Posse responsável - Castração

Luma com amigos

Podemos julgar o coração de um homem pela forma como ele trata os animais (Immanuel Kant)

Quando fui convidada pela Luma para publicar sobre Castração, aceitei imediatamente; porque como ativista dos direitos dos animais, protetora independente e criadora de cães, acredito na esterilização como solução para proporcionar qualidade de vida para nossos animais de estimação. Com vivência de mais de 20 anos, não com um, mas com vários animais ao mesmo tempo, tenho uma experiência que me fez aprender que a esterilização (castração) oferece muito mais benefícios do que malefícios.

Esterilização é controle de natalidade, qualidade de vida e por vezes uma acréscimo de sobrevida na terceira idade do seu animal de estimação. O assunto é vasto e tentarei não esquecer de nenhum ponto importante. Mas quero lembrar que não posso dizer sobre a parte clínica, isso cabe ao profissional, o médico veterinário.

Então vamos lá...

Sou Cintia Fumagalli, os amigos me chamam de Tin. Tenho uma profissão que, por vezes me permite atuar juntamente com o médico veterinário em tratamentos dentários de nossos 'pets'. Junto aos cães tenho um trabalho sério e respeitado com reconhecimento internacional, na criação de cães da raça Collie de pêlo longo. Meu Canil Fairieland existe desde 1995 e minha lida com cães e gatos vem de infância. Paralelamente participo ativamente da proteção animal, sendo assim, sou responsável por muitos cães que tirei das ruas, ou ainda por alguns dos quais sou 'madrinha'.

Em minha casa tenho 27/29 animais, número que muda conforme a necessidade, porque sempre pode aparecer um resgate na próxima esquina... Não é que eu ande por ai buscando animais para resgatar, é que infelizmente, eles aparecem aos montes e, mesmo sendo independente (não sou ONG, não tenho ajuda finaceira de ninguém) eu faço o que posso para ajudar um animal carente. Esse talvez seja o principal motivo para eu alegar que castração é importante, controle populacional é necessário e, vou afirmar que é uma prova de amor!

Quem prestar atenção pelos lugares que caminha todos os dias sabe do que estou falando, a população de animais, entre cães e gatos, que vagam pelas ruas do país é enorme. E, o que acontece é que muitos não tem donos, outros já tiveram lares ou, pior ainda, tem proprietários ausentes e, a maioria não estão esterelizados!

Esses animais que estão na rua, quando entram em períodos fertéis - chamado cio, acabam gerando filhotes durante o ano todo. Um cão por exemplo, é responsável por várias ninhadas pois ele pode acasalar todas as fêmeas que encontrar no cio e, por sua vez, fêmeas entram no cio duas vezes ao ano, gerando uma média de 8/10 filhotes por cria, e gatas podem ter cio a cada três meses. A população cresce muito além do controle de natalidade que é realizado (com muito trabalho e suor por parte dos protetores) e para piorar, o controle feito pelas autoridades não é o mesmo em todas as regiões do país.

Certamente existem mais animais do que lares para acolhê-los e, muitas vezes as autoridades da saúde realizam a eutanásia em massa, sacrificando animais saudáveis porque estes estão vagando pelas ruas e, o pior é que nem sempre o sacrifício em massa é realizado de maneira digna, há formas realmente cruéis utilizadas para a eutanásia em massa, entre elas, asfixia, afogamento, choque, paulada, esmagamento e outras muitas que, tenho certeza sua mente é incapaz de articular! Fato é que, o controle populacional feito via esterilização é dígno, seguro e, esta em nossas mãos, os tutores. Porque as autoridades não costumam controlar população com cirurgia, mas sim com eutanásia.

O Brasil tem a segunda maior população de animais de estimação do mundo, segundo pesquisa, só perdendo para os Estados Unidos da America. Infelizmente, a posse responsável não é praticada por todos os proprietários de cães e gatos, o que torna de responsabilidade dos mesmos cerca de 90% dos animais que vagam pelas ruas, vivendo no abandono e sobrevivendo a fome e maus tratos.

Um dos maiores e mais fortes fatores para se realizar a esterilização é controlar a quantidade de animais abandonados e sem lares. Não é porque você cuida e ama seu 'pet' como fosse seu filho que, os outros amam também. As pessoas, em geral, não pensam mais adiante quando deixam seus animais de estimação terem uma cria; elas não imaginam que existe a possibilidade daquele filhotinho que ela viu nascer e fez questão de criar com tanto amor e cuidado, ser adotado por alguém que, mesmo sem querer, deixou ele solto por ai (um tutor não tão responsável talvez)... escapou, pegou cria e... e agora?

E agora, a ninhada não é desejada? Não é preciso dizer que , essa ninhada indesejada corre o sério risco de ser jogada fora, juntamente com a mãe, desovada em uma esquina qualquer, talvez passando o problema para alguém de coração mole e na pior hipótese, passando uma futura geração daquele seu amado cãozinho para o descaso e abandono!

Você consegue conviver com essa possibilidade? Penso que não. Se você realmente amar seu animalzinho, não vai querer que ele tenha filhotes e que os filhotes sofram nessa vida. Para isso tem solução, é o que chamamos de posse responsável, que incluí a esterilização como prevenção para evitar o sofrimento de futuras gerações.

Por uma ideia errônea, as pessoas acham que os animais tem que acasalar ao menos uma vez, ter uma cria. Isso não ajuda em nada, já esta provado que não evita câncer, não evita problemas comportamentais, na verdade não evita nada.

Por outra ideia errônea, tem pessoas que acreditam que animais precisam, querem, necessitam 'transar'... POR FAVOR, preste atenção no que vou afirmar agora, é embasado cientifícamente, animais só acasalam no CIO, que é exclusivo de fêmeas. O cio é o sangramento que elas tem no período fértil e os odores hormonais chamam os animais a procriarem. Com excessão de alguns macacos e o bicho homem, que acasalam por prazer, outros animais acasalam para perpetuar a espécie. Não há a sensação de prazer sexual no ato, eles não sabem o que é isso, nossos cães e gatos criam por instinto. Portanto, castrando você não estará tirando nenhuma sensação de prazer carnal do mesmo, não se sinta culpado!

O instinto de sobrevivencia fala mais alto e quando uma fêmea entra no cio, os machos perdem o senso, eles querem perpetuar sua espécie e seguem a fêma no cio onde quer que ela vá e, se houver outros machos, certamente haverá confronto. Por isso, é altamente recomendável também a esterilização dos machos.

Se você ama seu animal de estimação não vai querer nunca que ele venha todo machucado para casa... Isso se ele voltar pra casa. Muitos animais se perdem pelo simples fato de uma fêmea no cio ter cruzado seu caminho e, daí para frente, se ele tiver sorte, pode sobreviver por alguns anos nas ruas. A estimativa de vida para um animal de rua não ultrapassa três anos.

Esterilizar um macho não vai 'afeminar' o mesmo, o bicho não vai virar 'boiola' nem nada, ele só vai deixar seus instintos de lado, com o tempo os hormônios se acalmam e, ele não vai mais ouvir o chamado da mãe natureza para perpetuar sua espécie, apenas isso. Além de ser altamente recomendado para evitar o câncer de próstata e testículos, assim como doenças outras que os animais podem pegar por via sexual.

As pobres fêmeas sofrem mais ainda, principalmente aquelas que já vivem no abandono, porque em aproximados dois meses após o cio, ela vai ter sua cria nas ruas, sofrendo todo tipo de provação, fome e muitas vezes maus tratos, seus pobres bebezinhos já vem ao mundo em condições extremas e a maioria não sobrevive.

Isso tudo pode ser evitado com a esterilização.

Muitas pessoas sentem dó, alegam ter pena e outros sentimentos para justificar suas decisões em não optar pela castração, até o nome assusta, por isso prefiro sempre me referir a ela por esterilização. As pessoas acham que é uma forma de mutilação, de crueldade... Olha, agora vou usar meu lado protetora para conversar com vocês, e peço desculpas de antemão mas, se você pensa assim, tem que rever seus conceitos, crueldade e mutilação você pode ver aqui.

Ainda falando das fêmeas, o principal é o controle de natalidade, porque a cirurgia de esterilização impede a procriação, já que os orgãos reprodutores são retirados. Mas, por vezes a cirurgia é necessária para salvar a vida das mesmas. Quem aqui já ouviu falar em piometra? Piometra é o nome da doença que acomete muitas fêmeas e, nada mais é do que uma forte infecção no útero, muitas das vezes por causa hormonal e pode ser fatal, pois é uma doença silenciosa e em poucos dias toma conta do útero que pode simplesmente romper e espalhar por orgãos internos. O animal morre por infecção generalizada. Portanto, o mais correto e seguro é a esterilização.

Fêmeas podem também sofrer doenças psicológicas como a pseudociese (gravidez psicológica) mesmo não estando acasalada, nesse caso é fortemente recomendável a esterilização. Se existem outros métodos contraceptivos fora a cirurgia? Sim existem, injetáveis e comprovadamente cancerigenos.

A responsabilidade de um criador de cães vai além de colocar os animais para cruzar e resgatar filhotinhos. A profissão exige estude e conhecimento genético, o que gera muitos investimentos financeiros. Já os comerciantes de animais, quando não são criadores, geram um mercado irresponsável onde saúde e cuidados não são importantes, gerando saturação de uma raça, contribuindo para crescimento de animais que vivem no abandono. Para quem tem pouca informação e nem imagina como há diferenças entre um e outro, acho que vale a pena  saber diferenciar - Criador ou Comerciante?

Como criadora, costumo esterilizar meus animais aos 7 anos de idade, isso quando corre tudo bem, já tive que esterilizar cães bem mais novos por causa de piometra e, como amo meus bichos não hesitei em nenhum momento! Se você imaginasse que seu cão carrega uma carga genética predisposta a câncer, displasia, doenças de ossos, rins, fígado, coração ou, qualquer coisa que pode passar para as próximas gerações e que de certa forma dão prazo de validade para seu amigo, o que você faria?

Acho que o bom senso fala que você jamais colocaria esse animal para cruzar, não é mesmo? Porque infelizmente, ele já vai sofrer a vida toda e, você também vai e todo mundo que se importar com ele também irá. Não bastasse isso, para que você deixaria gerar filhotes que não fossem 100% saudáveis?

E, por outro lado, por que deixar seu animal estressado, arredio, mal humorado, nervoso e até agressivo quando chega o momento em que a mãe natureza faz seu chamado a perpetuação da espécie? Tudo que leva ao caminho do bom senso te leva a lógica de que esterelizar é a melhor coisa a fazer. Porque deixar acasalar uma vez não vai fazer nenhum diferença nessa questão, o chamado será feito a vida inteira - são os hormônios produzidos por machos e fêmeas ainda na idade jovem que os atrai e impele a acasalar, fêmeas podem manter sua capacidade de procriação por quase a vida toda e machos também.

Atualmente, as pessoas estão aceitando com mais facilidade o fato de que a esterilização pode ser realizada em filhotes. Na verdade, dizem que animais quando são esterelizados ainda jovens, antes da puberdade, correm menos riscos de ter câncer. Bom, isso é em partes verdade, porque alguns hormônios não sendo produzidos diminuem a possibilidade do crescimento das células cancerígenas princípalmente na cadeia mamária. Quando ao câncer de útero, testículos e próstata, é certo que será evitado com a esterilização, afinal os orgãos reprodutores são removidos na cirúrgia.

Infelizmente, esterilização não diminue o risco de câncer em outros orgãos mas, certamente a esterilização evitará que ele transmita sua carga genética a futura geração. Tudo uma questão de responsabilidade e amor ... pense!

Em países de primeiro mundo já é prática comum a esterilização dos animais, mesmo em tenra idade, mas existe um protocolo quanto a questão peso e/ou tamanho para se realizar uma cirurgia. Nesses lugares a esterilização não é apenas uma opção na prática da posse responsável, mas sim uma lei, obedecida rigorosamente, fazendo assim um controle de natalidade, população e saúde pública.

Quanto a questão saúde pública, fato é que os animais são tão vitimas quanto nós. Alguns ficam ofendidos com essa afirmação porque acham que bicho e gente não são a mesma coisa - a maioria das zoonoses são causadas por parasítas, mosquitos e animais peçonhentos que, habitam os locais onde há o lixo gerado por nós e que deixam os ambientes propícios para os causadores de doenças das quais somos vitímas e algumas delas também acomete nossos animais. As autoridades, leva-nos a acreditar que o problema são causados pelos animais e submetem esses animais a eutanásia injustamente.

Esterilização não resolve o problema da zoonose nem de saúde pública. Nesse caso, o que resolve é a responsabilidade do tutor em manter o animal em local adequado e limpo, manter sua higiene corporal e  vacinação em dia, ou seja, o que resolve o problema das zoonoses para o animal é a posse responsável.

Toda essa questão é muito simples, basta mantermos a ordem, dificilmente o ser humano será acometido por alguma doença, se houver higiene e limpeza. Doenças como leptospírose e leishmaniose por exemplo, não existiriam se não fosse o fato de que o ser humano deixa sua sujeira espalhada por ai, respectivamente transmitidas pelo rato e pelo mosquíto, acometem os animais e os humanos e, mesmo que se mate todo e qualquer cão e gato da face da Terra, ainda assim existirão os ratos e mosquitos que sobrevivem de nossa sujeira.

Mesmos as zoonozes vírais , como a raiva, gripe suína e gripe aviária, e as bacterianas como a febre maculosa são mais difíceis de controlar, porém, a higiene e limpeza são fundamentais. Na verdade, tudo pode ser controlado mas, somos todos vítimas. Particularmente, defino zoonose como doença comum a humanos e animais , não acho certo definir como fazem, ou seja ,doença transmitida ao homem por animais.

Mas, voltando a esterilização, espero ter conseguido alcançar meu objetivo quando aceitei esse convite de Luma, em dar argumentos válidos a todos que pensam na possibilidade de esterilizar um animal de estimação e, principalmente aqueles que não pensam; essas pessoas espero que encontrem uma linha de raciocínio lógica para decidir .

Os prós eu já falei, os contras são poucos mas, como tudo tem dois lados, aqui também serão citados.

Uma coisa que pode acontecer a todos os animais esterilizados é o ganho de peso, embora não seja regra, pois nem todos engordam. Mas, para isso há solução, animais devem práticar exercícios, caminhar e brincar, isso é um direito do animal e, vai ajudar a equilibrar a questão do peso corporal. Quando idosos todos os animais, mesmo os não esterilizados, costumam ganhar peso.

E, é notado em algumas fêmeas, tempos após esterilização, a incontinência urinária. É aconselhável que a esterilização seja feita na fase de puberdade do animal, ou seja por volta dos 10 meses, quando ele já chegou ao ápice de sua comformação corporal, isso para garantir seu pleno desenvolvimento, porque alguns profissionais acreditam que esterilização precoce pode afetar o desenvolvimento dos animais, eles ficariam talvez menores em proporções corporais - e/ou mais infantís em mentalidade - do que deveriam ser.

Os animais esterilizados antes da idade em que os hormônios sexuais começam a existir, por volta dos cinco ou seis meses ainda, não tem hábito de marcar território, sendo comum machos esterilizados não levantarem a perninha para fazer aquele xixi impróprio no pé da mesa ou do sofá de casa. E, as fêmeas tem mais chances de não desenvolver câncer na cadeia mamária se esterilizadas antes do primeiro cio.

Penso que se o controle populacional for o principal foco da questão, o quanto antes se esterilizar um animal cujo tutor não é capaz de praticar posse responsável , melhor! Em casos de tutores responsáveis, faça a escolha do tempo de acordo com seu critério. Mas, sempre pense adiante, a gente nunca sabe o que pode acontecer com as futuras gerações de seu animalzinho tão amado.

Converse com um veterinário de confiança, se não tiver um, peça ajuda aos amigos... Se precisa ou quiser esterilizar seu animal, mas não tem condições financeiras, peça ajuda. Isso não é vergonha.

Aos que gostariam de ajudar aqueles que tem animais, seja padrinho/madrinha, dê um "vale esterilização" de presente, isso vai fazer um bem enorme a todos, inclusive à voce!

E, aos que moram na cidade de São Paulo, assim como eu, nossa prefeitura tem disponível para todos, a esterilização GRATUÍTA para até 10 animais de um mesmo tutor, para todo e qualquer cidadão, basta procurar um dos postos de agendamento para inscrever o animal. Não é necessário levar o animal ao agendamento e, com a senha e data marcada, voce será encaminhado a uma das clínicas credenciadas e próximas de sua residência para a realização da cirurgia. Procure os endereços dos postos de agendamento no Centro de Zoonoses de São Paulo ( antiga carrocinha) e nos Suvis, veja qual é mais próximo de sua casa e faça o agendamento.

Agradeço essa oportunidade e fico à disposição para quem quiser trocar uma ideia ou tiver alguma dúvida e, deixo aqui as últimas palavras, que não são de minha autoria mas, de minha total aprovação.

" Eles não pediram para nascer
Eles não moram nas ruas por opção
Eles não passam fome porque querem
Castração é a solução "
( autor desconhecido )

Convidada: Cintia (Tin) Fumagalli

72 comentários :

  1. Sabia desses beneficios, por isso todos os animais que tive foram castrados. É uma questão de se informar mesmo e não ir por achismos.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa !
      Feliz por sua boa decisão :)

      Eliminar
    2. Ah, se todos pensassem iguais com relação à essa questão!

      Eliminar
  2. Luma,

    Obrigado por compartilhar este texto comigo! Eu sabia de quase tudo... E penso que as pessoas deveriam ter consciência quanto a esterilização de seus pets. Se vai fazer bem a ele ou ela, será que não valia muito a pena?
    Acho que uma campanha nacional, com a mobilização massiva da TV, seria necessária, uma conscientização maior das crianças...
    Eu compartilhei com amigos que vão gostar do texto e que trabalham pela causa aqui em Viçosa. Sabe? Eu tenho animais de estimação (1 labrador macho e dois gatos e uma fêmea temporária). Estou pretendo castrar meus gatos, mas o labrador, meu marido não quer castrar de jeito nenhum... Ele usa os argumentos mais banais: procriação e lucro - o que eu não compartilho com ele!
    Quem sabe consigo convencê-lo?
    Acho que vou mostrar este texto pra ele!

    Parabéns a vc Luma pela iniciativa e Parabéns a Cintia Fumagalli pelo texto primoroso e de fácil entendimento!!!

    bjos as duas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Mylla !
      Fico aqui na torcida para que voce consiga convencer o maridão. Beijos!

      Eliminar
    2. Nem todos os pais compram animais para darem de presente aos filhos como se fossem brinquedos, mas são poucos que diante de qualquer problema, colocam o animal na rua. A consciência deve partir dos pais, eles são exemplos para as crianças. Não vejo porque pegar as crianças como Cristo. Já basta essa cartilha anti consumo que coloca a criança como vilã, como se elas não tivessem tutores educacionais.
      Mostra sim, Mylla! Pode não dar certo, mas você estará fazendo a sua parte. Por outro lado, se existe a possibilidade do seu cão cruzar com outro, que seja algo dentro dos padrões de qualidade da raça.
      Beijus,

      Eliminar
  3. A castração é a solução.
    Mas às vezes sinto que o Tyler(meu gato) só está esperando o memento certo para me punir! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah... é nada , Tyler (seu gato) deve estar e bem agradecido! :)

      Eliminar
    2. Nunca é tarde, Cidão!!

      Eliminar
  4. Também acho que é a solução. A minha Pituxa (poodle, quer dizer, da minha filha, mas ela me adotou,rs... já foi castrada há muitos anos e acho que esse é o caminho.
    Muitas pessoas não têm esse pensamento, pois não estão a par dos esclarecimentos como foi dado aqui. Valeu!!!
    Beijos mil

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo apoio :)

      Eliminar
    2. Teresinha, a Cintia caprichou!! O texto ficou longo, mas foi necessário. Muita coisa para falar sobre esse assunto :)

      Eliminar
  5. Sem palavras. Está tudinho aí esmiuçado.
    Luma, é por isso que eu gosto de você.
    Cintia, se eu morasse em Sampa, iria te ajudar com os cãezinhos. =)

    *A foto do post é linda! Tudo muito lindo. *.*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Susy, agradeço sua boa vontade em ajudar, sabe que eu mesma não pego ajuda de ninguém, meus amigos falam de ajudar mas, como eu tenho também os cães de raça, não acho justo pegar ajuda para os vira latas. Na verdade, eles todos convivem bem e juntos, comem a mesma comida e dormem juntos, são todos iguais na essência.
      Agora eu sempre falo para quem me oferece ajuda,que existem muitos protetores independentes que precisam de ajuda, seja para pagar o veterinário, seja para comprar remédios ou comida para tantos animais que eles resgatam ou ainda cuidam pelas ruas. Sendo assim, qualquer pessoa que tem vontade em ajudar os animais mas, não tem como resgatar pode ajudar doando para um protetor independente, que voces podem reconhecer facilmente como sendo 'aquela(e) maluco que tem vários cães ou gatos'.
      Obrigada e um beijo :)

      Eliminar
    2. Cintia, a ideia de fazer um post sobre castração partiu da Susy; ela recentemente castrou seu animalzinho de estimação e um pouco mais aliviada do estresse pré-cirurgico, pediu que fizesse uma postagem nesse sentido. Foi quando entrei em contato com você. Acho que agora estamos todos felizes! :)

      Eliminar
    3. As pessoas terão mais um espaço para entender melhor sobre o assunto. Muitos irão chegar até o "Luz", tenho certeza.
      Parabéns, Cíntia! Você é 10!
      Sim, feliz! =)

      Eliminar
    4. Muito bom Susy, nós 'do meio' sempre aproveitamos essas oportunidades ...rs é sempre muito bem vinda!
      Obrigada ;)

      beijo

      Eliminar
  6. Excelente! Todas estas valiosas informações para os donos irresponsáveis , que não tem amor aos seus animais.
    Quem ama, cuida!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente, quem ama cuida!

      Eliminar
    2. Isso aí, Cris!!

      Eliminar
  7. Infelizmente, na zona onde vivo não existe esterilização gratuita e nem todos podem pagar uma dessas cirurgias que até não são baratas. Talvez por isso são abandonados muitos cães e gatos que vagueiam pelas ruas e se não aparecer ninguém que os recolha vão para o canil municipal, onde possivelmente o seu destino será a eutanásia. Mas, felizmente, tal como no Brasil também por aqui há pessoas que se interessam pelos animais abandonados e fazem tudo para que alguém os adote.
    Há uns dias foi abandonado um cãozinho num parque de estacionamento muito perto do sítio onde moro. O dono ou dona deixou-o junto a uma árvore com um recipiente com ração. O animal esteve naquele local cerca de um mês à espera que o dono aparecesse. Não arredava pé dali e ladrava às pessoas que se aproximavam, mas lia-se nos seus olhos a tristeza pela ausência do dono.Era comovente, As pessoas levavam-lhe comida e água até que alguém conquistou a sua simpatia e o levou e ainda bem, porque era um cão bonito e com certeza iria ser amigo do novo dono.
    Parabéns à Luma e à Cintia pelo excelente artigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido amigo, bom te ver aqui, como sempre me dando apoio virtual :D
      Infelizmente, cirurgia gratuíta não é mesmo um benefício oferecido à todos, aqui na cidade de São Paulo é mas, voce acredita que ainda assim tem gente que não leva seus animais para esterilizar?
      Penso que não é apenas falta de informação, tem gente que não faz porque não concorda mesmoe outros porque estão pouco se importando, o ser humano é estranho mesmo.
      Obrigada amigo, beijinho!

      Eliminar
    2. Aqui onde moro, passa a carocinha recolhendo cães e gatos. Eles vacinam, dão vermífugo e esperam para adoção. Mas são tantos que vez ou outra aparece na tv, um alerta de ajuda. Lá os cães são seprarados e por isso não cruzam, mas imagino como deve ser quando uma fêmea entra no cio... infelizmente, depois de um tempo, a eutanásia acaba sendo alternativa. Morro de dó!!
      Que bom que o cãozinho teve um final feliz!!
      Obrigada pela visita! Seja bem-vindo!!

      Eliminar
  8. Excelente texto. Importantíssimo divulgar essas informações. Tive a ideia de imprimir e distribuir na próxima feira rural aqui da região (é claro que mencionando a fonte). Posso? O pessoal aqui não tem muito acesso à internet. O abandono de animais é uma triste realidade também na zona rural.Na grande maioria são pessoas da cidade que, por não querer mais um cãozinho, trazem o pobre e abandonam perto de algum sítio, de certo esperando que ele seja acolhido pelos moradores. Mas só uns poucos têm a felicidade de serem adotados. Acredito que informação e conscientização podem transformar vidas. Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Giselle, muito obrigada e, se Luma concordar, eu não me importo que use o texto, se ele puder ajudar, fique a vontade!

      :)

      Eliminar
    2. Giselle, pode pegar o texto para impressão!! :) Utilidade pública a gente não nega!! Beijus,

      Eliminar
  9. Parabens! Excelente artigo.

    Quando castrei minha gatinha soube que fiz o melhor para ela.
    Em poucos meses de vida, notei que ela parecia sofrer com cada cio. Parece que algumas gatas ficam assim. Depois de operada ela ficou otima.

    Quanto ao abandono, as pessoas tambem abandonam crianças e idosos, imagine só como é facil fazer o mesmo com os animais.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O cio não correspondido deve ser muito sofrido. Tem uma gatinha no meu vizinho que parece chorar, uma tristeza imensa! :(
      Depois de um número de filhos, o governo dispõe gratuitamente de castração para humanos.
      Que vida!! :P

      Eliminar
  10. Eu adotei três cadelas - Sofri com a morte de uma. Hoje, olho para as outras duas (já velhinhas) e sofro só em pensar ao perdê-las.
    Um grande abraço e parabéns pelo post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Paulo!
      É sempre difícil quando perdemos um animal, eles são insubstituíveis. Quando se vão a gente tem que manter o coração aberto, porque sempre tem um precisando da gente logo ali. Adote e faça feliz!
      Abraço.

      Eliminar
    2. Ah, não pense na perda! Pense na felicidade que elas lhe dão no momento!! Se acontecer o pior, siga os conselhos da Cintia e adote!!

      Eliminar
  11. Li amiúde o texto... Tenho uma cadelinha, na verdade enorme, quando fica de pezinho (duas patonas no chão) consegue me abraçar e passar de mim kkkkkkkkkkkkk ela se chama Pipoca, quando dei-lhe este nome ela tinha só 1 mês e parecia um milho saltando da panela :)hoje uma garotona de 2 anos, não vai ter filhotes, mas é uma filha para mim. Parabéns pelo texto Cintia. Luma, teu canto encanta. Beijos no coração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei a histórinha da Pipoca :D
      Obrigada !

      Eliminar
    2. Lindalva, você é zelosa por que tem amor pela sua Pipoca! Mas não entendi se ela foi castrada ou não.
      Obrigada pelo elogio!! Gosto muito do seu canto também!! Beijus,

      Eliminar
  12. O texto é de fato muito bom...
    Obrigada Luma por essa oportunidade...
    Obrigada Cintia e parabéns...
    O meu lindo gato Julie já é castrado desde que tinha 10 meses... Ele é muito amoroso... quando estamos fora, ele fica na casa de uma amiga que tem outros animais: duas gatinhas... e uma cadela...
    Foi a melhor coisa que fizemos para ele e para nós... e está próxima a data da vacinação anual dele...
    abs,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É de gente assim que os animais precisam, muito obrigada pelo apoio e por ser uma tutora responsável!
      Abraço :)

      Eliminar
    2. Obrigada você, Lucy!!
      Seu gato deve ser muito feliz, por retribuir com tanto amor!!
      Beijus,

      Eliminar
  13. Obrigada , fico feliz que estão gostando, mesmo sendo esse um texto enorme! A Luma comentou comigo antes da publicação que, alguns poderiam ficar desmotivados em ler por causa do tamanho mas, nada poderia ser tirado ou seria como mutilar o mesmo.
    Ainda bem que voces não tem preguiça..rs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cintia, acho que só leu quem tem animal de estimação e se preocupa! :) Tem gente que tem bicho em casa e tem preguiça de cuidar, imagina se vão ler o texto!
      Obrigada por ter ofertado um texto tão bem escrito com todas as informações necessárias. Tenho certeza que muita gente virá através das pesquisas pegar informações por ele. Beijus,

      Eliminar
    2. Não por isso Luma, obrigação moral em expor todo e qualquer conhecimento que tenho, além de prazer em faze-lo. Sei que é assim como voce falou, só dá atenção quem tem bons olhos e sensibilidade, e inteligencia para fazer um mundo melhor para todos.
      Obrigada pela oportunidade, sabe que para mim foi muito importante!
      Beijo

      Eliminar
  14. Concordo com o texto, pois é para o bem deles mesmo no sentido de ter um animal a menos no mundo para sofrer devido ao abandono e maus tratos. Penso até que isso deveria até acontecer com os humanos, também, pois vejo tanta gente vindo ao mundo para sofrer com pobreza, abandono, maus tratos e tantas outras coisas tristes. Se, de repente, houvesse um "controle" na população animal e humana, talvez, viveríamos num mundo melhor. ;)
    Parabéns pelo trabalho e tudo de bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha vou te dizer que penso o mesmo sobre o controle populacional humano ... rs, bem sabemos que isso é utópico , mas seria sim um mundo melhor!

      Eliminar
    2. Ah, mas existe na rede pública a castração humana por laqueadura das trompas e vasectomia. Mas acho que somente depois de um determinado números de filhos é que pode fazer. Beijus,

      Eliminar
  15. * esqueci de colocar vírgula na frase: "...é para o bem deles mesmo, no sentido de ter um animal a menos no mundo para sofrer..."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como costumo ler tudo sem vírgula, nem notei!! :)

      Eliminar
  16. Olá Luminha
    Esse blog sempre dando um show de informações
    e o povo agradece por isso. Tenho 4 cachorros(3 femeas) e a Severina que é adota eu só contribuo. As outras confesso que não são castradas pois onde elas estão é bem difícil esse tipo de procedimento.Tenho separado dos cães quando estão no cio. E trazer pro Rio seria um sufoco pois são filas enormes.Mas são linda demais!!!!
    Obrigado Cintia pelas informações, foi de grande valia.
    Luma querida, não suma você faz muita falta.
    Beijos procês

    beijos, boa noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OI, eu que agradeço pela atenção, obrigada!

      Eliminar
    2. Obrigada, Bandys!!
      Hehehe daqui a pouco elas aparecerão prenhas. Apesar de que, para cruzar com uma fêmea dessa raça, somente um macho dessa raça. Como são enormes!! Acho lindo, lindo...

      Eliminar
  17. Os Posts da Luma são sempre certeiros e assertivos e extremamente oportunos. Obrigada a ela e a si Cintia. Atualmente com 3 cães pstor alemão e Serr da estrela todas as informações são valiosas.
    Bjiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Manu!! A Cintia é uma profissional bastante consciente e se ela morasse pertinho de mim, teria uns dez cães só para ela cuidar.
      Ah, agora fiquei imaginando ela cuidando dos dentes dos cachorros da Bandys. Imagina, tem que dopar um fila para cuidar, né não? (rs*)
      Beijus,

      Eliminar
    2. Nunca tratei fila, mas dobermans e pit bulls já, tudo só com carinho e toalha pra enxugar a baba...rs quando tem risco de dor para o animal , tem que sedar mesmo que for um chihuahua. :D

      Eliminar
  18. Querida amiga

    Muito importantes
    as palavras escritas,
    com a profundidade
    e a leveza
    necessárias
    a prender os olhos
    e inspirar a leitura.
    Parabéns a autora.

    Que amar seja para ti
    o objetivo de cada instante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que lindo. Aluisio!!
      Você é um poeta de mão cheia!
      Beijus,

      Eliminar
  19. Que linda imagem, amiga, e valeu pelos comentários no meu blog, apesar de ter tirado as palavras de verificação, não vi grandes novidades em termos de quem ia e quem não ia por elas, vem ao meu blog sempre os mesmos(as) amigos(as) e são os que contam, não?
    Beijos e uma boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hehehehe é porque quem não comentava por causa das letrinhas, não sabem que você as tirou. É isso!! :)

      Eliminar
  20. A imagem é uma ternura, rrss

    Kant , inteligência muito profunda !

    Boa semana

    Peço desculpa pela indiscrição, mas onde vive? É que pensei que vivesse no Brasil!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivo no Brasil, mas fui alfabetizada em Portugal.
      A citação é mesma certeira!!
      Beijus,

      Eliminar
  21. Oi Luma! Gostei muito da lucidez do texto da Cintia. Concordo que a castração é o melhor caminho. E concordo com quem disse que esse controle de natalidade deveria se estender aos humanos. Creio que só assim a vida seria mais qualificada e a miséria combatida. Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem muita gente no mundo, né? Acho os pais deveriam ser melhor treinados para serem pais, do tipo uma escola para pais. Não existe curso para tudo, até mesmo para casar? E por que não existe para pais? :) Beijus,

      Eliminar
  22. Uau que riqueza de informação, excelente artigo. Muito bom meninas, bjbj nas duas! ;)
    She

    ResponderEliminar
  23. Querida Luma; desculpe a demora, mas de vez em quando deixo o blog de lado para ficar com meu netinho.
    Nossa Luma, que imagem! Ela fala por si só.
    Boa semana! Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Cintia é criadora de cachorros da raça Collie, conforme indicou no texto. Eles são lindos!! E esse gatinho, então? Eu quero os dois!! :) Se eu fosse avó, nem blogava mais!! Beijus,

      Eliminar
  24. Parabéns, Luma!

    O texto da Cintia é excelente e explicativo. Hoje não tenho cães, devido às doenças dos meus pais, mas sempre os tive e os tratei com todo o carinho e respeito.
    Concordo plenamente com a necessária castração e adorei a imagem inicial.

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os animais não dão trabalho se são bem cuidados e o retorno sentimos, com tanto carinho que eles destinam à nós! :)

      Eliminar
  25. Gente, a Luma falou pra eu ficar à vontade pra responder à todos, bom ... na verdade, fico grata pela participação e apoio, muito obrigada !!
    Um abraço e apareçam no RaioX da Tin ,lá a coisa é mais para brincadeiras mas, é um lugar para amigos.

    Abraço a todos e cuidem bem dos peludos! ;D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já lhe disse, sinta-se em casa!! Adorei ter você por aqui e se quiser usar o espaço para mais alertas, fique também à vontade!! Beijus,

      Eliminar
  26. Nossa que texto maravilhoso..
    Eu adorei...
    Eu tenho dois gatos que são como os bebês da casa..
    E concordo com tudo o que a Cintia disse..
    Na minha opinião a esterilização é um ato de amor para com os animais.. pois quantos vemos jogados nas ruas, sendo maltratados..
    O meu Lord Dean fará 03 anos em abril de 2013.. foi esterilizado aos 06 meses... e é o gato mais dócil do mundo.. todo lindo.. carinhoso.. nunca chegou em casa machucado, porque o máximo que vai é até o portão.. dá aquela olhadela na rua e volta pra casa..
    Eu tive medo que engordasse, porque todos diziam que ele ficaria obeso... e triste..
    Aliás quando eu contei que tinha feito a cirurgia, a maioria das pessoas me acharam má.. dizendo que eu estava privando meu gato de sentir prazer.. do modo mesmo como você descreveu aqui..
    Mas eu nem dei ouvidos.. só queria que meu Dean fosse feliz e saudável..
    Ele come ração própria para gatos castrados e não engordou exageradamente não... é todo sarado e lindo.. rssr
    Já Bolinho de Arroz a nossa gatinha reclamona será castrada esse mês..

    Parabéns pelo post.. esclarecedor e com certeza vai ajudar e muito quem ainda tem uma pulguinha atrás da orelha..

    Beijo Luma

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas costumam dar seus pitacos sem entender direito do que dizem. No caso em questão, são pessoas que nunca tiveram animal ou se tiveram, ainda não passaram por situações em que seus animais ficaram expostos. Parabéns por cuidar tão bem dos seus gatunos!! Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor