Ainda somos humanos


O mundo em que vivemos foi preenchido com muitas maravilhas tecnológicas e uma delas é a tecnologia móvel. Quase todos têm seus próprios smartphones, e não estou surpresa que mesmo crianças pequenas têm seus próprios telefones celulares, na maioria das vezes para tranquilidade dos pais. Nos tornamos dependentes desses pequenos dispositivos para nossas atividades diárias. Para cada pequena coisa que pretendemos fazer, chegamos para o nosso dispositivo móvel e fazemos alguns toques na tela.

A tecnologia pode fazer tudo dentro do seu limite. Mas será que estamos esquecendo algumas das necessidades básicas de ser um verdadeiro ser humano e que, apesar de que é no "coração" que se origina tudo nesse mundo; é a "mente" que faz o homem entrar em contato com outras pessoas? Podemos usar a tecnologia ao nosso favor, mas é o amor que estreita relações.

O vídeo acima demora apenas dois minutos e peço paciência para que assista.Tempo menor do que possivelmente seria um texto que eu normalmente publico no blogue. Sofri um pequeno acidente e estou com metade dos dedos imobilizados e por isso não dá para digitar muito. Sentindo falta da tecnologia? Ainda não... Ler é meu vício. Me tire as mãos, mas não me tire os olhos!

Voltando ao curta... Seu início é bem humorado e mostra um pai de primeira viagem. Amor familiar é uma linguagem universal que as pessoas em todo o mundo entendem. O final é comovente e veicula uma boa mensagem, não muito diferente do que sabemos cotidianamente, porém, usar a tecnologia para falar de sentimentos, de certa forma ajuda a humanizar os gadgets.

Com o tempo muitas coisas mudam. Você muda de casa, de brinquedo, de gosto, de turma, de cidade... Mas não se esqueça de cuidar de sua saúde e cuidar de seus entes queridos e, se é um profissional de qualquer área, distribua mensagens de amor para seus clientes, assim como fez a DTAC, operadora de telefonia móvel tailandesa em parceria com a agência Young & Rubicam com o vídeo “The Power of Love”. Essa é uma campanha agregadora, pois eles abastecem indiretamente seus clientes com um sentimento bom pela empresa. O amor é um sentimento coletor.

"O amor não é, primacialmente, uma relação para com uma pessoa específica; é uma atitude, uma orientação de caráter que determina a relação de alguém para com o mundo como um todo, e não para com um “objeto” de amor. Se uma pessoa ama apenas a uma outra pessoa e é indiferente ao resto dos seus semelhantes, seu amor não é amor, mas um afeto simbiótico, ou um egoísmo ampliado" do livro "A Arte de Amar" de Erich Fromm

Não vejo necessidade de explicar a história moral desse vídeo comercial sobre tecnologia móvel e o poder do amor. Não importa como você irá interpretá-lo, ele só me leva a pensar em uma coisa - nós ainda somos humanos e nenhuma tecnologia no mundo pode substituir o poder do amor.

Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

67 comentários :

  1. Oi Luma!
    O poder do Amor ainda não pode ser substituído, como nesse comercial.
    Sim, ainda somos humanos e espero que nenhum robô, como foi mostrado nesta semana na TV- ele decorou um milhão de palavras - substitua pessoas, mesmo como acompanhantes de solitários.
    Quanto às suas mãos, desejo rápida recuperação, pois sei bem o que é perder parte dos movimentos. Segundo Leonardo da Vinci, as mãos são mais importantes que a visão para os seres humanos.
    Bom final de semana, beijos!


    vitornani.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Perfeito, Luma. Aliás, é isso mesmo que o vídeo mostra, a tecnologia não substitui nunca o amor. O bebê só queria o colo do pai. Nada mais genuíno e simples que isso. Ótima postagem. bjs e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. LINDO demais esse vídeo e nada,nadica de nada, substitui os braços do amor! Adorei! No tempo dos meus filhos sempre assim foi, nunca a tecnologia...E. por mais que as opiniões fossem contrárias,. SEMPRE dei muito colo , muito mesmo e o refiz igualzinho com os netos. Adorei! bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. Esqueci: melhoras com essa mão! bjs

    ResponderEliminar
  5. É lindo o vídeo, Luma! Ainda somos capazes de fazer algo que as tecnologias não fazem. Não é surpresa para mim, que sou pouco íntimo delas. Aleluia!

    ResponderEliminar
  6. Perfeita a mensagem! Estou passando o vídeo à frente...

    ResponderEliminar
  7. Maravilhoso video, Luma o amor jamais será substituido por uma máquina.
    beijos querida

    ResponderEliminar
  8. Linda postagem!
    Um abraço,
    Denise

    ResponderEliminar
  9. Lumamiga

    Cheguei aqui agora mesmo e fiquei deslumbrado, primeiro porque o teu blogue é excelente e por isso já o sigo, ainda que com muito atraso. A culpada desta visita (feliz) é a Beatriz Bragança, Amiga de alguns anos.

    O vídeo é fabulástio (fabuloso+fantástico) e para um "velho" que completa 73 a 20 de Setembro (com Bodas de Oiro em 26 de Dezembro de 2013, emociona e quase faz cair uma lágrima pequenina.

    O texto é um espanto. Por ele lembrei-me do Carlos Drummond de Andrade que tive a sorte e a honra de ter conhecido e ter tido uma conversa com ele. Assim:


    A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
    está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
    na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do
    sofrimento,perdemos também a felicidade.


    Se tiveres tempo e o quiseres gostarei de te ver na minha Travessa que assim passará a ser também tua, ou seja nossa

    Qjs = queijinhos = beijinhos - e até rimam


    ResponderEliminar
  10. perfeito! Sigo acreditando no amor e nos seus efeitos benéficos... Bj y

    ResponderEliminar
  11. Diferentemente de outros tipos de divisões (bens, dinheiro, móveis, imóveis, automóveis) o amor tem em suas propriedades o acumulo de amor, por divisão. Quando mais se divide o amor, mais, amor se tem!

    ResponderEliminar
  12. Oi Luma,
    Apesar da queimação dos meu pés, estou num desespero total, mas o vídeo me custou algumas lágrimas, lembrei do bebê que adotei com 10 dias, quase morto. Não chorava, berrava e ele dormia só de fraldinhas em cima do meu peito nu. Quentinho, eu conseguia tirar as suas cólicas e ele adormecia.
    Hoje está um cavalão alto, lindo crioulo dos olhos verdes. Ninguém acreditava que sobreviveria, além dos cuidados médicos, dava-lhe e continuo dando todo o meu amor.
    Emocionante, não faz mais isso comigo....
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. Lindo. Só. Melhoras para as mãos, elas são importantes também porque é com elas que você nos repassa lindas mensagens. Bjs
    Joana

    ResponderEliminar
  14. Oi, Luma! Que lindo esse vídeo!!! A tecnologia tem dois lados, ela aproxima em situações onde o toque não é possível, por exemplo, pessoas hospitalizadas em isolamento sentem-se menos sozinhas usando tecnologia. Por outro lado, nada, absolutamente nada substitui o toque, o calor, o cheiro, o gosto...
    E lembrou tão bem, como é importante cuidarmos de quem amamos, sempre!
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  15. Por mais que tenhamos fé e esperanças nesse Amor de que fala o Erich e dele façamos a trilha para nossos passos, ainda assim nos emocionamos quando o vemos praticado, assim ao vivo e à cores, iluminando o sentindo maior do viver.
    O contato humano é a mais significativa expressão da nossa existência...somos humanos.

    Te cuide direitinho e melhoras, Luma.Com as boas companhias que têm aí ( Oto e leituras) vc passará por essa bem rapidinho.
    Bjos,
    Calu

    ResponderEliminar
  16. Luma, melhoras e aproveite as leituras!
    Incrível e lindo este vídeo. Tantas formas de interpretá-lo, mas todas levando ao produto final, o amor!
    beijo.

    ResponderEliminar
  17. Em Chaplin: não sóis maquina.
    O contato humano jamais será superado Luma, podemos ter todos os benefícios que a tecnologia possa oferecer e até nos propiciar momentos de alegria e facilidades, mas nada tão forte como um toque de mãos, um bom dia ao vivo, o abraço no toque dos corações.
    Um belo clip para sua bela reflexão do comportamento humano dentro da modernidade.
    Um lindo domingo para uma ótima semana.
    Melhoras para a mão que Deus lhe ilumine.
    Abraços
    Beijo

    ResponderEliminar
  18. Infelizmente a coisa esta por este caminho. Vale a reflexão já que estamos perdendo nossa humanidade. Toninho lembra bem desta realidade e o quanto ela não é nova ao citar Chaplin.

    ResponderEliminar
  19. Luma, e euzinha... claro! chorei! Achei interessante que logo uma senhora (de outro tempo...) olhou para o que a moça fazia na frente do celular. Nada substitui o amor ao vivo e quente.

    Bjs

    ResponderEliminar
  20. Que bom! Eu gosto de tecnologia, mas nem tanto. O contato físico, o olho no olho é único e insubstituível. A rapidez da tecnologia não substitui uma reflexão, uma resposta sem palavras, enfim, gente é gente, máquina é máquina.
    Melhoras com esse dedo aí... ai, ai, ai... andou aprontando, né? rsrs
    Beijos

    ResponderEliminar
  21. Ahh obg pelo comentário Luma... tõ preparando umas coisinhas ahaaha
    tem alguns áudios no blog, os vídeos estou postando aos poucos. bjaom

    ResponderEliminar
  22. Olá, Luma. Muito lindo o video, muito fofo o pai dando " colinho", essas coisas semçre me emocionam. Por isso, creio que nenhuma tecnologia jamais substituirá o afeto, o aconchego e chamego que só uma mãezona ou paizão sabem dar.
    Sempre dei " colo" e muito dengo aos meus filhos e filhotas.
    As máquinas podem ser rápidas e precisas, auxiluam e muito em diversas situações.
    Mas o aprendizado, a troca e compartilhamento dos sentimentos e emoções que nós seres humanos sentimos e insubstituivel.
    Melhoras aos seus dedinhos, tá!. Gostei muito do seu blog, já to te seguindo. Bom final de semana!!! Vou repassar o video. Beijokas, Rê!!!

    ResponderEliminar
  23. Luma,

    Muito bom ler tudo que você escreve, mas esse post é simplesmente maravilhoso.
    O vídeo é lindo, e fala por si só. Nada..nada nesse mundo vai substituir o amor e o toque humano. Isso é essencial pra se manter vivo.
    A tecnologia nos ajuda muito. No meu caso, como já comentei, tive que me render. Ela me aproxima dos meus, daqueles que amo e estão longe de mim, mas nunca vai substituir o calor humano dos abraços.
    Outra coisa que me percebi no seu relato pessoal. O paradóxo. Ao invés de ficar lamentando sobre os dedes imobilizados, por não poder digitar com facilidade, pega um livro e vai ler. Os olhos estão imobilizados, sua mente e seus olhos, não estão.
    Luma, trabalho com deficiente físico, e tenho aprendido muito com eles. Histórias de superação que nunca imaginei presenciar.
    Beijos

    ResponderEliminar
  24. Faz parte do ser humano querer explorar todas as possibilidades...Até o ponto de esquecer certos limites...

    Um ótimo domingo!
    Bjussssssssssssss

    ResponderEliminar
  25. Adorei o vídeo. E o seu post me fez lembrar minha neta. Ela tem 5 anos é uma menina toda espevitada. Ontem me disse. "Avó sabes porque eu adoro vir para a tua casa, e não gosto de ir para a casa da avó Elisa?Não, disse eu. E ela: Olha eu na casa da avó Elisa. O Júnior (é o cão) faz cocó. E a avó Elisa vai limpar, o Junior faz xixi e a avó Elisa vai limpar, e a avó Elisa está sempre a fazer alguma coisa e quando não está a limpar está a fazer o almoço e se não está a fazer o almoço é hora do seu programa favorito na TV. E o avô Chico vai dormir a sesta e eu não posso fazer barulho para não acordar o avô Chico. E sabes como eu brinco em casa da avó Elisa? ou estou sentada no sofá a ver televisão ou a jogar no computador."
    Claro, comigo ela brinca de escola, de hospital de policia, às escondidas etc. Dá para perceber a diferença.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  26. Vou ver o vídeo. Devo ser das aves raras que não liga ao telemóvel.
    Tenho um barato, muito barato mesmo, mas está quase sempre desligado.
    É apenas para quando viajo se contecer algo.
    Mas tenho na família crianças pequenas já com telemóvel, tablet,enfim...
    eu discordo, mas os pais deixaram e compraram.
    Bom domingo.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  27. Excelente vídeo!!

    Vou levar e partilhar...

    Apertado e grato abraço, cheio de parabéns pelo post , Luma !!

    ResponderEliminar
  28. Oi Luma,
    As lagriminhas ainda escorrem dos meus olhos.
    Penso que o amor nunca sera substituído por nada.
    O amor abre a mente, acaricia o coração e dorme na alma.
    LINDO!!!!!
    Beijos que seu restinho de domingo com amor.

    ResponderEliminar
  29. Oi Luma,
    Já conhecia esse vídeo e por mais que a tecnologia esteja avançada, nada substitui o calor humano, o toque, o cheiro, o afeto.
    Obrigada por me avisar, já fiz a correção no post.
    Feliz dia internacional do blog pra vc.
    Big beijos

    ResponderEliminar
  30. Evoluídos tecnologicamente...apenas.

    Beijo

    ResponderEliminar
  31. Sinto discordar.
    Cada vez mais apegados à coisas e menos a pessoas.

    Att.

    ResponderEliminar
  32. Por mais evoluidos que nao conseguiremos criar nenhum aplicativo ou seja la o que seja para substituir amor e demais sentimentos.
    Beijo
    Leticia
    www.leticiapsicologa.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  33. Oi Luma,
    É verdade...nenhuma tecnologia pode substituir o poder do amor.
    Pelo menos não deveria!
    O vídeo é interessante e a mensagem transmitida,
    conseguiu lembrar-nos que ainda somos humanos.
    Bjs!

    ResponderEliminar
  34. Quando tudo falha o poder do amor é que nos move e une.

    Comovente o vídeo e as tuas palavras.

    Estive de férias mas já com saudades de estar aqui.

    beijinho

    ResponderEliminar
  35. Luma,esse video diz tudo:nada substitui o contato humano,o afago,o colo,o amor...lindo seu texto e espero que melhore logo de sua mão! bjs,

    ResponderEliminar
  36. Algumas pessoas custam a entender o significado da família e fazem dos amigos sua família. Tem famílias ruins, de péssima convivência, mas deve ser 1% do total. Não existe nada melhor do que chegar em casa e receber um abraço. Imagina a criança que ainda não é um ser independente. Muito errado o que os antigos pregavam de que não podia pegar muito criança no colo. Feliz Blog Day!

    ResponderEliminar
  37. Que vídeo lindo! É de chorar junto com ela!

    A tecnologia é útil, nos aproxima, em alguns casos pode até salvar vidas, mas tem limite.

    ResponderEliminar
  38. Nossa humanidade ainda necessita do toque, do carinho, do amor, principalmente da família em nossos primeiros anos de vida.
    Belíssimo vídeo,emocionante mesmo!
    E, espero que você melhore rapidinho, fique boa!
    um super abraço carioca

    (Já que pode ler mais do que escrever, dá uma olhada no meu novo post, veja se já conhecia aqueles fatos.)

    ResponderEliminar
  39. Boa,noite,amiga,Luma!!!
    Primeiramente,lhe,desejo,melhoras...
    Quanto,ao,post,...tenho,a,certeza,de,que,realmente,nada,pode,substituir,o,amor...
    Me,desculpe,pelas,vírgulas,mais,meu,not,está,com,a,tecla,de,espaço,pifada...internet,lenta,e,não,quer,entrar,no,not,do,esposo...aff,Dell,pode,ser,até,bom...mais,prefiro,meu,velhinho,mesmo...kkkkk
    Te,desejo,um,novo,mês,repleto,de,bençãos,e,ótimas,realizações!!!
    Bjokas...da,Bia!!!

    ResponderEliminar
  40. Oy Luma~ Eu gosto da cotação Erich Fromm . Cara interessante. Uma saudação a ler, escrever, amar e também , por vezes, necessário solidão ! beijos

    ResponderEliminar
  41. Que sua semana seja abençoada
    e a minha também.
    Com tremenda dificuldade para digitar
    venho deixar meu carinho e amizade
    que não tem nada de pequena.
    Os anos vão passando e a cada um deles nos tornamos
    mais amigos na verdade quase irmãos.
    E pensando nas palavras de Deus
    perante a ele é isso que somos.
    Beijos no seu doce coração.
    Evanir.
    Amiga muitos deixaram de ser humanos por opção .
    Obrigada meu anjo pelo seu voto.

    ResponderEliminar
  42. Oi Luma! Quanto antes lembrarmos que ainda somos humanos, melhor. Admirável vídeo. Beijo! Renata

    ResponderEliminar
  43. Oi Luma,

    Bom dia!

    Espero que estejas melhor, ou caminhando para total recuperação.
    Sim, assisti ao vídeo... maravilhoso.
    Sim, ainda somos humanos!

    O que necessitamos é descobrir cada vez mais, essa condição, nos pequenos gestos...

    Bom início de semana.
    Tudo de bom.

    Beijão

    ResponderEliminar
  44. Pois é, tecnologia é vista como um atalho tão grande a um enorme número de coisas que o que é mais básico muitas vezes nos escapa. São os vícios da "vida moderna", e acho que isso fica bastante claro no vídeo.

    Dois abraços ;) e melhoras ;)

    ResponderEliminar
  45. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  46. .... Mas eu acho que a tecnologia não está tentando substituir o amor.
    Os Gadgets tentam facilitar certas tarefas e nos ajudar a lembrar de coisas, mas não acho que eles sejam uma "ameaça" para o nosso lado humano. Muito pelo contrário.
    Acho que muitas pessoas mais velhas acabam se sentindo ameaçadas pela tecnologia, mas a própria internet é um veículo para se conhecer outros seres humanos. Pra ser bem sincera, sou totalmente contra esses argumentos contra tecnologia que ficam distribuindo por aí. Os tempos mudaram, e essa é a modernidade.

    ResponderEliminar
  47. Ah, nada como o toque, o carinho, o abraço, o rosto colado, o beijo! Esses gestos físicos de carinho não podem ser preenchidos pelas tecnologias. Há maneiras e ocasiões que são a única ferramenta de demonstrar o quanto amamos outra pessoa que está distante de nós fisicamente.
    No entanto, se a pessoa está próxima fisicamente, por que usar de artifícios tecnológicos se podemos conversar face a face, abraçar, passar um dia ao lado da pessoa, conversando pessoalmente, contemplando um pôr-do-sol etc.
    E sobre as pessoas que moram longe, podemos, também, quebrar distâncias marcando uma viagem e visitando quem tanto amamos. A internet e os aparelhos tecnológicos podem ser um complemento, uma alternativa, mas não pode substituir a nossa vida e o nosso modo de viver.

    Um abraço, Luma! Sempre com posts pertinentes e reflexões valiosas.

    Sacudindo Palavras

    ResponderEliminar
  48. Olá Luma.
    Gostei muito de seu texto e vídeo, nada substitui os sentimentos ou um colo na hora do desespero.
    Sempre digo que saudades mato ao vivo e a cores, mas escutar a voz do outro também ajuda.
    Beijos e obrigada pelo carinho em minha ausencia.

    ResponderEliminar
  49. Querida amiga
    Hoje vim agradecer a sua linda visita ao meu cantinho.
    Muito obrigada!
    Uma linda e muito abençoada semana para você!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  50. Eu deveria vir mais tempo aqui. Esta é a realidade. Voce sempre nos fazendo ...PENSAR.
    Obrigado,linda LUMA!!

    ResponderEliminar
  51. A tecnologia na vida da gente dá para comparar com chocolate em relação a alimentação. É gostoso, alimenta, mas sozinho não sustenta e se comer demais faz mal.

    Espero que se recupere logo.

    ResponderEliminar
  52. Nada como um afago. Bjs Raquel superlinda.com


    ResponderEliminar
  53. Querida Luma
    Terceira tentativa para comentar!!!
    O meu computador não é comparável ao do filme «2001-Odisseia no Espaço».,porque no final da película fiquei com a sensação de que ele tinha «sentimentos»!!!
    Nao É À TOA QUE OS «BEATLES»CANTAVAM: ALL WE NEED IS LOVE».
    ENTEnDO QUE O AMOR E O CARINHO TUDO VENCEM
    HÁ POUCO VI UM VIDEO COM 2 GÉMEOS: UM DE PERFEITA SAÚDE E O OUTRO MUITO MAL..
    Alguém se lembrou de colocar os dois na mesma incubadora e o bébé que estava bem,colocou o seu braço sobre as costas do doente e assim ficaram.Dentro de pouco tempo, o doente estava curado.
    Parabéns por ter escolhido este tema,numa altura de tanto egoísmo e ausência de solidariedade.
    Um grande abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  54. Ah não pode mesmo! O poder do amor o poder do toque, cheiro, aconchego.
    Harry F. Harlow (1905-1981) foi um psicólogo norte-americano que ficou conhecido pelas suas experiências sobre a privação maternal e social em macacos Rhesus, e que demonstraram a importância dos cuidados, do conforto e do amor nas primeiras etapas do desenvolvimento. As suas experiências laboratoriais consistiram na criação de duas “mães” artificiais (imitação de uma macacos Rhesus), uma era feita apenas com armação de arame enquanto a outra, era também de armação de arame, porém, forrada com pano felpudo e macio.Harlow observou que os macacos bebês preferiam claramente as “mães” mais confortáveis. Esta preferência mantinha-se independentemente de qual a mãe que fornecia o alimento. Outras observações mostraram que o que estava em causa não era só a procura de conforto. O contacto parecia ser essencial ao estabelecimento de uma relação que transmitia segurança. Perante um estímulo gerador de medo, os macacos agarravam-se à “mãe” macia tal como o fariam a uma mãe real. Este comportamento nunca era observado com as “mães” de arame, mesmo em macacos criados só com ela.
    Interessante né Luma? E esse experimento faz tempo.
    Melhoras procê moça.
    Beijuuss

    ResponderEliminar
  55. O post e o vídeo são ótimos, Luma, mas lamentei saber do seu acidente. Fique boa logo, amiga! E vamos continuar defendendo o nosso direito de sermos humanos. :) Boa semana.

    ResponderEliminar
  56. Nada se compara ao amor, ao abraço, mas confesso que tenho receio de onde o homem pode chegar com tanta tecnologia, que os tira do ar por várias e várias horas,a maioria das crianças de hoje não querem mais estudar , ler, aprender.....ficam fissuradas em redes sociais .....sem controle dos pais.
    Vamos ver onde isso vai nos levar!
    o video é emocionante, e mostra que o ser humano precisa de afeto!

    boa semana ! bjss

    ResponderEliminar
  57. Que suas mãos fiquem boas logo! bjss

    ResponderEliminar
  58. E já ia perdendo essa postagem... Que lindo este vídeo. Sim, nada poderá tirar o lugar do amor que nós humanos podemos dar. Dizem que a profissão dos professores vai acabar. Não acredito pois quem vai dar o amor necessário para aprendizagem real? Adorei seu texto, beijos

    ResponderEliminar
  59. Ui...cliquei antes de te desejar melhoras com seus dedos. Que vc recupere rapidinho!!!

    ResponderEliminar
  60. Assisti o video e fiquei sem palavras; então meu comentário é só pra te desejar melhoras. Cuide-se, mocinha.

    ResponderEliminar
  61. Oi Luma, eu já tinha visto este vídeo e realmente a mensagem passada nele é muito interessante. Hoje temos muitas facilidades vindas com a tecnologia ao nosso alcance. Mais eu espero que a força do amor e das boas relações com os outros seja sempre mais importante pra nós do que qualquer máquina né? Melhoras pra você. Bjs

    ResponderEliminar
  62. Sabe Luma, nestes tempos já deu vontade de jogar o tablet, notebook no rio Tocantins, é força de expressão, não vou poluir o rio basta eu rsrsrsrsrssr. Têm horas que por mais que vc selecione, faça escolhas, acabamos sempre vendo a tecnologia sendo usada de forma abusiva extrapolando o respeito com o próximo entre outras coisas... Infelizmente!
    O vídeo fala em todas as línguas: O amor (fala, mas nem sempre é praticada), lindoooo!!!
    Recupere logo esses dedinhos, não me importo nem um pouco de ler os seus maravilhosos textos enorrrmessssssss. Se cuide!
    Bjãooooooooo

    ResponderEliminar
  63. A tecnologia jamais substituirá o AMOR! Carinhos, abraços, atenção, olhos nos olhos..., SÃO ESSENCIAIS!

    Bonito e importante post, Luma! Desejo que já esteja bem da mão/dedos...
    Abraços

    ResponderEliminar
  64. Espero que suas mãos já estejam melhores!
    A tecnologia é uma parceira, mas não é a compania. Não adianta falarmos que os jovens de hoje e as crianças estão viciadas e "vitimadas" nela quando os espelhos daquelas gerações são igualmente ou mais vidrados nela, tornando-a substituta do exercicio de humanidade. Sim, algumas necessidades basicas tem sido esquecidas...

    O comercial / curta é ótimo! É propaganda na essencia, pois te deixa uma mensagem e "lá no rodapé dela" deixa uma marca pra lembrar. E concordo plenamente contigo / com o E.Fromm, se o amor não for uma cultura de sua vida, a compreensão do seu real significado fica comprometida.

    Beijo!

    ResponderEliminar
  65. Luma acho que voce ja' esta' recuperada do acidente com as maos.
    E concordo com seu post, o amor... e' so' o amor que pode tudo.
    Confesso que estou cansada de ver tantas pessoas conectadas com seus gadgets e tao desconectadas entre si.
    Abracos.

    ResponderEliminar
  66. Tecnologia nunca subtituirá o amor.

    ResponderEliminar
  67. Totalmente de acordo. Tudo tem que ser usado na medida certa, mas nada, mesmo nada, substitui o afeto humano.
    Obg pela partilha!
    Meu beijo, Luma :)

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor