Amélia Earhart

Amélia Earhart

Amélia Earhart foi a primeira mulher a cruzar o Oceano Atlântico, em 1928, não como passageira e sim à bordo de um trimotor Fokker. Nesta primeira vez, ela tinha dois pilotos, Wilmer Stultz e Louis "Slim" Gordon.

Amélia queria mais, queria repetir a proeza de Charles Lindbergh: atravessar o Atlântico sozinha, façanha que ninguém, homem ou mulher, lograra repetir desde 1927. Em 20 de Maio de 1932, desta vez pilotando o seu Lockheed Vega, ela se igualou a Lindbergh.

Durante o seu voo solitário de Harbour Grace, na Terra Nova, até Londonderry, no norte da Irlanda, Amélia, de 35 anos, manteve-se acordada graças a sais aromáticos, pois ela não tomava nem café nem chá. Embora não tenha atingido o seu objetivo inicial - Paris, o mesmo de Lindbergh - ela quebrou vários recordes numa simples travessia: Foi a primeira mulher a fazê-la sozinha; foi a primeira pessoa a cruzar o Atlântico duas vezes de avião; e ainda o fez em menos tempo que Lindbergh, 13h13m contra as 33h30m do piloto.

Três anos depois, Amélia fez um voo solo entre o Havaí e a Califórnia, transformando-se também na primeira mulher a voar sozinha sobre o Pacífico. Seus feitos tornaram-se uma lenda e, em 1937, quando tentava a circunavegação aérea do planeta, desapareceu no Pacífico e virou uma lenda maior ainda.

Em 1° de Junho de 1937, Amélia Earhart decolou de Miami, pilotando um bimotor Lookheed Electra, para tentar se transformar na primeira mulher a dar a volta ao mundo. Com o navegador Fred Noonan, passou por Natal, no Rio Grande do Norte e chegou ao Senegal. Cruzou a África e atingiu a Ásia. De lá, prosseguiu para Nova Guiné, na Oceania.

No dia 02 de Julho, enviou um radiograma para o navio "Itasca", que a esperava perto da ilha Howland, no Pacífico Sul, a 4.000 quilômetros de Nova Guiné, onde o bimotor deveria ser reabastecido. Faltavam 11.300 quilômetros para que Amélia e Noonan cumprissem seu objetivo e retornassem aos Estados Unidos, mas o avião nunca pousou em Howland.

Amélia Earhart
*imagens

O mais provável é que, perto da ilha de Ni-kumaroro, o avião ficou sem combustível e caiu no mar. Há quem afirme, porém, que Amélia era uma espiã e seu avião foi abatido pelos japoneses. Outra hipótese, contrária à anterior, dizia que ela tinha um romance com o imperador Hiroíto e sumira para encobrir a verdade: em 1992, segundo essa versão, ela ainda estaria viva, morando incógnita em Nova York.

Filme Amélia Earhart
A vida de Amélia Earhart virou filme

Amelia Earhart estaria fazendo hoje 115 anos e por isso recebe uma homenagem do Google Doodle

Coragem é o preço que a vida exige em troca de paz
(Amélia Earhart)

38 comentários :

  1. Nossa Luma, que história bacana !!Não conhecia estes detalhes , achei encantador, principalmente para a época!! Tenha um bom dia!!

    Super bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eloa, sempre que vejo o nome da Amélia inserido em algum texto, esse logo me chama a atenção. Tenho lido bastante sobre ela, não somente no momento por seu aniversário. Saber a trajetória de vida de uma mulher à frente de seu tempo é bastante incentivador! Beijus,

      Eliminar
  2. Que linda história e que mulher "garruda",rsss...Nunca se saberá como realmente acabou...Fica o registro e homenagem do Google justificada muito bem!

    beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vira e mexe parte uma expedição para o local em que acham caiu o avião. Pelo menos para resgatar os restos mortais, mas agora, tanto tempo se passou que o mar se encarregou de sepultar. Vale a lembrança de uma mulher cheia de sonhos e coragem para realizá-los. Beijus,

      Eliminar
  3. "Amélia que era mulher de verdade...", parafraseando Mário Lago "Amélia é uma mulher coragem", deve estar quebrando desafios em outras vidas... Gostei do filme, mas acho que poderia ser melhor escrita (olha o clone de roteirista tupiniquim rsrs).

    Luma tenha um dia maravilhoso!

    Beijãoooooooooooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o filme foi superficial, mas era tanta coisa para falar sobre a vida dela, que não daria tempo! Então foi bem atrelado à aviação, mas ela exerceu outras funções, como a de escritora e incentivadora dos movimentos feministas.
      Dia maravilhoso para você também!! Beijus,

      Eliminar
  4. Uma mulher de fibra com uma história de aventura. Adoraria ter a certeza que, a par do espírito aventureiro, também tivesse vivido um grande amor.

    Abraços Luma

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, viveu sim!! Dois pelo menos são de conhecimento público: George Palmer Putnam, filho do fundador da editora Sons GP Putnam e o piloto Gene Vidal. Beijus,

      Eliminar
  5. Bela homenagem, Luma! Nada mais justo que as mulheres façam parte da Aviação e dos Voos Espaciais,nos dias atuais! Sem falar que Amélia Earhart era uma linda mulher! Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vitorio, porque será que eu sabia que viria aqui, assim que comecei a escrever o texto? Sim, bonita e elegante!! Beijus,

      Eliminar
  6. Oi Luma!
    Uma grande e bela mulher, viveu intensamente o pouco tempo que teve por aqui. Fez uma história de conquistas. Gostei muito de ter conhecido um pouco mais de sua vida. Bela homenagem!
    Beijinhos e tudo de bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Incentivador e exemplo para muitas mulheres. Nesse tipo de mulher que muitas precisam se espelhar. Hoje escutei de uma criança, vixi! "Quem vê coração não vê bunda". Tudo de bom para você também! Beijus,

      Eliminar
  7. Vi logo no logo do Google, tava muito lindo. Já conhecia a história dela. Essas mulheres que em plena primeira metade do século passado deram o que falar nos orgulham.
    Não cheguei a ver o filme da vida dela.
    Não acredito muito nessas lendas que falam que uma pessoa desaparecida ou morta pode viver reclusa por isso ou aquilo, as pessoas falam pra dar mais mistério e curiosidade. Mas já pensou se fosse mesmo, ia ser uma bomba a descoberta, aí sim ia ser um filme bem famoso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ruby, eu escrevi esse post faz um tempo e quando vi que o google estava homenageando Amélia, logo me lembrei dele. Seria o tipo de texto para publicar no Dia Internacional da Mulher, por exemplo. Já que ela sempre foi incentivadora das causas feministas.
      Então, algumas conjecturas nesse sentido, porque ela estava dividida entre dois amores e um deles estava de co-piloto nesse desaparecimento. Vai saber!
      Uma pessoa no Dihitt afirmou que acharam seus ossos. Pesquisei e não encontrei nada. As pessoas inventam rumores e estes rumores crescem.

      Eliminar
  8. Luma,
    Ainda não vi esse filme, mas o trailler me deixou com vontade sim.
    Que história bonita, não é?

    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O filme é meio amarrado, mas bom, muito bom. A escolha dos atores foi perfeita!! Assisti sim, porque além de bonita a história, tem toda uma ambientação. Uma viagem!! Beijus,

      Eliminar
  9. Luma, hj quando vi a homenagem do google, fui conhecer a história desta fascinante mulher. É incrível como certas personalidades simplesmente nos passaram desapercebido a vida toda. Adorei! Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela já era uma personalidade antes de ingressar no mundo da aviação. Era sempre vigiada pelos jornais por vir de família rica e ser bastante carismática. Existem muitas mulheres que não entraram para a história, mas todos os dias fazem dos que a rodeiam pessoas especiais com a energia que emanam; uma força capaz de motivar e mostrar um mundo mais dinâmico e com mais vida! Que bom que gostou!! Beijus,

      Eliminar
  10. Eu nunca tinha escutada nada sobre essa mulher. Este ano vi o filme na tv, e depois revi, pois adorei Realmente ela foi uma mulher batalhadora e corajosa. Boa semana para você!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Roseane! Eu tive o prazer de ser apresentada à Amélia através de uma revista antiga que estava guardada entre as coisas de mamãe quando fiz a sua mudança. Fiquei apaixonada logo à primeira vista e desde então, leio tudo sobre ela. Não cheguei ao ponto de assistir o filme mais de uma vez, mas gostei muito também! Boa semana para você também!! Beijus,

      Eliminar
  11. UMA LINDA HISTÓRIA, JÁ ESCULTEI MUITO DE AMÉLIA... PORÉM MUITA CONTROVÉRSIAS EM SUA HISTÓRIA. MAS, ADMIRO SUA VALENTIA E OUSADIA.
    Beijinhos afetuosos.
    Uma quarta-feira, cheia de coisas boas!
    Lorena Viana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual controvérsia? Ela sempre foi uma mulher verdadeira, transparente e mostrava a todos onde queria chegar. Sua vida foi um livro aberto, não há controvérsias. Somente na atualidade, um ou outro jornal sensacionalista para dar ênfase em suas matérias, inventam conjecturas que não possuem crédito algum.
      Obrigada pelos votos!

      Eliminar
  12. Sou fã! Das duas: da Amélia e da atriz que vai interpretá-la.
    Compartilhei no G+.
    Sobre o voto na banda, quando li o seu recado já havia passado o período de votação, creio.Estava de férias... rsrsrs
    Se ainda puder me avise.
    O farei com o maior prazer.
    Beijão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ambas são lindas e talentosas!
      Obrigada por compartilhar, Beth!
      Sim, passou o período de votação, mas o pedido teve uma segunda intenção :) eu queria que meus amigos conhecessem a banda!
      Beijus,

      Eliminar
  13. Muito Show o teu blog Luma, parabéns. sou a Lindalva da Ilha e administradora do Ostra da Poesia e vim validar teu voto no Pena de Ouro. Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Lindalva!! Seja bem-vinda! Foi com prazer que acessei a sua página para votar. Parabéns por esse grande incentivo aos escritores e poetas!! Beijus,

      Eliminar
  14. Oi, Luminha! Você sempre trás para o seu blog textos elaborados, informativos e imagino como lhe custa no dia a dia, sendo a pessoa ocupada que é. Eu tentei blogar e achei complicado conciliar agenda. Para fazer um post tem que sentar e olhar só para ele, coisa que para mim, na minha correria muito difícil conseguir concentrar. Quando arrumo tempo, só quero dormir, dormir, dormir... sabe como é, tenho que cuidar da pele.
    Amélie e todas as mulheres de sucesso tiveram que abdicar muito da vida particular para realizar seus sonhos. Se nos sonhos não estiver incluído constituir família, beleza. Do contrário viveremos insatisfeitas, olhar filhos criados e pensar em voltar no tempo ou depois do tempo passado, porque não teve tempo de constituir família. Vivemos a lenga-lenga da insatisfação e nos alegra ver uma mulher de fibra que partiu rumo ao desconhecido, arriscando a sua vida para realizar um sonho. Cara, os aviões eram de madeira?
    Besitos miles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lalinne, você está certa! Me sobra muito pouco tempo para dedicar ao blogue mas é algo que faço com muito prazer! Adoro blogar! Uma pena que não conseguiu conciliar suas funções com seu blogue. As pessoas não deveriam exigir demais de si mesmas com relação a atualização do blogue. Faça isso quando tiver tempo ou inspiração, nem que seja uma vez por mês, afinal, o blogue não é o seu ganha pão!
      Ah, essa é uma característica inerente a quase todas as mulheres; vivemos divididas por natureza. Se temos algo, queremos a outra coisa; se temos a outra coisa, queremos de novo aquilo que abdicamos; se conseguimos ter as duas coisas, procuramos por uma terceira... que coisa!
      Acho que eram de madeira. Vou procurar saber antes de afirmar!
      Beijus,

      Eliminar
  15. Oi, Luma. Eu assisti o filme, achei muito legal a história dessa grande mulher. Ousadia é a palavra! Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gostei e o melhor é que não é fantasiosa. A história foi totalmente condizente com a realidade. Beijus,

      Eliminar
  16. Luma,
    gosto muito da história de Amélia e gostei do filme. Não sabia dessa parte, tipo fofoca, dela ter um caso com Hiroito, rs
    bjs
    Jussara

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa parte da história da Amélia li na biografia do Hirohito, escrita pela Escola Peer, Instituto Crown Prince onde ele estudou. Um escandalo providencialmente não confirmado. Beijus,

      Eliminar
  17. Estou buscando o filme, quero muito ver.
    Pois sim Luma, apaguei o blog há quase 2 anos, só guardo endereço, como lembrança. Pretendo voltar com algo legal daqui um tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caraca!! Foi muito corajoso e espero que volte. Beijus,

      Eliminar
  18. Luma, excelente escolha! Uma mulher corajosa. Assisti um filme que fiquei sensibilizada logo no final. Quanto esta parte que tambem não a conhecia, acho que sempre vem a tona, sobre as celebridades, outros assuntos que talvez poderiam ter sido evitados ou apagados, mas faz parte das biografias das vidas publicas.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Errado é falar além do que consta, pois o morto não está presente para se defender. Beijus,

      Eliminar
  19. Show de post Luma! Adorei! E acredito que nós mulheres somos o que somos hoje por conta dessas mulheres de anos atrás, de séculos atrás que foram guerreiras para o seu tempo e humanidade! Adoro! ;)
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também adoro saber sobre essas mulheres; elas sempre nos inspiram e podemos pensar em fazer sempre mais!! Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor