A Revolução não será televisionada


Estou nesse finalzinho de noite ouvindo Gil Scott-Heron (Abril 1, 1949 – Maio 27, 2011). Para quem não conhece, ele tinha o timbre de voz muito parecido com o 'nosso' Seu Jorge. Quer escutar?

Como estudante, ele admirava a poesia de Langston Hughes e seguiu suas pegadas para se matricular na Lincoln University. Por 20 anos, ele escreveu o romance "The Vulture" e o livro de poesia "Small Talk At 125th & Lenox". Sua arte,  chamada de "word spoken" onde a música e poesia se tocam, mas não se misturam, teve um começo auspicioso. Um forte começo para um escritor com muitas coisas importantes a dizer. 

Tudo começou no finalzinho dos anos 60, época de efervescência cultural e política no entre guerras,  o chamado "Harlem Renaissance", um movimento de artistas negros. Numa de suas canções mais preciosas, o compositor e cantor americano, um dos pais do rap, jogou lenha na fogueira e fez uma previsão: "The revolution will not be televised/the revolution will be live" - ou seja, "A revolução não passará na tela da televisão/A revolução será ao vivo".

O Movimento dos Direitos Civis tinha perdido seu foco, por interesses divergentes e ignorado pelo governo americano, as vozes de seus líderes foram silenciadas por balas e prisões. A música popular negra refletiu essa mudança. As vozes no rádio pararam de pregar a fraternidade e união, para relatar os fatos. A música ficou mais agressiva, abalando um público apático. A voz era de Gil Scott-Heron.

Sua carreira de escritor, poeta e músico seguiu com apenas um hiato para dar espaço para o ativismo social. Em 1993 enviou um aviso para os rappers da atualidade pela música "Message To The Messenger", do álbum Spirits, onde chamava-os a assumir suas responsabilidades perante a arte e à comunidade que representavam. Lógico que a música foi cortada do álbum. Desde então, ele começou a ser chamado para falar para multidões em todo o mundo. Até que sua voz calou em 2011 quando morreu, mas a sua mensagem ficou.


Em tempo:  O título "The revolution will not be televised",  foi descaradamente plagiado por ninguém menos que Hugo Chávez, para dar título a um documentário que narra a tentativa de golpe que o depôs brevemente em 2002.

Gil Scott-Heron não poderia prever as mudanças que ocorreram na área tecnológica do início dos anos 70 para cá. Há quem afirme que ele estava errado e que a "Revolução", está sendo televisionada... Você acredita que a televisão mostra tudo?

A "Revolução" começa dentro de nossas próprias casas.
Mantenha-se firme em seus propósitos!
A poesia voltou às ruas para ficar!

*Esse post não foi publicado com atraso, somente quero lembrar que mais uma vez estamos sendo enrolados pela "Bonequinha Marqueteira". Você fique esperto (a)!

58 comentários :

  1. Pensei num comentário falando sobre os movimentos sociais, sobre os protestos nos Estados Unidos depois da absolvição daquele guarda que matou um jovem negro, pensei nos protestos aqui no Brasil mesmo nos últimos dias, pensei em responder sua pergunta sobre a televisão mostrar ou não tudo, mas vou me limitar a dizer que a música que sugeriu é linda. Obrigado pelo som que vai embalar a madrugada de "blogagem" hoje.
    Beijo e boa semana para você, Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Profe!
      Você sabe como é o meu processo de escrita "espontânea"... Não tinha a intenção de escrever esse post, apenas estava ouvindo a música do "Bolachão" acima, que o meu irmão trouxe de presente de viagem, quando comecei a pensar nisso tudo que você escreveu acima. Por que não escrever um post? Simplesmente aproveitei que o forno estava quente... rs.
      Beijus,

      Eliminar
    2. É importante que o forno nunca esfrie para essas coisas...

      Aproveitei demais sua sugestão e saiu muita coisa boa regada por boa música. Fico sempre de olho nos seus links mandados para alguma rede social em que sigo seu blog. Bom restante de semana e aproveite BEM seu tempo :-)

      Eliminar
    3. Que ótimo, Profe!!
      Obrigada pelos votos e pretendo aproveitar! Ainda estou viajando e quando voltar, terei mais tempo para blogar!
      + Beijus,

      Eliminar
  2. Legal o som, não conhecia!
    Mas, a mim, a tal bonequinha não engana, sempre tive um pé atrás com ela. rsss
    E agora já sabemos que existe a Mídia Ninja e só quem está muito atrasado é que não conhece. Nesta eu confio.
    Espero que as pessoas que reclamam dali e daqui do que acontece debaixo de seus narizes, junte-se aos protestos, se não puder ir às ruas, pelo menos aqui pela rede já estará fazendo um grande favor à nação. A hora é agora!
    beijocas cariocas




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Beth!
      Também nunca dei nada para ela, nem meu voto!
      Existe muita manipulação e muita gente manipulável! Nos protestos do último dia 11 percebi isso de perto e às vezes não é bom saber demais!
      Beijus,

      Eliminar
  3. A bonequinha não me engana, sou desconfiada e procuro sempre mais detalhes e quanto a mídia, minha opinião é que na maioria das vezes lança informações incompletas, superficiais, sem expor outro lado de uma história. Beijos Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Nane!
      Quando sabemos como a máquina funciona, sabemos também encontrar os erros de funcionamento mais rápido. No Brasil faltam técnicos... rs.
      Beijus,

      Eliminar
  4. Estou aqui ouvindo o som...gostando e curtindo.
    Ah! e a revolução começa dentro de cada um de nós...
    Beijão Luma
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Astrid!
      Também adoro as músicas que coloca para tocar em seu blogue!
      Você também sabe melhor que eu, onde a revolução começa!!
      :)
      Beijus,

      Eliminar
  5. Querida Luma
    Neste momento,posso dizer-lhe,com toda a certeza que,pelo menos em alguns países,a televisão não mostra tudo.E a comunicação social,às vezes não toca em certos assuntos que deviam ser minuciosamente analisados.Aí como aqui,é igual.Apenas acho que o Brasil é mais rico e tem mais possibilidades do que nós devido ao seu tamanho.
    Muito obrigada pelo seu comentário,sábio,como sempre.
    Gosto muito de ler o que escreve,pois,tal como aconteceu hoje,aprendo sempre um pouco(ou muito)mais.
    A nossa querida Anne Lieri destacou uns versinhos escritos por mim.Se quiser lê.los e deixar um comentário,estão no Blog http://recantodosautores.blogspot.com.br/2013/07/ternura.html
    Continuação de uma boa semana.
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Bia!
      Soube que na Itália só pode adquirir uma TV quem leva junto a assinatura da RAI. Demais para a minha cabeça essa manipulação!
      Por exemplo, a tentativa de golpe ocorrida na Venezuela, citada no post, foi protagonizado por vários setores da elite venezuelana, mas foi liderado por grandes grupos midiáticos, especialmente a Globo Vision e a Venevision. Ação que teve como "mentora intelectual", a grande imprensa venezuelana, que assim como a nossa terra tupiniquim tem por costume cuspir juízos de valores e se auto-intitular a "verdadeira dona da verdade absoluta" (como se realmente existisse alguma).
      Ah, pois já não fui ler o seu poema? Veja lá, cosquerídia...
      Beijus,

      Eliminar
  6. Luma, a televisão não nos mostra tudo e nunca mostrou de fato! Haja visto o caso de o Brasil estar sendo "vigiado", digamos assim e isso na verdade sempre existiu e existirá.Cansei de ser enganada! Hoje, abstenho-me de TV, só filmes e não qualquer um! Abração!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Maria Luiza!
      Está difícil acreditar em tudo o que é noticiado! Até mesmo a espionagem. O Brasil também espiona, acha que não? Por proteção, todos espionam. Agora estão desenvolvendo o wi-vi capaz de ultrapassar paredes - Seremos espionados dentro de casa, literalmente!!
      Beijus,

      Eliminar
  7. Ah! o cantor tem uma voz linda!

    ResponderEliminar
  8. Que cada um de nós saiba fazer e manter a sua própria revolução ...E não esqueça dos ideais que busca..

    bjs praianos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim seja, Chica!!
      Beijus praianos!!

      Eliminar
  9. Espero mesmo que não fiquemos de braços cruzados sendo enganados pq aqui as coisas tendem s ser esquecidas, qto ao cantor adoro ja houvi muito em outras épocas rs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Patrícia!!
      Uma voz de final de noite...
      Não sei se realmente as pessoas estão de braços cruzados. Em seu íntimo, desejam as mudanças, só que ainda não encontraram o caminho.
      Beijus,

      Eliminar
  10. A televisão mostra o que os seus donos querem (se for privada) ou aquilo que os Governos permitirem ( se for pública).

    Vejamos: quando China não permitiu a saída do país de um seu cidadão para receber um prémio, foi um escândalo e toda a comunicação social falou e tronou a falar sobre isso.

    Em situação perfeitamente igual , mas a proibição foi de Israel, a mesma comunicação social nem tocou no assunto!!

    A hipocrisia, a duplicidade de critétios e a falta de decência campeiam na aldeia global.Como se se necessitasse de provas , é só ver como alguns países da Europa ( Portugal incluído, para minha vergonha) trataram o Presidente da Bolívia, Evo Morales.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, São!
      Muito bem lembradas todas essas ocorrências. Tudo isso acontece porque para cada pessoa existem duas medidas, o que dirá para os países onde a população já é complicadinha...
      Vamos fazendo a nossa parte!!
      Beijus,

      Eliminar
  11. A televisão manipula-nos a consciência...
    E mostra o que o Capital quer.
    Gostei muito de ler este seu texto e julgo que o
    compreendi.
    Beijinhos
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Irene!
      Tenho certeza de que compreendeu. Muda o país, mas os acontecimentos estão muito parecidos!
      Beijus,

      Eliminar
  12. Luma,não conhecia esse compositor e achei mesmo a voz bem parecida com seu Jorge.Linda a música!A revolução começa mesmo na casa das pessoas,quando falta dinheiro pro pão no final do mes...e a mídia pode fazer a cabeça de muita gente,infelizmente!Muito bem escrito seu post!bjs,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Anne!
      Quando o ouvi a primeira vez, Seu Jorge não era comercial. Mas quando ouvi a propaganda da Sagatiba, a ligação foi instantânea.
      Faltou o pão, faltou a paz! Um pai de família que vê isso se repetir todos os meses e em contrapartida fica sabendo de todos esses escândalos financeiros, como manter a calma? Tem que ir para a rua e protestar. Tem que vaiar a presidenta e qualquer outro político. Eles precisam saber da nossa insatisfação!
      Beijus,

      Eliminar
  13. Oi Luma
    A mídia jamais revelará as verdades. Os gritos do povo são silenciados pela corrupção e conivência. Que essa minoria que brada com veemência não perca a fé e continue na luta. Ainda seremos vencedores.
    Hoje vim deixar meu abraço de afeto e carinho. Vou ausentar-me por alguns dias para descansar. Voltarei energizada. Meu coração se encherá de saudade mas esta pausa é necessária. Agradeço a sua visita ao meu recanto poético. Você o deixa iluminado com teu halo de luz. O teu carinho e a tua amizade são muito importantes para mim. Deixo beijokinhas com sabor de saudade recheadas com o carinho da minha amizade.
    Gracita
    Tem um mimo pra você!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Gracita!
      Tem muita gente com o rabo preso. Veja por exemplo o Feliciano. Por que acha que ele ainda ocupa o cargo que ocupa? Ele sabe demais!
      Boa viagem!!
      Beijus,

      Eliminar
  14. Só um esclarecimento, "A Revolução Não Será Televisionada" não é "um plágio descarado" de Hugo Chávez, mas provavelmente uma homenagem de produtores europeus que estavam na Venezuela para fazer um documentário sobre a Venezuela de Hugo Chávez, e acaonteceu de estarem no país durante a tentativa de golpe de abril de 2002.
    Eles puderam ver como os meios de comunicação privados venezuelanos manobraram para disparar e sustentar o golpe. Entre esses meios se destacam os canais de televisão.

    ResponderEliminar
  15. A proósito, custo a entender essa ênfase em "Bonequinha Marqueteira".
    Não seriam marqueteiros também José "O Mais Preparado" Serra? Ou Aécio "Choque de Gestão" Neves? Ou Eduardo "Mais Mudanças" Campos?
    A política não está hoje indissociável do marketing? Aliás, isso não é de hoje, como deves saber. Em 1989 Fernando Collor foi eleito com base no marketing do "caçador de marajás".
    Como o marketing reina, só podemos analisar os governos das pessoas, e pensarmos se os achamos melhores ou piores.
    Nesse caso, o Governo Dilma não me parece pior que Sarney, ou Collor, ou FHC. Pelo contrário.

    ResponderEliminar
  16. Em tempo: o documentário "A Revolução Não Será Televisionada" está disponível integral no YouTube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Zealfredo!
      Eu assisti ao documentário e em momento algum ou mesmo nos créditos finais, foi mencionado que o título do documentário foi inspirado ou que foi uma homenagem a música protesto de Gil Scott-Heron. Se assim foi, não houve menção e, se sabemos que a framosa frase do poeta/cantor existe a mais tempo, como reza a cartilha... você sabe.
      Sei também da história que antecede a produção do documentário, em que os irlandeses "pegaram" por acaso a tentativa de golpe, pois estavam na Venezuela desde setembro de 2001 com a intenção de documentar o governo bolivariano e o "homem por trás da revolução" - o cotidiano de Hugo Chávez - porém acabaram sendo surpreendidos pelos momentos que desencadearam o golpe.
      Não se faz mais política sem marketing, mas a Dilma é a bola da vez! Se outro político estivesse no poder, seria ele o Boneco ou Boneca - o que nunca enxerga nada, nunca sabe de nada...
      Sobre quem foi o melhor presidente, só o tempo dirá! Já que até os números não podemos mais confiar.
      Como sugestão para título do documentário de Chávez - pois assim era a intenção inicial - eu colocaria "Glória ao povo lutador", primeira estrofe do hino venezuelano. Essa sim seria uma bela homenagem à Revolução!
      Gil Scott-Heron pregava "A revolução não será televisionada, não será trazida pelo seu teatro favorito, não terá aquela atriz bonitinha no papel principal (...)". E no final ainda apresenta a fórmula: "Será luz, câmera e ação. Tudo ao vivo, nada de cortes ou edições". Assim deverá ser a revolução que trará a verdadeira democratização da comunicação. Assim esperamos.
      Pois um documentário tem tudo que contraria as palavras de Gil Scott-Heron. Além de plagiarem o título, Kim Bartley e Donnacha O’Briain ainda deturparam o manifesto!

      Eliminar
  17. Pena que nao é so a bonequinha marqueteira. A coisa é bem pior do que parece e para não me assustar muito as vezes quero ignorar. Vontade de sair do país. Por que daqui ou se parte para uma coisa muito maior que acho que ninguem esta preparado. Esta na cara que essa é uma "revolução por etapas", como tantas que ja aconteceram. Enquanto as etapas acontecem a liderança enche o cofrinho de dinheiro em nome da causa? Afff que palhaçada. Ou quem quer muita mudança agora vai se calar com a truculencia toda, e a liderança vai encher o cofrinho de dinheiro pela causa.....Um beijo Luma.
    Vou descansar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Cam!
      Não consigo ignorar. Até gostaria que fosse capaz. Sair do país não é solução, pois para onde vamos, damos de cara com gente desonesta.
      Beijus,

      Eliminar
  18. bacana conhecer a história por tras dessa frase tão dita, nos últimos tempos...
    mas a revolta bateu nas portas da televisão ontem hahaha
    http://www.youtube.com/watch?v=jRdt7VC-_1A

    bjos, Luma. pra variar, vc fez mais um post sensacional, adoro aprender e conhecer coisas novas, cultura...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba... Ontem a Beth Lilás falou sobre distorção da notícia no JN e mais tarde, vi no Globo News toda a depredação em Ipanema e Leblon (vista aérea) mas nada sobre a Rede Globo. Lógico! Hoje pela manhã me falaram dos carros da Rede Record pichados... Como estou acessando agora a internet, não estou sabendo de todos os fatos. Ah, em algumas cidades, Câmaras de Vereadores foram invadidas e desocupadas por manifestantes... Cara, esses políticos não se tocam?
      Por mais que tentem, a notícia não é produto do que pensam os manifestantes. A revolta quando se transforma em ódio, fica sem controle!
      Beijus,

      Eliminar
  19. amiga desculpa meu comentario ñ vai ter nada a ver com o post mas sim sobre seu comentario no meu bixano rsrsrs
    Como faz p avisar os seguidores sobre o sorteio???
    e sobre o leitor de feed, eu axei q era automatico, vc ñ recebe no e-mail???

    bjssss

    ResponderEliminar
  20. a se puder responde lá no meu bixano tá? bjsss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Estou aproveitando o horário de almoço e mais tarde vou lá!
      Beijus,

      Eliminar
  21. Fico imensamente feliz quando tudo
    se encaminha para a luz do bem e da verdade.
    Quando tudo , que eu acredito esta acontecendo comigo.
    Eu vejo a luz no final
    do túnel iluminando minha saída para um mundo
    risonho e muito mais feliz .
    Eu acredito na paz , que existe no amor
    e na verdade.
    Quando olhar à sua volta e só enxergar somente problemas,
    busque a verdade, que esta dentro do seu coração.
    Amigos verdadeiros é como anjos da guarda
    enviado dos céus , todos criados por Deus.
    Agradeço a Deus cada laço de amizade ,
    que eu criei nesse mundo.
    Hoje desfruto do amor e
    da bondade de vocês.
    Deus esteja sempre contigo
    nessa caminha longa das nossas vidas.
    Um abençoado final de semana,
    beijos e meu carinho hoje e sempre ,Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Evanir!!
      Obrigada pelo carinho de sempre!
      Obrigada pelos votos de felicidade e que Deus lhe abençoe também!
      Beijus,

      Eliminar
  22. Realmente a revolução tem que começar dentro de nós,de nossas casas,e só daí ganhar o mundo!...E eu não acredito que tudo seja realmente mostrado na TV ( existe muita seleção disfarçada )...
    Bjus ♥ Luma

    http://blogluminoso.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Liny!
      De certa forma é o profissionalismo televisivo que deixa de lado o interesse das massas para impor a notícia como forma de manipulação.
      Boa semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  23. Oi, Luminha,

    Que a TV não mostra tudo é um fato! rsrs. E o que ela mostra é muitas vezes do interesse dela mesma ou de um determinado segmento social. A música do Gil Scott-Heron é linda!

    Um beijo e bom fim de semana, girl!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Marly! Gosto bastante de Gil Scott-heron, como toda música dos negros americanos. Nós temos que ter a consciência do que estamos assistindo e procurar por outros meios para confrontar a informação.
      Boa semana!
      Beijus,

      Eliminar
  24. Pôxa... por enqto, estou sem som por aqui. Mas gosto muito do timbre de Seu Jorge. Depois volto pra ouvir, pq não conheço de nome.
    A TV é manipuladora e os políticos sapateiam descaradamente na nossa cara. #FATO.
    Um ótimo findi!!
    Bjns
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Cici!!
      Volta sim! Se gosta do Seu Jorge, também vai gostar de Gil Scott-heron...
      Beijus,

      Eliminar
  25. Oi, Luma! Eu não havia ouvido falar dele...mas fiquei pasma em como influenciou em algumas gerações. Acho fantásticas histórias de pessoas que mantém sua personalidade firme apesar de.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Bia!
      Ele ficou um tempo afastado das atividades artísticas para se dedicar as causas sociais. E apesar dos protestos serem ignorados pelas autoridades, serviu para informar o povo sobre direitos humanos e crescer o ensejo pela instituição democrática.
      Beijus,

      Eliminar
  26. Ótima postagem, Luma! E não me surpreende em nada saber que Hugo era um plagiador... E realmente nada melhor do que encerrar essa postagem enfatizando que a revolução está mesmo dentro de cada um de nós. Bjs e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Sérgio!
      O documentário foi encomendado e por isso, quem encomendou é o responsável pela realização. Apesar de nos créditos não existir referência, antes de fechar um trabalho, deve-se pesquisar se o título é viável. Alguns filmes brasileiros tiveram de mudar o título original por esse mesmo motivo ou por serem comercialmente, mesmo que não tenha restrição autoral, existir conflito de identidade.
      Beijus,

      Eliminar
  27. Adorei conhecer Gil Scott-Heron, Luma. Você tem a capacidade de surpreender um velho homem de imprensa como eu, que pretensiosamente julga conhecer, mesmo que superficialmente, tudo de relevante no que diz respeito as lutas populares - especialmente se tenham negros como protagonistas. Vã ilusão. Não vou polemizar quanto ao dardo venenoso disparado contra o Comandante Chávez. Hoje, as amargas não. Só acho que não foi ele quem determinou o titulo do documentário (acredito que sequer sabia da existência do jovem talentoso e revolucionário do Harlem). Suspeito que coisa tenha origem na mente dos jovens irlandeses que autores do vídeo. Oscar Wilde, George Bernard Shaw e James Joyce - entre outros - devem ter aprovado a provocação. Com mil diabos, o Tigre Celta não é um tigre de papel. Quanto às tuas restrições à presidenta Dilma, a gente conversa outro dia, outra hora. É bom discutir contigo. Mas hoje, reafirmo: as amargas não. Beijo e boa semana. Here's looking at you, kid.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Jens!
      Li seu comentário pelo e-mail e respondi. Agora vi que o meu comentário não se fixou! :( Você é um gentleman e por isso te amo!! <3 Hum... o documentário foi encomendando e portanto... acredito que os jornalistas pesquisaram bem o título antes de dar à obra. Depois lê a resposta que dei ao Zealfredo... sobre eu não ter visto no documentário, nada que se refira a suposta homenagem à Gill Scott-Heron, pois assim afirmam. Se foi uma homenagem, então sabiam da existência da obra anterior.
      Beijus,

      Eliminar
  28. Só mesmo revolucionando nosso interior, seremos capazes de revolucionar nossa existência!
    bjss

    ResponderEliminar
  29. As boas mensagens são universais e permanecerão atravessando décadas, séculos... a revolução está em nós, todo santo dia. conheço o Gil Scott-Heron pelo album "Winter In America", que está nos 1001 discos para ouvir antes de morrer. Bom demais :)... já sobre as revoluções das ruas, acredito tanto no pequeno ato individual quanto no grito coletivo. Dizer não a corrupçao na frente do estádio pronto é bom, mas não dar um olé no imposto de renda é melhor ainda, entre tantos outros exemplos :)... beijus!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Tony!
      O sistema sempre fará com que o cidadão fique com as mãos atadas. Boicotar imposto de renda não seria algo viável, pois um crime não conserta o outro. A revolta será nas urnas e próxima à ela estará a Copa. Espero que o povo saiba quem escolher. Será a nossa "última" oportunidade!
      Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor