Dias estranhos... [update]


O vídeo acima está em inglês, mas se você prestar atenção nas imagens, poderá entender do que se trata. O estranho foi como cheguei a ele. Eu só queria ouvir "Strange Days", do The Doors.

Os dias estranhos nos encontraram
Os dias estranhos nos perseguiram
Eles vão destruir
Nossas raras alegrias
Nós temos que seguir em frente
Ou encontrar uma novo abrigo


Ficou mais estranho, quando por acaso ouvi os dois vídeos ao mesmo tempo - o passado e o futuro interagindo de formas diferentes. No primeiro vídeo, as ideias centrais:

Dias estranhos - O que dizer quando crenças sobre o universo não são baseados em um Deus eterno... Em 2012 foi descoberta a chamada "partícula de Deus", que ajudará os cientistas a descobrir a origem do universo.

Dias estranhos - Quando você pode baixar um produto em 3D e imprimi-lo no conforto da sua própria casa...

Dias estranho - quando pré-adolescentes e crianças (Geração I) crescem com a "pegada digital" e invertem os papéis de gerações passadas - sabem mais do que seus próprios pais - interrogam o mundo e usam os 5 sentidos, através do 'dedo na tela".

Olhos estranhos ocupam salas estranhas
Vozes anunciarão o seu cansaço
A anfitriã está sorrindo
Seus hóspedes dormem em pecado
Me ouça falar sobre o pecado
E você saberá que é mesmo assim


Vencemos as fronteiras do on-line, off-line, físico e digital, onde pais, amigos e parentes compartilham a mesma vida em redes sociais - às vezes, antes mesmo de uma pessoa nascer. A "Geração I" ensina adolescentes "velhos" a tirar de suas vidas os excessos, afinal, o mundo é apenas uma grande interface onde poucos professores estão capacitados para vivê-lo. Ao mesmo tempo que a vida segue sem professores para a "Geração I", pais incentiva-os entregando ao pequeno um smartphone como quem entrega uma chupeta. 

Os dias estranhos nos encontraram
E por suas horas estranhas
Ficamos sozinhos à espera
Corpos se confundem
Memórias são mal usadas
Enquando trocamos o dia
Pela estranha noite de pedra


Com acesso a dispositivos touchscreen e uma presença na mídia social a partir do momento em que nascem, a "Geração I" está cada vez mais fascinada por espaço, matemática, filosofia e física. Como resultado, estamos vendo a ascensão de profissões anteriormente destinadas para mentes previlegiadas.

Do mesmo modo, o que agrada a "Geração I", faz agradar as mães dos pimpolhos. Se agrada a mulher, consequentemente agrada os homens. No final, a grande consumidora é mesmo a mulher; Ela que geralmente faz as compras da casa ou influencia os homens, que por sua vez querem agradar as mulheres. Entramos em um roda de consumo. Você acha que "The Beatles" fizeram sucesso por quê? Reparem que nos vídeos antigos da banda, a platéia era quase totalmente de mulheres esgoelando. Musicas fofinhas, não?

A Veja Rio e outras revistas brasileiras, anunciaram um impresso interativo equipado com painel solar bem fino e leve, que permite aos banhistas carregar seus smartphones da praia. Quem promove é a Nívea Brasil: "Com a proteção do sol da Nivea você não precisa deixar a praia para nada, nem mesmo para carregar o seu celular"

Designers também estão aproveitando as fontes de energia orgânicas, tais como o vento, o sol e a energia cinética gerada pela interação humana.

Se a praia era um lugar onde a tecnologia era limitada, esses dias acabaram.
Você agora poderá ir para uma ilha deserta e não se sentir sozinho.

Dias estranhos...

[update] Recebi um convite para o lançamento do livro "Pense Bem - Ideias Para Reinventar a Vida”, do psicanalista Manoel Thomaz Carneiro, que acontecerá no próximo dia 11 na Livraria Argumento do Leblon. 

Por que vale o update? É que no livro, o psicanalista escreve, entre outros assuntos, sobre "A Síndrome Wi-fi"... "Pense bem", o que acontece quando a sua conexão cai? Fica triste, aborrecido (a)... Se não, ótimo! Pois tem quem entre em depressão quando fica sem conexão... rs.

Manoel Thomaz Carneiro escreve sobre a nova onda das pessoas se mostrarem sempre felizes e bem sucedidas nas mídias sociais, postando fotos de situações glamourosas. "Esse estado de euforia permanente não existe, é um fenômeno recente que tem a ver com a "Síndrome Wi-fi", de todo mundo conectado o tempo todo".

Entonces... se você entra em depressão quando fica sem conexão... Está no caminho para procurar um psicanalista...

69 comentários :

  1. Pois é Luma, tempos modermos. Modernos rápidos demais para nós. Gosto de tudo isso, mas está atualizando muito rápido, não podemos acompanhar ......
    E o futuro? Já chegou.
    Bom finde.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jô, não reclamo da tecnologia. Gosto bastante e facilita muito meu dia a dia, principalmente no trabalho, mas alguns lugares como a praia, onde vou para relaxar, ficará complicado com os aparelhinhos tocando e gente manuseando. Não terei mais a sensação de estar distante do escritório.
      Bom fim de semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  2. Esses avanços só nos trazem benefícios, mas que assustam, assustam. Até agora me custar a crer que fizeram uma impressora em 3D. Eu vi funcionando e quase não acreditei. Daqui a pouco farão tomadas em ilhas desertas... Beijos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Sérgio!!
      Não estranho a tecnologia e acho que ela veio para melhorar o nosso dia a dia, mas não podemos deixar que ela interfira em nossa ética, moral e privacidade.
      Os "Cientistas Estrelas" para chamarem a atenção do público para uma pesquisa sobre a origem do universo, foram longe ao envolver o nome de Deus no processo. Se conseguirem achar a origem do universo, acharão Deus?
      Quem usa a tecnologia em profundidade, tende a se sentir poderoso, pois o povo se deixa manipular. Veja por exemplo, o controle das informações virtuais dos cidadãos praticado pelo governo dos EUA... Dias estranhos! Eu quero a minha liberdade!
      Boa semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  3. Dias estranhos... Será?
    Tecnologia não tem limite, o que tem limite é o nosso conhecimento, as nossas escolhas e prioridades.
    Sabe Luma, me encanta estar no meio do Cerradão ou no brejo (leia-se meu cafofo rs)e de repente ter a possibilidade de estar cedinho ou de madrugada conectada com o mundo!

    Bom fim de semana p/ vc e família!
    E boa praia com tecnologia de ponta!

    Bjosssss.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me encanta ter a minha disposição a tecnologia no lugar que bem quero. Todo lugar que vou, estou com o meu smartphone, menos quando vou para a praia ou clube. Vejo muitas pessoas na praia com celular, mas usando parcimoniosamante para economia de bateria - na verdade, acho sem noção o uso de celular na praia - agora com o dispositivo para carregamento, me sinto invadida. Lógico que é prático, imagina viajar para um lugar e a energia acabar? Tendo um carregador solar, ficaria bem prático. O que acho estranho não é a tecnologia, mas o seu uso incorreto!
      Beijus,

      Eliminar
  4. Bom dia minha linda..
    Eita que saudade desse cantinho.. e desses textos maravilhosos, que você sempre nos presenteia.
    Eu não nego que sou fã de suas escritas, porque é impressionante a forma como coloca aqui os assuntos e os tornam tão fáceis de ler.. assimilar, não ficam cansativos e chatos..

    Menina.. quando lemos sobre a história do 1° computador, que chegava a ocupar uma sala inteira, é de arrepiar.
    A mente humana é incrível, porque a cada dia se renova, com invenções que nos surpreendem.
    A 50 anos atrás ninguém poderia imaginar que as coisas chegariam onde chegou. Bem que aquele desejo dos Jetsons está bem real hoje em dia né? srsr

    Gosto sim da tecnologia, acho que ela ajuda e muito essa vida corrida que levamos, mas também é por causa dessa tecnologia que nossas vidas se tornaram essa correria desenfreada, onde não temos mais tempo pra nada..

    Mas é impossível nos dias atuais nos vermos sem né? Ficamos como baratas tontinhas sem saber pra onde ir.. srsr

    Beijo minha linda.. e um sábado super especial viu?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Sheila!
      Ainda existem os grandes computadores, um deles está na puc-rio e foi através dele que foi possibilitada a descoberta do pré-sal. Mas não se comparam aos computadores portáteis do passado. O único eletrônico que continua crescendo são os televisores.
      Sheila, para não ficar perdidinha na web, já entro direcionada! :)
      Beijus,

      Eliminar
  5. É bem estranho ver tantas tecnologias, tantas modernidades. Por outro lado, numa fila de banco, esperar horas pois o raio do sistema emperrou e NENHUM é capaz de fazer nama mais manualmente, é ESTRANHO também,rs beijos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Chica!
      Noutro dia estava na farmácia e acabou a energia. Ficamos parados esperando a energia voltar. No passado, isso não teria acontecido... rs. Beijus,

      Eliminar
  6. Oi Luma!

    Fico encantada com o avanço da tecnologia. Mas sou lenta pra acompanhar tudo isso junto.

    Beijos

    Selma

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Selma!! Se você precisar, vai aprender! Se ainda não correu atrás, é porque não fez falta! Existem muitos excessos de coisas desnecessárias. Beijus,

      Eliminar
  7. É amiga Luma vivemos realmente em um mundo sem fronteiras, tem seus prós, mas infelizmente as nossas crianças esqueceram de brincar de boneca e soltar pipa... a maioria está sempre agarrada aos seus cels, notes e etc... Olá amiga vim vê as novi e adorei o evento BookCrossing vou esmiúça-lo :)e aproveito para te convidar para minha festa virtual dos meus 5.0 (Geração I kkkkkkk) o convite se encontra na Ilha. Beijos cibernéticos no coração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Lindalva!
      Por aqui as crianças ainda soltam pipa, brincam de bonecas... nesse sentido, vale um puxão de orelhas nos pais, os irresponsáveis que tiram a infância dos filhos precocemente. Acho que dar celular para criança por medida de segurança, tudo bem! Já que estamos em um mundo maior e mais perigoso! Mas precisa a criança conectada na internet? Bom senso é a palavra de ordem. No texto não reclamo da tecnologia mas do uso estranho que estão dando a ela!
      Beijus,

      Eliminar
  8. O tema nem era este: Dias Estranhos, mas, o assunto bem se encaixa. Estava atendendo um cliente, Ubiratan, e conversava sobre os grandes avanços da tecnologia e das ciências, e falei esta frase: "hoje, não temos como apontar um, apenas um, e único item como o mais extraordinário feito da ciência, e, fato que causa espanto e que traz estranheza para as pessoas." Desde um pequeno comprimido capaz de nos tirar a sensação de dor, até um foguete capaz de ir ao espaço, bem como, ouvir uma música antiga, saber uma noticia em segundo depois de o fato acontecer.. tudo isto, parece estranho, em dias estranhos, mas, normal e até longe do tempo que, como cantava Raul Seixas: "E todo mundo explica tudo Como a luz acende Como um avião pode voar" - Por que o que se pode explicar, é sim, menos estranho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adão, essa conversa deve ter rendido altos papos! As mudanças tecnológicas aconteceram rapidamente ou demoraram para acontecer? Até pouco tempo, tudo era manual e mais demorado. Uma carta demorava tanto tempo para chegar, por exemplo. Mas o problema não é a tecnologia, mas onde o homem está usando a tecnologia - principalmente na inversão de valores e na quebra da privacidade das pessoas.
      Beijus,

      Eliminar
  9. Querida Luma
    A evolução nos pensar e repensar nos prós e contras. O equilíbrio é a melhor saída. nada de excesos. A leitura dos seus textos me encanta tamanho o dinamismo da tua tessitura amada. Hoje venho te convidar para a nossa festa de comemoração. E ela está acontecendo porque você sempre se fez presente no meu espaço levando o seu imenso carinho. Deixo meu sincero agradecimento e te espero para mais esta singela celebração.
    Beijos com meu eterno carinho
    Da amiga de sempre
    Gracita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Gracita!
      Obrigada pelos elogios! Cheguei de viagem agora a pouco e logo mais vou lá saber da comemoração!!
      Beijus,

      Eliminar
  10. só ficamos longe do escritório ao estarmos diante de nós mesmos. Para isso, acredito que, exceto pelo endereço do mesmo, qualquer lugar basta :)... sobre o uso da tecnologia em si, tudo que a proxima geração tem potencial pra fazer é culpa da geração anterior, que foi quem criou a atual. No ontem estão certos indicios das respostas de amanha... e estamos no meio de um ciclo, de crescer e reduzir as coisas... questão de tempo. Bjojo =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Tony!! Não tenho essa facilidade! Se escuto uma chamada de telefone, logo remeto ao escritório. Em casa desligo tudo nos finais de semana! A vida on-line tem propiciado o desapego da vida off-line, talvez por isso a redução das coisas! Beijus,

      Eliminar
  11. Querida amiga

    E há muito tempo
    Einstein em sua sabedoria,
    já desconfiava
    que a tecnologia
    dominaria o homem,
    e vendo isso nos dias de hoje,
    temo ser este caminho,
    sem volta.

    Amar,
    é inspirar o mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! EStamos em um caminho sem volta e é melhor nos adaptarmos da melhor forma! Ainda não encontrei a fórmula, vamos ver até quando... rs. Beijus,

      Eliminar
  12. OI QUERIDA LUMA
    É amiga o tempo esta evoluindo rápido demais. Parabéns pelo texto.
    Muito bem colocado. Um feliz fim de semana. Um bj
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Ana!
      Acho que estamos no caminho, só precisamos de mais equilíbrio!!
      Beijus,

      Eliminar
  13. Às vezes toda essa tecnologia me cansa...
    Tenho tido tão pouco tempo para abraçar os amigos... o toque me faz muito falta.
    Passar para dar um oi no blog ou no face é melhor do que telefonar, este consome mais tempo...e nem sempre o temos disponível...mas ouvir a voz de uma pessoa amiga é tão bom, tão confortante...
    Acho que estamos evoluindo muito rápido intelectualmente mas para atingir o mesmo patamar (moralmente) ainda temos um longo caminho a percorrer!
    Bom final de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Tânia!!
      É verdade, pois agora temos que nos contentar com uma simples mensagem, o que antes valeria um bom dedinho de prosa com um café. As pessoas estão sem tempo? Acho que não. Elas estão gastando seu tempo com coisas desnecessárias...
      Já a intelectualidade no seu mais alto grau precisa de instruções. Muitas crianças passam o dia no computador apenas jogando ou lendo atualizações dos amigos no facebook. Isso não é vida!!
      Beijus,

      Eliminar
  14. O teu maravilhoso post (como todos!), fez me lembrar um documentário que vi há dias no canal "Odisseia" onde um comentador das tecnologias dizia que a civilização já foi longe demais para a nossa felicidade e bem-estar.
    Estamos em sintonia Luma.
    Além da falta da privacidade, a insegurança.
    Para pensar muito!
    Ótima reflexão
    Beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Manuela!
      Gostaria de assistir esse documentário, pareceu-me bastante interessante!!
      O facebook é uma máquina de invasão a nossa privacidade. As pessoas se sentem íntimas e publicamente fazem perguntas sem noção. Se não fosse o blogue, deletava aquilo!
      Beijus,

      Eliminar
  15. Luma:
    Um assunto para refletir...


    Um texto para ler com atenção.
    Bjs.
    Anny.

    ResponderEliminar
  16. Sim, dias estranhos, principalmente pra quem viveu outros tempos nos quais a era digital era uma promessa, e agora pode vivenciá-la. Essa geração, a maioria, usa a tecnologia apenas pra diversão, poderia extrair coisas melhores. Essa de baixar produto em 3D é meio complicado pra mim, preciso fazer isso ainda pra entender melhor, ou simplesmente entender.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Ruby!
      Essa moçadinha chega da escola e já entra no computador para jogar e facebookear, nada de investir no conhecimento. No outro extremo, temos os nerds que estão dominando o mundo. Se antes eles gostavam do conhecimento, agora mais ainda!
      Beijus,

      Eliminar
  17. Em minha opinião o termo Dias Estranhos adequa-se ao fato de vivermos uma era de novas criações mas alheados do que realmente se pode conquistar com essas obras, sim, Dias Estranhos mas em pleno dia escuro de Idade Média com muito ainda para criar e conquistar. Não me conformo que um mundo se diga evoluido quando existem crianças a morrer por falta de um bago de arroz.. e não, não me sinto hipócrita ao escrever isto, porque eu sei o que sinto e o que sou. Dias Estranhos, porque temos ferramentas e não as utilizamos para servir o próximo. Vivem-se de utopias pelo conforto que as mesmas fazem esquecer as realidades. Dias Estranhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O imprimir 3D caseiro é apenas um ligeiro passo do que um dia possa ser uma passada larga, quiçá, a humanidade queira utilizar essa ferramenta para imprimir, por exemplo, cartilagem celular, sim... está-se mesmo a ver... ou quiçá tanta tecnologia para implementar proteses oculares em invisuais... sim dias estranhos... porque todos esses chips são criados com a finalidade de, que valores mais altos se levantam (assim do tipo dolares), e com o som de pim pam pum cada bala mata um!

      Feliz final de semana para todos!

      Sejam felizes, saltem, pulem, brinquem, e amem muito!

      Porque um dia vivido hoje é menos um dia vivido amanhã ;)

      Eliminar
    2. Oi, Alezandri!
      Me entristeço com o "progresso" quando percebo que as pessoas mesmo com tanta evolução tecnológica, não evoluiram suas mentes. Na verdade, houve uma certa acomodação. Acho que a profissão de filósofo irá acabar e as pessoas não mais sentarão frente a frente para conversar "abobrinhas" - como dizemos por aqui, quando encontramos para falar descontraidamente. Nesses momentos é que a criatividade fica à flor da pele e as "tiradas" acontecem. Será que ficaremos robotizados, sempre com respostas prontas?
      Uau, você foi longe! Cartilagem celular? Próteses oculares? Nossa, se assim for, a maquinhinha vai é fazer sucesso com os carecas! :)
      Bom restinho de semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  18. Oi Luma
    Assusta um pouco tudo isso, as vezes percebo a falta de humanidade nas pessoas seria culpa da tecnologia?
    O que percebo os pais deixaram de ser heróis por não saber mexer em um computador, as conversar a tardinha quando todos estão em casa não se vê mais. Realmente são dias estranhos.
    Não consegui ver o vídeo meu sinal de net esta devagar quase parando, uma verdadeira tartaruga,paciência...rs
    Quanto a ilha, por aqui ainda tem algumas ilhas que a tecnologia passa longe, para você ter idéia, faz uns dois a três anos que temos sinal de celular aqui e somente da vivo, que mais parece morto.
    Achava uma delicia quando cheguei aqui, havia somente três carros, da policia, ambulância e ônibus escolar. Agora já mudou muito esta cheia de carros, motos enfim o progresso esta atacando até o paraíso...rsrsr
    Parabéns pelo post, gosto muito de ler seus post.
    Lindo domingo. Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Verinha!
      As pessoas só se emocionam quando acontece coisas ruins com elas. A compaixão é sentimento que poucos possuem, mas isso, desde sempre! Os pais pecam quando não conversam mais com os filhos. Muitos deles chegam para apontar defeitos. Vejo que muitas famílias não conversam por barreiras que o dia a dia impõe e daí é fácil culpar o computador. O problema existiria mesmo sem computador. Pais que não se culpam, também amam mais seus filhos e aceitam seus defeitos. Tem uma geração de pais que querem filhos perfeitos... quando a vida era rudimentar, será que tinham tantos parâmetros de comparação?
      Deve ser muito gostoso chegar em um lugar e vê-lo crescer...
      Beijus,

      Eliminar
  19. Em relação a tecnologias, uma geração sempre sabe mais do que a outra. Eu tive uma chefe que não sabia usar o vídeo cassete. Ela provavelmente não sabe usar o telefone celular hj em dia, o que para mim é besteira, pois a tecnologia vai deixando tudo mais fácil. Por exemplo, ontem tive dificuldades em usar um celular modelo antigo, com botões. E qdo me pediram para tirar uma foto com uma câmera com filme, há alguns anos, eu fiquei travada, não sabia o que fazer. Uma vez instalada a nova tecnologia, é difícil regredir. É algo como "vamos voltar a escrever cartas e usar máquinas de datilografar". Argh.
    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Patty!
      Você escreveu uma coisa bem certa, parece que a nova geração já nasce munida de todas as informações para a nova tecnologia que a acompanhará. Algumas coisas do passado, também não saberia como manusear! Beijus,

      Eliminar
  20. Li, fiquei pensando, refletindo. Tenho lido coisas diferentes (fora da net), assuntos que antes não me interessavam...são dias estranhos mesmo...mas vamos pedalando...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Patrícia!
      O bom é ler vários pontos de vista, para também formular os seus!!
      Beijus,

      Eliminar
  21. Luma,
    Sim, tudo pode parecer muito estranho, mas no passado, quando qualquer novidade enchia o mundo, outros também pensavam do mesmo modo -'tudo tão estranho', 'dias estranhos', mas estamos aí e o tempo acelerando, coisas acontecendo, o mundo girando, e vamos nessa, pois ficar de fora é que não dá mais.
    um grande abraço carioca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Beth!! Lembro de ler algo sobre a energia elétrica, que as mulheres não gostavam muito da claridade :) A questão não é o avanço da tecnologia e sim a falta de sincronia com as atitudes do homem, que ao meu ver, está andando para trás. Beijus,

      Eliminar
  22. Dias estranhos que, ao que parece, estão gerando um novo ser, uma espécie de simbiose entre o humano e a máquina. Trata-se de um novo mundo. Se admirável ou não, só o tempo dirá. Beijo e uma ótima semana para você.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Jens!!
      Também tenho essa impressão; as pessoas estão práticas e individualistas. Vamos ver onde chegaremos! :(
      Beijus,

      Eliminar
  23. Os dias estranhos ja não são estranhos a nós...Que bom, esta tudo certo. Atualizamos o estranho e ele se tornou familiar. Beijos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Cam!
      Vamos ajustando conforme a nossa necessidades, só não podemos deixar a máquina nos dominar!
      Beijus,

      Eliminar
  24. A Geração I está transferindo o amor pelo seu semelhante para amor pelas máquinas. E o ser humano na verdade está cada dia mais isolado. A prova são as muitas pessoas que são descobertas mortas em casa e que ninguém deu pela falta delas.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Elvira!! Como é triste constatar isso! Que horror morrer sozinho... Beijus,

      Eliminar
  25. Gosto da tecnologia, porém não sou refém dela! Se não dá para conectar, aproveito outras coisas. O que mais me assusta é as crianças ficarem o tempo todo em cima das tecnologias, viciadas nisso! E fora que que informação demais, não nos dá tempo de colocar idéias no lugar, ter opiniões e isso me deixa louca! Eu preciso de um tempo as vezes longe de tv e pc (note, celular etc) para descansar, relaxar e curtir a vida! rs

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Karina!
      Trabalho bastante on-line e a tecnologia me ajudou a dinamizar o meu tempo e facilitar o meu dia a dia, mas também não me tornei refém dela. Evito ter como diversão apenas redes sociais quando estou só. Não somente as crianças cometem erros. Estou presenciando adultos se comportando como deslumbrados on-line... rs.
      Beijus,

      Eliminar
  26. Ah... Como esses dias estranhos me deixam estranha... Não perco para a Geração I no quesito de ser totalmente "in" nessa interface... mas perco para os outros que não entendem o que está acontecendo...
    Estou dando um curso para professores da rede pública sobre as ferramentas virtuais e como elas podem nos ajudar a darmos aulas mais próximas da realidade dos alunos... Vamos ver no que vai dar...
    Como contrapartida ao "Dias estranhos" deixo como sugestão "Simple Life" do Casey Abrams http://youtu.be/x080uvwC66I...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Adriana!!
      Não sabia nada sobre o seu trabalho e fiquei feliz que ele esteja ligado às crianças. Entendo o seu posicionamento e não tenho nada contra a tecnologia, ao contrário. Ela me propicia ganhar tempo, realizar um trabalho melhor e nas horas de lazer, interagir melhor com as pessoas que amo!
      Adorei a música!! Obrigada!!
      Beijus,

      Eliminar
  27. Oie Luma; como tudo na vida, tem seu lado bom e seu lado ruim. Existem momentos que todo esse avanço tecnológico é maravilhoso e agradecemos demais; mas existem momentos em que gostaríamos de regredir no tempo. Mas faz parte.
    Boa semana! Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso aí, Lúcia!! O equilíbrio é tudo nessa vida!! Beijus,

      Eliminar
  28. Tenho alguns horários vagos na agenda rsrs. Sabedoria é a ordem do dia...deveria ser.
    Beijuuss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hehehehe bom saber!! Vou-lhe mandar uns deprimidos virtuais!! :) Beijus,

      Eliminar
  29. Penso que vivemos esses dias estranhos por muito tempo.
    Ficar conectada é viver antenada, por dentro da virtualidade, atualidade, mas ficar desconectada é viver.
    Não me desespero da desconexão, pelo contrário, me acho com um pouco de ETismo por ser assim.
    Luma, como sempre saio daqui em pensamentos.
    Um xero grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Ana Karla!
      Quando percebo que está sendo demais, dou um basta e tiro férias, tanto da vida on-line, quanto da vida off-line. O blogue para mim é puro relaxamento e consigo esquecer dos entraves do trabalho. E quando sinto que o marasmo on-line está se instalando, fujo das máquinas e dou um tbum no mar!! :) Beijus,

      Eliminar
  30. Como tudo na vida: há os dois lados...bom e ruim,rss

    Bacio!!

    ResponderEliminar
  31. Creio que o ideal seria um retorno ao passado,buscar a natureza,fugir das tecnologias e conexões que nos viciam e nos deixam dependentes.Por outro lado,não há como negar a facilidade de informação que temos hoje,a rapidez.Hoje em dia o estranho é aquele que não se conecta.bjs,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Anne!
      Podemos conviver com esses dois mundo de forma harmônica, sem deixar que um mundo interfira no outro de maneira negativa.
      Fico feliz em saber que os leitores do "Luz" possuem faixa etária bem diversificada. O meu leitor mais novo tem 10 anos e o mais velho 88. Está bom, não é?
      Beijus,

      Eliminar
  32. Boa tarde de terça feira!!

    Que a beleza que você tem seja sempre
    elogiada, pelo bons amigos e amigas que
    passam e deixam uma mensagem carinhosa
    Parabéns ser uma pessoa especial a todos e tenha
    sempre o carinho de minha amizade
    E que o dia dos namorados seja lindo a você
    Abraços
    Rita!!!!
    ¸.•°❤❤⊱彡

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Rita!!
      Você é muito gentil!!
      Beijus,

      Eliminar
  33. Passamos a vida toda com as mensagens de que temos que ter as coisas e ao
    envelhecermos devemos retirar os excessos.
    ?????
    Quando o sinal de wi fi "caiu" aqui em casa, dou uma surtadinha básica.
    mas quando tentei caminhar e ouvir musica com o fone de ouvido e tive um princípio de labirintite, desisti e fiquei só com o som dos carros passando.
    Adoro uma tecnologia, desde que ela faça bem para mim.
    beijos
    Zizi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Zizi!!
      Quando somos jovens queremos o mundo e com o passar dos anos, percebemos que não precisamos de muito para ficarmos satisfeitos. Ainda bem que isso acontece, pois paralelamente com o nosso amadurecimento, ficamos independentes financeiramente; gastar com inutilidade é não dar o devido valor ao nosso dinheiro. A tecnologia não foge disso! Para quê ter coisas inúteis e desnecessárias, só porque todo mundo está usando? Devemos pensar no que é melhor para nós e usarmos com felicidade!!
      Beijus,

      Eliminar
  34. Querida Luma
    Belo tema escolhido,belo texto.belos vídeos! É o mundo novo.Há tempos li num jornal francês uma notícia que falava de um idoso aposentado e que vivia só, num local isolado.
    Acompanhavam o artigo três imagens,com as seguintes legendas:A primeira mostrava o deserto com a sua casa e,por baixo, dizia: ISOLÉ. A segunda mostrava o senhor em casa, sentado no sofá à espera de nada e dizia. DÉSOLÉ. A terceira mostrava o senhor sentado junto de uma secretária,onde estava um computador. A legenda dizia: CONSOLÉ. E não tenhámos dúvidas de que,neste caso, este meio de comunicação foi extremamente útil para este idoso,que poderia passar o tempo a ler mas...não o fazia,não tinha adquirido esse hábito. Em tudo há vantagens e inconvenientes. Eu penso assim.À consommer avec modération.(como vem escrito nas garrafas de vinho).
    Parabéns pela postagem e obrigada pela partilha.
    Bom fim de semana
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Beatriz!!
      Desculpe somente agora vi o seu comentário e ele serve para muita reflexão. Onde estarão a prole dessa pessoa idosa, ou ela não teve tempo de pensar em ter uma, ou achou que da vida já tinha tudo... até onde vai a nossa autossuficiência? Hoje assisti uma parte de um episódio das "3 Teresas" enquanto zapeava pela tv e a Teresa mais velha, teve a vizinha falecida sozinha. Sua reação foi sair para encontrar gente! Não encontrou ninguém, pois o lugar em que pensou estaria cheio, estava às moscas. Jogou boliche feito uma louca e quando chegou em casa, estava os entregadores da loja de arcas fúnebres batendo em sua porta - erraram o endereço - veja a ironia do destino. O que a nossa Teresa fez? Em seu desespero, abraçou o entregador e disse: "Não quero morrer sozinha em casa". Acho que esse é um medo para ser enfrentado quando escolhemos o nosso modo de vida atual.
      Também gostei da sua partilha!
      Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor