Esse blogagem está sendo um "despertar" para as coisas boas, afinal há muitas maneiras de dar amor.

    beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderEliminar
  65. Oi querida!
    Adorei o post! Nao conhecia a historia e achei muito interessante.
    Luma, nao sou mineira mas adoro Beto Guedes, Flavio Venturini, Clube da Esquina, 14 Bis e toda esta turma maravilhosa! Sou paulista e amo MPB!
    Adorei sua visita
    Volte sempre que puder :)
    Bjks mil e uma otima semana

    http://www.blogdaclauo.com/2014/09/sorteio-descomplicado.html

    ResponderEliminar
  66. E vamos espalhar o amor...
    Conhecia Guerra e Paz, mas não a vida do autor. Gostei de aprender mais pouco mais.
    Obrigada pela visita e pela dica dos florais.
    Linda semana! Bjos.

    ResponderEliminar
  67. Olá, Luma.
    Excelente texto; conheço muito pouco sobre literatura russa (do Dostoiévski só li Os Irmãos Karamazov e achei um tanto enrolado, mas bom) e atualmente estou lendo tudo que puder encontrar do Joe Hill, filho do Stephen King, que, assim como o pai, consegue criar e mostrar o terror existente no cotidiano de pessoas comuns.
    O amor é uma emoção poderosa e incontrolável que precisa ser demonstrada e partilhada, já que os problemas sempre existirão na vida de todos nós.
    Abraço, Luma.

    ResponderEliminar
  68. E que nossas palavras, pensamentos e ações transmitam muuuuito amor.... Não é amiga?! BjoO linda!!!

    ResponderEliminar
  69. Oi Luma!
    Texto espetacular, como sempre! Não conhecia a vida da Tolstói! Vivendo e Aprendendo, rsrs!
    Parabéns pela participação! Essa blogosfera está linda com tantas pessoas espalhando amor, isso é maravilhoso!!!
    Bjs e uma ótima noite! ❤️
    www.viveraprendendo.com

    ResponderEliminar
  70. Luma, acredita que nunca li nada de Tolstoi?
    Mas vi Anna Karenina com a Vivien Leigh e recentemente com a Keira (impossível conseguir escrever o sobrenome dela rsrsrs)
    Mas quero ler, muito!

    Muito obrigada por sua participação.
    Só me honra e enriquece a blogagem!
    Muito obrigada!
    beijosss

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor