Paixão infinita que nos alimenta toda a vida

Paixão infinita que nos alimenta toda a vida

Para muitos, devido às condições em que o exercem, o trabalho é um pesado fardo. Alguns consideram até um castigo e para outros, o trabalho é uma função nobre.

Para os religiosos, estão com o trabalho colaborando com Deus no acabamento da criação que o une a todos os outros homens, como também para a redenção. Assim, o lavrador semeia o grão e Deus o faz crescer. O criador oferece as pedras e o pedreiro constrói...

Por seu trabalho você se une a todos os homens, pois o homem nunca trabalha só, ele precisa de todos para viver e construir. O próprio artista para pintar o seu quadro, precisa que outros fabriquem as tintas e os pincéis e, para fabricá-los o homem tem necessidade do esforço de todos os outros homens.

Para assar um único pão, para costurar um único pedaço de pano, para levantar uma única parede, para encher uma única folha de papel com seu pensamento, o homem tem necessidade do esforço de todos os outros homens.

O fim único do seu trabalho não é dar de comer aos seus filhos, assegurar o seu futuro, ganhar dinheiro. Você trabalha primeiro para servir ao seu irmão - dentro do sentimento de fraternidade - em outro sentido: você seria escravo do trabalho. Em troca, seus irmãos lhe dão com que alimentar seus filhos e assegurar o seu futuro. O desperdício é zombar do trabalho alheio. Se você não vive em irmandade, vive em comunidade ou sociedade, tanto faz! O que importa é que, você não realiza trabalho algum, sem ter antes alguém feito por você, algo nesse sentido... Te ajudando.

Muitas vezes o trabalho esmaga o trabalhador, divide os homens entre si, deteriora o mundo e desvia os bens da criação em proveito de alguns e ergue o homem orgulhoso como rival de si mesmo.

Pouco importa que você seja o construtor de uma ponte maravilhosa, o criador de uma obra genial ou um digitador que trabalha no fundo da sala. O que importa é que você esteja ocupando o seu lugar, e esteja realizando o melhor possível o seu trabalho.

Não espere por um milagre, não espere o paraíso sobre a terra, por que você viveria na ilusão. Mas lute com todas as suas forças para fazer o seu melhor. A sorte nunca vem sozinha.

Se existe uma praga de insatisfação com o trabalho, ela advém de uma epidemia de incerteza sobre qual carreira seguir. Isso porque o homem se esqueceu de escolher que trabalho realizar com prazer, fazendo o que gosta, para tornar-se escravo do dinheiro. Os pais do mundo capitalista instruem erradamente seus filhos na escolha da carreira a seguir.

Você deve frutificar e embelezar seu corpo, mas é a alma que ilumina a sua beleza. Quando morrer, seu corpo se transfigurará na medida que sua crença tenha penetrado nele. Acredite em você! Seja o melhor jardineiro do seu jardim.

Você deve se preocupar com o mundo, construí-lo pelo trabalho mais perfeito e mais belo possível, mas ele é matéria e espera de você uma "alma".

A criação será bela pela perfeição técnica, pelo gênio da arte, mas antes e principalmente, pelo amor nela semeado por aqueles que a tiverem terminado. Procure, portanto, trabalhar naquilo que você gosta. Não escolha seu trabalho pelo dinheiro que lhe trará. Tudo isso fica. Sua alma não.

"Engajamento" é uma palavra bastante usada. É empregada principalmente para significar o dom do homem na luta por estruturas e condições de vida mais humanas.

Se todos os homens tivessem o que comer, um teto, um automóvel, uma geladeira... Se todos os homens tivessem uma sólida instrução e uma profissão. Se todos os sábios e técnicos tivessem domesticado a terra, os médicos vencido o câncer, a aids e todas as outras doenças... Se a sociedade estivesse política, econômica, socialmente bem estruturada, seria o mundo, enfim, um paraíso em que os homens pudessem viver felizes?

Paixão infinita que nos alimenta toda a vida
Não, se o coração do homem não tivesse mudado.

*Pode parecer muito estranho para muitos relacionar paixão ao trabalho. Mas por detrás do trabalho existe toda uma paixão!

92 comentários :

  1. Olá
    Trabalhar no que se gosta é essencial. Hoje os estudos sobre motivação humana no trabalho já relatam como esta é intrínseca, ou seja, provem do si mesmo.
    Trabalhar oelo próprio trabalho e se auto-afirmar e conviver melhor consigo e com o mundo.
    Boa temática

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoas felizes no trabalho têm mais facilidade para resolver os problemas, é muito mais produtiva! Obrigada, Norma!

      Eliminar
  2. Oi flor!!

    Lindas palavras!

    Belo texto!

    Beijos

    Selma

    ResponderEliminar
  3. Oi Luma,
    Amei o texto e as suas colocações.
    O trabalho dá ao homem uma outra dimensão da vida,não devemos trabalhar por trabalhar,como tudo nessa vida o trabalho deve ter um sentido bem maior que apenas o monetário.
    Sabe se tudo estivesse em perfeito estado,talvez o homem não teria tantas descobertas a fazer,não acredito em um mundo perfeito,creio em um mundo melhor onde cada um faz o bem,por si e pelos outros,sei que isso está um pouquinho distante,mas também tem muita gente do bem fazendo a sua parte.
    Uma ótima semana,abraço,=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terrível viver à mercê daquilo que não gostamos e temos que conviver. Imagina ir dormir e pensar que "tem" que acordar para trabalhar. Acordar e "ter" que ir trabalhar e passar horas preso a uma condição que nos fere a vontade... o homem tem muitas insatisfações e as canaliza para o trabalho - este torna-se o vilão. Acho graça quem diz "Quero ficar rico", como se isso não dependesse de trabalho. Ou aquele que ironeamente diz "Quero ser rico para não trabalhar". Tolinhos... Não quer trabalhar, não queira ganhar dinheiro, pois depois terá que trabalhar para o dinheiro. Beijus,

      Eliminar
  4. Boa, Luminha!
    Quem trabalha olha a vida com outros olhos.
    Bom texto, muito bem colocada tua visão.

    Beijins!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A começar pelo valor real das horas que trabalha... rs. Beijus,

      Eliminar
  5. Luma querida,

    Adorei seu texto!!!
    Parabéns pelas palavras, foram brilhantes!!!!
    Em todas as nossas ações, se não fizermos com muita verdade, de alma e coração, serão sempre superficiais.
    E na área profissional desde adolescente este sempre foi um aspecto muito forte em mim.
    Nunca me prendi em empregos somente pelo salário, muito pelo contrário, já cheguei a sair de lugares em que eu ganhava muito bem quando percebia que não estava mais Feliz.
    Sempre me coloquei em primeiro lugar, e posso te dizer que nunca fiquei mais de um mês desempregada.....o serviço vinha até a minha mão.
    Inclusive, sempre apoiei meu marido neste sentido(apesar que ele sempre teve o mesmo pensamento), e nunca nos abalamos psicologicamente só porque tínhamos crianças para alimentar e cuidar......e o resultado foi que o emprego sempre procurou por ele, e nunca o contrário.
    Aqui em casa nós temos uma visão do trabalho diferente da maioria das pessoas.
    Enquanto muitos trabalham para se sustentar, ter dinheiro, ter posses, aparentar coisas, etc......., nós vemos o trabalho como uma forma de desenvolvermos nossas habilidades e estarmos sempre aprendendo e nos aperfeiçoando.
    E principalmente: trabalhamos com prazer e muita alegria no coração......e te falo por experiência própria, quando vivemos assim tudo flui naturalmente!
    E “na minha opinião” o segredo é realmente este.

    Tenhas uma semana Maravilhosa, um grande beijo em seu coração!!!


    p.s.= Quero lhe agradecer pelas palavras carinhosas lá no "Essência" durante o meu período de férias, fiquei muito Feliz!
    Beijossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Lu!
      Você é uma sortuda, pois desde a adolescência soube o que queria para a sua vida. Pois então, muitos adolescentes não têm apoio dos pais para fazerem tentativas. Entram imediatamente em uma faculdade e são poucos os que trocam suas escolhas por outras. Deveria de ser obrigatório o teste vocacional para ingresso em uma faculdade.
      Muito bom ter apoio vindo de dentro de casa. Conheço pessoas que somente depois de aposentadas, foram exercer a profissão que sonhavam. Isso por que não tinham mais as obrigações que a família exigia.
      Você está certa em suas opiniões, o que vai de encontro ao meu texto. Eu testei muito as minhas habilidades antes de escolher aquilo que realmente queria para a minha vida.
      Obrigada eu!! Beijus,

      Eliminar
  6. Graças a Deus, tive uma vida profissional excelente e na área que é a minha paixão:Educação.

    Desempenhei todos os cargos, exceptuando o de Ministra e semelhantes.

    Tenho muita pena das pessoas que se sentem mal com a profissão que exercem , já grnde parte da nossa vida é consumida em labor.

    Boa semana, Luminha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que ótimo, São! Sabe que de imediato pressentimos as pessoas que fazem aquilo que gosta? Por que são mais positivas e passam mais segurança naquilo que querem. Algumas pessoas são tão indecisas, que você pergunta: sim ou não. A resposta acaba sendo, acho que sim ou acho que não. Pois então, tem gente que passa a vida achando e acaba a vida achando somente desprazer! Tornam-se pessoas envelhecidas e amargas! Beijus,

      Eliminar
  7. Encantei-me Luma.
    Um texto poético e muito sensível.
    Quem não faz o que gosta, ou não desenvolve o seu dom não vive, apenas sobrevive. E isso é triste.
    Deixar de celebrar a vida por viver aborrecido é muito triste!!!!
    Um beijo grande
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Astrid!! Falando um pouco a linguagem certa, quem não faz o que gosta, não desenvolve a mente, não desenvolve o espírito... apenas vegeta! É passar pela vida não vivendo, apenas sobrevivendo! Grande beijo para você também!

      Eliminar
  8. Lindo demais, o trabalho nos revela e nos une também, precisamos das pessoas, precisamos que elas se enxerguem através do que produzem, parabéns. bjinhos, boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que escolhemos trabalhar, revela muito de nós, mesmo não sendo o trabalho ideal para a maioria. Vale ser ideal para nós, afinal, a vida é nossa, a satisfação é somente nossa. Pois tudo passa... Beijus,

      Eliminar
  9. Lindo e de grande valia,acredito que o trabalho nos faz quebrar paradigmas,a ampliar a visão sobre os outros e nós mesmos,nos empurra sempre pra frente em cada experiência pois nos reinventa sempre,por isso devemos sempre independente do fator dinheiro ou não tirar grandes lições em nossas funções,abraçar com vontade a fim de vivenciar esse trabalho que a vida nos dá,abraços...keke.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo, Keke. A pessoa que faz o que gosta é mais aberta para o mundo e para novos conhecimentos. Ela tem mais energia vital, pois essa não foi sugada por algo que ela briga o tempo para não lhe consumir. Essa briga é insana e deforma todo um jeito de ser e viver. Você fica sem ânimo até para desenvolver um hobby... Beijus,

      Eliminar
  10. Trabalho e paixão podem estar juntos,mas temos que fazer a certa escolha.Quando nos decepcionamos, não há paixão por lá que resolva. Lindo post! beijos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podemos nos enganar e as decepções fazem parte do processo de escolha. Nunca é tarde para recomeçar! Beijus,

      Eliminar
  11. Luma,

    Bom dia, gostei muito de seu texto, reflete uma situação que hoje não se encontra muito, a paixão pelo seu trabalho.
    Infelizmente o ser humano não trabalha por querer, trabalha por obrigação de ter o que comer todo o dia e para sustentar aquele que os rodeia.
    Mas se o mundo ligasse o trabalho a paixão, consideramos que o coração do homem mudaria, se tornaria mais apto a aceitar diversas situações e desenvolver mas do que uma prática, acho que se todos tivessem bem não seria um paraíso, seria um paraíso a partir do momento que todos soubessem a força que tem dentro de si.

    Reflexão para se pensar.

    Um grande beijo, tenha um excelente dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pena, Clarice!! Um pai ou mãe que trabalha para sustentar os filhos e realiza um trabalho que não lhe dá prazer, passa para a família toda uma angústia, o que vai influenciar muito as escolhas e a visão que os filhos terão da vida. Filhos que só trazem aborrecimentos, entristecidos e muitas vezes procurando inconscientemente coisas ruins para a sua vida. Até nisso os pais devem prestar atenção. É uma carga grande demais para os filhos, sentir que os pais não fazem o que gostam e fazem porque tem que sustentá-los. Vamos pensar!! Beijus,

      Eliminar
  12. Luma, que post maravilhoso A frase em que vc diz que trabalhamos para servir ao irmão é de uma luz, que mexeu comigo, pois nunca havia pensado dessa maneira, sob esse prisma! Que interessante, quando penso que trabalhei com tanta paixão que me esqueci de cuidar da minha carreira: acabei aposentada como professora, só! Podia ter sido diretora , supervisora ou uma técnica em educação, mas eu amava a sala de aula! Às vezes, amar demais atrapalha. Esquecemos que a vida é cíclica. Tudo muda sempre! Grande abraço meu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas faria todas essas especializações para quê se já realizava aquilo que gostava, que estava feliz e principalmente, ajudando a formar cidadãos... quer recompensa maior? Beijus,

      Eliminar
  13. Muitas pessoas sobrevivem a angustia de fazer todos os dias aquilo que não gostam e por algum motivo não fazem nada para mudar essa situação!
    Tenho convicção que sempre podemos transformar tudo ao nosso redor.
    Luma vc como sempre com posts que nos ajudam a pensar!!
    Grande Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas pessoas estão doentes! Suas almas estão presas e não conseguem libertar. Na verdade, o desânimo por estar fazendo algo que não é favorável, acaba por tirar toda a energia. Depressão trabalhista!! (rs*) Obrigada, Eliana!! Um grande abraço para você também!! Beijus,

      Eliminar
  14. Luma, deixei um comentario e nao sei o que aconteceu.

    Enfim, parabens por este texto inteligente e sensível.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não sei o que aconteceu... vê se não ficou aí! (rs*) Na minha caixa de spam não está! Beijus,

      Eliminar
  15. Bom dia, Luma! As pessoas não compreendem o valor do trabalho e que a vida gira em torno dele. TUDO gira em torno do trabalho e sei que foi isso que quis dizer no texto. Já conversamos sobre isso e lembro do dia que me aconselhou a largar o trabalho e ser simplesmente dona de casa, se era isso que eu almejava para melhorar a minha vida familiar. Segui o coração e fui tentar ser a melhor dona de casa para a minha família, um trabalho nem sempre valorizado, até mesmo pelas mulheres. Minha família seguiu mais segura. Um dia, Arthur chegou para mim e disse: "Muito bom chegar em casa e te encontrar. Sinto o aconchego da casa antes de entrar em nosso quarteirão. Isso me aquece o coração e tenho vontade de chegar logo em nossa casa".
    Trabalho em casa, sou uma dona de casa feliz e nunca me senti solitária, pois sei que o que faço ajuda à todos. Sou muito recompensada fazendo o melhor que posso. Obrigada, minha amiga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso! Por que ir na onda de trabalhar fora se terá que pagar para ter alguém para cuidar dos filhos. Olha, tem mulher que ganha o mesmo que paga para a empregada, somente pelo fato de "sair de casa". Será que a sua casa é um lugar tão terrível? E os filhos? Você fez a escolha certa e mesmo que pense "Ah, eu tinha uma carreira promissora". A pergunta é "Onde queria chegar?". Que delícia de comentário do Arthur! Ele é um homem especial, sortuda!! :) Beijus,

      Eliminar
  16. Luminha,
    Como sempre você enchendo meus olhos, meus pensamentos com coisas bem pensadas e bem escritas.Adorei!
    Beijooooooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz que assim tenha acontecido, Claudia!! É um prazer para mim sentir que minha mensagem foi recebida bem :) Beijus,

      Eliminar
  17. Cada um tem uma história para fazer aqui e aprender uma lição de vida as oportunidades são diferentes para todos nós, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As histórias possuem apenas dois finais. Beijus,

      Eliminar
  18. Luma,
    Antes de mais obrigada!
    E que post, que lição de vida fraternidade e de amor!
    Antes o trabalho era para os pobres:escravatura.
    Hoje, uma obrigação, um fardo!
    Mas visto pelo seu conjunto de argumentos, adorei mesmo
    Parabéns. Muitos
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desconfio que pessoas insatisfeitas e que não saem dessa condição de forma alguma, devem ter um pézinho no império, só pode!
      Os mais jovens precisam de esclarecimentos e cabe aqueles que convivem com eles não deixá-los jogados à sorte ou azar. A escolha da profissão é quando vemos o resultado da educação aplicada. Beijus,

      Eliminar
  19. Oi, Luma...

    É um caso pra se pensar...
    Sabe que eu não gostaria de viver num paraíso desse não? É bom ter algumas divergências. A felicidade plena ou a falsa felicidade plena causa comodismo.
    Eu digo que não gosto do meu trabalho, que estou nessa profissão, mas não sou dessa profissão, mas que amo trabalhar, construir, produzir, seja o que for. Aí é que faz toda a diferença no dia-a-dia. Até que não se arruma algo melhor, melhor trabalhar com carinho e dedicação pra não ficar uma coisa insuportável diariamente.

    Beijos e ótima semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É da sua natureza encarar as funções com desafio. Talvez seja esse o seu real trabalho. Pensou nisso? Não existe felicidade plena. Até mesmo as pessoas que fazem o que gostam, passam por chateações e aprovações. Mas nesse caso, conseguem superar mais rápido do que aqueles que realizam funções sem prazer. "Deus ajuda a quem cedo madruga" - esse ditado cabe bem em você, Cosquerídia!! :) Beijus,

      Eliminar
  20. Fiz muitas esolhas profissionais em minha vida, e mudei de profissão todas as vezes em que elas não mais me satisfaziam, pois o prazer havia acabado.
    Novamente me vejo fazendo escolhas, findando o processo de trabalhar para alguém e determinada a trabalhar para mim, principalmente por não mais ver nos olhos da minha Diretoria o prazer de trabalhar para o progresso de todos. A ganancia fez com que esse sentimento perdesse o sentido.
    Novos rumos, novos trabalhos, dedicação. Mudarei quantas vezes sentir necessidade, e agora, muito mais ainda, pois fui demasiadamente encorajada por você

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tatiana, muito bom perceber que você está buscando o melhor para a sua vida. Os gananciosos podem ou não ganhar dinheiro, mas invariavelmente não tem amigos. Beijus,

      Eliminar
  21. Luma amei seu texto! Sinto-me uma privilegiada por ter feito a escolha da profissão de acordo com o que gosto e não somente para ganhar dinheiro. Tenho prazer em acordar e vir para o trabalho. Minhas horas voam, ao contrário da maioria que passa o dia reclamando e se sentindo insatisfeito.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Roseli!! Que coisa boa de se ouvir! Sabe que no futuro poderá olhar para trás e sorrir com satisfação por ter realizado um bom trabalho! Beijus,

      Eliminar
  22. Un post para reflexionar bastante. Gracias.
    Saludos
    David
    http://observandocine.com

    ResponderEliminar
  23. Luma:
    Seus textos sempre completam meus pensamentos.
    Obrigada!
    Beijos.
    Anny

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu que tenho que agradecer seu carinho, Anny!
      Obrigada por estar sempre do meu lado!
      Beijus,

      Eliminar
  24. Oie Luma; amei seu post! Creio que tudo na vida tem que haver entrega, paixão. Porém o homem mudou muito. Já não conhece nada mais além do que obter lucros, ainda que machuque as pessoas a sua volta. Ele já não sabe mais apreciar a natureza, valorizar o simples trabalhador e faz dele seu escravo.
    É muito triste ver o que está acontecendo em nome do TER.
    Obrigada por seu carinho, Luma! Não sei se vai me entender, mas eu estava feliz ao lado do meu netinho, aproveitando a oportunidade, porque moramos distantes, mas no lusco-fusco do final da tarde, naquele frio, a neblina e a falta do sol durante toda semana, me batia uma saudade enorme do meu amado.
    Adorei seu post!
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lúcia, muitas pessoas passam pela vida sem saber o que querem e se acomodam, não vão atrás, tudo está bom e se tornam no futuro pessoas amargas. Daí olham para a vida e não sabem porque a vida lhes deu tão pouco... Muito triste pessoas que não sabem perceber os sinais.
      Ah, eu não estava entendendo o motivo da sua angústia, mas agora entendo, porque duas ou três amigas estão no mesmo estado. Eu também quero netinhos (rs*)
      Beijus,

      Eliminar
  25. ...e como existe, Luma.Uma função realizada com paixão, empenho, traz alegria, satisfação com a obra completa.Quando há paixão, tudo ganha alma.
    Nestes nossos tempos de capitalismo selvagem, onde o deus é o dinheiro, muito pais se equivocam no desejo de verem seus filhos bem postos na vida.È compreensível, pois " a mão do mercado" alcança até onde não vemos.
    Quem consegue estar no diâmetro externo desta roda, realiza-se como pessoa e profissional.
    Adorei o tema.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calu, a realização pessoal é um caminho difícil a ser percorrido. Se hoje olharmos o mercado de trabalho, todas as profissões estão equiparadas. Falta profissional em todas as áreas, principalmente a técnica. Acho loucura investir numa carreira que a pessoa não se identifica, será um péssimo profissional e consequentemente não ganhará dinheiro. Não somos robôs que trabalham automaticamente.
      Eu adoro trabalhar, chego em casa feliz e vejo que animo quem convive comigo. A vida fica melhor. Vamos falar mais sobre isso! :) Beijus,

      Eliminar
  26. Luma... obrigada por sua luz!... sempre ;)

    Beijos =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu que agradeço... beijus,

      Eliminar
  27. Olá Luma,
    Quando o homem trabalha com dedicação e paixão tudo flui de uma forma diferente e se torna até gratificante a labuta.
    Fico imaginando uma pessoa tendo que acordar bem cedo reclamando do seu trabalho. Isso chega a ser triste, pois não haverá nenhum rendimento... Só amargura até chegar o dia de ganhar o salário e isso torna uma bola de neve.
    Realmente, sempre temos que esperar pelo outro para conclusão de muitos e muitos trabalhos. Valorizar o trabalho do outro é fundamental para a construção de qualquer projeto.
    Bons fluidos.
    Beijos mil

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rá!! "Até gratificante a labuta" foi ótimo!! Nenhuma labuta é gratificante, pelo que eu entendo de labuta é algo sacrificante. O trabalho feito com prazer deslancha. É como a Roseli bem explicou o que sente durante o dia; o tempo passa e ela nem vê.
      Imaginei com você e, não dá levar uma vida mais ou menos ou de menos para menos ainda.
      Todo trabalho é dígno e se torna mais dígno ainda quando feito com carinho e dedicação.
      Bons fluídos para você também!
      Beijus,

      Eliminar
  28. O texto é lindo e veio bem a calhra, ando em crise por não estar trabalahndo, só fazendo bico! :-(

    Quanto as meninas do muro de berlim, a campanha da vergonha já começou. publiquei a foto no meu facebook. uma amiga fez uma colagem e colocou os perfis delas. outra as encontrou na lista de intercambistas do Rotary. Tem muitos shares nas fotos e eu sei de várias pessoas que escreveram para os pais delas, para o Rotary e vai sair matéria em dois jornais: um de Piracicaba e um em Umuarama... vamos divulgar! Quem sabe essa molecada não aprende a se comportar, né?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São fases, Inaie!! Logo as coisas se acertam para você, basta persistir!! Não desanime!
      EStou na campanha também e vi que a Geíza também entrou. É por essas e outras que o brasileiro não tem moral lá fora!
      Papai e mamãe não ensinaram nada para essas meninas!
      Beijus,

      Eliminar
  29. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo convite!!
      Seja bem-vindo!

      Eliminar
  30. Luma, confesso que fui prático na hora de escolher a profissão e formação, e isso se reflete hoje na insatisfação que tenho com meu trabalho. Admiro quem seja apaixonado pelo trabalho que desenvolve, chega a ser contagiante.

    E concordo plenamente com o final do texto: mesmo que todos os problemas do mundo tivessem sido resolvidos, não valeria de nada se nós não tivéssemos mudado.

    Mas sempre é tempo. E o jeito é trabalhar para virar o jogo.

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você ainda pode mudar de emprego ou então ter um segundo trabalho, menos formal que te realize. Tenho dois formais e alguns informais (rs*). Sou louca? Sou e você não sabe o quanto kkkkkkkkk
      Lu, cheguei numa conclusão que diante dos rumos que a civilização tomou, praticamente é impossível retroceder. O homem está pagando por aquilo que conquistou. A epidemia de insatisfação veio nessa leva de conquistas. Beijus,

      Eliminar
  31. .



    Seria tão gostoso encontrar você
    no Bar do Escritor que eu sairia co-
    mo um bobo falando pra todo mun-
    do sobre a sua delicadeza.
    Eu até pediria que voltasse lá pa-
    ra conferir o que eu certamente
    falaria pra você em agradecimento,
    como fiz com os outros a quem cha-
    mei e não deixaram de atender a
    este Palhaço Poeta que, comovido,
    faz graça e se bobear, chora, mas
    de felicidade.

    (O meu texto é o quinto de cima
    para baixo com data de 23/08/12)

    http://bardoescritor.blogspot.com

    Um beijo e obrigado, amiga.

    silvioafonso






    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo convite!! Logo mais vou lá ver a sua participação!! Beijus,

      Eliminar
  32. Luma, costumo dizer que trabalho dignifica o homem. Não existe trabalho 100% perfeito. Todos possuem alegrias e tristeza. Quando a gente fica sem ocupação é que a maioria dá conta de quanto é importante trabalhar.
    Ah depois vou te mandar um email.
    Big Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os antigos já diziam "Cabeça vazia, oficina do diabo" (rs*)
      Tá bom! Dou uma olhadinha daqui a pouco...
      Beijus,

      Eliminar
  33. Oi Luma, saudades de te ler, mas fiz isso lá no meu reader porque o meu mês de agosto foi confuso com muitos movimentos insanos. Mas tudo feito com paixão. Obviamente...
    Acho que a paixão é alimento para tudo. Nos guia. Conduz. Sem paixão não sou capaz de um só passo...

    Bom voltar a te ler...
    bacio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esteve afastada por um bom motivo... seja bem-vinda novamente! Ah, sucesso com o novo livro!! Beijus,

      Eliminar
  34. Não acredito que consigamos fazer um bom trabalho sem amor.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com amor, tudo é mais gostoso!!
      Beijus,

      Eliminar
  35. Luma,excelente sua cronica e mostra bem que trabalho tem que ter paixão!Eu sempre amei dar aulas,brincar de escolinha, ser professora.Estava em mim e fui uma professora realizada na carreira!Adorei seu texto!bjs,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Anne!! Fico orgulhosa por você! Aliás, sua família toda é de gente que procurou por realizações. Beijus,

      Eliminar
  36. Excelente texto. Para ler e refletir. Eu sempre trabalhei com muito amor , por tudo o que fazia. Exceptuando na minha juventude quando trabalhava na Seca do Bacalhau, que aí sim vivia sonhando com outro emprego e uma vida melhor.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que ótimo, Elvira!! Os tempos eram outros quando trabalhou na Seca do Bacalhau. Tempos difíceis... Beijus,

      Eliminar
  37. Luma, temos q fazer uma escolha, se priorizamos o material ou o espiritual. Ao fazer essa escolha, me despreocupei com as conquistas da matéria, portanto, sempre faço apenas aquilo q me dá prazer e me leva ao aprendizado. Assim, sou muito feliz no trabalho. Muita paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fez a escolha certa!! A matéria fica por aqui mesmo e dessa vida só levamos o nosso aprendizado. Muita paz para você também!! Beijus,

      Eliminar
  38. Odeio meu trabalho extremamente burocrático no momento. Mas tô correndo atrás e ano que vem saio dessa chatice pra algo que eu prefiro. Promessa do chefe, né? rs.
    Mas, se eu tivesse mesmo opção, seria pesquisadora na área de genética e bioquímica. Infelizmente a gente não pode sempre escolher o que gosta...
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei como é para você, acompanho desde sempre! Tem um trabalho que é cobiçado por tantas pessoas, mas você não vê mais atrativo nele, por que a função que cumpre não tem muita chance de crescimento, está estagnada. Aí tem muito emprego político e sei que não é o seu caso. Querida, com o seu filho crescendo, nos dias que não tiver embarcada, pode fazer cursos nessa área que gosta. Temos muita dificuldade ténica. Um curso técnico bastaria para estar na função que quer para a sua felicidade. Boa sorte!! Beijus,

      Eliminar
  39. Luma...
    fiquei aqui matutando
    fui criada ouvindo que trabalhar é difícil, que ganhar dinheiro é difícil.
    Via meu pai chegar cantando em casa, mas decepcionado por não darem valor a ele.
    Ele viveu toda sua vida profissional ao lado de grandes sugadores, que só o exploraram.
    Então, não tive a experiencia de ver pais mudando de emprego, de serviço.
    Quando perdi meu emprego, no começo fiquei bem porque eu não suportava trabalhar num lugar que havia tanta mentira, tanta falsidade.
    Odiava aquilo (dizer no telefone que a pessoa não estava, quando ela estava do meu lado)
    Só que ficou um vazio esquisito... É como se eu não conseguisse mais voltar ao mercado de trabalho
    e fico pensando: será que eu não sei o que eu gosto de fazer?
    Do que será que eu tenho tanto medo?
    Fico feliz por você Luma, que está feliz nos seus dois ou mais trabalhos....
    Isso dever ser muito bom.
    Sinto falta de sentir esta paixão...
    Mas vou aprender com isso....
    bjs.
    bom dia pra você.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trabalhar é difícil, ganhar dinheiro é difícil, trabalhar naquilo que não gostamos é difícil. Quando trabalhamos no que gostamos ou gostamos do nosso ambiente de trabalho, as dificuldades diminuem, mas não desaparecem. Nada é fácil nessa vida! O erro é esperar reconhecimento das pessoas. Precisamos desapegar disso e ser um pouco egoísta, satisfazendo a nós mesmas. Que seja pouco o que fazemos, mas que esse pouco seja o bastante para nos fazer felizes.
      O medo está associado à morte. Quem tem medo da morte, tem inconscientemente medo de quase tudo. Acho que deve trabalhar isso. Com ou sem você as pessoas continuarão vivendo e enquanto você estiver por aqui, faça por você e pelas pessoas que ama. Criar filho é um excelente trabalho, um dos mais nobres e acho engraçado que muitas mulheres não encaram isso como uma função. Está na hora de revisar seus conceitos... você não saiu do mercado de trabalho, pois dá um duro danado em casa!
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  40. Texto muito maduro...

    Eu vivo o tormento do trabalho que amo e me suga - em todos os sentidos - mas que me sustenta e ajuda a dar uma boa educação a meus filhos e também me tira de perto deles...todo dia digo: vou fazer menos e faço mais...

    Também fui criada por uma mãe que trabalhou em excesso até morrer e tenho muito medo de ir pelo mesmo caminho!
    Dilemas disso eu sei!


    Abração,

    Araceli

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De certa forma é maduro mesmo, pois foi amadurecendo algumas ideias e deixando outras cairem por terra que consegui me desfazer de todo o lixo que me segurava em uma vida artificial. Ganhava dinheiro mas não estava satisfeita. Troquei de trabalho algumas vezes, estudei muito, até chegar no nível de poder rejeitar aquilo que possa afetar o meu espírito de forma negativa.
      Araceli, a culpa acompanha as mulheres desde quando elas nascem. Se não fosse o pouco tempo que passa com os filhos, seria uma outra culpa. Acho melhor você começar a se acostumar com a culpa para que ela não te domine. Tente nos finais de semana realizar passeios ou qualquer atividade com os filhos. Minha mãe também trabalhava demais e nos finais de semana, nos colocava para ajudar a organizar a casa, cozinhar... a gente fazia tudo juntas. Até banho, eu e meu irmãos tomávamos juntos com ela. Era muito bom!!
      Bom fim de semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  41. Lindo texto, Luma, como sempre. Acho que se todo fosse como queremos que seja, se tudo nos caisse "do céu", a vida não seria a emsma. Por isso temos uma noite no fim do dia. Ou no meio do dia...Para que descansemos a mente e recomecemos sempre.
    Trabalhar com paixão, com amor, com desvelo é uma benção.
    Sempre tive o pensamento (e agi) de que temos que fazer o melhor possível nosso trabalho, do menor ao maior, por que a satisfação de vê-lo bem feito não tem preço. E quem faz mal feito, faz duas vezes.
    Enfim, assino embaixo. Se o ser humano deixasse de complicar, tudo seria mais fácil.
    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada cai do céu, bem dito!! Muitas pessoas cruzam os braços e lastimam a vida, fazem promessas e tals. De que adianta viver? Passar pela vida sem ter realizado nada é o mesmo que não ter vivido. E seguindo o seu pensamento: não se vive duas vezes. É muita chance desperdiçada, você não acha? (rs*)
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  42. Oii, Luma.

    Agora vc me pegou !!! Fico aqui pensando (e ultimamente tenho feito muito isso) em muitos dos tópicos q vc levantou no teu post, q diga-se de passagem, está incrível.

    É bem isso mesmo, as vezes a nossa trajetória aqui nesse mundinho pode não ser grandiosa a ponto de ganharmos um Nobel mas ela pode ser gloriosa se desempenharmos o nosso papel da melhor maneira. A busca do crescimento deve ser uma meta. E ainda q não possamos ter tudo o material q nos interessa ou até q seja conveniente q peo menos façamos o nosso melhor dentro das nossas reais condições.

    Eu ameeeei teu post.

    Beijinhos

    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Ana!! Algumas pessoas passam iludidas pela vida, se deslumbram com coisas alheias e esquecem de viver suas próprias vidas, pois estão com o olhar na grama do vizinho. Isso é sabido por aqueles que controlam as massas e fazem com que essas pessoas tentem preencher seus vazios, consumindo. Não vamos chegar a lugar algum. A gente morre e leva somente o que nos trouxe felicidade. Se isso não aconteceu, não vivemos, sobrevivemos apenas! Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  43. Oi Luma, é a Vi,gosto de pegar na enxada e carpir, a mente vai longe o suor escorre pelo rosto e vejo o quanto é bom trabalhar, quanto dá prazer, mas já exerci profissão que não tinha nada haver comigo, onde o trabalho era um peso.
    O homem busca coisas impossíveis, tipo , a eterna juventude, a imortalidade, e ser feliz todo tempo da sua existência, se talvez buscasse viver a realidade já não teria tantas angustias e poderia ter mais momentos felizes, inclusive apreciando carpir um mato.
    Muitos beijos,Vi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que delícia, Vi! Eu creio que lidar com a terra deva ser algo muito prazeroso! Sentir o cheiro da terra remexida, os grãos e logo depois a colheita... tudo isso traz satisfação. Eu sei, por que fico na maior felicidade quando aparece uma jaboticada no pé que tenho em meu terraço. Todo dia antes de sair para o trabalho, gosto de jogar água em minhas plantas. Adoro!!
      Quem está fora da realidade, verá a casa cair um dia! O tempo sempre nos cobra uma atitude!! Beijus,

      Eliminar
  44. Luma,

    Dias desses, conversando com minha filha que acabará de iniciar em um novo trabalho; eu disse pra ela nunca deixar o trabalho virar um fardo. Ela achou estranho, mas depois entendeu meu recado.
    Trabalhei 21 anos numa Empresa. Em alguns momentos foi difícil viver essa realidade, mas eu fazia o possível e o impossível pra superar. Foi através dele, que consegui criar minhas filhas.
    Lembro-me que um dia, um colega de trabalho me perguntou qual o segredo pra ser uma profissional como eu era. Respondi: apenas coloco amor em tudo que faço.

    Amei esse texto que me fez lembrar de uma importante fase de minha vida, e me trouxe muitos ensinamentos. Você sempre escreve coisas que nos engrandecem.

    Um lindo e abençoado final de semana. Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É preciso existir um motivo forte para que sejamos perseverantes. Alguns trabalham naquilo que não gostam por causa do dinheiro, mas quanto vale o tempo? Qual o preço de nossa vida? Trabalhar com amor é recompensador, estamos indo além do que o dinheiro nos oferece. Se acaso, esse trabalho que nos dá tanta satisfação também nos remunera bem, tanto melhor. Não podemos é escravizar a nossa vida. Obrigada pelo carinho! Beijus,

      Eliminar
  45. Luma, você recebeu uma mensagem minha ? beijo !

    ResponderEliminar
  46. Sensacional!
    Em todos os grandes trabalhos - no sentido belo do termo - a paixão está explicita. Grandes trabalhos são feitos com paixão, e grandes trabalhadores - geralmente nas profissões menos glamurosas e com salários de igual teor - são pessoas apaixonadas. E ricas como dinheiro algum será capaz de pagar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tony, você teve sensibilidade para entender o meu ponto de vista. Não é nada atrelado a religião, como algumas pessoas pensaram, mas uma forma de entendimento da própria vida. Quem ama a vida de paixão, não precisa fazer dela uma grande festa. Viver também dá trabalho! (rs*) E ter um trabalho que temos paixão, faz da vida um grande romance. Já que temos que trabalhar para sobreviver, por que não de forma apaixonante com conquistas diárias, com alegria de poder ir trabalhar todos os dias? Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor