A casa da Flor

A Região dos Lagos é um dos paraísos praianos desse planeta chamado terra.

Região dos lagos


Aqui também tem muito da História do Brasil e Histórias de Vidas que merecem destaques. A vida do Sr. Gabriel Joaquim dos Santos (1892-1985), é história exemplar para nós e nossos filhos e que merece ser repetida. Filho de um ex-escravo e de uma índia, nunca frequentou a escola e em 1912, ele começou a construir, com muita dificuldade, a sua própria casa na cidade de São Pedro da Aldeia.

Construída por inspiração de sonhos e devaneios, numa espécie de arquitetura espontânea: Gabriel foi fazendo sua casa com cacos de louça, flores partidas, azulejos quebrados, faróis e lustres de lâmpadas queimadas. Em suas mãos, o que era lixo virava beleza.

"...aproveitava o que não servia para mais nada, para ninguém, nem para os pobres. Só para a beleza. E assim nos revelou a beleza, a arte, como a última redenção possível das coisas sem serventia." (Ferreira Gullar)

Ao optar por metamorfosear o lixo em produto artístico, Gabriel, isolado num recanto da América do Sul, integrou-se num grupo inovador, que no início do século, na Europa, revolucionou, com as pesquisas de Picasso, Paul Klee, Braque, Kandinski, Miró e outros, os conceitos de arte até então vigentes.

Profundamente religioso, atribuía a Deus a realização da sua obra - ela era fruto de inspiração divina. Ele por sua vez, se incluiu, com sua única e poética obra, no seleto grupo dos "construtores do imaginário", artistas/arquitetos que fugiram dos padrões tradicionais e criaram formas ditas por uma fantasia liberta de modelos, uns de origem popular, como Ferdinand Cheval, na França; outros de origem erudita, como Antoni Gaudí, em Barcelona, ou Antonio Virzi, no Rio de Janeiro.


Arquitetura surreal, fantástica, insólita, orgânica, objeto de estudo e interesse crescente em cada pedacinho de caquinho adicionado. Apesar da dificuldade de enxergar, não parou de ornamentar o seu palacete até a sua morte em 1985, aos 93 anos.

casa da flor

Affonso Romano de Sant'Anna que escreveu: "E ali quase por um século, viveu um preto solitário, transformando a pedra em flor. Inutilmente. Ludicamente. Lindamente, com aquela pureza que só os iluminados têm... Com suas flores de pedra. Seu Gabriel inventava a primavera. A primavera possível."

casa da flor

Teve outros fãs ilustres; Ferreira Gullar, Alcides da Rocha Miranda, Ariano Suassuna, Carlos Scliar, Lélia Coelho Frota, Ítalo Campofiorito, Nise da Silveira, Carlos Byington, Zanine...

casa da flor

"O que é, não sei... Aí tem um mistério na minha vida que eu mesmo não posso compreender. Os homens fazem trabalho, mas precisam aprender... Um carpinteiro precisa aprender. Eu não aprendi com ninguém. Eu não tive escola. Aprendi no ar, aprendi no vento... Isso não é de mim. Deus me deu essa inteligência, vêm aquelas coisas na memória e eu vou fazer tudo perfeitozinho conforme sonhei (...) Eu quero os cacos porque dos cacos eu vou fazer as coisas para as pessoas se admirar, pra quê quero comprar uma jarra nova? Jarra comprada eu não preciso. Isso não tem graça (...) É Deus que resolve a dúvida. Sem Deus não dá, não tem nação, não tem país, não tem cidade, não tem nada. Precisa Deus" Gabriel Joaquim dos Santos (1892-1985)

Não se esqueçam do universo que existe no céu, que existe no mar, que existe na vida microscópica... mas não se esqueçam principalmente do universo que existe dentro de cada ser!

Somos universos insondáveis até mesmo pra nós, por isso o respeito para cada ser vivo!

E quando vierem para a Região dos Lagos, procurem os seus mistérios!

"...é sobretudo a vitória de um homem pobre sobre a banalidade aparente da vida, sobre sua condição de pobreza e necessidade." (Ferreira Gullar)

Sentadinhos? O nome de Gabriel Joaquim dos Santos foi emprestado para a Casa da Cultura de São Pedro da Aldeia como forma de homenageá-lo. A Casa da Flor ganhou um site... e em 1986, ela foi tombada pelo Inepac como patrimônio cultural. Só isso não basta! A Casa da Flor está em estado precário de conservação, apresentando rachaduras e  evidente descaso. Clama por restauração.

Inepac, Casa da Cultura, prefeitura e população de São Pedro da Aldeia, nada fazem!

"O Brasil é uma nação muito grande, precisa paz, precisa civilização, precisa educação. Precisa muito cuidado com o Brasil", palavras de Seu Gabriel.

108 comentários :

  1. Coisa boa de se ler, logo no início da manhã... Uma lição sobre como tratar nossos "dejetos". O lixo de uns é o tesouro de outros, não é mesmo?
    Um ótimo final de semana!
    beijo, menina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A história de vida do Seu Gabriel é um refresh para a alma, pois nos enche de esperanças e crença nas possibilidades. Por outro lado, o descaso desanima...
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar

  2. Querida amiga! Tem um SELINHO de
    20013, para você. Eu já ia lhe dar, só estou
    enviando a prestação, por causa da quantidade de
    seguidores. Não tinha esquecido não.
    É apenas um símbolo de nossa amizade
    Que a cada dia mais se consolida.
    Basta ir ao “campo” no lado direito do
    Meu Blog. e o achará em “selos para
    Os amigos”. Não tem códigos, basta salvar
    Em seus arquivos e colá-lo no “Campo imagem”
    Do Layout do seu Blog.
    “ESTE BLOG. É OURO”, é o título deste novo
    Selinho. Obrigado por ser minha amiga.

    Beijos de luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    POETA CIGANO – 19/01/2013

    “Poesias do Poeta Cigano”

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    Macaé – Rio de Janeiro – Brasil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por avisar, Carlos!
      Depois vou lá.
      Beijus,

      Eliminar
  3. AH!!!! este post eu AMEI Luma querida.
    Já conhecia esta história, mas contada do seu jeito ficou uma delícia de ler e "ouvir".
    Fez meu dia nascer feliz!!!
    Beijo grande.
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Cosquerídia!!
      Adoro histórias de pessoas reais!! :)
      Beijus,

      Eliminar
  4. Amei a história do sr. Gabriel...
    Oxalá a Prefeitura de São Pedro da Aldeia dê a devida atenção a esse patrimônio. Faço votos que sim!!!
    abs,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entraram em contato comigo, Francy!
      Chamaram-me para conhecer o trabalho que o atual prefeito pretende fazer no local aprimorando a visitação pública, instalando banheiros e restaurando a casa. Boas novas!!
      Beijus,

      Eliminar

  5. Querida amiga Luma ! Tem um SELINHO de
    20013, para você.
    É apenas um símbolo de nossa amizade
    Que a cada dia mais se consolida.
    Basta ir ao “campo” no lado direito do
    Meu Blog. e o achará em “selos para
    Os amigos”. Não tem códigos, basta salvar
    Em seus arquivos e colá-lo no “Campo imagem”
    Do Layout do seu Blog.
    “ESTE BLOG. É OURO”, é o título deste novo
    Selinho. Obrigado por ser minha amiga.

    Beijos de luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    POETA CIGANO – 19/01/2013

    “Poesias do Poeta Cigano”

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    Macaé – Rio de Janeiro – Brasil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eita, acho que o seu comentário duplicou :)
      Mais bejuzinhos para você!!

      Eliminar
  6. Gostei muito do texto sobre a Casa da Flor e o "seu" Gabriel. Me fez refletir imediatamente sobre as nossas dores cotidianas e como nos prendemos a elas. Algumas pessoas nascem com tanta coragem que são capazes de viver 93 anos sem se prender a nenhum medo. Apenas vivem e deixam um legado de liberdade, amor, mansidão, domínio próprio e brandura.

    Obrigado, Luma. You made my day. (em inglês fica mais bem dito)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Roberto!! Muitas vezes fazemos um cavalo de batalhas por coisas tão pequenas e temos coisas maiores para gastar energia e não fazemos! O Seu Gabriel com idade avançada, não deixava de lado os cuidados com a sua casa. Sua jóia!!
      Obrigada você!! Beijus,

      Eliminar
  7. Luma!

    Mais um texto "imperdível"! A história do Sr. Gabriel já era conhecida, até mesmo através da TV, mas contada por você, ficou com jeito de "quero conhecer mais". Eu conheço mais ou menos bem a belíssima Região dos Lagos, conheci, há muitos (muitos mesmo) anos São Pedro da Aldeia, numa época em que ainda não se dava o devido valor a obras de arte do tipo da que o Sr. Gabriel nos deixou. Mas lembro da casa "estranha", "sem estilo", ornamentada com milhares de caquinhos de cerâmica, louça, porcelana, o que caísse nas mãos desse ser iluminado que ainda não era conhecido, não havia sido elevado à categoria de artista.
    Mais uma deliciosa leitura proporcionada por você, para enriquecer uma manhã de sábado. Obrigado!

    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Zeca!! Quando mudei para a região, as pessoas ainda não viam a casa como uma obra de arte. Foi apenas depois que o Seu Gabriel morreu. Ele também não gostava muito de intrusos dentro da casa e as pessoas só podiam apreciá-la por fora.
      Bom Sábado para você!! Beijus,

      Eliminar
  8. Oi Luma. Fiquei tocado com essa matéria, principalmente pelo depoimento do sr. Gabriel. Que exemplo de homem, de criatividade, de espírito solto, desapego! Ele é um modelo que não deve ser deixado de lado e sua única criação estará lá a nos maravilhar. obrigado por me fazer sabedor desta história. Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele sonhava com essa casa e correu atrás desse sonho. Uma grande lição, realmente!! Obrigada você!! Beijus,

      Eliminar
  9. Que historia linda! Fez muito bem em postar aqui!
    Isto é um banho de cultura!
    Bjusssssssssss

    ResponderEliminar
  10. Essas fotos da regiao dos lagos me dão ate um clique no coração: ai que vontade de mudar para um lugar desses!!!! Quanto a Gabriel, nao conhecia essa historia. Que beleza, nao me lembro de ter visto essa casa em Sao Pedro Da Aldeia, tb pouco lembro de la, ou mesmo de Cabo Frio. Deve ter uns 20 anos que nao passo por esses lugares lindos, que pena!!! Hei de corrigir esse erro gravissimo!
    Adorei conhecer a historia de Gabriel e da casa da flor. Parece ele do grupo dos outsiders, um movimento de arte dos anos 80, Inglaterra. Parece tb com o pessoal da Dra Nise da Silveira. Gente que sonha e faz, sem fronteiras, sem censuras, como obra divina sim. Direto com o criador. Vai dizer que não? Claro que não. Bjos querida!!! Vou postar esse texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A região é muito bonita! Temos uma natureza diversificada e com muitas espécies raras, tanto no mar quanto na terra. Tem acompanhado as novas descobertas?
      Obrigada por partilhar, Camille!!
      Beijus,

      Eliminar
  11. Querida Luma:
    É muito bela a história que nos conta e,ainda por cima,verídica.Há homens de uma Fé inabalável que sabem que,com a ajuda de Deus,tudo é possível.Não há dúvidas de que«o sonho comanda a vida».
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Beatriz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A fé faz o homem acreditar mais em suas realizações. Viu o Seu Gabriel? Ele acreditava que Deus aparecia em sonhos para lhe dizer o que era para fazer ou muitas vezes ele se deitava e não dormia, ficava pensando, arquitetando a sua casa :) Uma graça!! Beijus,

      Eliminar
  12. Isso é a prova de que existem homens bons não só no que pensam mais em tudo que fazem. De que as pessoas não precisam de riquezas para serem bem sucedidas em suas metas e objetivos.
    Linda história!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Daiana!! Nessa vida todas as vaidades perecem!! Beijus,

      Eliminar
  13. Gostei da história de vida do Sr. Gabriel. Acho que tem alguns pontos em que a sua história se parece com a minha, pelo menos no que respeita ao aproveitamento de materiais considerados inúteis para construir algo criativo e também na forma de aprender partindo do nada.
    Bem... na verdade, o que eu quero dizer é que me senti muito pequenino perante a sua grandeza de alma e criatividade e que gostaria de ser como ele foi...
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José Alexandre, só o fato de você reconhecer o trabalho alheio e achar que ainda tem muito que aprender, denota inteligencia. Você é também grande e o tempo todo coloca suas habilidades à mostra e nos faz conscientes de que precisamos aprender muito! Obrigada pelo gentil comentário! Beijus,

      Eliminar
  14. Luma,

    Eu passei anos de minha vida indo para algumas cidades litoraneas: Rio das Ostras, S Pedro Aldeia, Buzios, B S Joao, Iguabas. Vi muita coisa, mas pelo visto nem tudo.

    Obrigada por compartilhar, fiquei curiosa, a proxima passagem por lá, vou tentar conhecer. Irei ao site indicado agora.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas sempre será tempo de conhecer mais :) E quando vier por esses lados, avisa!! Beijus,

      Eliminar
  15. Uma bela história .
    A região dos lagos é uma preciosidade e aaas histórias das pessoas vivificam o que há de melhor. É lamentável o descaso pela manutenção do patrimônio histórico.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Norma, não preservar o patrimônio cultural denota falta de educação. Papai do céu fez sua parte e agora o resto é com o bicho homem!! Beijus,

      Eliminar
  16. Morri de vontade de conhecer o lugar, pelas obras, pela história e pelas belezas. Lindo, Luma. Um abraço!

    ResponderEliminar
  17. Com muitos parentes em Macaé e tendo frequentado Rio das Ostras por algum tempo, não tinha como não conhecer Casa da Flor em S. Pedro da Aldeia. Houve uma época em que o Seu Gabriel era muito popular, mas acabou virando "notícia morna"

    Espero que a comunidade de S. Pedro da Aldeia não deixe a obra dele virar notícia morna, também. Ou a Casa da Flor vai acabar morrendo, como seu Gabriel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, conheceu o Seu Gabriel? Acho que as pessoas que não valorizam é porque são ignorantes... vamos ver o que o atual prefeito irá fazer. A assessoria já entrou em contato comigo e segunda-feira tenho uma reunião. Não queremos que a casa venha a chão. Beijus,

      Eliminar
  18. Já conhecia a Casa, adoro a Região dos Lagos.
    Você fez uma escrita linda sobre o Sr. Gabriel e a Casa da Flor. Vou levar para meu Face, ok?
    Todos precisam saber.
    Obrigada.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Jô!! Fui lá e não achei :) Bom que conhece a Casa da Flor e pode apoiar a campanha para a sua restauração. Logo mais estarei veiculando a petição on-line. Beijus,

      Eliminar
  19. Uma razão para viver é o que nos basta,tratar do tempo,da nossa vida sem se desesperar com o amanhã. Bela lição nos deixou o Sr.Gabriel que do pouco fez muito.

    Saudade daqui,vim e sair bem melhor do que entrei.

    Gemária Sampaio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gê, quanto tempo!! Achei até que tinha parado de blogar. Bom que veio, eu tinha perdido o seu link depois que formatei meu notebook.
      O Seu Gabriel tinha motivos para viver. Não vive bem quem não tem motivos para viver.
      Beijus,

      Eliminar
  20. Muy buena reflexión. Gracias por compartirla.
    Saludos
    David de observandocine.com

    ResponderEliminar
  21. Que bom vir aqui ao paraíso tropical!

    Saudades e uma boa semana.


    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom que veio, Ana!! É sempre bem-vinda!!
      Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  22. Nossa Luma que linda matéria..
    Que história de vida né?
    Imagino quanto amor foi colocado em cada pedacinho de azulejo.. de vidro.. de tijolinho..
    Homens assim nos ensinam com sua história que o que realmente se precisa pra ser feliz e realizado é ter amor pela vida e pelo que se faz..
    Parabéns pelo post, lindíssimo..

    Beijos e uma semana incrível viu?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Seu Gabriel era uma pessoa amável e zelava muito por sua casa. Mas acho que o pessoal da cidade não valorizou, até me disseram uma vez que os arrogantes são mais respeitados. Vai saber!! :) Beijus,

      Eliminar
  23. Luma,

    Que triste saber que um patrimônio cultural está sendo relegado, principalmente com tantos editais que preveem a recuperação do patrimônio cultural. Linda a história, linda a casa, lindo o conceito elaborado há tanto tempo, sem sombra de dúvidas o Sr, Gabriel foi um homem frente ao seu tempo.
    Imperdoável tal situação de perda histórica estar ocorrendo.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Cissa! Os patrimônios culturais no Brasil, apesar dos editais chamando empresas para participarem de restaurações é insuficiente. Pouco dinheiro é destinado e as empresas pouco capacitadas. Beijus,

      Eliminar
  24. Espetacular! Justamente por cada um ter seu universo, o que foi idealizado por Gabriel é tratado assim, como se fosse um punhado de coisas esperado que o tempo dê o destino que aquele havia decidido negar / mudar.

    Otimos dias, bejos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pena!! Se esperar que o tempo dê destino, a Casa da Flor vai ruir abaixo! :( Beijus,

      Eliminar
  25. Que coisa linda de se ler...

    Grata pela partilha, Luma.

    Bjo :)

    ResponderEliminar
  26. Obrigada pela beleza do post!

    Boa semana

    ResponderEliminar
  27. Luma!

    Que texto lindo e a história mais ainda! Não conhecia e fiquei fascinada pela casa!!!!

    Pena que muitas vezes as autoridades das cidades não valorizem isso!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pena mesmo, Karina!! As pessoas deveriam exigir mais atenção. Beijus,

      Eliminar
  28. Que lugar lindo, um dia eu também vou passear aí. Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vem sim, Roseane!! Quando vier, me avisa!! Quero te conhecer!! Beijus,

      Eliminar
  29. Beleza e sabedoria dentro dessa postagem.
    Gostei demais do que lí.É necessário cuidar melhor do que é nosso e parece que nunca é o bastante dizer isso.
    *Grande abraço,bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bergilde, se pensarmos bem a construção não é tão antiga perto de todo o patrimônio cultural que você vê praticamente todo dia aí na Europa. A construção da Casa da Flor é rude e por isso mesmo merece uma maior atenção. Beijus,

      Eliminar
  30. Olá.
    Gostei muito do seu blog, parabéns.
    Sempre que possível estarei passando por aqui.
    Até mais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Seja sempre bem-vindo!! :)

      Eliminar
  31. Nossa que lugar lindo. Já tinha ouvido falar mas nunca imaginei que fosse assim.
    Big Beijos

    ResponderEliminar
  32. Coisa mais linda Luma! Coisa linda!
    Esse homem é um poeta que soube concretizar a poesia da vida na beleza da arte, na materialização dos sonhos.
    Não conhecia. E sempre aprendo tanto contigo. Vou pesquisar na net. Fiquei fascinada.
    Belo. Belo
    Um enorme e terno abraço querida amiga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A começar pelo nome que deu a sua casa, não é mesmo?
      Coloque no google imagens e verá mais beleza!! :)
      Beijus,

      Eliminar
  33. Linda história.
    O lixo se transforma e embeleza enchendo os olhos de esperança.
    Xeros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Ana Karla!! Tudo o que o Seu Gabriel tocava com as mãos virava beleza!! Xeros!

      Eliminar
  34. Paraíso com P maiúsculo hein, Luma?!? Lindo lugar e lindo tudo isso que vem nas entrelinhas desta postagem... Perfect!!! Beijos, guria e ótima semana pra ti!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fred, ótimo que tenha gostado!! É um amante da arte e da alegria. Infelizmente falta sensibilidade para as autoridades locais. Beijus,

      Eliminar
  35. Luma, aqui nas MG também temos uma casa nesses moldes, de pessoa que se dedica, que sonha, que tem prazer nas coisas simples.
    http://mosaicosdobrasil.tripod.com/id128.html e http://divirta-se.uai.com.br/app/noticia/arte-e-livros/2013/01/15/noticia_arte_e_livros,139599/abandono-das-autoridades-faz-casa-de-cacos-de-contagem-perder-brilho-q.shtml
    Inclusive o primeiro link faz menção a esta casa de São Pedro da Aldeia. No caso da de MG o que é um dó é o descaso das autoridades, que compraram a casa e agora a deixam sem manutenção.
    A figura do Sr. Gabriel Joaquim é muito linda, sua simplicidade e desconhecimento de quase tudo valoriza muito sua obra. A vida é isso, ser simples, amável, acreditar no que queremos e conseguir realizar nossos sonhos.
    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fui nos links que indicou, Lúcia!! Obrigada, não conhecia! Talvez seja pela simplicidade da obra e complexidade do imaginário do Seu Gabriel que sua obra seja conhecida. Achei que faltou rustidez nessas outras, com os azulejos mais alinhados!! :) Beijus,

      Eliminar
  36. Oi Luma, é a Vi, fiquei emocionada com a historia desse artista e suas sabias palavras.
    Talento não se aprende, nasce com a gente.
    Boa semana,beijos,Vi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Vi!! Nascemos com o talento. O tempo só faz apurá-lo.
      Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  37. Oi Luma,
    Ficarei atenta na próxima vez que eu for para aquelas bandas.
    Nunca parei em São Pedro da Aldeia. Sempre passei ao largo...
    Fantástica história!
    Obrigada.
    Beijão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Beth!!
      Deixei resposta para o seu comentário lá no dihitt... acho que fica mais fácil você ler por lá! :)
      Obrigada você!!
      Beijus,

      Eliminar
  38. Belas fotos, Luma; belo texto e bela história. Muito bom post! Boa semana, amiga.

    ResponderEliminar
  39. Olá, Luma..:))

    Você disse que em 1986 a Casa da Flor foi tombada pelo "Inepac"= Instituto Cultural do patrimôio Cultural, e está em estado precário de conservação, consequentemente, não estão cuidando do patrimônio tombado. Eu acho que o Brasil nunca cuidou bem dos seus patrimônios, sempre acaba virando sucata, até que ninguém mais quer, daí..vem a privatização, e ficam xiando de que estamos vendendo o nosso patrimônio..ehehe..:))
    Hum..se vocês ainda não perceberam isso, fiquem atentos, pois, logo perceberão,gritar só não adianta, temos que bradar aos quatros ventos..ehehe..:))
    Ótemo e ótima semana!!
    Fui, a big hug and tachauzinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Elena!!
      O Brasil atende a parte burocrática muito bem, mas na hora de colocar a mão na massa não temos técnicos competentes e isso é em qualquer área.
      Quanto a privatização, ainda não vi a privatização de bens culturais e sim de patrimônio público. Bem, não sou contra a privatização quando a manutenção gera ônus para o Estado e não estou gostando do que querem fazer com o Maracanã.
      Estou gritando, Elena... e já estou colhendo reação. Vai ver!! :) Beijus,

      Eliminar
  40. Ai Luma, que delícia de história! Quanta simplicidade, beleza, talento e inspiração juntos! Que Deus abençoe o Sr. Gabriel onde ele estiver! Aliás, ele deve estar num "ceú" de cacos e flores em harmonia...
    Obrigada por compartilhar conosco essa preciosidade.
    Bjs,
    Aline

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seu Gabriel certamente está em um lugar muito bom, onde ele estiver!! Ele foi abençoado em vida com um mente criativa e talento para colocar a sua criatividade em prática. Céu de cacos e flores... adorei isso!!
      Obrigada você!! Beijus,

      Eliminar
  41. História linda do lugar e das pessoas!!
    e fotos maravilhosas. Deu vontade de ir visitar.
    Obrigada pela dica ;)

    Boa semana, moça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda mesmo, Silvia!! Infelizmente as imagens não faz jus ao lugar. Bora vir conhecer!! Engraçado que quando fazia o texto, me lembrei de você. Acho que o Seu Gabriel, por amar tanto sua casa, gostaria que seu corpo fosse enterrado junto à casa, como se fazia no passado. Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  42. Como Gabriel, muitos artistas anônimos ainda estão para serem descobertos por esse nosso país afora. Gabriel foi visto e reconhecido, porque construiu e expôs sua obra no trajeto por onde turistas do mundo todo passa. Mesmo assim, sua obra corre o risco de deteriorar-se no tempo, sem que os olhos dos governantes, ou uma ONG preserve essa magnífica obra, criada pela genialidade desse "Arquiteto de Deus", como ele próprio disse: "Isso não é de mim..."! Boa semana, Luma. Bjos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho certeza que existem muitos artistas anônimos, felizes por assim estar e felizes por estarem fazendo aquilo que gostam de fazer. Não acho que o Seu Gabriel tenha realizado o seu trabalho, pensando em reconhecimento. Mas se esse aconteceu em vida, foi uma satisfação a mais. Nem mesmo ele acreditava em tanta euforia em torno do seu nome. Independente do que vai acontecer com a casa, em vida ele se realizou, mas não é certo deixar que a casa vire ruínas. Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  43. Que história linda, Luma
    Obrigada por me fazer conhecer.
    Uma linda semana para você.
    bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda não? Não precisa agradecer, Elisa!! Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  44. Belíssimas imagens. Paradisíaco mesmo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vem conhecer pessoalmente, Kinha!! :)

      Eliminar
  45. Gostei das imagens deste post. Venho convidar a visitar o
    meu blogue http://sinfoniaesol.wordpress.com
    que acaba de completar um ano.
    Beijinhos
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Irene!!
      Acho que já conheço o seu blogue mas no blogspot.
      Mas vou lá conhecer na versão wordpress.
      Beijus,

      Eliminar
  46. Olá, Luma..:)
    O post sobre música, deixei as três músicas que descobri esses dias, mas, vou deixar aqui também, e vou testar se no seu comments funciona os links em html, se funcionar é só clickar no link que será levado à página,ok?


    01- Generationals - Lucky Numbers
    02- NickelBack Gotta Be Somebody (legendado)
    03- Eleana (piano solo version) Richard Clayderman

    A big Hug and Tchauzinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Elena!! Achei que estava ficando doidinha... eu jurava que tinha visto os links no player... rs. Deixei comentário na outra postagem. Ouvi todas as suas indicações e gostei demais de Eleana!! Muito bom gosto!! Beijus,

      Eliminar
  47. Oi Luma,
    Bem Brasil isso,às vezes eu tenho a impressão que esse país só se importa com o que lhe traz algum retorno financeiro.
    Tem muita gente que faz arte na rua e não é reconhecida,muitas pessoas que escrevem lindamente e não tem espaço para mostrar o trabalho,pessoas que se escondem nas histórias do cotidiano.
    Incrível como não há investimento para o que realmente importa,mas pro que os governantes acham que vai lhes trazer algum retorno.Absurdo!
    Uma ótima semana,abraço,=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não tenho a impressão, Suellen... eu tenho certeza! Os prefeitos não querem consertar nada, pois o que está feito não gera montante de gastos. Se a casa do Seu Gabriel ficasse em lugar valorizado, certamente seria desapropriada. A casa pode gerar muito lucro e não acho que o prefeito não enxergue isso. Mas é que ela precisa de uma infra-estrutura de apoio ao redor. Vamos ver se o prefeito vai cumprir o que me prometeu! Beijus,

      Eliminar
  48. Li o post do início ao fim e me trouxe algo tão bom! Uma sensação de arte e conteúdo, mas com dois ingredientes fundamentais: simplicidade e poesia. O que mais gostei foi o reconhecimento de Gabriel do dom de Deus no que ele fez. Lindo! Já tinha ouvido falar de Cabo Frio mas não da Região dos Lagos. Estou ávida em visitar. Quando tiver um tempinho, me dá a dica do "canto" mais quietinho dessa região? Onde a gente possa conviver com o povo local, e ouvir junto com eles o silêncio da região? Beijos, Paula

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Paula!! Você captou a essência do Seu Gabriel!! Ele era simples e espontâneo, tal como a sua arquitetura!
      Cabo Frio é a principal cidade da região dos lagos ou melhor, é a maior. Venha visitar! Hum... só não vai ouvir o silêncio essa época do ano! Estamos nos preparando para o Cabo Folia!! :) Beijus,

      Eliminar
  49. Texto e imagens maravilhosos.

    ResponderEliminar
  50. Querida amiga

    Palavras
    e fotos
    que nos fazem
    sentir o perfume
    da vida diante de
    tanta beleza.

    Que todos os dias
    os sonhos nasçam em ti,
    como nasce o sol pela manhã...



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda poesia, meu amigo!!
      Obrigada por ela e pelos votos!!
      Boa semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  51. OI LUMA!
    QUE PENA ESTAR SE DETERIORANDO UMA OBRA DE TAMANHO VALOR.
    A CASA É UM PRIMOR, SABENDO-SE DE SUA HISTÓRIA, ELA FICA MAIS INTERESSANTE AINDA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Zilani!! Quando soubemos que a Casa da Flor foi o trabalho de uma vida toda e essa vida dedicada à deixá-la bela, todo o seu valor se materializa nos sentimentos manifestados nos corações das pessoas que a visitam.
      Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  52. Linda história, linda sabedoria do sr Gabriel..

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Grazi!!
      A sabedoria do Seu Gabriel se manifestou em toda a sua história de vida!!
      Beijus,

      Eliminar
  53. Oiu, Luma!
    Adorei saber sobre este homem simples e sábio, Sr.Gabriel.
    Sempre que vou a região dos Lagos procuro descobrir coisas novas e da próxima ida vou lembrar-me desta tua indicação. Afinal, a região não é só feita de praias como muita gente pensa e usa.
    beijos cariocas



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale a pena conhecer, Beth!!

      Eliminar
  54. Oi Luma,
    eu sabia há tempos da existência da Casa da Flor e de seu criador, mas desconhecia os detalhes que vc narrou: a importância e reconhecimento duma expressão arquitetônica inovadora, criativa e romântica em sua essência,nascida das mãos e da genialidade dum homem simples e único.
    Há sim, muitas belezas por este nosso Brasil afora, naturais e construídas que não merecem o descaso que sofrem.
    As fotos estão maravilhosas. Me deu uma baita saudade!
    Bjos,
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A arte do Seu Gabriel é pura, espontânea... vemos a beleza, mas como leigos não imaginamos o valor dentro do contexto artístico e o que isso pode significar para a humanidade, no sentido da demonstração da sensibilidade do artista, afinal, ele interagia com o meio - a casa foi o resultado do que ele vivia naquela sociedade. Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor