Lilases no pátio floriram

As cores das flores já começaram a enfeitiçar nossos olhares com a chegada da primavera.
Luz de Luma, Yes party!
Nunca gostei da cor rosa e de uns tempos pra cá, isso tem mudado. Tanto é que mandei pintar uma das paredes do escritório em casa com essa cor. Também tirei as cortinas pesadas e coloquei as de voal. Gosto de olhar quando o vento bate e a cortina tremelica no ar.

A primavera é feminina.
Luz de Luma, Yes party!
Eu tinha terminado de assistir "Lincoln" de Steven Spielberg e estava impregnada daquele ambiente masculino e escuro do filme quando decidi pintar as paredes do escritório. 

A guerra é masculina.
Luz de Luma, Yes party!
Contraditório é pensar em guerra e logo em seguida em liberdade. O que me incomoda agora é que toda vez que olho para a parede rosa, lembro-me de Lincoln. Daí pensei em escrever algo sobre ele, para ver se exorcizo os meus pensamentos. Ou terei que pintar as paredes novamente de cinza?
Luz de Luma, Yes party!
Abraham Lincoln tem sido fonte de inspiração para todos os futuros presidentes americanos, de Grant a Obama. Os democratas e republicanos lutam entre si pelo legado de Lincoln e sem saber qual dos dois partidos se identificam mais com o que ele deixou.

Se você procurar saber de Lincoln, verá que existem mais de 14.000 livros catalogados falando sobre ele, algo que se compara somente a Jesus Cristo e Bonaparte. Essa segunda vida nos livros agradaria muito o ex-presidente, afinal, ele era um homem das palavras, um gênio da linguagem.
Luz de Luma, Yes party!
Não era uma pessoa fisicamente bonita,  faltava-lhe refinamento e seus discursos destoavam do padrão rebuscado. Enquanto outros colegas de profissão gastavam horas em discursos, Lincoln era breve. O maior exemplo foi em GettysburgEdward Everett, discursou por duas horas e Lincoln por dois minutos – tão breve que o fotógrafo não teve tempo de armar o tripé.

Entre os presidentes americanos somente ele escreveu de próprio punho, todos os textos que levam seu nome e que preenchem oito volumes. Gore Vidal foi um dos que reconheceram o ex-presidente como mestre da língua inglesa e que suas frases soavam como música na mesma métrica dos versos shakespearianos.

Luz de Luma, Yes party!
Lincoln, o filme é gloriosamente sobre as palavras, delimitadas por breves pedaços de carnificina,  considerando que se desenrola durante uma guerra sangrenta da história americana. Palavras do Lincoln conciliador e compromissado, do comerciante de cavalos e também do moralista que não tem medo de ser político, que se contrapõe ao Lincoln escritor.

O filme é abençoadamente livre dos trejeitos aos quais os escritores são geralmente retratados - o sofrer sobre o papel atrás da inspiração, a testa franzida, os rascunhos amassados ​​pelo chão e olhar perdido para fora da janela - nele é gerado um retrato mais completo de um escritor melhor que qualquer outro que já vi na tela.

Na última vez em que lilases no pátio floriram, é um poema de Walt Whitman que Adriano Scandolara traduziu. Um presente que vale a pena conhecer (quem não conhece). Aliás, primoroso blogue. E lógico, a tag Abraham Lincoln é a melhor! :) O poema é dedicado ao ex-presidente assassinado e o blogue "Escamandro" é minha indicação de leitura para a semana.

Coincidências à parte, Abraham Lincoln proclamou liberdade aos escravos dos Estados Confederados da América no dia 22 de Setembro de 1862. Início da primavera para nós.

Feliz Primavera e uma "Semana Colorida" para todos!

O post "Lilases no pátio floriram" apareceu primeiro em "Luz de Luma, yes party!".

106 comentários :

  1. Parede cor-de-rosa e cortina de voal esvoaçante? Eu ia AMAR!


    Beijo!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Ana!!
      Alguma coisa acontece no reino de Afrodite! :D
      Beijus,

      Eliminar
  2. Já li algumas coisas sobre Lincoln e achei um homem fascinante. A sua descrição sobre um escritor é fantástica. Lendo, perco a esperança de algum dia chegar a ser uma. Gosto das flores e gosto do rosa nas flores. Também gosto de o ver nas menininhas, o que nem é de admirar pois elas também são umas pequenas e belas flores. No resto não. Nunca me lembraria de pintar uma parede de rosa, mas deve dar ao escritório um certo ar de frescura.
    Um abraço e um Santo Domingo.
    Ah! no Sexta há um novo capitulo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Elvira... Nem vem!! Tu escreve, carolinas!! Me deixa sempre querendo mais. Todo mundo pode ser capaz de escrever se procurar pensar direito. Eu muitas vezes me pego escrevendo mentalmente, mas não uso mais da imaginação que vai e volta - isso é presa para o esquecimento - temos que ter um pensamento linear, tanto para escrita quanto para a vida. Assim, quando acordamos precisamos de ter uma linha de ações para dia. A mesma coisa para o pensar e escrever. Percebe que as crianças fazem isso ainda quando não estão corrompidas pelas ações adultas?
      Eu recebi o capítulo pelo feed, mas só ví o título. Ainda não tive tempo para acessar.
      Beijus,

      Eliminar
  3. Que lindas flores e romantismo por aqui. Adoro a Primavera, adoro coisas leves e até parra filmes, minhas escolhas agora são sempre assim.

    beijos,linda primavera! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahaha... Então Lincoln não é indicado para você assistir!
      :)
      Beijus,

      Eliminar
  4. Oi, Luma, como vai? Ótimo texto, muito bem "amarrado"... como disse, escrever não carece de palavras rebuscadas, mas de bons pensamentos bem coordenados. Concordo com seu ponto de vista, a primavera soa feminina e a guerra, masculina... porém mais preocupante do que as comparações (pois há guerras saudáveis, como lutar pelo que queremos) é perceber que muitos buscam não a igualdade de direitos, mas a inversão de papeis.
    Tenho muito interesse em assistir o filme do Lincoln e conhecer um pouco mais sobre sua história tornou a vontade ainda mais aguçada.
    Um abraço, ótimo domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Bia!
      Essa inversão dos papéis é uma justa crise de identidade :) Ela acontece em qualquer tipo de guerra.
      Assista, mas não espere muito do filme em si. Como pode perceber, falei apenas sobre o escritor Lincoln que foi retratado no filme por um ator maravilhoso que recebeu o Oscar por esse papel.
      Beijus,

      Eliminar
  5. Querida Luma
    Um artigo magnífico,como todos a que já nos habituou,cheio de lições sobre a Arte de bem escrever.Muito obrigada.
    Mas,enquanto aí aplaudem a chegada da primavera,nós damos as boas vindas ao outono.Hoje está um dia particularmente quente...Ainda não vivemos o maravilhoso espectáculo que a Natureza costuma oferecer-nos,por esta altura,com os seus cambiantes de cores em todas as folhas,caducas ou perenes.
    Ainda não vi esse filme,mas agora será difícil,já que minhas netas se interessam por outros temas,como é próprio da idade.AGRADEÇO,CONTUDO,a indicação.
    Não mude a cor de rosa que usou.Vai arrepender-se.
    Felicidades para o seu filho.
    Um excelente domingo.
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Beatriz!
      Obrigada pelos elogios e carinho!! Que bom que gostou!!
      Essa primavera está esquisita aqui e parece que o outono também está esquisito. Aqui está bem frio e parece que aí está quente. O planeta anda doidinho... rs.
      Vamos ver como meus pensamentos serão direcionados daqui para frente, mas acho que vou continuar com o rosa. Ele é clarinho e relaxante! O ambiente também ficou bem fresco com ele.
      Obrigada também pelos votos!!
      Beijus,

      Eliminar
  6. Oi que post mais que feminino com alma de politico.Amei !!!
    Bjs.
    Malú

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Malú!
      Espero que agrade meninos e meninas!!
      :)
      Beijus,

      Eliminar
  7. Que venha a primavera, a liberdade e que as palavras possam ser lidas e bem interpretadas por todos.

    bjim e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que venha!!
      Obrigada pela visita!
      Beijus,

      Eliminar
  8. Jamais poderia imaginar que um texto começando com feminices iria se desenrolar assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não, Lili! :) Fui escrevendo e deu nisso!! Beijus,

      Eliminar
  9. Luma, além da luz, achei o filme depressivo, muitas sombras, será que era p/ caracterizar a figura introspectiva de Lincoln? É uma obra prima, mas não gostei.
    Falo pelos cotovelos, não sou boa em gramática, mas escrevendo/oralmente (que paradoxo!) me expresso melhor nas letras rsrsrs.
    Acabei de falar/escrever através de imagens da primavera, postarei mais tarde...

    Bom domingo e viva a primavera!

    Bjãoooo

    ResponderEliminar
  10. Ah! Também não sou muito fã de rosa, a última pintura aqui foi lilás florence, bem suave...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Bia!!
      O passado sombrio de guerras, revolução... um passado cinza, para não dizer negro!!
      Não elogiei o filme em qualquer momento mas apenas a retratação de Lincoln, ricamente interpretada por Daniel Day-Lewis.
      Pelo que pode ver estou respondendo os comentários com atraso e já fui na sua página ler a postagem da primavera. Obrigada pelos votos e uma linda primavera para você também!!
      Algumas coisas estou gostando do rosa, mas não me faça vestir rosa!!
      :)
      Beijus,

      Eliminar
  11. Luma, ao contrário de ti, amo a cor rosa, inclusive a minha casa é pintada desta cor, mas não por minha vontade e sim por imposição das netas, logo, logo vou voltar para o branco.

    É sempre bom ler o que escreves, pois tens tudo o que indicaste para uma boa escrita.
    (Estou podendo ficar muito pouco tempo na internet por problemas num olho. Espero logo poder voltar)
    Boa semana pra ti, cosquirídia! Bjim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Rosamaria!
      E eu não sei que você gosta da cor rosa? Assim como você, tenho outras amigas que amam essa cor :) As meninas sempre gostam! Se eu tivesse netos, também faria as vontades deles.
      Poxa, está como problemas no olho? Não pode usar tampão quando estiver no computador?
      Boa semana para você também!
      Beijus,

      Eliminar
  12. Preciso ler mais, muito mais sobre o Lincoln!! Ainda não consegui ver o filme. Gostei da comparação com a chegada da primavera. Tudo se encontra, tudo está relacionado com tudo!

    Na infância, todas as meninas adoravam rosa e lilás e eu gostava de verde. Recentemente, comecei a valorizar muito mais o rosa e o roxo. São cores realmente lindas, femininas e alegres.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Bruxinha!!
      Também não conhecia muito sobre ele e fui lendo uma coisa aqui, outra ali, até que resolvi ler uma biografia. De lá pra cá, tudo que encontro sobre ele, gosto de saber!
      Minha mãe me enchia de rosa e talvez por isso tomei aversão. Como trabalho em um ambiente muito masculino, tomei gosto pelas cores mais sóbrias. Comecei pela parede e vamos ver quanto tempo vai durar essa fase!
      :)
      Gosto bastante da cor vinho, em contrapartida. Vinho com verde, igual o templete do blogue
      Beijus,

      Eliminar
  13. Em se falando de beleza, essa estação é a mais linda. As cores estão por toda parte, inspira poetas, compositores e espalha perfume grátis. Eu sempre amei o rosa, não como a cor preferida, porque todas as cores têm sua beleza igualmente, mas o rosa é lindo e os tons mais claros são mais belos ainda. Quanto ao gêneros das palavras, caíram super bem. As florzinhas das fotos são lindas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Ruby!
      Gosto bastante do outono também. As duas estações são cativantes e preparatórias - a temperatura do começo de uma, se parece demais com a do fim de outra... rs.
      Também prefiro os tons mais claros do rosa e das flores pequenas e delicadas!
      Beijus,

      Eliminar
  14. Lindas as fotos, amei!
    Tenha uma ótima semana!
    E que a primavera aí no Brasil traga muitas alegrias na sua vida!
    Beijos!

    www.mamaenadia.com

    ResponderEliminar
  15. a Primavera é linda. Adoroooo!

    Não vi Lincoln e confesso não saber nada sobre ele. vou tentar assistir em breve. fiquei curiosa.

    Beijosssssssssssssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que goste, Micha! Apesar de bem classificado perante a crítica, não é um filme bonitinho :)
      Beijus,

      Eliminar
  16. Que bela saia justa me meti. Um assunto pra lá de complexo e eu sentindo-me na obrigação de comentar. "Morro teza, mas não perco a pose. rsrs". Você ficar agora ou para todo o sempre, lembrando-se de Lincoln e ainda relacionando-o a uma parede cor de rosa, é coisa para, como diria a minha avó, ele levantar-se do túmulo. Achei ótimo ficar sabendo que ele é breve (na escrita...), assim posso dizer que, aquilo que antes pensava ser um defeito meu, é o que tenho em comum, com nada mais nada menos, do que com Lincoln. Deixou de ser um problema para ser uma característica.
    Quanto a arte de escrever, isso é "poblema" para mim. Escrevo sem nenhuma formação acadêmica na área. Sou filha de escritora (não consigo fugir à comparações). Sofro de outro "poblema" o gosto pela leitura ( já abordado no post "Pai Nosso Que Estás No Céu... lá no blog). Tudo isto para justificar que vc está certa, na escrita tem que haver clareza e ser descomplicado. Aprendi muito num texto do jornalista Zé Marcos Taveira ""Através" e "o mesmo", muletas do portugês.
    "Recomendo. E por último o poema que deu nome a este post. Quantos será que viram o título e sairam sem ler, achando tratar-se de assunto da primavera. Não tenho absolutamente conhecimento para comentar sobre o poema. Além de extenso (fácil de perder-se pelo caminho) é por demais complexo.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahaha vou procurar por todas as referências que deixou no post, Raquel! Mas te digo que são poucos os que realmente clicam nos links e eu gostaria que pelo menos dois links de todo o texto fosse acessado. O poema explica toda a segunda parte do post e o entendimento sobre a admiração que vários outros escritores e estadistas alimentaram e ainda alimentam por Lincoln.
      Não acredito em coincidências, mas cheguei a arrepiar, pois depois que havia escrito e colocando os links é que tomei consciência da data na vida de Lincoln.
      Para o leitor não se sentir castigado em comentar um assunto que ele não tem conhecimento, prefiro escrever de forma superficial. Quem quer aprender - e acho que o aprendizado deve ser um dos motivos para blogarmos - o texto é uma forma de atiçar a curiosidade e procurar por mais informações.
      Infelizmente o conhecimento nem sempre é levado à sério e tem gente que reclama da educação do brasileiro. Nem tudo são flores e as guerras caminham com a humanidade!

      Eliminar
  17. Luma,
    Sua descrição do filme Lincoln neste cenário rosa está algo assim surreal. Amei suas imagens e a visualização etérea das cortinas de voil de sua casa.
    Eu vi o filme, no cinema, logo na estréia, e confesso não gostei, aliás, adorei a interpretação do grande Daniel Day-Lewis que me extasiou com sua semelhança com o verdadeiro Lincoln, mostrando o lado da personalidade intrigante que era o grande presidente americano e suas decisões firmes, mas o filme era tão denso, tão negro, tão pesado, não curti. O cenário não me cativou, assim como esta poesia, achei-a demasiado longa e complicada para minha compreensão, mas como podes ver, fui lá e li a mesma. E pergunto: Será que as pessoas leem o que indicamos?
    Feliz Primavera e um beijo carioca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Beth!
      Só porque o filme é opaco e cores sem vida. Talvez eu queira ter enviado uma rosa para Lincoln... Bem, não escrevi em momento algum que o filme é cativante, mas tem que ir preparado para assuntos pesados. A poesia é profunda e tem que ler refletindo cada frase. Conta a história do assassinato e os sentimentos populares que circulou o tempo.
      Podem não ler o que indicamos, mas nós sabemos que se não acessar os links, o post fica incompleto. Por esse motivo, só visito um blogue quando tenho tempo de ler na íntegra o que foi postado.
      Vejo que muitos não fazem, até mesmo quando o texto é pequeno. É uma forma de também selecionar leitores, não é mesmo?
      Feliz primavera!!
      Beijus,

      Eliminar
  18. ' Beltain '

    tempo de florecer ( na mente e na alma) , talvez por isso mentes como a sua ficam desse jeito ai...rs comigo o florescer é de outra maneira,não por palavras porque esse dom não é meu. E sim, voce disse bem: a primavera é feminina!
    Tenha uma primavera abençoada <3

    tin ;*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Cintia!!
      Estou tentando aquietar a mente e talvez por isso queira o rosa em minha vida!! :) Uma primavera abençoada para você também!!
      Beijus,

      Eliminar
  19. As mudanças sempre irão ocorrer em vossas vida e tudo vai ficando mais leve como o voal e o rosa,

    ResponderEliminar
  20. Obrigada pelas dicas de leitura beijo Lisette.
    Continue leve....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Lizette!!
      Obrigada, vou tentar continuar leve...
      :)
      Beijus,

      Eliminar
  21. Uma leitura deliciosa que aparentemente sem nenhum comprometimento compartilha informações muito interessantes e bate numa tecla que eu apoio totalmente, muitas vezes grandes poetas com poesias lindíssimas só são realmente lidos por quem consegue entender as palavras difíceis que colocam, eu os leio, Graças ao Pai tive oportunidade de conhecer tais palavras que não são normalmente usadas, mas a maioria principalmente quem não é de nossa geração, não conhecem e por isto se desinteressam da leitura. Para mim quem escreve deve escrever para o povo, para todos entenderem, parabéns Luma você escreve para nós, bjos Luconi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Luconi!
      Não falo de poetas e escritores antigos, esses escreviam conforme sua época.Mas tem gente escrevendo fora de época. Assim como a linguagem evolui, a escrita também deve evoluir e talvez por causa disso existem tantas pessoas que não conseguem se concentrar na leitura, pois essa está cheia de barrigas.
      Obrigada!
      Beijus,

      Eliminar
  22. Interessante um texto que começa falando na primavera, na parede pintada, passa para Lincoln, e para a escrita, para finalmente voltar, no final, à primavera.
    Eu tendo a escrever sobre cada uma dessas coisas separadamente, mas, enfim, cada um, cada um.
    É bem possível que eu venha a colocar um texto saudando a chegada da primavera no meu blog. Normalmente faço isso. Quando não faço é porque o tempo já passou e a estação já vai pela metade, ou no final.
    Bom, sobre Lincoln, se não estou enganado, ele era do Partido Republicano, o que fez com que pelos cem anos seguintes, os estados do sul dos Estados Unidos, onde havia a escravidão, se tornassem feudos democratas. Isso foi até a década de 1960, quando Kennedy e Johnson reforçaram a legislação de direitos civis para os negros, o que inverteu a situação, tornando os estados do sul fortalezas republicanas. Coisas da política do grande país do norte. Ou não.
    Bem-vinda primavera!
    [ ]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Zé!
      Também poderia escrever em separado, mas é que não era para falar de Lincoln... deixei os pensamentos fluirem e deu no que deu :)
      Entre no clima da primavera e posta logo!!
      O pensamento de Lincoln a respeito da escravidão foi exposto em 1858, durante a convenção republicana, num discurso conhecido como “casa dividida”, onde dizia: “Uma casa dividida contra si mesma não subsistirá. Acredito que esse governo, meio escravocrata e meio livre, não poderá durar para sempre”.
      O Partido Democrata era contra o fim da escravidão, pois a base do partido era composta de políticos latifundiários do sul do país, que utilizavam à mão de obra escrava em plantações de algodão.
      O filme "E o vento levou" retrata bem essa época, a Guerra de Secessão e a divisão do país.
      Kennedy e Johnson não poderiam ir contra os ideais de Martin Luther King que fez seu maior discurso diante do Lincoln Memorial.
      Esse artigo vale a pena ler!
      Feliz primavera!!

      Eliminar
  23. Luma Rosa!
    Obrigada pelo feedback no meu comentário lá na Bia. Fiz até uma postagem hoje e te linkei, de tão feliz que fiquei.
    Teu blog é maravilhoso. Queria linkar o selo da amamentação aí da tua barra lateral, mas não sei como fazê-lo.

    Assisti Lincoln. Gostei da leitura que fizeste do filme, e do perfil dele.

    Sobre escrever, resumiste: 'Seja claro, sem ser banal'. Adorei teu texto.

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Lia!
      Eu li seu post e comentei por lá. Adorei!!
      Se quiser te ensino como linkar.
      Não é um filme de gosto popular. Que bom que gostou da minha leitura sobre ele e do texto!
      Beijus,

      Eliminar
  24. Luma, querida, cortinas esvoaçantes são maravilhosas... E me encantam não só pela beleza, como também pela suavidade que trazem - bom, pelo menos é assim que sinto. :-)

    Você é incrível, já disse isso?
    Qualquer pessoa poderia pura e simplesmente dar uma boas vindas à primavera, postar um Feliz Primavera somente. Mas não você...
    Você fez de um post primaveril uma parede rosa com cortinas esvoaçantes, compartilhou fragmentos da história desse tão comentado presidente americano, citou um poema que ainda não conhecia e gostei muito (obrigada por me apresentar!), deu seu parecer (e se fez entender e muito!) sobre a escrita... nossa!

    Visitar seu blog é entrar de um jeito e sair de outro - obrigada por isso!

    Deus abençoe!
    Bjs!!!
    Karin Filgueira
    BLOG: - Meu Doce Lar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Karin!
      Assim também me sinto e amei a mudança! No meu quarto tenho como forro uma cortina de voal e já gostava dessa primeira experiência. Acho que agora vou mudar as cortinas da casa e colocar o voal na frente e a frente da cortina como forro :)
      Ah, fico feliz por ter gostado tanto! Obrigada você!
      Beijus,

      Eliminar
  25. Olá, Luma..:-)
    Hum...Primavera x Terapia de cores..:)
    Quando a cortina balança, tremelica ou dança, o vento está presente ? =*^..^*=
    O filme Lincoln comecei a assistir, porque, era "Lincoln de Steven Spelberg", nossa, terrível de assistir..:)) eu fui fazer outra coisa, portanto, não terminei de assistir ainda o filme..:)
    Música e cinema:
    1. Thekla Badarzewska - Dream or Vision.Sonho ou Ilusão

    2. Thekla Badarzewska - Maiden's Prayer.Otome no Inori-piano version

    2. Tomates Verdes Fritos.Fried Green Tomatoes - versão dublada em português

    Ótemo e ótima semana!!
    A big Hug and Tchauzinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Luma..:)
      Realmente o link do Hotarubi no Mori e legendado não tem acesso ao anime propriamente dito, mas, creio que seja bloqueio do browser, pois, se procurar pelo google search, ele lista, e você consegue ter acesso ao link onde esta o arquivo, ok?
      A big Hug and Tachauzito =*^..^*=

      Eliminar
    2. Oi, Elena!
      Aqui na cidade onde moro venta bastante. Difícil não ter vento!
      Uma pena que não conseguiu assistir Lincoln, não é um filme poético como "Tomates verdes fritos" - que eu já assisti e também gostei!
      Ah, gosto bastante das músicas de Badarzewska, a maioria delas, ela compôs antes de completar 18 anos. Gosto muito de "Oração de uma virgem" por Atsuko Seta.
      Tentei entrar pelo google search e não consegui achar
      Ótima semana para você também!!
      Beijus,

      Eliminar
  26. Luma, ainda não tive a oportunidade de ler o livro no qual se baseou o filme, e uma das coisas que me desanimaram foi que ele não chegou aqui de forma integral. Mas ainda quero muito ver o filme, Lincoln é uma figura de peso sobre a qual não conheço muito, sempre é bom aprender um pouco mais.

    Boa semana ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Luciano!
      Não sabia que ele não veio na forma integral. Ele mostra não a vida toda de Lincoln, mas apenas os últimos 4 meses antes de sua morte. Se quiser baixar o filme, eis o link
      Beijus,

      Eliminar
  27. Mas bahhhhhhhhhhhhh - em bom gauchês - Luma!!! Que venha essa primavera toda... até pq o inverno já deu o que tinha que dar, nzé? Adorei saber que tu já estás familiarizada com os termos gaudério... agora já podes vir me visitar... hehehe! Bjs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Fred!
      Não é que depois que a primavera deu o ar da graça, o tempo resolveu esfriar de novo? Um saquinho isso!!
      Podexá. me aguarde!!
      Beijus,

      Eliminar
  28. Luma, gostei do contraponto entre as flores primaveris e o presidente Lincoln.
    As suas palavras fluem como uma cascata de ideias coerentes e entrelaçadas.
    Feliz primavera para você também!
    Beijos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Lúcia!!
      Feliz primavera para você também!!
      Beijus,

      Eliminar
  29. Que a sua semana tbém seja colorida com
    a chegada da primavera, e falar de Lincoln é
    maravilhoso, só não sabia que tinha tantos
    livros falando dele, valeu adorei saber bjuss com
    carinho de sempre

    Abraços!!
    └──●► ¸.·*´¨) ¸.·*Rita!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Rita!!
      Tantos livros, não é mesmo? Talvez não prestemos atenção pois ele não faz parte da nossa realidade brasileira... rs.
      Beijus,

      Eliminar
  30. Oi Luma! Adorei o seu texto de hoje! Sou suspeita pra falar de rosa,porque gosto muito.Já tive uma casa pintada de rosa por fora,imagine!...rsss...só dava eu na rua!..rss..Bem interessante as curiosidades sobre o presidente Lincoln, não sabia que era rápido pra discursar,uma grande vantagem entre os políticos! Enfim,mais uma bela semana colorida por aqui e suas dicas de como escrever um bom texto muito uteis,vou guardar com carinho na cabeça! bjs e uma ótima semana pra vc,cheia de primavera!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Anne!!
      Eu sei que você gosta do rosa!! Eu não desgosto nas pessoas, só não gosto para mim :) Viu que a Rosamaria também tem a casa pintada de rosa? A minha mãe também tinha quando nós éramos criança e colocava eu e minha irmã de rosa todos os dias! Vai ver que é por isso que não sou muito ligada.
      Não gosto de discursos, ninguém gosta! Tem que ser prático e falar o estritamente necessário, não é mesmo?
      Beijus,

      Eliminar
  31. Luma, excelente dedução e conclusão: a primavera é feminina e a guerra masculina! Brilhante isso!
    E eu já te disse antes que você tem uma narrativa maravilhosa não é amiga?
    Escrever é se fazer entender e isso você faz como ninguém!!
    Ah, por favor, não pinte de cinza a parede novamente... deixe rosinha claro, é muito mais leve e inspirador!!

    E quanto ao Lincoln , sou grande admiradora das "frases curtas" ditas por ele, exatamente como eram os seus discursos: ligeiros! :))
    Ainda não assisti o filme histórico de Lincoln, mas apenas aquele em que ele é um caçador de vampiros e corre atrás dos "dito cujos" com um machado...hahaha Sei que você vai me matar por comentar algo assim, mas até que o filme, apesar da estória de vampiros no fundo, tem uma base histórica interessante! rsrs Ah, esses produtores da oitava arte tem uma imaginação muito fértil amiga, você nem imagina!!! rsrs

    Amei a florzinha singela e delicada em sua mãos! Um ternura sem igual!
    FELIZ PRIMAVERA LUMA!!
    Beijos e ótima semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Adriana!!
      Não me importo se dizer de novo :) É um carinho pra mim as suas palavras sempre tão doces! Eu vou deixar rosinha... rs.
      O filme foi bem posicionado perante a crítica e o público americano, mas parece que os brasileiros não gostaram muito. Nas páginas de cinema nacional, só dá esse filme de vampiros :) Ah, tem uma roteirista que atualmente tem feito uma inversão levando as histórias para o lado surreal, viu Alice de Tim Burton? Linda Woolverton tem feito muitos roteiros com o tema.
      Obrigada!
      Beijus,

      Eliminar
  32. Luminha,
    Seu blog sempre dando um show de leitura, indicando outros blogs
    bem legais...então não podemos ter uma semana colorida e sim uma estação inteira com essas florzinhas tão delicada e belas.
    Deixo uma pra florir seus olhos.
    ______
    ____(_)_
    __(_)O(_)
    ____(_)
    ____ \/
    ___ \\|//
    beijos e mais beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Bandys!
      Obrigada pelos elogios e pela florzinha!
      Beijus,

      Eliminar
  33. Oi, Luma, sabe que quando eu tinha meus doze anos eu li uma biografia do Lincoln e fiquei apaixonada pelo homem que era e comecei a querer que quando eu fosse me casar eu ia fazer como ele fez: gravou a frase "O amor é eterno" nas alianças e ao ler aquilo eu derreti, tornando-o meu herói. Eu, de natureza romântica ao extremo acreditei piamente naquela biografia. Assim que lançaram o filme minha filha baixou e eu não assisti, mesmo adorando o ator que o interpretou? Falei tanto de Lincoln para minha filha e acabei não tendo vontade. Acho que na verdade eu não queria tirar aquela imagem de herói do livro que eu lera aos doze anos, publicado pela Seleções. Ultimamente tenho lido no FB frases inacreditáveis com a assinatura dele e já imaginei se eram mesmo da autoria dele, pois não sabia dessa faceta dele escrever Gostei muito desse post, Luma! Um grande abraço para ti!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Maria Luiza!
      Uau, não sabia que ele era romântico!! Também quero uma aliança gravada com essa frase! Talvez ir ao cinema seja o caminho para forçar a assistir o filme. Quando temos em casa é assim mesmo!
      Abraços e beijus para você!

      Eliminar
  34. Eu sou da turma que sempre fez bico pra rosa... mas nos últimos tempos também ando 'fazendo as pazes' com a cor, não o suficiente pra pintar uma parede, mas já ando simpatizando com uns paninhos cor de rosa :)
    Eu cheguei a locar o filme Lincoln, mas acabou que não deu tempo de ver, mas está na minha lista. Ah, mas eu assisti Lincoln -Caçador de Vampiros (ou algo parecido) e gostei muito rs

    Eu adoraria ter essa habilidade de colocar minhas ideias em poucas frases como fazia o Lincoln... uma qualidade admirável.

    Falando em escrever eu estou lendo "A arte de escrever" do Schopenhauer e tenho aprendido algumas coisas sobre escrever... entre elas que eu não gostaria de ser o James Joyce porque, independente do escritor que ele era, ser um escritor onde tanta gente tem dificuldades pra entender seus textos não é algo que eu conseguiria lidar; já fico fazendo a 'mea culpa' quando alguém comenta algo no blog que não tem a ver com o texto que escrevi - não em relação a concordar ou discordar, mas fora do assunto- fico pensando que eu fui confusa, que devia ter relido o texto mais uma vez, cortado algo, reescrito outra para ser mais clara (embora muitas vezes eu perceba que isso acontece porque a pessoa comentou baseado no título do post ou numa foto e não exatamente que tenha lido e entendido algo diferente do que eu escrevi e que ela nem leu...acontece com muito blogueiro rs

    Primavera florida pra todos nós...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Lu!
      Acha que pintar as paredes é demais? Mas é um ambiente íntimo e não sei se espalharia o rosa pela casa. O máximo que fiz foi usar o borgonha - essa cor da minha roupa que está no cabeçalho do template - aliás, gosto muto dessa cor, tanto que meu vestido de debutante era nessa cor - fugi dos pastéis!
      Esse filme Lincoln, caçador de vampiros - parece que agradou mais.
      Ainda não li esse livro de Schopenhauer ou qualquer outro, apenas algumas frases atribuídas à ele. Tenho um amigo que é fissurado por ele e fala tanto que parece que sei tudo dele por causa desse amigo :)
      Alguns autores ficaram no passado, apesar de terem contribuido para o desenvolvimento do pensamento atual. São autores que de tão clássicos passaram a arcaico porque a escrita evoluiu e ficou mais fácil tanto ler como escrever.
      Apenas uma vez achei que foi confusa e comentei no post. Não lembro bem o que era, talvez sobre um sorteio? Na verdade, sinto que algumas pessoas chegam aos nossos blogues com a mente em outro mundo e ao comentarem o fazem para elas mesmas. Tem que rir, fia!! (rs*)
      Feliz primavera!!
      Beijus,

      Eliminar
  35. Luma:
    Que entrelace entre primavera, história e "linguística" você conseguiu elaborar.
    Não imaginava que Lincoln fosse tão curto e grosso, rsrsrssr.
    Mas quer saber??? Admiro pessoas que tem a capacidade de ser objetivas e transmitir uma ideia com clareza.
    Por isso, que gosto muito do projeto uma imagem, 140 caracteres do blog http://escritoslisergicos.blogspot.com.br/.
    A ideia de interpretar uma imagem, com poucas palavras é um excelente exercício para desenvolver uma escrita apurada.
    Bjs.:
    Sil
    http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Silvana!
      Espero que tenha gostado do "entrelace". Não sei se ele era grosso, mas que conseguia sintetizar as palavras em um discurso direto. Fiz o curso de oratória na faculdade e sabemos que existe muita encheção de linguiça e algumas voltas que é para convencer o interlocutor, mas quando o discurso é de agradecimento, não precisa tanto, não é mesmo?
      Ainda não tive o prazer de participar do projeto do Escritos Lisérgicos pois quando vejo, ele já está rolando. Preciso me programar!
      Beijus,

      Eliminar
  36. Olá Luma,
    Gostei imensamente da sua interessante postagem
    Já assistí Lincoln e não sabia que ele era "curto e grosso," como dissse a Silvana...rs
    Te desejo uma colorida semana
    Tenha uma Feliz Primavera
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Verena!
      Como você pode ver pela resposta que dei ao comentário da Silvana, também não sabia que ele era "grosso". Que bom que encontrei alguém que assistiu Lincoln... rs.
      Beijus,

      Eliminar
  37. Flores,cores,boas leituras-um conjunto que traz muita harmonia.Gosto demais de ler poesias, me fazem sentir muito bem e e Walt Whitman é sem dúvidas uma ótima dica proposta nesta tua postagem colorida.
    Abraço carinhoso,bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Bergilde!
      Algumas pessoas sentiram dificuldades na leitura do poema que indiquei. Acho que durante a vida desse blogue, indiquei Walt Whitman pelo menos umas 3x e o acho bem fácil. Aliás, não é parecer meu; em sua época ele era muito popular (rs*) de tão simples e por falar de assuntos da atualidade.
      Infelizmente nem todos acessam os links!
      Beijus,

      Eliminar
  38. Lindas flores, primavera pertinho.

    ResponderEliminar
  39. Sempre gosto do que escreve.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  40. Oi Luma :)
    Que post bonito e intelectualizado.Adorei!
    Quero ver Abraham Lincoln,o filme,deve ser bem interessante...
    Esses políticos que fazem discursos vagos e intermináveis,deveriam se inspirar em Lincoln...
    Bjs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Clau!
      E não é? Veja como Obama discursou na ONU nessa semana... ele tocou em todos os pontos necessários e urgentes, falou pausadamente para ser bem compreendido e somente cumpriu o tempo pois esse é estipulado antes. Gosto bastante dos seus discursos e sei que ele se inspira em Lincoln.
      Que bom que gostou do post!
      Beijus,

      Eliminar
  41. Me enrolei na cortina esvoaçante e por aqui vou ficar um pouco ...
    Sobre o filme: agora tenho que ver ....kkk ... mas só depois que eu decidir sair da cortina ... beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Maria Gloria!
      Expôs agora a sua alma criança! Não é que gostavamos de rodopiar no vento? Girando... girando... Aqui na cidade que moro estamos vivendo dias de ventania!! Vem cá dançar!! :D
      Beijus,

      Eliminar
  42. Uma flores é de pessegueiro? Gostei demais de como fala sobre a escrita...bem verdade! Não gosto de rebuscamentos, termos difíceis que o tempo todo precisamos recorrer ao dicionário (eu é claro!) e outras coisas mais. Leitura para mim é sinônimo de prazer! Uma primavera leve procê minha querida.
    Beijuuss

    ResponderEliminar
  43. "Uma foto são de flores de pessegueiro?" Isso é minha visão Luma...prejudicada por uma conjuntivite crônica...aff

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Regina!
      Acho que não é pessegueiro, a não ser que possam crescer em vasos. Eu nunca sei o nome da árvore ou flor - já recorri aos trabalhos da Patty, uma blogueira supimpa que sabe tudo de planta, pois queria saber se tinha plantas venenosas em casa.
      Acho que o prazer de ler, passa pelo prazer da compreensão, a não ser que você esteja "estudando" - o que não é o caso da leitura recreativa.
      Vou perguntar ao floricultor e depois te digo!
      Beijus,

      Eliminar
  44. Oi Luma
    Adorei o post! "A primavera é feminina" - gostei da ideia! Assim como eu gosto de rosa. Também sou fã desse presidente. Ele foi um cara muito determinado, ele disse quando adolescente, que seria o presidente dos EUA, e foi mesmo. Parabéns pelo post!
    Bjos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Lu!
      Então a primavera é a sua estação!!
      Lincoln foi um predestinado. Não é fácil ir contra a elite!
      Que bom que gostou!!
      Beijus,

      Eliminar
  45. Amei o texto com as belas fotos que colocaste.
    Abraços.Sandra

    ResponderEliminar
  46. E nós aqui, mais seis messes à espera da Primavera!...
    Beijinho para si!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poxa! É verdade, Vieira Calado! E terão que enfrentar o inverno, aff!!
      Beijus,

      Eliminar
  47. Nossa vida é feita de surpresas onde nossa missão é viver.
    Alguns momentos podem durar tão pouco e
    ficar na sua memória por muito tempo,
    algumas pessoas podem fazer muito pouca
    parte da sua vida e ser considerada pra sempre.
    Eu imagino um dia em que todas as pessoas
    tivessem o direito de ser feliz,
    mesmo que seja só por um momento,
    para ter a oportunidade de sentir o que realmente
    desejam e acreditar que sonhos não são bobagens.
    As vezes percebemos que as aparências enganam
    e que podemos sofrer muito com isso.
    O tempo é uma coisa que não
    permite voltar para trás,
    então vamos aproveitar para exercitar
    nossa fé a cada segundo da nossa vida.
    Levar sempre amor a unica palavra,
    que poderia mover o mundo.
    Ame o bastante para ficar gravado
    na memória eternamente de cada amiga e
    amigo.
    Um carinhoso beijo afagos na sua alma .
    Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Evanir!
      Acho que o prazer proporcionado por um momento feliz, fica registrado em nossa memória e procuramos pela felicidade, justo para reviver o que aquele momento provocou em nós e nem sempre o mesmo momento, mas somente o sentimento. Às vezes até esquecemos do momento, mas nunca a sensação que tivemos. Eu lembro do momento em que fui mais feliz!
      Obrigada pelo carinho!!
      Beijus,

      Eliminar
  48. Oi, Luma Rosa
    Obrigada pela sua visita carinhosa
    e uma feliz primavera
    Beijos.
    http://blogaraan.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada você pelas visitas constantes!
      Beijus,

      Eliminar
  49. Uma bela participação na Segunda Colorida! Parede rosa e cortinas de voal...é a Primavera que chega com força! Bjks Tetê - De Bem com a Vida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Tetê!
      Vamos aproveitar esse momento primaveril! Até porque não sabemos se viveremos outras primaveras!
      Beijus,

      Eliminar
  50. Oi Luma,que descrição poética da sua casa. Rsrsrs. Ah, eu gostava muito de rosa e hoje ando apaixonada pelos tons lilases... Ah, nao vi o filme, mas já reparei o quanto ele é citado, em livros, filmes, etc e tal.
    Agora sobre escrever...pensar como se estivesse escrevendo. Ser claro sem ser banal... é a intenção, mas penso que nem sempre a gente consegue.
    Feliz primavera! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Lu!
      Gosto muito de minha casa.
      Nunca vamos conseguir, se não tentarmos!
      :)
      Beijus,

      Eliminar
  51. Lincoln, para uns o colecionador de derrotas. É uma história fabulosa a sua vida. Não vi o filme, é uma boa pedida.
    Quando você diz o que é realmente saber escrever, é sem dúvidas uma bela dica para esta blogosfera.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Sérgio!
      Pensando por nós, escreveremos por nós...
      Existe sempre o erro de admirar uma escrita e querer fazer igual, mas devemos respeitar a nossa essência pois só assim criamos um "estilo".
      Assista o filme e depois vem me dizer. Não é um filme para os fracos! :D
      Beijus,

      Eliminar
  52. é bacana como a primavera sempre representa renascimentos / revoluções, seja de forma direta, seja de forma indireta. O cunho politizado que é dado para ela [como os vários eventos que carregam esta alcunha] acaba por nos fazer lembrar que no fim das contas, tudo é cíclico. Assim como escrever, como bem disse: o ciclo de ter pensamentos claros e "objetivos" formulam escritas claras e objetivas e assim vamos girando e girando :)... paredes em tons vermelhos [rosa é um tom de vermelho, na minha humilde opinião] são ótimas, desde que não sejam aquelas para as quais vamos ficar virados / com "2/3 da visão. A sensação tranquila se inverte no primeiro "dia em pensamento torto"... bjojos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Tony!
      Temos a impressão de que o rosa é uma cor derivada do vermelho mas ela tem efeito calmante, ao contrário da cor mas forte. Talvez porque ela seja uma cor derivada o lilás e o mais forte borgonha, que é o preto misturado com o vermelho. Uma cor que gosto muito, diga-se de passagem.
      Acredito que a primavera era o mês dos conflitos porque estaria bem longe do inverno, tempo em que os guerrilheiros preferem ficar em casa :) Será? O que comentei agora foi puro devaneio... rs.
      Beijus,

      Eliminar
  53. Oi Luma,
    Que bela combinação de elementos: cor, escritos e pensadores.
    Só para constar: depois do vermelho o rosa é a minha cor preferida, quando acompanhada de lilás ou azul melhor ainda. Rs
    Sobre o filme, é um dos meus preferidos. A partir (e de outros) dele tento entender um pouco mais sobre a história daquela da Nação, por quem confesso, não tenho lá muita simpatia.
    A primeira vez que li sobre Lincoln fiquei surpresa ao descobrir que os escritos de Karl Marx o influenciaram, como documenta muito bem John Nichols em seu excelente artículo “Reading Karl Marx with Abraham Lincoln Utopian socialists, Germam communists and other republicans” publicado em Political Affairs (27/11/12).
    Não resta dúvida que Lincoln foi uma personalidade complexa, com muitos altos e baixos. Mas as simpatias estão escritas e bem definidas em seus discursos. E mais, os intensos debates que aconteciam nas esquerdas europeias se reproduziam também nos círculos progressistas dos EUA. Na realidade, a maior influência sobre Lincoln foi a dos socialistas utópicos alemães, muitos dos quais se refugiaram em Ilinóis fugindo da repressão europeia.
    Quanto a ser escritora ou escrever, um dia quem sabe, com muito esforço, chegarei lá.
    Vontade não me falta...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Beth!
      Gosto bastante do azul e do borgonha. Estou em namoro com o rosa, por assim dizer :)
      Até que enfim alguém assistiu!
      Não dá para colocar todos de uma nação dentro de um mesmo saco. Imagina se todos os brasileiros fossem analisados pelo que alguns brasileiros representam aos olhos estrangeiros?
      Os discursos de Lincoln e Karl Marx são parecidos, bastante utópicos para conquistar as massas.
      :)
      Torço para que resolva colocar dentro de um livro os seus escritos. Ficarei na fila de autógrafos!!
      Boa sorte!!
      Beijus,

      Eliminar
  54. Cara, quando você diz que algumas pessoas tentam escrever difícil pra valorizar a escrita é exatamente assim que me sinto, mas sua clareza me mostrou que não é assim ! Escrever bem é escrever com o coração ! É escrever simples ! Ótimo artigo. Um abraço e sucesso !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pena que você não colocou o seu nome no comentário.
      Seja bem-vindo ao "Luz" e sucesso para você também!!

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor