Corpo de Mulher

Na Capa
Essa postagem tem a exclusiva finalidade a conscientização sobre o mito da beleza ideal, sobre a imagem que temos do nosso próprio corpo, a obrigatoriedade das dietas e os consequentes transtornos alimentares e, talvez o ponto mais importante; por que as mulheres se deixam escravizar pela sociedade. A beleza exige uma boa herança genética, portanto, o melhor caminho é realçar aquilo que de melhor a natureza deu para a mulher.

Os padrões de beleza mudaram conforme o curso da História. Quem pega uma imagem antiga de um ícone de beleza do século XVI, como Sabine Poppaea notará como tudo mudou.

"A mulher antes da Revolução Industrial (1760) não experimentou o sentimento da mulher moderna com relação à beleza. Antes da invenção das tecnologias, uma mulher era exposta a poucas imagens do que seria uma mulher com beleza fora aos padrões da Igreja" Naomi Wolf em "O mito da beleza".

Mas foi desde então que a ditadura do corpo magro começou, quem nunca ouviu falar em espartilhos? Coco Chanel, no início do século 20, definiu o conceito de elegância e ditou que "Para isso acontecer a mulher tem que ser magra". Ora! Coco Chanel era geneticamente magra! Surgiu um modelo, exemplo de beleza, de corpo e de sucesso. O corpo normal passou a ser visto como gordo e o corpo magérrimo visto como normal e ideal. E começaram os perigos para a saúde, a ingestão de comprimidos de arsênico e logo depois as anfetaminas.

Pobres mulheres normais que não são naturalmente magras! Tiveram recompensas ao recusarem os prazeres orais? Quantas batalhas foram travadas? Sacrifícios, privações e a tortura de todos os dias de se olharem no espelho e constatarem que não possuem a imagem usada em campanhas de publicidade. Isso a cada dia, destrói a auto imagem, a auto estima. Começa aí um quadro de doença. Lembrei agora da americana, Cindy Jackson, sósia da Barbie, que fez plástica 14 vezes e mesmo assim não estava satisfeita.

Traduzindo: "Anorexia nervosa é um distúrbio alimentar caracterizado pela busca obsessiva do paciente em reduzir seu peso corporal. Os anoréxicos acreditam-se obesos e têm pavor da possibilidade de engordar. Mesmo não estando acima do peso, privam-se da alimentação, exercitam-se exageradamente, jejuam e, quando comem, ingerem laxantes e diuréticos ou vomitam. Em 90% dos casos, as vítimas da doença são mulheres jovens. Entre os sintomas da enfermidade estão rápida perda de peso, amenorreia (interrupção do ciclo menstrual), regressão das características femininas, subnutrição, depressão e comportamento obsessivo-compulsivo" (Boletim UFMG)

"A beleza muda. Ela abarca as grandes dinâmicas sociais, as rupturas culturais. Há dois universos, cada um fortemente afastado do outro. No primeiro, as bocas delicadas, sempre estreitas, dos retratos do Renascimento (século XVI), lábios tão finos, como apertados, cor pálida, linhas fechadas, em que qualquer sorriso deve ser contido. No outro, as bocas abertas dos retratos de hoje, mais coloridas, lábios de formas largas"(Georges Vigarello)

Quem era considerado símbolo de beleza ideal no passado, seriam belos em qualquer época? No início do século passado, o padrão ideal era: 60Kg, 70cm de cintura e 90cm de quadril e hoje: 48Kg, 58cm de cintura e 88cm de quadril.

Quais os melhores atributos de hoje? Vera Fisher, ganhou o prêmio de Miss Brasil em 1969 e fazia o tipo "recheado" e porque se submeteu a tantas cirúrgias estéticas? Quem sabe o tormento de Vera Fisher, fosse Carolina Ferraz que surgiu nos anos 90, com corpo de mulher magra e músculos bem delineados? O que pensa Vera Fisher, quando olha a atual Miss Brasil, Priscila Machado?

O que devemos saber, é que devemos respeitar o nosso biótipo e não ir contra a nossa natureza. Nem sempre o magro é saudável e o gordinho é descuidado.

Você conta calorias de tudo? Faz dieta constantemente? Sobe na balança todos os dias? Sente culpa quando come chocolates? Fica incomodada quando olha no espelho? Se você respondeu sim, você sente obsessão por um único padrão de beleza e é forte candidata a um transtorno alimentar.

A Bulimia e Anorexia, são mais comuns em mulheres, mas os homens não fogem dela e precisam se preocupar com uma outra modalidade de doença: A Vigorexia - tem crescido o registro desse distúrbio, que atinge quem exagera nos exercícios e no consumo de anabolizantes.

E para não ficarem doentes, fujam dos estereótipos!

Sou mulher e gosto disso! Então porque mutilo o meu corpo? Por que não aceito o que a natureza me deu? Você pode se questionar sozinha ou participar da blogagem coletiva "Corpo de Mulher".

Somente mulheres livres são poderosas!

Participe postando sua opinião sobre o assunto ou leia em outros blogues:
Publicar para partilhar, Alguma coisa a mais para ti ler, Mamyrene, Acolher com amor, Sturm und Drang, Lado de fora do coração, Projetando pessoas, Uma Pandora e sua caixa, Camélia de Pedra, Diário de uma transformação, Pensando em Família, Bel Rech, Bel Freitas, Brasileira sim Senhor!, Escritos Lisérgicos, seu blogue.

90 comentários :

  1. O achar bonito é tão relativo quanto são os lugares, culturas, épocas e valores de cada indivíduo. Por isso acho que o mais importante é estar de bem consigo mesmo de dentro pra fora. Penso que quem se aceita e se ama tbm se cuida de maneira a ter uma aparência agradável, e isso sem exageros de vaidade.
    Beijinho, Luma e tudo de bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meri, somos envolvidos pelos valores culturais da época em que vivemos e entendo que as pessoas que não possuem uma boa formação emocional, se envolvam mais facilmente com os aspectos superficiais. A prova disso é que vemos famílias inteiras com um mesmo perfil, salvo as exceções, essas admiráveis. Beijus,

      Eliminar
  2. Luma, em 2010 escrevi neste post, http://drang.com.br/blog/2010/01/22/abaixo-a-epidemia-da-magreza/:
    "Como mulheres e mães, preocupamo-nos com os danos às mentes de nossas adolescentes e crianças que são “doutrinadas” pela ditadura da moda e recebem a mensagem subliminar de que são feias por não corresponder ao padrão “oficial” de beleza."

    Ontem mesmo, a Princesinha estava apertando as gordurinhas da barriga e dizendo-se feia. Já começamos o discurso da saúde e do bom senso por aqui. É osso!

    beijo, menina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não li todos os posts participantes e o farei ainda durante a semana!
      Você é uma mulher consciente, criou sua filha super bem.
      Me parece que conforme os anos vão passando, os pais estão perdendo o controle sobre as informações erradas que invadem suas casas e que contradizem aquilo que eles ensinam. Acho viável, sempre que possível, os pais ou um adulto acompanharem as crianças em suas distrações através da tv e computador. Pelo menos isso, já ajuda bastante!!
      Veja da onde ela tirou a informação de se achar feia. Sabe que crianças são cruéis umas com as outras.
      Beijus,

      Eliminar
  3. Na verdade, o que importa é nós nos gostarmos e ou estarmos de bem conosco...Pois pelos outros, nunca agradamos>Ora magras ,ora gordas, sempre acham o que falar!!1 beijos praianos de uma chica meio "baleinha",rsrs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A auto estima se constrói desde a infância. Uma crítica errada se carrega para o resto da vida. A melhor para o seu resgate é se sentir útil. Todos nós temos qualidades e colocar o corpo como objeto de admiração, poderá ser desastroso com o passar dos anos. Beijus,

      Eliminar
  4. Foi um bom passeio pela história, gostei especialmente do final: "Só mulheres livres são poderosas!" É caminha para a Liberdade precisa ser traçado e ele passa pelo amor próprio, vou correr atrás do meu!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Jaci!! É necessário mostrar que a cada momento produtos são mostrados para a mulher como fonte de felicidade, o mercado precisa girar. Imagina quantos produtos deixariam de ser vendidos se cada pessoa se aceitasse? A inteligência serve para agir em prol da liberdade de pensar e agir. Beijus,

      Eliminar
  5. Uma bela postagem e muito esclarecedora. Amor próprio e liberdade.
    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Como uma mulher poderosa chego aqui para mais uma vez me encantar com sua participação.

    Esse mito da beleza imposta não só pela moda, mas por um mercado que oferece serviços de transformação que muitas vezes levam eles e elas a colocarem seu corpo em choque não medindo as consequências.

    Receber uma boa educação e poder aceitar-se do jeito que é procurando ter um corpo saudável não só na alimentação ideal, mas também evitando a ociosidade. Manter mente e corpo saudáveis.

    Um bom domingo

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Irene!! Já percebeu que as francesas comem de tudo, odeiam academia e são magras? O segredo é comer de tudo, mas moderadamente, caminhar sempre que possível ou fazer uso de bicicleta. Mas o mais importante é ter a cabeça no lugar, por que depressão também engorda!
      Não tem nada mais gostoso que olhar no espelho e se ver! Conheço pessoas que mesmo magras, se sentem gordas e o contrário também. Gordinhas que se sentem super bem!! Hoje mesmo conheci uma moça linda - ela não tem o biotipo modelete - mas tem o sorriso nos olhos, isso é contagioso!! Beijus,

      Eliminar
  7. A mulher conquistou, um espaço na sociedade com padrões diferentes.
    Independente dela ser magra, ela tem que manter a saúde acima de tudo, saber lidar com as conversas alheias.

    Isso torna todas poderosas diante do mundo.
    Ótimo post.

    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mercado de trabalho tem olhado muito a aparência de homens e mulheres. Várias empresas não contratam pessoas acima do peso, por que entendem que essas estão propensas a ficarem mais doentes que as pessoas magras. Ao fazer uma inscrição em planos de saúde privado, você também paga mais por estar acima do peso - isso veladamente - já que ali listam doenças que são ocasionadas pelo excesso de peso. Não posso afirmar que a mulher conquistou, por que não é ação abrangente. Beijus,

      Eliminar
  8. Menina você caprichou! Seu post é uma mistura de revista cientifica com filosofia e história.^_^ Fiquei muito feliz de viajar nas suas palavras tão sensatas. Beijos e muito obrigada pela participação!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Aleska!! O mundo que interage e tem como foco cada um de nós!! Beijus,

      Eliminar
  9. Queridaaaa!!!!!!!!!!!! Acabei de entrar na postagem, com mais essa lição de vida que foi o dia de ontem, logo ali, agora mesmo.
    Bjao

    cameliadepedra.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu li!! Muito bom!!
      Beijus,

      Eliminar
  10. Acredito que o mais importante eh a saude. Eu, por exemplo, deveria esta fazendo uma dieta, não porque a moda dita, não porque a sociedade cobra, näo porque não estou com a auto-estima em alta, nada disso, mas porque a saude ja reclama faz tempo. Nunca segui moda, nunca nem cogitei tentar seguir padrão de beleza porque a minha genetica ja mostrou que não era por ai logo cedo, e eu nunca liguei pra isso. Sempre estive de bem com minha auto-estima, mas depois que engordei 10 quilos, sendo que nunca fui magra, minha saude não eh a mesma. Ja minha irmã eh super magra, nunca fez dieta, muito pelo contrario, tenta engordar, mas não rola, e tambem sente a pressão por não esta dentro do padrão que alguns acham que ela deveria estar, não o da moda, pois nesse ela esta, tem corpo de modelo sem fazer esforco, mas quem disse que não a criticam por ela não ter mais 'carnes'. Ou seja, não são so as gordinhas que passam por isso. Eu, assim como minha irmã, prefiro satisfazer a mim mesma, porque satisfazer os outros eh missão impossivel e sou egoista demais pra tentar isso.

    Os acentos agudos não entraram aqui nos comentarios, desculpe-me pela falta deles.

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luciana, o fato de não estar se sentindo bem, já é um grande motivo para se cuidar e tem que ver porque ela reclama antes que seja tarde. Ninguém engorda com o vento. Se você não está comendo demais, não é preguiçosa e está engordando, pode ser problema hormonal. O importante é se sentir bem e ter disposição para a vida!! Beijus,

      Eliminar
  11. Luma, na verdade, o grande problema é a não aceitação de si mesma. A eterna insatisfação do ser humano. Se vc tem x, quer y, se consegue y, já não serve mais, quer z, e por aí a fora.
    Uma pena, que as pessoas se deixem levar pelo modismo, acabam com a saúde, muitas vezes até com a vida, em nome de uma beleza, que sem vida, prá que serve?
    Acho tudo isso, um problema grave de saúde, as pessoas estão cada dia mais doentes.
    Beijo meu bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo, Aninha!!
      Agora esse mulheril se enchendo de cirurgias plásticas. A gente bate olho e vê que é plástica, de tão desproporcional. Bocas tortas, olhos saltados... monstrinhos! Nada como a beleza natural de cada um! Beijus,

      Eliminar
  12. Oi Luma! Você colocou bem as palavras nesse post. É fato que hoje em dia as mulheres seguem o exemplo do que vêem na TV, nas atrizes e modelos, mas sabemos que pra ter um corpo daquele requer muito esforço e alguns "sacrifícios"...

    Eu não vou ser hipócrita e dizer que gosto do corpo que tenho, claro que gostaria de mudar algumas coisas mas estou satisfeita assim, não mudaria nem faria intervenções cirúrgicas... Eu sou magra - as vezes acho que até demais, mas tenho meus altos e baixos. Emagreço muito fácil e isso não me agrada. Mas sigo me alimentando bem e fazendo exercícios pra manter a saúde também.

    Obrigada pela preocupação Luma! É a correria do serviço, a falta de inspiração e tempo pra postar... Extraí os dois sisos sexat feira e estou aproveitando pra descansar bem antes de voltar pro trabalho amanhã rs

    Bom domingo pra você querida! Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A realidade é bem diferente das novelas! Outro dia vi uma atriz dizendo que só ficava atrelada aos ditames quando estava com algum trabalho televisivo ou no teatro, que fora isso, adorava viver com os cabelos sem uso de secador, unhas por fazer, depilação, etc.. Daí acho até demais, pois certos hábitos são de higiene.
      Jaque, a mulher sempre quer ser ou parecer bonita. A boa alimentação, horas de sono repousante, ajudam no humor e consequentemente no boa aceitação de si, pois uma coisa tem a ver com outra. Pessoas alto astral, independente de serem magras ou gordas, sempre terão mais amigos do que a pessoa ranzinza. Rir é um santo remédio para muitos males e os amigos cumprem esse papel melhor que os familiares, que muitas vezes nos fazem de muletas para os seus problemas.
      Melhoras!! Não cometa excessos!! Beijus,

      Eliminar
  13. Oi, Luma. Penso que a beleza ideal é a felicidade. Quando se está feliz, tudo fica mais bonita. De que adianta viver sob uma ditadura e abatida ou com fome? Quem fica feliz com fome? Pior ainda, aquelas que fazem inúmeras plásticas e mesmo assim continuam insatisfeitas. A beleza está na riqueza da alma e na transparência de um sorriso. Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba! Depois leia a resposta que dei ao comentário da Jaque. Ter pensamentos bons e estar do lado de pessoas que nos amam, nos fazem mais seguros e mais pontuais em nossas escolhas. Não acho ruim quem tenha vaidade, somente o excesso que é sabotador para a felicidade. Aliás, para ser feliz devemos combater todo tipo de excesso. Sabe que beleza demais afastam as pessoas? Beijus,

      Eliminar
  14. Oi Luma

    Tudo isto passa por questões psicológicas complexas, frustrações, baixa estima, depressões, desequilíbrios emocionais, desamor, insegurança, etc.. Bom mesmo é cuidar da cabeça e das emoções, o corpo é consequência.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí que está!! Nem todo mundo tem a consciência de ser um problema. O consumo em função da vaidade aumenta dia a dia e as pessoas questão cada vez mais feias, com aspecto bem bizarro. Hoje, logo pela manhã, vi uma moça com uma roupa metalizada com detalhes pink. O bom gosto mora longe! Uma moda estranha, sem hora, sem lugar e ainda por cima, sem combinar com o biotipo. É a pessoa não se aceitar e começar a contornar com panos sobre a pele. Panos chamativos e ridículos. Beijus,

      Eliminar
  15. Luma, você disse tudo, basta de tanta ditadura da beleza, principalmente em nosso país que parece só vive disso, já que cultura muito pouca mulher quer adquirir.
    Como disse a Luciana acima, eu também me preocupo mais é com a minha saúde e se eu estou acima do peso, como estou agora, tenho que me mexer fisicamente, diminuir a ingesta e observar o que ponho pra dentro. Agora, esse papo de bota silicone dali, espicha daqui e outras coisinhas mais, acabam gerando vícios ou doenças crônicas.
    bjs cariocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beth, o fato de você fazer dieta, não é errado, o errado é viver em função dela, além dos motivos de saúde. Pois querer parecer com uma modelo está fora da realidade. Gostei de ver a Luíza Brunet mostrando as ruginhas do rosto e dizendo que as marcas do que ela viveu estavam ali. Para ela, que é muito mais cobrada, achei muito dígno. Beijus,

      Eliminar
  16. A mulher lutou tanto pelos seus direitos e ainda continua escrava da sociedade quando se fala em beleza!
    Acho que é saúde em primeiro lugar! Tudo em excesso faz mal, e ao mesmo tempo, tudo tem limite!
    Vamos nos cuidar pra levarmos uma vida bacana, não pra virar uma imagem que todo mundo quer...
    Ótimo post Luma!
    Beijão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Houve um retrocesso, não é? As mulheres que pegaram o bonde andando, acham tudo mais fácil, até mesmo se fazerem de objeto de desejo sem ao menos sentir desejo. Isso sim para mim é escravidão. Como escreveu Sartre: O inferno são os outros!

      Eliminar
  17. Luma, este é tema importante na atualidade, ignorado por tantas pessoas obcecadas pela beleza imposta por um padrão doido que despreza a saude global.

    A mãe de um amigo sempre foi cheinha, mas tinha a carne dura, sem celulites e não apresentava nenhum problema no lipidograma.
    A minha filha, por exemplo, é muito magrinha e tem colesterol alto geneticamente.

    Conheço uma pessoa que sua unica filha, aos 12 anos, já era anoréxica, foi internada varias vezes, esteve nao sei quantas a beira da morte. Acontece que a mãe dela sempre esteve fazendo dieta, o que talvez tenha colaborado com o disturbio da filha.

    Eu admiro uma amiga que é gordinha, de traços faciais lindos, muito inteligente, que se curte como é, se veste muito bem.

    Confesso que não estou feliz com meu peso, pq eu me sinto melhor mais magra, mas nao fico fazendo dietas loucas. Eu sei do que preciso para reequilibrar meu corpo: exercicios. O que nao tenho feito por vários motivos, mas que idealizo para um futuro proximo.

    Espero que muitas pessoas venham ler sua materia, que pensem, que comentem com amigos e familiares, porque saúde é o principal.

    BEIJOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sissym, essa falta de visão da realidade tem a ver com falta de visão do mundo. São pessoas que dependem da aceitação do núcleo social que participam. Certamente a filha da sua amiga foi influenciada pela mãe. Uma pena que seja assim!! Obrigada!! Beijus,

      Eliminar
  18. Excelente post, parabéns! Buscar uma melhor qualidade de vida é saudável, mas se entregar a maluquices e padrões irreais é triste.

    Boa semana! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade!! Temos que sentir até onde podemos ir e o que pode mutilar a nossa auto estima. Beijus,

      Eliminar
  19. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite esse blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Morgan, conheci o seu blogue e adorei!!
      Desculpa, mas o seu comentário estava junto aos spams e somente hoje pude publicar.
      Seja bem-vindo!!

      Eliminar
  20. Muito boa reflexão. è triste ver jovens mutilando-se para atingir um padrão de beleza. A sociedade do consumo apela para tudo para aumentar as vendas e neste sentido vai construindo doenças sociais. Como fica a saúde mental?


    Muito bom tema.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A saúde mental fica por conta também da sociedade de consumo! Que venham os antidepressivos, ansiolíticos... até em analgésico se torna viciado! Tantos remédios para dores musculares, de cabeça... aff!! Vem com a gente, Norma!!

      Eliminar
  21. Luma querida como vai? gostei muito do seu comentario no meu blog...com certeza as pessoas que relacionam com a gente nos afetam pelo bem ou pelo mau...e é exatamente isso que me acontece..acertou...mudei a 7 meses para itajuba minha cidade natal depois de 23 anos longe....achei que ia ser bem diferente...mas familia é muito complicado, me sinto uma pessoa muito diferente...tenho vontade de voltar para campinas,mas tenho que me adaptar pelos meus filhos que adoram aqui e estão estudando aqui...o importante é oque vc disse assumir nossa maneira de ser e pronto,nos impor.
    Quanto ao seu texto..super bacana...isso mesmo!!! se fossemos seguir o padrão que a sociedade quer que sejamos..estamos ferrados..uma doença..um padrao..todo mundo magro..todo mundo com muito peito..rss..gente eu to fora disso...eu faço minha moda,gosto de mim como sou e nem tento me parecer com ninguem...e nem vem me falar em plasticas etc..etc...quero invelhecer com a minha cara e como a minha cabeça...beijos amiga boa semana..titi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem mora longe da família dificilmente se adapta de novo. Quando se está longe não tem ninguém para analisar os nossos passos e "crucificar". Família é uma beleza para apontar-nos os defeitos, seja na conduta ou qualquer outra coisa. Eles se sentem muito íntimos - e são - mas há de ter uma medida para tudo. Se você deu a brecha, jamais ficará livre. Se os seus filhos gostam da cidade, ferrou-se! Você não volta mais para Campinas! ;)
      As mulheres parecem que saíram da mesma forma, estão todas iguais e ainda se vestem iguais! Cadê autenticidade? hahahaha morro de medo de plástica e só faço se me acontecer uma tragédia! Beijus,

      Eliminar
  22. Oi Luma, voltei. Há um texto no meu blog que não fala especificamente da estética do corpo, mas trata da obesidade entrelaçada as interações familiares. Se desejar conferir veja :
    http://pensandoemfamilia.com.br/blog/terapia-de-familia/retendo-peso/
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oba!! Já adicionei o link!!
      Obrigada, Norma!!

      Eliminar
  23. Olá Luma, muito pertinentes as suas reflexões resgatando a mudança no padrão de beleza ao longo da história e sua chamada de atenção para os transtornos psicológicos relacionados à distorção da auto-imagem. Adorei participar dessa BC também.

    bjuss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Teresa!! Eu vi seu comentário no blogue da Aleska, mas nem lá consegui comentar ainda. Final de semana é complicado e segunda-feira mais ainda!! Logo mais estou indo ao seu blogue!! Beijus,

      Eliminar
  24. Umas querem engordar e outras, emagrecer. Como vc destacou, a anorexia é um distùrbio prevalentemente feminino, mas os homens começam a sofrer com a vigorexia. Serà que ninguém tà contente com o corpo que tem?
    ...Vou ali comer uma pizza.


    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não somente com o corpo. O corpo é apenas uma extensão de como anda a nossa alma! Una buona partita di pizza per te!

      Eliminar
  25. Acho que tem coisas que nem Freud explicaria rs
    Nem vou jogar pedra, pq meu telhado é de vidro rss
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seu passado te condena, Flavioska!! :)

      Eliminar
  26. Bom dia Luma!

    A sociedade de consumo cria padrão de tempos em tempos, até os valores mudam, imagine o corpo! É deprimente...

    Me preocupo muito com saúde, principalmente da matéria e do espírito.

    Tenha uma semana luz!

    Beijoooooooooooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algumas pessoas nem com a maturidade conseguem enxergar que estão sendo manipuladas.
      Está corretíssima!! A paz é o bem maior a ser conquistado!!
      Beijus,

      Eliminar
  27. Oi Luma querida, gostei muito do teu post , realmente o mundo está vivendo no momento de mulheres cadavéricas é preciso muita personalidade para saber o que é melhor para cada uma de nós, é verdade que por motivo de saúde não devemos extrapolar, mais não ser uma escrava de padrões. Obrigada amiga pela visita.Um abraço fraterno, Celina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Celina! Ainda bem que os meus amigos bloggers possuem uma medida boa do que é certo e do que é errado. Cada um deve valorizar aquilo que Deus soube fazer tão bem e cuidar como um bem maior que está emprestado e que terá que ser devolvido. Beijus,

      Eliminar
  28. Problemas com a autoimagem são mais comuns do que se pensa, infelizmente. E isso não é mais exclusividade feminina, pessoalmente, há dias em que me gosto, outros nem tanto, e fico nesse vai e vem sem fim, tentando me ajustar a ocasião.

    Gostei da discussão ;)

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até certo ponto é normal a gente ter dias de se gostar de menos, mas sempre... aí é melhor fazer um ajuste e procurar saber o que te incomoda tanto. Beijus,

      Eliminar
  29. Hoje em dia, infelizmente, a mídia dita o que é bonito e o que é feio! Se você tem um corpo diferente daquele que aparece nas propagandas, nos filmes, nas novelas, você é feia... Terrível isso! Acabaram com a identidade feminina!!!

    Beijinhos

    PS: não vou participar da blogagem coletiva porque já postei no blog hoje... rsrs...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fernanda, se quiser participar fique à vontade! Esse assunto é atemporal e quanto mais gente falando, melhor! Acho que devemos pensar no bem comum, nas pessoas que poderão se beneficiar com a troca de ideias. A gente fala, fala, fala... uma hora alguém haverá de compreender e passar a raciocinar sobre o que é melhor para a sua vida. Beijus,

      Eliminar
  30. Amiga, sou geneticamente magra, mas não correspondo, de forma alguma ao estereótipo de beleza atual, com o meu peito, rabo e pernas.
    Mas isso não me incomoda minimamente, pelo contrário, gosto de mim assim.
    Por outro lado, acho que a sociedade criou uma máquina que promove o facilitismo da comida pronta, do fast -food que cobra preços exorbitantes, a começar pela verdadeira epidemia de cancro que assola os países desenvolvidos.
    E, ironicamente, não há nada para inventar. Está provada a excelência da dieta mediterrânica ... está lá tudo ... nada a inventar.
    Beijo e parabéns pelo seu magnífico texto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas estão comendo de uma forma muito grosseira e não viram ainda que essas comidas prontas, se assemelham a rações. A maioria tem o mesmo sabor - se é que se pode chamar de sabor - Nada como a comida feita de forma artesanal. Colocam a culpa no tempo, mas o mesmo tempo que se usa fritando um hamburguer e empestiando a casa, se leva para fazer uma salada. Beijus,

      Eliminar
  31. Luma
    Eu detesto pensar em beleza, pois sou feia com força, mas me acostumei com a minha feiura, pois meus alunos gostavam de mim do jeito que sou. Foram eles que me mostraram o que beleza significa.
    Mas me acostumei a nao ficar olhando demais pra mim.
    Prefiro olhar as atrizes e atores das novelas, mas pra mim o meu ator ainda continua sendo o Tarcisio Meira
    com carinho Monica
    Voce lembrou muito bem. escreveu um texto que me fez pensar e texto bom é quando a gente pensa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada!! Você é uma flor delicada!! Uma doçura de pessoa! E por onde passa - vide seus alunos, seus afilhados, sobrinhos... são pessoas que demonstram claramente que gostam de você e, tem coisa melhor para a nossa auto estima? Beijus,

      Eliminar
  32. que assunto forte, importante
    principalmente porque já encontramos meninas, crianças ainda com severos problemas psicológicos por conta desta ditadura da beleza.

    Meninas que deveriam estar brincando felizes, correndo e cheias de vida, que estão trancadas nos quartos porque consideram-se feias.

    Queria aplaudir a Mônica. (comentário acima)
    Meus Deus... que depoimento forte.
    Não a conheço mas imagino que ela é alguém tremendamente corajosa e bela por saber do valor que tem, independente dos contornos do seu corpo e dos detalhes do seu rosto.

    Me edificou Luma, de verdade.
    Resgatar o valor do ser humano e do seu corpo como instrumento para estar aqui....

    show de bola.
    tomara que eu encontre tempo pra conhecer as outras reflexões.
    bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As meninas que ainda estão em formação é que nos preocupam mais.
      A Moniquinha é um docinho!! Uma alma abençoada que circula entre nós!!
      O tempo a gente arruma! :) Beijus,

      Eliminar
  33. Oi Luma!
    Os padrões de beleza vêm mudando muito, mas segui-los e tornar-se escravos é o grande pecado.rss
    Excelente a sua explanação com um pouco de história. Acho que o que importa mesmo é sentir-se bem consigo mesmo e manter uma boa saúde, o mais é seguir a ditadura de uma moda que nunca vai trazer satisfação.
    Beijinhos e uma linda semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade!! Na moda impera a lei dos opostos! Se em uma estação usa o branco, na outra o preto - ou melhor, usa-se a cor que está parada no estoque (rs*). Quando eles conseguem alisar o cabelo de praticamente todas as mulheres, logo dizem que o cacheado está em alta. Se estamos com os cabelos longos, o cabelo curto logo aparece para depois dizerem que não, o cabelo longo que é o que há. Lá vai o mulherio colocar aplique... cansa, viu? Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  34. Esses distúrbios alimentares são o "mal do século". O mais triste nisso tudo é que, cada vez mais, meninas (e até meninos) em tenra idade são acometidos por eles na tentativa errônea e perigosa de desafiar a própria natureza que lhes concedeu um biotipo que se afasta (mesmo que apenas um pouco) desse ideal imbecil (e impossível) de beleza que vemos hoje. E, o pior de tudo, é que tende apenas a piorar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois se cada vez mais se come menos e mal, daqui a pouco viveremos de "luz". Arthurius, agora os meninos estão se depilando... não as partes relacionadas a higiene, mas tudo!! Tem certas coisas que penso se o meu pai visse. Lembro de uma vez que ele reparou uma moça fumando em público. Beijus,

      Eliminar
  35. Luma, seu post está magnífico! Realmente a maioria das mulheres são escravas do que dita a moda e os padrões estéticos! E isso desde a mais tenra idade... eu, sempre digo: estou gorda? Jamais! Só nasci na época errada! Eu seria muito requisitada pelos pintores e escultores renascentistas! rs...rs...rs... Bjks Tetê - Livre Pensamento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tetê, se está feliz, dane-se o resto!! Cada um sabe da própria dor! Beijus,

      Eliminar
  36. O que a Megan Fox fez com ela mesma? Nao sei. E adorei as dicas de dieta. Muito obrigada.
    Bjao

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mãe dela está aparentando menos idade que ela. A mulher acabou!! Está precisando de alinhamento.
      Que bom que gostou!! Achei que tinha exagerado no comentário! :) Beijus,

      Eliminar
  37. Este blogue é um sucesso e com motivos justificados. Este post é a prova. Adequadíssimo ao tempo e bem fundamentado. Quem, como eu, lida com jovens sabe muito bem daquilo que falas.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana!! Sei bem como é complicado lidar com jovens e sendo eles problemáticos, pior ainda!!
      Beijus,

      Eliminar
  38. Amei!!!!
    Fantástico!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  39. Infelizmente o "olhar" dos pares, as imagens veiculadas, etc, podem muito mais que a aceitação do que se é...Trabalhar a autoestima é um processo continuado...

    Parabéns pelo artigo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!! Espero que quem precisa realmente de clarear as ideias, pare e pense. Em geral, quem não precisa, está se informando cada vez mais e quem precisa, continua se mantendo na ignorância! Beijus,

      Eliminar
  40. Hahaha, a gente se produz tanto, se cuida tanto.Coisa de mulher, são essas pequenas "coisas de mulher" que nos tornam únicas no mundo, nos tornam únicas para cada momento, para cada mimo.
    Para cada defeito e atributo do meu corpo, uma gota de amor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A gente gosta de se sentir bonita, mas aí é que está a chave da questão! Ser bonita é olhar e gostar do que se vê. Já a sociedade de consumo, faz um tudo para você não gostar de você e gastar $$$$$ Canso de ouvir: Fulana está bonita, mas quanto deve ter custado a produção?
      São valores desvirtuados e que servem apenas como muleta por um período. Quanto tempo dura o prazer? Se a vida é um sopro, vale a pena perder tanto tempo com futilidades?
      Gostei!! Para cada defeito ou atributo... uma gota de amor!!
      Seja bem-vinda, Bia!!

      Eliminar
  41. Bom, infelizmente já tive uma grande amiga que morreu por causa da anorexia. Era impressionante como ela nao ouvia ninguém e só acreditava na imagem distorcida que via no espelho..#triste. Bj e fk c Deus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poxa, sinto muito Nana!! Não é fácil perder uma pessoa querida por algo que poderia ter sido reconhecido no começo, pois é uma doença passível de cura. Fica com Deus também!! Beijus,

      Eliminar
  42. Querida Luma,
    só agora estou chegando à sua participação pelo motivo que você conhece: mini-férias.
    Foi bom demais, pena ser pouco, mas não dá para ausentar mais tempo. Quando cheguei já tinha tudo acumulado.
    Adorei a frase final: Mulheres livres são poderosas.
    Modestia à parte, me sinto assim: poderosa (ah ah ah). Freedom is my middle name.
    Minhas amigas do núcleo duro me chamam carinhosamente "Descondicionada" pois não tem como alguém me condicionar. Me alimento livremente apesar de evitar excessos, pois os excessos alimentarem são sinal de desequilibrio interior.
    Excelente post!
    Beijinhos.
    Rute

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre um prazer receber sua visita ao "luz" com comentários que enriquecem a nossa reflexão. Procurar a via do meio, sempre o melhor caminho. Vou ter que deixar de ser 8 ou 80 alguma hora da minha vida. Obrigada por surgir em minha vida e assim ficar!! Beijus,

      Eliminar
  43. Luma..você colocou tudo tão simples e tudo tão verdadeiro, tanto no passado como na atualidade.A mídia mostra hoje um perfil e todos saem a cata deste perfil.As pessoas procuram naquilo que não existe.A beleza seja qual for interior e exterior deve parte daquilo que somos, se nos gostamos.Pode até algumas imperfeições, mas podemos abusar de outros detalhes(falando em beleza física.Eu mesmo tenho um segredinho, tenho uma "leve" barriga, abuso do decote, pois tenho um colo que eu acho que é bonito.Isso é saber usar a cabeça..rsrsrsrs
    Paz e bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas estão desorientadas, Bel. Não sei até onde aguentarão tanta superficialidade, ou melhor, eu sei ou pelo menos imagino que na velhice as pessoas encaram de frente as besteiras que fizeram na vida. Quem tem amor à si mesmo, gosta de tudo aquilo que para os outros é defeito.
      Bel, estou pensando em aumentar o meu decote (rs*)
      Beijus,

      Eliminar
  44. Olá, Luma
    O corpo da mulher deve sempre surpreender:
    "Ser bonito por dentro e por fora"...
    Vc falou muito acertadamente, no meu ponto de vista, do que se sucede atualmente: estereótipos... pessoas ficam em segundo plano... Muito bom isso!!!
    Seja abençoada e feliz!!!
    Bjs de paz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os rótulos sempre atrapalharam a humanidade, mas isso é vício! À primeira vista, sempre se enquadra a pessoa dentro de um 'achar'. Dentro desse achismo, podemos rotular erroneamente. Ser gordo não quer dizer que a pessoa seja má e por que ser magro é melhor? Lógico que estou me referindo à caráter e não as questões de saúde. Beijus,

      Eliminar
  45. Concordo totalmente com você Luma.
    Cada um tem que respeitar seu biotipo e cuidar da saúde que é muito mais importante.
    Detesto essa rotulação de imagem magérrima e de pessoa insatisfeitas o tempo todo com seu próprio corpo.
    Grande texto amiga.
    Xerosss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana Karla!! Vamos seguindo tentando entender como procede as condutas humanas... Quando mais estamos insatisfeitas interiormente transparecemos para o nosso exterior. Alguns casos de obsessão por uma aparência aceita socialmente devem ser motivo de estudo. Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor