Quer namorar comigo?

Photo by Allan Tannenbaum (John & Yoko - The New York Love Story)
"Yoko me ensinou sobre as mulheres. Eu estava habituado a ser servido, como Elvis e muitos astros estavam. Sendo sempre servido por mulheres, fosse por minha tia Mim, ou quem quer que fosse – servido por mulheres, esposas, namoradas.

Você cai na bebedeira e espera que alguma namorada na universidade faça o café na manhã seguinte. Você sabe que ela também estava bêbada feito um gambá, com você na festa, mas supõe-se que a mulher deva passar subitamente para o outro lado do balcão. Foi uma experiência e tanto e eu agradeço o que as mulheres fizeram por mim durante toda a minha vida. Eu nem sequer havia pensado no assunto.

Yoko não aceitava isso. Ela não dava a mínima para os Beatles: “Que porra são os Beatles? Eu sou Yoko Ono! Trate-me como eu”. Desde o dia em que a conheci, ela exigiu tempo igual, espaço igual, direitos iguais. Eu não sabia do que ela estava falando. Eu disse: “O que você quer? Um contrato? Você pode ter o que quiser – mas não espere nada de mim, ou que eu mude em algum sentido”. “Bem”, disse ela, “a resposta a isso é que eu não posso ficar aqui, porque não há espaço onde você está. Tudo gira em torno de você e eu não posso respirar nessa atmosfera”. Sou grato a ela pela educação.
Eu estava habituado a uma situação em que o jornal estava ali para eu ler e depois que o lia, alguém mais podia ficar com ele. Não me ocorria que alguém mais pudesse querer lê-lo primeiro. Acho que é isso que mata gente como Presley e outros dessa espécie. O rei é sempre morto por seus cortesãos, não por seus inimigos. O rei é superalimentado, superdrogado, supersaciado; qualquer coisa para manter o rei amarrado ao seu trono. A maioria das pessoas nessa situação jamais desperta. Ou morrem mentalmente ou morrem fisicamente, ou ambos. E o que a Yoko fez por mim foi me libertar dessa situação."
O trecho acima foi retirado do grande livro que integra o projeto The Beatles Anthology, oficialmente lançado em 1994 - neste trecho John Lennon fala de sua relação com Yoko, fala de conceitos de respeito e igualdade, dentro das relações e que deveriam sempre existir.

Além da 'prática do respeito', é também uma linda declaração de amor, oportuna para o dia dos namorados que se comemora neste dia 12 de Junho no Brasil, diferentemente do resto do mundo.

Tá, não vou falar do oportunismo comercial, motivo para criação da data, pois isto também é válido. Vou falar de outra coisa; que de uma forma ou de outra, tornamos este nosso dia mais feliz, fazendo outra pessoa feliz e poderíamos nos lembrar de fazer mais do que uma pessoa feliz ou fazê-lo mais, muitas vezes no ano. Não só com presentes, mas com agrados e beijinhos. Afinal, namorar é isso ou também mudou? Vamos estender essas ações a mais pessoas, porque a troca de gentilezas faz o dia a dia mais leve e charmoso.

A lua de mel de John Lennon e Yoko Ono, que se casaram no dia 20 de março de 1969, não foi inesquecível apenas para os dois. Aproveitando-se do grande interesse da imprensa, o casal ficou recluso em um quarto de hotel em Amsterdã e, por uma semana, convidou jornalistas de todo mundo a participarem de um debate histórico sobre a paz mundial - estava em curso a guerra do Vietnã.
A inusitada proposta causou polêmica, dividiu a imprensa, mas Lennon e Yoko conseguiram chamar a atenção de todos para a questão. O ato, lembrado até hoje em todo mundo, ficou conhecido como Bed-in.
Só que o panelaço não ficou só nisso. Pouco tempo depois, o Bed-in teve uma segunda edição, desta vez em Montreal, no Canadá. No dia 26 de maio de 1969, John e Yoko se trancaram no quarto 1742 do Hotel Queen Elizabeth e, mais uma vez, durante sete dias eles deram o que falar. Convidaram artistas e jornalistas e reeditaram o protesto que completou 45 anos.
Mas a quantas anda hoje, em 2014, essa história de paz mundial? Será que jovens, sociedade e músicos de hoje têm essa preocupação?
"Christ you know it ain't easy, you know how hart it can be.
The way things are going , they're going to crucify me"

Cristo, Você sabe como não é fácil, você sabe quão difícil pode ser.
Do jeito que as coisa vão, eles vão me crucificar.

Este é um refrão da música "Ballad Of John and Yoko" composta às pressas por John Lennon e devida ausência de Ringo e George que estavam fora do país, teve participação somente de Paul McCartney.

Essa foi a primeira gravação dos Beatles em estéreo e alcançou o primeiro lugar nas paradas em vários locais no mundo, inclusive EUA e Inglaterra, países que juntamente com a Austrália, proibiram a sua reprodução nas rádios por fazer menção à Cristo e à Crucificação.

A canção lançada em compacto simples em 30 de Maio de 1969 e que completou 45 anos veio inspirada após os protestos do “bed-in for peace” (na cama pela paz), dois dias depois do casamento de John e Yoko em Gibaltrar. O casal ainda enviou 50 mudas de carvalho para líderes mundiais como símbolo da paz.

O protesto foi em prol da paz, contra as guerras...O que acharia John Lennon se soubesse que o número de pessoas mortas por tiros na América desde a sua morte excede o número de soldados americanos mortos durante toda a Guerra do Vietnã? 2 milhões e 300 homens serviram de 1961 a 1974, com 46.370 mortos e 300 mil feridos.
O tema dessa Semana Colorida é "Namoro" e a Anne Lieri convda você para também participar!
Como uma coisa boa só não basta, a Chica também nos convida para brincar: "Uma palavra dada, uma só frase formada" e a palavra dessa semana é "Flauta". Para participar, basta escrever uma frase com apenas 7 palavras que esteja inclusa a palavra tema:

Siyotanka, flauta do amor, alegria e celebração!

A magia sutil do vento nos abençoa. Ouça Michaela Plecháčková em uma performance com a flauta Siyotanka.

Siyotanka me encanta com sua beleza, som limpo e lírico. Ela nos guia para ouvir a música da nossa alma. Sinta paz, deseje paz, transborde paz... Entre nessa corrente de amor!

Assine para receber os textos do "Luz de Luma" em seu e-mail ou acompanhe pelo Facebook

55 comentários :

  1. É oportuna mesmo, Luma. E bonita, não há como negar. Porém, essa dignissima senhora causou a fúria de muita gente.

    E eu acho bobagem isso de a data é comercial e blá blá blá. Gastar dinheiro quem quer. Não é obrigatório. Porém, o Dia dos Namorados não é lá mt agradável para os solteiros, por mais que todos neguem se importar. Bacana o post. Ah, e amo os Beatles. bjs

    ResponderEliminar
  2. Luma
    o vídeo terminou e eu continuei ouvindo a música. Pode?
    Pode! a flauta tem desses encantos!
    Eu nunca compreendi muito a relação que os dois viveram. Na época do casamento, achava que era uma super exposição,Hoje em dia, madura, muito mais madura, rs, vejo por outro ângulo totalmente diferente.
    Obrigada por trazer esse trecho do livro e essa declaração de amor e aprendizado que uma mulher fez na vida do John.
    bj Zizi

    ResponderEliminar
  3. Luma:
    Esse recorte que você compartilhou sobre John e Yoko, eu desconhecia e achei fantástico.
    A Paz é quase uma utopia.
    Cada qual, nos dias atuais, só pensa no seu próprio bem-estar e esquece que somos parte do mesmo Universo.
    Cuidar do semelhante e de tudo o que nos rodeia, é uma virtude rara.
    Boa semana.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderEliminar
  4. Muito interessante a forma como a Yoko Ono o conseguiu cativar! Só mesmo com uma grande personalidade (lá está, não foi pela beleza, mesmo porque ele podia ter milhares de mulheres a seus pés bem mais bonitas!).
    Beijinhos, boa semana!

    ResponderEliminar
  5. Luma! Arraso de texto que trouxeste e num namoro ,noivado, casamento, há de ter sempre o RESPEITO e ninguém pode se achar mais ou melhor do que o outro!
    Adorei a flauta e a frase com ele formada. Muito lindo ouvir, um encanto! beijos,mtuuuuuuuuuuuuuudo de bom,linda semana! chica

    ResponderEliminar
  6. A força da mulher é inquestionável. Interessante vindo de uma mulher, cuja origem e cultura remonta há milênios de subserviência ao homem, penso eu! Há sempre resquícios, não? Você é insuperável, Luma. Quanto a frase da flauta também. O som dela me toca a alma. Gostei de ouvir! Abração!

    ResponderEliminar
  7. De vc Luma, não poderia esperar menos! Que excelente seu texto,mostrando que o respeito é tudo num relacionamento. Fico pensando no quanto John Lennon evoluiu espiritualmente com esse relacionamento,aprendendo a dividir. Isto deve ter feito toda diferença para sua alma egocentrica. Linda demais sua frase e o som desta flauta! bjs e boa semana,

    ResponderEliminar
  8. Exactamente porque Yoko Ono era uma mulher com personalidade própria, e não uma mera groupie, a imprensa a detestou e passou dela uma imagem detestável.
    Essa companha "bed-in" deveria ser estudada nas escolas, pelos estudantes de Marketing. Afinal a ideia do casal perdura até hoje, e o protesto, infelizmente, também.

    Beijos, Luma

    ResponderEliminar
  9. Esta semana eu assisti a um vídeo de performance vocal dela, em um espaço público nos USA.
    Parecia um grito de lamento e ao mesmo tempo de revolta.
    Sempre a admirei...
    Não me agrada muito o consenso massificado.
    Valeu Luma.
    Beijão.

    ResponderEliminar
  10. O amor é lindo =)

    ResponderEliminar
  11. Você fala em beijinhos e gentilezas para melhorar a vida das pessoas e eu me lembro do profeta Gentileza: "gentileza gera gentileza". Simples assim, mas os efeitos poderão ser grandes! Abraços.

    ResponderEliminar
  12. Quando Yoko roubou o coração do homem que todas admiravam, ignoravam que Yoko era uma mulher diferente. E o que pregavam nas musicas era a paz do coração , não o bem estar dos reis. E, como sempre os teus posts são maravilhosos de tanta densidade interior!
    Obrigada Luma também pelas tuas palavras de carinho
    Mui bjis

    ResponderEliminar
  13. Linda história de amor, bonitas participações e ambas blogagens.
    bjs

    ResponderEliminar
  14. Sensacional a sua postagem, Luma
    O respeito é fundamental em uma relação.
    Ambos devem saber ceder...

    Agradeço o seu carinho lá no blog, querida
    Xixo virou uma linda estrelinha e está olhando pela sua Kika aqui na terra.
    Tenha uma maravilhosa semana
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderEliminar
  15. Ah, ficou perfeita a sua frase, Luma
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderEliminar
  16. Oi, Luminha.

    Aiaiai, tive uma "relação" com John Lennon muito especial, rsrs. Eu tinha 13 anos
    e já era muito apaixonada por ele; até já mencionei isso num post em meu blog, rsrs. Na época eu achava que ele era casado com a Cynthia Powell, pois até então as atualizações sobre as vidas dos artistas nos chegavam muito tardiamente. Mas eu tinha a convicção de que um dia eu cruzaria com ele, hahahaha. Minha mãe achava muita graça na coisa toda, rsrs. Mas a minha mãe era muito ligada em horóscopos e coisas do gênero e um dia, quando eu já tinha quase 17 anos, e era ainda apaixonada pelo Lennon ( e isso independentemente de quem fosse a minha paquera na época, rsrs), ela me disse que em termos de horóscopos eu e ele nos daríamos bem. Claro que isso só fortaleceu as minhas fantasias. Mas o interessante é que quando tomei conhecimento de que ele havia se casado com a Yoko Ono, fui logo me informar sobre a data de nascimento dela: 18 de fevereiro, eu nasci no dia 17, rsrs. Nem preciso dizer que também tenho esse senso de independência e que abomino até a idéia de ser subjugada por um homem, né? rsrs.
    Muitos anos depois, uma das minhas irmãs conheceu a Yoko Ono e até trocou umas palavras com ela. E isso porque essa minha irmã trabalhava num setor do governo que organizou uma exposição da Yoko, aqui na cidade. Era uma obra em que umas árvores brotavam de caixões de defunto, e foi um acontecimento muito significativo na área das artes aqui na capital.

    Um beijo e boa semana!

    ResponderEliminar
  17. Adorei tua contextualização desse célebre affair... hehe! Tu é boa com as letrinhas né, Lumita?!? ;) Bjão!

    ResponderEliminar
  18. Luma, não conhecia esse foco do relacionamento deles, tão comentado e exposto. Ela mostra sua auto-estima e como o respeito é fundamental em uma relação. Sua postagem engloba outros aspectos, todos importantes. Não creio que a paz seja possível porque o poder continua a ser o norte dos governantes. Bjs.

    ResponderEliminar
  19. Luma li reli e me encantei mais e mais, através do tema namoro da Anne, você trouxe a nós este casal da paz, nossa especial mesmo, a flauta uma delicia de se ouvir, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  20. Luma, muito bom post, com participações ótimas!
    O NAMORO deve ser diário e cativado com respeito, compreensão e companheirismo!
    A frase da FLAUTA ficou joia, completando com a apresentação...
    Uma boa semana. Bjs

    ResponderEliminar
  21. Oi Luma,
    Postagem bonita, sofisticada e inteligente...
    Então Yoko Ono, contribuiu para que John Lennon se tornasse um homem melhor, menos egocêntrico...achei bem interessante esse relato dele.
    Respeito é tudo, sem ele nenhum relacionamento sobrevive.
    Ah, achei um encanto o som da flauta, e a frase bem apropriada.
    bjs e ótima semana \o/

    ResponderEliminar
  22. Que lindo Luma da mais vontade de aprender! Muito legal sua participação!
    Bjs Pedrinho

    ResponderEliminar
  23. Oi Luma, lembro bem da trajetória de John Lennon até a sua morte: Que tragédia!
    Hoje, infelizmente a maioria das pessoas têm outros valores: crescer...crescer... mesmo que para isso tenha que usar outra pessoa como escada: um escárnio.
    Acabou-se o romantismo para dar lugar ao poder fétido.São indícios de final dos tempos...
    Amei sua postagem, voltei minha mocidade há muitos anos!
    Obrigada por ter me proporcionado essa felicidade.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  24. Bela mensagem essa que teu post passa...e Yoko tão crucificada pelos fãs encegueirados fez um bem danado ao grande ídolo John Lennon, o fez amadurecer...E amor tem dessas coisas, tantas vezes não é aceito, é visto com maus olhos, mas só quem vive à relação é quem sabe o valor do outro, o bem que o outro faz...e é quem pode mensurar o valor do outro em sua vida...

    ResponderEliminar
  25. A edição que foi feita sugere uma imagem um teco tirana para a Yoko, uma semi demonização que é predileção básica de todo beatlemaniaco, heheh... Diria que namorar não é "também" isso, mas "é" isso: o exercicio da escolha de fazer o dia de outra pessoa mais feliz, ajudá-la a ser inteira para, quem sabe, ela nutrir o interesse reciproco em ser a metade completa de um relacionamento completo... sobre paz, ela será tratada como produto de marketing enquanto a maior nação do planeta possuir no armamento seu melhor meio de engorda do caixa... e é exatamente isto que ela é hoje. Existe um ciclo quase perfeito de invasões norte-americanas a outras regiões em "defesa da paz". Dura um determinado periodo, saem e ficam dois grupos em guerra... com as mesmas armas. Depois do mercado estabelecido, seguem para outra região...

    ps: Que lindinho o Otto :)... beijos!

    ResponderEliminar
  26. Eu sabia que havia algo de "personalidade forte" ou muito amor para John Lenon sentir essa paixão toda por Yoko. É assim que sempre via. Um Beatle apaixonado aos pés de uma mulher - com todo respeito. Autenticidade e firmeza vindo de Yoko. Apesar de todo amor e respeito que uma mulher deve ter por um homem e vice-versa, é preciso também autenticidade e amor próprio, caso contrário nada flui...

    A flauta veio para ficar...Que lindo que paz... uma viagem muito longe... para a paz que tanto buscamos todos os dias.. nem que seja por um momento.... nos desligamos nessa hora... uma paz que parece nos aproximar de Deus... silêncio e melodia se harmonizam...

    Um beijo Luma... Adorei!

    ResponderEliminar
  27. Um amor que encheu a minha adolescência...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  28. Adorei essa história o Jonh e Yoko, eu não sabia dessa força tão grande dela. De como ela foi forte e nada submissa como as outras mulheres que o Lennon teve. Bem legal, muito inspirador. Vou aprender com ela!
    Beijos
    Adriana

    ResponderEliminar
  29. Boa noite Luma, super interessante o seu texto sobre o relacionamento de John Lennon e Yoko que não entendi na altura e lembro-me de achar que ela esteve na origem da dissolução dos Beatles!
    No entanto ela soube valer os seus direitos de mulher e outros valores transmitindo-os também a John que passou a ver o mundo de uma outra forma!
    Belíssima também a sua frase e som da flauta de Siyotanka!
    Um beijinho e excelente semana. Ailime

    ResponderEliminar
  30. Tão simples apenas amor e as pessoas complicam...Beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  31. Preciosidade Luma, ler e saber deste cantor que fez uma diferença tremenda no grito pela paz.O mundo clama por este fervor e cada vez mais sentimos que a paz parece distante. Otima sua participação com a palavras da Chica.
    Uma linda semana com paz e muita luz em seus dias amiga.
    Meu abraço mineiro de flor.
    Beijo de paz.

    ResponderEliminar
  32. Oi Luma! Gostei da sua participação através desse amor cheio de detalhes. Beijo e ótima semana! Renata

    ResponderEliminar
  33. Oi Luminha,
    Chego na calada da noite e encontro. paz amor, namoro e uma historia de John com Yoko.(eu nem conhecia) Fico imaginando se vc é casada, tem namorado ou sei la o que. E ao me vem a cabeça;
    "Quando conhecemos o método de restabelecer a harmonia interior.

    Quando reconhecemos a necessidade de limpar a consciência, os pensamentos e os sentimentos, conseguimos dançar a dança da alma.
    A dança espiritual é o jogo das virtudes com os pensamentos.
    Dos motivos divinos com sentimentos puros.
    Da consciência elevada com julgamentos puros, precisos e perfeitos.

    A harmonia da alma não é simplesmente um lugar de paz, uma praia tranquila.
    A harmonia da alma é uma resolução completa do eu.
    É o acordo, pela eternidade, entre todos os pensamentos e sentimentos.
    É a mistura da mente e do intelecto na tela de um caráter limpo, sutil e vibrante." E assim teremos paz, teremos mais amor.
    Beijos e uma noite de paz e luz.

    ResponderEliminar
  34. Luma, belíssima postagem! Uma linda história de amor e respeito.
    Adorei a frase, e fiquei encantada com som maravilhoso da flauta!
    Paz, amor e respeito a todos
    Beijos
    Amara

    ResponderEliminar
  35. Querida Luma
    Muitos parabéns pela sua publicação.Gostei imenso. Desconhecia alguns detalhes sobre este casal que foi tão famoso.
    Mas o que mais apreciei e me surpreendeu foi a sua ideia:«Vamos estender estas acções a mais pessoas.»
    Já diziam os Beatles:«All we need is love.» e eu concordo inteiramente.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  36. Um casal que ficou na História.

    Obrigada pelos detalhes e informação preciosa.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  37. Li o post ontem, Mas como o maridão estava aqui ao lado a ver TV e não pude ver o vídeo e ouvir o maravilhoso som da flauta, não comentei.
    Yoko foi sempre uma mulher que sabia o que queria e talvez por isso tenha sido tão mal amada pela imprensa da época que a acusou de tudo e mais alguma coisa, inclusiva de ser a causadora do desmembramento do grupo.
    Um abraço e resto de bom dia.

    ResponderEliminar

  38. Olá, Luma..:)
    "Oia eu aqui tra veiz", tudo bem com vosmecê?.. ;-)
    Hum..é que andei sem internet desde que choveu e trovejou forte "ici" em São José dos Campos..:), mas, amanhã pode estar caído de novo o sinal, portanto, aproveitei hoje, para deixar uns recadinhos ..:)
    As sensações descontroladas do "time", é sinal de que o relógio biológico está caótico ..:)
    Preparando para torcer a copa mundial? Não ? Humm..eu "tô" na preparação, claro muita pipoca e etcs..:)
    Music:
    01- Engelbert Humperdinck - Wonderland By Night


    Ps.viaje nas ondas sonoras positivas para vencer as ondas sonoras negativas..
    Ótemo e ótimo final de semana!!
    A big Hug and Tchauzinho

    ResponderEliminar
  39. Um post fantástico linda história de amor desses dois.....
    muitas coisas a gente nem sabe mas adorei achei
    um luxo, e fliz dia a todos os namorados

    Abraços e uma feliz semana!!!

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  40. Boa tarde amiga Luma!!!
    E são fases...tudo nesse mundo...pena que não dure as coisas boas...ultimamente tanta violência...espero que logo o amor prevaleça...
    Feliz e Abençoada Semana!!!
    Bjokas...da Bia!!!
    Obs.: O blog da minha filha é: O Mundinho da Tainá.
    Obrigada por se interessar, ela irá amar!!!

    ResponderEliminar
  41. adorei esse post. nossa, foi muito bacana ler ele
    parabens pelo blog
    bjs
    Flavia
    www.adoteumfocinhocarente.blogspot.com
    Rifa: Premio atual oculos ray ban original novinho.
    loja virtual: www.adote.iluria.com

    ResponderEliminar
  42. Parabéns pelas participações, Luma! Você, mais uma vez, arrasou! Bjks Tetê

    ResponderEliminar
  43. Luma,
    senti maior admiração pela Yoko depois de ler este trecho emblemático.A harmonia deles incomodava o mundo caótico, este mesmo que fala e não vive a Paz que o casal tanto propagou.
    Na flauta mágica os sons nos envolvem em sentimentos de paz.
    De tudo um muito cheio de encantos.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderEliminar
  44. A primeira vez que John chegou em Yoko foi na base do "você sabe quem eu sou?". E isso aconteceu em uma exposição de arte dela! De qualquer forma, mesmo com toda a aversão mundial sobre Yoko, John a amou e amou muito. E isso temos que respeitar, além, claro, da contribuição que deram para o mundo.
    Abraços,
    Flavio

    ResponderEliminar
  45. Luma,
    Linda esta experiência do Lennon e da Yoko. Amor é isto. Os dois são um.
    Muito amor e paz pra ti, querida.
    Beijo, menina

    ResponderEliminar
  46. Oi, Luma!
    E nada melhor que o mês dos namorados para nos trazer paz e amor - um ícone do casal símbolo desta belíssima crônica.
    Que o amor transcenda as barreiras étnicas, sociais, políticas, religiosas, sexistas... e foque o lado positivo da vida.

    Um pacífico dia dos namorados!

    ResponderEliminar
  47. Perfeito seu post, amei
    big beijos

    ResponderEliminar
  48. Bom saber sobre esse casal , não conhecia nada.
    Uma linda história....
    bjs

    ResponderEliminar
  49. Eu gostava dos Beatles... :) beijinhos

    ResponderEliminar
  50. Sempre gostei muito dos Beatles e soube na época a história que editas, real, chocante para a época mas o certo é que surtiu o efeito que ambos desejavam. Yoko era uma mulher pequena, franzina mas com uma garra bem grande e conseguiu "educar" o menino rebelde John e muitos e muitas mais seriam precisos para mudar um pouco o estado actual do mundo. Ele foi abatido a tiro, mas continuo a acompanhar a obra de Yoko e do filho de ambos que é a figura de John, claro fisicamente.

    O dia dos namorados, tirando o lado comercial, acho que se deve comemorar e quem não tem namorado (na sua verdadeira essência) tem familiares, tem amigos e amigas e familiares e até aquela pessoa com quem se deixou de falar por uma briga "metida a besta", porque afinal namorar também passa por carinho, por escutar e apoiar os outros, por fazer as pazes com..., por dar a mão a quem caíu nesta caminhada que todos temos.

    Gostei muito!

    Beijos

    ResponderEliminar
  51. Oi Luma,
    Adorei saber deste detalhe da relação de Lennon a Yoko. É mesmo uma declaração de amor reconhecer que se torna um ser humano melhor ao respeitar o outro, com todas as diferenças que há.
    Amo num grau "Ballad Of John and Yoko" que nem sei explicar o quanto!
    Lindas ambas participações.

    ResponderEliminar
  52. Uau! O poder do amor e exemplo de uma grande mulher sobre um grande homem. Que se tornou grande de fato, após conhecer e aceitar o modo de pensar dessa mulher. Que desceu do pedestal de super-homem e superstar e, humildemente acatou os ensinamentos dessa mulher muito a frente de seu tempo. Muito lindo! Luma mais uma vez você nos brindando com uma postagem tão rica! Obrigada!
    Bjs

    ResponderEliminar
  53. Oi Luma! Texto encantador!!!
    Sabia que a Yoko tinha uma personalidade forte, mas não sabia deste grau de percepção do Lennon. Respeito e admiração permanente faz o amor crescer sempre, sei disto por experiência própria.
    Atrasada para o tal dia dos namorados, mas os seus textos nunca se amarram em datas. Amei!
    Bjõesssssss

    ResponderEliminar
  54. Desconhecia muitos dos pormenores. Obg por ter partilhado. Adorei ler!
    Relevo o facto da personalidade de Yoko ter levado o "ídolo" a mudar a sua visão relativamente às mulheres... :)
    Bjo, Luma :)

    ResponderEliminar
  55. Adorei o texto.
    John e Yoko foram o casal mais descolado,livre e atuante do século xx

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor