As desculpas

Quando um homem pisa no pé de um estranho
No mercado,
Desculpa-se amavelmente
E dá uma explicação
(“Esta praça está
Tão apinhada de gente!”).

Se um irmão mais velho
Pisa no pé do irmão mais moço,
Diz: “Desculpe”
E fica por isso mesmo.
Quando um pai
Pisa no pé do filho,
Não lhe diz nada.

A perfeita sabedoria
Não é premeditada.
A maior delicadeza
É livre de qualquer formalidade.
A conduta perfeita
É livre de preocupação.
O amor perfeito
Dispensa as demonstrações.
A perfeita sinceridade não oferece
Qualquer garantia

Chuang Tzu, considerado o maior escritor taoista de cuja existência se tem notícia, escreveu sua obra no final do período clássico da filosofia chinesa, de 550 a 250 aC. ou seja, na Ásia há quase 2500 anos.

O texto acima foi retirado do livro "A Via de Chuang Tzu", de Thomas Merton.
Com as mulheres, as desculpas processam de outro modo. Nem sempre elas mudam alguma coisa, mas as mães sempre desculpam antes de existir um pedido. Ou melhor, o discurso sempre vem primeiro que o acontecimento "Desculpa não se pede. Evita-se".

Minha mãe tinha uma espinha de aço e bordas bem macias. Na minha infância e adolescência fomos de igual para igual - Eu com a minha força de vontade e ela com sua força interior. Se eu conseguir envelhecer como ela, será uma honra.

Minha mãe viveu o amor incondicional e as histórias que eu poderia compartilhar são infinitas. O tempo e a distância ajudam a tirar o foco e perceber mais sobre quem ela realmente era. Cresci em desvantagem: ela me via além de uma menina, mas eu não a via para além de ser minha mãe. As coisas começaram a mudar a partir da metade de minha vida.

Haverá um tempo em que viverei mais anos sem ela, do que os anos que vivi com ela e enquanto esse tempo corre, sinto cada vez mais que ela se torna parte integrante do meu ser.

Enquanto estava em Minas, fui procurar por um livro de receitas antigo que vi no blogue da Marly e acabei desenterrando uma caixa com recortes de revistas, fotos e cartas... E abriu-se a caixa da memória e das emoções.

Na caixa, eu reencontrei - entre tantas outras coisas - algo que escrevi sobre minha mãe quando fazia exercício de escrita criativa, em que revelo uma parte requintada de sua personalidade; o que era presente para todos nós, todos os dias, mas que com o passar dos anos foi se abrandando, assim como seu olhar foi se acalmando e seu dom de constância se tornando mais forte.

Essa carta já foi publicada nesse blogue, sem correção e com todos os erros possíveis que a minha imaturidade permitia. Na verdade, eu não sabia que minha mãe ainda tinha o rascunho da carta, antes que eu a entregasse para o meu professor - que é a cópia que tenho.
Outra coisa, que eu tinha quase certeza, mesmo tendo meus irmãos para dividir a atenção de minha mãe, foi a certeza que eu estava no topo da mente dela.

O que eu escrevi antes de saber que as mães não são eternas e antes de concluir aquilo que eu vim, a saber, mais tarde, é que as pessoas especiais, fazem todas as pessoas ao seu redor se sentirem únicas e especiais. E lógico, meus irmãos também se sentiam no topo. Ela dizia: "Gosto de todos do mesmo modo" e dava "aquela" piscadinha.

Gratidão é o que sinto, mas não peço desculpas (rs*) e devo aproveitar a ocasião do Dia Internacional da Mulher para homenagear minha mãe, já que para mim, ela foi a mulher mais importante, mais humana e amorosa que existiu na face da terra.

Se você sente por sua mãe a mesma gratidão, te convido a também homenageá-la nesse dia. E se ainda a tiver por perto, lhe dê muitos amassos e beijus :)
Assine para receber os textos desse blogue em seu e-mail ou acompanhar pelo Facebook

61 comentários :

  1. Chuang Tzu...Um nome para guardar...
    Luma, tenho a minha mãe, 88 anos. Se for escrever sobre ela, nem sei como começar, nem quando parar. Minha mãe é realmente a mulher que mais admiro, desde sempre. Talvez eu a homenageie mesmo, no dia dedicado às mulheres. Data que serve de lembrança para a eterna luta das mulheres.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. No livro Lar sem sombras, a autora afirma que a figura da mãe deve ser o centro de cada lar. E, nos lares em que as mães não são, são lares fora do padrão.

    As mães são criaturas lindas, maravilhosas, míticas. Eu tenho também minhas histórias com minha mãe. E as lembro com carinho e saudades.

    ResponderEliminar
  3. Lindo, lindo,lindo!
    'suspiro'
    o convite está aceito!
    Bjinhos
    Thaty

    ResponderEliminar
  4. Que beleza de postagem, primeiro a sabedoria de um antigo filósofo chinês que era verdade há quase 500 anos ac e é verdade até hoje, depois esta tua homenagem a tua querida mãezinha, muito bela e me faz recordar a cada situação descrita da minha amada mãe, tão simples e tão sábia, parabéns Luma te aplaudir é pouco, obrigada por compartilhar

    ResponderEliminar
  5. Oi Luma, que lindo texto! Palavras lindas mesmo sobre a tua mãe e pelo que li, já deu para ver que ela era mesmo especial, uma mulher admirável. Um óptimo dia para ti. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. minha mae está tao longe de mim, há dois anos que nao a vejo, mas ainda bem ela virá me ver ainda este ano. Belo post! bjo

    ResponderEliminar
  7. Luma, fiquei emocionada...
    Deu até inveja "verde" rsrsrs. Tive um pai/mãe, fantástico! Acho que ele acabou cobrindo algumas lacunas de afeto da minha mãe. Eu e minha irmã Luciana tomamos conta dela hoje, como se fosse um bebê, invertemos o papéis, hoje damos para ela tudo em dobro do que não tivemos... Afinal, mãe é mãe!
    Bjosssssssss

    ResponderEliminar
  8. Que beleza te ler. Desde a poesia inicial ,tudo lindo! Tua mãe foi homenageada da firma mais linda possível, vinda realmente de dentro de ti o carinho, mesmo sem datas formais! Adorei! bjs,chica

    ResponderEliminar
  9. Realmente um texto cheio de sentimento além das palavras.Somos muito ligadas as nossas mães e querendo ou não também muito parecidas com elas em qualidades e ou defeitos.Amei te ler hoje,bom dia!

    ResponderEliminar
  10. Senti uma emoção grande do começo ao fim do texto minha querida Luma, incluindo a poesia do Chuang Tzu. O amor que temos por nossa mãe realmente passa por muitas estações, momentos, instantes e por fim, quando a memória reúne tudo, eternizamos o maior e melhor amor que existe...
    Amei seu post... feliz dia para todas as mulheres!
    Beijos
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
  11. Luma, tão lindo esse seu carinho com sua mãe, uma emoção que tomou conta ao ler essa postagem.
    Quanto as desculpas, melhor evitá-las.
    Muito bom.
    Bom dia
    Xeros

    ResponderEliminar
  12. Oi Luma! Maravilha de post. Me falta palavra suficiente para falar sobre a minha mãe, minha amiga, minha companheira, meu modelo, meu exemplo. Mãe é cama aquecida e confortável. Beijo e meus parabéns pela sua mamãe!

    ResponderEliminar
  13. Querida Luma
    Fiquei tremendamente emocionada quando li o seu texto.Caem-me lagrimas gordas...Nao adianta nada,mas faz-me bem:lava-me a alma..
    Eu sou aquela ma, que ama incondicionalmente:filha e netas.Sofro por demais ao ver que nao sao assim amadas por quem deveriam ser!!!...
    Peço desculpa pelo desabafo.
    Muitos parabens pelo seu texto.
    Beijinhos
    Beatriz

    ResponderEliminar
  14. Luma, adorei o post e a homenagem que você fez à sua mãe.Também tenho mãe viva e ela fará 83 em abril. Ótima ideia essa da homenagem no dia 8, contudo, para minha mãe, minha homenagem é outra. Faz muitos anos que escrevo em abril, um dia depois de seu aniversário. E ela adora e sempre chora e sorri e me dá um longo abraço. E ela também me entrega sua carta escrita à mão. Ela lê muito e tbm gosta de escrever. E tem uma facilidade incrível, continua lúcida, esperta e objetiva, uma grande amiga que tenho nesse mundo. Nossa diferença de idade é mínima e dissipou-se com o viver. Sobre as desculpas, achei interessante a linguagem conotativa utilizada na poesia, o 'pisar no pé' assumiu muitos desenhos mentais. Com certeza, é melhor prevenir-se e agir de maneira a não ter que desculpar-se depois. Bjs Marli

    ResponderEliminar
  15. Luma! Li sem tirar os pés do acelerador...rss...que lindo texto e cheio de ternura por sua mãe! Por que as mães não podem ser eternas? Bjs,

    ResponderEliminar
  16. Olá,
    O texto é profundo, adorei ler cada palavras. parabéns pela sua iniciativa de convidar para escrever sobre a mãe.
    Abraço
    ag

    ResponderEliminar
  17. Luma querida, você bem informadíssima recheou mais o post do Mesa de Conversa. Muito obrigado. Eu pensei que estava te seguindo, mas agora já estou. Que homenagem linda, estou preparando um post para sábado para as mulheres. Quanto sentimento prestado a sua querida mãe. Vou ler a carta....

    Abraços

    ResponderEliminar
  18. A "tese" sobre as desculpas é interessante. Nunca tinha pensado nisso...
    À medida que crescemos, fomos vendo as nossas mães de uma maneira diferente. Não que elas mudassem grande coisa, a mudança esteve quase toda nos nossos olhos...
    Mais um interessantíssimo post, gostei.
    Luma, tem um bom resto de semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  19. Achei esse poema um encanto. beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Com outras palavras e modos, também fui criado sem a cultura do "Desculpismo". Quem muito se desculpa, pouco quer acertar de fato... quem mais me lembrava disto era o meu pai, que se foi há pouco também. Meus irmãos dizem que estou cada dia mais parecido com ele, mas creio que seja apenas pq convivem com flashes, e não com a realidade do meu dia-a-dia, que por si já me faz diferente dele e de qualquer outra pessoa: cada um com a sua vida, sempre. Ademais, os bons pais são assim: tratam todos os filhos de formas diferentemente iguais e igualmente diferentes: fazem com que sejamos tão unicos para eles quanto são para nós, independendo o quão bom ou ruim isso possa significar na vida das pessoas. Minha gratidão é uma pessoa, como diz o título de uma música do Nando Reis (cuja versão do Jota Quest ficou mais interessante). Sou eu, sem desculpas=)... beijos!

    ResponderEliminar
  21. Excelente crônica. Tenho as poesias de Chuang Tzu e são belíssimas e atuais. Muita luz e paz. Bjs

    ResponderEliminar
  22. O que falar das mães? Sei já que elas não são eternas. Sei que já vivo no tempo de hoje mais do que ela, bem menos da idade que ela se foi. Que ela eu vou amar enquanto viver. Que aprendi muito com ela.
    Lamento muito não ter uma caixa com escritos sobre ela pra depois encontrar e viajar no tempo. Mesmo ela estando com Deus eu peço desculpas pelo que deixei de fazer e não fiz pra deixá-la mais feliz.

    ResponderEliminar
  23. Linda cronica com todas as lembranças de um tempo feliz de educação.
    Estas lembranças solidas da mãe é coisa profunda e linda que nos acompanha pela vida Luma. Ate o ano passado tive a minha mãe e sei o quanto custa esta falta.
    Um carinhoso abraço amiga
    Beijo de paz e luz.

    ResponderEliminar
  24. Que lindo! Por intermédio da Nina (Entre mãe e filha) comecei a chamar minha mãe de Meu Monteiro Lobato. Rs. Olha lá: http://passarinhosborboletas.blogspot.com.br/search?q=meu+monteiro+lobato

    Beijo!!!1

    ResponderEliminar
  25. É muito bom vir fortalecer os conhecimentos literários por aqui após um recesso de uma semana por conta do carnaval.
    Maravilha de achado!
    Parabéns e obrigado por compartilhar.
    Abraço

    ResponderEliminar
  26. Luma, querida, você não só homenageia sua Mãe , mas também nos faz retomar o caminho da volta às vivências de cada uma de nós na relação mãe e filha(o). Muito cativante. beijos

    ResponderEliminar
  27. Q lindo, Luma. Pela pessoa q vc é, sua mãe só pode ter sido incrível mesmo. E educou uma mulher incrível tb.

    Beijossssssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    ResponderEliminar
  28. Luma:
    Uma homenagem emocionante á sua mãe e a todas as mulheres.
    Passei a dar o devido valor a minha mãe (que já é falecida) depois que me tornei mãe.
    Aí fui realmente entender o significado da palavra e a essência que a envolve.
    Agora tenho uma super novidade!!!
    Assumi o projeto Uma imagem - 140 caracteres e estou aguardando você por lá, ok.
    Veja como funciona nesse link:
    http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/2014/03/novidades.html
    Bjs.:
    Sil

    ResponderEliminar
  29. Luma,
    esta é a segunda carta para tua mãe que vc me dá a ler e me permite vivenciar em cada linha a forte comunhão que as enlaça.Senti-me ao teu lado vendo vcs, duas mulheres intensas e amorosas que deixam(ram) legados preciosos ao mundo.
    "...ela me via para além de uma menina, mas eu não a via para além de minha mãe"
    Creio que este olhar é quase universal!
    Grata por estas cálidas linhas.

    Bom final de semana.
    Bjos,
    Calu

    ResponderEliminar
  30. Lindo texto.
    Mães são realmente seres especiais, que tornam nossa vida sempre mais agradável.
    Sempre tem uma palavra confortadora e sempre sabem nos colocar nos trilhos, com palavras fortes, porém doces ao mesmo tempo.

    ResponderEliminar
  31. Que lindo! Realmente qd Deus nos criou,nos dotou de pura sensibilidade...amo ser MÃE !
    Obrigada pela presença, e pelo belíssimo texto...E vamos torcer para qd voltarmos um dia e o RJ ser realmente a " Cidade Maravilhosa cheia de encantos mil " ...bjcas

    ResponderEliminar
  32. Um belo post. E uma carta cheia de ternura e admiração. Se me fosse permitido sentir inveja, eu a teria de uma tal comunhão que infelizmente eu nunca senti com minha mãe. Não que ela amasse mais meus irmãos ou que fizesse diferença entre nós, a não ser aquela que se pede à filha mais velha em famílias muito pobres. Não.
    Talvez quem sabe fosse influência da miséria em que fora criada, no seio de uma família de 15 pessoas, em que a única fartura era mesmo a fome, mas eu nunca pude comungar com ela um sonho, um desejo, ou qualquer outra coisa. Logo me dizia que eu andava com a cabeça na lua, e sonhos não enchem a barriga de ninguém. Nesse aspecto meu pai, sempre foi diferente. Ele se sentava nas escadas do velho barracão de madeira à noite e sempre estava disposto a ouvir-nos e acalentar os nossos sonhos. Daí a ligação tão grande a meu pai e a admiração que me levou a escrever "Manuel ou a sombra de um povo".
    Luma estou de volta. Ainda um bocado em baixo, mas com a graça de Deus bem melhor.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  33. Luma, vejo as mudanças que o tempo impõem a minha mãe e percebo que ela está mais lenta, mais silenciosa, instrospectiva. Como uma flor que vai murchando. Isto me deixa muito apreensiva. As mães deveriam ser eternas...
    beijo, menina

    ResponderEliminar
  34. Oi Luma, é a Vi,os relacionamentos nem sempre são faceis, mas o tempo faz a gente ter outra visão de tudo, tem um tempo que começamos a ver a outra pessoa em nós, eu já cheguei nesse estagio, muitas vezes eu vejo minha mãe em minha imagem no espelho e nas fotos, acho que as nossas diferenças estão se dissipando a cada dia, até deixar de existir.
    Muitos beijos,Vi

    ResponderEliminar
  35. Vou ser parca nas palavras, Luma. Você escreveu tudo...E como é bom encontrar memórias. Eu guardo tanta coisa que o meu filho nem imagina! Gosto de conservar coisas de familiares muito próximos. E depois há sempre momentos ou atitudes que temos bem presentes que a nossa mãe nem sonha!
    Tenho alguns poemas dedicados à minha mãe e ao meu filho...
    Feliz dia da MUlHER!

    BJOSS, querida Luma

    ResponderEliminar
  36. este é um post gostoso de se ler, sinto fluidez e gentileza percorrendo as palavras...

    ResponderEliminar
  37. Boa tarde Luma!!!
    E as mães são anjos que Deus nos deu mesmo...meus pais também guardam meus desenhos e escritos até hoje...minha filha ama e agora vive a me presentear com escritos e desenhos, todos guardadinhos quando não fotografados...
    Muito obrigada por seguir meu blog, já estou retribuindo.
    Espero nos vermos mais vezes...seja sempre muito bem vinda!!!
    Feliz e Abençoada Noite!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderEliminar
  38. Infelizmente, tive uma mãe que não me amou. Pelo que não giardo provas nem de ternura nem de carinho, antes pelo contrário.

    Portanto , fiquemos por aqui e que Deus a acolha em Luz !

    Abraço de bom final de semana

    ResponderEliminar
  39. Luma,

    acabei de chegar dum post meu em que me fiz voltar aos tempos em que eu me tornei mãe. Quem eu era, quais meus planos, o que não fiz.
    Pois ao falar na maternidade somos prolixos em nos regozijar, a cantar as glórias pois assim foi e é o que nos ensinaram e o que esperam de nós, mulheres e mães.
    Mas não colocamos nunca dedo nas feridas, nem tentamos resolver questões mal resolvidas. talvez por medo de ser julgado e ser um ser sempre 'pedinte' de desculpas. E senti a voltar no tempo e a explorar um momento específico do passado. Foi fácil para mim pois sou a mãe que quero ser e sou amada. O ser que é amado não precisa de se preocupar com o que vão pensar ou não de nós.
    E lá, vi teu post.
    E aqui estou a me extasiar com a sabedoria de Chuang Tzu, a sabedoria da Luma e essa reflexão sobre as desculpas.
    Gosto de tudo que me extasia, que mergulha lá no profundo de mim.
    Penso que aqui você foi também lá atrás explorar a fonte da tua formação de mulher forte, a fonte da sua maneira de ser Luma, com ou sem desculpas.
    Pois elas não são necessárias dentro do contexto que bem colocou. Necessário é entender e respeitar os outros seres.
    Lindo, minha querida.
    Obrigada por nadar tão fundo e voar tão alto.
    Nosso mundo, todo mundo devia conseguir ser assim, seria tudo mais verdadeiro.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  40. Em cada fase da vida vemos nossas mães de maneira diferente. Mas é na maturidade que as sentimos mais perto, entendendo seu comportamento e aplaudindo tudo que fizeram, inclusive as broncas e os inúmeros "nãos" que nos disseram (rss). Seguiu um belo caminho em sua postagem até chegar a essa homenagem especial. A primeira grande mulher de nossa história é, sem dúvida, nossa mãe. Bjs.

    ResponderEliminar
  41. Luma:
    Sobre o projeto, como o Christian retirou do blog as postagem, eu fiquei perdida e sem saber quem participava.
    Aí resolvi convidar as pessoas que eu acredito que tem o dom da escrita - e VOCÊ com certeza esta nessa categoria.
    Então sinta-se totalmente á vontade pra participar quando quiser e puder, ok.
    Será sempre ás sextas e vai ficar com o link aberto durante a semana inteira.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderEliminar
  42. Parabéns nesse dia tão especial a todas
    Que seu dia seja super alegre, desejo a vc muita
    paz no seu dia, no nosso dia um bom final de semana

    Meu agradecimento e abraços de sempre

    ¸¸.•*•❥ ¸¸.•*•❥ ¸¸.•*•❥Rita!!!

    ResponderEliminar
  43. Minha homenagem a você mulher guerreira, forte, lutadora, mãe, mulher, namorada, amiga e esposa...
    Mulher que chora porque é gente mas que se levanta porque é corajosa...
    Mulher que mesmo atarefada encontra tempo para dar amor e carinho aos seus...
    Mulher que não se cansa de lutar pelos seus direitos!

    http://gregapoemas.blogspot.com.br/2014/03/mulheres.html
    http://marciagrega.blogspot.com.br/2014/03/bom-dia-mulheres.html

    ResponderEliminar
  44. OI QUERIDA
    Temos a delicadeza das flores A força de ser mãe, O carinho de ser esposa, Reciprocidade de ser amiga, A paixão de ser amante, E o amor por ser mulher! Somos fêmeas guerreiras, vencedoras, Somos sempre o tema de um poema Distribuímos paixão, meiguice, força, carinho, amor. Somos um pouco de tudo Calmas, agitadas, lentas! Vaidosas, charmosas, turbulentas.Parabéns pelo Dia Internacional da Mulher

    ResponderEliminar
  45. Que post mais lindo... linda homenagem a sua mãe... fiquei emocionada de verdade ao ler suas palavras... Sabe de uma coisa, eu sempre acho que estou no topo da mente da minha mãe...
    E ainda quero aproveitar muito de sua presença... antes que fique só na lembrança... Beijo e feliz dia mulher...

    ResponderEliminar
  46. Oi Luma

    Parabéns Mulher!
    Por tua força com a qual enfrenta os problemas cotidianos sem perder a serenidade
    Parabéns Mulher!
    Por tua capacidade de ser doce mesmo enfrentando as duras lutas da tua caminhada
    Parabéns Mulher!
    Por tua disponibilidade em se doar ao próximo sem cobranças
    Parabéns Mulher!
    Por tua eficiência ao realizar com competência tua dupla jornada
    Parabéns Mulher!
    Pela sagacidade e perspicácia do teu olhar ao descobrir que os entes amados
    não estão bem e oferecer o teu colo e o teu afago.
    Parabéns Mulher!
    Pela sua generosidade em entregar-se ao sentimentos de solidariedade e amor
    Parabéns Mulher!
    Por tua competência e profissionalismo
    Parabéns Mulher!
    Por cativares a todos que de ti se aproximam
    Parabéns Mulher!
    Por ser maravilhosamente MULHER.

    Um "Feliz Dia da Mulher"

    Gracita

    ResponderEliminar
  47. Oi Luma, boa tarde!
    Minha mãe também merece todas as homenagens possíveis.
    Mesmo tendo um gênio forte, é incansavelmente amorosa e preocupada com as filhas.
    Hoje cedo, eu meu sobrinho já cobrimos ela de beijos!!
    Um grande abraço pra vc. Amei o post!

    ResponderEliminar
  48. Bom Dia e Boa Tarde..
    Hoje tão somente hoje quero deixar de alguma forma meu
    carinho a todos que sempre dedicou um dia de carinho para mim .
    Meu desejo seria retribuir de alguma forma tudo que aprendi na vida e nos últimos anos
    como um grito de amor nesse dia Internacional da Mulher.
    Rogo a Deus por todos as mulheres que ainda sofre em todo o Mundo.
    Pela falta de compreensão , discriminação pela raça , pela cor , pela classe social
    pela mutilação .
    Que nesse Dia você possa olhar para dentro de si mesmo e dar
    graças a Deus pela vida ter sido generosa ,
    pois a mim você sempre deu carinho afeto e companheirismo .
    Quando estava prestes a desistir, lembrei-me.
    Tinha a maior riqueza do mundo sua (Amizade)
    Hoje deixo essa mensagem independente de ser amiga ou amigo.
    Eu preciso muito da sua amizade e capacidade
    de aceitar - me como sou quero sim
    sua amizade esse sim é o presente que peço nesse Dia Internacional Da Mulher .
    Com todo carinho saberei recompensar sua amizade com o mais puro amor
    que existe dentro do meu coração.
    Deixo nesse dia beijos no coração e afagos na Alma.
    Deixei na postagem um mimo encontre o que você gostar é minha gratidão
    por tudo que representa na minha vida.
    Carinhosamente.Evanir.

    ResponderEliminar
  49. Olá Luma.
    Escutei a sua batida e vim te ler.
    Na verdade eu faria uma homenagem a minha avó, que foi a mulher mais incrível que já conheci e depois faria as minhas mulheres filhas que são incríveis. A mulher que me deu a vida é uma pessoa que merecia ser homenageada também, por sua historia e sofrimento, apesar de não termos nenhuma intimidade a respeito.
    Linda sua homenagem e carinho com sua mãe, sou uma grande fã de mulheres assim como a sua.
    Um grande abraço e obrigada pela gentileza e chamada, faz muito bem.
    Um grande abraço e parabéns pela pessoa mulher que és.

    ResponderEliminar
  50. Luma
    Que maravilha!
    amei!
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  51. Querida Luma
    Você escreve muito bem, dá gosto ler teu post!
    Muito linda a tua relação com a tua mãe.
    Tive parte desses sentimentos em relação a minha avó materna. Nunca precisei pedir desculpas! Ela foi e sempre será meu exemplo e amor maior.
    Te desejo uma ótima semana.
    Bjim
    Léia

    ResponderEliminar
  52. Ai, que delícia, tou aqui querendo uma Luminha kkkkkkkkkkkk
    Bessos, amore!

    ResponderEliminar
  53. Linda sua homenagem a sua mãe..mas quem disse que não são eternas? A minha também partiu, porém os ensinamentos, o exemplo e tudo que aprendi com ela ficou comigo e sim a minha mãe,onde quer que esteja é eterna para mim.
    Abraços,
    Sandra

    ResponderEliminar
  54. Lindo! Tenho uma relação com minha mãe de amor e saudade. Tenho pra mim que ela fez tudo o que ela pode por mim, foi a melhor mãe que pode. E ainda o é. Gratidão é pouco, sem desculpas. Saudade daqui, beijos!

    ResponderEliminar
  55. Linda homenagem, minha história com minha mãe é algo a ser conversado com calma e uma boa xícara de café, tivemos nossos desafetos, mas tivemos nossos bons e gostosos momentos amo minha mãe com seus defeitos e qualidades e só peço que eu seja uma mãe que mais acerte do que erre.. e que possa aproveitar os momentos que ainda temos..

    Linda tô passando por aqui pra te avisar que teve sorteio no blog e vc foi uma das sorteadas, depois passa lá pra dar uma espiada...
    beijokas
    Mara
    www.artesearteirices.com.br

    ResponderEliminar
  56. Luma, lembrando de você vim dar um ALÔ...
    Lindo post! Amor de mãe é puro, belo e terno! Deus a presenteou com um lindo papel para abençoar!... Como é bom ter um coração grato como o seu...
    De tão longe, envio um abração...

    ResponderEliminar
  57. Oi, Luminha,

    Desculpe o atraso, até ontem, a minha filha que mora em outra cidade esteve conosco, e por isso eu acabei me ausentado um pouco da blogosfera. Mas fiquei imensamente feliz por ter - de alguma forma - participado das reflexões e ações que resultaram neste post. É maravilhoso para uma mãe ser lembrada dessa maneira, ou seja, como exemplo de amor e como pessoa especial. O fato de você sentir gratidão pelo que recebeu é duplamente positivo, pois é como se você estivesse fazendo um crédito à memória dela, e ao mesmo tempo este crédito é também feito a você, porque as Leis espirituais funcionam assim, rsrs. Agora vou lá ler a cartinha que você escreveu, rsrs.

    Um beijo e muito obrigada pela menção gentil!

    ResponderEliminar
  58. Foi por acaso que eu entrei e não será por acaso que vou ficar.
    Amei tudo o que vi por aqui e me emocionei com seu post... é lindo demais, sem palavras, só lágrimas...
    Beijo grande nesse lindo coração.
    Venha conhecer meu cantinho. Ficarei feliz em ter vc aqui comigo
    MELISSA E ALECRIM
    http://melissaealecrim.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  59. Felizmente a minha ainda vive...Eu a homenageio sempre!
    Seu post é emocionante e agradeço por ter dividido este momento conosco.
    Um bom fim de semana!

    Bjusssssssssss

    ResponderEliminar
  60. Querida Luma,

    Fiquei meio com nó na garganta, visto que apesar de amar muito minha mãe, não consegui durante meus quase 50 anos te-la perto de mim. Na verdade, convivi muito pouco com ela. E ela, infelizmente, fazia diferença de tratamento entre eu e minha irmã, e eu sempre fui mais sentimental, sinto até hoje falta dela, dela mais perto de mim.

    Bjs

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor