Sem calcinha de renda

Por que um post leva à outro...

Luzdeluma esperaLuxúria, mistério e poder encobrem a vida da holandesa Margaretha Geertruida Zeele, a lendária bailarina lasciva que abalou Paris da Belle Époque dançando completamente nua e também assegurou lugar nos compêncios das enciclopédias como a espiã H21 do serviço de inteligência alemão, durante a Primeira Guerra Mundial.

Uma personagem imortalizada no cinema por Greta Garbo, que experimentou fama e fortuna antes de cair morta, aos 41 anos, no dia 15 de Outubro de 1917, perante o pelotão de fuzilamento formado por 12 soldados em Vincennes, França.

Aos 19 anos, ainda Margaretha, ela galgou o primeiro grau de sua escala social casando-se com o escocês Campbell MacLeod, um oficial do exército colonial holandês, solteirão que rompera a casa dos 40, com quem partiu para a ilha de Java, na Indonésia, onde nasceram seus dois filhos - um menino e uma menina. Foram anos difíceis para a jovem holandesa, que vivia à turras com o marido e perdeu seu primogênito, envenenado pela babá malaia.

De volta à Europa com o casamento desfeito, em 1901, Margaretha entregou a filha ao pai e partiu sozinha para tentar a sorte em Paris, já com o codinome que lhe fez entrar para a história: Mata Hari, expressão javanesa que significa "olho do dia". A permanência no oriente lhe valeu o domínio de danças exóticas e sensuais, com as quais iria conquistar a corte européia.

luzdeluma_Mata HariO ano de 1905 marcou sua estréia como bailarina profissional em "Armida", de Gluck, no Scala de Milão, numa montagem que mereceu menções enternecidas de mestres da ópera como Massenet e Puccini.

Não se sabe exatamente quando que Mata Hari entrou para o Serviço de Inteligência Alemão. Especula-se que isso teria ocorrido em 1912. Consta que durante um curto tempo teria atuado como agente dupla, até se tornar espiã somente para a Alemanha. A partir de 1914, declarada a guerra, a intimidade cultivada com nobres, comerciantes e oficiais dos países aliados lhe abria as portas para obter informações preciosas para o exército alemão.

As suspeitas em torno de Mata Hari logo se transformaram em evidências, colocando em alerta França e Inglaterra. Após meses de caçada, já em 1917, o governo francês surpreendeu a espiã em um quarto do Hotel Elysée, em Paris, e conduziu-a à prisão de Saint-Lazare. Até o dia do fuzilamento, Mata Hari acreditou que seria salva pelos antigos amigos.

Pois é sempre assim, enquanto há descompromisso temos muitos nobres incentivadores...

64 comentários :

  1. Interessante história. Eu já tinha ouvido falar do nome Mata Hari, mas confesso minha ignorância sobre a história, a qual, você elucidou.
    E a reflexão ao final é muito pertinente.

    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A História real - que não é um filme - foi para dar sentido a reflexão em consoância ao post anterior. Beijus,

      Eliminar
  2. Bom dia Luma!

    O negócio aqui está ficando quente... Rs. É interessante observar como o sexo e o poder sempre se juntam e geram histórias marcantes (que podem ser negativa ou positiva), são neutros por isto manipuláveis... Este assunto daria váriossssss posts e muitas polêmicas.

    Assisti o filme faz muti tempo (tô véia!), porém não sabia tanto detalhes, e apesar do filme, jurava que ela era inocente!

    Tenha um excelente fim de semana!

    Beijãoooooooooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hot! Quanto mais quente melhor!! :) Sexo é poder, é desordem, é aniquilação, é alegria, é manipulador... podemos culpar o sexo de quase todas as desgraças que acometeram a humanidade. O homem quer poder para ter acesso fácil ao sexo, qualquer que seja o sentido desse poder.
      Não assisti o filme, apesar de ter procurado bastante. No ytb tem alguns trecho, mas a qualidade bem ruim.
      Bom fim de semana para você também!

      Eliminar
  3. Uma história e tanto Luma.
    Desconhecia, mas o nome é familiar.
    Um xero grande e um ótimo final de semana
    Xeros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mata Hari está no rol das espiãs famosas... sua história é bastante citada como uma mulher audaciosa. Fiquei bastante curiosa quanto ao filho que sobreviveu e foi viver com o pai. Norman-John MacLeod foi adotado pela segunda esposa de seu pai e somente na véspera de sua morte, como último desejo soube a verdadeira identidade de sua mãe. Um ótimo fim de semana para você também! Beijus,

      Eliminar
  4. Acho que o título explica o post e vc deu boa continuidade no assunto. Gosto quando vc fala de mulheres. Se juntarmos todos os posts, dará uma boa enciclopédia. Muito informativa.

    Bjs e bom findi,

    Michelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Michelle! Somos mulheres interessadas... rs.

      Eliminar
  5. Bom dia Luma querida! Muito interessante! Não conhecia detalhes da vida de Mata Hari! O carinho dos amigos traz um bem e um conforto que nem imaginas! É um alimento para o coração! Terei uma postagem nova na segunda-feira, dia 30 de julho.
    Grande e carinhoso abraço!
    Sábado e domingo abençoados!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se você pesquisar na web saberá de muito mais. Aqui coloquei um resumo - Gosto muito de saber da vida dessas mulheres que de alguma forma foram contra a vontade operante e por terem uma causa, mesmo que da sobrevivência própria, conseguiram sobressair perante as outras mulheres.
      Elaine, estou com dificuldades para permanecer em seu blogue e no do Everson Russo, ambos possuem um script que trava e fecha a página. Bem queria ir em seu blogue, mas enquanto ele tiver com esse problema é impossível para mim.
      Sábado e Domingo abençoado para você também!!
      Beijus,

      Eliminar
  6. sempre é muito bom obter novos conhecimentos.
    bjs, bom final de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto mais melhor! :) Mente ocupada faz bem não somente para nós mesmas! Beijus,

      Eliminar
  7. Interessante! Mata Hari... Vou já descobrir mais. Essa história despertou-me curiosidade.

    Beijos no coração

    ResponderEliminar
  8. Só agora vi os links pro livro da querida Pauline. Ficou ótimo, Luma! Perfeita engenharia! Como tudo que vc maneja, aliás.

    Parabéns às duas! O meu recebi hoje.

    Bjs,

    Michelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oba!! Depois conta o que achou do livro... vamos dar uma força para a nossa amiga!! Beijus,

      Eliminar
  9. Não me canso de ler biografias de grandes nomes. Especialmente quando são mulheres. Eu fico pensando na coragem delas de ousarem num tempo que tudo era censurado ou em tempo de guerras.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se comparado, mesmo com tudo na bandeija, já poucas as mulheres que se destacam pelo pioneirismo, por serem diferentes das demais! Beijus,

      Eliminar
  10. Luma,

    Mata Hari, já conhecia pelo nome, mas não sabia a história dela. As mulheres sempre surpreendem em coragem. Naquela época era muito mais difícil enfrentar o poder masculino. Gostei muito do que li, e pretendo me aprofundar.

    Um lindo Domingo pra você. Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É Lucinha!! Agora o mulherio está bastante fácil de ser manipulado, perderam a garra e preferem se deixar pela "onda". Beijus,

      Eliminar
  11. Muito curioso, vou procurar , me interar mais no assunto.
    Beijos querida Luma, ótima semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faça isso, Rute!!
      Ótima semana para você também!

      Eliminar
  12. eu nao sabia da história dela...adorei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom que gostou! Não vai querer se vestir de Mata Hari e fazer igual, heim?

      Eliminar
  13. Luma, muito bacana a história sobre a Mata Hari.
    Te mandei email recebeu? Vou mandar de novo. Big Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não recebi nenhuma vez!
      Big Beijus,

      Eliminar
  14. Sempre aprendo qdo venho aqui. Que história, né? Me lembro da versao Disney da Mata Hari, a Pata Hari!! bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem lembrado, Nanci!!
      Você é sempre bem-vinda!!
      Beijus,

      Eliminar
  15. Já tinha lido alguma coisa sobre Mata Hari, mas não tão completo como aqui. Luz de Luma é cultura!

    Beijos e um ótimo restinho de domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Iza!! Passeando pela madrugada? :)

      Eliminar
  16. Luma
    lembrar de Mata hari é sempre interessante.
    comc carinho monica

    ResponderEliminar
  17. Oi Luma!Eu já tinha ouvido falar em Mata Hari,será que encontro o filme na locadora?Que mulher corajosa,em?Um beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que não vai encontrar o filme na locadora. Eu mesma nunca assisti o filme todo, somente partes no ytb e mesmo assim com a qualidade muito ruim. Melhor que filme, somente as biografias e as informações na web. Muita gente admira essa mulher e dedica tempo para pesquisá-la. Beijus,

      Eliminar
  18. Olá querida.
    Não estou bem certa, mas acho q assisti ao filme. É estranho pensar numa mulher assim naquela época, ainda bem q elas existiram pois abriram caminho pra nós.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estranho mesmo! Muito à frente do seu tempo!! Beijus,

      Eliminar
  19. Eta mulher "porreta", já que estou aqui nessa terrinha boa!rs...Hoje ainda, acaba o paraíso,levo as energias do lugar e marzão!!beijos, obrigado pelo carinho,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena!! Tudo que é bom dura pouco, não é mesmo?
      Te esperando... beijus,

      Eliminar
  20. Uau! Que história interessante Luma, não conhecia! Adorei!
    Beijo, beijo
    She

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que gostou, She!! :=))

      Eliminar
  21. Oi Luma, estou passando para desejar uma linda semana.
    Que história interessante... adorei! Vou procurar saber mais, rs.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Procura sim!! Muita coisa omiti para não deixar o post muito extenso! Beijus,

      Eliminar
  22. Olá Luma!
    Ela é um grande nome com toda certeza. Corajosa, teve que enfrentar muito preconceito em sua ápoca, mas o fim foi dramático... Uma pena! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um triste fim sem final feliz!! A vida real é assim :(

      Eliminar
  23. Não conhecia a historia completa de Mata Hari. Foi muito bom conhecê-la. É uma pena que na história do mundo sempre dizimaram as mulheres.
    beijo e boa semana
    Zizi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mulher no caso, pagou o pato. Será que o mandatário também foi punido? Ela sabia demais, esse foi o grande erro. Beijus,

      Eliminar
  24. Oi Luma!
    Não conhecia alguns detalhes desta história. Já vi o filme há tempos. Boa lembrança, pois ela teve um triste fim. É, poder e sexo seduzem, mas podem destruir.
    Beijinhos e uma super semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queria ter visto o filme, estou à caça! O sexo é a mola do mundo!! Beijus,

      Eliminar
  25. Oi Luma,
    Adorei a historia.
    Enquanto há descompromisso,
    temos muitos nobres (pobres)
    incentivadores.
    Não seria?
    Aqui é sempre interessante.
    Beijos minha lindinha,
    flores para você.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois assim sucede, Bandys! Amigos de verdade são poucos e cheio de intenção, o inferno está cheio!! Beijus,

      Eliminar
  26. Adoro histórias de mulheres assim...à frente, bem a frente, do seu tempo. Claro, paga-se um preço alto que só elas sabem contar, mas nunca li que alguma tenha se arrependido. Luma, amaaada, então já morou por aqui?! Êita trem danadu de baummm sÔ!
    Beijuuss n.a.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uai, depois de morta, como contar? (rs*)
      Regina, em que cidade você mora?
      Beijus,

      Eliminar
  27. Sempre que entro aqui saio com mais cultura do que quando entrei. Não conhecia essa história, mas é muito interessante, como tudo no seu blog :)

    Pensei em você, tinha certeza que conhecia o livro! Queria comentar antes contigo mas nessa correria eu acabei esquecendo. Estava ansiosa pelo seu comentário rs Estou lendo a edição do Eduardo Bueno, o mesmo que foi citado na sua resenha e estou gostando. Acredito que o filme não deixou a desejar, pelo menos até a parte que eu li ficou muito bem interpretado. E sim, na cena da dança a câmera dá um close nela e é muito bom :)

    Um beijo querida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, Jaque!! Obrigada!!
      Eu amo o livro, ele está aqui do meu ladinho e sempre abro uma página para conferir. Algumas passagens sei de cor :) A edição que escolheu para ler é muito boa. Depois que assistir o filme te conto o que achei!! Beijus,

      Eliminar
  28. Oi, Luma. Eu já havia ouvido falar da espiã Mata Hari, mas não conhecia sua história. Que coisa, hein? Infelizmente os amigos não foram tão amigos assim...Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou não podiam receber essa alcunha :) Beijus,

      Eliminar
  29. Ola Luma querida!
    Eu não conhecia quase nada desta história....mas achei bem bacana amada!
    Obrigada pelas palavras em meu cantinho!
    Desculpe-me vir tão pk por aqui, meu tempo esta completamente escasso e muitas vezes o cansaço me vence amiga!
    Bju
    Deus a abençoe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho essa dificuldade e não é todo dia que estou online, por isso compreendo!:) Beijus,

      Eliminar
  30. As biografias possuem grande importância histórica. Permitem que viajemos por valores, crenças,entre outros fatores que nos mostram diversidades e nos permitem reflexões significativas.
    Muito bom post.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Norma!! Conhecer o passado ajuda-nos a compreender o presente. Beijus,

      Eliminar
  31. Oi Luma!
    Maravilha de post.
    Sou fascinada pela história da Hari.
    Quanto mais leio,mais me apaixono.
    Paixões, espionagens, intrigas e glamour...
    Compartilhei no G+.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beth, também fui conquistada! hahahaha Que loucura essa mulher! Fico imaginando nos dias atuais, se ela nessa época vivesse, como seria vista. Obrigada por compartilhar!! Beijus,

      Eliminar
  32. Oi Luma, sempre admirei Mata Hari, mas não fazia a menor ideia de quem era e o que fez. Adorei, obrigada por me intruir.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor