Gratidão, sentimento que esparrama.


Noutro dia, a Carol Rodriguês falou da "Feira Grátis da Gratidão", um lugar onde tudo é grátis e a moeda de troca é a gratidão, onde você pode exercitar o desapego e o consumo consciente - A feira acontece em vários lugares...

Se interessou? Acesse o blogue "Expresso pra Dois" e saiba a agenda, como funciona... e quem sabe você se inspira e leva essa iniciativa para a sua cidade?
"Todos os grandes pensadores da humanidade deixaram a felicidade sem definição. Para que pudessem definí-la em seus próprios termos" [Henri Bergson

Sentir gratidão é a grande expressão do amor pela vida. Quem é grato não sente medo. O medo separa a sua mente do seu espírito e você perde a razão. A vida se distancia da paz e bem-estar, sinônimo de felicidade. Vê como é um ciclo que começa por ser grato?

"O homem que murmura e põe o seu coração na vibração de reclamações amaldiçoa a própria jornada" [Palas Athena]

Se não agradecemos, a pessoa que nos ajudou nunca saberá o quanto lhe somos gratos. "A oportunidade só nos dá uma chance". A sorte pode ser entendida como o aproveitamento das oportunidades?

Tenho que agradecer a Denise Rangel que deu a dica da função do Evernote que converte a fala em texto. Com a mão imobilizada, pude ditar os textos nesse período e enquanto falava o meu secretário online digitava tudo pra mim... Depois bastava mandar para o blogue, fazer alguma correção e publicar. Simples assim!! :) Obrigada pela dica, Denise!

+ Dicas sobre o Evernote
Uma frase para pensar:
Espero que estejamos em sintonia. Sejamos gratos!

Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

56 comentários :

  1. Que lindo Luma ♥ Obrigada pela menção honrosa *-*

    ResponderEliminar
  2. Bom dia minha querida Luma !
    Gosto desses movimentos baseados na troca ! Eu mesma já troquei muitas coisas na vida ! E sinto-me grata por cada uma !
    E gostei também de saber sobre o Evernote !
    Beijo grande !

    ResponderEliminar
  3. Que beleza e a gratidão é tudo de bom, um sentimento que dignifica!! Valeu! bjs, tuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  4. Luma,
    como saber-se de iniciativas assim renova vertiginosamente nossa esperança no ser humano e nas circularidades benéficas do entrelace das mãos em roda contagiante.
    Há três meses ingressei no grupo da Obra do Berço e me sinto renovada a cada ação...gratidão ao movimento que me insere.Sou grata por tudo na vida e também pelas ótimas interações na blogosfera.

    Melhoras rápidas pra ti.Afagos no Otto.
    Bjos,
    Calu

    ResponderEliminar
  5. Amei a iniciativa! Belo texto, vou conferir todos os links.
    Também compartilharei no G+ para que todas as integrantes dos meus grupos tenham acesso.
    Espero que se recupere logo.
    Bjs e ótimo final de semana

    ResponderEliminar
  6. Olá, Luma, como vai? Descobri o poder da gratidão ano passado, com o projeto "pote da gratidão", do blog Mums in the boss, em um momento difícil da minha vida. Não havia como agradecer por situações que eu precisava decidir e mudar - e assim o fiz - mas comecei a agradecer por cada pequenez do dia, e fez toda a diferença. Nesse momento estou lendo o Livro "A magia", que também trata da gratidão... é um sentimento que move o moinho das oportunidades, não porque nunca existiram, mas possivelmente porque finalmente passamos a enxergá-las. Um abraço!

    ResponderEliminar
  7. Puxa Luma! Que feira perfeita! Nunca tinha ouvido falar e adorei essa ideia. É como voltar no tempo e resgatar valores antigos que hoje nem nos lembramos que existem. Gostei demais! bjs e obrigada por compartilhar!

    ResponderEliminar
  8. A Seicho no ie ensina muito sobre gratidão , tenho aprendido muito seus exemplos com palestras e livros!

    Obrigada pelo carinho no blogue!

    Um lindo fim de semasa! bjss

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga

    Às vezes as palavras
    se escondem em nossas vidas.
    Então,
    saímos em busca de inspiração
    nos lugares onde a amizade
    se faz preciosa,
    (lugares como este)
    pois são os amigos
    que guardam as melhores
    palavras de nossa vida,
    para nos devolver e inspirar
    quando estivermos distantes
    de nós mesmos...

    Obrigado por sua generosa amizade...

    ResponderEliminar
  10. Adoro estas iniciativas de dádiva, de amor pelo próximo.
    Num mundo cada vez mais desumano e materialista, é reconfortante ver que há GENTE que se despoja para bem dos outros .
    Obrigada pela partilha das informações e dos links.

    beijinho

    ResponderEliminar
  11. Antes de mais as melhoras de sua mão.
    Gratidão é um bom sentimento. Pena que hoje em dia seja tão rara. Pelo menos por cá.
    Um abraço e vou ver o blogue que indicou.

    ResponderEliminar
  12. Gratidão por você compartilhar algo tão nobre!
    Melhoras por aí! Beijo!

    Ah! Lembra-se que vc queria saber o que estava estalando na panela? Passa lá para descobri!

    http://ladodeforadocoracao.blogspot.com.br/2014/09/3352.html

    ResponderEliminar
  13. 00:00hs, pontualmente.
    Agora me diga, Luma, querida: ´pensa se isso é hora de visitas?! rs
    Mas pra falar sobre gratidão, qquer hora é hora, não é msm?
    Pois bem, estava aqui lendo o texto (maravilhoso!), me encantando com a iniciativa e pensando que por mais difícil que seja isso, Coco Chanel tem msm razão: "A verdadeira generosidade é aceitar a ingratidão."
    É aí que entra o exercitar, mais uma vez e sempre, a humildade!

    Espero que esteja tendo um abençoado final de semana!
    Bjs!!!

    ResponderEliminar
  14. Acho que esse tema da gratidão está muito na moda, só espero que pegue e perdure.
    A minha mãe costuma citar um ditado: "Dia de bem fazer é véspera da ingratidão"; e realmente vejo que muitas pessoas não sabem ser reconhecidas pelo bem que recebem, têm o foco em coisas que não têm, e tudo o resto passa-lhes ao lado. Como diz a Karin Filgueira, é uma questão de humildade. Mas também é uma questão de ensinarmos a gratidão; desde muito pequenos que ensino os meus filhos a valorizarem e serem gratos, pelo que recebem e têm.
    Beijos, Luma e rápida recuperação.

    ResponderEliminar
  15. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderEliminar
  16. Oi Luma, gosto muio dessa frase de Coco Chanel! Vou dar uma conferida nos links, obrigada por compartilhar!
    Beijo e bom domingo,
    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. Que linda essa iniciativa da feira. Fiquei com vontade, pena que não vai ter na minha cidade tão cedo (fui conferir os links).
    Bjo

    ResponderEliminar
  18. Falando em gratidão, não deixarei passar batido o agradecimento por tanto que aprendo contigo. Suas dicas são sempre sábias e pragmáticas.

    Brigadão, Luma!

    ResponderEliminar
  19. Admiro muito o seu carácter de activista por estas causas!
    Sempre centrada e atenta! Parabéns.

    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Oi Luma, gosto muito de iniciativas assim, que expandem a alma... A gente precisa abrir mesmo a vida para as boas coisas, para a gratidão..

    É tão leve e gentil agradecer por tudo.. Sim.. a palavra "obrigada" soa feliz na boca de quem fala e nos ouvidos de quem ouve...

    Sermos gratos é termos dignidade para o que a vida nos oferece..

    É preciso mesmo ser muito generoso para aceitar a ingratidão.. Não é tarefa fácil e nem todos conseguem...

    Um beijo grande, fica com Deus...

    ResponderEliminar
  21. Olá, Luma!!!
    Desapego, o coisinha difícil de fazer, porque até dos filhos, as vezes...hum....tá legal, quase sempre...rsrs...me sinto dona. Tenho tentado, diminuir o consumismo, compartilhar o excedente, mas ainda vou precisar de mais tempo.
    E a gratidão? O mundo seria melhor se a praticassemos mais, parece que alguns seres humanos, lógico existem exceções, sentem-se constrangidos em dizerem obrigado, externar que gostaram bom atendido e agradecer, vai entender esse mundão.
    Boa semana à você!!!
    Beijokas, Rê!!!

    ResponderEliminar
  22. Precisamos de fazer esta feira dentro de nós e diariamente.

    ResponderEliminar
  23. Ser grato sempre e há tanto a agradecer!!!

    Feira legal!...
    Beijos, Luma...

    ResponderEliminar
  24. Oi Luma,
    Quanta generosidade possui,
    quem não retém uma informação útil só pra si.
    Gostei de saber sobre o 'Evernot'.
    E a gratidão, é tudo...
    sempre há motivos para sermos gratos.
    Bjs :)

    ResponderEliminar
  25. Além da importância da gratidão, Luma, que é mais um laço a ligar positivamente as pessoas, chamou-me a atenção umas frases que você citou. Realmente, cada homem define a felicidade nos seus próprios termos. Boa semana, amiga!

    ResponderEliminar
  26. Oi Luma! Gratidão é uma das mestras da vida. Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  27. Olá, vim retribuir e agradecer a visita! Luma, bonito o que você diz, como sempre aliás. Você é uma pessoa incrível. Eu acho que aceitar a ingratidão é o exercício maior da generosidade. Tenho me deparado com essa situação, ao longo da vida.
    Tenho o costume de deixar para lá. Não fico arrastando toda a vida. E sou uma pessoa que agradece a Deus e a quem de direito todas as oportunidades e emoções que me permitiram.
    Sobre João Guimarães Rosa, analisei seu livro para fazer minha monografia do curso de Letras. Está em meu blog "Se me deixam falar..." Vai la quando puder, será uma honra. Trouxe um texto de uma das análise que fiz:
    Em Grande Sertão: Veredas, os conflitos existenciais vividos no cotidiano de Riobaldo, personagem central da obra, ao mesmo tempo que se confundem com a imagem dos jagunços, evocam também a imagem de qualquer homem em qualquer lugar do mundo. O local e o universal são vozes de uma mesma orquestra perfeitamente afinada. No desenrolar de sua travessia, experiências e conflitos universais na sua interação com as áridas veredas sertaneja, bem como com a matéria vivente da região, desencadeando andanças entre o mundano e o divino, o amor e o desejo, o justo e o injusto, o certo e o errado, o medo e as lutas sangrentas, entre o silêncio e a necessidade de verbalizar sua história. Mas não se pode perder de vista que a matéria prima responsável pela concepção desse sertão tão sedutor e peculiar é a palavra. A composição dos personagens e dos cenários é feita através da palavra. As experiências e pensamentos relatados só ganham sentido a partir da linguagem. Assim como no Gênesis, em Grande Sertão: Veredas, o ato criador é consumado pelo verbo.
    Nessa obra, a nossa realidade particular brasileira se transforma em substância universal, uma vez que nela, Guimarães Rosa elabora esteticamente questões universais que ocupam e afligem o ser humano, nos aspectos já citados. O autor não vê o sertão nem de fora nem de dentro; não descreve os personagens, os atos e espaços como natureza morta. O autor recria o sertão e o representa nas relações sociais e nos dramas humanos e elementos imaginários. Embora os indivíduos sejam singulares, vivendo situações também singulares, as ações e reações diante dos desfechos criados, inserem-se na realidade socialmente determinada, adquirindo caráter universal, porquanto, todos os sentimentos e emoções vividos e relatados pelo personagem-narrador, Riobaldo, são passíveis a qualquer ser humano.
    Nesse movimento de ação e representação, o sertão passa a ser o mundo.
    Excelente tarde para você,
    Lécia Freitas

    ResponderEliminar
  28. Oi Luma, é a Vi, gostei muito , e é verdade, para suportar a ingratidão precisa ser muito generoso, ter muito amor.
    Estou pesquisando sobre Evernote, gostei da dica.
    Beijos,Vi

    ResponderEliminar
  29. Sem dúvida uma iniciativa muito louvável.
    Vocês têm iniciativas muito interessantes.
    Só vos posso dar os meus parabéns.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  30. Oi Luma! Tô de volta, retomando a rotina passo a passo, mas ainda me sinto nas nuvens! rs...rs...rs... A prática da gratidão foi o que de melhor aprendi na SNI! Quando agradecemos, recebemos mais bençãos do que quando pedimos simplesmente! Depois vou ver mais sobre esse recurso Evernote! Bjks Tetê

    ResponderEliminar
  31. Dar las gracias siempre es clave. Las personas nos pueden enseñar mucho y son todas, no solamente algunas como muchos creen.
    Saludos
    David C.

    ResponderEliminar
  32. Um gesto que deveria ser natural, normal, mas qdo acontece verdadeiramente (e não da boca pra fora) até nos causa espanto... rsrs!
    Ter gratidão é ter humildade. Por isso é raro em algumas pessoas.
    Bjns
    :)

    ResponderEliminar
  33. Gratidão à Deus e uns aos outros, sempre!
    Muito lindo seu post!
    beijos...

    ResponderEliminar
  34. Perfeito, Luma. Aliás, uma das piores coisas é a ingratidão. É fundamental ser grato e exercer isso. Ótimo texto. bjs e boa semana.

    ResponderEliminar
  35. Oi, Luma,
    Primeiro gratidão por Deus e por todos os nossos amigos e inimigos para que coisas boas nos acontecem
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  36. A ingratidão é uma traição em meu ver.
    Devemos ser gratos a todos que nos fazem o bem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  37. Quanto mais somos gratos, mais Deus nos concede bençãos na vida.
    big beijos

    ResponderEliminar
  38. Nesses tempos - bicudos e do "eu primeiro" - gratidão é um sentimento que precisa mesmo ser valorizado, cultivado e reproduzido! Nada mais elegante do que alguém que sabe ser grato! Bjocas, Lumete!

    ResponderEliminar
  39. Que bacana!
    Adorei a idéia, o mundo precisa de mais amor, GRATIDÃO, respeito...
    Movimentos como esses deveriam existir sempre, pena que nem todo mundo tem essa iniciativa.
    Obrigada pela dica, vou procurar me informar mais. =)

    ResponderEliminar
  40. E custa tão pouco,né Luma?? Bj

    ResponderEliminar
  41. oi Luma, a gratidão é um sentimento nobre e infelizmente não é todo mundo que tem.
    Achei o máximo a ideia da Feira da Gratidão.
    bjk

    ResponderEliminar
  42. Olá minha querida!
    Grata por vc nos proporcionar esse texto lindo e inspirador!
    Devemos ser gratos sempre principalmente com nosso bom de querido
    Deus, pelas maravilhas que Ele nos proporciona, uma delas a nossa vida!
    Melhoras, fica na paz do Senhor ♥

    Bjs ♥

    ResponderEliminar
  43. Oi Luma:)

    Gratidão é o que faz falta para tornar o nosso mundo melhor. Post interessante, adorei:)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  44. Oi Luma, muito oportuno como sempre. Uma iniciativa como esta da feira já é uma recompensa enorme para esse mundo cada dia mais doente;
    Em tempos em que quase ninguém se olha nos olhos, em que a maioria das pessoas pouco se interessa pelo que não lhe diz respeito, só mesmo agradecendo àqueles que percebem nossas descrenças; indecisões, suspeitas, tudo o que nos paralisa, e gastam um pouco da sua energia conosco, insistindo.
    Obrigada a vc. também por nos trazer a informação de algo que todos necessitamos sempre. bjus Y

    ResponderEliminar
  45. Oi Luma, sim, é sempre melhor ser grato do que ser um ingrato ! Eu sei que ambos os tipos de pessoas. Pessoas andresponsive Grateful são muito mais divertido para se divertir. Agora novas aventuras com alegria vamos , e avante ! Beijos

    ResponderEliminar
  46. Mão imobilizada, Luma? Espero que esteja melhor.
    Sou grata por esse texto - pela beleza da iniciativa e por descobrir essa função do Evernote, que eu desconhecia.
    Obrigada!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  47. Não conhecia o Evernote e a dica foi muito boa.. Espero que já esteja podendo utilizar a mão sem imobilização, pois isso é terrível.
    Creio que, se colocarmos tudo na balança, temos muito a agradecer. E demonstrá-lo faz bem a ambas as partes. Ingratidão incomoda porque somos acostumados a esperar algo em troca e as pessoas não agem de conformidade com nossas expectativas. Aliás, a doação não deve ser acompanhada pelo "troco". Bjs.

    ResponderEliminar
  48. Com certeza temos mais motivos para agradecer do que pedir na vida. bjs

    ResponderEliminar
  49. curioso meu dia na blogosfera, cheia da palavra gratidão...bom isso, belo exercício!

    ResponderEliminar
  50. Lindo post,lindo blog parabéns Luma muito sucesso :)
    Ass:Fabrícia Daniely
    www.mundodagarotaestranha.com

    ResponderEliminar
  51. oi lindaaaaaaaaa, parabéns seu blog é lindo!!! obrigado pela sua visita no meu blog!!! estou te seguindo.

    http://rubiaartes.blogspot.com.br/

    beijinhosssssssssssss

    ResponderEliminar
  52. Querida Luma
    Aqui,no Porto,faz-se algo muito parecido...E digo parecido,porque nada é de graça,mas quase.Desde comida(que me parece nem sequer ser permitida,mas se vende) a roupas e objectos vários. Cada um leva o que já não quer e vende por um preço simbólico.
    Nunca fui,nunca participei,mas conheço dois locais que frequento e onde levo para oferecer o que já não me faz falta.No Sul do país,mais propriamente em Lagos,existe a Organização de solidariedade «Lagos Solidário»,onde deixo calçado,roupas de vestir,de cama e sei que (porque já assisti) se alguém precisar,vai lá e recebe sem nada pagar.mas,quem ofereceu,não sabe a quem.
    Há voluntárias e voluntários que recebem e organizam tudo por tamanhos...Quem precisa, só pede,experimenta e leva. O difícil,para mim,é transportar as coisas a uma distância de 600Km, mas já o fiz várias vezes.
    No Porto,a Organização de S.Vicente de Paulo,funciona de outro modo:recebe tudo:desde sucata a roupas...faz a triagem,compõe o que estiver com defeito e vende a preços módicos.Com o dinheiro apurado,ajuda quem está em apuros.
    Obrigada ,querida Luma, por esta magnífica sugestão,que,no Algarve já acontece,apenas com a diferença de o doador só por acaso conhecer quem recebe o que ofertou. É diário,este trabalho dos voluntários,que só fecham para almoçar.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  53. Que projeto bacana este da Feira Grátis :)... acredito que a gratidão tem relação direta com a frase do Tolstói que puxou um dos seus textos em blogagem coletiva: ser grato sempre esbarra na atitude, no desprendimento do medo, que quer queira quer não, (e dificuldades psicologicas a parte) é uma das zonas de conforto que mais gostamos de alimentar. Foi bacana ler sobre isso num momento onde vejo meus familiares com muitas dificuldades pessoais em estarem melhor consigo, enquanto o barquinho que navego tem um oceano tranquilo, justamente por administrar um posicionamento similar a este de ser grato pelo que se vive agora, para impulsionar o que se quer adiante.

    E sim, o Evernote é tudo de bom... super mão na roda pra um sem numero de coisas :)

    bjo!

    ResponderEliminar
  54. Luma,
    Que lindo isso! Essas ações onde as pessoas se doam são sempre instigantes. Adoro!
    Saudades!
    Beijos

    ResponderEliminar
  55. Já tinha lido esta postagem e pensei que tinha comentado mas não devo ter tido tempo...
    "Obrigada" e "Grata" são duas das palavras que mais uso, sobretudo a propósito dos meus singelos escritos. Sentir gratidão e manifestá-la é quase uma obrigação para que os afetos se possam "palpar".
    Gosto imenso de presentear apenas pelo prazer de dar; nunca espero retorno. Aliás, a minha vida profissional sempre se pautou pela doação de gestos, atitudes, partilhas. Em termos pessoais, gosto de ver os olhos do outro brilhar; basta um sorriso!
    Bjoss, Luma :)

    ResponderEliminar
  56. Eu estava justamente pensando sobre isso ontem . Sobre como seria o mundo sem dinheiro, sem consumismo, sem ganância, em que as pessoas trocassem o que produzem pelo que precisam. Fiquei surpresa e feliz por fazer parte do seu post! O nosso secretário particular realmente é de uma generosidade muito grande. Melhoras para você e as suas mãos.
    Beijo,menina

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor